Ir para conteúdo
  • Faça parte da nossa comunidade! 

    Encontre companhia para viajar, compartilhe dicas e relatos, faça perguntas e ajude outros viajantes! 

Augusto

Volta completa de Ilha Grande/RJ -Uma caminhada inesquecível

Posts Recomendados

Blz André.

Tá devendo o relato dessa caminhada hein.

Conte para gente como foi.

 

Sobre a trilha do Pico do Papagaio, esse papo de que a trilha some é de guia de agencia.

Não caia nessa.

Naquela época que eu tentei fazer, a trilha era bem demarcada e vc não encontra nenhuma bifurcação.

Foi o que eu consegui obter dessa trilha.

E qto ao lance da escalaminhada, isso é só na parte final, qdo vc já tá em cima da pedra.

 

 

 

Fala augusto, sumi mas to de volta rsrsrsr

 

Bom após a volta na Ilha em abril deste ano, quero voltar lá para subir o Pico do Papagaio, peguei no próprio site da Ilha as indicaçãoes da trilha. Portanto gostaria de te perguntar se realmente existe um trecho em que a trilha " some " no meio de pedras e folhas, se há muitas bifurcações, e o lance da escalaminhada.

 

Aguardo retorno, grande abraço

 

André Serrano

 

 

 

Blz Raffa.

Aquela Praia Brava de Palmas é muito bonita. O local do camping é sensacional, mas parece ser muito muvucado né.

Na verdade Carnaval e Reveillon é lotado aquilo.

Mas vale a pena.

Bem melhor que Ilhabela.

 

 

Abcs

 

vim aqui namorar mais uma vez esse tópico !

 

pelo visto meu ano novo vai ser esse trajeto.

qual praia tem que pedir permissão ou reservar para poder acampar ?

 

::mmm:

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Olá!

Achei o seu relato bem rico e inspirador. Também anoto tudo nas minhas viagens, peregrinações e trekking, depois compartilho. Sempre tem uma dica importante para ajudar o pessoal.

Frequento a Ilha Grande a muito tempo ( amo aquele lugar!), mas nunca dei a volta nela . Tenho vontade fazer isso e sempre vou adiando e acabo indo para outro lugar. Companhia também é importante, agora, acho que convenci o meu irmão a ir comigo. Ele também conhece a Ilha toda, ficou lá jogado por 40 dias. Rsrsrs... , mas nunca circulou.

Tenho uma dúvida: É necessário levar fogareiro para cozinhar? Como vocês fizeram? E os PFs, onde a gente arruma? Nem todo lugar tem Vila.

 

Um abraço forte,

 

Giselle

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Agusto!!!!!

parabéns pelo relato!!!! já fiz essas trilhas várias vezes, mas nunca todas juntas!

E agora em janeiro estou planejando uma volta completa em solitário, meu único receio é a trilha cachadaço-sto antônio , essa eu nunca fiz, mas tenho o livro que vc citou,então vamos as perguntas:

 

Poderei fazer um resumo dessa trilha do livro e confiar nele?

 

Os pontos de orientação que vc citou são suficientes pra fazer esse trajeto?

 

Vc tem, ou conhece alguém que tenha o track log desse trecho?

 

 

abraço

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Agusto!!!!!

parabéns pelo relato!!!! já fiz essas trilhas várias vezes, mas nunca todas juntas!

E agora em janeiro estou planejando uma volta completa em solitário, meu único receio é a trilha cachadaço-sto antônio , essa eu nunca fiz, mas tenho o livro que vc citou,então vamos as perguntas:

 

Poderei fazer um resumo dessa trilha do livro e confiar nele?

 

Os pontos de orientação que vc citou são suficientes pra fazer esse trajeto?

 

Vc tem, ou conhece alguém que tenha o track log desse trecho?

 

 

abraço

 

Hola,

 

Tenìa muchas expectativas por la trilha Santo Antonio, y la verdad es que no es màs bonita que otras, sòlo es un poco confusa. Mi amiga Ana y yo la hicimos con el Guìa que figura en la pàgina de la isla.

Realmente tiene muchas bifurcaciones, Joao Pontes, es muito legal y realmente es un placer caminar con èl, sale de Palmas, y el precio que cobra es super razonable.

Yo prefiero otras trilhas, encontrè la trilha que va al Farol sumamente interesante, sobre todo la parte que pasa por un bosque bastante oscuro. Otra que adorè es el atajo a Bananal y la trilha máxima para mì es la que une dois rios con Parnaioca.

Suerte!!!

Y por supuesto un saludo a Augusto que brindò tantos detalles sobre la isla, yo di la vuelta en varias etapas, y realmente es como una peregrinaciòn, cada vez uno aprecia cosas nuevas!!!!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Oi Giselle.

 

Qto a alimentação, nós pesquisamos onde achariamos PFs a venda.

Então a gente já tinha um roteiro pré-determinado onde iamos fazer comida ou comer o PF.

Ao longo dessa caminhada em varias praias se vende PF.

 

No Saco do Céu, Praia de Itaguaçú, Caxadaço.

E Parnaioca, dependendo da época. Esses lugares não tem jeito, vc terá de levar um fogareiro p/ fazer comida.

próximo a essas praias, tem outras que vc encontra PF.

Por exemplo: ao lado do Caxadaço, na Praia de 2 Rios tem PF p/ vender; na Praia Vermelha vc encontra um restaurante também.

 

Mas tudo vai depender de que lugares vc pretende ficar e em qtos dias irá fazer a travessia.

 

 

 

Abcs

 

Olá!

Achei o seu relato bem rico e inspirador. Também anoto tudo nas minhas viagens, peregrinações e trekking, depois compartilho. Sempre tem uma dica importante para ajudar o pessoal.

Frequento a Ilha Grande a muito tempo ( amo aquele lugar!), mas nunca dei a volta nela . Tenho vontade fazer isso e sempre vou adiando e acabo indo para outro lugar. Companhia também é importante, agora, acho que convenci o meu irmão a ir comigo. Ele também conhece a Ilha toda, ficou lá jogado por 40 dias. Rsrsrs... , mas nunca circulou.

Tenho uma dúvida: É necessário levar fogareiro para cozinhar? Como vocês fizeram? E os PFs, onde a gente arruma? Nem todo lugar tem Vila.

 

Um abraço forte,

 

Giselle

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Perlamundo, você caminhou até o farol??

 

O que tem por lá? Pelo que sei, não se pode visitar propriamente o farol, apenas observa-lo de longe.... vale a pena o esforço até lá??

 

Tem umas fotos do local?

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Perlamundo, você caminhou até o farol??

 

O que tem por lá? Pelo que sei, não se pode visitar propriamente o farol, apenas observa-lo de longe.... vale a pena o esforço até lá??

 

Tem umas fotos do local?

 

Hola,

 

Te cuento que caminé en la isla todas las trillas que conforman la vuelta, pero en varias oportunidades, o sea en varios sentidos y más de una vez cada una. Llevamos varios viajes a la isla, pero acorde a nuestra edad (rondamos la quinta década). Y contamos con la ayuda de los datos de Augusto y José Bernardo.

Esa vez que visitamos Santo Antonio y Praia dos Castellanos, hicimos base en el camping Paraiso de la Praia Brava de Palmas. Un lugar super limpio y que está sólo a una hora de caminada de Abrao (da para ir temprano a hacer compras y volver para el café)

Yo viajo con mi amiga Ana, y en esa oportunidad ella no quiso seguir más allá de la Playa dos Castellanos, por ese motivo tuvimos que volver, antes de alcanzar el Farol. Pero para mí la caminata valió!!!!

Encontré que la trilla pasa por unas playas bien bonitas, como arrecifes y atraviesa un bosque totalmente aislado, que de los que caminé por la isla es el más oscuro Incluso se nos atravesaron dos capivaris. Voy a buscar fotos para enviar.

También en otro viaje descubrimos Matariz, en lugar de partir de Abrao, vamos de barco directo, hacemos base la y caminamos hacia Japariz y hacia Longa.

También hicimos base en Aventureiro donde pasamos 10 días, y por supuesto nuestra adorada Parnaioca, con el bosque más aislado (tiene una figuera gigante!!!)

Yo tenía muchas expectativas de la trilla de Santo Antonio, pero allí el bosque es de menor porte.

Perla

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Oi Rapha, blz?

 

Na trilha do Caxadaço a Sto Antonio, procure tirar cópia do livro e leve na trilha. É a melhor maneira.

Eu fiz isso e nas bifurcações que apareciam eu dava olhava na cópia do livro.

Pode confiar totalmente nas anotações do livro. Ele é bem detalhado.

Os pontos que eu considero importantes são o início da trilha, que é um pouco confuso: se oriente por uma vala onde segue a trilha e passando a região das samambaias, na descida ingreme, procure evitar as bifurcações.

 

Coordenadas GPS não usei. A trilha de uma praia a outra é sempre bem demarcada. É só encontrar o inicio dela (na dúvida sempre siga os cabos de energia ou pergunte aos moradores - todos ajudam).

O problema é só entre Caxadaço e Sto Antônio. Ali a mata é fechada e dependendo do modelo de GPS pode ser que nem pegue.

No site do Renato Galani (já troquei e-mails com ele - gente boa) vc encontra o tracklog dessa travessia, mas ele fez no sentido inverso a que eu fiz.

Também tem um relato lá.

http://www.aventuraadois.com/the-news/trilhastravessias/55-volta-a-ilha-grande

 

 

E obrigado Perla.

Acho que nada mais justo quem fazer essa travessia e disponibilzar o maior numero de informações e dicas não é?

A ilha é de todos e não só de quem pode pagar um guia p/ isso.

 

 

Abcs

 

 

 

Agusto!!!!!

parabéns pelo relato!!!! já fiz essas trilhas várias vezes, mas nunca todas juntas!

E agora em janeiro estou planejando uma volta completa em solitário, meu único receio é a trilha cachadaço-sto antônio , essa eu nunca fiz, mas tenho o livro que vc citou,então vamos as perguntas:

 

Poderei fazer um resumo dessa trilha do livro e confiar nele?

 

Os pontos de orientação que vc citou são suficientes pra fazer esse trajeto?

 

Vc tem, ou conhece alguém que tenha o track log desse trecho?

 

 

abraço

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Olá, Augusto!

Obrigada pela resposta. Tenho certeza que as informações serão muito úteis. Bom, pelo menos sei que fome não vou passar. Dependendo do "perrengue" a gente come um daqueles esquilos que ficam rondando por lá.Rsrsrsrsrss... ::carai::

Vou ver qual o melhor roteiro a seguir, depois venho aqui contar como foi.

Um abraço,

Giselle

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Augusto,

 

Qué bueno lo que voce escribió, la isla es de todos!!!Voce realmente tiene espíritu mochilero,

Y cada rincón tiene su belleza!!!Camino x la isla, y cada día veo lugares más bonitos!!!

La gente pega un avión y va a hacer trillhas al fin del mundo. Yo caminé por el mundo y descubrí que el paraíso está mucho más próximo: en el estado de RJ (la zona serrana, y la isla, con sus caicaras)

Si alguien se internó en el corazón de la isla, me gustaría contar con información, ya que todos cuentan que había trillas que la atravesaban. Es interesante xq la isla tenía muchas familias viviendo y en la zona de Santo Antonio, dicen q para el interior aún quedan árboles frutales.(laranjas)

 

Si algún día deciden venir a Uruguay, estoy a las órdenes.

 

Perla

 

Perla

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Participe da conversa!

Você pode ajudar esse viajante agora e se cadastrar depois. Se você tem uma conta,clique aqui para fazer o login.

Visitante
Responder

×   Você colou conteúdo com formatação.   Remover formatação

  Apenas 75 emoticons no total são permitidos.

×   Seu link foi automaticamente incorporado.   Mostrar como link

×   Seu conteúdo anterior foi restaurado.   Limpar o editor

×   Não é possível colar imagens diretamente. Carregar ou inserir imagens do URL.


  • Conteúdo Similar

    • Por Caio Vinicius Aleixo
      Pra chegar em Ilha grande
      Fomos de Jundiaí pra SP (Rodoviaria do Tiete) 16,00
       Depois de SP para Angra 112,00 (sem taxa de conveniência pq comprei na rodoviária)
      Da rodoviária pegamos uber (7,00) pro cais. (da pra ir andando, uns 20 min)
      No cais compramos a travessia de barco rápido (90,00 ida e volta ou 50 cada trecho se comprar separado). Tem a opção de balsa que é 17 reais por trecho mas os horários são mais limitados (Angra-Ilha as 15h e Ilha angra as 10:30 se não me engano). O barco rápido faz o trajeto em 30 min mais ou menos, a balsa faz em mais ou menos 1h. Na volta acho que não compensa (se bater os horários) pegar o barco rápido, pqe ele fez uma parada em outra praia pra depois ir pra Angra, então deu o msm tempo da balsa. Se comprar o Barco rápido antecipado vc precisa deixar agendado o trecho de volta mas da pra re-agendar facilmente com o número do bilhete ligando no numero descrito tb no bilhete.
       
      Hospedagem
      Ficamos no Hostel Beach House, café da manhã ok, tinha café, leite, um suco que acho que é natural (diluído), pão, presunto e queijo (teve um dia que não teve), melancia e bolo.
      Os quartos são limpos, tem onde trancar a mala, fiquei num quarto pra 9 com um banheiro dentro do quarto (no final ficamos só em 3 pessoas no quarto pqe era baixa temporada na ilha). Custo é de 30,00 reais em dias da semana e 35,00 em fds. Hostel fica bem localizado, perto de mercado, farmácia, restaurantes (se bem que a vila é pequena nada é mt longe). Embaixo do hostel tem uma agencia de turismo
      http://bit.ly/Hostel_Beach_House

       
      Passeios
      Dia 1 - Lopes Mendes
      Fomos andando e voltamos de barco (20,00 barco rápido 15,00 barco mais lento)
      Tem a opção de ir e voltar de barco ou ir e voltar de trilha.
      A trilha é cansativa pqe sobe mt, e é relativamente longa (umas 2h30). A trilha é de mata fechada e tem 1 mirante basicamente (logo depois que terminar de subir tem uma parte de barro a direita, é ali que tem que subir). A trilha é longa então é bom ir de tênis.
       
      Dia 2 - Abraãozinho (lado norte da ilha)
      Fomos andando até a praia do abraãzinho (passa por varias praias até la, que são mais bonitas que a abraãozinho inclusive). Essa caminhada é de boa, vai beirando as praias.
       
      Dia 3 -  Passeio Praias paradisíacas 80,00
      Melhor Passeio na minha opinião, é um passeio que passa em várias ilhas de Angra (botinas cataguases, praia do dentista, lagoa azul (acho que é isso e tem mais uma que não lembro). Passeio é bom para snorkel, o passeio inclui snorkel, agua e macarrão (boia). as praias e ilhas são mto bonitas msm. o passeio foi feito de lancha com capacidade para umas 12 pessoas. (o passeio foi mt animado pqe tinha um carioca engraçadíssimo e uma galera animada na frente. Na frente o barco bate mais se o mar estiver agitado e o visual é melhor. Atrás molha mais caso o mar esteja agitado. Faz frio na volta desse passeio)
       
      Dia 4 - Cachoeira da feiticeira e tentativa de praia da feiticeira (lado sul da ilha)
      A trilha passa pela praia preta, antigo hospital (hospital p pessoas com lepra se não me engano, parece um presídio, mas não confunda com o antigo presídio que existia em 2 rios)
      a trilha não é tãão fácil mas é mais tranquilo que a trilha pra lopes mendes. No meio do caminho tem um lugar que a sinalização é estranha, acabamos pegando o caminho errado e não saímos na praia da feiticeira, saímos em uma praia do lado. Voltamos de barco (20,00) 
       
      Dia 5 - Passeio meia volta 100,00
      Passeio para em algumas praias mas os principais são Lagoa verde e lagoa azul, tem também a praia do amor (que fica de frente p onde gravaram alguma coisa do filme crepúsculo) gostei bastante do passeio mas preferi o “praias paradisíacas”. Passeio é bom para snorkel, o passeio inclui snorkel, água e macarrão (bóia) assim como o “praias paradisíacas”
       
      DICAS: 
      Leve tenis, muita coisa é feita de trilha e tênis vai tornar muito mais confortável as caminhadas
      Para os passeios de barco, de preferencia para os dias de sol, deixa o passeio/praias mt mais bonitos e a prática de snorkel ainda melhor.
      Lagoa azul e lagoa verde tem muita vida marinha, não deixe de praticar snorkel.
      Se sentir mt frio, leve blusa p os passeios de barco qnd estiver nublado (na volta pega mt vento)
      Existem diversos passeios, alguns feitos de escuna, que são mais baratos mas perde-se mt tempo navegando e passa em menos lugares. 
      O Hostel “Aquário” (http://bit.ly/2ueaRPF) da uma festa td noite, é de graça e só paga o que consumir.
      Alimentação vc acha de td, comi pf por 23 reais e moqueca (no restaurante lua e mar) que ficou 90,00 por pessoa (a comida é deliciosa e o ambiente bem massa, pegamos um prato que teoricamente é pra 2 e comemos em 3. Estávamos famintos e deu de boa)
      Comer no “Coruja” é um lugar que vende uma empanada SENSACIONAL, 8,00 e tem opções vegetarianas. lá tb tem promoção de 3 caipirinhas por 25 reais (varios restaurantes do lado tb tem)
      La tem mto estrangeiro, fui em setembro e tinha mt frances e argentino.
      Me disseram que em alta temporada os preços sobem MUITO, tanto passeios qnt restaurantes, hostel TUDO.
      O clima da ilha é meio Roots, não tem carro, é mt bom pra relaxar e fazer amizade. Achei a galera mt gente boa no geral.
       
      Contatos 
      Hostel beach house: http://bit.ly/Hostel_Beach_House
      Nativos turismo (onde fechei os passeios, fica logo em baixo do beach house)                                      24 99997 6382
       
      Quem quiser ver fotos ou tirar duvidas, me chama no instagram @caioviniciusaleixo (lá eu fico mais atento as mensagens)
       
    • Por Guia Claudia Lucia
      Beleza pessoal? Passando só para deixar contatos. Somos um grupo de trilhas no RJ, sempre haverá companhia para trilhar. Quando passar pelo RJ da uma olhadinha na nossa agenda, trilhas de segunda a segunda por R$25.
      AGENDA em nossas redes sociais
      No rodapé do site: partiunatureza.com
      Na aba eventos do Facebook:
      https://facebook.com/partiunatureza
      Nos destaques do Instagram:
      https://Instagram.com/trilhaspartiunatureza
       

    • Por isaribeiro
      Olá Mochileiros!
      Hoje vim relatar um pouco sobre minha viagem para Ilha Grande, que fica na cidade de Angra dos Reis, no Rio! Angra pra mim sempre foi sinônimo de luxo e riqueza e depois de trabalhar o ano todo, decidi separar um pouco mais de dinheiro e conhecer essa ilha. Como essa viagem aconteceu em agosto e minha memória não está tão fresca para preços exatos, vou tentar ao máximo resumir a experiência e dar dicas de como economizar e aproveitar esse paraíso.

                     
      RESUMÃO
      A ILHA – impressões, como chegar, onde ficar, onde comer, o que fazer e passeios.
       • Impressões e como chegar
      Bem, como o nome diz, Ilha Grande é uma ilha e nela só se chega por barco. Há diversas opções, mas decidimos contratar um serviço de transfer ida e volta que nos pegaria no Aeroporto do Galeão e nos deixaria em nosso hotel no Rio na volta. O valor do serviço incluindo transfer terrestre e marítimo com lancha rápida ida e volta custou R$210 reais por pessoa, com a empresa Transfer Ilha Grande que recomendo demais, o serviço foi muito bem prestado.
      Opções mais baratas para chegar na Ilha vindo do Rio é pegar carona/um ônibus na rodoviária até a cidade de Conceição de Jacareí e de lá comprar o ticket de barca para Abraão por 35,00.
      Em ilha grande existem 3 cidades para hospedagem: Abraão, Palmas, Araçatiba e Aventureiro (sendo que esse ultimo só se chega de barco saindo de Angra dos reis). Nossa escolha foi Abraão por ser a maior e principal. Logo no desembarque já sabíamos que a viagem valeria a pena, o lugar é paradisíaco. Não tenho palavras para descrever a beleza do lugar, uma vila simples, pequena, onde o comércio fecha de 13:00 – 17:00, rodeado por uma mata atlântica viva. O dress code é chinelo ou pé no chão, mas não esqueça de incluir um casaco e tênis na sua mochila.
       
      • Onde ficar
      Sobre as hospedagens em Abrãao... Precisa ser levado em consideração que a Ilha é um lugar bem simples, originalmente era uma vila de pescadores e tudo precisa chegar de barco. É uma logística meio complicada que também influencia na inflação dos preços. Estivemos na Ilha em agosto, baixa temporada para o Brasil, mas férias na Europa e consequentemente os valores não estavam tão baratos, pois a Ilha lota de Europeus nesse mês, fomos descobrir isso por lá. Estávamos em casal, não queríamos ficar em camping, nem quarto compartilhado, o ideal era uma pousada com cama confortável e chuveiro quente. As diárias variam muito, escolhemos a pousada Horizonte dos Borbas pelo custo benefício e ótima localização. Foram 6 diárias e o valor total ficou em R$ 877,50 com café da manhã incluso. Recomendo esse lugar, foi um bom achado. Opção mais barata para Ilha Grande é camping e hostel. Recomendo bastante o Che Lagarto. DICA MOCHILEIRA: acampar em Ilha Grande é um prato cheio. Caso decida por essa opção, não deixe de acampar em Parnaioca ou Aventureiro.  
       
      • Onde comer
      Comer em Ilha Grande é absurdamente caro. Não tem meio termo, ou você cozinha no hostel/camping ou gasta, no mínimo, 40 reais em um prato. Até no mercado as coisas são muito caras, e olha que sou de Brasília onde preços altos normalmente não assustam, o que me deixou meio indignada. Uma água de 5 litros custa 10,00. Se você for ficar hospedado em pousada/hotel, recomendo separar pelo menos 100 reais por dia para alimentação entre almoço e janta, contando que sua hospedagem tem café da manhã. Sim, não é exagero.
      O preço é caro, mas a comida é boa. Recomendo os seguintes lugares:
      - Café do Mar Bar e Restaurante
      - Lonier Garoupas
      - Pizzaria Fornilha
      - Ateliê Cafeteria
      - Creperia Tropicana
       
      • Passeios e o que fazer
      A Ilha é dividida entre trilhas que levam até algumas praias e passeios que você faz apenas com barco. As trilhas são perfeitamente demarcadas, não sendo necessário guia apenas disposição. Contratamos todos os passeios com a empresa LIG – Lanchas Ilha Grande. Os passeios saem diariamente de Abraão, não compramos nada com antecedência, porém alguns passeios são determinados pela maré, então recomendo ir atrás dos passeios logo na chegada para garantir. Fizemos os seguintes passeios em nossa estadia por lá:
      - Ilhas Paradisíacas (R$ 90,00)
      - Volta a Ilha (R$110,00)
      - Meia Volta (R$80,00)
      - Lopes Mendes (independente)
      - Trilha até praia de Abraãozinho (independente)
       
      Vou detalhar cada passeio a seguir:
       


×
×
  • Criar Novo...