Ir para conteúdo
  • Cadastre-se
joshilton

De Barco, saindo de Manaus até Santarém

Posts Recomendados


Definitivamente: NÃO EXISTE AGENCIAS DE TURISMO PARA FAZER ESSE PERCURSO.
É feito dessa maneira: Só chegar no dia da viagem, ir ao Porto e ver qual o barco vai partir para Santarém, tem barcos TODOS os dias. Esses barcos fazem linhas até Santarém e alguns vão até Belém.
Quando aproximar do porto vários homens cercam e acompanham o taxi para lhe vender passagem para os barcos que partem para várias cidades Amazônicas. Manaus > Santarém R$ 70 reais.
Antes de embarcar, atravesse o Mercado Municipal (fica exatamente na frente do Porto). Caminhe mais um pouco até a rua atrás do mercado, há várias lojas que vendem redes por um bom preço e não se esqueça de comprar a corda para amarrar a rede.
Compre a sua passagem e coloque imediatamente a sua rede, pois o barco vai lotando a cada cidade que passa, muitos ficam e muitos entram nos barcos, muitas pessoas entram para lhe vender algo, desde doce de leite (hummm, maravilhoso), Pão com manteiga, Sanduíches, bolacha, enfim, o que você imaginar.
O café da manhã: 5 reais, sendo: melancia e/ou abacaxi, um pão com queijo e presunto, uma fatia de bolo, mingau e um copo de café com leite.  Simples, mas bom.
Chegando a noite, faça amizades e principalmente com seus "vizinhos de rede", vai rolar muitas conversar até o sono bater forte. Você ficará 2 dias e 3 noites sem internet, com exceções, quando chegar em uma das cidades onde passa o barco.  Será um passeio inesquecível, vale a pena.
As paradas: durante o trajeto Manaus > Santarém, o barco parou 3 vezes (Parintins, Óbidos e Juriti). Nunca por mais de 15 a 20 minutos, tempo suficiente para embarque e desembarque dos passageiros e suas cargas.
As malas vão num estrado embaixo das redes, as refeições têm horários, não pode subir no deck do bar com bebida alcoólica trazida de fora. O café da manhã custa R$ 5, o PF R$ 8, a sopa, R$ 5. Tem que comprar ficha.
Em Santarém, do Porto até o Centro, fui de ônibus e de lá em outro buzão, até Alter do Chão.
Saiba os valores de barcos que partem de Manaus a várias cidades Amazônicas.
https://www.portodemanaus.com.br
Fiquei hospedado em Alter do Chão, fiz a reserva pelo aplicativo AIRBNB, que sai muito mais em conta.
https://www.airbnb.com.br/c/josehiltonp1?currency=BRL 


 

barco.jpg

  • Gostei! 1
  • Obrigad@! 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Qualquer pergunta das praias do Rio Tapajós, podem pegunta, e de várias cidades da Amazônia. Não conheço todas, porém muitas delas.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Visitante
Responder

×   Você colou conteúdo com formatação.   Remover formatação

  Apenas 75 emoticons no total são permitidos.

×   Seu link foi automaticamente incorporado.   Mostrar como link

×   Seu conteúdo anterior foi restaurado.   Limpar o editor

×   Não é possível colar imagens diretamente. Carregar ou inserir imagens do URL.


  • Conteúdo Similar

    • Por Johnhonorato0
      Fala pessoal, tudo certo? Estou em busca de  parceiro ou parceira para fazer um michilão "sem rumo", porém planejado. Sou do Rio de Janeiro, estou no Piauí faz 20 dias, estou muito animado para dar um pulo no Uruguai e dar uma volta pelo nosso Brasil a dentro. 
       
      Vamos trocar uma ideia, sem pré-julgamentos. 
       
      Vou deixar meus contatos aqui,
       
      Whatsapp: 22 99789-2318
      LinkedIn: John Honorato
      Couchsurfing: John Honorato
      Instagram: Johnhonorato0
      Email: [email protected]
       
      Espero por ti! Data e demais informações, a gente decide juntos!
       
       
    • Por erick fernando123
      Salve salve galera😃, quero mais uma vez, como forma de agradecimento por todas as informações aqui encontradas, contar a história da minha viagem pelo Maranhão e Acre, sim o Acre tem muita coisa pra se ver e lá não tem dinossauros, infelizmente! hahaha
      Bem vamos pelo começo então… Um amigo queria muito conhecer o Maranhão e me convidou a ir com ele, logo partimos para as pesquisas e o mochileiros.com como sempre foi uma fonte muito importante, nossa ideia sempre foi conhecer os Lençóis Maranhenses o resto era lucro! Por fim marcamos a viagem para Dezembro, abaixo deixo um roteiro da viagem. Devo confessar que o Maranhão foi uma surpresa, nunca pensei muito neste Estado como destino, mesmo sendo o berço da Mágica Chapada das mesas Parque onde se encontram três Biomas, Cerrado, Caatinga e Amazônia, enfim, muita coisa no Maranhão…
       
      Nosso roteiro
      Curitiba - São Luís
      São Luís - Chapadinha (a ideia era Jeri, mas não deu)
      Chapadinha - Tutoia
      Tutoia - Barreirinhas
      Barreirinhas - São Luís
      São Luís - Curitiba (depois decidi ir para o Acre)  
      Meu amigo Das #aventurasdocelinho voltou para Curitiba e eu segui para o meu encontro com a floresta🤩
      São Luís  - Rio Branco - Capixaba
      Capixaba - Bujari Região Metropolitana de RB
      Rio Branco - Porto Velho
      Porto Velho - Curitiba
       
      Gastos Maranhão
      Voo CWB - SLZ 455,27
      Hostel Tanan: 40,00 a diária
      Ônibus de São Luiz para Chapadinha: 37,50
      Chapadinha - Tutóia: 31,50
      Chalé em Tutóia: 70,00
      Tutóia  - Barreirinhas:  15,00
      Hostel Barreirinhas:45,00
      Passeio Lagoa Bonita:80,00
      Passeio Caburé:85,00
      Passeio Lençóis Maranhenses:80,00
      Gastos Acre e Rondônia
       
      SLZ - RBR 450,10
      Táxi de Rio Branco para Capixaba: 80,00 deu este valor porque dividimos em 3
      12 dias na Comunidade Fortaleza: 350,00, incluso 4 refeições e banho
      Almoço em Rio Branco: 2,50 no mercadão perto do terminal
      Gastos Gerais em Rio B.:50,00
      Rio B. - P.V: 2,50 com ID Jovem
      Porto Velho, Hospedagem: 20,00 a diária
      Almoço: 5,00
      Porto Velho - SP:370,00 meia com ID
      SP - Curitiba:90,00

       
      No Maranhão: Chegamos na capital no dia 19/12/18 e ficamos no Tanan Hostel durante 3 dias para conhecer a única cidade brasileira fundada por franceses, São Luís tem muita história e coisa pra se conhecer, uma pena os governos não cuidarem tanto do seu patrimônio, o Centro histórico é tombado como patrimônio cultural da Humanidade pela UNESCO. Lá conhecemos a casa do Tambor de Crioula cultura maranhense preservada pelo seu povo tão guerreiro, conhecemos o centro histórico e realmente tem muita coisa pra se ver e viver, depois nossa viagem seguiu para chapadinha, no início era pra ser jeri porém a grana curta nos fez mudar o roteiro enfim fomos para chapadinha no dia 24/12, chegamos na cidade quase a noite por sorte encontramos um lugar em conta para ficar, véspera de Natal e dois loucos saem a procura de comida, só esquecemos de um detalhe véspera de feriado e estava tudo fechado o povo queria estar com a família, no fim das contas um motoboy super gente fina me levou numa casa de frango assado único lugar aberto… Resultado, nossa ceia foi Frango assado com pão francês e cerveja 😛Que delicia!!!!!! hahahahahaha
      No Natal saímos conhecer a cidade e para a nossa surpresa encontramos o bar universidade do Chopp foi muita emoção! Chegamos e com o calor tomamos muitas beras até conhecer a famigerada cachaça feita de mandioca era a Tiquira 🤪 tem o vídeo no Canal #aventurasdocelinho melhor cachaça que já tomei, resultado antes do almoço já estávamos trançando as pernas... neste mesmo dia ficamos sabendo das quebradeiras de coco babaçu uma cultura muito rica representada por mulheres que através deste trabalho conseguem seu sustento e sua independência, lá tivemos o prazer de conhecer a dona Maricota e sua família,   Dona Maricota junto com seu esposo o sr Antonio Miranda criaram seus filhos graças ao seu trabalho e a Palmeira Do coco Babaçu como eles aprendemos o multiuso que tem o coco e sua importância para as famílias da região, foi realmente um presente de natal incrível, conhecer toda aquela cultura e ser recepcionado pela família foi um momento único nossa gratidão eterna a essa maravilhosa família que compartilhou conosco o seu dia de natal, saímos de Chapadinha rumo a Tutoia encantados com o seu povo, já em Tutoia ficamos hospedados em uma pousadinha, ali foi tenso, o lugar era na beira da praia localização ótima o duro foi o quarto, logo de cara fiquei desconfiado decidi que seria melhor dormir na rede, estiquei a rede e ficou muito alta, logo pensei, vou arrastar a cama para baixo da rede que seu eu cair a noite não me quebro, arrastei a cama e surprise!!! o quarto que já não parecia limpo ficou ainda pior, era preservativo embaixo da cama,  sujeira e foi, só sabia rir mesmo, por isso a moça deixou tão barato🤔! hahahahahah
      Tutoia nos presenteou com um dos nascer do sol mais lindos que já tive o prazer de presenciar no delta do Parnaíba o astro rei se apresentou em uma imagem digna de pintura, que presente!
      Ficamos apenas um dia em Tutoia e partimos para Barreirinhas, a cidade é totalmente voltada ao turista, tem boa infraestrutura e tudo o que precisar, ficamos no Hostel da Julia bem na Beira Rio, ótima localização com barzinhos e saída de passeio dali mesmo, os passeio em Barreirinhas não chegam a ser absurdos mas para dois viajantes foi até que salgadinho, optamos por não fazer passeio todos os dias então pegamos dois passeios de meio dia para o Parque e outro passeio que durou quase o dia todo para  Caburé, os dois passeios pelo parque foram ótimos nosso sonho era realizado chegamos ao deserto com as lagoas azuis e demos muita sorte porque não era nem pra ter água nessa época, Maranhão sempre nos agraciando, a tarde fomos para a lagoa Bonita onde tivemos um pôr do sol muito bonito, de fato foi o melhor passeio, Caburé foi bem triste, a divulgação era que seria um passeio com vivência e interação com a população mas na verdade era só tirar grana de gringo, tudo caro e de pouca qualidade, no entanto muito do passeio somos nós mesmos que fazemos e escolhemos aproveitar o que já estava pago, ao contrário da outra dona que só reclamava, fizemos amizade com uns gringos italianos muito gente fina no final a mimica ajudava bastante hahahaah, nossa estadia em Barreirinhas foi muito boa, mesmo sendo uma cidade bem turística é possível encontrar comida boa e barata ali mesmo na Beira Rio, comemos todos os dias no mesmo barzinho, tinha uma costelinha de porco com barbecue divina, na última noite foi só alegria conhecemos uma galera de Chapadinha que ficaram com a gente, além de um casal Paraense muito massa foi muita surpresa boa!
      Saímos de Barreirinhas para aguardar 2019 em São Luís até porque dia 01 já era nosso voo a chegada de 2019 foi regada ao som de Raça Negra, mano Raça Negra de GRAÇA!!! foi muito melhor do que eu esperava.
      Dia 01 deixamos o Maranhão e nosso caminhos se separaram, meu amigo voltou para Curitiba e eu fui realizar o sonho de conhecer a Floresta. Essa é uma história longa… Depois do convite para o Maranhão senti que essa era a chance de conhecer a Amazônia afinal eu estava tão perto… e assim foi, Maranhão fechado fiz uma rifa para conseguir a grana para ir ao Acre, depois de fazer rifa e juntar mais uma grana cheguei nessa terra  tão rica em cultura e história, realmente o Acre é para poucos, para os merecedores, me considero muito privilegiado pelo tempo que estive na floresta, cheguei e fui direto para Capixaba participar do Encontro para o Novo Horizonte na comunidade Daimista fundada pelo Mestre conselheiro Luiz Mendes lá fui recebido como se fosse da família e no final era isso mesmo todos uma só família o que eu vivi no Acre não tem nem como explicar, mas vou tentar passar um pouco do que foi esses  15 dias por lá… Bom fiquei no evento durante 10 dias o evento que é idealizado com o intuito de reunir pessoas do mundo todo, o evento acontece a 18 anos, conheci pessoas incríveis e tive experiências únicas, lá tivemos vivência com as sagradas medicinas e convivemos com os índios Huni Kuin. Depois que o evento acabou peguei carona para Rio Branco e na metade do caminho fui convidado a ficar no Bujari Cidade vizinha, no Bujari fui recebido pela mesma família do Sr Luiz Mendes, junto com um grupo de 5 chilenos e 1 Catarinense tivemos uma casa a nossa disponibilidade onde ficamos hospedados tranquilamente, nesta mesma estadia por lá visitamos a casa de um membro da tribo Huni Kuin que nos convidou para uma seção com Nixi Pae a Bebida sagrada por eles consagrada, foi uma noite única com cantos e ritos ancestrais, a magia da floresta nos agraciou com muita coisa boa que sou eternamente grato, foi acima de tudo uma viagem ao encontro de mim mesmo que jamais será esquecido.
      Depois de toda essa magia vivida neste período segui para Porto Velho por apenas 2,50 isso mesmo, o programa ID Jovem do Governo Federal nos proporciona isso. Cheguei em Porto Velho depois de atravessar o lendário Rio  Madeira.
       
      Porto Velho - O final da Viagem estava próximo, Na verdade não pretendia ficar em P.V. a ideia era ir para Brasília, mas como viagens sempre são surpresas lá fiquei… Porto Velho foi mais uma surpresa boa, final de viagem e a grana no último, cheguei na Rodo e não consegui o bus para Brasília, não tinha jeito a opção era pegar carona ou pegar o bus para SP e ficar 4 dias ali, a grana acabando e eu não tinha lugar pra ficar, desespero batendo até que encontro uma amazonense gente fina que me indica acampar no posto de gasolina, foi o que eu fiz, cheguei e pedi pra armar a barraca no posto, ainda ganhei banho de brinde! hahahaha depois do Camping no posto fui procurar um lugar pra ficar… encontrei por 20 reais a diária eu tinha café da manhã, wifi e um quarto pra descansar ainda chorei um pouco e ganhei um desconto na última diária que ficou por 15, viva!!! Em Porto Velho busquei conhecer alguns lugares, infelizmente o complexo Madeira-Mamoré está fechado para reforma, importante ponto histórico da Capital ainda não está liberado ao público, passando por ali conheci as 3 caixas d'água considerado como marco inicial da cidade é referência histórica por ter sido o ponto de abastecimento para os primeiros colonos às margens do Madeira, descobri também que tem uma viagem de barco que parte de Porto Velho em direção a Manaus, fiquei com muita vontade de fazer essa viagem, só de pensar em ficar 5 dias no rio em meio a floresta já me encanta, infelizmente tive que deixar para outra oportunidade, outra coisa muito boa de Porto Velho foi que encontrei PF por 5,00 reais, sim meus amigos, e comida boa!!! Pelo menos não tive nenhum problema estomacal, hahahaha…
      Algumas fotos abaixo:
      Por do Sol no Delta do Parnaíba em Tutoia

      Visita no Parque Nacional Dos Lençóis Maranhenses

      Novos Amigos em Barreirinhas, Parana, Santa Catarina, Maranhão e Pará reunidos

       
      Novos amigos do Acre, outro super presente. Chile, SC, SP, MT, PR e CE reunidos.


       
    • Por joshilton
      Venha conhecer Manaus, tem ao redor várias cachoeiras em Presidente Figueiredo.
       
      Trilhas, camping, rapel, tirolesa e paisagens de tirar o fôlego são algumas das atrações que misturam aventura e preservação na Terra das Cachoeiras - Por Lucas Raposo da Câmara, Portal Amazônia.
      Conhecido como 'A Terra das Cachoeiras', o município, que fica a 120 Km de Manaus, abriga mais de 100 cachoeiras bem preservadas que atraem turistas do mundo inteiro.
      Cachoeira de Iracema
      Cenário da novela 'Além do Horizonte', da Rede Globo, a famosa cachoeira conta com trilha e estacionamento próprio. O volume d'água impressiona. Com boa profundidade é possível mergulhar nas águas geladas.
      Valor: R$ 10 por pessoa - Local: Km 115 da BR 174
      Cachoeira do Santuário
      Composta por por três quedas d'água, a cachoeira recebe este nome porque abriga uma pequena imagem de Santa Clara na primeira queda d'água. Conta com trilha, chalés e restaurante.
      Valor:R$ 10 por pessoa
      Local: Km 12 da Rodovia AM 240 (Estrada de Balbina)
      Cachoeira da Porteira Muito procurada pelos amantes de acampamentos, esta cachoeira conta com área de camping, mesas, banheiros e lixeiras. O local cobra um valor diferenciado para os turistas que optarem pelo pernoite.
      Valor: R$ 8 por pessoa
      Valor do pernoite: R$ 20 por pessoa
      Local: Km 13 da Rodovia AM 240 (Estrada de Balbina) Cachoeira da Pedra Furada É a mais distante entre as cachoeiras de Presidente Figueiredo. A distância, porém, é recompensada com um visual único e marcante. As quedas d'água são formadas por três grandes furos na pedra e forma uma piscina natural de águas calmas e preservadas.
       Valor: R$ 10 por pessoa
      Local: Km 57 da Rodovia AM 240 (Estrada de Balbina)
       Cachoeira Asframa Localizada em propriedade particular. Possui queda d'água com aproximadamente 5m de altura, piscinas naturais e corredeiras. Infraestrutura conta com restaurante com opções de peixes, saladas e vinagrete.
      Valor: R$ 30 por veículo
      Local: Km 96 da Rodovia BR 174
       Cachoeira das Araras Está localizada dentro da área do complexo turístico Cachoeira de Iracema. Caminhando pelas trilhas  do complexo, os visitantes encontram uma das cachoeiras mais populares do município, além de diversas grutas.
      Valor: R$ 10 por pessoa
      Local: Km 115 da BR 174
       Cachoeira da Neblina É a maior cachoeira de Presidente Figueiredo, com aproximadamente 30m de altura. Apesar disso ainda é praticamente desconhecida, devido o difícil acesso. Para chegar nela os visitantes têm que enfrentar uma trilha de 7 Km floresta a dentro. Para quem encara a aventura, a recompensa é um imenso paredão de água e piscinas naturais.
      Valor: R$ 10 por pessoa
      Local: Km 51 da Rodovia AM 240 (Estrada de Balbina)
       Cachoeira dos Pássaros Cachoeira de fácil acesso e sem necessidade de trilhas. Por isso, é comum ver a presença de famílias e crianças. O local permite a prática de acampamentos e conta com atrações como tirolesa, passeio de boia e restaurante.
      Valor: R$ 5 por pessoa
      Local: Km 13 da Rodovia AM 240 (Estrada de Balbina)
       Cachoeira de Sussuarana Está localizada na Vila de Balbina. Coma aproximadamente 15m de altura é bastante procurada por praticante de rapel. Para acessar a trilha é preciso caminhar por uma hora dentro da floresta.
      Valor: Gratuito
      Local: Km 86 da Rodovia AM 240 (Estrada de Balbina)
       Cachoeira do Mutum Para chegar à cachoeira de carro recomenda-se veículo com tração 4x4 para evitar atolamentos. Já quem prefere chegar a pé terá de percorrer 6 Km de trilha. Tudo isso, porém, é recompensado pelo cenário único que é a marca do município, com piscinas naturais encravadas na rocha. Na área é permitida a prática de camping.
      Valor:R$ 10 por pessoa
      Valor do pernoite: R$ 20 por pessoa
      Local: Km 54 da Rodovia AM 240 (Estrada de Balbina)
      Cachoeira da Onça
      De fácil acesso, a Cachoeira da Onça conta com trilha que passa sobre o rio Urubuí. Com quase 10 metros de altura, a queda d'água não é forte, mesmo em tempos de cheia, o que garante um banho seguro para pessoas de todas as idades.
      Valor: R$ 10 por pessoa
      Local: Km 108 da Rodovia BR 174
      Cachoeira Natal
      É a cachoeira mais extensa de Presidente Figueiredo, com 50m de comprimento. A altura aproximada é de 10m. A queda forma uma piscina com águas calmas. Por ser distante do centro da cidade é um local reservado e oferece maior tranquilidade.
      Valor: R$ 20 por veículo
      Local: Ramal do Urubuí
       Cachoeira Salto do Ipy A queda d'água tem mais de 20m. Um paredão de rocha, grutas e vegetação selvagem completam um dos mais belos cenários naturais da Amazônia. Com ar de mistério, também foi locação da novela 'Além do Horizonte".
      Valor: R$ 5 por pessoa
      Local: Km 57 da rodovia AM-240 (Estrada de Balbina)
      Cachoeira Berro D'água
      De fácil acesso. As águas são rasas e quedas d'água baixas, ideias para pessoas de todas as idades. Infraestrutura conta com restaurante, estacionamento e banheiros.
      Valor: R$ 10 por pessoa (crianças e idosos pagam meia)
      Local: Km 11 da rodovia AM-240 (Estrada de Balbina)
       Cachoeira das Orquídeas
      Cachoeira de fácil acesso e entrada gratuita. Após trilha de 1,5 Km os visitantes podem desfrutar de uma tranquila piscina natural, formada pelas águas que descem pelas rochas.
      Valor: Gratuito
      Local: Av. Onça Pintada, Galo da Serra, Presidente Figueiredo
       Parque do Urubuí
      Ponto central de Presidente Figueiredo. As fortes correntezas da corredeira atraem praticantes de boia cross. O local reúne os principais restaurantes e hotéis da cidade, além de atrair milhares de turistas. O Monumento que identifica a Corredeira é o índio Waimiri saindo de dentro da casca do cupuaçu - principal referencia do local.
      Valor: Gratuito
      Local: Estrada Municipal Da Cachoeira, Presidente Figueiredo.
       


    • Por Moo
      Boa tarde!
      Estou tentando me organizar para fazer minha retirada do país e tentar a vida no exterior, provavelmente na Europa. Tenho a cidadania italiana então a questão de visto (acredito) não vem ao caso, porém, estou com muita dificuldade em entender como deve (ou a melhor forma de) ser feita a declaração de imposto de renda.
      Inicialmente penso em manter minha conta aqui no Brasil para um ano de teste no estrangeiro e depois vejo como faço. Nesse ano imagino que a declaração deva continuar sendo feita no Brasil mas, decidindo fazer minha retirada do país, vocês sabem como pode ocorrer?
      Sou freelancer e faço tudo pelo computador então a expectativa é ter renda vinda também de onde quer que eu esteja e aí é minha maior dúvida.
      Me indicaram o banco N26 dizendo que as taxas da Alemanha (origem desse banco online) são menores mas ainda assim não isentas.
      Preciso fazer dupla declaração de renda? Alguém aqui já passou por essa situação? Se sim, como fizeram?
      Obrigada!! 
    • Por joshilton
      5 Dias em Alter do Chão. Como economizar o máximo possível. Outubro de 2018
      Chegando ao aeroporto de Santarém, fui diretamente ao lado que fica a parada do ônibus que leva até o centro da cidade. O ideal, é ficar 2 paradas após a estrada que liga a Santarém a Alter do Chão, pois de meia em meia hora, passa um desses ônibus que leva até a Vila de Alter.
      Pode também ir até o centro da cidade e pegar o busão até a Vila, porém é uma imensa perca de tempo.
      Se gasta aproximadamente 5 reais nas 2 passagens de ônibus, (Aeroporto a entrada da estrada a Vila e o outro ônibus da entrada até a Vila).
      Em Alter do Chão, já na Vila, já deve ter feito a reserva da pousada, hotel, hostel ou quarto, reserve pelo AIRBNB, é muito mais barato e se tem muitas dicas das pessoas que do local me deram.
      1 dia, foi a chegada na Vila, fui direto para a Praia, atravessei de canoa, paguei 1 real, pois dividi com  mais 3 pessoas a travessia. Tomei uma cerveja para melhor contemplar aquele espetáculo inacreditável que estava vendo, Alter é simplesmente FANTÁSTICO, lindo mesmo. Após degustar a cerveja, fui dar um mergulho, naquela água azul esverdeada. Estava morna, é isso mesmo, a água é morna, gostosa e não dá vontade de sair nem para comer, e olha que eu estava varado de fome.
      Lá pelas 15 hora, a fome apertou e pedi para o garçom trazer 1/4 de tambaqui, (pensa em um peixe saboroso), e mais 1 cerveja. paguei 20 reais pelo almoço (1/4 de tambaqui, arroz, feijão, farofa, molho + a cerveja). No jantar, a atendente da pousada, me falou que era para ir no CAT, no final da rua e lá tinha sopa por um bom preço, eu diria, excelente peço, 10 reais com direito a 3 ovos, não dei conta de comer tudo, era muita comida, provavelmente para 2 ou 3 pessoas.
      2 dia, fui a praia e lá tinha um passeio para outra praia, Ponta de Pedras, em um barco regional, 25 reais por pessoa com direito a uns lanches que dão a cada 15 a 20 minutos, comi muito, que na hora do almoço, (não incluso), não estava com fome, e no retorno, paramos para apreciar um belíssimo por do sol em outra praia, Ponta do Cururu. O jantar foi o mesmo do dia anterior
      3 dia, fui a Ponta do Cururu, pois tinha achado muito linda e queria passar o dia lá, não tem onde comprar nada, tem de levar de Alter do Chão. Como dividi com mais 5 pessoas o valor do passeio, 15 reais para cada, levamos refri, cerveja, bolachas e frangos assados, foi diversão maravilhosa, pois as pessoas que foram em outras lanchas ou barcos, se juntaram a nós e todos comeram e beberam de tudo, pois todos levaram comidas e bebidas, era como se fossemos conhecidos a longos tempos.
      4 dia. fui a Pindobal, o grupo do dia anterior, todos juntos em lanchas, 4 lanchas se não me fala a memória, só que em Pindobal, já na cidade de Belterra, tem uma boa infra estrutura, não como de Alter do Chão, porém tem o que comer e beber, como também pousadas. Diversão garantida.
      5 dia, fiquei em alter mesmo, queria ficar naquela água abençoada pelos deuses, passeio horas e horas, até me lembrar que o voo saia pela tarde
      Gasto total, sem as passagens: 600 reais, tinha levado 2 mil. O segredo foi dividir TUDO, tem pessoas indo e vindo ao mesmo lugar que você quer ir.
      Se você não dividir com outras pessoas, os passeios ou a travessia a ilha, vais gastar muito mais.


×
×
  • Criar Novo...