Ir para conteúdo
  • Faça parte da nossa comunidade! 

    Encontre companhia para viajar, compartilhe dicas e relatos, faça perguntas e ajude outros viajantes! 

Arquivo - Paris - Perguntas e Respostas


Posts Recomendados

  • Membros

entendo o que vc fala viviane... para exagero mesmo da gente falando, mas é pq la é diferente. Perdeu o ultimo, ja era mesmo. as vezes ate taxi fica meio dificil. Aqui no brasil, apesar de ser um transporte de merda, temos sempre um onibus a mais, um taxi bizurado e tal... la normalmente tudo fecha a meia noite ou menos, até com eles sabendo que os voos vao atrasar aquele tal dia.

Por isso o que eu tentei dizer foi, nao da mole com o horario... se nao tiver jeito, relaxa e gosa... Mas se vc ver que perdeu o ultimo transporte pq foi lenta e displicente com malas e tal, vc vai xingar seu irmao até o outro dia.

Tipo, faz tudo rapidinho e quando ver que so falta deslocar até o transporte e tem tempo; ae relaxa...

Link para o post

  • Respostas 395
  • Criado
  • Última resposta

Mais Ativos no Tópico

  • Membros de Honra
A minha entrada na Europa será por Paris, pois meu voo saí do Rio com destino a Roma, mas faz conexão no CDG. Então, na verdade, no dia 06.10 eu chegarei de Roma e meu vôo sairá de lá às 17:50. Mesmo que atrase, eu estava imaginando algo em torno de 21h no máximo.

 

Na verdade é o contrário, né ? Você faz conexão em Roma, entrando por essa cidade, com destino a Paris. Pois se sai de Roma às 17h50 e chega em Paris às 20h, não poderia ser o contrário. Nesse caso, sua imigração seria em Roma, o que ameniza um pouco as coisas. Mas o principal gargalo costuma mesmo ser a retirada das malas. Em Roma por exemplo eu mofei esperando. De qualquer forma, falamos de imprevistos em geral, tudo pode atrasar - o vôo de Roma a Paris, a imigração, as malas, etc. Não é nada para desespero, é só para ter um plano "B" no caso de acontecer.

Link para o post
  • Membros

Galera, pergunta deprimente, mas fazer o que: tenho de me preparar pra viagem.

 

Vou pra paris em novembro, eu e minha mulher. Eu sou pardo, tenho aquela tipica cara brasielria arabe... Como será o lamce de discriminação? Sabemos que negros e pardos aqui no brasil são discriminados, o mesmo vale para muitos lugares.

Infelizmente, fazer o que? Vou ficar em bons hoteis, quero bons restaurantes e gostaria de ir preparado para possiveis problemas relativos a racismos e preconceitos generalizados. Quem for pardo ou negro pode responder melhor essa questão.

 

Sou muito orgulhoso da minhas cor, tenho grana, me visto bem... Mas se chegar um racista parto de mim quero saber como agir, minha mulher é branca e bem bonita, o que pode gerar ainda mais problemas.

 

Pergunto porque nos eua Tive alguns imprevistos, todos rapidamente resolvidos. Como é o caso de Paris?

 

Valeu.

Link para o post
  • Membros de Honra

Klisk,

 

Eu também tive essa preocupação quando viajei. Sou moreno, como você pode ver na foto. E quando pego sol, fico bem preto. Peguei muito sol por quase toda a viagem, então com toda a certeza cara de europeu eu não tive, hehe.

 

Você não precisa se preocupar com isso em Paris. A cidade é muito cosmopolita, uma mistura de culturas e raças muito grande. Negros para eles são normais. Nós nem tanto, pois não somos nem brancos europeus, nem negros africanos. Mas são bilhões de turistas de tudo quanto é lugar e eles estão acostumados com isso. Na verdade, por uma ou duas vezes os imigrantes que vendem coisas por lá acertaram que éramos brasileiros, hehe. Acho que brasileiro, por mais misturado (eu sou carioca e não pareço em nada com minha esposa, que é nordestina), tem traços comuns que é impossível não saber.

 

Ficamos quase 8 dias em Paris e fomos muito bem tratados. Tomei alguns cuidados básicos, como aprender um pouco de francês e falar o que pudesse na língua. Mas só de falar o basicão, as palavras de cortesia em francês, eles já dão muita atenção. São muito educados, não abrem mão de jeito nenhum de um "bom dia", "por favor", "obrigado". Então muita gente aqui tem problema com isso porque nós somos muito informais, mas é só se esforçar para se adaptar e serão gentis com você.

 

Por fim, você pode ser o cara mais simpático do mundo, mas isso não te dá 100 % de garantia de que não encontrará pessoas gratuitamente babacas. Elas estão espalhadas pelo mundo todo.

Link para o post
  • Membros

Obrigado, Marcos.

Sua resposta me ajuda bastante. Acho que a pesquisa cultural do lugar que se vai visitar faz parte do mochilão, americanos fazem o mesmo quando vão para turquia, ingleses o mesmo quando vão para argentina, e nos devemos sim saber o social racial até para podermos afirmar nossos direitos como turistas brasileiros.

Como dizia o peregrino: "Vai pra tribo, aprende a fumar o cachimbo."

Valeu.

Link para o post
  • Membros de Honra

A gorjeta já vem incluída na conta, ainda que não esteja expresso. É claro que muitos turistas desavisados acabam deixando por fora, especialmente os americanos, mas lá na França a realidade dos garçons é outra. Deste modo, já esperam que você não deixe nada.

 

É claro que se você gostar muito do serviço e achar que aquele profissional merece reconhecimento extra, pode ao menos arredondar a conta. Mas não foi o caso em nenhum lugar por onde passei. O padrão é o serviço ser de mediano para ruim (lento e neutro), em comparação com os brasileiros (rápidos e simpáticos, às vezes até demais). Não dei gorjeta a ninguém, até mesmo porque sabia que não era obrigado e cada euro me faria falta, e não tive problemas com isso.

Link para o post
Visitante
Este tópico está impedido de receber novos posts.

×
×
  • Criar Novo...