Ir para conteúdo

Uma aventura saudável pela Chapada Dos Veadeiros - Goiás (ônibus e à pé)


Posts Recomendados

  • Membros

1. Chapada dos Veadeiros: Cachoeira dos Cristais + chegada em Goiás

Cachoeira Véu de Noiva - Fazenda dos Cristais

(Foto: Cachoeira Véu de Noiva - Fazenda dos Cristais)

Mapa: https://goo.gl/maps/B6fUo5G4PnNs5Snh6

Acordei um pouco antes das 6h da manhã, dormi bem, estava cansado da viagem de ônibus de São Paulo até Alto Paraíso- Goias. Hoje é dia 06 de dezembro de 2019, o dia amanheceu nublado e o sol aparecia vez em quando bem tímido. Assim, apenas preparei o que eu iria levar, pois o destino do dia prometia: Cachoeiras dos Cristais. Dar inicio de vez às visitas pras cachoeiras da Chapada dos Veadeiros.

Com a carteira, câmera fotográfica, celular e chave numa sacolinha, eis que as 06h40 comecei minha caminhada rumo a GO-110. Saí a rua do Camping Girassóis, dobrei à esquerda na Av Ary Valadão Filho pra, já no portal da cidade, tomar à direita na rodovia GO-110. A partir de então me pus a fazer uma corrida de leve num trajeto de 5km por essa rodovia, na maioria do trecho a estrada permanece reta, mas não plana. Também nada de aclives e declives acentuados.

Com uma paisagem bem bonita do cerrado brasileiro, as 07h30 me deparo com a placa indicando Fazenda Cachoeira dos Cristais, só seguir mais 3km à direita, numa estrada de terra, daí então volto a caminhar, bem suave e reparando cada detalhe que posso pelos meus sentidos. Devagar também porque o local abre as 08h00 ainda.

Observando os besouros, as abelhas, os lagartinhos, as folhas, as flores, as árvores, os pássaros, as formigas, a terra, os morros, eis que as 08h10 apresentei na portaria, um senhor me atendeu, seu Chiquinho, e como a lanchonete ainda não estava aberta fui direto pras cachoeiras.

São varias, muitas de verdade, porém segui direto até a última que é a Véu de Noiva e na volta fui parando nas outras. A trilha até a Véu de Noiva é de 400 metros e essa queda é simplesmente encantadora, o sol ainda meio tímido ajudava a reluzir a beleza contida nessa parte do paraíso. Após muito descansar e curtir numa boa, comecei a subir para as outras quedas, são lindas também, uma perto da outra. Realmente aqui tem muitas opções para todos os gostos e disposições.

As 10h30 a chuva veio nos acompanhar e então foi a deixa pra eu comer os deliciosos pasteis da lanchonete (pedi Frango com pequi e de Marguerita) e tomar uma saudável jarra de suco de laranja. 

Agora estou escrevendo num papel, os pingos caem leve na grama e na terra, minha cobertura é um quiosque de palha, o apoio para o papel é uma mesa de madeira envernizada, do meu lado um redeiro. Alguns trovões anunciam chuvas para as próximas horas.

Como cheguei em Alto Paraíso - Goiás (Chapada dos Veadeiros)

No terminal Rodoviário Tietê em São Paulo, embarquei  (as 18h - 04/12) num busão pra Brasilia pela viação Real Expresso, preço R$159,00. Cheguei na Rodoviaria Interestadual de Brasilia as 10h30 (05/12), portanto perdi o ônibus das 10h que opera de Brasilia até Alto Paraíso, o próximo só viria as 19h (R$45,00). Bom, pensei em procurar carona e também pensei em pegar metrô e conhecer a cidade, mas no caminho do metro, que é logo do lado a rodoviária, uma quentinha me chamou por R$09,00, então almocei ali mesmo e depois voltei pra esperar no espaço VIP da Real Expresso, daí já aproveitei pra entrar em contato com familiares e amigos, além de avisar a dona do Camping que eu estava a caminho e iria chegar umas 23h00. 

Fui recebido na rodoviária de Alto Paraíso que está bem próxima do Camping dos Girassóis, armei a barraca e fui dormir...

Estou em paz, depois eu volto por aqui. E com fotos.

  • Gostei! 2
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Membros

2. Chapada dos Veadeiros: Cachoeiras Almécegas I, II e São Bento.

Almécegas I

(Foto: Almécegas I - Fazenda São Bento)

 

Antes de mais nada, devo ressaltar a tarde agradável que foi do dia anterior, vários papos bem pra frente que a Roberta, dona do Camping Girassóis, proporcionou deixando a estádia bem mais harmoniosa!

Não tem como deixar de falar que a acomodação é de grande importância numa viagem, seja qualquer tipo de viagem que for. E o Camping Girassóis fez total diferença para que minha estadia em Alto Paraíso fosse ótima.

Além da receptividade, o camping conta com cozinha coletiva, banheiros limpos, artes e artesanatos para todo lado, diversas árvores frutíferas, wifi perfeito em toda extensão, luzes personalizadas, localização bem central em Alto Paraíso e muito mais, enfim deixarei o link da página do camping e tá mais que indicado. Dá pra observar o Tucano de bico amarelo, as Araras Canindé, etc.

Hoje, referente ao dia 07/12/19, parti as 06h45 rumo a estrada que liga São Jorge (GO-239) para seguir até a Fazenda São Bento onde se tem três cachoeiras boas para se visitar, Almécegas I e II; e São Bento. O atrativo do dia era esse, pra curtir sem muita pressa e também aproveitar mais um dia de exercício.

Como na minha ida para as Cachoeiras dos Cristais, nessa eu também fui à pé. Na real comecei correndo, foi bem uns 8km e mais 2km de caminhada. Dei até uma relativa forçada pois sou acostumado a correr no máximo 7km, mas o ambiente estava bem favorável continuei numa boa. Com isso, ainda não tinha batido as 8h e eu já estava na entrada do parque.

A Fazenda é grande, logo no guichê de entrada tem um coffee shop, mais adiante um restaurante (no caso não fui ao restaurante). Paguei R$40,00 para visitar as 3 cachoeiras.

E aconselhável ir na Almécegas 1 primeiro pois é a mais top de todas. Da entrada tem mais 3km e pode ir de carro pra depois do estacionamento trilhar 800 metros. Na volta pro estacionamento se dobra à esquerda pra ir na Almécegas 2. Mais 1,8km de estradinha e depois 300 metros de trilha. Bem lindas e bem de boa para chegar. As fotos, por mais que não consigam demonstrar de fato a sensação toda, ajuda a descrever o que são essas maravilhas.

A Cachoeira São Bento eu visitei por último e ela está do lado da portaria da fazenda, 300 metros de trilha e já chega em mais uma queda!!! É tudo tão tranquilo que vale muito a pena ir pra contemplar e relaxar. Como eu tava a pé deu um tom de aventura também.

É importante notar que o volume de água é forte nas três, pelo menos nessa época, e como eu não costumo nadar (pra não dizer que não sei rs) tomei muito cuidado pra me banhar, me afastei um pouco das quedas. E de fato está chovendo algumas partes do dia, então em caso de chuva sair imediatamente da cachoeira. Além disso, é bom ficar atento ao nível do rio, pois as vezes chove em outro ponto e fica perigoso da mesma forma. Quem não tá muito familiarizado com isso contrate um guia local, a experiência será bem mais enriquecedora.

Na volta fiz à pé também, ia pegar carona mas quando coloquei o fone no ouvido bateu uma vibe que voltei ouvindo e cantando uns sons haha. Vale lembrar que é uma estrada com ciclofaixa, sensacional. A bike então é uma ótima pedida pra esse atrativo. Distante apenas 10km do centro de Alto Paraíso.

É nóis!! Quando eu descarregar as fotos já posto e tbem edito melhor alguma info. Tô no rolê!

DSC08396.thumb.JPG.3a7b9ca251e5c4bd3755fd532e3bf05f.JPG

(GO-239 sentido São Jorge )

DSC08402.thumb.JPG.21191021a6cbaba5c5c38cd575a8819c.JPG

(Mirante Almécegas I)

DSC08404.thumb.JPG.cfa02736fd7af94dfcaa8d6a55a81e4c.JPG

(um pouco mais de perto)

DSC08407.thumb.JPG.2dcf12ad8eed8b4bc65210de4d2dce40.JPG

(agora na base)

DSC08427.thumb.JPG.0376a1926effe45d06228d914bee776d.JPG

(Almécegas II)

DSC08441.thumb.JPG.66a8a80048f446db2539b38b15d7d3c1.JPG

(Cachoeira São Bento)

DSC08444.thumb.JPG.5efe5521dbcc7bac969577be6d936432.JPG

(Portal da Chapada - Nave Louca!)

 

  • Gostei! 2
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Membros

3. Chapada dos Veadeiros: Cachoeiras Anjos e Arcanjos - Moinho

Cachoeira Arcanjos - Fazenda Solarion

(Foto: Cachoeira Arcanjos - Fazenda Solarion)

 

 

Dia 08/12/19, às 07h00, lá estou eu passando pela avenida principal Ary Valadão Filho, mas dessa vez seguindo para a Av João Bernades Rabêlo até sair na GO-239, essa que é uma estrada de terra, que possui algumas descidas e subidas, e um dos lugares que se dá acesso é ao Povoado do Moinho. Desse povoado a intenção era ir até a Fazenda Solarion, onde se tem pelo menos duas cachoeiras que valem bem a visita: Cachoeira Arcanjos e a Anjos.

Dessa vez o sol tava exposto de fato, algumas nuvens no céu que nem quiseram se intrometer no raio em que o sol imperava, mas mesmo assim empreendi uma corrida de leve por uns 40 minutos. Bom, de caminhada me aguardava pelo menos umas 2 horas e 40 minutos e assim com esse pequeno cooper eu já pude poupar uns 20 minutos. Enfim, uma breve conta só pra exemplificar. 

Subidas e descidas, depois consegue-se avistar boa parte da chapada de forma panorâmica, nesse horário só se passaram dois carros, devia ser umas 08h15.

Fui me guiando pelos prints do celular que eu havia feito do trajeto traçado pelo google maps. No geral não teve muita bifurcação duvidosa, levando em consideração que se tinha placas em duas delas. Apesar dessa sinalização acontecer em um espaço longo, ou seja, fica-se seguindo bastante tempo sem indicação, mas enfim, é bom ir com um mapa. 

Passados um pouco das 09h20 cheguei no Hostel Moinho que eu tinha como referência. Lá eu perguntei se servia café da manhã, um moço solicito me informou uma vendinha mais acima na rua e perto do ginásio. Ao chegar nessa vendinha tava fechada, mas foi bom eu ter ido lá, pois ao lado já encomendei um almoço caseiro da dona Conceição, quem me atendeu foi um senhor e lá já me ofereceu um cafézin com pão. Almoço marcado pras 13h.

Logo depois vi a Associação Quilombola de Moinho e também a casa da Flor, só passei em frente, no entanto foi interessante pois eu havia assistido um documentário no qual ela era protagonista. Flor do Moinho, o doc.

Segui caminho pra Fazenda Solarion e as 10h00 já tô batendo um papo com o dono que é Suíço. De cara ele se surpreendeu pelo fato de eu ter ido à pé. Ele foi bem receptivo e após explicar as trilhas eu continuei a caminhada.

Primeiro fui na Cachoeira Arcanjos. Estava muito bom lá. O sol batia bem de frente com a queda, impossível não ter a vontade de entrar na água, bastou encontrar um lugar seguro pra banho e lá eu fui. Tinha apenas um grupo, e um casal na borda direita da cachu. Eu permaneci na esquerda. Vale a pena hein!

Adiante, depois de relaxar bastante, segui pra Cachoeira dos Anjos. Nesse momento o tempo estava se fechando aos poucos, assim eu estava sempre atento ao nível do rio. A minha parada em Anjos foi mais breve, mas valeu muito a ida até lá. Gostei muito da sensação. Rolê ótimo até então, bora almoçar!

Que comida deliciosa, parecia que estava comendo na minha casa de tão familiar que era o tempero, enquanto isso a chuva veio de leve pra refrescar o dia e fazendo subir aquele cheirinho bom de chuva. 

Agora, hora de encarar a volta e não deu uma hora de caminhada eu consegui uma carona, advinha quem? O casal que estava no lado direito da cachu, cariocas foram super gente boa, e assim eu desembarquei próximo ao centro. E já de volta pro camping foi só me ajeitar pra descansar!!!

Mais um dia lindo nas Chapadas dos Veadeiros em Goiás!!!

Até mais!

DSC08447.thumb.JPG.e7e0bae90a2c6d09c08568494c113012.JPG

(visual no caminho)

DSC08451.thumb.JPG.56cd8c41267f20da493984df1bbd52b1.JPG

(portal na fazenda)

DSC08453.thumb.JPG.9111a5a78882fb1bdad0dfc73aaa8e32.JPG

(informação)

DSC08464.thumb.JPG.090077c644b1fa87a5d115ae2e1900b8.JPG

(Arcanjos!!!)

DSC08470.thumb.JPG.91c4d5a4e3785418f0e0c01889171edd.JPG

(quem sabe nadar?)

DSC08476.thumb.JPG.c23df19a4063447a2d20280015fd6085.JPG

(Anjos!!!)

DSC08481.thumb.JPG.3e4d4a4e8dc19688a2b7a78c5496ff82.JPG

(mais de longe - Anjos!)

 

  • Gostei! 1
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Membros

4. Chapada dos Veadeiros: Cachoeiras Santa Barbara e Capivara - Quilombo Kalunga

Cachoeira Santa Bárbara

Na segunda-feira, 09/12/2019, foi o dia em que eu iria pra Cavalcante, marcando assim minha saída do Camping Girassóis, que além de ter sido uma boa estadia, lá eu soube que a uma semana está operando uma linha de ônibus até Cavalcante por R$20,00. Com isso facilitou minha ida. Após muito conversar com a BellKalunga, decidi me hospedar no Hostel e Camping Cavalcante, pois eu havia combinado de rachar a gasolina com ela pra ir até o Engenho II no dia seguinte, povoado onde se encontra a queda top, a Santa Barbara.

Mapa: https://goo.gl/maps/5FoTBp3mNw8FFPTW7

Vale dizer: horário do ônibus

-Alto Paraíso x Cavalcante 16h30 - R$20 - único horário por dia

- Cavalcante x Alto Paraíso 05h20, horário por dia também.

Numa viagem de 90km de Alto Paraíso até Cavalcante e passando por Teresina de Goiás, cheguei as 18h10 no hostel. Logo foi-me apresentado um casal do Rio de Janeiro que tinha planos de ir até a famosa Cachoeira Santa Barbara. Sendo assim, me interessei e disse que ajudava a dividir o guia e a gasosa. Pronto, assim mudei meu roteiro na hora. A intenção inicial era ir com a Bell e voltar na caminhada os 27km, lógico que eu iria acampar no Kalunga, com a mudança o rolê seria de um dia, e mesmo assim foi uma experiência riquíssima.

Eu estava em contato com um guia, o Sr Elias Maia, que foi muito prestativo com nosso grupo (a essa altura éramos 6) e ele possui vasta experiencia na região, não pra menos ele foi nascido e criado no Kalunga, além de ser uma pessoa carismática, assim passou uma imagem maravilhosa das vidas no Quilombo Kalunga.

Nos falou dos saberes tradicionais e ancestrais, da vida no campo, de saúde, alimentação, plantas, animais, de família, enfim nos preencheu de sabedoria e conhecimento. Tudo isso, somado com a beleza e diversidade da natureza do local, é de tornar um destino imprescindível numa viagem para a chapada dos veadeiros. As vezes não curto muito essa de rotular o que se deve ou não fazer, porém se não relatassem que esse era um atrativo obrigatório, talvez eu nem iria pela dificuldade de acesso pra quem tá à pé e sozinho ainda. Mas deu tudo certo.

Quem está de carro não precisa agendar previamente o guia, basta chegar no C.A.T engenho 2 que lá terá guias de prontidão. A entrada pra Santa Barbara está R$20,00 e em seguida fomos até a Cachoeira Capivara, R$10,00.

É bom reservar o dia todo pra fazer o passeio, existe algumas trilhas para se fazer e também um transporte de pickup do próprio Quilombo, sendo r$10,00 ida e volta. Em alta temporada é bom chegar cedo, pois, por motivos de preservação da natureza, tem limite de visitantes e também do tempo de permanência na Santa Barbara.

Eu já falei que lá é um verdadeiro paraíso? Se sim, volto a repetir rs.

E até que fotos sejam postas, fica o breve relato.

DSC08486.thumb.JPG.ea5962db7d171b87b05978f4330530ef.JPG

(Barbarinha)

DSC08512.thumb.JPG.bb78116c49aa6d3ccbf62d0b7c138b17.JPG

(Cachoeira Santa Barbara)

DSC08545.thumb.JPG.72ec1c8ef83763245c33a4a65f6cb4eb.JPG

(Banho merecido)

DSC08553.thumb.JPG.0cfa7f6c5208577ae2839aba78782e67.JPG

(Paz!)

DSC08555.thumb.JPG.4490aaf3ac625bdb760ba07a81fdd819.JPG

(Trilhando, o guia)

DSC08583.thumb.JPG.52c2561268fcccc563dd89aff18c36c4.JPG

(Cachoeira Capivara)

DSC08590.thumb.JPG.d929e47f1db9939b0ca0a43d96cc685c.JPG

(outro ângulo)

DSC08592.thumb.JPG.13d7fc491e1a10308d2bf675fc4de63c.JPG

(peixe, jacaré ou cobra?)

 

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Membros

5. Chapada dos Veadeiros: Fazenda Veredas - Cavalcante

Poço Veredas - Fazenda Veredas

Cedo, mais uma vez eu me levantei, no dia de hoje o plano é conhecer as cachoeiras veredas que ficam uns 8km distante do Hostel Cavalcante em que eu estava. A resenha seria a mesma, praticar uma corrida na ida por uns 5km e depois continuar na caminhada. Porém, antes de ir, pude trocar umas ideias com o Paulo, hospede também do hostel e uma pessoa bastante viajada, diria um maluco que com seu carro desbrava o mundão, sobretudo a América Latina. Bem bacana trombar pessoas assim, muitas histórias pude ouvir e me inspirar. 

Papo vai e papo vem, eis que saio pro meu rolê lá pelas 10h00. Nada que comprometesse o planejamento, apenas o sol que estava um pouco mais forte nesse horário. No entanto, antes o sol do que a chuva nesse momento.

Subi a rua do camping e logo virei à direita, segui direto e no final dessa estradinha eu me tornei pra esquerda, acessando então a Estrada Colinas, diretão. Vou deixar o link do caminho traçado pelo google maps e que eu fiz uns prints.

Era uma quarta-feira, na estrada não se passava ninguém, apenas via algumas chácaras e propriedades RPPN. Algumas subidas e descidas foram deixadas pra trás. E continuei numa boa comendo poeira.

Por volta das 11h30 eu cheguei na sede da fazenda, uma senhora me atendeu, me concedeu um mapa e paguei R$25,00 pra adentrar nas cachoeiras. São mais 3km até o inicio da trilha e quem estiver de carro consegue poupar esse trecho de caminhada. 

São 7 cachoeiras espalhadas entre duas trilhas principais, uma dará na Cachoeira Veredas, mas eu segui a trilha que levava até Véu de Noiva. Sendo assim, passei primeiro na Cachoeira Veredinhas, que fica entre um paredão ou cânion e não é muito segura pra banho. Depois parti para o Poço Encantado, essa sim é uma linda queda apropriada pra se banhar de forma mais segura. Adiante, fui pra Toca do Lobo, lá a trilha tava um pouco confusa e na real vi a cachoeira só por cima mesmo e assim fui seguir para a Véu de Noiva, distante 6km da sede e foi lá que fiz minha pausa mais longa. 

Eu já estava com sinais de cansaço, pois até então já tinha caminhado uns 13km. Porém, me revigorei nas águas da Véu de Noiva do Veredas. A chuva ameaçava vir bem forte, mas ela veio de leve e por pouco tempo, nada que tornasse a trilha perigosa.

Voltei para a sede com passos leves, bem numa boa e cadenciando as energias. Quando terminei já pedi um misto quente e uma porção de peixes pra fazer uma reposição. No finalmente ainda se tinha uns 8km, acredito que depois de uns 30 minutos andando uma moça me ofereceu uma carona e num instante eu já estava na bifurcação a 1km do camping. Salvou de verdade, ainda fui na caçamba tomando um vento legal no rosto.

A dica que fica é que, se for passar uns dias em Cavalcante vale a pena ir nesse complexo de cachoeiras, mas a ida pra Cavalcante deve incluir a Cachoeira Santa Barbara como prioridade! 

Até mais!!!

DSC08595.thumb.JPG.c8657197e028d675bc3e640cd076cf7a.JPG

(Cânion veredinha)

DSC08601.thumb.JPG.b396bd2ebf96756c16b1a18719630245.JPG

(muito cuidado!)

DSC08609.thumb.JPG.35baf3ac83d9c3b42edba5b5d0df3481.JPG

(Cachoeira Veredinhas)

DSC08625.thumb.JPG.dec244efb233cef6ad1fea8d397bd954.JPG

(Poço Encantado de boa)

DSC08627.thumb.JPG.9b9596e9cdb801379bbc15e89c2c9397.JPG

(Cachoeira Véu de Noiva!)

 

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Membros

6. Chapada dos Veadeiros: Saltos, Parque Nacional - São Jorge

Saltos 120!!!

Chegou o dia de me despedir de Cavalcante após duas noites no Hostel e Camping Cavalcante, o destino próximo seria a Vila de São Jorge em Alto do Paraíso. Ainda de ônibus como transporte, acordei antes das 05h da manhã, fui pro ponto de ônibus pra esperar o das 05h20, sendo aquela linha nova de Cavalcante que, de acordo com o cobrador, é uma rota que veio pra ficar. Vale lembrar que o busão sai da Rodoviária de Cavalcante uma vez por dia sentido Brasilia, horário único das 05h20, valor de R$20,00 até Alto do Paraíso.

Um papo bem legal eu tive com uma senhora muito atenciosa e bem receptiva que estava no ponto de ônibus com seu filho e sua nora. Ela me contou várias histórias e eu me senti muito bem com isso, sinal que eu inspirei confiança pra ela. Com isso, fiquei sabendo dos principais acontecimentos de Cavalcante, de como ela foi morar lá e como criou os filhos. Soube até que, naquele dia, tinha sido decretado feriado em Cavalcante devido o falecimento de uma política muito próxima do povo e que ajudava muita gente. Alguns minutos depois eu embarquei no busão depois de me despedir dela.

Um pouco depois das 07h00 da manhã eu já estava próximo ao portal da cidade de Alto Paraíso e sentido São Jorge, parei no ponto de carona e era hora de conseguir uma. Após uns 40 minutos consegui, foi um rapaz gente boa que estava a caminho do Parque Nacional para fazer estágio de guia turístico. Maior vibe!

Ao chegar na Vila de São Jorge, depois de uns 36km, o meu objetivo do dia era ir ao Parque também, mas antes eu teria que procurar um camping. O Paulo, amigo do hostel em Cavalcante, me indicou o Camping Umay, porém além de não encontrar o mesmo, a vila estava bem vazia ainda e a maioria dos campings fechados. O Taiuá Ambiental estava aberto e lá já fiz o check in. Paguei R$40,00 a diária, um pouco a mais do que tinha previsto na média de R$25,00. Foi bom da mesma forma, um camping muito bem estruturado, funcionários atenciosos e regras de boa convivência para serem seguidas. O diferencial pra mim foi com certeza o diversos espaços de descanso com pufs, colchões, cadeiras, enfim. Super tranquilo! Pra se ter uma ideia, nem na barraca eu dormi durante as duas diárias.

Com o dia ainda todo livre e barraca montada, lá fui eu pro Parque Nacional, distante um pouco mais de 1km do camping. Após assistir um vídeo de consciência ambiental no parque e ouvir as instruções dos monitores, eis que as 10h15 começo minha caminhada pelo Parque Chapada dos Veadeiros, a trilha escolhida foi a amarela, que contêm os dois Saltos como atrativos, além do Carrossel e das corredeiras. Ah a entrada é paga agora, para brasileiros um valor de R$18,00.

Com trilhas autoguiadas, conservadas e com marcações muito bem feitas, segui numa boa por este pedaço de paraíso. A ida nessa trilha a gente perde altitude, tudo isso mostrado nos painéis na entrada. Sem maiores dificuldades,  muito empolgado e com um pouco mais de 4km caminhados, cheguei no Salto 120, é um mirante belíssimo, porém deixei-o pra volta e parti rumo ao Salto 80. 

Nossa, que show! Essa foi a sensação quando avistei a Cachoeira Salto 80. Foi incrível e surpreendente, ali eu vi que a chapada dos veadeiros é mágica de fato. Aquela sensação boa transbordou sobre mim que acredito que até escoou naquelas águas gélidas e constantes. Assim fui pra sessão de fotos. Depois, veio uma chuvinha de leve enquanto eu estava descansando deitado sobre um rocha que era ligeiramente inclinada fazendo com que minhas perna ficassem pro ar.

Mais uma vez, me falta palavra pra descrever com exatidão tudo aquilo, mas voltei pro Salto 120 e ali contemplei mais um pouco. Meio anestesiado, adiante, finalizei a travessia da trilha amarela, passando ainda pelo Carrossel e pelas corredeiras.

É preciso reafirmar que a ida ao Parque é crucial na Chapada dos Veadeiros? Só vai!

É nois!!!

Site do Parna: http://www.icmbio.gov.br/parnachapadadosveadeiros/

Fotos:

DSC08634.thumb.JPG.60e878b9333ccd37d183f587bbb687e1.JPG

(orientação)
DSC08635.thumb.JPG.877565a69c11f08938ad3574812e8b7f.JPG

(Salto 80 - loko)

DSC08651.thumb.JPG.fc06d8425d51a3bbaeabce51835c02c7.JPG

(opre, eu aí)

DSC08656.thumb.JPG.b05b03f95ae81a61adfcce829a467aba.JPG

(nadando)

DSC08663.thumb.JPG.e1c36e967abb8d950e12f6edbf38a7a0.JPG

(mirante lokoo)

DSC08664.thumb.JPG.3d9ccf9ba89063f10179b11b45830817.JPG

(Selfie)

DSC08668.thumb.JPG.cb02e6a18881336a5560f8728514dea0.JPG

(Carrossel)

DSC08673.thumb.JPG.8c11f63446eb03ec03cc62014f25aa7a.JPG

(corredeira)

DSC08676.thumb.JPG.5b87d3913498fb6f638e8e63033038b8.JPG

(acessibilidade)

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Membros

7. Chapada dos Veadeiros: Cachoeira Cordovil - São Jorge

Cachoeira Cordovil

Nesse dia eu pretendia visitar o parque nacional pelo segundo dia, porém me veio a sensação e vontade de ir até a Fazenda Volta da Serra pra conhecer a Cachoeira Cordovil. Bom, as vezes é necessário seguir a intuição e mudar os planos, eu mesmo procuro ser flexível planejado rs! Acredito que a Chapada dos Veadeiros oferece essa gama de atrativos que pra elaborar um roteiro é necessário seguir o seu momento as vezes, pois com certeza algo ficará de fora. Portanto, não há necessidade de se afobar!

Nem na barraca eu tinha dormido, adormeci na área de convivência do camping que, como falei no post anterior, é repleto de estofados e colchões. Acordei pela manhã já disposto pra mais um dia de descobertas, no dia anterior eu tinha marcado com o casal que conheci no Hostel em Cavalcante e no qual fizemos a Cachoeira Santa Barbara juntos, para irmos ao Parque fazer a trilha vermelha (Cânions e Cariocas), eles estavam no Camping Umay, indicação do Paulo que também estava no hostel Cavalcante, e quando eu estava voltando da minha trilha eu os avistei no camping, batemos um papo rápido e fechamos esse rolê, uma pena eu ter mudado de ideia depois e não peguei o contato deles pra avisar, mas enfim, deve ter dado tudo certo pra eles também. Pessoas bem legais e de uma energia daora!

Agora, deixe-me ir para a caminhada (mapa: https://goo.gl/maps/14y7neMUty1u6FU39 )... 07h00 da manhã eu já estava na estrada sentido Vale da Lua que estava interditado para visita, pois estavam fazendo a busca de um menino que foi levado pela tromba d'água e até então estava desaparecido. Corri por uns 5km, de leve, na cautela e depois passei a caminhar. Tudo isso eu fazia pela ciclofaixa da rodovia. São Jorge assim como Cavalcante, é forrado de montanhas bem do tipo chapadão mesmo, eu acho isso muito louco, por mais que muitas vezes eu foque nas fotos de cachoeira, é bom saber que a natureza como um todo é um espetáculo imenso!

Na real, é normal faltar muitas coisas no meu relato, pois não dá pra descrever tudo assim, até daria mas ficaria prolixo, no caminho a gente vai tomando ciência de diversas histórias, são várias observações, várias pessoas e cada ser tem uma história, isso é muito louco da vida. Você já parou pra pensar nisso? Que cada pessoa tem seu tempo e seu espaço? Essa foi a viagem mais mochileira que fiz no meu ponto de vista, só encontrei pessoas incríveis, e por mais de boa que sejamos, o momento atual parece não nos reservar essa troca com diversidade e de poder compreender a trajetória e escolhas de outra pessoa.

O acesso à Fazenda Volta da Serra fica distante 8km de São Jorge, virei à direita e andei por mais 3km até chegar na sede. Lá, eu paguei uma quantia de R$30,00 pra acessar as trilhas. Eu tava na intenção de comer algo quente pro almoço, mas naquele dia não teria nada, então comprei alguns doces e salgadinhos. Fui informado que por questões de segurança seria melhor eu não trilhar sozinho. Bom, com o acontecido no Vale da Lua, estamos todos apreensivos. Eu disse ok, aguardei por uns 20 minutos e veio um casal de Goiânia. Não preciso nem dizer que as meninas eram incríveis e super gente boa, foi uma baita vivência trilhar com elas e fomos num apoio mutuo, foi dez. A gente não trocou contato, mas bem que poderíamos, pois a vibe de viagem delas e bem de boa! 

Por bem dizer, a Cachoeira que compensou mesmo foi a do Cordovil, vá nela como obrigação se for visitar a fazenda, pois a outras quedas e poços são bons e tal, mas com o padrão chapada dos veadeiros a gente quer sempre mais rs. Costumei dizer pra muita gente que a chapada iria me deixar mal acostumado e por vezes eu pensava, como será quando eu voltar pra casa? rs.

No total foram bem uns 10km de trilha, ida e volta, e o cansaço já batia na volta. De passos curtos e com paciência chegamos na sede bem. Ainda peguei carona com as meninas até a estrada, elas queriam me deixar em São Jorge e eu insisti que não precisava, pois elas iriam aproveitar outro atrativo e com isso poderia atrasá-las. Logo quando eu desci do carro delas, no primeiro caminhão que passou consegui uma carona até a entrada da vila. Era então só me alimentar e descansar. 

Vou encerrar aqui essa jornada de textos breves e com algumas fotos sobre meu mochilão pela Chapada dos Veadeiros em Goiás. Não vou fazer aquele final de novela do tipo, NOSSA! Mas enfim, eu ainda tenho em mente continuar a mochilada. Por enquanto, acabei pousando por um tempo em São Thomé das Letras. O vento soprou pra cá, outro lugar loko, E a vida segue. Qualquer coisa que eu puder somar é só dar um salve!

Pé de Natureza.

cachu rodeador

(cachu rodeador)

DSC08686.thumb.JPG.c8cc9ad13577f83b456857eed0dc2e2b.JPG

cachoeira do encontro

(Cachoeira do encontro)

Fim!!!

  • Gostei! 4
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Membros
Em 26/01/2020 em 20:49, George André disse:

Boa noite  estou querendo  saber  quanto  e quando estar para saí este passeio. Sou daqui de Sergipe 

Boa noite!

No caso eu fui de ônibus de São Paulo até Brasilia e então embarquei em outro ônibus até Alto Paraiso-GO,

Já de Sergipe vc pode ir de avião até Brasilia e de lá alugar um carro ou ir de ônibus também. Esse relato serve pra quem tá à pé!

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • 1 ano depois...

Participe da conversa

Você pode postar agora e se cadastrar mais tarde. Se você tem uma conta, faça o login para postar com sua conta.

Visitante
Responder

×   Você colou conteúdo com formatação.   Remover formatação

  Apenas 75 emojis são permitidos.

×   Seu link foi automaticamente incorporado.   Mostrar como link

×   Seu conteúdo anterior foi restaurado.   Limpar o editor

×   Não é possível colar imagens diretamente. Carregar ou inserir imagens do URL.

×
×
  • Criar Novo...