Ir para conteúdo
  • Faça parte da nossa comunidade! 

    Encontre companhia para viajar, compartilhe dicas e relatos, faça perguntas e ajude outros viajantes! 

BenS

Primeira grande viagem da minha vida. Deve ser uma viagem nacional, uma internacional ou um intercâmbio?

Posts Recomendados

@BenS Você tem 2 grades problemas, língua e dinheiro. 

Se souber outra língua e arranjar algum dinheiro vá.

Eu fui sem saber espanhol para Argentina fugir da velha direita do ES.Nunca recomendo que faça o mesmo.Estudem a língua primeiro, porque senão serão motivo de risos e enganados, como muitos que postam aqui.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Cara, eu apoio um intercâmbio, apesar de sabermos que dependendo do local, não chega a ser a coisa mais barata. Mas tenho conhecidos que relataram essa experiência para mim, e falaram somente coisas boas sobre essa interação com uma realidade totalmente distinta. Fora o enriquecimento de uma língua estrangeira. Canadá é uma referência bem bacana de programas de intercâmbio.

Mas assim, pq vc não tenta fazer algo dentro da sua zona de conforto primeiro? Ainda mais que vc ainda não tem uma experiência boa com viagens? Algo dentro do nosso país (e o Brasil é grande, não vamos achar que somente lá fora vc vai encontrar uma grande experiência de vida e tal, é meio "complexo de vira-lata", sabe?) Temos 26 Estados com muito a oferecer, culturas e estilos de vida distintos.....e pensa bem, tem duas coisas mega básicas para as quais vc deve se atentar para ficar de boa lá fora: documentação ok e seguro. Ambos são burocráticos, e custam um pouco para vc tirar (e no caso de documentação, passíveis de extravio), e podem te deixar na mão caso vc não tiver um dos dois. 

No Brasil vc ainda tem a possibilidade de um plano B, C, ou o retorno para sua casa, caso as coisas derem errado. As histórias que vemos nos sites de viagens muitas vezes são bonitinhas, mas e os perrengues? E as tragédias? Entende?

Você é jovem e quer conhecer o mundo, isso é o máximo! Muitas pessoas nem colocam isso nas metas de vida, e acabam tendo uma vida tediosa enfiadas em suas cidades. Mas, respira, pensa, pesquisa, veja o que está dentro de suas possibilidades, e planeja em cima disso. Lugares frios existem no Brasil (como referência, PR, SC e RS, onde chega a nevar no auge do inverno, com sorte). Comece por lá, conheça cada estado, veja como vc irá se sustentar, custo de vida médio nesses lugares, como se deslocar, comer, tudo. E os estados do Sul são riquíssimos! Só RS possui várias cidades com culturas distintas (influência imigratória histórica), com muito a contar. Não subestime o Centro-oeste, nordeste e norte também, que com certeza vc só tem a ganhar. 

Eu apoio algo a nível nacional como um "esquenta" para um projeto mais ambicioso, quando vc estiver na faixa dos 25-30 anos, ou no máximo um intercâmbio. Se tacar de cara assim para outros países é arriscado, são culturas diferentes, leis diferentes, muitos fatores a serem levados em conta. 

 

Falo isso pq é o que estou fazendo. Tive a mesma vontade que vc, mas me contive, passei num concurso, me graduei, agora estou, aos poucos, colhendo os frutos, e conhecendo o país pouco-a-pouco. A partir daí que começarei a engatilhar algo para o nível internacional. 

  • Gostei! 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

@BenS Quero parabenzá-lo pela visão de longo prazo que tem. Já está planejando um evento para daqui 4 anos(sim, LP no Brasil é um ano kkkk).  Está fazendo a coisa certa. 

Quando tinha a sua idade pensava do mesmo jeito,  mas as épocas são outras  (a minha foi a 43 anos atrás), nossos sonhos era conhecer São Paulo e Rio de Janeiro.

As famílias Israelenses financiam as viagens de seus filhos que saíram do segundo grau e terminaram o serviço militar  (3 anos obrigatório), antes de entrar na fauldade, geralmente eles ficam 6 meses viajando pelo mundo. 

Esse não é o seu caso. 

Se eu fosse vc, concentraria minhas energias em fazer uma ótima graduação e cursos da área(neste período vc pode fazer algumas viagem pelo seu estado,  que é SHOW DE BOLA).

terminado o periodo faria um intercâmbio num país  (Austrália, Canadá. ..), pois além de aproveitar para divertir,  aprenderá um novo idioma (ou teria mais fluência). 

Com uma boa graduação,  muitos cursos na área mais um ótimo intercâmbio  (não precisa ser de pesquisa ), você chegaria aqui mais apto a entrar no mercado de trabalho.  Aí você alçaria vôos mais altos(pois teria um bom salário), todo ano,  nas férias do trabalho, você faria um viagem de 30 dias. Mais pra frente teria opção de tirar um ano sabático,  vai ser só alegria.

Espero ter ajudado! 

  • Gostei! 2

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

@StanlleySantos ES é frio?Nasci e vivi 25 anos naquele lugar,jamais há temperatura de menos de 10 graus nas montanhas, sendo que na capital é um dos lugares mais quentes do país. Fui conhecer a neve na Argentina! 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
58 minutos atrás, D FABIANO disse:

@StanlleySantos ES é frio?Nasci e vivi 25 anos naquele lugar,jamais há temperatura de menos de 10 graus nas montanhas, sendo que na capital é um dos lugares mais quentes do país. Fui conhecer a neve na Argentina! 

Opa, realmente foi uma falha minha, não sei de onde tirei ES mesmo, era pra ter colocado o PR. corrigindo 👍

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
3 horas atrás, StanlleySantos disse:

Cara, eu apoio um intercâmbio, apesar de sabermos que dependendo do local, não chega a ser a coisa mais barata. Mas tenho conhecidos que relataram essa experiência para mim, e falaram somente coisas boas sobre essa interação com uma realidade totalmente distinta. Fora o enriquecimento de uma língua estrangeira. Canadá é uma referência bem bacana de programas de intercâmbio.

Mas assim, pq vc não tenta fazer algo dentro da sua zona de conforto primeiro? Ainda mais que vc ainda não tem uma experiência boa com viagens? Algo dentro do nosso país (e o Brasil é grande, não vamos achar que somente lá fora vc vai encontrar uma grande experiência de vida e tal, é meio "complexo de vira-lata", sabe?) Temos 26 Estados com muito a oferecer, culturas e estilos de vida distintos.....e pensa bem, tem duas coisas mega básicas para as quais vc deve se atentar para ficar de boa lá fora: documentação ok e seguro. Ambos são burocráticos, e custam um pouco para vc tirar (e no caso de documentação, passíveis de extravio), e podem te deixar na mão caso vc não tiver um dos dois. 

No Brasil vc ainda tem a possibilidade de um plano B, C, ou o retorno para sua casa, caso as coisas derem errado. As histórias que vemos nos sites de viagens muitas vezes são bonitinhas, mas e os perrengues? E as tragédias? Entende?

Você é jovem e quer conhecer o mundo, isso é o máximo! Muitas pessoas nem colocam isso nas metas de vida, e acabam tendo uma vida tediosa enfiadas em suas cidades. Mas, respira, pensa, pesquisa, veja o que está dentro de suas possibilidades, e planeja em cima disso. Lugares frios existem no Brasil (como referência, PR, SC e RS, onde chega a nevar no auge do inverno, com sorte). Comece por lá, conheça cada estado, veja como vc irá se sustentar, custo de vida médio nesses lugares, como se deslocar, comer, tudo. E os estados do Sul são riquíssimos! Só RS possui várias cidades com culturas distintas (influência imigratória histórica), com muito a contar. Não subestime o Centro-oeste, nordeste e norte também, que com certeza vc só tem a ganhar. 

Eu apoio algo a nível nacional como um "esquenta" para um projeto mais ambicioso, quando vc estiver na faixa dos 25-30 anos, ou no máximo um intercâmbio. Se tacar de cara assim para outros países é arriscado, são culturas diferentes, leis diferentes, muitos fatores a serem levados em conta. 

 

Falo isso pq é o que estou fazendo. Tive a mesma vontade que vc, mas me contive, passei num concurso, me graduei, agora estou, aos poucos, colhendo os frutos, e conhecendo o país pouco-a-pouco. A partir daí que começarei a engatilhar algo para o nível internacional. 

Obrigado por me responder!

Bem, direi alguns pontos que eu queria esclarecer.

1. Não acredito que tenha complexo de vira-lata. Mas eu tenho muito mais vontade de conhecer Marrocos, Egito, e Jordânia (países pobres, mas com boa infraestrutura turística), do que alguns estados brasileiros. Se disser que sou louco para conhecer um estado "X" só para se dizer patriota ou politicamente correto estaria mentindo. Acredito que complexo de vira-lata é idolatrar países ou lugares e achar que eles não tem defeitos e o Brasil tem. 

2. Não procuro fazer viagens estilo blogueiro e Instagram, mas quero conhecer a cultura, os locais, os costumes, eu quero inclusive estudar árabe, francês e japonês para poder ter um suporte melhor quanto a língua e evitar perrengues.

3. No Brasil, os destinos que eu mais gostaria de visitar são RS, SC, além de algum dia (mas acompanhado) hospedar em um hotel de selva na Amazônia. Vou ser sincero, tirando esses destinos, não tenho a mínima vontade de conhecer qualquer outro (talvez Curitiba, SP e RJ). Cara, eu moro no sertão cearense, você falou de Nordeste/Centro-Oeste/Norte, eu não gosto de morar aqui nem quero fazer turismo em um local parecido. Acho que nós somos seres únicos, e eu não tenho vontade de conhecer tais lugares, não estou cometendo nem um crime se digo isso. De calor eu tenho trauma já, gosto de desertos de verdade, que sejam frios. Sou louco para conhecer um deserto no inverno.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
59 minutos atrás, StanlleySantos disse:

Opa, realmente foi uma falha minha, não sei de onde tirei ES mesmo, era pra ter colocado o PR. corrigindo 👍

 

2 horas atrás, D FABIANO disse:

@StanlleySantos ES é frio?Nasci e vivi 25 anos naquele lugar,jamais há temperatura de menos de 10 graus nas montanhas, sendo que na capital é um dos lugares mais quentes do país. Fui conhecer a neve na Argentina! 

Há frio no inverno em alguns locais do, ES não é o tipo de frio que quero experimentar. Existe Baturité e Ibiapaba aqui no Ceará que eu consideraria como uma viagem simples de final de semana. Falo de frio estilo subtropical, temperado ou continental.  

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
2 horas atrás, casal100 disse:

@BenS Quero parabenzá-lo pela visão de longo prazo que tem. Já está planejando um evento para daqui 4 anos(sim, LP no Brasil é um ano kkkk).  Está fazendo a coisa certa. 

Quando tinha a sua idade pensava do mesmo jeito,  mas as épocas são outras  (a minha foi a 43 anos atrás), nossos sonhos era conhecer São Paulo e Rio de Janeiro.

As famílias Israelenses financiam as viagens de seus filhos que saíram do segundo grau e terminaram o serviço militar  (3 anos obrigatório), antes de entrar na fauldade, geralmente eles ficam 6 meses viajando pelo mundo. 

Esse não é o seu caso. 

Se eu fosse vc, concentraria minhas energias em fazer uma ótima graduação e cursos da área(neste período vc pode fazer algumas viagem pelo seu estado,  que é SHOW DE BOLA).

terminado o periodo faria um intercâmbio num país  (Austrália, Canadá. ..), pois além de aproveitar para divertir,  aprenderá um novo idioma (ou teria mais fluência). 

Com uma boa graduação,  muitos cursos na área mais um ótimo intercâmbio  (não precisa ser de pesquisa ), você chegaria aqui mais apto a entrar no mercado de trabalho.  Aí você alçaria vôos mais altos(pois teria um bom salário), todo ano,  nas férias do trabalho, você faria um viagem de 30 dias. Mais pra frente teria opção de tirar um ano sabático,  vai ser só alegria.

Espero ter ajudado! 

Obrigado amigo(a) ! É por isso que cada vez mais eu sinto que devo fazer uma viagem internacional e/ou intercâmbio, pois viagem nacional as probabilidades são mais altas de acontecerem depois. 

Em 2016/2017 conheci a história de uma menina que passou ANOS juntando dinheiro para fazer um intercâmbio de um ano em NZ. Ela era pobre igual eu. 

Seu fizer intercâmbio, será no Canadá, na Nova Zelândia, na Austrália ou na Inglaterra. 

Minha meta de vida é fazer (quando eu estiver formado e estabilizado, claro) uma viagem de 30 dias todos os anos (ou dois em dois anos) para um país diferente. Minha lista tem de 30 a 35 países, com certeza dará certo. 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
17 horas atrás, D FABIANO disse:

@BenS Você tem 2 grades problemas, língua e dinheiro. 

Se souber outra língua e arranjar algum dinheiro vá.

Eu fui sem saber espanhol para Argentina fugir da velha direita do ES.Nunca recomendo que faça o mesmo.Estudem a língua primeiro, porque senão serão motivo de risos e enganados, como muitos que postam aqui.

Não seriam grandes problemas, pois em quatro anos também tenho o objetivo de me tornar um falante de Inglês em um bom nível e também tenho interesse de aprender alguns idiomas específicos como árabe, francês e japonês. Eu não sou muito interessado por aprender espanhol, por isso eu não tenho muita vontade de conhecer Espanha e América Latina.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

@StanlleySantos Só complementando, eu pesquiso bastante sobre questões de visto e seguro viagem, terei uns 4 anos pela frente, então acredito que dê certo.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Participe da conversa!

Você pode ajudar esse viajante agora e se cadastrar depois. Se você tem uma conta,clique aqui para fazer o login.

Visitante
Responder

×   Você colou conteúdo com formatação.   Remover formatação

  Apenas 75 emoticons no total são permitidos.

×   Seu link foi automaticamente incorporado.   Mostrar como link

×   Seu conteúdo anterior foi restaurado.   Limpar o editor

×   Não é possível colar imagens diretamente. Carregar ou inserir imagens do URL.




×
×
  • Criar Novo...