Ir para conteúdo


RViana10

Posts Recomendados

  • Membros

Fala, galera! Tudo bom?

Me chamo Rafael e estava em busca do máximo de informações possíveis sobre mochilão na Europa. Li diversos tópicos aqui e vi que o custo varia muito de pessoa para pessoa, do tempo que vai ficar por lá, onde vai ficar, onde vai comer, etc...

Estou planejando esse mochilão para março de 2020 com um amigo, já fiz alguns roteirinhos e gostaria de saber a opinião de vocês.

Temos um orçamento entre 6.000~7.000 reais cada, para utilizarmos em toda a viagem com propósitos turísticos mesmo (e quem sabe umas comprinhas/lembrancinhas), incluindo passagens ida e volta. Seria suficiente?

Pretendemos ficar no mínimo  15 dias e no máximo 25 dias.

Obs.: Não seria necessariamente nessa ordem, estamos pesquisando onde encontramos a passagem mais barata para montarmos o roteiro certinho!

Opção 1 - 15 dias

Itália - Roma (Vaticano)/Florença/Milão - 6 dias
Alemanha - Munique/Berlim/Colônia - 5 dias
Holanda - Amsterdã - 4 dias

Opção 2 - 20 dias

Itália - Roma (Vaticano)/Florença/Milão - 8 dias
Alemanha - Munique/Berlim/Colônia - 7 dias
Holanda - Amsterdã - 5 dias

Opção 3 - 25 dias

Itália - Roma (Vaticano)/Florença/Milão - 9 dias
Alemanha - Munique/Berlim/Colônia - 9 dias
Holanda - Amsterdã - 7 dias

A estadia em todos os lugares seriam em hostels, um lugarzinho só pra dormir mesmo. Sobre comida estávamos pensando ir em alguns lugares para provar comidas típicas, mas bem de vez em quando, sempre priorizando algo mais em conta, fazendo nossa própria comida, etc...

Sobre transporte estávamos pensando em utilizar mais ônibus e trem, e logicamente a boa e velha caminhada hahahaha

Gostaríamos de conhecer outros países, mas com nosso orçamento no momento fica meio difícil. Gostaria de saber o que acham, o que eu poderia mudar, retirar, acrescentar, se além desses R$7.000 eu ainda precisaria levar mais dinheiro, essas coisas. Desculpe por não dar mais informações, é a primeira vez que planejo uma viagem deste porte e estou um pouco perdido, pensei até em ir ver alguns pacotes em agências de turismo, mas acredito que quando planejamos podemos enxugar alguns custos que as agências não conseguem.

Desde já, agradeço de coração toda e qualquer ajuda!

  • Gostei! 1
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Membros

@RViana10 brother, apensar de ser seu primeiro mochilão, voce já começou no caminho certo que é nao tentar incluir inumeros destinos numa viagem curta, o que faria  com que seus gastos com deslocamentos aumentassem mais e vc nao conseguiria curtir tanto cada lugar.

Um ponto que sugiro vc levar em consideraçao é em relaçao à quantidade de dias viagem total/tempo em cada lugar. Digo isso pois pegando como exemplo seu roteiro numero 1. Uma coisa é vc ter 15 dias úteis (dias inteiros) em cada lugar, outra coisa seria vc ter 15 dias para toda a viagem. Se for 15 dias pra toda a viagem, pegando como exemplo do dia 01 ao dia 15, vc vera que na verdade terá apenas 12 dias pra fazer a viagem e dias inteiros em cada cidade seria menos ainda.

Neste exemplo acima vc sairia do Brasil dia 01 e chegaria dia 02 na Europa, no dia da chegada vc nao vai conseguir fazer muita coisa pois leva tempo ate fazer os tramites no aeroporto, encontrar e chegar no seu lugar de hospedagem e descansar da viagem. La no final da viagem no ultimo dia vc tambem nao vai conseguir fazer algo pq estara envolvido com o processo inverso.

Alem disso, nos deslocamentos entre cidades/países vc tambem perderá na melhor das hipóteses a metade do dia. Entao leve em conta esse tempo perdido para que nao seja preciso andar literalmente correndo pra dar conta de cumprir o roteiro.

Em relaçao às hospedagens, procure os locais que possuem cozinha compartilhada, isso ajudará bastante na economia. Nao que vc vá fazer comida todos dos dias, mas fica bem mais em conto do que comer na rua.

  • Gostei! 1
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Colaboradores

Vou opinar em cada roteiro:

Opção 01: Achei corrido na Itália e Alemanha, bastante cidade para pouco tempo. Se fosse fazer isso mesmo, eliminaria uma cidade em cada país e ficaria com 2.

Opção 02: Continuo achando corrido na Alemanha, mas uma sugestão seria tirar um dia de Amsterdam e colocar lá.

Opção 03: Estaria bem mais razoável, mas acho 7 dias em Amsterdam demais, dá para ficar 4 ou 5 completos e você verá bastante coisa. Pegaria uma parte desses dias e aumentaria o tempo na Alemanha ou Itália, pois Berlim e Roma, por exemplo, são cidades que dá para ficar bastante tempo.

Se você tem disponibilidade de viajar por 20 ou 25 dias, pegaria essas opções sem dúvida nenhuma, pois aproveitará bem mais.

  • Gostei! 1
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Colaboradores

Esqueci de responder sobre o orçamento: eu acho 6 a 7 mil muito pouco para uma viagem à Europa de 20 dias. Ainda mais que Itália, Alemanha e Holanda são bem caras, a não ser que você busque Couchsurfing nos locais e esteja sempre preparando sua comida, evitando comer fora. 

Eu acho que 6 a 7 mil seria suficiente apenas se fosse excluindo a passagem, pois a não ser que ache uma super promoção, pode se preparar para gastar uns 3 mil em passagem.

  • Gostei! 1
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Membros

@lobo_solitário Então cara, estava pensando justamente nisso dos deslocamentos e dos dias que perdemos ao chegar e ir embora. É que não temos muita ideia do quanto nos custaria uma viagem de 15 e uma viagem de 25 dias saca? Temos um orçamento bem apertado, aí resolvi deixar como opção só para ter uma ideia de como montar um roteirinho ideal.

Essa ideia de hospedagens com cozinha compartilhada é muito boa, já anotei aqui!

Muito obrigado!

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Membros

@João Rosenthal Então João, pensamos justamente nisso de tirar uma cidade de cada país na opção 1 ou fazer como disse de tirar uns dias de Amsterdã e acrescentar na Itália e Alemanha.

Em relação ao orçamento, passar de 7.000 fica realmente pesado pra nós, escolhemos março pra viajar por ser um período (acredito eu) de baixa temporada, onde as passagens estariam mais baratas.

Se diminuirmos para 2 países, conseguiríamos encaixar esses 7.000 de alguma forma?

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Membros

@RViana10 voce vai encontrar gnt supondo todos os tipos de orçamento, uns dizendo que vc deveria ter pelo menos uns 60 euros por dia, outros dirao ao menos uns 80, ou ate mesmo dizendo que uns 100 euros seriam suficientes. Cada pessoa tem um estilo de viagem, tem gente que toma um cafe da manha reforçado que aguenta passar o dia comendo besteira na rua. Outros ja preferem um almoço mais reforçado e por ai... 

Acho que seria legal vc olhar os preços das hospedagens  para o periodo da viagem pra ja ter um norte. Veja quais atraçoes pagas estao no seu roteiro. Na net vc encontra todos os valores de entrada, com isso ja conseguira tambem melhorar sua estimativa de gasto. Alem disso deve-se considerar algum tranporte publico, taxi, uber, etc, um cerva ou uma festinha.. Na minha opiniao creio que na media uns 60-70 euros por dia para uma viagem economica seja suficiente. Se vc for pegar balada, e beber todos os dias esse valor ira subir. Tem cidades que é mais caras um pouco e outras mais em conta.. entao um lugar pode ir compensando o outro.

  • Gostei! 1
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Membros

Sobre a compra das passagens, tente comprar o bilhete multi-destinos, com isso vc iniciará a viagem por uma cidade e voltará par ao Brasil por outra. Fazendo isso vc economiza tempo e dinheiro nao tendo que voltar para a cidade do inicio da trip.

Faça um acompanhamento dos preços durante o dia e durante a madrugada. Por experiencia propria os valores na madrugada costumam diminuir consideravelmente em relaçao aos preços exibidos de dia.

  • Gostei! 1
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Colaboradores
9 minutos atrás, RViana10 disse:

@João Rosenthal Então João, pensamos justamente nisso de tirar uma cidade de cada país na opção 1 ou fazer como disse de tirar uns dias de Amsterdã e acrescentar na Itália e Alemanha.

Em relação ao orçamento, passar de 7.000 fica realmente pesado pra nós, escolhemos março pra viajar por ser um período (acredito eu) de baixa temporada, onde as passagens estariam mais baratas.

Se diminuirmos para 2 países, conseguiríamos encaixar esses 7.000 de alguma forma?

Eu sinceramente acho muito difícil, se não impossível. Concordo com o lobo_solitário, uns 65, 70 euros por dia seriam suficiente para pagar hostel, alimentação, deslocamento de transporte público e entradas em atrações baratas. Aí fazemos a conta:

65 x 4,2 (euro) = 273 reais por dia em média

273 x 20 = 5.460 reais

Aí coloca na conta deslocamentos entre cidades e voo de ida e volta do Brasil à Europa já extrapolou em muito o orçamento. Iria fácil para uns 8 mil, provavelmente mais.

Mesmo que sejam 15 dias apenas, você gastaria 4.093 reais. Sobrariam 2500, 2800 para os deslocamentos internos e voo ida e volta. Ainda assim acho bem difícil.

Se conseguir uma parte das hospedagens em Couchsurfing, ou algum conhecido que tenha por lá, já muda um pouco o panorama. Se não, uma sugestão seria mudar o roteiro e ir para locais mais baratos, na Europa há boas opções em conta como Praga, Budapeste, Polônia, etc.

  • Gostei! 1
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Participe da conversa

Você pode postar agora e se cadastrar mais tarde. Se você tem uma conta, faça o login para postar com sua conta.

Visitante
Responder

×   Você colou conteúdo com formatação.   Remover formatação

  Apenas 75 emojis são permitidos.

×   Seu link foi automaticamente incorporado.   Mostrar como link

×   Seu conteúdo anterior foi restaurado.   Limpar o editor

×   Não é possível colar imagens diretamente. Carregar ou inserir imagens do URL.

  • Conteúdo Similar

    • Por Fora da Zona de Conforto
      A principal razão pela qual as pessoas visitam a Espanha é que ela possui vários pontos turísticos únicos. Além disso, devido às tecnologias modernas, todos podem se preparar para uma boa viagem instalando aplicativos úteis.
      Eles recomendam quais locais de interesse você deve visitar primeiro, como ganhar dinheiro extra para a viagem para evitar falta de dinheiro e assim por diante. Algumas das coisas que o lugar é conhecido e sugerido pelos aplicativos e sites incluem:
       
      Ilha de Ibiza – Esta é uma pequena ilha na costa leste da Espanha. É conhecida pelas festas que acolhe e pelas excelentes vistas. Os barracos na área da praia onde acontecem todas as festas noturnas são intermináveis. Com vários músicos de EDM em ascensão, este é o destino que a maioria dos jovens vai para se divertir com a Espanha. Cozinha Espanhola – Tapas e Paella são os pratos mais comuns no país que você pode encontrar em todos os restaurantes ou cafés. A paella é um prato de arroz valenciano com vários sabores, feito com ingredientes diferentes, dependendo da sua preferência. As tapas, por outro lado, são petiscos que acompanham muitas cozinhas espanholas. Calat Alhambra – Esta é uma antiga fortaleza em Granada, Andaluzia, construída pelo rei mouro Badis Ben Habus em 889, mas foi aprimorada em 1333. Este esporte de entretenimento da Andaluzia Espanha hospeda o estilo arquitetônico histórico da Espanha, que é uma mistura perfeita de ambos islâmicos e estilos góticos.  
      Continue lendo em: 7 Coisas Imperdíveis que Você Deve Experimentar na Espanha
    • Por filipecristovam
      Fala meus amigos mochileiros como vai a força de vocês? Espero que muito em, vim aqui para compartilhar um pouca da minhas experiencia ao fazer o Circuito O no Parque Nacional Torres del Paine. 
      Assista o Video se inscreva e curta 😊 Vocês são top demais >> 
       
    • Por Fora da Zona de Conforto
      As catedrais europeias são algumas das estruturas mais bonitas do mundo. Elas existem há séculos e essa história se reflete em sua arquitetura.
      A Catedral de Reims, por exemplo, foi construída no topo de um grande salão que remonta aos tempos romanos, enquanto a Catedral de São Vito guarda muitos tesouros onde está desde 1037 d.c.
      Esse artigo fornecerá todas as informações de que você precisa saber sobre sete das mais belas catedrais europeias que valem a pena ver – e você pode querer preparar o seu seguro de viagem depois de ler este artigo, por causa da “coceira” para visitar esses locais que você pode desenvolver. 
       
         1. Basílica de São Pedro, Itália
      Esta catedral fica na Colina do Vaticano e é conhecida como um dos lugares mais sagrados do Cristianismo. Foi construída pelo Imperador Constantino I por volta de 324 DC depois que ele teve uma visão que o levou a se converter ao Cristianismo, tornando-a uma das igrejas mais antigas da Europa!
      São Pedro guarda tumbas para muitos papas e líderes religiosos, incluindo João Paulo II, que morreu em 2005, e o Papa Bento XVI, que se aposentou aos 78 anos por causa de sua saúde debilitada. Desde a sua primeira construção, a própria basílica passou por algumas reformas, com Michelangelo adicionando afrescos como “O Juízo Final” (1541-45).
       
         2. Catedral de Colônia, Alemanha
      Esta catedral gótica foi construída no século 13 para substituir uma igreja românica anterior que havia sido destruída por um incêndio. O plano original para a catedral de Colônia incluía duas torres, mas apenas uma foi concluída por falta de fundos – o que é uma pena, porque a teria tornado mais alta do que a Catedral de Ulm se ambas tivessem sido concluídas.
      Ele passou por alguns momentos muito difíceis sob Napoleão e na Segunda Guerra Mundial, quando seu telhado desabou durante os bombardeios aliados em 1944, após ser atingido por várias bombas. Hoje você pode entrar ou subir na torre, então aproveite sua visita!
       
      Continue lendo em: As 7 Mais Belas Catedrais Europeias que Você Deve Visitar
    • Por Renato Criativo
      Fala galera, tudo bem??
      Vou comprar minha primeira mochila cargueira, e estou interessado na FORCLAZ TRAVEL100 60L, da Decathlon...
      1. Acham que é uma boa opção para mochilão longo?? Levando em conta o preço (R$499,99) e o que ela tem a oferecer.
      2. É uma boa opção para carregar barraca, saco de dormir e isolante térmico?
      Segue o link do produto: https://www.decathlon.com.br/mochila-de-viagem-travel100-60l/p?aSku=Cor:caramelo
      Obrigado!!!
    • Por Rafaelafreitas
      Oi pessoal, eu pretendia viajar para o japão no ano que vem, mas pelo jeito não vai abrir, por isso, estou mudando meu roteiro para a Europa.
      Minha vontade é ir para Portugal, depois ir para a França e talvez ir para Itália, caso eles abram.
      Minha dúvida é, vou fazer o teste do covid no Brasil para ir até Portugal. Pretendo ficar três dias, depois vou ir para a França... Preciso fazer outro teste de covid para entrar na França? Tomei a coronavac, pelo que eu li em algumas notícias, quem tomou essa vacina é considerado como se nem tivesse tomado...
      Vou ficar cinco dias na França, aí devo fazer mais um teste para ir até a Itália?
      Estou confusa, na minha mente eu achava que se eu estivesse em Portugal por primeiro não haveria problema transitar nos outros países sem precisar fazer o teste....
      Eles pedem terceira dose para quem tomou coronavac, mas eu acho inviável fazer isso no Brasil, já que somente os idosos estão tomando o reforço, não seria justo.
×
×
  • Criar Novo...