Ir para conteúdo

De La Paz a Cusco de onibus


Posts Recomendados

  • Membros

Ola a todos... Conheci o fórum recentemente, quando fazia uma pesquisa sobre uma provavel forma de explorar principalmente Arequipa e Cusco, no Peru... Porém, chegando por La Paz ao invés de Lima; 

 

Aparentemente, em termos de trajeto é bem possível e não é lá um problema, mas nas pesquisas que fiz, encontrei um resultado do site quanto ao perigo de "Desaguadero", para este trajeto, não ficou muito claro mas referenciaram como "uma terra sem lei", mas li em outros lugares que "não é nada que um brasileiro de uma capital não saiba lidar", quais seriam os problemas? 

 

O @RicardoRM e @henriquefarage estavam falando sobre no tal tópico que me refiro, vocês poderiam me elucidar essa questão?

 

Desde já, agradeço \o

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Membros
29 minutos atrás, adrianomask disse:

Ola a todos... Conheci o fórum recentemente, quando fazia uma pesquisa sobre uma provavel forma de explorar principalmente Arequipa e Cusco, no Peru... Porém, chegando por La Paz ao invés de Lima; 

 

Aparentemente, em termos de trajeto é bem possível e não é lá um problema, mas nas pesquisas que fiz, encontrei um resultado do site quanto ao perigo de "Desaguadero", para este trajeto, não ficou muito claro mas referenciaram como "uma terra sem lei", mas li em outros lugares que "não é nada que um brasileiro de uma capital não saiba lidar", quais seriam os problemas? 

 

O @RicardoRM e @henriquefarage estavam falando sobre no tal tópico que me refiro, vocês poderiam me elucidar essa questão?

 

Desde já, agradeço \o

Em Janeiro de 2005 fiz esse caminho, só que o inverso: Lima - Arequipa - Desaguadero - La Paz. Eu e um amigo chegamos em Desaguadero de madrugada e o posto oficial estava fechado. Os guardas da fronteira deram uma olhadela rápida em nossos documentos e nos deixaram passar. Perguntamos pela Migración. Responderam que estava fechada e abriria somente às 9h. Nem cogitamos a hipótese de esperar a Migración abrir. Estava muito escuro e fazia um frio insuportável. Deixamos para carimbar nossos passaportes em La Paz.

Pegamos uma van do lado boliviano e seguimos pra La Paz. Assim que chegamos fomos na polícia federal dar entrada nos passaportes. Eis que o oficial que nos atendeu tenta nos extorquir. Confiscou nossos passaportes e disse que teríamos que pagar uma multa (acho que ele pediu uns USD100). Negamos em pagar e procuramos ajuda na embaixada brasileira em La Paz. Não conseguiram fazer nada, a não ser um "salvo conduto" para apresentarmos na fronteira e conseguir sair da Bolívia sem os nossos passaportes. Mas quando chegamos lá sequer olharam na nossa cara e deixamos o país sem mostrar nada.

Mas isso faz muito tempo, não sei como estão as coisas lá agora. De qualquer maneira, fique esperto.

Boa viagem!

  • Vou acompanhar! 1
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Membros de Honra
1 hora atrás, adrianomask disse:

Ola a todos... Conheci o fórum recentemente, quando fazia uma pesquisa sobre uma provavel forma de explorar principalmente Arequipa e Cusco, no Peru... Porém, chegando por La Paz ao invés de Lima; 

 

Aparentemente, em termos de trajeto é bem possível e não é lá um problema, mas nas pesquisas que fiz, encontrei um resultado do site quanto ao perigo de "Desaguadero", para este trajeto, não ficou muito claro mas referenciaram como "uma terra sem lei", mas li em outros lugares que "não é nada que um brasileiro de uma capital não saiba lidar", quais seriam os problemas? 

 

O @RicardoRM e @henriquefarage estavam falando sobre no tal tópico que me refiro, vocês poderiam me elucidar essa questão?

 

Desde já, agradeço \o

Adriano, bem-vindo ao fórum.

Todas as fronteiras são perigosas, portanto todo cuidado é pouco.

Passei por desaguero um tempo atrás, tive o azar de chegar num dia que tinha feira do lado boliviano, e os peruanos iam lá fazer compras, nestas ocasiões  a ponte só funciona no sentido Bolívia x Peru(confirme quando estiver em La Paz se ainda é assim) . Na época estava de carro próprio e fiquei parado do lado peruano por umas 4 horas, aguardando a liberação, não tivemos problema algum, então quando for procure verificar somente esse pequeno detalhe ok.

  • Gostei! 1
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Membros
9 horas atrás, casal100 disse:

Adriano, bem-vindo ao fórum.

Todas as fronteiras são perigosas, portanto todo cuidado é pouco.

Passei por desaguero um tempo atrás, tive o azar de chegar num dia que tinha feira do lado boliviano, e os peruanos iam lá fazer compras, nestas ocasiões  a ponte só funciona no sentido Bolívia x Peru(confirme quando estiver em La Paz se ainda é assim) . Na época estava de carro próprio e fiquei parado do lado peruano por umas 4 horas, aguardando a liberação, não tivemos problema algum, então quando for procure verificar somente esse pequeno detalhe ok.

 

Agradeço ai as boas vindas ;)

 

Seu relato é mais recente, será que as coisas por lá mudaram? Pois o que você citou é extramamente controlável, basta escolher o dia certo e ta tudo bem, sem problemas. Olhando pro mapa, pra quem vai ficar ali na região de Arequipa e Cusco, chegar por La Paz é muito mais interessante do que por Lima, mas não sei o tanto que é viavel fazer um desvio por outras cidades, já vi pessoas dizendo pra se ir por Puno e ai sim seguir o rumo. Nunca passei também por uma fronteira terrestre, sempre via Aérea ou marítima;

  

10 horas atrás, anselmoportes disse:

Em Janeiro de 2005 fiz esse caminho, só que o inverso: Lima - Arequipa - Desaguadero - La Paz. Eu e um amigo chegamos em Desaguadero de madrugada e o posto oficial estava fechado. Os guardas da fronteira deram uma olhadela rápida em nossos documentos e nos deixaram passar. Perguntamos pela Migración. Responderam que estava fechada e abriria somente às 9h. Nem cogitamos a hipótese de esperar a Migración abrir. Estava muito escuro e fazia um frio insuportável. Deixamos para carimbar nossos passaportes em La Paz.

Pegamos uma van do lado boliviano e seguimos pra La Paz. Assim que chegamos fomos na polícia federal dar entrada nos passaportes. Eis que o oficial que nos atendeu tenta nos extorquir. Confiscou nossos passaportes e disse que teríamos que pagar uma multa (acho que ele pediu uns USD100). Negamos em pagar e procuramos ajuda na embaixada brasileira em La Paz. Não conseguiram fazer nada, a não ser um "salvo conduto" para apresentarmos na fronteira e conseguir sair da Bolívia sem os nossos passaportes. Mas quando chegamos lá sequer olharam na nossa cara e deixamos o país sem mostrar nada.

Mas isso faz muito tempo, não sei como estão as coisas lá agora. De qualquer maneira, fique esperto.

Boa viagem!

 

Esse tipo de relato que assusta um pouco, pois nem estamos falando de um local perigoso com pouca ordem e sim, a "ordem" ser perigosa, é catastrófico você não poder confiar numa migracion de um país, me faz cogitar seriamente não seguir esse caminho e sim, verificar outras opções pra não passar por ai. 

 

Não sei nem qual é a sensação de não poder confiar na policia local, pois lembro até hoje quando fiz minha primeira viagem internacional, cheguei com problemas e sob stress e procurei logo a policia local para me direcionar pra onde eu queria chegar, imagine não ter isso? Complicado;

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Membros de Honra

Adriano, rodei 150.000 kms pela América do Sul de carro(do norte do Peru a Ushuaia) e fiz Equador/Colômbia/Venezuela de avião. 

Passei inúmeras vezes em fronteiras nunca tive grandes problemas, só ter muito cuidado, tente fazer amizade com pessoal do ônibus que estiver que receberá todas as informações do lugar. Não posso te garantir que não terá problemas, mas tomando os devidos cuidados dificilmente acontecerá qualquer coisa contigo. E, vc deve encontrar muitos gringos neste roteiro.

Só pra vc ter ideia das coisas, a fronteira de foz do Iguaçu (a tríplice fronteira) já foi considerada a mais perigosa do mundo, até ali, do lado Paraguaio é um caos....

Editado por casal100
  • Gostei! 2
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Membros
3 horas atrás, casal100 disse:

Adriano, rodei 150.000 kms pela América do Sul de carro(do norte do Peru a Ushuaia) e fiz Equador/Colômbia/Venezuela de avião. 

Passei inúmeras vezes em fronteiras nunca tive grandes problemas, só ter muito cuidado, tente fazer amizade com pessoal do ônibus que estiver que receberá todas as informações do lugar. Não posso te garantir que não terá problemas, mas tomando os devidos cuidados dificilmente acontecerá qualquer coisa contigo. E, vc deve encontrar muitos gringos neste roteiro.

Só pra vc ter ideia das coisas, a fronteira de foz do Iguaçu (a tríplice fronteira) já foi considerada a mais perigosa do mundo, até ali, do lado Paraguaio é um caos....

 

150.000? Conhece pouca coisa por ai hein 🤣

 

Eu (infelizmente) não sou tão viajado assim, dá pra dizer que estou no começo da jornada e avanço em paços curtos, já que tenho disponibilidade apenas uma vez por ano. Conheci o centro do Chile [pretendo ainda retornar pra norte e sul], Buenos Aires e seus arredores e finalmente, Colonia do Sacramento no Uruguai, sim, só  essa cidade porque o restante foi abortado por conta da COVID19 em março/20, tinhamos chegado em Montevideo mas nem conseguimos conhecer nada devido a situação e preocupação com a possibilidade de perdermos o voo, ai é outra história;

 

Desta vez, estamos querendo ir pro Peru, ainda não esta tão claro o roteiro da viagem que esta em construção, iniciamos a ideia começando por Lima com uma passada em Ica pra finalmente ir pra Arequipa, mas resolvemos adicionar mais alguns passeios, esticar Cusco e Arequipa e deixar Lima pro futuro, dai veio essa ideia de La Paz pela proximidade, fica tudo por ali mesmo mas a questão da fronteira me levantou preocupações. A questão da altitude também é um fator preponderante na história mas vamos ter que lidar com ela eventualmente;

 

Mas todos nossas travessias tirando a fronteira de Buenos Aires com Colonia que foi feita pelo rio, tudo foi em aeroporto o que tornavam as coisas bem confiáveis, terei que considerar essas diferenças num possível cruzamento a pé

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Membros de Honra
1 hora atrás, adrianomask disse:

 

150.000? Conhece pouca coisa por ai hein 🤣

 

Eu (infelizmente) não sou tão viajado assim, dá pra dizer que estou no começo da jornada e avanço em paços curtos, já que tenho disponibilidade apenas uma vez por ano. Conheci o centro do Chile [pretendo ainda retornar pra norte e sul], Buenos Aires e seus arredores e finalmente, Colonia do Sacramento no Uruguai, sim, só  essa cidade porque o restante foi abortado por conta da COVID19 em março/20, tinhamos chegado em Montevideo mas nem conseguimos conhecer nada devido a situação e preocupação com a possibilidade de perdermos o voo, ai é outra história;

 

Desta vez, estamos querendo ir pro Peru, ainda não esta tão claro o roteiro da viagem que esta em construção, iniciamos a ideia começando por Lima com uma passada em Ica pra finalmente ir pra Arequipa, mas resolvemos adicionar mais alguns passeios, esticar Cusco e Arequipa e deixar Lima pro futuro, dai veio essa ideia de La Paz pela proximidade, fica tudo por ali mesmo mas a questão da fronteira me levantou preocupações. A questão da altitude também é um fator preponderante na história mas vamos ter que lidar com ela eventualmente;

 

Mas todos nossas travessias tirando a fronteira de Buenos Aires com Colonia que foi feita pelo rio, tudo foi em aeroporto o que tornavam as coisas bem confiáveis, terei que considerar essas diferenças num possível cruzamento a pé

Por mais que você viaje, tudo é um aprendizado, vc está fazendo a coisa certa, procurar informações sobre tudo. Se eu for viajar hoje pra qualquer lugar, até aqui no Brasil, a primeira coisa que quero saber é sobre segurança do lugar. Viajo a mais de 55 anos, nunca me aconteceu nada grave, nunca fui roubado... e olhe andei em muitos lugares perigosos.

 

A primeira vez que viajei na América do Sul, tive muita insegurança também, normal pra todo mundo. O meu primeiro post aqui foi em 2006, vim atrás de informações para dissipar minhas dúvidas que eram muitas, pois não tinha tantas informações disponíveis na época, aqui encontrei muita gente disposta a ajudar.

Depois de 10 anos viajando pela AS, quando saí de Lima de ônibus e fui para o Equador, tive muita preocupação em passar a fronteira dos dois países(Tumbes), dizem que é extremamente perigosa na época. Tive receio também, tomei as devidas precauções e tudo foi muito tranquilo.

Se for fazer qualquer fronteira de ônibus, siga alguns passos:

.procure socializar com os passageiros/motorista do ônibus, pois são eles que sabem o quê fazer e não fazer, onde ir e não ir;

.leve doleira guarde documentos, para facilitar leve o passaporte, identidade terá que preencher uma entrada o que demora um pouco;

.Não saia do meio dos passageiros quando for fazer aduana, evite usar banheiro, comer em lanchonete...ou seja, concentre somente nos trâmites, e suba no ônibus quando todos subirem, evite subir sozinho, pois pode acontecer de algum larápio entrar no ônibus para te assaltar(isso é difícil de acontecer, mas é bom pensar em todos detalhes);

.Tente se vestir igual aos nativos(difícil, mas seja o mais simples possível), não expor máquina fotográfica, celular, roupas de marcas famosas(the north face.....)...;

.Seja o mais educado e simples com todo mundo pelo caminho, isso abre portas, pois as pessoas boas e honestas são a esmagadora maioria em todos os lugares e estão sempre dispostas a ajudar, experiência própria em vários países.

Na verdade insegurança temos em todo lugar, até nas cidades pequenas aqui no Brasil temos, nada por lá é muito diferente daqui, muito pelo contrário. 

Editado por casal100
  • Gostei! 3
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Colaboradores

@adrianomaskFui a toda a América do Sul e discordo totalmente das palavras acima,como discordo do escritor dela em quase tudo. Não vá por Desaguadero,já disse. Se é possível ir por Lima, vá por Lima pois é impossível parecerum local simplesmente pela cor da pele e tamanho. Eles são baixinhos, 1.60 é alto e tem cor de índio e cabelos de índio.Se você se enquadra vá,além de falarem espanhol nativo. Eu falo perfeitamente,vivi anos em Santiago, você não sei.Mas como nativo e com sotaque andino,impossível. 

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Membros
10 horas atrás, casal100 disse:

Por mais que você viaje, tudo é um aprendizado, vc está fazendo a coisa certa, procurar informações sobre tudo. Se eu for viajar hoje pra qualquer lugar, até aqui no Brasil, a primeira coisa que quero saber é sobre segurança do lugar. Viajo a mais de 55 anos, nunca me aconteceu nada grave, nunca fui roubado... e olhe andei em muitos lugares perigosos.

 

A primeira vez que viajei na América do Sul, tive muita insegurança também, normal pra todo mundo. O meu primeiro post aqui foi em 2006, vim atrás de informações para dissipar minhas dúvidas que eram muitas, pois não tinha tantas informações disponíveis na época, aqui encontrei muita gente disposta a ajudar.

Depois de 10 anos viajando pela AS, quando saí de Lima de ônibus e fui para o Equador, tive muita preocupação em passar a fronteira dos dois países(Tumbes), dizem que é extremamente perigosa na época. Tive receio também, tomei as devidas precauções e tudo foi muito tranquilo.

Se for fazer qualquer fronteira de ônibus, siga alguns passos:

.procure socializar com os passageiros/motorista do ônibus, pois são eles que sabem o quê fazer e não fazer, onde ir e não ir;

.leve doleira guarde documentos, para facilitar leve o passaporte, identidade terá que preencher uma entrada o que demora um pouco;

.Não saia do meio dos passageiros quando for fazer aduana, evite usar banheiro, comer em lanchonete...ou seja, concentre somente nos trâmites, e suba no ônibus quando todos subirem, evite subir sozinho, pois pode acontecer de algum larápio entrar no ônibus para te assaltar(isso é difícil de acontecer, mas é bom pensar em todos detalhes);

.Tente se vestir igual aos nativos(difícil, mas seja o mais simples possível), não expor máquina fotográfica, celular, roupas de marcas famosas(the north face.....)...;

.Seja o mais educado e simples com todo mundo pelo caminho, isso abre portas, pois as pessoas boas e honestas são a esmagadora maioria em todos os lugares e estão sempre dispostas a ajudar, experiência própria em vários países.

Na verdade insegurança temos em todo lugar, até nas cidades pequenas aqui no Brasil temos, nada por lá é muito diferente daqui, muito pelo contrário. 

 

Pode ser um erro meu, mas me sinto muito mais seguro em alguns países ou outras regiões aqui do Brasil do que na área onde moro. Santiago foi o primeiro lugar que me senti muito mais seguro, andava com celular [coisa que não faço] a vista, gravando audio, dar um role noturno... Em Buenos Aires já não tive essa segurança e fiquei no hotel depois do fim da tarde. Quando fui pro Uruguai essa sensação de segurança voltou, algo que também ocorreu recentemente em Gramado, que as vezes parecia que nem no Brasil estava. 

 

Eu sou bastante meticuloso na hora de estudar um destino, principalmente se for uma rota internacional, no caso do Chile que foi a primeira nossa, eu ficava compulsivamente olhando as mesmas coisas, principalmente relacionadas a poder entrar no país com medo de ter perdido algo e ser impedido na hora H, felizmente nunca deu nada mas a preocupação esta lá. O clima também é algo que aprendi a considerar muito, pois fui pra Argentina meio que sem ir a fundo neste tema e 3/5 dias que passei lá foram em baixo de chuvas, é, pois é! 

 

Você comentou que viaja a 53 anos, uau, sem dúvidas é outro nível, nós aqui começamos a partir de dez/2018 e procuramos fazer viagens anuais, nem todas pro exterior até porque ter sido pego na explosão da COVID viajado foi assustador, deu tudo certo mas comprometemos a melhor parte da viagem;

 

Agradeço muito as dicas quanto a cruzar uma fronteira terrestre, é algo que eu nunca fiz que em algum momento certamente ocorrerá, pois as vezes misturo cidades de dois paises diferentes nas mesmas férias, como Bolivia com Peru, Chile com Argentina, Equador com outra região e por ai vai;

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Participe da conversa

Você pode postar agora e se cadastrar mais tarde. Se você tem uma conta, faça o login para postar com sua conta.

Visitante
Responder

×   Você colou conteúdo com formatação.   Remover formatação

  Apenas 75 emojis são permitidos.

×   Seu link foi automaticamente incorporado.   Mostrar como link

×   Seu conteúdo anterior foi restaurado.   Limpar o editor

×   Não é possível colar imagens diretamente. Carregar ou inserir imagens do URL.

×
×
  • Criar Novo...