Ir para conteúdo

Equador - Vulcões, mergulhos nas Ilhas de Darwin e Wolf e exploração das ilhas de Galápagos


Posts Recomendados

  • Membros

Ao chegar em Quito no Equador a primeira coisa que fiz foi procurar agências para mergulhar nas Ilhas de Darwin e Wolf de Galápagos. A melhor temporada de mergulho nesta região é de agosto a outubro, onde é comum avistar cardumes de tubarões martelos, mola-mola, baleias, etc. As agências novas geralmente ainda não são reconhecidas no mercado, então os preços ficam bem mais acessíveis, como foi no caso da Astrea, onde paguei U$ 3800 para um cruzeiro de 8 dias com direito a 20 mergulhos. É necessário ter vários requisitos para embarcar nesse cruzeiro, como ter no mínimo 45 mergulhos catalogados no seu logbook, curso de mergulho avançado, nitrox e seguro de saúde de mergulho. Alguns dos locais tem muita correnteza, o importante é se manter sempre por perto do grupo. Para quem se interessar no contato da Agência Astrea: O email é [email protected]; os telefones sao: (593 2)2921739/ 2244334/ 2260863, cel (593 9)81948855. O site: www.astreagalapagos.com

 

Aproveitei também para fechar um outro cruzeiro de 5 dias para exploração das ilhas num custo de U$ 1.000. Para quem tem o tempo reduzido vale a pena, pois algumas ilhas são distantes e fazer bate-volta não rende.

A partir daí fui conhecer os vulcões da cordilheira dos andes. Comecei pelos mais baixos para se aclimatar melhor. O primeiro deles foi o Runcu Pechincha de 4.696m. Fica na periferia de Quito, dá para se chegar pegando um ônibus coletivo. Depois conheci o Ruminaui de 4.800m que fica dentro do Parque Cotopaxi. Infelizmente o vulcão Cotopaxi estava interditado devido ao risco de erupção.

Conheci o Lago Quilotoa que fica num vale, rodeado por montanhas. O cenário é muito bonito. Conferi o monumento onde simboliza a passagem da linha do equador, chamado Mitad del Mundo. De Quito é só pegar um ônibus coletivo e descer próximo a portaria. Alí próximo não tão turístico, chamado Pululahua crater, mas vale a pena conferir.

Depois fui para a Cidade de Otavalo para conhecer o Lago Mojanda e a cascada Peguche.

Aluguei os equipamentos de alta montanha para escalar nas geleiras do vulcão Cayembe. Foram polainas, botas duplas, crampons e piolet por U$ 20/dia. Chegando na Cidade Cayembe pega-se um taxi até próximo do refúgio dos alpinistas, onde o pernoite foi U$15. Preparei minha refeição que consistiu em abacate, castanhas, frutas secas, parte de cenoura, beterraba, tomate, atum enlatado, pedaço de brócolis, pão integral.  Acordei a meia noite para fazer o ataque ao cume. A escalada noturna é fundamental para subirmos com a neve dura, se torna menos cansativo e um menor risco de causar avalanches. A subida foi muito exigente, ao chegar próximo ao cume logo amanhecendo, uma tempestade de neve e ventos cobriu todo o cume do vulcão. Escalar a noite num lugar desconhecido é extremamente complicado, pois na volta vc perde a noção de direção e não faz ideia das paisagens. No caso do vulcão cayembe havia muitas gretas o q me deixou imensamente inseguro, sem contar q a tempestade de neve fechou toda a visão. Por muito pouco não passei por uma roubada das grandes. Jamais deixe de estar bem alimentado na subida, pois será isso q te manterá energizado.

Para quem quiser desafiar o cume do vulcão sozinho é permitido tranquilamente, ao contrário do q dizem todas as agências q falam q é obrigatorio guia. Pode-se alugar todos os equipamentos de alta montanha na loja Los Andes em Quito.

Impressionante como permaneci quente ao enfrentar uma nevasca deixando as roupas externas praticamente congeladas. Na parte de cima estava com a 2a. Pele, depois um casaco polar, casaco de pluma e por fim um anorak. Na parte de baixo estava com a 2a. Pele, depois uma calça polar e por fim a calça the norte face. Mas mãos 3 camadas de luvas. Nos pés 4 meias e bota dupla.

No entanto no final da madrugada, entre 4h às 5h da manhã é o horário mais frio, as roupas quase não suportaram.

Depois fui ao Parque onde fica o vulcão Antisana, onde fica um imenso lago próximo da base. A entrada deste Parque fecha as 14h.

Escalei o vulcão Iliniza Norte. Próximo do cume tem pequenos trechos de neve. Depois fui a Laguna Coicocha. É só pegar um ônibus sentido a Cotacachi e pedir para descer em Quiroga.

Também fui ao maior vulcão do Equador, o Shimborazo. Neste a escalada só permitida por meio de guia. Mas é possível os turistas fazer a visitação até o refúgio dos alpinistas.

Um outro lugar bastante turístico é a Cidade de Banos. Fiz um passeio chamado Ruta de Las Cascadas. Visita-se inúmeras cachoeiras e tem várias tirolezas.

A partir daí voei para Galápagos para iniciar os mergulhos nas Ilhas de Darwin e Wolf. Prepare-se para uma água gelada, mas com muita emoção, pois não é sempre que chegamos tão perto de cardumes de tubarão martelo. O serviço de bordo foi excelente. Fizemos um safári para encontrar baleias, golfinhos, mola-molas e as refeições eram bem elaboradas e deliciosas.

Visitei a reserva das tartarugas gigantes. Fui a um local conhecido pelo nome Las Grietas, onde as rochas vulcânicas se solidificaram num formato bastante exótico.

No cruzeiro de visitação das ilhas, conheci as Ilhas de Rapida, Floriana, Espanhola. São repletos de pássaros raros, focas, lobo marinhos, dragões marinhos, dragões terrestres, caranguejos, etc.

Esse foi o resumo do que consegui conhecer no Equador durante 30 dias. Foi um roteiro bem intenso, principalmente nas montanhas da cordilheira dos andes. Precisei estar bem condicionado para enfrentar as longas subidas.

DICAS:

Para Ir Antisana (reserva ecológica onde tem a laguna de lá mirca ) partindo de Quito tem q descer no ponto de ônibus Terminal Playon de la Marin, depois pegar ônibus da cor Verde com nome "pintag". Descer em San Afonso e depois pegar um táxi. Antisana é o nome da montanha.

Para ir ao aeroporto de Quito, pegar o ônibus (na av. Seis de deciembre - sentido norte) e descer na rio-coca, de lá pegar um ônibus para o aeroporto  $2,00

 

Os ônibus começam a circular a partir das 4:45h da manhã;

 

Terminal Norte (Quito) - cacelem - Para Ir A Otavalo - estação  (Av. Seis de deciembre)

 

Terminal Ofélia (Quito)- Para Ir A Cayembe ou mitad del mundo - pegar ônibus na Av América  (metrô bus) - Quito

Para ir ao Iliniza partindo de Quito, pega-se o onibus no terminal sul (quitumbe) para chaupi

 

Otavalo - laguna de san Pablo, cascata de peguche (20min de caminhadas de Peguche); laguna de mojanda.

 

Cuicocha lagon acima de otavalo (vai por cotacachi - desce em Quiroga - pega um taxi/caminhonete); São 4h de caminhadas.

 Link do youtube da edição das filmagens:

 

 

 

 

 

  • Gostei! 3
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • 2 semanas depois...
  • 2 meses depois...
  • Membros

@takami obrigada pelo seu relato, vai ajudar bastante!

Estou começando a planejar o roteiro para Galapagos, e não estava encontrando muita coisa... Vou em fevereiro, e pretendo ficar uns 15 dias por lá.

Voce sabe dizer se o cruzeiro de 5 dias tem algum mergulho, ou só snorkel? se sim, eles vão nos pontos que tem o moon fish e o hammer shark? Eu nao tenho curso de nitrox, isso teria impeditivo pra descer? Tem mta correnteza?

Qual ilha voce recomenda hospedagem? eu ja vi algumas pessoas dizendo que preferem fazer o cruzeiro do que ir por conta nas ilhas, mas eu queria fazer os dois... fazer o cruzeiro por menos dias e  montar um roteiro por terra. Voce tem alguma dica?

Desde ja, mto obrigada!!

Adriana

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Membros

Olá Adriana! O cruzeiro de 5 dias é só para visitação das ilhas. Só faz snorkel. Para mergulhar de cilindro e ver os tubarões martelos precisa fazer o cruzeiro de 8 dias indo para as ilhas de Darwin e Wolf. A temporada deles é de agosto a outubro. Em alguns pontos tem muita correnteza. Os requisitos são ter seguro de mergulho e nitrox.

Vc pode montar seu roteiro do cruzeiro cotando os valores nas agências em Quito. Se quiser explorar as ilhas por conta, então poderá contratar um barco diretamente nas praias de Galápagos.

Eu fiquei hospedado poucos dias na ilha onde fica a reserva de tartarugas gigantes. Preço médio do Hostel é U$20. Viajo sem reservas e de preferência fora da alta temporada.

Espero ter ajudado. Qquer coisa é só perguntar!

  • Gostei! 1
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • 3 semanas depois...
  • Membros
Em 18/12/2017 em 21:07, Drika01 disse:

@takami obrigada pelo seu relato, vai ajudar bastante!

Estou começando a planejar o roteiro para Galapagos, e não estava encontrando muita coisa... Vou em fevereiro, e pretendo ficar uns 15 dias por lá.

Voce sabe dizer se o cruzeiro de 5 dias tem algum mergulho, ou só snorkel? se sim, eles vão nos pontos que tem o moon fish e o hammer shark? Eu nao tenho curso de nitrox, isso teria impeditivo pra descer? Tem mta correnteza?

Qual ilha voce recomenda hospedagem? eu ja vi algumas pessoas dizendo que preferem fazer o cruzeiro do que ir por conta nas ilhas, mas eu queria fazer os dois... fazer o cruzeiro por menos dias e  montar um roteiro por terra. Voce tem alguma dica?

Desde ja, mto obrigada!!

Adriana

Se vai ficar 15 dias, sendo 5 no cruzeiro, então ficará 10 dias nas ilhas. Eu vi moon fish e hammer shark em Gordon Rock, comentaram que poderia ter corrente, mas o mergulho foi em fácil, minha maior dificuldade foi o frio.

  • Gostei! 1
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Participe da conversa

Você pode postar agora e se cadastrar mais tarde. Se você tem uma conta, faça o login para postar com sua conta.

Visitante
Responder

×   Você colou conteúdo com formatação.   Remover formatação

  Apenas 75 emojis são permitidos.

×   Seu link foi automaticamente incorporado.   Mostrar como link

×   Seu conteúdo anterior foi restaurado.   Limpar o editor

×   Não é possível colar imagens diretamente. Carregar ou inserir imagens do URL.

×
×
  • Criar Novo...