Ir para conteúdo
  • Faça parte da nossa comunidade! 

    Encontre companhia para viajar, compartilhe dicas e relatos, faça perguntas e ajude outros viajantes! 

Barracas QUECHUA


Posts Recomendados

  • Membros

Estas barracas são muito boas, francesas criadas especialmente para a Decathlon.

 

Ainda que os franceses não entendam p___ra nenhuma de barracas, a Quechua ficou famosa por inventar uma barraca que a gente joga pra cima e ela monta na hora, automaticamente. Mal comparando, esta barraca instantânea seria o miojo das barracas!

 

Se você tem um espírito amador e gosta de trocar de barracas a cada 2 ou 3 anos e se também gosta de tomar chuva, compre uma barraca Quechua. :mrgreen:

 

Por outro lado,se você dá valor ao seu dinheiro (não foi seu pai que lhe deu o dinheiro pra comprar a barraca) e se você aprecia produtos de boa qualidade, criados por profissionais que projetaram as barracas após anos de utilização de barracas em condições extremas (e não por franceses delicados que fizeram curso de autocad) então a barraca ideal é da marca MANASLU.

 

Dependendo do lugar que o individuo for acampar, uma barraca pode até matar! Sim, não estou exagerando. Quando passarem a divulgar a marca do equipamento dos mochileiros e montanhistas que morreram por hipotermia ao redor do mundo e as condições em que o óbito ocorreu, as pessoas vão passar a dar valor a barracas de qualidade e vão se livrar de barracas que saem voando com um vento mais forte ou que deixam a água entrar por todos os lados.

 

Franceses.......... na WWII fizeram a tal Linha Maginot para conter o avanço das tropas alemãs e foram invadidos quando os alemães contornaram a Linha (coisa óbvia a se fazer porque a Linha Maginot não se estendia até o Mar do Norte, os inteligentes estrategistas franceses fizeram uma linha de defesa contra o exército alemão com uma porteira para eles entrarem!) ::bruuu::

 

Depois foram enxotados do Vietnam em 1954 (Batalha de Dien Bien Phu) e voltaram para casa como esquilos assustados! ::lol4::

 

Onde estava a temida (huahuahua) legião estrangeira quando os alemães desfilaram em carro aberto sob o Arco do Triunfo? Triunfo de quem? Os legionários fugiram como mocinhas com medo de camundongos ao avistarem as tropas alemãs marchando em Paris.

 

Por isto eu recomendo barracas brasileiras de qualidade superior as francesas e a única barraca brasileira de qualidade internacional é a MANASLU.

 

Se não acreditam em mim, perguntem a quem tem uma barraca desta marca!

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Respostas 248
  • Criado
  • Última resposta

Mais Ativos no Tópico

Mais Ativos no Tópico

Postagens Populares

Boa noite senhores. relembrando alguns velhos tópicos, "podem me dar a pá de ouro" [emoji23] voltei aqui apenas para alertar sobre as Barracas Quechua. Adquiri minha T2 em 2008, já utilizei ela em ca

@cyranodesaleh  Eu não usei e o piso rasgou. É muito fino, bem sensível, ônus do equipamento super leve. Remendei e comecei a usar um footprint improvisado. Uma lona plástica bem leve, só pr

Apenas já vi montada. Achei o avanço muito pequeno para uma barraca com esse peso. Inclusive, achei muito pesada para o conceito da barraca.   O piso de uma barraca de trekking costuma ser mais fin

Posted Images

  • Membros de Honra

Olá Guaxinim!

 

Vi que gosta de expressar sua opinião! Bacana. Concordo com parte delas, outras nem tanto e algumas discordo veementemente! :mrgreen:

 

Vou comentar alguma coisa aqui:

 

 

Dependendo do lugar que o individuo for acampar, uma barraca pode até matar! Sim, não estou exagerando. Quando passarem a divulgar a marca do equipamento dos mochileiros e montanhistas que morreram por hipotermia ao redor do mundo e as condições em que o óbito ocorreu, as pessoas vão passar a dar valor a barracas de qualidade e vão se livrar de barracas que saem voando com um vento mais forte ou que deixam a água entrar por todos os lados.

 

[...]

 

 

Tenho para mim o seguinte:

 

Primeiro: não é a barraca o equipamento responsável por te manter aquecido e sim suas vestimentas e, principalmente, o saco de dormir. Por óbvio que é a barraca que te protege das intempéries, como chuva e, em alguma proporção, do vento, mas daí a dizer que o sujeito morre por hipotermia por que a barraca saiu voando me parece improvável. Sem falar que a grande maioria dos mortais comuns sequer subiu o Pico da Bandeira (2891,98 m) que é tida como a mais fácil das montanhas altas brasileiras, quem dirá uma alta montanha de verdade...

 

Segundo: essas barracas da Quechua (2 Seconds) não são barracas projetadas para uso em alta ou média montanha, o próprio fabricante adverte sobre isso. São barracas criadas para aquele acampamentozinho estruturado na praia, num sítio, num quintal ou outros lugares relativamente protegidos. Aqui entramos novamente naquela velha e batida questão: não há "o" equipamento ideal para tudo, o melhor sempre. Há o equipamento mais "adequado". Cada situação prática, que é uma conjuntura de vários fatores, determina o tipo de equipamento adequado a ela, inclusive no preço. Da mesma forma que um sujeito encontraria grandes dificuldades ao fazer um pernoite em média montanha com uma barraca Quechua 2 Seconds (inadequada) um outro teria usando uma barraca Manaslu Discovery Montain 4 estações para dormir na Ilha Grande em pleno verão (inadequada também).

 

 

[...]

 

Franceses.......... na WWII fizeram a tal Linha Maginot para conter o avanço das tropas alemãs e foram invadidos quando os alemães contornaram a Linha (coisa óbvia a se fazer porque a Linha Maginot não se estendia até o Mar do Norte, os inteligentes estrategistas franceses fizeram uma linha de defesa contra o exército alemão com uma porteira para eles entrarem!) ::bruuu::

 

Depois foram enxotados do Vietnam em 1954 (Batalha de Dien Bien Phu) e voltaram para casa como esquilos assustados! ::lol4::

 

Onde estava a temida (huahuahua) legião estrangeira quando os alemães desfilaram em carro aberto sob o Arco do Triunfo? Triunfo de quem? Os legionários fugiram como mocinhas com medo de camundongos ao avistarem as tropas alemãs marchando em Paris.

 

[...]

 

 

::lol4::::otemo::::quilpish::

 

Ainda que tenha dado um tratamento simplista aos fatos históricos, concordo com sua posição, só não dá para generalizar sobre a questão equipamentos outdoor pois existem equipamentos franceses de ótima qualidade.

 

Abraço!

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Colaboradores

Se você tem um espírito amador e gosta de trocar de barracas a cada 2 ou 3 anos e se também gosta de tomar chuva, compre uma barraca Quechua. :mrgreen:

 

Se não acreditam em mim, perguntem a quem tem uma barraca desta marca!

 

Nesse ponto terei que descordar completamente de vc amigo, tive uma barraca Quchua T2 que me acompanhou por mais de 4 anos em acampamentos, já fiquei um período de 26dias acampando em "Camping" com toda a estrutura que um belo camping pode lhe oferecer, tomando muita chuva e muito sol na cabeça, lógico com o Sol ninguem pode, bateu na barraca fritou os ocupantes, mais quanto a chuva!!! se quer 1 gota de aguá entrou na barraca, não apenas eu, mais diversos mochileiros que conheço aqui do fórum e fora dele utilizam ou utilizaram as barracas Quechua, e em todo o período que estive com ela, nunca me deixou na mão, acabamento de boa qualidade, pelo preço pago. um ótimo CxB para quem esta começando e procura um produto DE ENTRADA.

Lógico que não se pode sair por ai com qualquer barracas de entrada subindo "o Everest" ou tentando um acampamento em locais de frio extremo, se bem que como o amigo comentou em cima, a barraca não influenciara em uma boa % em mante-lo aquecido, mais sim suas vestimentas.

 

Não tenho do que reclamar dessa marca.

 

Quanto a 2seconds nunca me agradou esse modelo, mais mesmo assim não opinarei a respeito por nao ter passado se que uma noite em uma. Deixo esse review para os demais colegas do forum.

 

Vamos nos basear mais em fatos reais/comprovados, pois alguns usuários ao ler esse seu comentário pode acabar optando por uma outra barraca, mais cara e ainda pior. E deixando uma barraca que oferece um ótimo CxB ::otemo::

 

Abraços e boas Trips...

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Membros

Vamos supor (mero exercicio de imaginação) que dois indivíduos estão acampando na Patagônia argentina.

 

Temperatura ambiente de -7 Celsius, sensação térmica de -12 Celsius por causa do vento.

 

Seus nomes: Vovô Geta e Salesiano.

 

Vovô Geta está com uma barraca Manaslu. Foi cozinhar umas batatas na espiriteira e depois foi dormir.

 

Salesiano está todo feliz com sua nova barraca Quechua. Abriu umas latas de atum, fez um sanduiche e foi dormir também.

 

No meio da madrugada caiu uma tempestade. Não era uma tempestade comum, era uma tempestade muito forte, muita água descendo dos céus! ::Cold::

 

Vovô Geta ficou quieto dentro de sua barraca que resistiu as rajadas de vento, sendo que somente entraram algumas gotas de água na barraca.

 

Salesiano, por outro lado, estava todo molhado com o aguaceiro que entrava dentro de sua barraca colorida e nova. Suas roupas estavam todas molhadas e sua mochila estava encharcada.

 

Duas horas após o término do temporal, Salesiano estava com o rosto azul e tremia de frio! Vovô Geta estava seco e comia algumas jujubas dentro da barraca.

 

Em dado momento, lembrou de ter visto o brilho da luz de uma lanterna na escuridão da noite. Era Salesiano, molhado como um pinguim, procurando ajuda.

 

Vovô Geta então convidou Salesiano para entrar, ofereceu-lhe um cobertor seco e algumas jujubas.

 

No dia seguinte todos estavam salvos.

 

Fim.

 

Bom, voces devem ter reparado que eu escrevo muito bem, na verdade sou escritor, um famoso escritor na verdade! ::hãã2::

 

Da próxima vez, vou formatar o texto com o programa Celtx, próprio para formatação de roteiros. 8)

 

O que eu quero dizer é que SIM, um indivíduo pode vir a falecer se escolher a barraca errada para passar a noite e nem precisa ser na patagônia argentina, dependendo das circunstâncias ficar todo molhado por 12 horas em temperaturas próximas de zero celsius pode ser fatal.

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Colaboradores
Vamos supor (mero exercicio de imaginação) que dois indivíduos estão acampando na Patagônia argentina.

 

Temperatura ambiente de -7 Celsius, sensação térmica de -12 Celsius por causa do vento.

 

Seus nomes: Vovô Geta e Salesiano.

 

Vovô Geta está com uma barraca Manaslu. Foi cozinhar umas batatas na espiriteira e depois foi dormir.

 

Salesiano está todo feliz com sua nova barraca Quechua. Abriu umas latas de atum, fez um sanduiche e foi dormir também.

 

No meio da madrugada caiu uma tempestade. Não era uma tempestade comum, era uma tempestade muito forte, muita água descendo dos céus! ::Cold::

 

Vovô Geta ficou quieto dentro de sua barraca que resistiu as rajadas de vento, sendo que somente entraram algumas gotas de água na barraca.

 

Salesiano, por outro lado, estava todo molhado com o aguaceiro que entrava dentro de sua barraca colorida e nova. Suas roupas estavam todas molhadas e sua mochila estava encharcada.

 

Duas horas após o término do temporal, Salesiano estava com o rosto azul e tremia de frio! Vovô Geta estava seco e comia algumas jujubas dentro da barraca.

 

Em dado momento, lembrou de ter visto o brilho da luz de uma lanterna na escuridão da noite. Era Salesiano, molhado como um pinguim, procurando ajuda.

 

Vovô Geta então convidou Salesiano para entrar, ofereceu-lhe um cobertor seco e algumas jujubas.

 

No dia seguinte todos estavam salvos.

 

Fim.

 

Bom, voces devem ter reparado que eu escrevo muito bem, na verdade sou escritor, um famoso escritor na verdade! ::hãã2::

 

Da próxima vez, vou formatar o texto com o programa Celtx, próprio para formatação de roteiros. 8)

 

O que eu quero dizer é que SIM, um indivíduo pode vir a falecer se escolher a barraca errada para passar a noite e nem precisa ser na patagônia argentina, dependendo das circunstâncias ficar todo molhado por 12 horas em temperaturas próximas de zero celsius pode ser fatal.

 

Eu acho que o amigo guaxinim ainda não compreendeu, mais vamos tentar explicar novamente. "hj to inspirado, kkkk" ::carai::

 

Quechua = Eqptos de Entrada para Camping com toda a infra-estrutura possível. Dedicado a TODOS entusiastas metidos a aventureiros, que iniciam no mundo dos "Mochileiros". ::otemo::

 

Um individuo que quiser acampar na Patagônia com uma simples barraca Quechua 2Seconds ou que seja uma Ultralight, lógico esta pedindo ::Cold::

 

Outro detalhe, todos nós aqui sabemos muito bem, que muitos indivíduos que praticam o Camping, não possuem poder aquisitivo para adquirir uma Manaslu que varia ai de R$1.000 a R$2.400 pra mais, e buscam nas Quechua e muitas outras marcas DE ENTRADA, essa forma mais econômica de hospedar-se em suas simples e humildes barracas, reduzindo e muito o preço da viagem. Creio eu que com a porrada de informação que temos nesse tópico sobre as barracas Quechua, todos já estão cansados de saber que é uma barraca honesta pelo preço pago e que não é uma barraca para Alta Montanha e climas frios.

 

OFF- É como vejo muito em alguns foruns por ai, indivíduos com suas Ecosport tentando fazer Trilhas.

 

Comparar Quechua com Manaslu é como comparar Ecosport com Troller,BullTerrier com LaEsportica. :D

 

Todas as marcas tem suas vantagens e desvantagens, cada um próprio para fazer aquilo que lhe foi indicado.

 

Agora cabe a cada um fazer sua escolha. ::otemo::

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Membros

Eu entendi sim. Tudo bem, cada um compra aquilo que pode pagar, até aí tudo bem. Só que se a pessoa puder comprar um produto de qualidade superior, melhor.

 

Quem gosta de barracas Quechua também gosta de facas Nautika e mochilas Yins....... qual o problema? Gosto é uma coisa muito pessoal mesmo.......

 

Valeu!

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Membros de Honra
Vamos supor (mero exercicio de imaginação) que dois indivíduos estão acampando na Patagônia argentina.

 

Temperatura ambiente de -7 Celsius, sensação térmica de -12 Celsius por causa do vento.

 

Seus nomes: Vovô Geta e Salesiano.

 

Vovô Geta está com uma barraca Manaslu. Foi cozinhar umas batatas na espiriteira e depois foi dormir.

 

...

 

 

Guaxinim e suas historietas...

 

Errado Guaxinim!

 

Vovô Geta não usa espiriteira! Usa fogareiro à gás, mesmo no frio da patagônia... Também não come jujubas, come polenta!!! Rsrsrs (Ihh! Por quê fui falar... Lá vem bomba...) :roll:

 

 

 

 

...

 

Bom, voces devem ter reparado que eu escrevo muito bem, na verdade sou escritor, um famoso escritor na verdade! ::hãã2::

 

Da próxima vez, vou formatar o texto com o programa Celtx, próprio para formatação de roteiros. 8)

 

O que eu quero dizer é que SIM, um indivíduo pode vir a falecer se escolher a barraca errada para passar a noite e nem precisa ser na patagônia argentina, dependendo das circunstâncias ficar todo molhado por 12 horas em temperaturas próximas de zero celsius pode ser fatal.

 

Vixi, além de tudo é convencido... ::toma::::lol4::

 

Mas, voltando ao assunto, realmente um sujeito pode morrer numa situação dessas, só que isso seria o extremo dos extremos. O carinha só morreria de frio mesmo se não tivesse nenhuma vestimenta de proteção disponível, como um anorak, o que, dadas as circunstâncias da história seria pouquíssimo provável. Só não vale mudar a história para dizer que o sujeito estava dormindo e não viu que acordara encharcado... Putz! Mas esqueci que tu gosta de contrariar as probabilidades... ::essa::

 

Não podemos usar exceções para inventar regras Guaxinim :mrgreen::roll:

 

Saudações!

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • 2 meses depois...
  • Membros

A verdade é uma só:

- Não existe verdade absoluta. Existem verdades relativas.

 

O amigo disse muito bem. Cada caso é um caso.

O que é muito bom em uma determinada situação pode não ser em outra.

 

Só prá simplificar a questão:

 

- Se eu não posso casar com a Luana Piovani, não quer dizer que eu vou morrer solteiro.

 

Abraços.

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • 4 meses depois...
  • Membros de Honra

Olá Pessoal,

 

 

Voltando ao assunto principal deste tópico, barracas Quechua, segue imagem de um modelo que vi hoje, in loco, na loja Decathlon aqui de Curitiba e me pareceu bem interessante pelo custo x benefício:

 

Quechua Quick Hiker II

 

- Capacidade: 2 pessoas (achei ideam para 1 pessoa)

- Peso: 2,7 Kg

- 2 entradas independentes, com avanços

- Sobreteto em nylon ripstop (me pareceu de boa qualidade, superior a outros modelos deles, no mesmo nível da T2 Ultralight porém aparentemente mais espesso. Apesar da Decathlon não divulgar os dados de referência de testes hidrostáticos no padrão internacionalmente conhecido, acredito que resista pelo menos 2000mm

- Piso em nylon reforçado com PU, com 5000 mm de coluna d'água de resistência hidrostática

- Armação composta por 2 varetas em alumínio 8,5mm de diâmetro que se cruzam no centro, formando uma estrutura bem resistente

- Vários pontos de ancoragem ligados diretamente à estrutura da barraca, com cordeletes fornecidos, fornecendo apoio extra contra ventos fortes

- Costuras termo seladas de boa qualidade, assim como zíperes e demais costuras e materiais empregados na confecção

- Dimensões: Altura útil - 108 cm / Comprimento - 215 cm / Larguras - 130 cm (cabeça) e 110 cm (pés) (formato do piso é trapezoidal)

- Simples de montar

 

De forma geral gostei do modelo, achei o acabamento mais esmerado do que estamos acostumados a ver em outros modelos da Quechua (exceção à T2 Ultralight Pro e aos modelos grandes deles), com destaque à preocupação com a rigidez estrutural pela geometria de montagem da armação e pontos de amarração ao terreno.

 

O preço não estava ruim, R$ 389,00 em oferta (20/10/2012), mas como estava relativamente barata havia apenas 3 unidades na loja, contando com a montada para exposição. ::grr::

 

Saudações,

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • 3 meses depois...
  • Membros

Olá pessoal, sou novo aqui !!

 

Trabalho na Decathlon - Sorocaba / São paulo e lido com as BARRACAS QUECHUA todos os dias!

 

Hoje em dia, todas as barracas são profissionais e passam por mais de 100 testes em laboratório antes de virem ao mercado.

Ao contrário do que disseram, os franceses tem uma cultura muito maior do que a nossa em acampamentos, pois aqui basta um final de semana com sol, e todos correm para praias. Já na França que não tem praias (como no Brasil) eles vão acampar!

 

Valew

Link para o post
Compartilhar em outros sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar Agora

×
×
  • Criar Novo...