Ir para conteúdo
  • Faça parte da nossa comunidade! 

    Encontre companhia para viajar, compartilhe dicas e relatos, faça perguntas e ajude outros viajantes! 

É possível viver mochileiro?


Posts Recomendados

  • Colaboradores
Gabriel, pelo visto vc tá precisando fazer um anúncio tb, o tópico oficial é esse aqui

 

Abs

 

eu sabia que alguem iria dizer algo,

estava esperando até sandman ::lol4::

 

mas comigo nao rola

foi so brincadeira ::lol4::

um ato carinhoso de paz !!!

 

irmao eu tenho uma historia daquelas, com esse lance de "namoro" e tal ::lol4::

mas isto eh outra conversa ::lol4::

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Respostas 429
  • Criado
  • Última resposta

Mais Ativos no Tópico

Mais Ativos no Tópico

Postagens Populares

Cara Se conselho fosse bom...a gente não dava..vendia...heheeh! Quando eu era mais jovem, cheguei a cogitar algo do tipo, mas nunca tive coragem... Não me arrependo do rumo que tomei, e não tem com

Sabe o que eu acho estranho? Pessoas totalmente diferentes e desconhecidas terem ideais parecidos... Há pouco tempo achava que só eu era a "louca", desisti por muito tempo dos meus sonhos por medo do

Dá sim.    Vou te contar um pouquinho sobre a minha historia.   Trabalhava como professora no Brasil, 12h por dia, sem contar os finais de semana e feriado prolongado. Ganhava um b

Posted Images

  • Colaboradores

Ola Sandman, recentemente fiz uma viagens de final de semana para Presidente Figueiredo no Amazonas, enquanto estavamos almoçando entrou um tril de colombianos ou venezuelanos na verdade não sei a nacionalidade sei que falavam espanhol, eles cantavam e tocavam algumas musicas en troca de dinheito e pelo que eu entendi eles ja tinham conhecio toda a America do Sul, acho que quando a pessoa tem esses tipos de dom artisticos é possivel viver mochileiro pois pelo que eu vi eles tinham conseguido arrecadar uns 20 somente em um restaurante sendo que eles ainda irião em mais uns 4, assim eles tiram o dinheiro da alimentação diaria e hospedagem pois ja que eles não tem nehuma pressa eles sempre esperam por carrona.

 

Porém tem que ter muita coragem para esse tipo de coisa eu particulamente não tenho, mas eu sempre do maior apoio para essas pessoas e até dei uma contribuição de R$ 5,00 para eles, eu admiro esses tipos de pessoas que realmente vivem a vida, abraços e corra atrás dos seus sonhos.

 

peruanos.JPG.43d8e65e1fb625db218d6dd31c310b71.JPG

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • 3 semanas depois...
  • Colaboradores

Respondendo a pergunta do tópico: SIM, é MUITO possível viver (como um) mochileiro !! É e algo bem mais simples do que as pessoas imaginam.

 

Ola galera !!

 

Acompanho este tópico já faz um bom tempo e sou irmão do Guilherme que escreveu sobre a nossa viagem na página 6 (assinado como Guillermo de Porres).

 

O que vejo aqui são diversas pessoas refletindo sobre a possibilidade de se viver viajando e encontrando pontos positivos e negativos sobre a vida de quem resolve começar essa aventura. O que posso dizer é que tudo depende do seu OBJETIVO, dos seus PLANOS e PRINCIPALMENTE do seu ESTILO DE VIDA.

 

O ponto mais importante na minha opinião é sobre a questão de vistos e a possibilidade de trabalho nos países "bons para se fazer dinheiro viajando", e isso basicamente se resume a: Europa (quase toda), USA, Canadá, África do Sul, Austrália e Nova Zelândia. Eu e meu mano esperamos por 4 anos no Brasil para poder tirar nossa nacionalidade européia e partir para Inglaterra, de lá nós tivemos a oportunidade de viajar por alguns países da Europa, Brasil e Índia. Depois de 3 anos morando lá descobrimos que Brasileiros têm direito a visto de trabalho para a NZ, então nos organizamos e partimos para ficar um aninho lá !! Eu resolvi fugir do inverno na NZ e voltei para Londres para passar o verão, meu irmão ainda está lá e deve partir para algum outro lugar quando o visto acabar.

 

A palavra que melhor define nosso estilo de vida é DESAPEGO. Praticamente todo nosso dinheiro vai para viagens, nós não compramos nada além do necessário para se ter uma vida normal e basicamente estamos sempre pensando em qual vai ser nosso próximo destino. Quem pensa em se aventurar pelo mundo tem que ter os pés no chão e definir bem o que quer para sua vida (e para suas viagens) senão tudo pode acabar MUITO MAL e em menos de 1 mês de viagem já vai ter voltado pra casa.

 

Infelizmente o Brasil é horrível para juntar dinheiro para fazer viagens grandes internacionais, isso é algo apenas para famílias de classe média alta ou alta. Eu e meu irmão nunca tivemos a possibilidade de sair do Brasil porque nunca tivemos dinheiro para tal, só conseguimos sair quando trancamos as faculdades e resolvemos trabalhar para conseguir viajar para Inglaterra (isso depois de conseguir a nacionalidade européia).

 

Minha dica para quem pensa em fazer o mesmo é a seguinte: juntar uma grana no Brasil, partir pra algum dos países mencionados acima e aí sim levantar uma grana decente para poder viajar o mundo. Existem diversos vistos que ajudam os brasileiros a ficarem LEGAIS e terem a possibilidade de juntar um cascalho para viajar. Não caiam na besteira de pensar que ficar ILEGAL em algum país vai render bons frutos, a maioria dos países de primeiro mundo está fechando as portas para imigrantes legais e ilegais, e é questão de tempo para tudo ficar ainda mais difícil.

 

Deixo aqui um texto que escrevi com meu irmão sobre esse estilo de vida, que pode ser chamado de muitas e muitas coisas como: nômade, andarilho, viajante, mochileiro, etc..

 

http://www.slowspirit.com/pt/2011/01/estilo-de-vida/

 

Um forte abraço e estou a disposição para responder qualquer dúvida que apareça.

 

Greg

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Membros

Opa, e aí pessoal...

Estive lendo todos os posts desse tópico gigante por uns 3 dias direto, e isso me abriu muito a mente... resolvi me registrar no site pra fazer meu primeiro post...

 

Ontem vi o link do blog dos gêmeos que tavam na Nova Zelândia (também sou carioca, me identifiquei e ri muito com certas paradas lá - o vídeo em que o cara tira as folhas de forma "tensa" foi hilário, ri freneticamente hahaha)...

 

Bom, sobre o autor do tópico, já faz tanto tempo que não posta nada, resta o mistério do que foi feito dele (ontem vi o filme "Into The Wild - Na Natureza Selvagem", mas imagino que ninguém faça uma viagem extrema daquelas)... o tópico é de 2009, e só agora eu o descobri, espero que esteja tudo bem, e que ele um dia volte e nos conte como foi a grande viagem...

 

Lendo cada um dos posts, e vendo muitos outros links, blogs, sites, fui refletindo sobre várias palavras e o que elas representam na vida...

 

Dinheiro...liberdade...altruísmo...força...desapego...estilo...

 

E muitas outras...

Vejo que existe muito a questão do "o que fazer", como se fosse uma experiência de alguém que não conhece nada da vida, ou de quem vai prestar vestibular e não sabe que carreira escolher...

 

Fui procurar no orkut (o termômetro da vida real), e vi que tem muitos prós, e muitos contras de se fazer viagens (ainda mais aqui no Brasil, todo mundo conhece como as coisas funcionam aqui certo ?), e parei de ler, pois estaria dando margem ao medo (e já é difícil demais tomar uma decisão dessa, de cair no mundo, mesmo tendo mil planos de contingência...)

 

Viajar com certeza é bom, e a forma como isso acontece (desde um cruzeiro de luxo até andarilhar aonde suas pernas conseguirem ir) vai determinar o grau da intensidade de suas experiências, principalmente as que envolverem interações humanas...

 

Por tudo isso, vejo que o desafio maior reside no espírito daqueles que estão acomodados a uma vida sedentária, que não se veem fazendo certos tipos de trabalho, ou passando certos perrengues, ou ainda, socializando-se com certas pessoas, seja por medo ou por vergonha...

 

Estas pessoas, quando sentem que há algo de errado na vida delas, e não sabem explicar o quê... essas são as que em teoria teriam a maior de todas as dificuldades, pois a solução (ou caminhos para uma eventual futura solução) estaria em experiências que deveriam ser vividas por elas, pelos caminhos que elas não querem trilhar...

 

Eu não sou assim, não me considero "mente fechada", e tento não julgar muito as escolhas das pessoas (editando: ao dizer isso acabei de julgá-las como "mentes fechadas", e sabemos que também não é assim... existem muitas nuances comportamentais, ou possbilidades/impossibilidades na vida, etc)... mas com certeza não tenho o perfil de um mochileiro ainda, e muito menos de um mochileiro de longas viagens (por isso não posso contribuir com nenhuma experiência para a dúvida do autor do tópico)...

 

Mas de uma coisa eu sei... há algo de errado...

 

Eu sinto que o tempo está passando e eu não consigo ver meu próprio futuro... pode ser pelo medo do desconhecido (por si só uma aventura), ou por fraquezas (estou acostumado a trabalho sedentário, sentado, em frente ao computador), por particularidades diversas (ainda vou ler o livro do Jossano, mas pelo que sei ele viajou quase uma década economizando muito na europa, e acho que ele dormia na barraca dele, na rua mesmo... e eu sei que não teria essa confiança de fazer isso), enfim...

 

Não me considero alguém com muitas ambições na vida, mas o que tenho eu cuido, e por isso, tenho apego ainda...

Gostaria muito de trabalhar fazendo o que gosto, mas com 27 anos ainda sinto que não estou realizado profissionalmente (ainda não descobri nenhum talento que me dê um bom retorno financeiro na vida)...

 

Pensei em viver de Skydiving (um sonho - aliás, fiquei doido quando vi no post dos gêmeos lá, eles pulando de paraquedas na Nova Zelandia, aí sim fiquei bolado, tipo, "que que eu tô fazendo aqui ainda que não estou fazendo o mesmo ?"), mas é hipercaro (editando: fazer um salto é possível, mas para ser um instrutor, ao que parece, demanda muito investimento)...

 

E como disseram, juntar dinheiro no Brasil pra realizar grandes projetos é tenso, e que viajar também é complicado (perguntando nos Yahoo's da vida, ouvi dizer que é caro ingressar nos país porque eles exigem que vc tenha um mínimo de grana em euros, passaporte, e um monte de exigências, e eu só tenho o inglês mesmo)...

 

Bom, ainda tem a opção de fazer "Mini" ou "micro-mochilagem", por cidades próximas, ou mesmo alguns estados por aqui... mas sinto que, eventualmente, acabaria a tentar esticar a viagem para bem mais longe...

 

Pra finalizar o post gigante, digo que estou mais consciente agora de certas coisas, graças à pessoas como vocês, passando todas as informações e experiências de vida em tópicos muito úteis e interessantes como esse aqui (sabia que haveria um ponto de encontro de pessoas que pensam de forma similar)...

 

O lance é repensar de novo, a todo instante, se existe a necessidade ou não de se fazer uma viagem, e que se houver, ela começa de dentro pra fora, primeiro na sua mente e espírito de aventura (o "querer")... depois a compreensão ("o saber")... depois, sua força de vontade ("o fazer e acontecer")... e finalmente, a viagem ("o viver")...

 

Valeu aí todo mundo, boas viagens o/

Link para o post
Compartilhar em outros sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar Agora

×
×
  • Criar Novo...