Ir para conteúdo
  • Cadastre-se
CatarinaCSantos

MOCHILÃO FRANÇA / ITÁLIA / HOLANDA - GASTO MÉDIO

Posts Recomendados

Olá! ☺️

Vou partir de São Paulo em 30/09 para um mochilão de 18 dias na Europa.

Estou com as passagens compradas para conhecer França, Itália e Holanda. 

Minha dúvida no momento é se eu consigo sobreviver esses 18 dias com R$ 5.000,00 (cerca de 1.000 euros) sem contar as hospedagens.

Saberiam dizer o custo médio por dia nesses países?

Estou aceitando dicas dos principais pontos turísticos que eu não posso deixar de conhecer nesse roteiro e que não sejam tão caros.

 

Obrigada! 😁

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

17 minutos atrás, CatarinaCSantos disse:

Minha dúvida no momento é se eu consigo sobreviver esses 18 dias com R$ 5.000,00 (cerca de 1.000 euros) sem contar as hospedagens.

Saberiam dizer o custo médio por dia nesses países?

1.000 euros dividido por 18 dias dá em torno de 55 Euros por dia.

O quanto que você vai gastar depende unicamente das suas escolhas lá na hora, o máximo que podemos fazer é citar alguns valores para você avaliar, por exemplo:

- Um almoço ou jantar num restaurante simples de Paris ou Amsterdam, pedindo o prato mais barato + algo para beber e ajudar a comida descer custa entre 16 e 20 Euros

- Um lanche na rua, numa padaria, lanchonete, supermercado, etc, custa entre 3 e 5 Euros, dependendo do que você comprar

- Um café, chocolate-quente, chá, suco, refrigerante, taça de vinho, cerveja num restaurante, café ou pub custa entre 3 e 5 euros dependendo do local

- Ingressos para as atrações turísticas e passeios mais legais custam entre 10 e 15 Euros

- Passagem de metrô e ônibus custa uns 2 Euros...

 

Ou seja, se você for almoçar um restaurante simples já vai uns 20 euros, se fizer as demais refeições do dia comendo lanche de rua ou supermercado, vai mais uns 10 a 15 Euros, você não vai atravessar meio mundo para ficar passando vontade do lado de fora das atrações, então põem mais 10 a 15 euros por dia de ingressos, some mais uns 5 Euros de metrô/ônibus

Somando tudo, chegamos numa estimativa de gastos na faixa de 45 a 55 euros de gastos por dia com comida, passeios e metrô/ônibus.

Claro que isto é uma estimativa, o valor final exato vai depender das suas escolhas lá, em alguns dias você vai gastar 70 Euros, em outros vai gastar 30 euros, mas numa média, a maioria dos mochileiros acaba gastando mesmo entre 40 e 50 euros por dia fora as hospedagens.

  • Gostei! 2

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
29 minutos atrás, CatarinaCSantos disse:

Estou aceitando dicas dos principais pontos turísticos que eu não posso deixar de conhecer nesse roteiro e que não sejam tão caros.

Você já tem todas as passagens compradas, inclusive as passagens entre as cidades lá na Europa? Ou ainda tem que comprar as passagens locais?

Sugestão de leitura para você mesma poder decidir o que visitar:

Paris: https://www.google.com.br/search?q=roteiro+5+dias+paris
Amsterdam: https://www.google.com.br/search?q=roteiro+3+dias+Amsterdam
Roma: https://www.google.com.br/search?q=roteiro+3+dias+Amsterdam

  • Obrigad@! 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
3 horas atrás, CatarinaCSantos disse:

França, Itália e Holanda.

Cada cidade é uma realidade! Quais cidades exatamente irá em cada um desses países? Esse é o primeiro ponto!

- Transporte publico

Foi algo que me surpreendi um pouco esse ano. Em Guent na Bélgica paguei 2.9 euros (e isso é caro!), em Amsterdam sai por 3,00 euros e o valido por 24 hrs 7.5 euros. Surpreendentemente Paris custa 1.9 e se você comprar 10 tickets ainda rola um desconto caindo para 1,45 euros. Estive em Roma o ano passado mas não lembro do preço...

- Comida:

Depois de ler algumas opiniões aqui no Blog e no grupo de viagens que participo mudei um pouco meus conceitos. Realmente gosto de sentar num restaurante e comer legal, e se o viajante esta em condições recomendo que o faça! Mas constatei que existem sim alternativas para um orçamento mais apertado.

a) Em Paris na rede Picard você encontra comida congelada a um preço muito acessível. Se você tiver a disponibilidade de um microondas no seu Hostel/Hotel você gasta menos de 15 euros com almoço e jantar. Claro que não sera uma comida de Chef, mas as pessoas que já comeram comentam que a comida não é ruim! Queijos, pães, embutidos, sanduíches prontos e vinhos em supermercados também são uma alternativa para uma "refeição" em torno de 10 euros ou menos...

Saindo do cenário supermercado... você encontra as famosas "formule". Nada mais são que menu's entrada + prato ou prato + sobremesa ou entrada+prato+sobremesa há um preço mais em conta. Não vá nos restaurantes das ruas principais, de frente para as atrações turísticas, com cardápios expostos em diversas línguas... procure nas ruas mais internas, estabelecimentos pequenos, geralmente com o menu em frances! E muito importante almoço é entre 12:00 e 14:00, fora isso é armadilha turística.  Nesses termos, é possível um almoço  descente entre 15 e 20 euros em Paris. Pagando um pouco menos tem os asiáticos... 10 a 15 euros. Para "jantar"... o dinner mesmo ai mais caro (sentar num restaurante bonitinho... entrada...prato...bla bla bla...). Alternativas... os famosos crepes na faixa de 10 euros, as vezes menos. Pizza... Voce acha na região de Saint Martin e Quartier Latin opções econômicas a noite.

Em qualquer restaurante, dos mais refinados aos mais simples, você pode pedir "Une carafe d'eau" (uma jarra de água potável da torneira) - em alguns lugares uma garrafa de água mineral custa caro! Para beber alcoólico você pode arriscar um "avez-vous a pichet?" - Trata-se de uma jarra de vinho da casa, geralmente mais barato que suco da fruta e os vinhos do cardápio.

b) Em Amsterdam você tem a opção da rede de supermercados ALBERT HEIJN onde encontra saladas, tortas, pães...tem ate Sushi em um próximo ao museu de Van Gogh...tudo por menos de 10 euros. Tem o Foodhallen (Bellamyplein 51, 1053 AT Amsterdam, Países Baixos) com opções entre 10 e 15 euros... tema rede FEBO com salgados em torno de 5 euros.

c) Roma segue o mesmo raciocínio de Paris, embora seja um pouco mais barata que Paris e Amsterdam.

Anos passado perto Vaticano, na Osteria Veneriana, comi um banquete por 23 euros (Salada + um prato de massa + um prato de carne + sobremesa + cafe + 1 L de água)... mais uma vez seguindo a logica de procurar as ruas mais internas, afastadas da frente das atrações turísticas e das praças... 

Em todo lugar tem Bob's, McDonalds e Burger King onde come-se com menos de 10 euros um menu completo.

Fuja de lugares como esses da foto abaixo, ai é para pedir um drink e apreciar a vista. Comida geralmente é cara e ruim. 

download (1).jpg

Continuo a resenha mais tarde...

  • Gostei! 1
  • Obrigad@! 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Para resumir, 55 euros é um valor bemmmmm apertado! Principalmente para Paris e Amsterdam. Limitações irão existir... mas se o seu objetivo é somente sair andando pela cidade, entrar em poucas atrações e manter-se alimentada abrindo mão de degustar pratos tradicionais ou bebidas alcoólicas... é possível sobreviver.

Acho que 100 euros/dia é um valor confortável para fazer duas refeiçoes completas,  01 ou 02 atrações pagas por dia, bebida alcoólica,  lanche... vida noturna alguns dias da semana, transporte, uber ou taxi se houver necessidade. Alguns dias gastando menos outros gastando mais.

Lembre-se que a temperatura estará fria desfavorecendo a passeios ao ar livre. Chove, as vezes neva... venta... no verão em alguns dias peguei 13º, não raro 16º... 

Um outro detalhe é que alguns países estabelecem quantia minima para entrar: Onde fara a imigração (primeiro país que aterrizara em solo Europeu)? Na Espanha por exemplo tem um piso de 600 euros (aproximadamente) e ainda um minimo de 70 euros / dia...

Haaaaaaaaaaaaaa.... já ia esquecendo: Em Roma tem um lance muito legal!! O Aperitivo - Funciona assim, geralmente a entre as 17:30 e as 20:30, você paga um drink e tem acesso ilimitado a um buffet de tapas, caldos,  massas , embutidos, queijos, etc... Muiiiiiiitos estabelecimentos em Roma oferecem o Aperitivo... fica ligada.

 

 

 

  • Gostei! 2

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Visitante
Responder

×   Você colou conteúdo com formatação.   Remover formatação

  Apenas 75 emoticons no total são permitidos.

×   Seu link foi automaticamente incorporado.   Mostrar como link

×   Seu conteúdo anterior foi restaurado.   Limpar o editor

×   Não é possível colar imagens diretamente. Carregar ou inserir imagens do URL.


  • Conteúdo Similar

    • Por Vinicius Sitonio
      Dae pessoal, estou com um projeto de TCC sobre mochileiros em Curitiba, quem poder responder ao formulário abaixo será de grande ajuda msm (n se preocupe, n possuirei informações pessoais). Peço que ao responder seja sincero(a), é muito importante para mim. Desde já muito obrigado! 

      https://docs.google.com/forms/d/e/1FAIpQLScHA0qyRXbgSrP8YssbBiQ6lSWJ_VvHOuqTc4kBVrHCkkD5Pg/viewform?vc=0&c=0&w=1
    • Por Jonatas Elias
      Olá pessoal! Deixo aqui o relato da viagem que fiz com minha mãe em fevereiro de 2019. É o primeiro relato de viagem que escrevo, então já peço desculpas se algo ficar repetivivo ou não tiver detalhes. Vou escrever por partes, conforme a sequência da viagem. Let's go.
      Dia 1: apresentação e embarque
      Certo dia minha mãe (mamis) me revelou que tinha vontade de conhecer Paris e Roma. Ela não sabia explicar o porquê dessas duas cidades e não outras. Com bom viajante, compreendo perfeitamente essa vontade, imagino que vocês tb já quiseram visitar um lugar sem saber por que, apenas ir e pronto! Como ela não tem condições físicas nem financeiras de ir sozinha, decidi que a levaria para sua primeira viagem internacional e longa.
      Com essas duas cidades em mente, a primeira coisa que eu fiz foi comprar a passagem aérea (não recomendo fazer isso rsrs, mas eu tenho uma enorme dificuldade em planejar uma viagem, se não tiver as passagens compradas era como se não tivesse certeza de que ia viajar, aí imagino que estaria planejando a toa, aí não planejaria nada e acabaria não viajando). Com várias dúvidas ainda, recorri ao mochileiros, blogs de viagens, youtube etc. Coisas como onde se hospedar, o que ver e fazer, como se locomover, quanto tempo ficar etc.
      Como eu queria que mamis tivesse uma boa experiência ainda no voo de ida, optei pelas cias mais tradicionais, com boa avaliação dos usuários e que não tivessem históricos de transtornos, como perda de bagagens, atrasos etc. Nesse sentido, a melhor opção seria voar AirFrance, com a vantagem do voo direto até Paris. Comprei a passagem de SP até Roma com stopover de uma semana em Paris. Pra felicidade geral da nação, a KLM faz parte do mesmo grupo da AirFrance, então na volta podemos aproveitar outro stopover, desta vez em Amsterdam. Financeiramente a passagem saiu mais cara do que se fossêmos por outra cia, mas nessa hora o emocional ganhou do racional e comprei mesmo assim. A vantagem foi que os voos internos (de Paris a Roma e de Roma a Amsterdam) estavam inclusos e com bagagem, assim não precisei me preocupar em pesquisar voos com as low cost e gastar ainda mais pra incluir bagagem (uso isso como conforto mental pra justificar pagar a mais rs). Se eu fosse sozinho provavelmente não faria isso, mas como queria que mamis tivesse uma boa experiência valeu a pena. Outra coisa que pesou na escolha da cia foi o fato de ser a primeira viagem internacional de mamis, e também a primeira viagem longa de avião. Confesso que fiquei preocupado quanto a isso, pois o máximo que ela tinha voado antes eram 3h, e pegar um voo de quase 11h assim pode assustar um pouco. Graças a Deus ela não teve nenhum medo nem receio.

      Dona Sonia (mamis) no Aeroporto de Guarulhos, momentos antes de embarcar no Boeing 777-200 da AirFrance (ao fundo), rumo a Paris.
      Também foi a primeira vez dela em um avião grande, e a primeira palavra dela ao entrar no avião: "- Que lindo!". Imaginem a minha emoção rs!
      O voo trancorreu sem problemas. Pegamos turbulência na travessia do Atlântico, mas nada que assustasse. Mamis conseguiu dormir bem.
      A AirFrance não foge do padrão da econômica (serviço de bordo, sistema de entretenimento, espaço para as pernas e reclinação das poltronas, além dos clássicos travesseiros, cobertores e fone de ouvido), mas tem alguns "mimos" que poucas cias oferecem, como máscara de dormir e lenço umedecido para higienizar a mão antes da refeição. O grande destaque fica para a cordialidade das comissárias e, claro, o champagne que é servido como welcome drink, mesmo na econômica.

      Champagne servido no voo da AirFrance. 
      Pelas passagens, paguei R$ 3.189,58 por pessoa, comprada em junho/2018 para embarque no dia 01/fevereiro/2019. Em dólares, saiu por U$ 717,00. 
      Em julho fechei o seguro viagem com a Mondial/Allianz, que custou R$ 302,24 por pessoa (era mais caro, lembro que usei um cupon de desconto). Graças a Deus não precisamos de atendimento na Europa, então não tem como avaliar o seguro.
    • Por Bru Nno
      Olá pessoal, agora em Março de 2019 iniciei minha primeira viagem para fora do Brasil, especificamente para a Europa. Ainda estou me acostumando ao frio por aqui, bolandando diversos artigos e já tenho muita coisa pra contar, se quiserem saber como foi minha chegada, desde a imigração acessem www.cidadaodoworld.com tenho certeza que vão amar.


×
×
  • Criar Novo...