Ir para conteúdo
  • Faça parte da nossa comunidade! 

    Encontre companhia para viajar, compartilhe dicas e relatos, faça perguntas e ajude outros viajantes! 

Google Earth - GPS Tracks & Waypoints


Posts Recomendados

  • Membros de Honra

Fala Mioto!

 

Então, na tela do Map 62s, modelo que eu uso, as imagens não ficam muito boas... Creio que no Oregon fiquem melhores, pois me parece que a qualidade do visor é melhor... Vi um Oregon de um colega aqui e dá diferença na resolução... Talvez a diferença se reduza ainda mais.

 

No monitor do micro a diferença é sensível, especialmente nas tonalidades de cor, mas a resolução se equivale, com uma leve vantagem do GE.

 

Quanto a montar os mapas, concordo que é prazeiroso mesmo, mas meu problema atualmente é o tempo (cada vez mais escasso), aí a assinatura da Garmin foi imperiosa.

 

 

Abraço!

Link para o post
Compartilhar em outros sites

  • Respostas 126
  • Criado
  • Última resposta

Mais Ativos no Tópico

  • Membros

Para contribuir um pouco com as comparações do GE e BE segue duas imagens comparativas do mesmo local (um clube no DF). A primeiro o BE foi "setado" para High. Já a segunda "setei" o BE para Highest. As imagens foram capturadas diretamente do monitor sem uso de camera fotográfica.

 

Abraços!!!

 

 

20120120132954.png

20120120133209.png

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Membros de Honra

Olá Luiz!

 

Boa comparação. A diferença das imagens do Birds Eye do "High" para o "Highest" é boa, mas ainda na resolução/qualidade mais alta senti que a imagem fica muito "esmaecida" (sem muita nitidez) em relação às imagens do Google Earth... Juntando isso com a imagem do monitor do GPS Map 62s (que não é lá aquelas maravilhas) atrapalha um pouco na hora de utilizar a coisa na prática.

 

Saudações!

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Membros

Caríssimos,

 

Acho que a diferença fundamental entre o GE e o BE está na data das imagens. Se compararmos as imagens mostradas por Getúlio, no GE e no BE, veremos que não são as mesmas. As mais atuais imagens do local que o GE oferece são de 2009. Porém, se você usa o recurso do histórico e volta no tempo, perceberá que as imagens do BE são de 2006.

 

Vejam que no BE há dois caminhões deixando o Contorno Sul e entrando na alça de acesso da 277/376. Nas imagens do GE, três anos depois, os caminhões já tinham conseguido passar. ::otemo::

 

Getúlio, meu velho, gostaria de mais um suporte teu. Poderia fazer pra gente - nem precisa postar, só comentar - o comparativo GE - BE do Morro da Igreja. Peço isso pois a região do MI sofreu atualização de imagens recentemente. As imagens são de 2010, antes eram de 2007. Nas imagens mais recentes é possível ver 6 carros estacionados. Já nas de 2007, são 4 ou 5: a imagem não tem definição; não dá pra saber se uma das manchas é um carro.

 

Abraços,

 

Mioto.

 

PS. O MOBAC continua inviável. O que realmente é uma pena, pois as imagens que georreferenciei do MI são de 2010!

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Membros de Honra
Caríssimos,

 

Acho que a diferença fundamental entre o GE e o BE está na data das imagens. Se compararmos as imagens mostradas por Getúlio, no GE e no BE, veremos que não são as mesmas. As mais atuais imagens do local que o GE oferece são de 2009. Porém, se você usa o recurso do histórico e volta no tempo, perceberá que as imagens do BE são de 2006.

 

Vejam que no BE há dois caminhões deixando o Contorno Sul e entrando na alça de acesso da 277/376. Nas imagens do GE, três anos depois, os caminhões já tinham conseguido passar. ::otemo::

 

Getúlio, meu velho, gostaria de mais um suporte teu. Poderia fazer pra gente - nem precisa postar, só comentar - o comparativo GE - BE do Morro da Igreja. Peço isso pois a região do MI sofreu atualização de imagens recentemente. As imagens são de 2010, antes eram de 2007. Nas imagens mais recentes é possível ver 6 carros estacionados. Já nas de 2007, são 4 ou 5: a imagem não tem definição; não dá pra saber se uma das manchas é um carro.

 

Abraços,

 

Mioto.

 

PS. O MOBAC continua inviável. O que realmente é uma pena, pois as imagens que georreferenciei do MI são de 2010!

 

 

Grande Mioto!

 

Boa percepção essa, eu não havia reparado neste detalhe :mrgreen: . Havia notado sim que há diferenças de data de captura nas imagens de ambos. Analisando imagens de outros lugares já vi imagens do BE mais novas do que as do GE e vice versa. Vou tentar verificar se no BE é possível acessar a informação técnica das imagens (data, etc), apesar de não ter visto opção para isso nos aplicativos da Garmin.

 

Quanto ao teu pedido, faço o comparativo sem problemas. Aquela região aliás me interessa bastante. Como sabe sou amante daquelas paragens tanto ou mais do que tú!!! :mrgreen:

 

Pena mesmo o MOBAC estar nessa situação. Malditos cartéis! ::grr::

 

Depois posto aqui os resultados e detalhes.

 

Abraço!

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • 2 semanas depois...
  • Membros de Honra

 

...

 

Getúlio, meu velho, gostaria de mais um suporte teu. Poderia fazer pra gente - nem precisa postar, só comentar - o comparativo GE - BE do Morro da Igreja. Peço isso pois a região do MI sofreu atualização de imagens recentemente. As imagens são de 2010, antes eram de 2007. Nas imagens mais recentes é possível ver 6 carros estacionados. Já nas de 2007, são 4 ou 5: a imagem não tem definição; não dá pra saber se uma das manchas é um carro.

 

Abraços,

 

Mioto.

 

PS. O MOBAC continua inviável. O que realmente é uma pena, pois as imagens que georreferenciei do MI são de 2010!

 

Olá Mioto! Demais companheiros de fórum e trilhas!

 

Respondendo à sua questão (reproduzida acima, de um post anterior), realmente as imagens disponibilizadas pelo Birds Eye da Garmin são efetivamente mais antigas. Como assinante do BE, baixei as imagens atualizadas para a região do Morro da Igreja na qualidade "highest" (mais alta) e realmente ocorre o que você disse: a imagem do BE mostra 4 (ou 5) veículos estacionados na estrada em frente à base, provavelmente adquirida em ago/set/2007 pois permaneceu na base do GE de 06/09/2007 a 03/05/2010, enquanto que a disponível para a mesma área no Google Earth ATUALMENTE apresenta os 6 veículos estacionados (em 2 grupos de 3), imagem que passa a constar na base do Google Earth em 08/05/2010. Ou seja, o banco de imagens do BirdsEye é DEFASADO em relação às usadas no Google Earth, ao menos para o Brasil. Fiz esta mesma verificação com outras imagens de satélite, de SP e do RJ, de lugares que conheço e ocorre basicamente o mesmo, uma defasagem que varia de 2 a 3 anos, conforme o local e a data de atualização da imagem na database do GE. ::grr::

 

Para ter uma posição oficial sobre o assunto, acionei o serviço de atendimento da Garmin nos EUA, via e-mail, questionando-os sobre a política de atualização das imagens de satélite usadas no BirdsEye (pago), informando sobre a defasagem verificada junto ao Google Earth (gratuito) e algumas outras coisas que já não estava gostando muito no Software BaseCamp. Em resumo, depois de uns 4 dias, me retornaram com desculpas e, que a política de serviço sobre o BE não prima pela atualização, mas ela precisão (palavras deles) e, na maior "cara de pau" me perguntaram se eu estava usando as imagens do GE no GPS, alertando-me sobre os riscos, etc, por se tratar de imagens não georreferenciadas. Para mim ficou nítido que o grande trunfo deles nesta história está justamente no georreferenciamento das imagens do BE, ou seja, quase "plug and play" nos aparelhos de GPS Garmin compatíveis. Atualização? Atualização prá quê? Com a ausência do MOBAC eles estão bem tranquilos por que muito pouca gente vai se dar o trabalho de georreferenciar as imagens do GE para usar nos GPS. ::vapapu::

 

Seguem as imagens do Morro da Igreja, para um comparativo visual do que estamos falando:

 

IS-MI-SC-GE_03-05-2010_ED.jpg.0d5d2f4adabe967f8155c42427a17b69.jpg

 

IS-MI-SC-BE_2007_ED.jpg.96b477014ad79a47ee2dc679ff818c35.jpg

 

Grande Abraço!

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Membros

Caro Getúlio e demais acompanhantes,

 

Acho que a questão é que a Garmin compra (ou sei lá o quê) as imagens antigas do GE, ou até de quem vende para o GE. Acho que os mapas BE sempre estarão um passo atrás em relação às do GE.

 

Mas confesso que, por algumas críticas que li, esperava muito menos dessas imagens. Outro ponto importante é saber se, quando o GE atualizar as imagens, a Garmin também fará o upgrade. Aí é esperar pra ver, pois a imagem do MI já foi atualizada (acho que esta semana), e pelo jeito a do BE nada.

 

De todo modo, valeu Getúlio.

 

Abraços,

 

Mioto.

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Membros de Honra

Olá Mioto!

 

Sobre esta questão da atualização do banco de imagens do BirdsEye eu não nutriria muitas esperanças, pelo menos em termos de rapidez. Pelo teor das mensagens que recebi da Garmin quando questionei sobre a política de atualização das imagens isso não tem prazo para acontecer e nem vínculo com a atualização do Google Earth, pelo menos nos mercados fora dos EUA e Europa, pouco significativos para eles em termos totais.

 

De qualquer forma continuarei assinando o serviço BirdsEye pois ele tem sido bastante útil no levantamento de algumas trilhas ainda que as imagens não sejam atualizadas, especialmente tendo em vista do baixo custo, da praticidade (leia-se economia de tempo) e da ausência de alternativas (como o MOBAC).

 

Abraço!

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Membros
Olá Mioto!

 

Sobre esta questão da atualização do banco de imagens do BirdsEye eu não nutriria muitas esperanças, pelo menos em termos de rapidez. Pelo teor das mensagens que recebi da Garmin quando questionei sobre a política de atualização das imagens isso não tem prazo para acontecer e nem vínculo com a atualização do Google Earth, pelo menos nos mercados fora dos EUA e Europa, pouco significativos para eles em termos totais.

 

De qualquer forma continuarei assinando o serviço BirdsEye pois ele tem sido bastante útil no levantamento de algumas trilhas ainda que as imagens não sejam atualizadas, especialmente tendo em vista do baixo custo, da praticidade (leia-se economia de tempo) e da ausência de alternativas (como o MOBAC).

 

Abraço!

 

Caro Getúlio,

 

Assinei o serviço BirsEye, da Garmin. Já estou baixando algumas imagens e a avaliação é média. Existem lugares, como o centro da Ilha de Santa Catarina (Floripa), em que dá vontade de entrar na justiça pleiteando o dinheiro de volta. Por outro lado, algumas imagens do BE são mais atuais do que as que estavam à disposição no MOBAC. É o caso da região do PARNA SJ. As melhores são as do GE, depois BE e por último MOBAC. Sendo assim, considerando o valor (menos de 60,00 por ano), a praticidade (pois é prático, mesmo) e algumas imagens de melhor definição (para o nosso uso, em trilhas, algumas imagens são de excelente definição), acho que vale a pena.

 

Não sei qual a estratégia que você utiliza, mas eu, para aproveitar as imagens já baixadas, estou usando o padrão das cartas 1:50 do IBGE. Eu as fraciono em três e baixo as imagens daquela área, nomeando com o nome das cartas seguidos de 01, 02 e 03.

 

É isso aí, parece que MOBAC é coisa do passado.

 

Vou continuar uma passo à tua frente no otimismo no que se refere à atualização, por mais que ache que você é o realista.

 

Abração e valeu pelas dicas e pelos reviews, foram fundamentais para que eu resolvesse assinar.

 

Mioto.

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Silnei unpinned this tópico

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar Agora

×
×
  • Criar Novo...