Ir para conteúdo
  • Cadastre-se

Posts Recomendados


[mention=351508]chrisplanb[/mention]  toca aí! o/*\o
E aposto um caldo de cana que ainda assim o pastel sempre aparece! Rsrs Depois conta tudo pra gente.
Que você seja feliz e que a existência possa compassivamente atender a todas as suas necessidades. 

Não só o pastel, quando estamos assim pela necessidade de uma bondade, o universo conspira totalmente a favor, e só lhe acontecem coisas boas...
  • Gostei! 4

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Viviana, gratidão por esse POST. Me ajudou muito em muitas questões que eu vinha pensando sobre mochilar pela BR de carona e sem grana, estou indo pegar a estrada nesse sábado depois de passar cinco anos pensando sobre e tentando analisar os prós e contras. O medo ainda existe, coração tá a mil, frio na barriga e a certeza enorme de que fazer isso é o que sempre quis, conhecer vários lugares de forma autônoma, enfim, sei que cada experiência é uma experiência, em breve venho contar a minha. Ah, tive sorte de conhecer duas pessoas incríveis que já estão na estrada há alguns anos e elas irão me "apadrinhar" nessa caminhada. 

  • Gostei! 2

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

@Carlos Melo  gratidão pelas gentis palavras. Fico feliz de saber que assim como outros relatos um dia me nortearam, minhas vivências possam minimamente ter devolvido um tanto do que recebi, muito embora a maior parte pertence ao ramo das inefabilidades.

O coração sabe o caminho. 

É tudo o que precisará se lembrar.

(E de água. Sempre beba água hahahhaha)

Boa viagem! 

  • Gostei! 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
[mention=390879]Carlos Melo[/mention]  gratidão pelas gentis palavras. Fico feliz de saber que assim como outros relatos um dia me nortearam, minhas vivências possam minimamente ter devolvido um tanto do que recebi, muito embora a maior parte pertence ao ramo das inefabilidades.
O coração sabe o caminho. 
É tudo o que precisará se lembrar.
(E de água. Sempre beba água hahahhaha)
Boa viagem! 
Água sempre rs VC foi sozinha?

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar Agora

  • Conteúdo Similar

    • Por Angelica.Lube
      Pense naquelas pessoas que passam por todos os tipos de perrengues nas viagens. Então, somos nós mesmas hahaha. Mas felizmente no final tudo dá certo, até mesmo quando pegamos o ônibus de Buenos Aires errado.
      Então se esta pensando que só você passa perrengues, pode ficar tranquilo. Porque a grande maioria das pessoas também passam por essas situações durante as viagens. Alguns mais graves, outros bem relex, mas no final o que importa é levar tudo no bom humor e continuar curtindo a viagem.
      Então vamos começar com um perrengue que aconteceu na Argentina, mais precisamente pegando transporte em Buenos Aires. Afinal, quem nunca teve problemas com transporte público em outro pais que atire o primeiro passaporte, né?!!
      Nesse dia fomos conhecer o bairro de Recoleta. Como estávamos hospedadas no centro de Buenos Aires, no bairro San Nícolas resolvemos ir de metrô.
      Mas como nem tudo são flores, olhamos o mapa errado e descemos uma estação antes da que deveríamos descer. Assim tivemos que andar um pouquinho (pra não dizer que foi bastante hahaha) para chegar ao nosso destino e começar o roteiro na Biblioteca Municipal.
      Mas nosso maior problema não foi indo para Recoleta, foi na hora de voltar para casa.
      Continue lendo

    • Por Alicefsantos
      [CONTINUANDO...]   Depois de chegar em Belém ainda tive um longo caminho até meu destino, primeiro que fiquei mais ou menos 7 dias, cheguei dia 19 e consegui passagem apenas para o dia 25, sorte que de Belém para Brasília foram apenas 2 dias e olha que ainda tive que ficar 8 horas no posto de gasolina pois o ônibus pregou e tivemos que esperar outro.DETALHE: quem está ali pagando passagem ( de R$530 reais) deveria estar muito chateado com  a falta de atenção da empresa que apenas nos deixou lá sem amparo algum em relação a comida ou segurança.   Nos 7 dias conheci aquilo que consegui em Belém, até porque estava poupando o máximo que conseguia, conheci o mercado Ver- o- peso, onde tive a honra de conhecer Dona Colo , se você não conheci pode digitar no Google : dona colo de Belém do Pará que você encontrar inclusive o site da sua barraca, ela é uma figura conhecida de Belém que  trabalha há 31 anos com ervas medicinais na feira do ver-o-peso, aprendeu com a sua mãe que aprendeu com a sua avó e agora passou para ela  que está passando para os seus três filhos. (tem foto nossa nos anexos) quem for no mercado não pode deixar de passar pela sua barraca, ela faz banhos, vende perfumes, remédios e além de tudo é uma pessoa muito simpática. Conheci também em Belém a estação das docas, referência nacional, o complexo turístico e cultural congrega gastronomia, cultura, moda e eventos nos 500 metros de orla fluvial do antigo porto de Belém.
      Ficar na casa da minha amiga que mora em Belém, ajudou muito em relação a poupar dinheiro, tanto por não pagar estadia, quanto em relação a comida, pois a família me acolheu de uma forma tão boa a gente se deu super bem que conseguimos negociar em relação a comida também, claro que eu sempre que podia ajudava com algo.      Chego na primeira cidade da Bahia (Barreiras) no dia 28 de Dezembro e no meu destino final dia 29 de Dezembro, apenas um dia,porém longo, com várias paradas em rodoviárias na Bahia, passando por pequenas, médias e grandes cidades, estradas com barro, asfalto, dentro da Bahia passei por: barreiras, vitória da conquista, Itabuna e então finalmente Ituberá onde estava acontecendo o festival que eu estava indo UNIVERSO PARALELO, foi minha segunda edição, a primeira fui me avião e translado, nessa me aventurei bem mais como se pode ver, porém a primeira viagem foi muito importante por ter aberto meus olhos em relação a viver viajando, e se isso era ou não possível, o up foi o primeiro contato que tive com essa realidade.    Conheci pessoas, fiz amizades de poucas horas mais com muita intensidade nas conversas, nos favores, eu tenho muito que agradecer, pois encontrei no meu caminho pessoa boas, não sei como foi a experiência de outras pessoas em relação a viagens de ônibus, porém o que eu encontrei foram pessoas muito dispostas a ajudar uma as outras, desde o "olha aqui pra mim enquanto vou no banheiro.", "olha meu celular ali carregando.", recebi dicas para as cidades que estava indo, conversei sobre acontecimentos da minha vida com quem normalmente dividiria apenas com amigos de longas datas, até café da manhã me pagaram.   Enfim, valeu muito a pena.       Girls we can do it! 

      Redes sociais: @loamaria.joana
      @licemj             



      20171229_062957.mp4


    • Por Kevin Rosa Dos Santos
      Eu estou pesquisando e pretendendo começar um mochilão em fevereiro, sou de guiara no parana, divisa com o paraguaí pertinho do mato grosso do sul, pretendo ir ate Buenos Aires e la começar a ter uma noção se minha viagem vai dar certo ou não, pretendo fazer trabalhos em troca de hospedagem, mas mesmo assim pretendo levar uma barraca para não dormir no banco da praça, procurar um meio de trabalho vai ser fundamental pois o pouco dinheiro que vou levar vai ser para alimentação, de inicio pretendo ir descendo ate o extremo sul do pais, mas nada impede de seguir outro caminho, não tenho data de ida muito menos de volta, mas tenho a vontade de conhecer muitos lugares nesse mundo ainda, pretendo pegar carona para baratear a viagem, e não tenho presa de me mudar de um lugar quando chegar, quero ao mesmo conseguir o necessário para chegar no próximo local.
       
      SE ALGUÉM TIVER ALGUMA DICA, SUGESTÃO, EXPERIENCIAS E PUDER COMPARTILHAR SERIA INCRÍVEL.
       WHATSAPP 44 99172-6470
    • Por dybob
      Boa tarde galera, estou me programando em fazer meu primeiro mochilão roots e gostaria que vocês que já fizeram me desses dicas e se alguém tiver com planos de fazer um mochilão no meio de 2019 estamos dentro 👊😄
    • Por coinetekarla
      Bom dia,

      Neste tópico vou falar especificamente de valores, depois faço outro relato contando minha experiência sensorial, mas já aviso, o Chile é maravilhoso, podem ir sem medo de ser feliz, mal cheguei e já quero voltar lá pelo menos umas 10 vezes mais hahahaha.

      Passagem ida e vol Latam – 1170,00

      Hostel Che Lagarto Santiago 10 Noites 340,00

      Alimentação 600,00

      Cajon del Maipu/Embalse El Yeso 160,00

      Farellones (sem ski) 170,00 entrada + 130,00 transfer + 60 reais de alimentação

      Aluguel de roupas 120,00 (completo)

      Viña del Mar 60,00 City Tour

      Passagem ida e volta Tourbus – 100,00

      Cambio $162,00

      *Ida pra Santiago, comprei a passagem pelo 123Milhas, muito mais barato e bastante seguro comprar, não tive problemas, emitiu minha passagem 3 horas depois que confirmei o pagamento, por cartão de débito. Recomendo olhar bem os horários de conexão, porque eu não reparei e tive que ficar 10 horas numa conexão noturna em Rosário-AR e mais 10 horas na volta em Córdova-AR, na ida é até aceitável, porém na volta, muito cansativo e estressante.

      *Hostel eu reservei 6 dias pelo HostelWord, e depois comprei mais quatro dias lá mesmo. Quem paga em espécie a diária tem um acréscimo de 19%, então optei em pagar no cartão mesmo, mas é um risco, porque quando fui o dólar e estava a 3,89 e hoje a 4,31, então cada um vê o que melhor lhe convém. Hostel limpo e organizado, cozinha fica disponível das 7:00 da manhã até as 22:00 horas, tem a opção de café da manhã, staff muito bacana e gente boa, a limpeza do quarto acontece dia sim dia não. Mas o diferencial principal é a localização, fica bem no centro, tudo perto, passeio, mercado, pontos turísticos, metro, o ponto de ônibus é na frente.

      *Alimentação, caríssima e eu particularmente, não gostei da comida, mas o que é de gosto é regalo da vida não é, então depende do paladar, mas em média um prato de Pollo com papa Frita sai em torno de 30 reais, e isso em lugares populares onde os locais vão comer, o montante que eu gastei da pra ser menor sim, mas mesmo comprando em mercado ainda assim, não vai sair barato, até porque a nosso real está super desvalorizado lá.

      *Farellones, não tive sorte, o dia que eu fui não estava tudo branquinho, porém tinha uma quantidade razoável de neve, mas durante a madrugada caiu uma nevasca enorme, um grupo que estava no meu hostel foi no outro dia disse que estava tudo coberto de neve, então depende se São Pedro vai com sua cara ou não hehe. Não deixem de levar comida, lá tem pouquíssimas opções e tudo não sai a menos de 60 reais, levem sanduíches e água que da pra passar o dia e ser muito feliz, o valor da entrada inclui a tirolesa, a descida de boia, o ski bunda, o carrinho de gelo. Mas não inclui a aula de ski e o aluguel das roupas, não posso falar quanto a isso porque optei em não fazer.

      *Cajon del Maipo/Embalse el Yeso, fui no dia após a nevasca, vocês não podem imaginar o quanto é lindo, o valor citado, inclui o transfer e um comes e bebes no final do passeio, então levem comida também e muita água, lá não tem opção nenhuma para comprar. Paramos num local onde era uma passagem de trem e dizem que um rapaz se matou la por amor e tem muitas homenagens a ele, achei bacana.  O meu transfer também fez uma parada em San Jose de Maipo, uma cidadezinha pequenininha, acolhedora, mas não vi nada excepcional, a não ser a cordilheira ao redor, mas isso tem em Santigo também, conto melhor depois, mas Cajon e Embalse El Yeso é daqueles lugares que todo mundo devia conhecer uma vez na vida. Cajon del Maipo é a rota que fazemos para Embalse el Yeso, eu fui achando que era um lugar específico, tipo um único ponto, mas não é não.

      *Aluguem roupas em Santiago, sai muito mais em conta, quase metade do preço, no bairro Bella Vista tem lugares mto mais baratos que a parada das vans no dia do passeio.

      *Viña del Mar e Valparaiso, primeiro um conselho, vão bem cedinho, pra conseguir aproveitar e conhecer tudo, eu não fiz isso, talvez por isso eu não curti muito o passeio, mas valeu a experiência, outra coisa, o clima de lá é muito diferente de Santigo, sai de Santiago na hora do almoço estava maior calor, cheguei em Viña estava bem frio, outra coisa, optem por chegar por Valparaiso, que os passeios pelas casinhas coloridas tem que ser de dia, porque a noite (hora que eu consegui chegar lá não da pra ver nada :/), em resumo, contratei um passeio na rodoviária mesmo, pessoal bem gente boa, pechinchei e o passeio saiu por 60,00 reais. Em suma, vou voltar um dia para Viña e Valparaiso, pra tentar tirar a impressão ruim que tive, porque não curti muito, mas acho que isso foi por culpa minha, mas Valparaiso parece uma grande favela, não estou dizendo isso no sentido pejorativo, mas porque parece mesmo, casinhas no morro uma em cima da outra. O transfer me levou a alguns lugares turísticos, ficamos por alguns minutos. Mas como eu disse, um dia vou dar uma nova chance àquele lugar. E não se iludam quando falam que da pra fazer a pé e tal, é tudo muito grande lá e muito longe uma coisa da outra, não da pra fazer a pé e eu acho que um dia é muito pouco, pelo menos durmam uma noite por la.

      Então é isso, vou escrever um novo post contando sobre a experiência em si, e as impressões que eu tive sem me apegar muito a parte monetária.

      Espero que tenha ajudado. Desculpem qualquer erro de português, digitei meio que correndo hahaha.

      Beijos e até a próxima.






       










×