Ir para conteúdo

Como funciona o visto de trânsito para a China


Bre Ramos

Posts Recomendados

  • Membros

Olá, gostaria que alguém me ajudasse a sanar esta dúvida sobre o visto de trânsito para a China. Vou fazer uma conexão de 9h lá para ir para a Tailândia, porém as informações da internet estão mto confusas. Em alguns sites diz que eu tenho que aplicar junto a companhia aérea, outros dizem que se aplica na chegada do aeroporo de Beijin, outros dizem que tenho que preencher um formulário.

Alguém fez recentemente conexão por lá e pode me ajudar nessa questão? Agradeço imensamente.

 

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Membros de Honra

Olá, amiga.  

Não foi exatamente o meu caso, já que permaneci quase 1 mês no país e fui obrigado a solicitar e retirar o Visto no consulado chinês ainda aqui no Brasil. Já no seu caso, desde dezembro do ano passado (2017), não é mais necessário o visto de trânsito, que antes era permitido para permanência de até 72 horas.  Atualmente, nós brasileiros que visitamos alguns destinos na China (e também para nativos de outros 51 países), não precisamos mais do Visto de trânsito (desde que a permanência seja menor que 6 dias). Essa autorização você consegue no momento de desembarque na China. Lembre-se que a isenção vale somente para desembarque e visitação às cidades de Pequim (Beijing) e Tianjin e também à província de Hebei. 

Espero ter ajudado! abração e boa viagem! 

  • Gostei! 1
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Colaboradores
4 horas atrás, D FABIANO disse:

Parece que sim,veja no site da embaixada chinesa em Brasília. Menos de 6 dias não é mais necessário visto.

É apenas para visto de transito e não isenção de visto normal (ou seja, antes de chegar lá tem que estar com passagem confirmada, com lugar marcado, indo para outro pais - não pode ser ida e volta simples). E este visto só permite ficar na cidade que chegou (não pode ir para outras).

Aqui tem um faq em ingles.

http://cy.china-embassy.org/eng/lsqw/t1567073.htm

  • Gostei! 1
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Membros de Honra

Isso, Bre.... exatamente!! Como não é possível embarcar aqui no Brasil somente com passagem de ida, você 'automaticamente' já vai chegar lá na China com a passagem/destino/assento em mãos, e assim receberá o visto de trânsito pelo prazo máximo de 6 dias. Boa viagem, amiga!! 

  • Gostei! 1
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • 11 meses depois...
  • Membros
Em 30/10/2018 em 02:05, Bre Ramos disse:

Olá, gostaria que alguém me ajudasse a sanar esta dúvida sobre o visto de trânsito para a China. Vou fazer uma conexão de 9h lá para ir para a Tailândia, porém as informações da internet estão mto confusas. Em alguns sites diz que eu tenho que aplicar junto a companhia aérea, outros dizem que se aplica na chegada do aeroporo de Beijin, outros dizem que tenho que preencher um formulário.

Alguém fez recentemente conexão por lá e pode me ajudar nessa questão? Agradeço imensamente.

 

Olá bre. 

Estou numa situação muito parecida e gostaca de saber como correu a tua conexão de 9h,se houve ou não algum problema com o visto. Eu também vou fazer uma conexão de 9h no aeroporto de shanghai mas os voos são independentes, comprados separadamente e de companhias diferentes. 

Muito obrigada pela tua atenção. 

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Participe da conversa

Você pode postar agora e se cadastrar mais tarde. Se você tem uma conta, faça o login para postar com sua conta.

Visitante
Responder

×   Você colou conteúdo com formatação.   Remover formatação

  Apenas 75 emojis são permitidos.

×   Seu link foi automaticamente incorporado.   Mostrar como link

×   Seu conteúdo anterior foi restaurado.   Limpar o editor

×   Não é possível colar imagens diretamente. Carregar ou inserir imagens do URL.

  • Conteúdo Similar

    • Por Fora da Zona de Conforto
      Nenhuma viagem à Tailândia está completa sem uma estadia em Phuket, indiscutivelmente o principal destino turístico que a Tailândia tem a oferecer.
      O mais provável é que você fique em um resort na beira da praia e queira fazer uso das instalações que eles têm a oferecer e acessar as atividades disponíveis. Você vai nadar, você vai tomar sol, mas quando se trata de buscar uma injeção de adrenalina, onde você deve procurar?
      Não se preocupe, nós ajudamos você. Confira nossa lista dos 11 principais esportes radicais em Phuket para acelerar seu coração.
       
          1. Surf nas praias de Kata e Kalim em Phuket
      O surfe está ganhando popularidade em Phuket, e a opção de alugar uma prancha e receber algum treinamento de um treinador credenciado está disponível em muitas praias, principalmente Kata Beach e Kalim Beach.
      Se equilibrar ao longo da crista das ondas é emocionante e o tamanho das ondas em Phuket são normalmente acessíveis para iniciantes, embora ainda sejam divertidas para surfistas mais experientes.
      Os melhores meses para surfar em Phuket são geralmente de maio a setembro, devido aos constantes ventos de monção que produzem ondas de até 4 pés. Espere pagar em torno de INR 300 por hora pelo aluguel da prancha.
       
          2. Tirolesa em Phuket
      Tirolesa é uma grande aventura para a família e é uma necessidade absoluta se você visitar Phuket. A maioria dos resorts o ajudará a reservar essas experiências no Flying Hanuman em Kathu. Sobrevoe de árvore em árvore enquanto a selva passa rapidamente abaixo de você. Seus filhos estarão gritando como Tarzan antes de sua jornada terminar.
      A aventura na tirolesa irá lembrá-lo da beleza interior da ilha, já que isso pode muitas vezes ser esquecido enquanto se diverte nas praias. A densa floresta de Phuket é uma ótima opção para exploração e atividades ao ar livre. As tirolesas custam cerca de INR 4100 por pessoa.
       
      Continue lendo em: 11 Esportes de Aventura para Fazer na Ilha de Phuket, Tailândia
    • Por Guilherme Drosdosky Bodenmuller
      Sim, esse é o melhor guia de Bangkok que você irá encontrar.
       
      Viajamos para a Tailândia em 2018, conhecemos diversas cidades, casamos em Phi Phi, e muitas coisas legais.
      E não podia faltar conhecer Bangkok, uma cidade milenar repleta de cultura e aventura!
       
      Inclusive, conhecemos o famoso Sky Bar, palco da gravação do final do filme Se Beber Não Case 2.
      Então, se você está pensando em ir para a Tailândia, não deixe de conferir esse guia super completo que fizemos para ajudar nossos amigos viajantes.
       
      O link é https://alemdafronteira.com.br/guia-bangkok-tailandia/
       
      E mais, se quiser contribuir, sugerir alterações, ou qualquer coisa, pode utilizar os comentários no site ou até mesmo formulário de contato disponível no site que respondo com o maior prazer.
       
      Só pra ter uma idéia, vou colocar uma foto de Bangkok para conferirem.

    • Por Fora da Zona de Conforto
      Quem nunca sonhou em ganhar dinheiro viajando? Trabalhar remotamente direto de uma praia paradisíaca? Entenda como funciona o estilo de vida nômade digital e conheça novos vistos para digital nomads (nômades digitais) e trabalho remoto!
      Se você trabalha remotamente, tenho certeza que já passou pela sua cabeça o quão incrível seria fazer suas tarefas em outro local que não fosse no sofá da sala ou em uma mesa de escritório dentro de sua casa. Afinal, tendo uma boa conexão à internet, você pode realizar seu trabalho de qualquer lugar do mundo. Quando os trabalhadores contemporâneos perceberam isso, foi criado o nomadismo digital.
      Com o impacto do COVID-19 na rotina da maioria das empresas, quando todos os funcionários presenciais de uma hora para outra tiveram que se adaptar ao home office, muitas pessoas se deram bem e diversos profissionais puderam optar por continuar com trabalho remoto. Se você é um deles, porque não se tornar um nômade digital e aproveitar de todas as vantagens dessa nova possibilidade?
      O estilo de vida de um nômade digital consiste basicamente em unir trabalho, dinheiro e turismo, e de quebra você ainda torna seu trabalho muito mais prazeroso. Para os que atuam com a criatividade, como por exemplo redatores, publicitários ou designers, tem inspiração melhor do que a brisa batendo no rosto e o barulho do mar?
      Além disso, o COVID também influenciou a economia de diversos países, fazendo com que os governantes adotassem novas estratégias para a retomada do desenvolvimento econômico. O turismo é uma atividade que movimenta muito a economia, o que incentivou a aprovação de novos vistos de trabalho em alguns países, inclusive para nômade digital!
      Veja abaixo os 7 novos países com o visto e como fazer para se tornar um nômade digital!
       
      Continue lendo em: 6 Novos Países com visto para Nômade Digital e Trabalho Remoto
    • Por Fora da Zona de Conforto
      Durante o tempo que passamos na China, eu e a Nikki conhecemos muitos expatriados e imigrantes. A maioria dessas pessoas trabalhavam como professores de línguas estrangeiras, e precisavam de um visto de trabalho para lecionar e morar no país.
      Conhecendo muitos expatriados, sendo eu um deles, sei que os primeiros passos para conseguir o seu visto de trabalho podem ser um tanto assustadores – especialmente em um local como a China que tem um dos idiomas mais difíceis do mundo!
      Pensando nisso, aqui está esse guia com um passo a passo das primeiras coisas que você deve pesquisar e providenciar para obter o seu visto de trabalho chinês.
      Os estrangeiros que trabalham na China e são pagos por seu trabalho devem obter uma autorização de trabalho e uma autorização de residência do tipo trabalho (juntos chamados de “visto de trabalho”) antes de poderem ser legalmente empregados no país.
      Estrangeiros com visto de trabalho podem viajar entre a China e o exterior várias vezes durante o período de validade, sem a necessidade de um visto separado.
      A primeira autorização de trabalho ou residência de um estrangeiro é geralmente válida por 12 meses e pode ser prorrogada após o vencimento. Lembre-se de que antes de solicitar a autorização de trabalho, você precisa ter um diploma e uma verificação de antecedentes autenticados pelo consulado chinês.
       
      Continue lendo em: Como Solicitar um Visto de Trabalho Chinês p/ Estrangeiros – Passo a passo
    • Por Fora da Zona de Conforto
      Lar de alguns dos mais incríveis horizontes, portos fascinantes e belas atrações turísticas. Hong Kong, também conhecida como “a Pérola do Oriente”, é nada menos que um espetáculo urbano. Este centro corporativo global também é um lugar onde arquitetura, história e uma ampla gama de culturas se encontram e se misturam, proporcionando a melhor experiência de viagem.
      Hong Kong está localizado no sudeste da China, em uma ilha. Dona de uma densidade demográfica altíssima e um número surpreendente de arranha-céus espalhados pelos centros urbanos.
      Conhecida por misturar a cultura oriental tradicional com a modernidade ocidental, Hong Kong esteve sob o domínio da Inglaterra há mais de 156 anos. Após o fim da colonização, Hong Kong transformou-se em uma região administrativa especial chinesa e se consolidou como um dos principais centros econômicos e financeiros do Oriente.
      Embora Hong Kong não seja independente da China, ela funciona com seu próprio sistema e poderia ser chamada de cidade-estado. Dona de seu próprio governo, moeda – o dólar de Hong Kong, leis e duas línguas oficiais, inglês e chinês.
      Embora muitos países ainda não tenham permissão para viajar devido à pandemia do coronavírus, para aqueles de nós que desejam viajar novamente, ainda podemos fazer nossos planos de viagem pós-pandemia para quando tivermos tudo pronto para viajar pelo mundo. 
      Se você está pensando em adicionar Hong Kong à sua lista de desejos pós-pandemia, aqui estão cinco coisas que você precisa saber sobre esta cidade agitada.
       
      Continue lendo em: 5 Coisas para Saber sobre Hong Kong: Explorando a Pérola do Oriente
×
×
  • Criar Novo...