Ir para conteúdo
  • Cadastre-se
Entre para seguir isso  
Em Algum Lugar do Mundo

Safari na África do Sul: Addo Elephant National Park

Posts Recomendados

Um belo destino para seu safari na África do Sul: o Addo Elephant National Park é a terceira maior reserva do país. Por lá você encontra mais de de 600 elefantes e diversas outras espécies como os big five: leões, búfalos, rinocerontes e muuuito mais.

Saiba mais sobre o Addo Park:

O Addo ocupa cerca de 180 mil hectares e tem como moradores mais de 600 elefantes, além de uma diversidade enorme de espécies. 

Confira todas as informações necessárias para programar seu safari no Addo Elephant National Park. Veja o que levar, como planejar sua visita, se é necessário guia ou se dá pra fazer por conta própria. Confira também como chegar até lá e onde se hospedar na região. Tudo no post: https://emalgumlugardomundo.com.br/safari-na-africa-do-sul-addo/

Safari_na_África_do_Sul
Safari_na_África_do_Sul
 

Safari_na_África_do_Sul

Safari_na_África_do_SulSafari_na_África_do_Sul

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar Agora
Entre para seguir isso  

  • Conteúdo Similar

    • Por mcm
      Mudei de emprego, fiquei 1 ano sem férias, mas finalmente voltei à boa prática. Com duas semanas nas mãos, onde escolher? Dentre as várias opções, a África do Sul estava no alto das nossas preferências. A Latam passou a voar direto para lá, então as coisas pareciam mais fáceis. Só que não rolava promoção para as datas que queríamos. Até que a santa TAAG fez uma boa promoção e compramos. Optei por chegar por Johannesburgo e voltar pela Cidade do Cabo.

      África do Sul, para mim, é Mandela. É J. M. Coetzee. É Safari. É Copa de 2010. Cidade do Cabo. Eram as minhas referências, todas positivas.
       
      Assim que compramos as passagens, comecei a fazer o planejamento macro. Até pensei em esticar para outro país, mas vi que a África do Sul demandaria mais que apenas 2 semanas. Então primeira decisão foi que ficaríamos somente por lá.

      Segunda decisão foi não dirigir. Tenho ampla predileção por *não* dirigir no exterior. Mais ainda em mão inglesa. E ainda mais na África do Sul, com os relatos de policiais no estilo Brasil de ser, digamos assim. Com isso passei a enfrentar um problema para fazer o safari. Porque mais de 9 entre 10 relatos sobre o país contém safari com carro alugado. Mas mantivemos a disposição de não dirigir.

      Fechamos o roteiro básico de ficar 1 ou 2 dias em Jb, fazer um safari e passar +- 1 semana na Cidade do Cabo. E assim foi.

      Problema é que acabei deixando o fechamento da logística (hotéis, passagens internas, safari) para amanhã, depois para amanhã (e assim subsequentemente), o que resultou num problema na hora de decidir qual safari fazer. Kruger? Outro parque? Reserva privada? E tudo isso em meio à (enorme) limitação de não estar de carro. Tive de recorrer a agências, e consultei diversas. Algumas me respondiam com impressionante rapidez. Outras levavam dias para retornar.

      As opções de safari, de como fazer, de onde ir e ficar, são diversas, para diversos bolsos e estilos. Mas, para quem está sem carro, complica. Lendo relatos eu acabei tentado pelas reservas privadas. Problema principal, de início, era o preço. São *muito* mais caras, em regra. Dependendo de onde estão, o transporte até lá (sem estar de carro) também fica bem caro. Balancei diversas vezes em função disso. No entanto, considerando que pode ser nossa a única vez na região na vida, optei tardiamente pelo esquema mega-patrão de ficar em reserva privada. Tardiamente pq, na hora em comecei a verificar disponibilidade, poucas (dentre as mais acessíveis) ainda tinham vagas. Isso foi pouco menos de 1 mês antes da viagem.

      Entre idas e vindas, para encurtar o assunto, acabei fechando com a Ashtons (uma empresa que faz o transporte de Jb ao Kruger) o pacote de transfer + 3 dias na Umlani Bushcap. Gostei da proposta do Umlani de uma coisa mais rústica (não tem energia elétrica, o chuveiro banho numa parte externa do quarto, etc.; uma parada pretensamente mais rústica). E também era dos poucos com vaga.

      Depois disso compramos as passagens de lá para a Cidade do Cabo. Para piorar, caía num começo de feriado nacional no país. Mais facada no bolso. Somando tudo isso, o dólar disparando. O rasgo foi grande. Mas vou esquecer disso, e a lembrança das férias na África do Sul serão eternas.

      Roteiro básico:
      Johannesburgo – 2 dias
      Safari no Umlani Bushcamp – 4 dias
      Cidade do Cabo – 7 dias

      Quando: De 16 a 28 de Setembro de 2018

      Custos:
      Aéreo - Ida: Rio-SP-Luanda-JB; volta Cidade do Cabo-Luanda-SP-Rio: 2.200 BRL cada
      Aéreo – Hoedspruit – Cidade do Cabo: 3.985 ZAR cada

      Safari/bushcamp: 23.172 ZAR para ambos

      Pousada JB – Thulani Lodge – 1.582 ZAR (total 2 dias)
      Pousada Cabo – At the Barn – 4.630 ZAR (total 7 dias)

      Adotamos uma média de 100 USD por dia para cada de orçamento, incluindo o custo com hospedagem (mas excluindo os aéreos e o esquema-patrão do safari/buschcamp). Ficamos dentro do orçamento.
       
       
    • Por Em Algum Lugar do Mundo
      Cortamos a Namíbia de norte a sul e mostramos aqui o que ver e fazer no país. Um país único, com atrações incríveis e paisagens surreais! Veja aqui tudo que você precisa antes de embarcar numa viagem pela Namíbia:
      O que fazer na Namíbia: atrações imperdíveis
      Orange River
      O mais longo rio da África do Sul, que faz fronteira com a Namíbia. Se você pretende entrar na Namíbia por terra, vindo da África do Sul, dê uma passada por esse rio, que é ótimo para canoagem.
      Fish River Canyon
      O Fish River Canyon é o maior cânion do hemisfério sul, localizado ao sul da Namíbia. Ele é o segundo maior cânion do mundo, perdendo apenas pro Grand Canyon, no Arizona. São 160km de comprimento, alcançando 27km de largura e 550m de profundidade em alguns pontos.
      Toda essa paisagem rochosa se divide em uma série de falésias, por onde passa o rio Fish River. 
      Sossusvlei – deserto da Namíbia
      O deserto da Namíbia é tido como o mais antigo do mundo, aproximadamente 43 milhões de anos. Formado por planícies e dunas que se estendem ao longo de toda a costa.
      É na parte central do deserto que fica o Namib-Naukluft National Park, o maior "game park" da África. O Namib-Naukluft se divide em quatro seções, ei a mais conhecida delas é Sossusvlei.
      Essa é sem dúvidas uma das principais atrações turísticas da região. Diversas dunas formam esse cenário surreal - a chamada “Big Daddy” é a maior das dunas, com 380m de altura.

      Dead Vlei
      Dead Vlei é uma região plana, seca e estéril, onde a vida se extinguiu após a seca total da área. A região foi bloqueada pelas dunas e se transformou nesse vale morto e esbranquiçado, rodeado de dunas vermelhas. É impressionante o contraste de cores!
      Spitzkoppe
      Spitzkoppe é um conjunto de montanhas bem no meio de uma planície no deserto. O cenário é quase inacreditável. Spitzkope tem mais de 700 milhões de anos e atinge até 1784m (acima do nível do mar).

      Spitzkoppe, Namíbia Etosha
      O Etosha ocupa mais de 20 mil km2 e abriga uma variedade enorme de animais, sendo uma das maiores reservas naturais da África. São mais de 100 espécies de mamíferos, 340 de aves e 16 de répteis habitando o Etosha.

       
      Para ver mais destinos imperdíveis e todas as dicas úteis de viagem sobre a Namíbia, confira o post completo: https://emalgumlugardomundo.com.br/o-que-fazer-na-namibia/
    • Por Em Algum Lugar do Mundo
      Pensando em fazer um safari na África mas não sabe por onde começar? Confira dicas para organizar melhor sua viagem e fazer do seu safari uma experiência inesquecível!
      Quer fazer um safari na África? Veja por onde começar
      Planejamento
      São diferentes possibilidades e preços, além de vários destinos pra escolher. Então quanto antes começar a desenhar seu roteiro, melhor. Prepare-se para as dificuldades com locomoção e infra estrutura.
      Escolhendo o destino
      O que você quer ver em um safari na África? Você já tem um objetivo definido? Que tal leões passeando livres pela natureza? Ou ainda a exuberante queda d’água em Victoria Falls? Ou será que seu sonho é encontrar gorilas no meio da floresta? Veja as particularidades de cada destino: pesquise e veja o que mais te agrada. Não faltam opções, já que o continente africano tem 54 países! 
      Safari na África: para onde ir
      Sul da África
      Destinos populares como Namíbia, Zimbábue, Botsuana e África do Sul.
      Leste da África
      Gorilas em Uganda, vida selvagem no Quênia, praias incríveis em Moçambique, expedições pelo Kilimanjaro na Tanzânia... 
      Oeste da África
      Mali, Senegal e Gana são destinos menos procurados mas que têm muito a oferecer. A vida do turista aqui é mais complicado e viajar por essas bandas exige ainda mais planejamento, mas não abra mão desses destinos caso queira conhecê-los.
       
      Para mais dicas como:
      Quando ir Dinheiro Transporte Passaporte e vistos Cuidados com a saúde é só acessar o post e conferir as informações completas: https://emalgumlugardomundo.com.br/safari-na-africa/


×