Ir para conteúdo
  • Faça parte da nossa comunidade! 

    Encontre companhia para viajar, compartilhe dicas e relatos, faça perguntas e ajude outros viajantes! 

Tatiana Germuzesque

Relato + custos e fotos - Viagem de Carro para Uruguai, Argentina e Chile (incluindo Atacama) 2015/2016

Posts Recomendados

O relato está ótimo Tatiana, assim como as fotos... parabéns! :)

Me tire uma dúvida: você citou que levou galões de combustível no porta malas durante a viagem. Como é a legislação quanto a isso, é permitido tranquilamente na Argentina e no Chile, ao contrário do Brasil?

 

Olá! Na verdade levamos galões de gasolina próprios. Aqui no Brasil é permitido levar desde que seja nestes galões próprios para combustível (e não garrafa pet!). Não tivemos problema em nenhuma fronteira, na Argentina e no Chile inclusive falamos que estávamos levando os galões e não fizeram nenhuma restrição quanto a isso!

 

::otemo::

 

 

Obrigado pela resposta. Você teria uma foto do tipo de galão que você usou? Só para que eu possa me basear :)

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

O relato está ótimo Tatiana, assim como as fotos... parabéns! :)

Me tire uma dúvida: você citou que levou galões de combustível no porta malas durante a viagem. Como é a legislação quanto a isso, é permitido tranquilamente na Argentina e no Chile, ao contrário do Brasil?

 

Olá! Na verdade levamos galões de gasolina próprios. Aqui no Brasil é permitido levar desde que seja nestes galões próprios para combustível (e não garrafa pet!). Não tivemos problema em nenhuma fronteira, na Argentina e no Chile inclusive falamos que estávamos levando os galões e não fizeram nenhuma restrição quanto a isso!

 

::otemo::

 

 

Obrigado pela resposta. Você teria uma foto do tipo de galão que você usou? Só para que eu possa me basear :)

 

 

Oie, não tenho. Mas eu sei que os galões são comercializados em alguns postos. É mais ou menos como o da foto no link: http://seuposto.com/bombonas-para-combustivel/galao-de-emergencia-5.html

 

=]

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

14/01

 

Acordamos um pouco mais tarde neste dia e fomos para as Cataratas do Iguaçu. É muito fácil chegar lá de carro, só seguir a Avenida das Cataratas sentido Argentina, passar a entrada para a fronteira e seguir reto! Na frente das Cataratas tem o Parque das Aves, é só atravessar a rua.

 

Optamos por visitar as Cataratas primeiro. Deixamos o carro no estacionamento, compramos as entradas e, como o hotel não tinha café da manhã, tomamos o café por lá (caro, não aconselho, haha). O parque é lindo e muuuito bem cuidado, atendimento, limpeza, conservação, ônibus, tudo muito impecável. Pegamos um ônibus que leva para as cataratas e sai a cada 5 ou 10 minutos. O parque é incrível, lindo demais, e ainda fomos em uma época que tinha chovido muito, então as cataratas estavam quase explodindo de tanta água, hahaha. É um passeio muito legal de se fazer, principalmente se for em família, vale muito a pena e a criançada se diverte com os bichos e com os banhos.

 

O dono do hotel nos alertou que as capas de chuva lá custavam os olhos da cara, então antes de sair passamos em uma lojinha de 1,99 ao lado do hotel e compramos as capas por R$ 1,50 ou R$ 2,00, não lembro ao certo, enquanto no parque elas custavam R$ 10,00. Pelo que ele nos disse, você encontra em qualquer loja de presentes da cidade por um preço muito mais camarada!

 

Queríamos muito conhecer o lado argentino, nos disseram que é muito mais bonito que o lado brasileiro, porém, não tínhamos tempo suficiente para isso, então demos preferência para os passeios em Foz, nem para o Paraguai fomos (também com o dólar na época nem ia valer muito a pena).

 

Saímos por volta das 12h15 e fomos a pé até o Parque das Aves. O tempo estava começando a querer fechar, mas pensamos que a chuva viria somente no final do dia. Pagamos a entrada e quando tínhamos acabado de entrar no parque caiu o maior toró, muita, mas muita chuva, vimos muito pouco pois na hora os bichos já começaram a se esconder!!! ¬¬

 

Saímos de lá às 14h30 totalmente molhados e desanimados e almoçamos no primeiro restaurante aberto que encontramos. Tínhamos nos planejado conhecer Itaipu no final da tarde, mas desistimos e voltamos para o hotel para descobrir que não tinha chovido por lá, apenas na região dos parques ¬¬’, tomamos um banho e dormimos o resto da tarde.

 

Saímos à noite somente para jantar.

 

Adianto que Foz é uma das cidades mais bonitas e organizadas que encontramos, tudo muito bem cuidado, sinalizado e o pessoal é muito atencioso, é uma cidade que eu com certeza moraria! Parabéns Foz!

 

Custos:

- Entrada do Parque das Cataratas: R$ 118,90 (incluindo entrada de 2 inteiras e 1 meia + estacionamento)

- Entrada Parque das Aves: R$ 65,00 (R$ 25,00 inteira e R$ 15,00 meia)

- Almoço para três: R$ 60,00

- Jantar para três: R$ 42,00

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

15/01

 

Era o dia de retornarmos para Curitiba, mas como a chuva nos desanimou no dia anterior, acordamos bem cedo e fomos visitar Itaipu. A usina fica do outro lado da cidade, na direção totalmente oposta do parque. Deixamos o carro no estacionamento, já com tudo arrumado para pegar a estrada, pagamos a entrada e fizemos o tour simples.

 

Primeiro você assiste a um vídeo sobre a história de Itaipu e depois um ônibus leva os turistas até o centro de usinagem, passando por diversos pontos, como em cima do vertedouro e ao lado da represa. Neste tour não é possível entrar na usina, mas se tiver interesse, eles têm outro passeio, mais caro e técnico, que é feito dentro e fora.

 

Como tinha chovido muito naqueles dias, os dois vertedouros estavam abertos, coisa rara de acontecer! O passeio é bem legal e vale a pena pra quem está na região, mas não para quem está com pouco tempo (indicaria conhecer as cataratas argentinas!). Pegamos o tour das 08h e o passeio acabou por volta das 10h. No final pegamos o carro e voltamos direto para Curitiba.

 

A estrada que liga Foz à Curitiba foi uma das piores que pegamos, não por conta de ser mal cuidada, pois os 9 pedágios pelo menos fazem o favor de manter a estrada, porém, ela é praticamente toda simples (só duplica quando chegamos em São Luiz do Purunã, próximo à capital), com muitas curvas, carros e principalmente caminhões. É preciso ter o máximo de cuidado! Por conta disso, é uma estrada que nos deixa muito tensos, ficamos muito tempo atrás de caminhões sem terceira faixa ou com um bom campo de visão para ultrapassagem, infelizmente.

 

Chegamos em Curitiba no final da tarde com um baita sorriso no rosto, haha!

 

Custos:

- Hotel em Foz do Iguaçu: R$ 380,00

- Entrada Itaipu: R$ 79,50 (para três, com estacionamento)

- Almoço na estrada: R$ 35,00 (para três)

- Combustível: R$ 130,00

- Pedágio São Miguel do Iguaçu: R$ 14,10

- Pedágio Céu Azul: R$ 10,80

- Pedágio Cascavel: R$ 11,60

- Pedágio Laranjeiras do Sul: R$ 11,60

- Pedágio Candoi: R$ 11,60

- Pedágio Guarapuava: R$ 11,00

- Pedágio Irati: R$ 9,60

- Pedágio Palmeira: R$ 11,00

- Pedágio São Luis do Purunã: R$ 7,60

 

Km rodados: aproximadamente 655 km

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Novamente parabéns pelo relato e pelas fotos Tatiana (e agradeço também as infos com o galão).

Essa 277 de ponta a ponta parece custar mais em pedágio do que em combustível rsrs. Além de serem muitas praças, são caros demais. Ah, e vocês passaram por aqui :) hehe

 

Ficamos no aguardo de novas viagens.

 

Abraço, boas estradas!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Muito legal o seu relato.

Show!!! Para quem nunca saiu do país como eu, todas as informações que você postou é muito útil.

Obrigado por compartilhar.

Farei algo semelhante (não vou até o Atacama), mas saio do PR por Foz e chego ao Brasil por Chuí.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Muito legal o seu relato.

Show!!! Para quem nunca saiu do país como eu, todas as informações que você postou é muito útil.

Obrigado por compartilhar.

Farei algo semelhante (não vou até o Atacama), mas saio do PR por Foz e chego ao Brasil por Chuí.

 

Ahhh que legal Jackson! É muito bom viajar de carro, vale muito a pena! Quais cidades você vai passar?

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Sairei de Astorga/Maringá (casa dos meus pais e do meu sogro), aí vou para Foz do Iguaçu, Ciudad de Leste, Puerto Iguazu, Corrientes, Resistência, Rafaela, Córdoba, Mendoza, Uspallata, Viña Del Mar, Valparaíso, Santiago, Buenos Aires, Montevidéu, Punta Del Este, Chuí, Porto Alegre, Caxias do Sul, Gramado, Lages, Curitiba e retorno pra minha casa, em Ponta Grossa.

 

Me diga uma coisa, a gasolina nos países sul-americanos que não tem adição de alcool, faz o carro render mais em quilometragem? Obrigado por trazer os valores do combustível por lá, alimentação e tudo mais. Me diga qual hotel que você não gostou em Montevidéu. Eu ia ficar no Íbis e achei mais interessante o Hotel América.

 

Vou dia 12 de dezembro e chego em PG dia 03 de fevereiro.

 

Tenho muita coisa pronta já, queria mostrar para você se estou no caminho certo.

 

Valeuuu

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Participe da conversa!

Você pode ajudar esse viajante agora e se cadastrar depois. Se você tem uma conta,clique aqui para fazer o login.

Visitante
Responder

×   Você colou conteúdo com formatação.   Remover formatação

  Apenas 75 emoticons no total são permitidos.

×   Seu link foi automaticamente incorporado.   Mostrar como link

×   Seu conteúdo anterior foi restaurado.   Limpar o editor

×   Não é possível colar imagens diretamente. Carregar ou inserir imagens do URL.




×
×
  • Criar Novo...