Ir para conteúdo
Mochileiros.com
Carlois

Caminho de Santiago de Compostela

Posts Recomendados

Carlois    0

Pessoal,

acho que podiamos começar uns relatos de peregrinações. Afinal muita gente fala do Caminho de Saniago, bem como, os daqui no Brasil, o Caminho da Fé até Aparecida com uns 15 dias e os Passos de Anchieta nas praias do Espirito Santo, entre outros.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Carlois    0

Bem vou escrever um pouquinho da minha peregrinação a Compostela.

Eu estava em Lourds com meu melhor amigo. Esse lugar com certeza é santo onde se ve muita fé e a Ordem dos Hospitaleiros, com suas capas pretas e cruz vazada branca, vive até hoje. A Basilica do Rozario lhe leva naturalmente a oração, a procição das velas é maravilhosa e beber um pouco da agua de Lourds faz bem. Lá conhecemos 2 peregrinos que estavam indo para Compostela e já tinha ido para lá inumeras vezes. Pegamos umas informaçoes e fomos.

Nos começamos pelo caminho da plata saindo da França em SanJeam. Lá peguei a credencial do peregrino e tambem me deram uma concha. Dormimos no camping da cidade pois o Albergue já estava lotado.

Já o primeiro dia impressiona. É uma travessia pelos pyrineus chegando em uma hospedaria centenaria. Na missa a noite tem a benção dos peregrinos. Muitos sairam da celebração emocionados.

Fomos até Estela, conhecendo muita gente, rezamos e pensamos na vida. Nesse trecho se passa pela fonte de vinho, por contruções templarias, romanas, plantações de girassol e ja se vive um pouco das providencias divinas.Tivemos a alegria de encontrar Pablito um senhor que vive de ajudar os peregrinos e ele me deu um cajado.

O caminho estava muito traquilo. Tem albergue no maximo a cada 25Km foi quando resolvi ir para o cominho do norte que tem menos estrutura e migramos para Bilbal. Tivemos a sorte grande de encontrar Angel, um senhor que ajuda na estruturação do caminho do norte até Compostela. Ele nos guiou até a saida da cidade que é gigante e com um campo industrial que não para de crescer e destruir as marcas que conduzem os peregrinos(setas e conchas amarela pintadas por ai, e uns azulejoss tambem)

O caminho agora fica mais autentico em todo o percurso só encontramos 6 peregrinos os albergues que muitas vezes não existiam estavam em consideravel distancia e pedir refugio começa a ser normal.

O unico lugar onde realmente nos perdemos foi em uma floresta onde os caminhos se bifurcavam muito mas saimos de lá depois de umas 3h.

Chegamos a Santilhana Del Mar onde um abade nos acolheu e alem de nos mostrar diversos livros antigos e boas historias nos confessou e me deu uma cabaça para o cajado e uma pena de pavao para enfeita-lo. Falou da autenticidade da nossa peregrinação e inspirado nos seus livros fizemos uma modificação no roteiro onde andando por 3 dias passando pelos Picos de Europa de onde se chega a Lebano onde passando pela porta santa que se abre a cada 4 anos se venera a cruz de liebano. Com certesa valeu a pena. Tambem se ganha uma credencial para o caminho de liebano e um papel ao final.

Segimos ate Leons e passamos pela junção dos 3 caminhos ate Compostela. Começa a ter mais vegetação arboria, se encontra os amigos que permaneceram no caminho da plata. E se chega a basilica do Apostolo depois de poucos dias recepcionado pela missa aos peregrinos e o turibalo gigante.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Fala Carlois,

 

muito boa a ideia de relatar peregrinações! Tem um monte de gente que faz isso rotineiramente e que, alem de expressar sua fé, acaba conhecendo lugares inigualaveis, como esse que voce descreveu.

 

Eu fiz uma pequena alteração no título para que as pessoas saibam de que peregrinação se trata ok? Se voce quiser relatar mais alguma, crie um novo topico (por que não Peregrinações - Aparecida???)

 

Voce já fez outras peregrinações ou essa foi a primeira? O que te motivou a ir, religiao ou turismo?

 

Ate logo

 

Thiago de Sá

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Santiago de Compostela é um mundo á parte!

 

Sendo possível la chegar em 2h de carro, já lá fui e gostei mt; tem locais em que somos transportados para o tempo da idade média. E depois a Catedral... sem palavras! Mesmo eu que nao sou mt religioso, apesar de ser catolico, nao fico indiferente a toda aquela fé demonstrada pelos peregrinos e que parece fazer parte das paredes da catedral; ali respira-se religiosidade e ao mesmo tempo, História!

 

Ficamos a aguardar mais relatos Carlois!

 

Abraço.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Carlois    0

Eu fiz ouras peregrinações tb. Vou tentar potar na rede ainda essa semana.

Eu fasso as peregrinações por motivos religiosos, para lembrar que estou aqui so de passagem e que está vida é um caminho, mas o turismo é inerente

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
vanlorenzi    0

Aqui no sul tem a Romaria de caravaggio entre Caxias do Sul e Farroupilha. Passa por lugares interessantes, em 26 de maio, e tem suas peculiaridades. Muita bergamota, temperatura amena do outono e as árvores com as folhas já caídas. Foi cenário do filme Caravaggio, do Barreto e deve ser lançado em breve.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
edu_82    0

Olá Carlois, tudo certo??

Quantos kilômetros tem o Caminho de Santiago???

Quantos dias são necessários para fazê-lo interiramente à pé?

 

Bom, vou ficando por aqui...

 

Eduardo

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Carlois    0

Oi edu,

Tem muitos caminhos. O mais tradicional tem uns 780Km e sai de St.Jean De Pied de Port e demora uns 28 dias.(esse caminho é bem estruturado)

Bem, tem gente saindo de todas as cidades europeias. Conheci um peregrino que saio de roma, andanto.

Para receber a Compostelana tem de fazer os ultimos 100km (para que faz a pé). Sendo assim esse é p minimo mas não tem maximo em distância.

Sujiro St. Jean.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
jgmiguel    0

Olá moçada, gostei mto deste tópico e acho até que deveriam abrir um fórum somente falando do misterioso "Caminho Santiago" !!!

 

Fiz minha peregrinação em 30 etapas, entre maio de junho de 2004. Saindo de Saint Jean Pied-Du-Port, dia 11 de maio, e chegando à Santiago em 09 de junho.

Caminhei todos os dias, consecutivamente, carregando sempre minha mochila, que pra mim significava minha própria casa, com todos os meus problemas, nas costas.

Com o passar dos dias, embaixo de chuva, frio, neblina, mta lama, sol.... aquilo vai se tornando uma rotina, e a gente se acostuma com a mochila. Chega a fazer falta, qdo se caminha pelos "pueblos", sem ela. Não sou uma pessoa religiosa, diria até certo ponto, que sou cética. E meu objetivo era apenas um desafio de superar meus limites. Desafiar minha força, e minha coragem !!!

 

Bem, no começo pensava, porque estaria caminhando em terras desconhecidas, sozinha, longe da familia !!!

Eu só caminhava, só caminhava..... não tinha graça !!!! Alguma coisa me incomodava. Além das coisas boas, o caminho tbm tem suas coisas ruins ! Mas depois de alguns dias, percebi que o meu caminhar não poderia ser apenas um ato fisico, porque assim seria mto chato. Aprendi que teria de caminhar com a alma, com os sentimentos, e não fazer daquilo um passeio. Afinal, estava tão longe de casa !! A partir de então minha caminhada começou a fazer sentido !!!

 

Saindo de Pamplona, em direção à Puente La Reina, fiz um desvio pelo caminho Aragones, e fui à Eunate. Beleza, uma igreja construida pelos Templários, no séc.11 !!! Fiquei ali um tempão, e parece que aquele clima misterioso, me deu uma paz tão grande, que sai dali sem medos e sem receios, e com uma sensação de que nunca estamos sozinhos.

 

Caminhava sem pressa, e aprendi a observar as flores, e sentir o perfuma de cada uma delas.... a ouvir o Cuco, observar o vento batendo nos trigais, e estes a balançar suavemente, feito uma onde, a ouvir o ritmo do meu cajado batendo no chão pedregoso, a sentir a presença de tudo que me rodeava. Parava para ouvir as pessoas dos "pueblos". Elas tem muitas historias para contar.

Aprendi a escutar mais as pessoas, a doar, e principlamente receber. A humildade e o desapego, são coisas que não temos o costume de exercitar todos os dias, mas lá sim, pois todos comem e dormem nos mesmos lugares. Ali todos somos iguais, cada um cuidando do outro.

Segurando as tristezas e as dores. Seguindo as setas.... ora guiando o de trás, ora sendo guiado pelo que vai à sua frente !!!

Parece com o próprio caminho da vida.... uma hora perdemos o amigo que foi mais rápido que a gente, outra hora, nossos amigos ficam pra trás.... é assim, igualzinho na vida real. Aprendemos a não nos apegar com ninguem, porque a qquer momento podemos perdê-lo de vista !!

 

Aprendemos a tomar decisões rapidamente...vou por aqui ou por ali? Pela estrada ou pela trilha.... desvio desta pedra, ou passo por cima...Claro, que tudo ali está para te mostrar a direção a seguir. Igualzinho na vida da gente !!

 

Bom, a chegada não dá pra contar. Eu já conhecia a Catedral, mas chegar lá.... caminhando era diferente de tudo !!!

 

Minha fé cresceu mto. Fé em mim... na minha determinação, na minha força de vontade.

A espiritualidade ganhou mais um cantinho no meu coração.

Porque na verdade, não estmos sozinhos, e os verdadeiros anjos da guarda, nos guarda durante todo o caminho. Eles são os amigos pereginos !!!!

Eu tenho 52 anos !!

 

http://jgmiguel11.multiply.com/photos

 

Peregrina do Caminho do Sol, e Caminho das Missões.

[:I]

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
velhotov    0

Este é meu ultimo email para meus amigos sobre a peregrinaçao, acho que descreve bem as sensaçoes que passamos no caminho:

 

Caros amigos,

 

para muitos chegar ao Monte do Gozo é chegar a Santiago de Compostela.

É, seguramente, o ultimo desafio, vez que cansados de muitos dias de

viagem, é uma longa e solitária subida a ultima colina antes de

Samtiago de Compostela.

 

Minha história hoje come´ca do ultimo bar, em um vale onde comi muas

torradas depois de andar uns bons 8 km, foi pouco depois do ultimo

marco de quilometragem existente, o de 12 km. O tempo mudou diversas

vezes de garoa a chuva cortante de vento (voces sabem, aquela fininha

que doi como agulhas perfurando seu rosto) e sol que visitava a ponto

de obrigar a tirar o casaco e preceder novamente chuva. Quando o tempo

muda assim seu corpo gasta muita energia para se adaptar, perde

liquido quando esquenta e o cansaço bate de uma vez, para andar foi

preciso muita concetraçao, eu torci meu joelho no ultimo quilometro a

Arca ontem, e os passos têm ser dados com segurança, que se vacilo um

pouco a dor é lancinante. O caminho também é um tanto quanto deserto,

existem algumas casas recem contruidas, obviamente para serem

utilizadas como veraneio e alguns estudios de televisao, que sao

grandes muros com grandes galpoes por centenas de metros. A beleza das

paisagens eu havia deixado para antes do bar.

 

Desgastado, bebo meu ultimo meio litro de isotonico pouco depois de

ver a flecha apontando para o que seria a ultima longa, porem leve

subida (Bom seria leve se eu nao estivesse carregando de oito a dez

quilos nas costas desde o começo do mes). Ao fim desta encontro o

monumento a visita do Papa Joao Paulo II, estafado me sento e procuro

as agulhas da Catedral Gotica que deveria estar ao centro da cidade,

pouco vejo, o dia esta cerrado esta tudo escuro, me sento e espero

retomar folego, sei que o albergue de monte de gozo está logo abaixo

de mim, já o vi. Passam meus amigos espanhois e Venezuelanos (as

Mexicanas pegaram um Taxi do ultimo bara, mas isso descubro em

seguida), e eles gritam "Vamos Brasil! Falta pouco!", deixo-os passar,

levanto e tento esquecer que meus joelhos estao doloridos, que as

costas já nao aguentam a mochila, que meus musculos estao cansados e

que minha mente está ansiosa. Desço alguns metros e ouço gaitas de

fole ao fundo, com certesa é sinal de delírio, mas nao é, vejo em uma

esplanada de onte sobem escadas as habitacoes em cada um dos platôs um

gaitista, fecho os olhos e faço de conta que tudo isso é só para mim,

que os gaitistas estao me esperando a muito tempo, que este é o sinal

que o querido filho volta a sua casa depois de uma longa batalha. Por

um momento nao entendo se é delirio, se algo surrealista que acontecem

o tempo todo no caminho ou apenas uma daquelas coincidencias saborosas

que guarderemos como o gosto dos chocolates da menina da Tabacaria de

Fernando Pessoa. Passo pelos gaitistas, que continuam impassíveis a

tocar sua melodia. Gaitas de fole parecem um lamento, mesmo que seja

de alegria, parece um longo lamento que tocam fundo. Chego a recepçao

e um brasileiro me mostra o quarto, sento olho para os rostos que

conheci a poucos dias e sorriom, cheguei ao final de minha

peregrinaçao.

 

O resto é histórias para contar depois, de como lavei milhas roupas na

maquina de lavar com sabao em barra porque me faltava sabo em pó, de

como cheguei a Santiago de compostela e evitei a Catedral para nao

perdera emoçao de amanha, de tudo que pensei, cantei, senti falta, de

que descobri, de como nao tive revelaçoes sobre o sentido da vida mas

que mesmo assim aproveitei cada centimetro dos 360km ou mais que

andeis e dos outros que tive de pegar um onibus. Da minha viagem,

muito se passou, muito ainda há de ser contato, muito jamais será

contado, pois ao contrario do que muitos pensam nao exisem palavras

para descrever tudo que passamos aqui, ou mesmo em nada, voltando a

Fernando Pessoa, digo que o mundo doira sem literatura.

 

A todos encerro aqui meus diarios públicos de peregrinaçao, vamos

sentar, tomar um chopp, ver fotos, dar risadas e voltar as nossas

vidas, que urgem por que estejamos juntos em nossas rotinas, pois

voltar a ela é quase tao prazeiroso quanto fugir.

 

Beijos e abraços,

Fernando Torres

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
jgmiguel    0

Puxa Fernando... é mto lindo ler sua mensagem.

Eu viajei novamente em suas emoções.

Só mesmo quem já fez o Caminho, saberá o que vc está contando !!!

Para chegar ao Monte do Gozo, caminhei por cerca de 35 quilometros.

Sai de Arzúa, e fui direto ao Monte. Do monumento ao Papa, não se consegue ver as agulhas da Catedral. Somente do monumento ao Peregrino, próximo ao albergue. Eu vi as torres de lá !!

Sobre a lavagem das roupas, eu coloquei tudo na máquina, e tinha um pacote de sabão em pó, lá por cima. Peguei o sabão, e foi quando a pessoa, moradora do local, que tbm lavava as roupas, disse-me que o sabão era dela. Ai... que vergonha, mas ai já tinha pego !!!!

Onde já se viu... a gente coloca as moedas na máquina de lavar, e não tem sabão !!!! Que incoerência, né ? Será que tem peregrino que leva sabão ? Claro que não !!!

Sobre as gaitas, são realmente belissimas. São musicas celtas. Eu adoro ouvi-las. Parece que eles tocam pra gente... que os passaros cantam pra nos receber.... os sinos tocam quando estamos chegando !!!

É tudo maravilhoso... magnifico...único !!!

Penso em voltar daqui uns 2 ou 3 anos !!!

Será sempre um novo Caminho !!!!

 

Boa sorte, e abrace o Santo por todos nós !!!

 

Ultreya SEMPRE !!!

 

 

 

[:I]

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
velhotov    0

Cris,

 

O tamanho ideal de mochila para Santiago é o tamanho exato que você consegue carregar. Embora esse seja uma medida subjetiva é. na realidade, a mais precisa que pode ser dada. Mas isso não ajuda muito na hora de comprar uma mochila. Outro dado, um pouco maos prático é que sua mochila nõa pode pesar mais que 10% do seu peso. Eu acho difícil de de cumpir essa meta, mas tente não ultrapassar os 8 kg, seus joelhos e pés agradescerão. Agora, a minha experiencia é a seguinte, eu levei muita coisa, talvez mais que o necessário e minha mochila de 60 litros estava sobrando espaço. O ideal é comprar todas as coisas que vai levar, colocar tudo no portamalas do carro e ver se cabe na mochila que você vai comprar na loja. acredite, os vendedores vão entender. Por fim, qualquer dúvida sobre minha experiencia pode me escrever. Meu email é [email protected]

 

Fernando

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

galera, os relatos estão muito legais!

 

e jurema, suas fotos tbm estão inspiradoras - eu reparei que já conhecia seu album de fotos mas num sei se foi daqui do mochileiros...

quanto as fotos: todas são mto show, mas a da luz divina, deve ter sido um banho de força pro caminho, né?

 

mas como eu não fiz o caminho, vou dar uma sugestão de um livro mto bom (e barato) sobre o caminho: "Vivencias do Caminho de Santiago, Lillian Joppert", é bem legal e tem uns mapinhas, informações e etc

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
CarolinaLC    0

Parabéns aos Peregrinos!

 

Já li mto sobre o caminho e, inclusive, passei por algumas cidades q fazem parte dele..

 

Acho que agora que o meu salário de férias é um pouquinho melhor, voltei a considerar como REAL a possibilidade de fazer o Caminho em breve.

 

Sobre as maravilhas e as dificuldades, mochila, objetos necessários... acho q já posso me virar, mas dicas são sempre bem vindas!...

O que eu realmente gostaria d saber para poder planejar a minha peregrinação e ver se a farei em Maio/06 ou Maio/07 é:

- quanto se gasta com uma alimentação básica por dia?

- quanto se gasta com albergue dp/ peregrinos ou camping por dia?

- paga-se alguma taxa para obter a Carteira do Peregrino?

- algum outro gasto fora bilhete aéreo, trem até o local de início do Caminho, alimentação e 'dormida'?

 

Grata,

Carolina

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
velhotov    0

Carolina,

 

Não é possível fazer uma média por dia, alguns albergues chegam a custar 10 Euros e outros são por contribuição, há muitas formas de se alimentar, como cozinhar ou comer em restaurantes e isso varia tb, mas nada que ultrapasse 10 euros tb. Uma média de 20 a 25 euros por dia te garantem uma viagem com muito luxo. Lembre-se que você gasta muito pouco com compras, já que tudo você carrega nas costas. Existem muitas opções a serem consideradas durante o caminho, e é bom ter uma reserva... 1000 euros é uma quantia que vai te dar uma margem de segurança boa.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
jgmiguel    0

Carolina,é como o Fernando falou.

Eu gastei uma média de 25 Euros por dia.

Em 30 dias de caminho, tive um gasto por volta de 750 Euros.

Este gasto inclui tbm o táxi que peguei para ir de Pamplona a S.Jean P.Port, na França. Tive sorte de poder dividir o táxi, com mais 4 brasileiros.

Há albergues inteiramente gratuitos, mas os peregrinos sempre doam alguma coisa, pois eles tem despesas, embora os hospitaleiros dos albergues municipais, sejam todos voluntários.

A credencial de peregrino é gratuita.

Não tenho conhecimento de que tenha acampamento no caminho.

Pelos menos nunca soube disso !!

Se precisar porde perguntar a vontade. É sempre muito legal falar do caminho.

 

abço

 

[:I]

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
jgmiguel    0

Gabriel, obrigada por visitar meu album...

Esta foto em especial, foi mto engraçado.

O tempo estava nublado, mas claro. Qdo olhei pra trás, vi o sol por entre as nuvens.... não tive dúvida !! Deu uma foto que tbm achei mto legal !!!

O Caminho é algo de inesquecivel !!! Só quem foi sabe !!!

Meu album tbm está no site do Portal Peregrino !!! Quem sabe é de lá que vc conhece !!!

abço

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar Agora


×