Ir para conteúdo
  • Faça parte da nossa comunidade! 

    Encontre companhia para viajar, compartilhe dicas e relatos, faça perguntas e ajude outros viajantes! 

Posts Recomendados


  • Respostas 29
  • Criado
  • Última resposta

Mais Ativos no Tópico

Mais Ativos no Tópico

Postagens Populares

Olha, na minha humilde opinião de viajante apenas de território nacional até hoje, acho isso um risco e um pouco sonhador demais. Pra mim não há nada mais prazeroso que trabalhar um ano todo, ansiar p

Algum interessado em fazer europa sem grana. Nada dessas armadilhas pra turista, a ideia é andar mesmo e conhecer gente e lugares. Eu já rodei um pouco da América do Sul. Por enquanto não tenho nada p

A menos que você tenha cidadania de algum país Europeu, acredito que isto que você quer fazer seja no mínimo imigração ilegal, sujeito a deportação ou até mesmo prisão por fraude dependendo do que voc

  • Membros

A Europa é um pouco diferente da America do Sul, onde na prática ninguém está ai pra o que você vai fazer, quanto tempo vai ficar e como vai se sustentar.

Para começar, com passaporte brasileiro você pode ficar no máximo 3 meses na Europa, não é 3 meses em cada país, mas sim 3 meses no total, somando todos os países. Depois de ter ficado 3 meses lá, você tem que ficar no mínimo 3 meses fora de lá antes de retornar.

A outra questão, é que ao chegar lá na Europa, no aeroporto mesmo você vai ter que passar pela imigração, que vai lhe fazer algumas perguntas para decidir se deixam você entrar ou se você volta para o Brasil no próximo voo.

A primeira coisa que os policiais da imigração costumam perguntar, é a data que você vai embora de lá, e geralmente precisa apresentar o comprovante de que você tem uma passagem válida indo embora de lá dentro do prazo, se não tiver esta passagem indo embora, você nem sai do aeroporto, e embarca no mesmo dia de volta para o Brasil.

A segunda coisa que os policiais da imigração costumam perguntar é o que você pretende fazer lá  e como vai se sustentar durante o seu tempo lá.

Você precisa saber explicar claramente o que pretende fazer por lá, e também precisa conseguir provar que possui dinheiro suficiente para se sustentar lá sem trabalhar, brasileiros não podem trabalhar legalmente na Europa, a quantia de dinheiro que eles exigem que você tenha varia ligeiramente de um país para o outro, mas com menos de 60 ou 70 Euros por dia, dificilmente será aceito.

E novamente, se você não saber explicar claramente o que pretende fazer por lá, e se não comprovar que possui dinheiro suficiente, ou se falar que pretende trabalhar para se sustentar, você volta no mesmo dia para o Brasil.

Em resumo, brasileiros não são bem vindos na Europa, eles só nos aceitam quando tem certeza de vamos embora dentro do prazo permitido, e quando tem certeza de que temos dinheiro para nos sustentar lá, e que não iremos ficar ilegalmente lá, mendigando, cometendo crimes ou trabalhando ilegalmente.

 

  • Gostei! 3
Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Membros

A menos que você tenha cidadania de algum país Europeu, acredito que isto que você quer fazer seja no mínimo imigração ilegal, sujeito a deportação ou até mesmo prisão por fraude dependendo do que você for fazer para burlar ou contornar as limitações e regras existentes.

Você tem certeza de que quer partir para esta vida de ilegalidade e viver fugindo e se escondendo das autoridades sem poder dormir tranquilo nenhum dia, pois sabe que a qualquer momento você pode ser flagrado e deportado ou mesmo acabar dormindo alguns dias na cadeia?

  • Gostei! 4
Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Membros
2 horas atrás, Silvana Almada disse:

Desculpe, até entendo que há pessoas desprendidas que querem conhecer o mundo na aventura de uma alma viajante, mas estar em outro país sem dinheiro, nem pro básico, correndo o risco de dormir nas ruas como disse o @poiuy , ser deportado, passar frio, fome...sei lá.. Há prazer em conhecer lugares nessas condições?

Concordo plenamente contigo! O bom de se viajar é poder aproveitar o que cada lugar tem a oferecer (passeios, festas, comidas, bebidas, etc). Viajar com grana curta já é horrível, viajar pra Europa sem grana é a pior coisa que existe. De nada adianta falar que foi pra tal lugar sendo que nao aproveitou nada porque nao tinha grana, sem falar que o risco de chegar lá e virar um mendigo é enorme.

Nao sei o que o brother a cima tem em mente pra entrar na Europa e se manter lá, mas ao que aparenta ser, é um programa de índio... furada.
De toda forma, boa sorte a ele.

  • Gostei! 4
Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Membros

Obrigado pelas dicas. Ainda estou reformulando esta ideia. Na américa do sul meu plano deu certo,  consegui sobreviver desenvolvi algumas práticas pra ganhar dinheiro. A  maior parte do trajeto fiz de carona e bike. Pensado bem na europa é diferente, demanda uma abordagem diferente. 

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Membros

 

Em 19/06/2020 em 09:29, Silvana Almada disse:

Olha, na minha humilde opinião de viajante apenas de território nacional até hoje, acho isso um risco e um pouco sonhador demais. Pra mim não há nada mais prazeroso que trabalhar um ano todo, ansiar por suas férias, juntar uma grana e desfrutar de uma bebida à beira mar na praia que vc sempre sonhou conhecer ou visitar um museu que sempre teve vontade, comer em um restaurante legal pelo menos 1 refeição... enfim, o que quero dizer só pelo seu título " Europa zero grana", já é bem suspeito e parece ser uma fria.

Desculpe, até entendo que há pessoas desprendidas que querem conhecer o mundo na aventura de uma alma viajante, mas estar em outro país sem dinheiro, nem pro básico, correndo o risco de dormir nas ruas como disse o @poiuy , ser deportado, passar frio, fome...sei lá.. Há prazer em conhecer lugares nessas condições?

Mas enfim, boa sorte pra vc e espero que dê tudo certo nessa aventura.

me fez lembrar de uma história que um colega me contou uma vez, que encontrou um "hermano" na índia fazendo uma volta ao mundo em esquema roots,

que a alimentação dele se baseava em cenoura e batata cozida todo dia e não tinha dinheiro para entrar em qualquer atração que tivesse cobrança

sério, para mim é impossível extrair e aproveitar algo de uma viagem assim

  • Gostei! 1
Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Membros
2 horas atrás, FCRO disse:

 

me fez lembrar de uma história que um colega me contou uma vez, que encontrou um "hermano" na índia fazendo uma volta ao mundo em esquema roots,

que a alimentação dele se baseava em cenoura e batata cozida todo dia e não tinha dinheiro para entrar em qualquer atração que tivesse cobrança

sério, para mim é impossível extrair e aproveitar algo de uma viagem assim

Muito pelo contrário. Quem passa uma semana na europa pulando de capital em capital, não conhece a história de vida da prostituta que mora vizinha ao seu quarto caindo aos pedaços, que diga-se de passagem daria um filme de hollywood ou um bestseller. Não conhece o sabor do hotdog da esquina que poderia ter sido o melhor que você comeria na vida, não conhece os sons noturnos da natureza enquanto você acampa sob o céu estrelado porque não tinha o bastante para pagar o hostel de 20 reais. Você não aprende a dar o devido valor a uma cama confortável e aquele velho arroz com ovo frito que milhares de pessoas se humilhariam e venderiam a alma para ter no almoço. Você aprende a dar valor ao dinheiro.Aprende a sobreviver no mundo e prosperar do zero (nem todos), aprende novas habilidade que lhe serão úteis para o resto da vida, Adquire conhecimento prático em linguística, geografia, história, economia, sociologia. Se reconecta com seu ''eu'' interior e com a natureza.  Aprende sobre o bem e sobre o mal. sobre a vida e sobre a morte. E no final ainda conhece uns lugares muito massa.

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Membros

Este estilo de vida ou viagem muito hippie e roots não é um estilo que agrada muita gente ou que a maioria das pessoas se sinta confortáveis vivendo ou viajando, mas se você se sente feliz e confortável vivendo e viajando assim, sem problema, curta a sua vida, seja feliz e não se preocupe em dar satisfação para ninguém.

A única questão, é que para uma viagem destas na Europa, primeiro você precisa convencer os policiais da imigração a deixarem você entrar na Europa,  e pessoas com um roteiro ou estilo de viagem muito hippie e roots costumam ter problemas com a imigração e serem barrados, voltando ao Brasil tendo conhecido somente o aeroporto.

E você precisa ter um plano melhor e mais definido para ter chances de conseguir entrar na Europa, e de preferencia que não envolva mentiras ou questões que possam ser consideradas fraude ou infrações as regras de permanência.

 

  • Gostei! 1
Link para o post
Compartilhar em outros sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar Agora

×
×
  • Criar Novo...