Ir para conteúdo

Trilha para Choquequirao - Peru


Posts Recomendados

  • Membros

Pessoal,

 

Pesquisando sobre como chegar a Choquequirao, me deslumbrei com um site chamado Leap Local. Este site ensina os viajantes a agirem localmente, não deixando que exploradores tomem as riquezas de um lugar.

 

Traduzi o artigo para que todos possam ter acesso mais fácil a essas informações. O artigo original (em inglês) não tem imagens. Acrescentei algumas pra deixar vocês com água na boca. ::lol3::

 

Aproveitem!!!! ::otemo::

 

----------------------------------

 

[t1]COMO CHEGAR A CHOQUEQUIRAO?[/t1]

 

A resposta curta é: ande! Há uma resposta mais longa, no entanto. A maioria das excursões organizadas de Cusco investe pouco dinheiro na região de Apurimac (que é onde está Choquequirao). Ao invés disso levam os trekkers de ônibus diretamente para o início da trilha e contornam as cidades de acesso de Cachora e Huanipaca. Lhe daremos as informações que você precisa para agir localmente, investir com responsabilidade em Apurimac e, ao mesmo tempo, poupar dinheiro.

 

20110206041553.jpg

 

[t3]Introdução[/t3]

 

Uma pergunta difícil que nos fazendo muitas vezes em Leap Local é, exatamente o que é agir localmente e como você define o turismo responsável? Um exemplo óbvio extremo do turismo irresponsável é reservar uma excursão ao Peru com uma agência de Londres que usa guias ingleses e você fica em uma cadeira de hotel norte-americana. Muito pouco do seu dinheiro vai para a economia local que está visitando. Mas não há regras preto no branco e muitas vezes você precisa usar o seu julgamento e ser pragmático.

 

Choquequirao é um bom exemplo. Você pode reservar um tour em Cusco com uma agência cusquenha que utiliza seus próprios guias do Vale Sagrado. Tão longe, tão local, mas Choquequirao, que está em Apurimac, vê muito pouco do seu dinheiro, que foi todo pra região de Cusco. Isso é um problema? As cidades de acesso para Choquequirao, Cachora e Huanipaca, são ambas cidades pobres, com pouca infra-estrutura. Devido a isso, os trekkers são levados direto de ônibus. No entanto, os moradores dessas cidades gostariam de se beneficiar do turismo e começar a construir uma infra-estrutura local necessária.

 

Você pode ajudar a superar este obstáculo, indo diretamente para Cachora e organizar a sua caminhada a Choquequirao, que é fácil de fazer, garantindo-lhe um bom momento com o pessoal local que recomendamos. E você vai economizar um dinheiro considerável sobre o preço anunciado pelas agências de Cusco.

 

[t3]Visão Geral da Rota[/t3]

 

[picturethis=http://www.mochileiros.com/upload/galeria/fotos/20110206034150.jpg 500 293.439716312 Mapa geral Cusco x Choquequirao]Mapa geral Cusco x Choquequirao.[/picturethis]

 

- Ônibus de Cusco a Abancay, desembarcando em Ramal

- Microônibus, táxi compartilhado ou a pé (é descida) de Ramal para Cachora

- Estadia de uma noite em Cachora para organizar a sua caminhada

- Trek 5 dias (4 noites) para Choquequirao e voltando, incluindo um dia em Choquequirao

- Leap Local recomenda voltar através de Huanipaca

- Potencialmente ficar mais uma noite em Cachora ou Huanipaca

- Minibus ou táxi compartilhado de volta a Ramal (você terá feito o suficiente por andar e agora é para cima!)

- Acenar para um ônibus de volta para Cusco

- Descanso e recuperação em Cusco!

 

[t3]De Cusco a Cachora e de volta[/t3]

 

Existem vários operadores de ônibus na rota de Cusco para Abancay e não é incomum acabar preso em um comboio de três ônibus atrás de um caminhão lento num trecho montanhoso da estrada! Nós viajamos com ônibus Bredde e voltamos com a mesma empresa. Ambos custam 15 soles para a ida e mais 15 soles para a volta.

 

Ônibus Bredde deixa Cusco as 06:00, 10:00, 13:00 e 20:00 a partir do Terminal Terrestre. Cheque pelo menos meia hora antes da partida para comprar seu bilhete.

 

Você precisa desembarcar em Ramal. O ônibus não vai parar a menos que você indique, assim preste atenção quando as placas indicarem o KM 145. Ramal é logo ali no KM 148. Isso é cerca de 3 a 4 de Cusco.

 

Em Ramal você pode obter um micro-ônibus até Cachora por 5 soles. No entanto, estes não são freqüentes e tendem a ser no início e no final do dia. Há táxis em Ramal e custa 25 soles por táxi. Em quanto mais pessoas for, mais barato fica! Ou você pode andar ladeira abaixo, que leva cerca de 45mins a 1 hora. Não siga a estrada, que faz um zigue-zague; ao invés disso, saia da pista e ande em linha reta até Cachora, que é visível logo abaixo.

 

Para retornar de Cachora, você pode pegar um táxi ou um minibus. Estes saem mais cedo (das 8 às 11h) para Abancay. Saia em Ramal, na estrada principal de Cusco - Abancay. Os ônibus param aqui, então acene para o primeiro que vai para Cusco e compre o seu bilhete a bordo.

 

Todos os preços são cotados para maio de 2007.

 

[t3]Cachora[/t3]

 

Fique em alguns dos estabeleciomentos locais:

 

- Hospedaje Salcantay

- Hospedaje Choquequiraw [sic]

- Luisa Sullcahuasami Lopez

- Los Tres Balcones

 

Organize seus cavalos e guias com esse pessoal local:

 

- Dajme e Pedro Sullcahuasami Lopez

- Los Tres Balcones

- Domingo Peño Danon

 

[t3]A trilha para Choquequirao[/t3]

 

A trilha é excelente, recém-construída e mantida pelo INC. Você pode andar sozinho, sem um guia ou cavalos, mas acrescentando uma mula, obviamente, alivia sua mochila e pegando um guia você irá obter mais informações sobre o percurso e Choquequirao em si.

 

[picturethis=http://www.mochileiros.com/upload/galeria/fotos/20110206034505.jpg 389.632107023 500 Trilha para Choquequirao]Trilha para Choquequirao.[/picturethis]

 

O INC construiu locais de acampamento com banheiro e água encanada. Estes são gratuitos, e em cada um moram famílias que podem fornecer alimentos básicos. Além disso, existem um quarto acampamento particular no início da caminhada. Os acampamentos são:

 

Colmena (KM 4)

Chiquisca (KM 17)

Santa Rosa (KM 25)

Marampata (KM 28)

 

20110206035031.jpg acampamento

 

Além disso, existe um acampamento da INC na própria Choquequirao (KM 32), que não tem alimento e não está nas Ruínas, mas um pouco antes. Marampata se torna um acampamento melhor à noite, uma vez que detém o sol da tarde.

 

20110206035004.jpg

 

Um itinerário popular é:

 

Dia 1: Cachora a Chiquisca

Dia 2: Chiquisca para Marampata

Dia 3: Marampata a Choquequirao (aproximadamente 4 km), explorar as ruínas, acampar em Choquequirao

Dia 4: Choquequirao para Chiquisca

Dia 5: Chiquisca para Cachora e se a hora permitir, pode-se voltar para Cusco, ou fazê-lo no dia seguinte

 

Obviamente, uma grande vantagem de organizar seu próprio trek, é que você faz seu roteiro. Por isso, se você se sentir cansado, você pode parar mais cedo!

 

Se andar sem um guia ou cavalos, a navegação é fácil depois dedeixar Cachora! Siga o vale a estrada abaixo, seguindo a linha de postes de telégrafo. Vire à esquerda como se quisesse atravessar o rio e logo você verá um pedestal de concreto azul grande escrito KM 0. Mantenha sua posição a esquerda e o caminho cruza o rio e sobe até Colmena. A partir daí, a estrada sobe e segue até Capuliyoc, antes de descer no Apurimac. De lá, o caminho é muito óbvio.

 

20110206035158.jpg

20110206035221.jpg

 

[t3]Alternativa: sair por Huanipaca[/t3]

 

O mapa acima relacionado não mostra a saída por Huanipaca, mas é fácil fazer isto. De Choquequirao existe um caminho alternativo, que desce até ao cruzamento do Rio Tambobamba com o Rio Apurimac. Esta é a Playa Santo Ignacio. De lá o caminho segue o Rio Tambobamba e se ergue acima do vale. Esta é uma subida muito mais suave do que se retornar a Cachora, e é muito linda. A partir do oásis de bananas em St Igancio através de uma terra rica com bandos de periquitos verdes até a própria Huanipaca na borda do planalto.

 

A distância é ligeiramente mais curta do que rota de volta para Cachora. Cerca de 25km de Choquequirao para Huanipaca.

 

20110206035018.jpg mulas nas montanhas

 

Se andar sem um guia ou cavalos, uma vez que você chegar ao Rio Tambobamba, não siga a estrada, que tem um longo zigue-zague (tá correta a tradução de switchbacks??). Ao invés disso, vá para o caminho óbvio que segue o vale do Tambobamba até Huanipaca.

 

O percurso tem apenas um acampamento INC.

 

A descida de Choquequirao para Playa Ignacio é demasiado íngreme para os cavalos. Alguns guias são capazes de arranjar uma maneira de contornar isso, mas se você quiser fazer esta rota, vai requerer mais organização.

 

20110206035129.jpg

 

Acampe em:

 

- Santo Ignacio

 

Hospede-se no:

 

- Hostal Tambobamba em Tambobamba (não é uma propriedade local)

 

[t3]Huanipaca[/t3]

 

Fique com um de nossos locais:

 

Hostal Paraiso

Hostal Virgen del Carmen

 

Para voltar de Huanipaca, como acontece com Cachora, micro-ônibus saem de manhã para Abancay, e irão deixá-lo em Ramal por 5 soles (Maio 2007).

 

[t3]Conclusão[/t3]

 

Deixando de lado o turismo responsável por um minuto, fazendo esta caminhada agindo localmente irá custar-lhe muito pouco. Em maio de 2007, você poderia facilmente gastar menos de 200 soles, e isso contrasta favoravelmente com agências de Cusco cobrando $200: três vezes mais. Quando você, em seguida, considerar que seu dinheiro está sendo gasto diretamente em Apurimac, ajudando Cachora começar a desenvolver uma infra-estrutura turística, e melhorar assim sua qualidade de vida, então vencemos ao agir localmente!

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • 3 semanas depois...
  • Respostas 36
  • Criado
  • Última resposta

Mais Ativos no Tópico

  • 2 semanas depois...
  • Membros de Honra

Parabéns Júnior!

 

Onde conseguiu as fotos? Pensei que já tivesse feito o trekking!

 

Será que é seguro ir sem guia? Não digo por causa da navegação (se perder) mas por problema de roubo/assalto. Fiz a Quebrada Santa Cruz sem guia, tranquilo, mas levaram um bastão de trekking durante a noite.

 

Abs, peter

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Membros
Parabéns Júnior!

 

Onde conseguiu as fotos? Pensei que já tivesse feito o trekking!

 

Será que é seguro ir sem guia? Não digo por causa da navegação (se perder) mas por problema de roubo/assalto. Fiz a Quebrada Santa Cruz sem guia, tranquilo, mas levaram um bastão de trekking durante a noite.

 

Abs, peter

 

Oi Peter!

 

Consegui as fotos buscando por Choquequirao no Google Images. As fotos dos acampamentos são de agências que fazem trekking pra lá. ::hãã2::

 

Por todos os relatos que tenho lido sobre o Peru, vejo que o problema do roubo/assalto em trilhas é uma possibilidade pequena. Acho que só li o seu caso de furto em trilhas. Você já ficou sabendo de mais algum caso? :shock:

 

De qualquer maneira, quando eu for, não vou contratar um guia, mas sim um "arriero" (para conduzir as mulas e não me perder pela trilha).

 

Abs,

 

Junior

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Membros de Honra

Junior:

 

Na trilha de Santa Cruz, ao menos, o furto é algo comum, segundo os próprios guias/arrieros. Tanto que estes ladrões são chamados de ratoneros. Agem de noite pegando o que vc deixa fora da barraca ou no vestíbulo. Para previnir: não deixe nada fora e acampa junto a outras barracas, mais afastado da trilha.

 

De assalto não ouvi falar embora o Lonely Planet (trekking in the Central Andes) fale do roubo e morte de dois trekkers, mas faz já algum tempo. Não acho que agora seja uma ocorrência comum.

 

Mas na laguna Churup perto de Huaraz um grupo foi assaltado não muito tempo antes de minha passagem por lá. O problema é maior quando vc acampa perto de uma cidade.

 

Abs, peter

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • 1 mês depois...
  • 1 mês depois...

Participe da conversa

Você pode postar agora e se cadastrar mais tarde. Se você tem uma conta, faça o login para postar com sua conta.

Visitante
Responder

×   Você colou conteúdo com formatação.   Remover formatação

  Apenas 75 emojis são permitidos.

×   Seu link foi automaticamente incorporado.   Mostrar como link

×   Seu conteúdo anterior foi restaurado.   Limpar o editor

×   Não é possível colar imagens diretamente. Carregar ou inserir imagens do URL.


×
×
  • Criar Novo...