Ir para conteúdo
  • Faça parte da nossa comunidade! 

    Encontre companhia para viajar, compartilhe dicas e relatos, faça perguntas e ajude outros viajantes! 

Posts Recomendados


Acompanhando, não acredito que não provou as comidinhas e outras coisas nos mercados e ruas da Bolívia.hahaha, perdeu !!!

  • Gostei! 2
  • kkkkkkk 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
16 horas atrás, RicardoRM disse:

Acompanhando, não acredito que não provou as comidinhas e outras coisas nos mercados e ruas da Bolívia.hahaha, perdeu !!!

Rapaz, eu comi, só que o banheiro virou meu melhor amigo em seguida kkk 

  • Gostei! 1
  • kkkkkkk 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

PARTE 2: QUERIA UM TITULO TÃO LEGAL QUANTO SUCRE É, MAS NÃO PENSEI EM NADA.

 

NÃO DESISTAM DE MIM NEM DO TÓPICO, QUANDO AS COISAS ACALMAREM NO TRAMPO TEREI MAIS TEMPO PRA ATUALIZAR MAIS RÁPIDO.

Particularmente falando, odeio acordar cedo. Sempre travo uma batalha de proporções medievais com minha cama quando tenho que acordar com despertador. Mas no dia 14/12/2018 isso foi beeem diferente, mesmo acordando as 03:00 da manhã.

Como disse na parte 1, nós optamos por ir de avião (R$1053,00 ida e volta pela GOL, pesquisei todo dia por diferentes sites e apps e esta foi a melhor oferta em que achei desde fevereiro para época que eu precisava. Se eu não fosse em dezembro, poderia ter pago bem menos, achei passagens por até R$618,00 ida e volta) porém ir de avião não implica que tínhamos ou temos dinheiro, muito pelo contrário. Assim sendo, fomos da maneira mais econômica que existe até o aeroporto de guarulhos: Trenzão.
Há 3 maneiras de chegar no aeroporto de Guarulhos de trem:

  • Você vai até a estação da Luz, onde há um trem expresso até Cumbica, cujo qual custava R$8,00 (descartado por nós pelo preço e horários limitados).
  • Você vai até o Brás e de lá pega um trem até Cumbica (também descartado por conta dos horários de partida dele que não encaixavam com o que precisávamos).
  • Você vai até o Brás, pega um trem na Linha 12 Safira e desce na estação Engenheiro Goulart. De lá, sai o trem da Linha 13, Jade, que irá até Cumbica.

Como nosso voo tinha saída programada para as 10:15, pegamos o primeiro trem sentido Jundiaí - Luz, as 04:10 da manhã e gastando apenas R$4,00, chegamos no aeroporto as 07:30 da manhã \o/

Um dos segredos de uma boa viagem para a Bolívia é saber que perrengues podem sim acontecer. Sabíamos e esperávamos por isso, mas não esperávamos perrengue ainda no Brasil.

Acontece que um dia antes de nossa partida, uma chuva digna de filmes apocalípticos caiu em São Paulo e isso afetou muito os aeroportos, muitos voos cancelados, atrasados, pessoas dormindo no aeroporto e filas quilométricas para despachar bagagens. Isso causou um efeito dominó que chegou em nosso voo, que partiu com mais de 2 horas de atraso, e isso afetou diretamente nosso planejamento.

Se tivéssemos decolados na hora prevista, teríamos chegados em Santa Cruz de La Sierra as 11:20 (horário local), porém chegamos praticamente as 14 horas e tivemos que cortar Santa Cruz do primeiro dia (sem problemas, pois voltaríamos no ultimo dia).

Deixando isso de lado, o voo foi bem tranquilo, preenchemos no avião mesmo o formulário de entrada na Bolívia, tivemos uma fila de 10 minutos para sermos atendidos (ler: ter seu passaporte carimbado para que entre no país) e pronto: estávamos na Bolívia. A cotação no aeroporto estava muito abaixo (na época que fomos o real tava em baixa, não pegamos boas cotações), sendo trocado 1,60 BOBs por R$1,00, ainda sim, troquei uma Garoupa lá.

Primeira coisa que fiz com os 160 BOBs: comprar um chip da Entel. No aeroporto mesmo vendem, paguei 10 BOBs no chip e coloquei 10 BOBs de crédito. A própria funcionária da Entel configura o chip no seu celular e te ensina a comprar pacotes. Comprei só pacote de dados e como fiz a recarga em data promocional, ganhei mais 10 BOBs de crédito, que foram o suficiente para toda a viagem. A Entel é a melhor operadora de celular na Bolívia (gostaria que fosse propaganda e eu estivesse recebendo por isso, mas não é :c) e tem torre dela em praticamente todo lugar, até no meio do deserto do Uyuni tinha sinal, então se você estava na duvida, não esteja mais: compre um chip deles.

Segundo passo era chegar no centro de Santa cruz para trocar mais dinheiro numa cotação melhor e de lá, irmos para a rodoviária pega o busão para Sucre.

Para isso, normalmente se pega táxi, mas não precisa: ônibus na Bolívia (vans e micros, na verdade) funcionam muito bem e o ônibus que sai do aeroporto te deixa na Av. Ayacucho, que dá mais ou menos 5 minutos de caminhada para a Plaza central. Foi esse meio de transporte que escolhemos, e pagamos 4 BOBs cada (se não me engano) no trajeto, que de táxi seria 40 BOBs no mínimo, com muito choro ainda para ter esse desconto.

Assim sendo, poucos minutos depois, estávamos na plaza 24 de Septiembre, uma belíssima praça com vários presépios espalhados, decorada com muitas luzes de natal, cheia de pessoas e pombas (mais pombas que pessoas, proporção de gols da Alemanha para gol do Brasil), com uma linda igreja de fundo e  a gente sem tempo para aprecia-la  💔

Caçamos uma casa de cambio, e a escolhida após a equação confiança transmitida x melhor cotação foi a Dubai, onde trocamos R$1,00 por impressionantes 1,75 BOBs, e essa foi a melhor cotação que encontramos na viagem (como eu disse, real tava uma porcaria quando fomos). De lá, fomos ao mercado Tia comprar água, e pegamos um ônibus até o terminal rodoviário bimodal (como disse, essas vans e micros funcionam muito bem na Bolívia).

 

Viram que não disse almoçamos em tal lugar? Pois é, não almoçamos. O atraso do voo deu uma quebradinha no planejamento, mas estávamos com lanches provindos do Brasil para suprir a falta do almoço. Chegando no bimodal tivemos o primeiro contato com as inesquecíveis rodoviárias bolivianas. Ah, o que dizer sobre aquele caos de pessoas andando pra lá e pra cá, umas gritando por destinos (vendendo passagens) outras vendendo seus quitutes e sucos de sacola (seria o verdadeiro sacolé?), crianças e cachorros rolando no chão, com pombas e o que mais tivesse, uma garotinha fazendo seu xixi da tarde no chão mesmo, e ainda raspando no chão pra limpar o fazedor de xixi... Que saudades desse caos organizado e divertido, de verdade.

 

Namorada pra um lado, eu pro outro, partimos em busca de passagens boas e baratas para Sucre (pra quem ja foi, ressalto aqui um chamado: SUCRÊ, SUCRÊ, SUCRÊÊÊ), já tínhamos umas empresas em mente mas resolvemos procurar por mais em conta, sempre pedindo para ver o ônibus antes, e achamos uma a 70 BOBs, com banco cama, 100% limpa, sem perrengue nenhum, um espetáculo, tirando o fato de que mostraram um ônibus dizendo que ele sairia as 18 horas, deu o horário e nada dele aparecer e o pessoal sumiu do guichê onde compramos as passagens, ficamos uma hora procurando eles e o ônibus, achamos o benditos que estavam tentando nos evitar a qualquer custo, só foram querer resolver a situação quando dissemos que ia a policia, nos levaram a um ônibus que não era o que foi nos mostrado e esse mesmo tinha algumas janelas faltando (1º perrengue em solo boliviano sobrevivido com sucesso).

 

Não me lembro o nome da empresa, minha mente apagou eles da viagem, mas tirando a confusão de cima, foi tudo de boas, o ônibus era cama sim, dormi igual uma princesa com meus dois bancos (o ônibus foi enchendo mas graças a Deus alguns bancos ficaram livres e pude aproveitar um espacinho a mais, bem como minha namorada, apesar de eu ter passado um pouco de frio por não ter janela onde sentei, protegido apenas pela cortina), dizem que a estrada de Santa Cruz para Sucre é perigosa e cheia de curvas, mas eu vi foi é nada, dormi super bem. Momentos que acordei antes de chegar a Sucre:

 

Momento 1: ônibus parou e entrou uma galera num ponto que acredito que seja do forte Samaipata, ai como já tinha dormido "muito" achei que já era de madrugada (lembrando que o busão saiu as 19:20 de Santa Cruz) e estava chegando, mas eram 23 horas ainda, entraram uns austríacos (mãe,filha e filho) e a mãe pediu ajuda para fechar a janela, coisa que não conseguimos, mas isso foi o suficiente para puxarmos papo todo mundo (mozão até acordou com a conversa kkk), e ai descobrimos que pessoal cobrou a passagem deles bem mais caro que a nossa, só porque eles vieram da Europa, mas que eles já sabiam disso e fizeram um pequeno barraco para ter o dinheiro a mais devolvido, coisa que aconteceu.Essa foi a primeira vez que conversei em inglês com alguém que não é brasileiro, então foi uma tremenda vitória pra mim e pra minha primeira dama, que também conversou com eles. 

Momento 2: dessa vez era sim de manhã e estávamos bem pertinho da cidade branca, o motorista parou para o glorioso banho inca. Percebi que a família do motorista entrou no ônibus em algum momento da viagem e foram deitados no chão mesmo (lembrando que ainda tinham bancos disponíveis). Fiquei muito na duvida sobre usar ou não o banho, porque faltavam menos de duas horas para chegar (DICA DO MAPS OFFLINE, DA PARA ACOMPANHAR O TRAJETO ATÉ), mas no fim fui vencido pela vontade matinal, escolhi um lugar isolado, a beira de um barranco, tirei o instrumento e comecei a aliviar. Tava tão tranquilo e all by myself que nem tava usando as mãos, e essa informação estou dando pois é muito importante para o momento a seguir: ouvi um pequeno barulho na minha frente e sabe Deus da onde foi que levantaram umas bolivianas que provavelmente estavam usando o banho inca também, mas muito escondidas, porque eu não tinha visto ninguém no local que escolhi. Ai não tinha o que fazer, não dava mais pra esconder, tudo que pude fazer é dizer "Hola", que elas educadamente responderam (olhando para meu rosto, quero acreditar), e virar para o lado para que minhas partes mais intimas saísse do campo de visão delas. Dica do tio: se não quiser que ninguém veja suas intimidades durante o uso do banho inca, não basta só olhar e não ver ninguém, melhor achar uma pedra e se esconder mesmo.

Passado minha primeira experiencia com o banho inca, chegamos em Sucre e uma coisa é você ver por foto, outra coisa é estar lá. Mesmo com o tempo nublado, era uma coisa magnifica de linda, prédio branco pra onde olhava, praça central muito linda, igrejas com estilos de séculos passados, prédio do governo... uma pena que isso se restringe ao centro apenas, pois nos outros lugares é tudo simples como é em toda a Bolívia.

Como não tínhamos almoçado nem jantado, apenas comido lanchinhos e bolachas (é bolacha, não biscoito, mude minha opinião), decidimos pegar um táxi para o centro afim de escolhermos logo um hostel e comermos algo no desayuno, sendo essa uma das únicas vezes que usamos táxi na Bolivia (usamos 3 vezes, na verdade), a corrida ficou em 10 BOBs (lembrem-se sempre de combinar o valor antes amiguinho, e ficarem espertos quanto a isso, como verão um tico mais pra frente) e descemos na praça central. 

Tinhamos uma lista de hostels para vermos, e o primeiro que fomos foi o SPANISH FRIENDS. Nosso limite de estadia era R$90,00 para os dois (157,50 BOBs) e queríamos um lugar limpo e com cama, mas lá encontramos muito mais. Pegamos um quarto com duas camas de solteiro, desayuno incluso, por 117 BOBs o dia, banheiro compartilhado. O negócio desse hostel não é nem luxo (até porque não é um hotel 5 estrelas) mas tudo o que ele nos trouxe. De funcionárias mais simpáticas que tudo, hospedes todos igualmente simpáticos e as atividades extras que o hostel oferece diariamente, recomendo do fundo do meu coração, foi maravilhoso o final de semana que passamos lá.

 

Agora vamos ao que interessa, o que fizemos lá:

 

Foi difícil ter só dois dias lá, se pudesse refazer e reviver o roteiro, com certeza aumentaria isso, nem que tirasse Potosi (não gostei muito não), até porque gostaria de conhecer a cidade, o Parque Cretáceo e ir na feira de Tarabuco, que é só de domingo.

 

Sábado, após nos acomodarmos, conversamos com a Gabi, a dona do local, perguntando sobre as atrações, descobrimos que o melhor jeito de ver as pegadas do Parque cretáceo é estar lá as 12 hrs e com Sol, coisa que não estava acontecendo (estava até chovendo um tico) então acabou que não conheci o parque :c

 

Sendo assim, saímos de lá e fomos ao mercado central, confesso que fui esperando um mercado mesmo kk mas os mercadões lá são bem típicos, me lembram muito o mercadão de SP e o mercado Modelo de Salvador (cidade que tanto amo, diga-se de passagem), tem de tudo: carne (é rapaz, açougue não é algo comum não. Imagine uma barraca onde você compraria banana? As que vendem carnes são bem por ai), quitutes, doces, feijão, arroz, flores... Lá comprei uma capa de chuva, 5 BOBs e tenho até hoje ela (até porque mal usei), e um bolo que estava lindão, mas não gostei muito (foi cincão também), além de frutas, que achei relativamente baratas. Saindo de lá, fomos á igrejas, almoçamos num restaurante em frente a praça (45 BOBs mas não foi a culinária tipica ainda, era massa) e subimos ao mirador la recoleta, onde conheci Thomaz, um Golden que viaja a América com seus tutores e é a simpatia em cachorro. 

 

O mirador fornece uma vista incrível, depois de você subir uma ladeira. A arquitetura do local enriquece ainda mais a vista de Sucre, e ele tem ainda lojinhas (primeiras compras \o/) e um barzinho com a melhor vista da cidade.

 

Ao descer, já com a noite chegando, lembramos do convite da Gabi quanto a uma aula de cozinha boliviana que teria no hostel, ao custo de 8 BOBs cada, onde aprenderíamos/ajudaríamos a fazer um prato tipico e ainda poderíamos janta-lo, e fomos lá. E foi ai que começou nosso caso de amor com o Hostel. Muitas pessoas toparam participar e isso proporcionou uma bela socialização. Imagina pra mim, que nunca nem tinha saído do Brasil, estar cortando batatas com pessoas da Inglaterra, Canadá, França, Alemanha, Bolívia... e ainda jogamos um dos jogos que levei, the resistance, e cidade dorme, que incrivelmente parece ser um jogo universal, pois todos sabiam jogar (na versão lobisomem). Após as jogatinas e a preparações dos ingrediente, comemos nosso primeiro prato tipico boliviano, cujo nome não consegui pronunciar no dia e por isso não me lembro (vou descreve-lo para ver se alguém sabe o nome: batatas cozidas, molho picante, molho não picante, ovo cozido, tomate, cebola, queijo e alface) Por somente 8 BOBs tivemos esse jantão, sem um pingo de carne para alegria da minha namorada, e com toda uma alegria que não da para descrever. Não bastasse isso, pessoal do hostel ainda nos convidou a ir a praça de noite, pois haveriam várias apresentações navideñas, nós fomos e vimos a praça cheia de pessoas, famílias, crianças brincando, uma cena que nunca vi por onde moro e que realmente encheu meu coração de alegria. Quanto as apresentações, fiquei encantado pelo empenho e alegria dos jovens nas danças (musica da viagem: Niño Manuelito), se não me engano o estilo de dança se chama chuntunquis. Essa foi a primeira noite em solo boliviano (não vamos contar dentro do ônibus, né?) e não poderia ser melhor.

 

Antes de voltarmos ao hostel, passamos na Farmacop, farmacia 24 horas que vende de tudo e tem um jingle que vai grudar na sua mente o resto da vida , e compramos nossa agua e lanchinhos, pois no dia seguinte, iriamos para Tarabuco.

 

 

A parte 2 se encerra por aqui, vou me esforçar para fazer a parte 3 mais rapidamente que fiz essa, onde contarei sobre a feira de Tarabuco, Potosí e Uyuni. For now, that's all, folks (mentira, tem as fotos ainda). 

 

PRIMEIRO CONTATO COM O THE WALKING DOG (EXPLICAÇÕES NA FOTO 10)

ESSE DOGUINHO FICOU HORAS ASSIM, JURAVA QUE TINHA BATIDO AS PATAS, ATÉ QUE UMA HORA ELE ACORDOU E FOI ANDAR

 

PESSOAL LÁ É IMORTAL, AQUI SE A GENTE PEGAR UM RATO QUE AVUA NA MÃO A GENTE VIRA UM TAMBÉM.

1724005129_WhatsAppImage2018-12-16at18_48_56.thumb.jpeg.278777214d19bd2e8812e1a936bb33c8.jpeg

 

AS IGREJAS ❤️

1377329817_WhatsAppImage2019-02-06at10_02_58.thumb.jpeg.442d3220a263f06f2afcc0a59b978d50.jpeg

A PLAZA 25 DE MAYO ❤️

201990538_WhatsAppImage2019-02-06at10_02_57.thumb.jpeg.f352c7f8963e0fa1ee1d5d69f9c882b0.jpeg

ESSA CRIANÇA NOS VIU E VEIO DAR UM BEIJINHO A TROCO DE SIMPLESMENTE SER FOFA MESMO

1177491413_WhatsAppImage2019-02-06at10_02.57(1).thumb.jpeg.898ab3117150c40da05cc2367e2a805a.jpeg

PRAÇA CENTRAL (25 DE MAYO) A NOITE ❤️ 

1130958622_WhatsAppImage2019-02-06at10_02.57(2).thumb.jpeg.ae9e828458fc107e97e04678bfa16633.jpeg

 

THEY SEE ME ROOLIN' THEY HATIN'

1352683517_WhatsAppImage2019-02-06at10_01_27.thumb.jpeg.c9bc0d32fa30f5894344575bce13d844.jpeg

TEM VÁRIOS POEMAS ESPALHADOS NOS PRÉDIOS DE SUCRE.

2064084504_WhatsAppImage2019-02-06at10_01.27(1).thumb.jpeg.e630a4d9875721d0097a5800992e340f.jpeg1574493594_WhatsAppImage2019-02-06at10_01_26.thumb.jpeg.206575a095e6599d1101ab53dd82fa5b.jpeg

 

ENNNNTÃO, O DOGUINHO DA FOTO DE BAIXO TÁ MUITO MORTO, SÓ QUE DE SONO KKK FICOU HORAS ASSIM, NO MÁXIMO RECLAMAVA SE VOCE TOCASSE NELE, MAS NÃO SAIA DAI NÃO. ATÉ QUE UMA HORA CANSOU DE DORMIR E FOI ANDAR

445070660_WhatsAppImage2019-02-06at10_01.26(1).thumb.jpeg.73b29fca92ec4538fe26a56f1c175a89.jpeg574824547_WhatsAppImage2019-02-06at10_01.26(2).thumb.jpeg.8b871f8edce06ade0a973079e38d97d2.jpeg1539073204_WhatsAppImage2019-02-06at10_01.26(3).thumb.jpeg.666e60f0238b82ed9e89e6f0e3ba9617.jpeg220793796_WhatsAppImage2019-02-06at10_01_25.thumb.jpeg.1668620c1a673187fc3bbca46c84db83.jpeg981975900_WhatsAppImage2019-02-06at10_01.25(1).thumb.jpeg.89a9601eb96b936b23da5399ccf58c54.jpeg

 

E AS CALLES DE SUCRE?

1814733266_WhatsAppImage2019-02-06at10_01_24.thumb.jpeg.dfd5a48c31930c041761c402de9b8ba3.jpeg1392711499_WhatsAppImage2019-02-06at10_01.24(1).thumb.jpeg.85fbc421937af70195df5c1cbcf5a712.jpeg1847329977_WhatsAppImage2019-02-06at10_01_23.thumb.jpeg.439bb57cdfe8f3658d929cc64f29ea78.jpeg

 

REGIÃO DO MIRADOR RECOLETA

1370358764_WhatsAppImage2019-02-06at10_01_20.thumb.jpeg.53a8d3450ab8aa1b464b1e1a7542da9c.jpeg

CENTRO TA LÁÁÁÁÁ EMBAIXO, TEM QUE SUBIR ATÉ AQUI PRA CHEGAR NO RECOLETA

1648206198_WhatsAppImage2019-02-06at10_01_18.thumb.jpeg.c9f31353356fcb4102e6b350aae478d5.jpeg1789374673_WhatsAppImage2019-02-06at10_01.18(1).thumb.jpeg.c62e385ba0f0190f47d1911a382ec389.jpeg

 

MAIS DA REGIÃO DO RECOLETA

1436856549_WhatsAppImage2019-02-06at10_01_17.thumb.jpeg.1ccc5bf58c91b50d76468a0b93124c88.jpeg

 

 

69420270_WhatsAppImage2019-02-06at10_01_15.thumb.jpeg.cd389dd780dae2ab3dd1307308ecddec.jpeg

 

THOMAZ, O DOG VIAJANTE

296537458_WhatsAppImage2018-12-16at18_48_59.thumb.jpeg.50c622ecd2a75f9ad8a4d508d648f339.jpeg1635882112_WhatsAppImage2018-12-16at18_48_58.thumb.jpeg.5e6de58d3e7ee2a7c9afbf2065251672.jpeg

 

OS POUCOS CHARMOSOS ÔNIBUS DA CIDADE

363549446_WhatsAppImage2018-12-16at18_48_57.thumb.jpeg.e0e3e1304dd30486a5fab13838d9cab8.jpeg

 

 

UM POUCO DA VISTA DO RECOLETA

952962844_WhatsAppImage2019-03-26at15_21_40.thumb.jpeg.4753485661715a88dff1c8e76026381f.jpeg

 

O PRATO DELICIA QUE NÃO LEMBRO O NOME

1488978119_WhatsAppImage2019-03-26at15_21.41(1).thumb.jpeg.e441c7be81bdd4302c4110767b59e542.jpeg

 

 

2100374618_WhatsAppImage2019-03-26at15_21.41(2).thumb.jpeg.a506cdd049f45ed09a9d54b497fbdd6f.jpeg

 

1610560870_WhatsAppImage2019-03-26at15_21.41(3).thumb.jpeg.7417e98d2330ed2fb9fb3e9b4d60befb.jpeg

 

340675354_WhatsAppImage2019-03-26at15_21.41(5).thumb.jpeg.c89253722bb04e21e7a7ee08c7168b29.jpeg

 

461617335_WhatsAppImage2019-03-26at15_21.41(4).thumb.jpeg.889a4894579148be80060abdc73e49f8.jpeg

 

OSTENTAÇÃO FORA DO NORMAL

843009987_WhatsAppImage2019-03-26at15_21_41.thumb.jpeg.42e819151ec632331a2a595ea5f62410.jpeg

  • Gostei! 3

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Em 06/02/2019 em 19:01, João Paulo Falanque disse:

Rapaz eu só comia nos mercadões , na rua , e comia muito kkkkk , não deu nada , mas mesmo assim levei remédios , mas ninguém é igual a ninguém , aguardando continuação...

Taí algo que faltou coragem, mas sobrou desejo kkk quando voltar e escalar o Huayna vou comemorar nos mercadões

  • Gostei! 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Markos, que maravilha de relato!

Por coincidência, farei uma viagem quase igual que nem a sua, só incluí Atacama e Santiago e inverti um pouco a ordem, super ansiosa para que esse relato acabe até 30 de abril, pois parto dia 1 de maio kkkkkk

#PELAMORDEDEUSACABALOGOESSERELATOPRECISODASSUASDICAS KKKKKKKKK

  • Gostei! 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Participe da conversa!

Você pode ajudar esse viajante agora e se cadastrar depois. Se você tem uma conta,clique aqui para fazer o login.

Visitante
Responder

×   Você colou conteúdo com formatação.   Remover formatação

  Apenas 75 emoticons no total são permitidos.

×   Seu link foi automaticamente incorporado.   Mostrar como link

×   Seu conteúdo anterior foi restaurado.   Limpar o editor

×   Não é possível colar imagens diretamente. Carregar ou inserir imagens do URL.


  • Conteúdo Similar

    • Por Sophia Karla
      Oi gente, fiz uma compra com umas amigas, na qual vamos fazer um mochilão em dezembro/2019 por Bolivia, Peru e Chile. Compramos a passagem para Santa Cruz de La Sierra , até aí tudo bem. Porém, quando fomos comprar a passagem de Santa Cruz para Sucre, escolhemos a Bolivianas de Aviación (BOA), porém na hora de escolher as datas, vimos que estava errada, ao invés de colocarmos, 08/12, ficou 08/12, e pior, finalizamos a compra sem perceber o erro. E agora estamos DESESPERADAS para saber como cancelar a compra ou mudar a data deste voo. Entramos em contato com a agência no Brasil, mas, disseram que não poderiam ajudar porque a compra foi fora do Brasil. Por favor, alguém pode nos ajudar como proceder? 
    • Por marina garcia
      Bom dia, farei meu primeiro mochilão Bolivia e Peru. Toda e qualquer dica, será muito bem-vinda. Criei meu roteiro sozinha. Estou sentindo um frio na barriga desde já. rsrsrs... Se alguém também planejou para essas datas, podemos nos conhecer. Agradeço a todos!
      roteiro.docx
    • Por HugoNuary
      Então galera, pretendo sair agora día 4 ou 5 de outubro, e fazer a rota: SP rumo a Campo Grande ou Corumba - MS (a rota que ficar mais em conta) seguir para Puerto Quijarro depois tomando o trem da morte rumo a Santa Cruz de la Sierra. Sendo meu destino final Lima. Tenho 30 dias para seguir essa rota, e tentando gastar o mínimo possível durante toda viagem. Meu maior temor é quanto aos valores dos transportes da Bolivia rumo ao Perú, onde se hospedar por la num preço legal. E onde consigo fazer câmbio de Real para BOB e para SOL. 
    • Por Na Paola
      Hey guys!
      I'll be backpacking around Bolivia the entire month of January, could anyone help me with tips and exchange rate?
      I'm beginning to plan and save money!
      I'll arrive at Santa Cruz de la Sierra and the idea is to do:
      Santa Cruz
      Sucre
      Potosí
      Uyuni
      Cochabamba
      La Paz
      Copacabana
      - Something in Peru, like Puno and Arequipa
      Back to La Paz to head to Santa Cruz and return home...
      Can anyone help me please?
      Thanks!
       

      Oi gente!
      Vou viajar pela Bolívia durante todo o mês de janeiro, alguém poderia me ajudar com dicas e principalmente taxas de câmbio?
      Estou começando a planejar e economizar dinheiro!
      Vou chegar a Santa Cruz da Serra e a ideia é fazer:
      Santa Cruz
      Sucre
      Potosí
      Uyuni
      Cochabamba
      La Paz
      Copacabana
      - Algo no Peru, como Puno e Arequipa
      De volta a La Paz, siga para Santa Cruz e volto para casa ...
      Alguém pode me ajudar por favor?
      Obrigado!
    • Por Fernanda Nascimbeni
      Bom dia pessoal!
      Alguém sabe como está a situação do turismo ao Salar de Uyuni com os protestos que estão acontecendo? E se tem alguma previsão de cessarem?
      Tenho uma viagem marcada para daqui 20 dias... e estou tentando monitorar as notícias. Mas não estou encontrando muita informação.
      Alguém indo para lá nas próximas semanas?


×
×
  • Criar Novo...