Ir para conteúdo
  • Faça parte da nossa comunidade! 

    Encontre companhia para viajar, compartilhe dicas e relatos, faça perguntas e ajude outros viajantes! 

  • 0

Santa Cruz de la Sierra - Assunção


Pergunta

  • Membros

Gostaria de saber se alguém recentemente fez esse percurso saindo de Santa Cruz para Assunção, Paraguai.
Pretendo voltar do Peru passando pela Bolívia e Paraguai para chegar em Foz de Iguaçu.
Estou na dúvida da existência de ônibus no trajeto, preço, entre outras coisas. Há pouca informação e não confiei muito na que conta no Rome2Rio.

Se alguém puder dar alguma dica ou informação mais atualizada eu agradeço.

Link para o post
Compartilhar em outros sites

5 respostass a esta questão

Posts Recomendados

  • 0
  • Colaboradores

Pode ficar tranquilo que existe este ônibus, em 2017 eu vi o pequeno guichê da empresa no terminal de Santa Cruz, não sei te falar sobre os valores, é um trajeto de pouco mais de 24 horas, já pesquisei sobre este ônibus a muito tempo. Aqui no site tem relatos antigos de pessoas que fizeram este trecho, só que partindo de Assunção.

Semana que vem vou a Assunção, se tiver um tempinho, quando chegar no terminal de Assunção confiro certinho o nome da empresa.

  • Gostei! 1
Link para o post
Compartilhar em outros sites

  • 0
  • Colaboradores

como prometido, confirmei com um funcionário do terminal ontem de manhã, existe sim o ônibus que faz o trajeto, aliás são duas empresas. Uma faz o trecho diariamente e outra a cada 2 dias. Não tive tempo de ir até o guichê confirmar pois estava quase na hora da partida do meu ônibus, quanto a cidade, gostei de lá viu, bem tranquila, Boa comida, pessoas prontas para qualquer informação ou bom atendimento.

  • Gostei! 1
Link para o post
Compartilhar em outros sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar Agora
  • Conteúdo Similar

    • Por flrc888
      Saudações Amigos!
      Meu nome é Franco Coimbra, sou de Minas Gerais. Sempre gostei de viajar, ônibus, avião, trem. Nunca tinha saído do País e achava que não tinha condições para isso. 
      Achei o site mochileiros.com, por acaso na net, é comecei a ler. Entre relatos de viagens, tutoriais, fui apreendendo formas de viajar barato. Muitos relatos de viagem me tocavam, as pessoas estavam sempre felizes amadurecidas e ansiosas, já planejando uma nova viagem. Agora tenho o maior prazer de ajudar e retribui toda a informação que consegui neste site.
       
      PLANEJAMENTO
      Transporte: Tenho uma facilidade com internet pois trabalho com tecnologia.
      Depois de várias buscas de preços descobrir que a melhor formar é se cadastrar no site Skyscanner. Após o cadastro, você criar um alerta de preço no trecho pleiteado. Fiz isso em janeiro de 2018. Em fevereiro comprei uma passagem Brasília a Campo Grande por R$179 incluindo bagagem. Também uma de Bogotá a São Paulo, com escala em Fortaleza por R$ 680,00, todas da Avianca. Descobri também que mudando a localização do navegador, você pode comprar passagens domesticas em outro país de forma mais barata. 
       
      O resto do trecho foi todo de Bus, usei as páginas Busbud e redbus para estimar o preço das passagens para o planejamento. Felizmente não usei o sites para realizar a compra, pois a vista é bem mais barato. Os ônibus em geral são mais confortáveis e baratos que no Brasil. Em países como Peru e Bolívia tem serviço de bordo, e telas de interatividade. As passagens são pechichaveis pode se fazer um leilão indo em várias empresas, mais não deixem de conferir a qualidade das avaliações nos sites que vendem passagens. Foram milhares de quilômetros admirando paisagens deslumbrantes pela janela. Andei em empresas como Copacabana, Trans Titicaca, Oltursa, Tepsa, Civa, Berlinda del Fonce, Ochoa e Bolivariana. Não tive nenhum problema. 
      Foto: Ônibus no terminal Bimodal de Santa Cruz

       
      Fiz uma planilha com a estimativas de custo, e levei 10% a mais. Fiz uma planilha, que ao longo da viagem fui trocando os custos estimados pelos custos reais.
       
      Pará reservar acomodações e estimar custos de hospedagem, usei Hostel Word e Booking.
       
      A VIAGEM
       
      Santa Cruz de la Sierra
      Realmente fiquei só um dia pra descansar, pois fui de bus de Campo Grande a Corumbá e de Puerto Quijarro a Santa Cruz. Não fui de trem da morte, porque estava caro no dia, em relação ônibus.
      Foto: Chaga em Santa Cruz

       
      Foto: Coincidência, boliviana com a tatoo com meu nome.  

       
       
      La Paz
      Um choque cultural, muito bonito e diferente. Um povo amável que lhe mostrará outros níveis de humildade.
      Do taxi ao Uber, tudo muito barato. Deliciosas sopas, empanadas e sal tenhas. Fiquei no Llmas Hostel, próximo a praça Espanha e teleférico. Passei mal, uma forte dor de cabeça, mais nada que Sirochi Pill não resolvesse. Encontrada em qualquer farmácia custa cerca de R$2.00. Fui a todos os parques, praças, miradores e no teleférico. Na noite fui a disco chamada fórum. As pessoas são muito preconceituosas com a Bolívia, La Paz é bonito e seguro.
       
      Foto: Teleférico La Paz

      Foto: sopa de Fidel com Maní

      Copacabana
      O lago titicaca é fantástico, a cidade é pequena e acolhedora. Fiz o passeio na Ilha do Sol. Paisagens perfeitas.
      Foto: São Pedro de Tiquina

       
      Foto: Lago Titicaca (Tirada por mim)

      Cusco
      Em Cusco os preços sobem um pouquinho. Pra economizar é só fugir da rota turística e ir a mercados e restaurantes frequentados por nativos.
      Recomendo o passeio ao Vale Sagrado. Cerca de R$70,00 com almoço buffet. Se conhece as Salineiras, Olaytaitambo, e muita histórias e ruínas do povo Inca.
      Machu Pichu é caro. Recomendo ir de Van até a hidrelétrica, seguir a pé até Águas Calientes, descansar em um Hostal, e subir no outro dia a Machu Pichu, fica cerca de R$230,00. Ao lado da igreja, na praça de Armas, existem 2 Pub s muito legais para sair na noite.
      Foto: Plaza de Armas

       
      Fotos: Mercado Artesanal

       
       
      Foto: Olaytaitambo


       
      Lima
      Fiquei num excelente Hostel perto do mar, na região do Barranco, na minha opinião a parte mais bonita da cidade.
      Fiz muitos amigos no Hostal.
      Foto: Barranco

      Mancora
      Passei do ponto no ônibus, tava dormindo e desci 20km depois num posto de fiscalização. Voltei de carona num ônibus que vinha de Caracas a Lima de refugiados Venezuelanos. Muito triste a situação, gente com a roupa do corpo e 20 dólares pra começar uma vida nova em Lima.
      Foi uma das minhas preferidas. Cidade puquena sem muita infraestrutura. Mais fiquei num Hostel chamado Misfit, fica 1km da cidade. Os quartos são suítes de madeira e palha. Muita tranquilidade e gente agradável. O tempo para. Lugar excelente pra relaxar. Amei.




      Cuenca
      O Equador é lindo. É hoje na minha opinião o país que tem melhor qualidade de vida. Quero trabalhar e viver um tempo no Equador, conhecer melhor o país. Passei no Equador rápido porque estava atrasado no tempo. Fui a Cuenca e de passagem por Guayaquil e Quito.

      Medellín
      Cidade fantástica, povo amoroso. Muito organizada, excelente sistema de transporte. Conheci o centro, o teleférico, o centro, o estádio.


      Cartagena
      Lidissima cidade, mais não deve sair do centro histórico. A cidade tem altos índices de assalto. Mais relativamente segura no centro. Recomendo passeio completo nas ilhas do rosário. Custa cerca de R$100,00. Inclui almoço e um passeio de Snooke muito bom. A praia Baru é super explorada comercialmente. Não sou contra quem tá correndo atrás do seus sustento, mais os vendedores são muito importunadores.




       
      Santa Marta
      Pelo menos uma vez tinha que me hospedar em um party hostal. Fiquei no Brisa Loca, tem um bar, e uma boate no terraço. Quem não gosta de festa não pode ficar lá. A música cessa só as três da madrugada. Muito boa.
       
      Bogotá
      Fiquei na região da candelária. Conhecia só locais próximos que dava pra fazer a pé e de transporte público. Gostei do clima fresco.

      DINHEIRO
      A melhor forma que encontrei, é levar um poço de dinheiro numa doleira. O resta deixa numa conta brasileira. Assim baixei o app da western Union e envia via app do meu banco e depois de meia hora sacava em uma loja local da western Union.
       
      PERRENGUES
       
      O tempo foi curto, talvez o trajeto deveria ser menor.
      Dava pra ter feito trechos de voo, se me programasse e comprava a passagem uma semana antes. Teria ganha tempo. E na maioria das vezes é mais barato que ônibus.
      Já na cidade de Ipiales, comprei uma passagem em um bus noturno para Medellín. Por volta das 04:00 de hoje 19/09/2018, na carretera 25 no povoado de El Cruero, o ônibus é parado pela polícia para uma fiscalização de rotina. Eu estava na poltrona 01, o policial ao notar que eu era estrangeiro me acordou e me chamaram pra dentro da guarita. Era um policial de etnia branca e um de etnia negra. Lá revistaram todas as minhas malas. Não satisfeitos pediram para ligar meu celular e escutaram todas minhas ultimas conversas. Não satisfeitos pegaram minha carteira contaram meu dinheiro (540 dólares). Disseram que poderia pedir para o ônibus seguir viagem, porque estava preso para averiguação da Interpol. Aí eu fiquei muito puto... Falei que estava correto. Que estava legal no país, que tinha visto em meu passaporte, e que o dinheiro que estava por tanta dó estava longe da quantidade limite que poderia portar. O policial de uma forma muito truculenta disse que se não calasse ia me fazer uma multa. Peguei meu telefone, falei que ia ligar numa linha de emergência do consulado brasileiro (nem sei se existe). Para pedir ajuda. Nesse momento um dos policiais foi para fora da guarita, enquanto o outro que ficou, na maior cara deslavada me pediu 100 dólares. Falei que não ia pagar, porque primeiro estou correto, e em segundo porque meu dinheiro estava contado e 100 dólares me faria falta para voltar ao Brasil. Não paguei, repeti que não pagaria, até porque o dinheiro me faria falta mesmo. Perguntaram minha profissão, quanto era meu salário. E por fim quando viram que não conseguiria me extorquir, me liberaram. Atrasou o ônibus em meia hora.
      CONCLUSÃO
      Não sou a mesma pessoa. Mudei e muito. Mais humilde, aberto. Aprendi a chegar nos lugares me apresentar e conhecer todos. Que se tem uma amizade intensa, ou um amor intenso, e depois a vida segue, e a despedida pode ser um adeus. Me renovei quero iniciar novos projetos, estudar mais, melhorar meu salário, cuidar da minha saúde. conhecer muito mais. Viajar sempre. Quero cuidar mais da minha saúde, racionalizar o álcool e para de fumar.
      Estudei muito quase um ano pra fazer essa viagem. Quem quiser dicas e compartilhar experiências meu zap é
      34998004627
      Abaixo uma planilha com todos os custos, as datas não estão certas mais os custos sim.
      https://docs.google.com/spreadsheets/d/1_yIgkqtuVEvNEooOlkJhYwEIwpRGtyUKGMFkGk5KjZA/edit?usp=drivesdk
      Me sigam no Facebook e Instagram
      https://www.facebook.com/fr4nc0.br
      https://www.instagram.com/fr4nc0.br/






























      V_20181102_072341_N0.mp4
    • Por Anderson Paz
      Para quem acha que o Paraguai é só para compras está muito enganado. Além de um povo extremamente simpático e de ser um país barato para se viajar, e Paraguai tem outros atrativos. Segue algumas dicas de locais interessantes para conhecer no país, a partir de uma viagem pelo país em fev/2011 com amigos.
       
      Ciudad del Este
      - A cidade, na parte mais próxima da fronteira, é uma grande feira de importados. Fazer compras em Ciudad del Este é muito estressante! Não dê atenção às pessoas que te abordam para te levar em lojas. Elas ficarão no seu pé e acharão ruim
      - De Ciudad del Este, é possível ir às atrações de Itaipu sem ter pagar nada, enquanto que o custo das atrações do lado brasileiro é meio carinho.
      - Saltos del Monday: a 4 km de Ciudad del Este e aproximadamente 20km da fronteira com o Brasil, encontram-se belas cataratas. É possível chegar por ônibus público.
       

       
      Reduções Jesuíticas
      - La Santísima Trinidad de Paraná: a 380 km (5 h) de Foz do Iguaçu está a mais completa das reduções jesuíticas; lindíssima! Tivemos sorte de ir em uma dia que havia visita guiada à noite, com um espetáculo de som e luz. Vale a pena! No dia seguinte ainda fizemos ainda a visita guiada diurna. Ambas as visitas foram muito bem guiadas pelos guias locais. Depois do passeio diurno, fomos com a guia ao local de onde tiravam rochas para serem usadas na construção da redução. Esse passeio porém é dispensável.
       


      - Jesús de Tavarangue: a apenas 12 km de Trinidad. Redução jesuítica também bastante imponente e interessante. Há um ônibus entre as duas localidades.

       
       
      Assunção
      - Em Assunção, conhecemos basicamente o centro histórico, que achei muito bonito, e a estação ferroviária abandonada.
      - Nos hospedamos em uma boa e econômica pensão familiar de uma senhora super atenciosa: Pension Da Silva (Eligio Ayala 843). Recomendo-a bastante.
       

       
      Conhecemos duas cidades nos arredores da Assunção: Areguá e San Bernadino.
       
      Areguá
      À 29 km de Assunção. Cidade bem agradável, com alguns prédios históricos. Sua maior atração é o Cerro Koi, que fica um pouquinho afastado do centro, que é um sítio com formações geológicas de pedra arenisca hexagonal, presente somente nesse local, no Canadá e na África do Sul.
       


      San Bernadino
      À 50 km de Assunção. Cidade balneário às margens do Lago de Yparacarai, charmosa e com algumas discotecas e diferentes opções de bares e restaurantes. É muito movimentada durante dezembro e janeiro, porém como fui em meados de fevereiro estava bem pacata e a maior parte dos estabelecimentos estava fechada.


       
       
    • Por amochila
      Fala Viajante,
      Quero compartilhar com vocês nossa Trip pelo Paraguay. Muitos viajantes acabam tirando esse país da sua trip por ter poucas informações de viagens e com o objetivo de contribuir aqui e quem sabe, inspirar você a conhecer esse país que é maravilhoso.
      Bom, nossa viagem começou por Foz do Iguaçu (PR) onde alugamos um carro na Localiza. Fizemos um plano que nos permitia sair do país com o carro. É um pouco mais caro, porém é mais vantajoso ir de carro do que ter que depender de ônibus no país, que ainda é meio precário. Como estávamos na fronteira do Brasil com o Paraguay, a nossa viagem pelo país começou por Ciudad del Este (CDE) mesmo.
      Em Ciudad del Este (CDE) tem muita coisa para conhecer além do setor de compras, aliás, se puder, fuja dessa parte da cidade e vá um pouco mais para dentro de CDE. Nossa primeira parada foi no Parque Saltos Monday. Como estávamos de carro, ficou mais fácil, mas dá para ir de táxi também (é bem tranquilo e barato). A entrada do Parque custou G$ 12.000 e lá dentro tem a opção de utilizar o elevador para ir a um ponto e visualizar a queda d'água lá debaixo. Vale super apena para fazer altas fotos e ter a percepção de uma pequena Cataratas só pra você. O custo do elevador foi de G$ 10.000 e pode ser pago diretamente na entrada do elevador. Ah, como estávamos de carro, tivemos que pagar o estacionamento que custou G$ 10.000.
      Se quiser saber mais detalhes sobre como é o Parque dos Saltos Monday, o que dá pra fazer nele, entre muitas outras coisas, lá no Blog da Mochila contamos mais detalhes.
      Em CDE tem um parque aberto no meio da cidade e que vale muito visitar para curtir um belo por do sol.
      De volta à estrada, dirigimos rumo à cidade de Caacupé. Essa cidade é conhecida pela Basílica de Caacupé onde milhares de fiéis paraguaios se dirigem no mês da Padroeira de Nossa Senhora de Caacupé e lotam a cidade. A cidade é pequena e não tem muita coisa para se fazer, mas vale para conhecer a Basília que traz um pouco da história do povo Guarani A Basílica é bem grande, cheia de adornos e vitrais de tirar o fôlego. Foi sem dúvida um dos momentos mais ricos e significativos da nossa viagem. Para os viajantes religiosos, a Basílica proporciona momentos de renovação da fé, mas não se preocupe se você não é nem um pouco religioso, a Basílica tem um lugar muito legal para você conhecer. Além de muitos espaços legais para apreciar um pouco da cultura religiosa do povo guarani, no alto da Basílica tem um Mirador que guarda uma grande relíquia do povo desse país.
      Do momento em que você inicia a subida até a Cúpula da Basílica, é possível se deparar com pinturas feitas nas paredes e que contam um pouco da história do povo guarani. São imagens bem bonitas e ao mesmo tempo, provoca no viajante uma reflexão do quanto o povo guarani sofreu com o processo de colonização e catequização jesuítica. Nas paredes, a história de um povo, de uma cultura única na América Latina. É simplesmente mágico! Para subir na Cúpula da Basília pagamos uma pequena contribuição de G$ 2.000 guaranis.
      Se quiser saber mais detalhes sobre como visitar a Basílica de Caacupé, acesse nosso Blog e aproveite nossas dicas desse lugar fantástico.
      Como nosso objetivo era chegar o mais rápido possível em Asunción, partimos de Caacupé rumo à Tobati que é uma cidadezinha bem ao lado.
      Mas sobre o resto da viagem fica para um próximo Post...
    • Por xmday
      Olá amigos
      Nesse curto post, vou resumir a dica de como fazer a visita à usina de Itaipu pelo lado paraguaio a custo zero, já que eles não cobram absolutamente nada.
      Eu já fiz a visita à Itaipu do lado brasileiro em 2012 (na época 20 e poucos reais) e em 2019 retornei à Foz do Iguaçu. Me assustei com o aumento do preço (42 reais) e resolvi pesquisar como ir na Itaipu paraguaia, já que ia passar um dia em Ciudad del Este.
      É muito fácil ir à Itaipu paraguaia, mas antes pesquise os horários das visitas no site:
      https://cti.itaipu.gov.py/es/node/20
      1. pegue o ônibus internacional que faz Foz do Iguaçu x Ciudad del Este. Desça próximo do ponto final e vá ao micro terminal de ônibus urbano de Ciudad del Este
      O terminal é pequeno e há muitos ambulantes dentro vendendo de tudo, rs.
      https://www.google.com/maps/place/Terminal+Bus+Urbano/@-25.5101438,-54.6162558,16z/data=!4m8!1m2!2m1!1sterminal+ciudad+del+este!3m4!1s0x0:0xd2de0bcc4d38d8f4!8m2!3d-25.5101438!4d-54.6162558
       
      2. pegue um ônibus para Hernandarias. O boleto custa 3000 Gs (cerca de 2 reais). O ônibus vai fazer +/- o percurso abaixo. Calcule pelo uns 45min de deslocamento (ônibus + caminhada) + o tempo de espera do ônibus para Hernandarias.
      Desça no ponto de ônibus do lado oposto ao posto de gasolina da Petropar (o ponto de ônibus da volta fica colado ao posto). Aguardamos uns 10min apenas para pegar o ônibus e o deslocamento durou menos de 30min.
      Ponto onde vc vai saltar:

      E o ônibus segue para Hernandarias....

      3. caminhe 650m até chegar no centro de recepção de visitantes da Itaipu paraguaia
      Só seguir as placas

      Chegamos

      4. Para voltar, pegue o mesmo ônibus no ponto colado ao posto de gasolina Petropar

       
      Aproveito para protestar sobre o alto custo da visita à Itaipu brasileira rssss
    • Por Iago Nunes
      Galera, eu venho planejando uma viagem há um ano pra fazer em abril de 2020. Quero passar no Salar e Machu Pichu principalmente, mas quero ir em outras cidades nesse caminho. Até então eu tava pensando em ir por terra pela Bolívia via Corumbá, mas percebi que sai um pouco caro ter que ir e depois descer pela Bolívia novamente. 
      Portanto, to pesquisando promoções aéreas pra Cusco pra começar o mochilão lá! E aí ir descendo até o Salar e depois volto por terra pro Br.
       
      Vocês acham isso uma boa ideia ? Cusco é uma cidade massa pra começar pela primeira vez sozinho um mochilão ?? 
       
      Aceito recomendações !! 
      Vlw galera !
×
×
  • Criar Novo...