Ir para conteúdo
Welligton Cidade

Mochilão pela América do Sul: é perigoso ir sozinho e o seguro de vida é obrigatório?

Posts Recomendados

Olá, pretendo fazer meu primeiro mochilão sozinho em agosto/2018 até no momento não acompanhante, moro no Mato Grosso do Sul pretendo ir para Bolívia por Corumbá, Santa Cruz, La Paz, Copacabana, Machu Picchu, Aríca no Chile, Salar de Uyuni, San Pedro, Purmamarca, Assunção e chegar no Brasil através de Pedro Juan. Gostaria de saber sobre como funciona a entrada e saída dos países, o idioma (não falo espanhol), sobre o câmbio, se é perigoso ir sozinho e o seguro de vida é obrigatório para mochileiros?

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Sobre Bolívia e Paraguay não comento.

Perigo de roubo é pequeno perto do Brasil,porém e mais perigoso para a saúde,contrate um seguro viagem.

Idioma?Há que fazer um curso de español básico, pois senão não entenderá eles.

Câmbio?Tem nas fronteiras ou nas cidades próximas,leve Real e vá trocando conforme a necessidade. 

De punamarca vai a Salta e dali muitas horas as cataratas, mais uma vez,só vai a Paraguay se quiser.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

1. Voce ainda tem um bom tempo pra estudar o básico do espanhol ou até mesmo do inglês. Mas nao tenha receio, tem muitas palavras que são semelhantes ao portugues e com isso voce nao ficará totalmente perdido como se fosse um japonês. Mas atente-se que que tem palavras semelhantes às nossas mas têm significado diferente. Mas no contexto da situaçao, mimicas se for o caso tudo dará certo.

2. Câmbio na fronteira nao tem uma boa cotaçao. Sugiro trocar apenas o inicial pra pagar um taxi, uma reserva, etc ate chegar no centro da cidade onde terá melhores cotaçoes. Fique atento às cotaçoes super valorizadas, normalmente pode ser uma fria. Confira o dinheiro na frente da pessoa que fez o câmbio pra ver se nao ta faltando nada, tem muita gente malandra.

3. Nao acho que seja perigo, mas é fundamental ter as precauções básicas como: ficar atendo aos batedores de carteira, nao deixar todo o seu dinheiro em um único local, e ter uma certa malícia tambem por onde anda. Mas de modo geral, o fato de voce viajar sozinho nao quer dizer que vá ficar sozinho o tempo todo. Tem muita gente em todo lugar q passar, muito vao para o mesmo destino que o seu, ou vao fazer o mesmo passeio que voce, entao voce ficará sozinho o tempo todo se quiser.

4. Atente-se à vacina da febre amarelae e ao certificado internacional. Sobre o seguro de viagem é algo relativamente barato. Há uma grande chance de voce contratar e nem usar, mas se precisar, dará graças a Deus por ter. Entao é a chamada economia burra. Pesquise sobre as diversas empresas que tem, os beneficios de cada uma e procure os cupons de desconto que sempre tem.

  • Curti 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Gostaria de saber sobre como funciona a entrada e saída dos países

A entrada e saída nesses países é tranquila, não há com que se preocupar. Apenas tendo seu passaporte em boa ordem e o certificado internacional de vacinação contra a febre amarela você pode ir tranquilo.

o idioma (não falo espanhol),

É sempre bom pelo menos ter uma noção do idioma, pois você vai perguntar muita coisa no meio do caminho. Mas não que seja essencial, da pra se virar bem com o português pela proximidade dos idiomas. Mas quanto mais souber o espanhol melhor para você, vai ganhar tempo e te facilitar muita coisa.

sobre o câmbio,

Quando fiz essa viagem levei dólar. Fiz a troca no Brasil e conforme chegava nas cidades ia trocando. Penso que é mais prático do que levar em R$, nas trocas acaba compensando e pela facilidade em qualquer casa de câmbio também. R$ já fica mais restrito.

se é perigoso ir sozinho

Nem um pouco, tem muito turista viajando por esses países então é comum encontrar muito brasileiro e gente do mundo todo. Sobre Paraguai não sei te falar.

e o seguro de vida é obrigatório para mochileiros?

Não só para mochileiros, mas para qualquer viajante. Dificilmente vão perguntar se você tem, mas caso perguntem e você não tiver pode te comprometer.  Não custa fazer o básico para evitar essa dor de cabeça e se por algum motivo você precisar usar já está lá, então deve fazer sim.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Argentina e Chile nem pensam em febre amarela e,por terra,os outros,nem revistam bagagem.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

@D FABIANO 

Em 21/11/2017 em 09:11, D FABIANO disse:

Argentina e Chile nem pensam em febre amarela e,por terra,os outros,nem revistam bagagem.

Em 20/11/2017 em 23:53, lobo_solitário disse:

1. Voce ainda tem um bom tempo pra estudar o básico do espanhol ou até mesmo do inglês. Mas nao tenha receio, tem muitas palavras que são semelhantes ao portugues e com isso voce nao ficará totalmente perdido como se fosse um japonês. Mas atente-se que que tem palavras semelhantes às nossas mas têm significado diferente. Mas no contexto da situaçao, mimicas se for o caso tudo dará certo.

2. Câmbio na fronteira nao tem uma boa cotaçao. Sugiro trocar apenas o inicial pra pagar um taxi, uma reserva, etc ate chegar no centro da cidade onde terá melhores cotaçoes. Fique atento às cotaçoes super valorizadas, normalmente pode ser uma fria. Confira o dinheiro na frente da pessoa que fez o câmbio pra ver se nao ta faltando nada, tem muita gente malandra.

3. Nao acho que seja perigo, mas é fundamental ter as precauções básicas como: ficar atendo aos batedores de carteira, nao deixar todo o seu dinheiro em um único local, e ter uma certa malícia tambem por onde anda. Mas de modo geral, o fato de voce viajar sozinho nao quer dizer que vá ficar sozinho o tempo todo. Tem muita gente em todo lugar q passar, muito vao para o mesmo destino que o seu, ou vao fazer o mesmo passeio que voce, entao voce ficará sozinho o tempo todo se quiser.

4. Atente-se à vacina da febre amarelae e ao certificado internacional. Sobre o seguro de viagem é algo relativamente barato. Há uma grande chance de voce contratar e nem usar, mas se precisar, dará graças a Deus por ter. Entao é a chamada economia burra. Pesquise sobre as diversas empresas que tem, os beneficios de cada uma e procure os cupons de desconto que sempre tem.

 

E as aduanas como funcionam?

Em 20/11/2017 em 22:37, Welligton Cidade disse:

Olá, pretendo fazer meu primeiro mochilão sozinho em agosto/2018 até no momento não acompanhante, moro no Mato Grosso do Sul pretendo ir para Bolívia por Corumbá, Santa Cruz, La Paz, Copacabana, Machu Picchu, Aríca no Chile, Salar de Uyuni, San Pedro, Purmamarca, Assunção e chegar no Brasil através de Pedro Juan. Gostaria de saber sobre como funciona a entrada e saída dos países, o idioma (não falo espanhol), sobre o câmbio, se é perigoso ir sozinho e o seguro de vida é obrigatório para mochileiros?

 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Qualquer aduana de Chile é muito chata,passam suas coisas no raio x,põe cachorro para farejar frutas,verduras ou carnes e derivados.

Tem que preencher uma declaração jurada que não tem,pois se acharem é multa na hora.NÃO TRAGAM ESSAS COISAS A CHILE!

Argentina é mais leve,também não pode entrar com essas coisas,mas não tem cachorro nem multa.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Em 20/11/2017 em 22:37, Welligton Cidade disse:

Olá, pretendo fazer meu primeiro mochilão sozinho em agosto/2018 até no momento não acompanhante, moro no Mato Grosso do Sul pretendo ir para Bolívia por Corumbá, Santa Cruz, La Paz, Copacabana, Machu Picchu, Aríca no Chile, Salar de Uyuni, San Pedro, Purmamarca, Assunção e chegar no Brasil através de Pedro Juan. Gostaria de saber sobre como funciona a entrada e saída dos países, o idioma (não falo espanhol), sobre o câmbio, se é perigoso ir sozinho e o seguro de vida é obrigatório para mochileiros?

Fiz o mochilão no final do ano passado e inicio desse, fui sozinho, não falava nada de espanhol e como voce tinha duvidas sobre cambio, não sabia se levava reais ou dolares, no fim.

Levei reais e dolares, os dolares que levei nao gastei nenhum, voltei pro Brasil com eles.

Não é perigoso, claro que é sempre bom tomar cuidados, como você ja deve ter aqui no Brasil.

Como disse, fui sozinho, mas nunca fiquei sozinho, eu sou uma pessoa muito comunicativa, converso pelos cotovelos e isso ajuda muito nas minhas mochilas.

Essa rota é rota de mochileiros, você vai encontra muita gente fazendo o mesmo trajeto que voce, não se preocupe.

No mais é isso, se joga, vá sem medo, na cara e na coragem e tenha certeza que essa mochilão vai ser incrivel e muito rico, nosso vizinhos são de um culturalismo impar!!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Fiz um mochilão pela Bolívia e Peru em 2005. Como faz muito tempo, não sei se posso ajudar muito. Fui com um amigo.

Lembro que apesar de não falar espanhol, deu pra me virar tranquilamente. Além dos idiomas serem muito parecidos, muitos lugares estão acostumados a receber turistas e por isso conseguem entender bem a gente.

Se pretende pegar o "Trem da Morte" até Santa Cruz de la Sierra, sugiro ir até a estação de Puerto Suarez. A estação de Puerto Quijarro fica até mais próxima de Corumbá, mas a infraestrutura dela é péssima! Compensa andar um pouco mais e ficar numa estação melhor.

Nossa Senhora de Copacabana é uma cidade muito simpática, à beira do Lago Titicaca! Vale a pena visitar! Vc não mencionou mas provavelmente vai para Cusco, antes de ir pra Machu Picchu, né? Não deixe de conhecer essa cidade!

Cuidado com o câmbio de dinheiro! Em Cusco meu amigo se deu mal e pegou uma nota falsa. Ele trocou numa loja que vendia filmes, câmeras, postais e outros produtos relacionados à fotografia. Num dos cantos tinha um balcão onde acontecia o câmbio. Portanto, cuidado!

Recomendo pegar um seguro viagem sim!

Boa viagem!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

1 - Perigoso é o Brasil. E MUITO!

2 - Se tiver condições faça o seguro viagem. Tem gente que passa mal pela altitude, outros se quebram na Death Road, outros caem bêbados da cama do hostel. Nunca se sabe, né?

3 - Leve dólares se puder e conseguir boa cotação. Tente trocar Reais/Dólares por Bolivianos na fronteira porque o câmbio é melhor já que vai entrar no país por lá.

4 - Se não sabe espanhol comece aprender a partir de agora o máximo que conseguir. Sua experiência de viagem não será tão rica se não souber ter uma conversa em inglês ou espanhol com as pessoas que conhecerá durante a viagem, especialmente com os locais. Além disso vai pagar mais caro em tudo se não souber o idioma na hora de negociar.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar Agora


×