Ir para conteúdo
  • Faça parte da nossa comunidade! 

    Encontre companhia para viajar, compartilhe dicas e relatos, faça perguntas e ajude outros viajantes! 

Posts Recomendados

  • Membros
Olá Aline

 

Muito legal seu relato, espero que chegue a Berlin logo, pois irei pra lá em Junho....

Beijos

 

 

Valeu, TELMOANGELI. Muito Obrigada.

 

Prometo chegar a Berlin antes de sua partida. :wink:

 

Mas posso dizer de antemão... foi um dos lugares que mais gostei e que pretendo voltar!

 

Sei que Berlin vai te deixar com um sentimento parecido, se não igual! rsrs

 

Bjs

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Respostas 189
  • Criado
  • Última resposta

Mais Ativos no Tópico

  • Membros

Que comédia o seu relato... Estou adorando... Também sou marinheira de primeira viagem... Ainda estou na fase de juntar grana e fazer roteiro... Muito ansiosa e eu também estou aqui com o povo me colocando medo até umas horas... ::lol4::

 

Se possível, futuramente, enquanto faço meu roteiro, gostaria muito de conversar com você... São tantas as minhas dúvidas...c ::hein:

 

bjnhus

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Membros

Aline, parabéns pela sua viagem!!!

 

Também estou super curiosa para saber o resta da história...fiquei feliz quando vi que você era de Belém, hoje em dia eu moro no RJ, mais amoooooo a minha cidade natal, estou indo ai no final do mês.

 

Pretendo fazer minha primeira viagem para Europa em 2013 e você me inspirou muito, as dicas dos hostel foram ótimas!!!

 

Conte mais..

 

bjinhuu

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Membros
Que comédia o seu relato... Estou adorando... Também sou marinheira de primeira viagem... Ainda estou na fase de juntar grana e fazer roteiro... Muito ansiosa e eu também estou aqui com o povo me colocando medo até umas horas... ::lol4::

 

Se possível, futuramente, enquanto faço meu roteiro, gostaria muito de conversar com você... São tantas as minhas dúvidas...c ::hein:

 

bjnhus

 

kkkk Dani, minha família quase me põe doida, menina. Loucura total!!! ::lol4::

 

Me coloco a disposição, sim. No que puder, ajudo com toda certeza. :wink:

 

Bjs

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Membros
Aline, parabéns pela sua viagem!!!

 

Também estou super curiosa para saber o resta da história...fiquei feliz quando vi que você era de Belém, hoje em dia eu moro no RJ, mais amoooooo a minha cidade natal, estou indo ai no final do mês.

 

Pretendo fazer minha primeira viagem para Europa em 2013 e você me inspirou muito, as dicas dos hostel foram ótimas!!!

 

Conte mais..

 

bjinhuu

 

 

Luana, muito obrigada!

 

Que bom que minha viagem serviu de inspiração pra alguém, principalmente, sendo uma conterrânea!!! ::cool:::'>

 

Não querendo fazer inveja, mas já fazendo... rsrsrs eu estou em Belém de férias. Vim passar a virada de ano e estou aqui até agora. Tudo de bom!!! ::otemo::

 

Moro no Amapá. Você acredita que sofri discriminação por ser da região norte em plena Europa????!!!! Uns brasileiros tristes e sem cultura. Ninguém merece, né?! Ai, ai...

 

Tô na torcida, desde já, pra que sua viagem role do jeito que você planejar.

 

Daqui a pouco continuo o relato.

 

Bjs Luana

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Membros

A Grécia era, sem dúvida, o país que eu mais queria conhecer!!! Mas por ser o primeiro, foi o mais difícil: me senti só, tive muito medo, bateu arrependimento – por vezes chequei o seguro viagem tentando encontrar uma forma de tentar mudar a data do retorno pra casa sem grande prejuízo pro bolso – graças a Deus não visualizei nenhum meio de realizar essa proeza. ::lol4::

 

Sob o sol ardente Atenas ganha novo aspecto. Sem todas aquelas luzes lembrando tanto a modernidade o clima é mais histórico.

 

A Grécia é a historia viva, como outros lugares mais na frente se mostrariam ser também! ::cool:::'>

 

Ver e sentir todas aquelas ruinas, parece meio insano, mas o meu sentimento era pura nostalgia, como é possível sentir saudades do que nunca se viu... estranho, né?

 

A minha vontade era de poder tocar cada uma daquelas pedras, e olha, são muitas...

 

Durante a viagem fui postando fotos no orkut e facebook então... nem tudo foi perdido! :wink:

 

[picturethis=http://www.mochileiros.com/upload/galeria/fotos/20120114235231.jpg 500 375 Legenda da Foto]Acrópole, foto sobrevivente.[/picturethis]

 

 

Caminhei um bocado com a gurizada pela Acrópole, compramos entradas pra algumas partes do sitio que não eram a "preço velho". Acabei não usando nem um terço dos tickets ... o motivo?... me perdi do grupo e entrei em pânico! ::ahhhh::

 

Assim que chagamos a empolgação era grande... foto pra lá, foto pra cá... Na subida pro Parthenon me adiantei e fiquei de encontrar o povo já no monumento. O local estava lotado, era turista saindo pelo ladrão!!! Conseguir um click solitário em certas partes era missão que, certamente, só Tom Cruise daria conta de resolver! Mera mortal como eu ficava só na vontade... Nessa ideia de me separar do povo... me ferrei!

 

[picturethis=http://www.mochileiros.com/upload/galeria/fotos/20120115001903.jpg 500 375 Legenda da Foto]Nesse momento não havia quase ninguém... rs[/picturethis]

 

Rodei e revirei a Acropole atrás dos mosqueteiros mas nada, nem o menor sinal deles. Desci mas decidi ficar pelas redondezas. Pra minha infelicidade não consegui refazer o mesmo caminho da ida – nunca vi criatura mais sem noção de direção como eu – assim sai por outro lugar, muito bonito mas também super deserto, a não ser pela minguada aparição de um mendicante ou de alguns indianos vendendo a imitação da sombrinha. Eu que adooooooro tirar fotos, já não via a menor graça e nem tinha coragem de tirar a maquina da bolsa.

 

A situação realmente não era das melhoras... andar, por ali, sozinha e com toda a grana que eu havia levado pra viagem na bolsa me deixaram em alerta total! Olhando pra todos os lados e direções a todo momento. Acredito que quem me viu imaginou que eu acabara de fugir de algum hospital psiquiátrico, so faltava me esgueirar pelas paredes. (o hostel que fiquei em Atenas é super simples – sem cofre, armário... enfim, se o hospede tem algo de valor sai e deixa na recepção. Eu sempre deixava meu notebook mas não tinha coragem de deixar a grana, e ficava sofrendo com medo de ser assaltada a qualquer momento).

 

Finalmente vi um grupo de turistas e já quase correndo consegui acompanha-los e fingi está junto do grupo pra passar pelo restante do caminho. Que alivio! :D

 

Depois da difícil travessia... comecei a maquinar um meio de encontrar os parceiros novamente. Imaginei que pra eles irem embora, teriam que pegar o metrô!

 

Então o que fiz foi montar guarda próximo a entrada do metrô... ::lol4::

 

Gente entrava... gente saia... e nada dos três aparecerem. :cry: Depois de algumas horas a fome bateu e fui tentar comer alguma coisa. Mas minha cabeça já era um caldeirão de desgraças, meu estomago revirava de tudo quanto era jeito, montanha russa nenhuma me deixaria naquele estado, mas aquela situação... com toda certeza! ::tchann::

 

Comprei um copo de suco e uma fatia de pizza e não consegui engolir quase nada, o sabor parecia horrível mas eu tinha plena consciência que era meu psicológico que estava me sabotando. Tentei manter a calma mas era difícil.

 

Comecei a me espraguejar por não ter prestado atenção a nada, nas direções do metrô, por exemplo. Fui inventar de me escorar nos outros e me ferrei. ::toma::

 

Cogitei a hipótese de voltar andando... a minha filosofia antes de sair do Brasil era: Quando eu me perder, na pior das hipóteses,é só pegar um taxi!

Mas sacando a minha dificuldade com direções, imaginei que se pegasse um taxi toda vez que me perdesse eu não chegaria a Lisboa! ::lol4::

 

Larguei meu almoço e sai andando, de um lado pro outro e sempre passando pela entrada do metrô, eu olhava pra ele, ele pra mim... mas eu seguia adiante.

 

Ate que resolvi enfrentar a situação.

Entrei, fui ate a bilheteria e disse o nome da estação. A moça me deu o ticket e ai fiquei sem saber pra onde tinha ir. ::putz::

Voltei com a vendedora e perguntei que direção eu deveria pegar. Ela explicou e não entendi. ::dãã2::ãã2::'>

Pedi pra ela explicar de novo e falar um pouco mais devagar... ela explicou novamente e eu, finalmente, entendi. :D

 

Quando sai da estação na praça Victoria foi a maior sensação de alivio! Mas ao mesmo tempo de tristeza por perder o resto do dia, pq eu tinha certeza que nao teria coragem de sair sozinha. :(

 

Resignada ao meu triste fim, fui pro hostel me consolar na internet. Assim que cheguei perguntei pela minha mala, na esperança de reencontrar um motivo pra sorrir! ::lol4:: Mas nem sinal da abençoada também! :cry:

 

Poucos minutos depois batem na porta do quarto: Ta aberta, pode entrar! Disse isso em português - força do habito! ::putz::::hahaha::

 

Uma esperança no fim do túnel... agora só podia ser a minha mala!!!

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Colaboradores

aline q viagem vc fez hein!?

 

to adorando o seu relato! e ao mesmo tempo lembrando de como me senti qndo sai do pais pela primeira vez (perdidinho da silva)!!!! ha saudades da estrada....

 

to esperando ancioso pela continuação da saga de Aline e mala perdida! (pareçe nome de filme ne?)

 

abraços!

Noiscasa!

Link para o post
Compartilhar em outros sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar Agora

×
×
  • Criar Novo...