Ir para conteúdo
  • Faça parte da nossa comunidade! 

    Encontre companhia para viajar, compartilhe dicas e relatos, faça perguntas e ajude outros viajantes! 

Posts Recomendados

  • Membros
... só pra lembrar... não se enganem.. existe o A200 (Confortável, Enrola e é Pesado) - A200 Light (Confortável, Dobra, Enrola e é Leve) e o A200 Ultralight (Confortável, Dobra, Enrola e é Levíssimo) ... o primeiro é cinza, o segundo verde-limão e o 3º é vermelho .... Pico da Bandeira ... -3º ... com saco S10 Ultralight e Flecce no corpo .... fechado segurou tranquilamente !

 

Olá amigo,

 

Estou querendo comprar um isolante térmico inflável, e de acordo com as opções que eu tenho, o melhor custo benefício seria o da Quechua A200 Ultralight, não tenho a possibilidade de trazer um isolante gringo através de algum amigo. Mas uma coisa que eu não estou entendendo é que existem 3 modelos do A200, correto? Mas no site da Decatlhon e na loja física deles aqui do Rio de Janeiro só encontrei dois modelos do A200:

 

A200 - (confortável, Enrola, pesa 1.2 KG e é azul) - Custa R$ 129 no site da Decatlhon e não lembro quanto estava na loja física.

http://www.decathlon.com.br/montanha/camping/sacos-de-dormir-e-colchoes-inflaveis/colchao-autoinsuflavel-a200_36941?cor=azul

 

A200 Ultralight - (confortável, dobra, enrola, pesa 730g e é verde-limão) - Custa R$ 229 no site da Decatlhon e R$ 254 na loja física.

http://www.decathlon.com.br/camping---mochilas/camping-39058/equipamentos-para-dormir-39133/colchao-inflavel-a200-quechua_36911?cor=verde

 

Não encontrei nenhum A200 na cor vermelha, nem na loja física e nem no site, o único colchão de ar inflável na cor vermelha, que é mais leve que esse A200 Ultralight verde, foi o colchão de ar Forclaz Air (http://www.decathlon.com.br/montanha---aventura/camping-38138/equipamentos-para-dormir/colchao-inflavel-forclaz-air_183939?cor=vermelha), que eu acho que não serve como isolante térmico, me pareceu mais um colchão de ar apenas, embora o preço seja bem "salgado" para um reles colchão de ar, R$ 199 pelo site da Decatlhon e R$ 219 na loja física.

 

E então, a Quechua mudou alguma coisa, porque na embalagem desse A200 na cor verde diz "Ultralight", mas como você mencionou que o Ultralight é vermelho, fiquei na dúvida. Porque não achei esse A200 Ultralight verde tão pequeno, ele dá uns 3 ou 4 do Camp Essential Light Mat, por exemplo.

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Respostas 698
  • Criado
  • Última resposta

Mais Ativos no Tópico

Mais Ativos no Tópico

Postagens Populares

Salve! Vi na loja apenas esse Forclaz Trek 700G (do link) é muito similar ao Forclaz Air 550 (vermelho), modelo anterior, de formato retangular, que também era vendido nas lojas Decathlon. Disse

Otávio, esta indecisão é pior do que mulher em loja de sapato! Uma coisa que limita muito é a escassez de oferta de artigos importados para quem compra pela internet. O site da Rei não entrega os mode

Nunca usei os A100/A200, mas tenho colegas que usam. Cumpre o prometido, isolam e dão relativo conforto. Não são dos mais leves, mas acredito que o preço seja um dos melhores. Veja que a diferenç

Posted Images

  • Membros
Eu pelo menos provei o Quechua A200 Ultraligth e achei o máximo naquelas pedras que fica na loja, pra quem dorme em EVA 6mm foi o paraíso, hehe. Porem me faltou coragem $$.

 

Estava até tentado em pegar o A100 Ultraligth (Mesma coisa que o A200, 2Cm de espessura tb, porem curto) pq custa R$ 99 e quando precisasse colocaria algo nos pes assim ficava melhor pro bolso (Tenho até medo de ir na Decathlon e não resistir a tentaçao pois não acho mal negocio, hehe), porem como minha namorada esta indo pro Canada em Julho acho que também vou encomendar com ela, um Therm-A-Rest ProLite Regular (Tem 2,5 Cm e 460Gr) que esta uns $90 (Ou seja uns R$160) e vou me segurar aqui e ficar o Polietileno expandido de 8mm ou 10mm mesmo (Vou ver se é alguma coisa melhor que EVA 6mm, pois este é "mtu ruim", Kkk) por enquanto.

 

Ah e tem tb o Prolite Plus que ao meu ver é a mesma coisa que o Prolite, porem o Plus tem 3,8Cm de espessura (Por isso dizem que perde menos calor, sendo um isolante 4 estações, mais indicado pra isso) e é mais pesado 680Gr. Ja o Prolite dizem ser 3 estações, porem com o relato do Albertinho acima acho que é meio que "balela", hehe. Ao menos pra quem for pro EVEREST, rs. Alguem confirma isso?

 

E Negrabela, acho que tu pode pensar na hipótese quem tava pensando em fazer antes de me surgir tal oportunidade. Acho que vale a pena, pois me disseram (Post anteriores) que não faz falta esses cms não, e se fizer é so usar algo em baixo, pois o pé nem precisa de tanto conforto, kkK.

 

Abraços.

 

Fala Ovelha,

 

Você comprou o A100 da Quechua? Estou pretendendo comprar ele também, mas não vi na internet ninguém que comprou ele e deu sua opinião depois de usar de fato. Eu fui da Decatlhon aqui do Rio de Janeiro, mas não encontrei ele lá para experimentar.

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Membros
Eu só conheço o A200 light cinza e A200 ultralight verde, esse vermelho é novidade.

Vi esse vermelho de $199, mas não me atentei para o detalhe se é apenas colchão ou é isolante.

 

Fala Otávio, obrigado pela resposta!

 

Pois é, nem no site e nem na loja da Decatlhon eles mencionam se pode ser usado como isolante... Eu gostei bastante dele, mas prefiro os auto infláveis por serem mais resistentes. Achei ele bem caro para ser apenas um colchão inflável.

 

Acho que vou ficar com o A200 ultralight mesmo. Eu vi em outro tópico que você tem um dele, eu sou magro, e dormindo de lado com um isolante EVA depois de alguns dias eu já começo a ficar com a parte lateral da bacia dolorida, você sentiu algo parecido? Eu experimentei na loja, mas não é a mesma coisa que dormir nele.

 

Abraço.

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Membros de Honra

Eu tinha um parecido, da Nexxt. É bem melhor em termos de conforto que um de EVA.

Agora tenho um Term-a-Rest de 6cm de altura, show de bola, bem melhor que os auto-infláveis.

Falando em auto-inflável, no meu eu sempre inflava a mais, soprando. Fica mais alto e melhora o conforto.

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Membros
Eu tinha um parecido, da Nexxt. É bem melhor em termos de conforto que um de EVA.

Agora tenho um Term-a-Rest de 6cm de altura, show de bola, bem melhor que os auto-infláveis.

Falando em auto-inflável, no meu eu sempre inflava a mais, soprando. Fica mais alto e melhora o conforto.

 

Otávio e demais, eu tenho uma dúvida "avançada".

 

Sempre usei os padrões EVA por serem mais leves, mais baratos e mais acessiveis.

Minhas esperiencias com coisas inflaveis nunca foram favoraveis, mas nunca tive nada técnico, de real qualidade (e preço$).

 

Mas ja fiquei admirado e tentado com o baixo volume que alguns infláveis (como esse novo da Decathonl) ocupam na mochila. Bater volume de um EVA é facil, mas raros são os que batem o peso.

Fiquei realmente tentado.

 

Agora, vamos ao problema.

 

FUROU.

A resposta padrão, de todos: - Ora, eu levo um remendo, se furar conserto e beleza!

 

Discordo absolutamente, porque eu ja remendei colchão inflavel em camping de praia.

Eu sei que SE FURAR suas proximas noites serão duras, mesmo que voce tenha um remendo disponível na mão.

 

ACHAR um furo em algo que furou, é uma arte.

 

Colocar em baixo da agua (rio por exemplo) é uma piada, e uma sugestão comum de quem nunca fez o trabalho. É impossivel afundar algo tão grande, e apenas com a mão não da para sentir o ventinho saindo.

 

A única forma de achar um furo requer sabão para tudo quanto é lado até finalmente achar o furo por bolhas.

 

E se for na região da valvula o remendo não segura.

 

Resumindo, eu sei que se furar, voce só vai resolver isso só quando voltar para casa. Todos os próximos dias de sua expedição estão condenados.

 

Por favor, ninguem gaste portugues afirmando que acha o furo facil..... Se já ocorreu e vc achou é pq era um rombo e não um furinho. Sabe furinho voce deita e acorda 30 / 60 minutos depois com colchão no chão. Não aqueles furos que voce até ouve o barulho do vento na barraca. Isso são rombos e realmente se acha facil.

 

Bom.... vamos finalmente as minhas perguntas.....

 

FURA MESMO É INEVITÁVEL OU ESSE EQUIPAMENTO CARO AGUENTA O TRANCO POR ANOS E ANOS DE USO CONTINUO????

 

ALGUEM JA DORMIU POR MAIS DE 100 NOITES (OU MAIS) EM INFLAVEIS EM LOCAIS DIVERSOS QUE INCLUEM PEDRAS PONTUDAS SEM FURO???

VEJA BEM EU DISSE CEM NOITES OU MAIS PORQUE O IMPORTANTE PRA MIM É SABER A DURABILIDADE DA COISA.

 

Há! IMPORTANTE. Se voce tem um e FUROU COM POUCO USO..... ME CONTA! Assim, eu já sei que vou continuar usando EVA.....

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Membros
Eu tinha um parecido, da Nexxt. É bem melhor em termos de conforto que um de EVA.

Agora tenho um Term-a-Rest de 6cm de altura, show de bola, bem melhor que os auto-infláveis.

Falando em auto-inflável, no meu eu sempre inflava a mais, soprando. Fica mais alto e melhora o conforto.

 

Otávio e demais, eu tenho uma dúvida "avançada".

 

Sempre usei os padrões EVA por serem mais leves, mais baratos e mais acessiveis.

Minhas esperiencias com coisas inflaveis nunca foram favoraveis, mas nunca tive nada técnico, de real qualidade (e preço$).

 

Mas ja fiquei admirado e tentado com o baixo volume que alguns infláveis (como esse novo da Decathonl) ocupam na mochila. Bater volume de um EVA é facil, mas raros são os que batem o peso.

Fiquei realmente tentado.

 

Agora, vamos ao problema.

 

FUROU.

A resposta padrão, de todos: - Ora, eu levo um remendo, se furar conserto e beleza!

 

Discordo absolutamente, porque eu ja remendei colchão inflavel em camping de praia.

Eu sei que SE FURAR suas proximas noites serão duras, mesmo que voce tenha um remendo disponível na mão.

 

ACHAR um furo em algo que furou, é uma arte.

 

Colocar em baixo da agua (rio por exemplo) é uma piada, e uma sugestão comum de quem nunca fez o trabalho. É impossivel afundar algo tão grande, e apenas com a mão não da para sentir o ventinho saindo.

 

A única forma de achar um furo requer sabão para tudo quanto é lado até finalmente achar o furo por bolhas.

 

E se for na região da valvula o remendo não segura.

 

Resumindo, eu sei que se furar, voce só vai resolver isso só quando voltar para casa. Todos os próximos dias de sua expedição estão condenados.

 

Por favor, ninguem gaste portugues afirmando que acha o furo facil..... Se já ocorreu e vc achou é pq era um rombo e não um furinho. Sabe furinho voce deita e acorda 30 / 60 minutos depois com colchão no chão. Não aqueles furos que voce até ouve o barulho do vento na barraca. Isso são rombos e realmente se acha facil.

 

Bom.... vamos finalmente as minhas perguntas.....

 

FURA MESMO É INEVITÁVEL OU ESSE EQUIPAMENTO CARO AGUENTA O TRANCO POR ANOS E ANOS DE USO CONTINUO????

 

ALGUEM JA DORMIU POR MAIS DE 100 NOITES (OU MAIS) EM INFLAVEIS EM LOCAIS DIVERSOS QUE INCLUEM PEDRAS PONTUDAS SEM FURO???

VEJA BEM EU DISSE CEM NOITES OU MAIS PORQUE O IMPORTANTE PRA MIM É SABER A DURABILIDADE DA COISA.

 

Há! IMPORTANTE. Se voce tem um e FUROU COM POUCO USO..... ME CONTA! Assim, eu já sei que vou continuar usando EVA.....

 

Complicado mesmo, sempre uso EVA, mas tenho o mesmo receio que você para começar a usar infláveis ou auto-infláveis, em relação a duração e resistência do material. Ter problemas durante uma expedição, camping ou trilha você acaba condenando os outros dias.

 

Então, vou ficar esperando alguém compartilhar que teve essas 100 noites de uso também!

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Membros de Honra

Salve moçada!

 

Respondendo (por minha experiência) as dúvidas sobre resistência e durabilidade de isolantes autoinfláveis e infláveis:

 

1. Tenho dois isolantes autoinfláveis: a) um Quechua A200 Ultralight, cerca de 800g de peso que está fazendo 5 anos comigo. Dormi nele cerca de 60 noites se somar o uso dele desde que comprei, usei em vários tipos de terreno, especialmente sobre rochas e chão irregular (vegetação de montanha) e continua perfeito, não vaza e nunca furou; b) tenho um CAMP Classic Mat, pouco mais pesado e mais alto (mais confortável e com maior fator isolamento que o Quechua, que neste ponto nunca me incomodou) - pesa cerca de 1150g - que tem cerca de 2 anos de uso, +/- 15 noites dormidas nele também usado predominantemente sobre rocha e também em perfeito estado, nunca tendo furado ou vazado.

 

Considerações:

 

1. Concordo que se furar em uso de campo compromete o conforto e a segurança térmica do usuário na aventura. Salvo muita prática e sorte, achar um furo e remendar de forma eficiente em campo é muito difícil;

 

2. Este tipo de equipamento dispensa cuidados óbvios, são relativamente robustos mas não são indestrutíveis. Sou uma pessoa bastante cuidadosa com meus equipos. Sempre verifico bem o chão do lugar antes de montar a barraca para ver se não há gravetos ou pedras ponteagudas ou outros riscos de corte/furo, tanto do chão da barraca quanto do isolante. Uma coisa que percebi em várias marcas e modelos disponíveis no mercado é que TODOS têm grande vulnerabilidade a estragos na região que envolve a válvula (ou válvulas - já que alguns modelos possuem mais de uma), explico: nesta área geralmente há partes rígidas de plástico ou mesmo metal que, atritada ou pressionada contra objeto dentro da mochila podem cortar ou furar o tecido nesta região. Por isso recomendo sempre alguns cuidados na hora de enrolar ou dobrar o isolante desinflado de forma a proteger esta região, guardando-o ainda dentro de algum tipo de saco de proteção (infelizmente a maioria vem de fábrica sem um saco ou embalagem de transporte que preste). Exemplo disso que falei é que um amigo meu comprou um CAMP igual ao meu, cerca de 1 ano depois que eu, usou bem menos e o isolante teve um rasgo próximo à válvula que, analisado, detectei que foi por causa disso que falei. Ele guardava o isolante enrolado com a válvula para fora e ficava pressionado/atritando com coisas dentro da mochila e o CAMP deste modelo que citei possui válvula de metal que, desgraçadamente ainda apresenta bordos internos mais afiados do que deveriam, na minha opinião...

 

3. Sou grande e pesado (mais de 100 Kg) então creio que o peso do usuário sobre o colchão não é fator de relevância para a durabilidade. Também costumo me mexer bastante enquanto durmo e, como o Otávio, encho bem o isolante, deixando-o bem duro, que para mim torna-se mais confortável.

 

4. Não troco o isolante autoinflável ou inflável pelo EVA, salvo em situações onde realmente eu precise recionar muito o peso na mochila. O conforto dos infláveis e autoinfláveis é incomparável.

 

Saudações,

Link para o post
Compartilhar em outros sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar Agora

×
×
  • Criar Novo...