Ir para conteúdo
  • Cadastre-se
pameli

Portugal - 8 dias - Outubro/Novembro

Posts Recomendados

Pessoal,

Vou para Portugal agora no final de Outubro/começo de Novembro e tenho 8 dias lá (fora dia de chegada/saída). Pensei em entrar por Lisboa e voltar por Porto para otimizar o tempo. Pelo que pesquisei, as cidades do caminho seriam:

Lisboa, Sintra, Cascais, Óbidos, Fátima (obrigatório, é o sonho da minha mãe), Porto.

Vou fazer tudo de trem ou ônibus. Pensei em organizar dessa forma:

Lisboa - 3 dias (inclui bate e volta Sintra e Cascais, em dias diferentes),

Óbidos - 2 dias (inclui bate e volta pra Fátima),

Porto - 3 dias (não sei quais cidades nos arredores são legais, ou se só Porto em si basta).

Aí tenho algumas dúvidas, se puderem me ajudar:

1 - Esse número de dias basta em cada cidade? Ou seria melhor reorganizar?

2 - Compensar dormir em Óbidos ou ficar em Lisboa e fazer bate e volta?

3 - Não encontro em nenhum lugar transporte público de Óbidos para Fátima. Vocês sabem qual seria?

4 - Nos arredores de Porto, o que valeria a pena? Ou a cidade por si só já tem bastante coisa?

Se puderem me ajudar, agradeço.

Obrigada!!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

43 minutos atrás, pameli disse:

1 - Esse número de dias basta em cada cidade? Ou seria melhor reorganizar?

Se fizer os bate-voltas a Sintra e Cascais em dias diferentes, pessoalmente eu acho que pode sobrar pouco tempo para Lisboa em si.

Visitar o bairro de Belém  consome uma manhã inteira ou mais, ai depois do almoço você volta ao centro e vai visitar o Castelo de São Jorge, e quando você já é noitinha e o dia se foi, mas ainda tem todo centro de Lisboa para ver, o bairro de Alfama, a Baixa, o Bairro Alto, etc, e isto consome facilmente outro dia, principalmente se a sua mãe já não tiver mais tanta energia para ficar correndo o dia inteiro de um lado para o outro.

Então pessoalmente eu deixaria pelo menos 2 dias inteiros livres só para Lisboa, fora os dias dos bate-voltas.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
1 hora atrás, pameli disse:

Lisboa, Sintra, Cascais, Óbidos, Fátima (obrigatório, é o sonho da minha mãe), Porto.

Eu ficaria 05 dias em Lisboa e 03 no Porto (o que é pouco... porque acabaria se resumindo a 2.5 dias no máximo).

Explora Lisboa 02 dias inteiros, 01 dia bate e volta matando Sintra e Cascais, 01 dia bate e volta para Fátima e 01 dia Óbidos bate e volta.

Lembrando que Cascais é um Balneário e nessa época do ano não sei se valeria a pena... Fora que se você visitar todo o complexo em Sintra gasta 01 dia fácil.

Fátima é magico e entendo que por motivos religiosos pode ser que não queira eliminar do roteiro.

Pense melhor se vale a pena ir a Óbidos ou ficar mais 01 dia no Porto... 

Próximo a Porto tem toda zona demarcada de D'Oro, caso queira explorar a região dos vinhedos demarcados pelo Marques de Pombal! Os barcos saem diariamente de Vila Nova de Gaya... alguns passeios duram o dia todo... geralmente Porto-Regua-Porto...

Não deixa de experimentar Vinho Verde, Francesinha, Polvo a Lagareiro e Queijo da Serra! Boa viagem.

  • Gostei! 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

@pameli Cascais no fim do ano não tem vida,cidade praiana.

Óbidos a Fátima não tem transporte direto,tem que voltar a Lisboa.

Aproveite os hotéis de Fátima, são muitos e baratos,dá para ir a Batalha,Alcobaça e Nazaré passar tardes,e também a Leria.A cidade em si não tem nada.

Eu não gostei de Porto,não vi nada ali,mas sim na linha do Douro,pode ir lá em 1 dia e voltar no outro,a cidade chama se Peso da Régua.

  • Gostei! 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Olá,

1 - Esse número de dias basta em cada cidade? Ou seria melhor reorganizar?

Dá sim para aproveitar as cidades, porém é um pouco corrido, então escolha bem o que pretende fazer. Chegando a Lisboa eu ficaria de olho na previsão do tempo que costuma ser bem certinha. Sintra não pode faltar e deixa Cascais para visitar se for dia de sol... Dá para fazer inclusive no mesmo dia, deixando Cascais para o finalzinho do dia (mas é cansativo). Se tiver sol não deixe de visitar o Cabo da Roca, sério...

2 - Compensar dormir em Óbidos ou ficar em Lisboa e fazer bate e volta?

Eu dormiria em Óbidos sim, a cidades é espetacular e voltar à Lisboa só gastará seu pouco tempo disponível.

3 - Não encontro em nenhum lugar transporte público de Óbidos para Fátima. Vocês sabem qual seria?

O melhor a fazer é pegar um transporte para Caldas da Rainha, distancia de menos de 10 km (trem, ônibus, táxi). De lá tem como ir à Fátima, mesmo que faça transbordo em outra cidade.

4 - Nos arredores de Porto, o que valeria a pena? Ou a cidade por si só já tem bastante coisa?

O Porto já irá te ocupar bastante acho eu.

  • Gostei! 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Visitante
Responder

×   Você colou conteúdo com formatação.   Remover formatação

  Apenas 75 emoticons no total são permitidos.

×   Seu link foi automaticamente incorporado.   Mostrar como link

×   Seu conteúdo anterior foi restaurado.   Limpar o editor

×   Não é possível colar imagens diretamente. Carregar ou inserir imagens do URL.


  • Conteúdo Similar

    • Por Vinicius Pinto
      Olá!
      Venho por meio deste post compartilhar meu mochilão de dez dias em Portugal e Espanha. Espero que este relato possa ajudar alguém, do mesmo modo que os relatos que li aqui no blog me ajudaram enquanto eu estava levantando informações para a minha viagem.
      Nesses dez dias, viajando à noite, de ônibus e trem, consegui conhecer os destinos que desejava: Lisboa, Sintra, Coimbra, Madrid, Barcelona, Braga e Porto.
      (Por questão de tempo, terei que dividir o post em algumas partes).
      Bom, sem grandes delongas, a viagem foi assim:
       
      Lisboa:
      Embarquei em um avião da TAP pouco antes das 22h, no Aeroporto de Guarulhos, e cheguei ao Aeroporto de Lisboa aproximadamente às 10h. 
      Após fazer todos os trâmites, fui à área do metrô, dentro do aeroporto, estudei rapidamente as linhas da cidade, e comprei minhas passagens. Peguei a linha vermelha, desci na parada que faz cruzamento com a linha azul, entrei no metrô dessa linha, e desci na Avenida dos Restauradores, onde ficava minha acomodação, e, a uns poucos metros, o centro histórico da cidade. Às 13h, aproximadamente, iniciei meu roteiro: comecei no centro e fui até o Castelo de S. Jorge. Nessa área, vale destacar a proximidade entre uma atração e outra: pelo menos no centro histórico, dá para conhecer as principais atrações, a pé!
      No dia seguinte, fui de autocarro (ônibus) à região de Belém. Lá, também é possível conhecer as principais atrações, a pé. 
      Abaixo seguem algumas fotos:
       
      Praça do comércio; em foco: Estátua equestre de D. José I e Arco Triunfal da Rua Augusta
      Castelo de São Jorge
      Mosteiro dos Jeronimos
      Mosteiro dos Jeronimos
      Torre de Belém
      Monumento aos Descobridores
      Elevador da Gloria
       
      Sintra:
      No terceiro dia fui a Sintra: Comecei o dia cedo, fui até a Estação do Restauradores e comprei minha passagem de ida e volta.
      A viagem durou aproximadamente 40 minutos. 
      Em Sintra, conheci seu Palácio Nacional e a Quinta da Regaleira. Tentei conhecer o Palácio da Pena, mas o tempo não me permitiu, pois só na Quinta da Regaleira, gastei umas boas horas.
       
      Uma dica: Assim que descer em Sintra e sair da estação de metro da região, haverá vários guias oferecendo passeios, planos etc. Caso preferir explorar a região por conta própria, saiba que é possível e prático:
      Procure as linhas de ônibus 434 e 435 (estão espalhadas pela região): elas levam às atrações da cidade; mas, atenção: cada ônibus vai a uma área; assim, para ir a Quinta, é preciso pegar o ônibus 435; para ir ao Palácio da pena, o 434. Na compra da passagem, os motoristas, que são bem prestativos, irão detalhar tudo. E, após a compra, o passageiro ganha um mini guia da região para se orientar. É tudo bem tranquilo.
      Obs.: Ao escolher o ônibus e pagar a sua passagem, ela será valida por um  tempo determinado. Assim, é possível descer em uma atração, passar um tempo nela, e, depois, ir novamente à linha de seu ônibus, para pegá-lo sem pagar de novo a sua entrada.
      Dica: As atrações de Sintra também não são muitos distantes uma das outras (ex.: da estação da região, à Quinta, a pé, faz-se em aprox. 15 min.). Portanto, ao optar pelo ônibus 434, que segundo o motorista que me orientou lá, faz a maioria das atrações, é possível ir nas atrações que somente o 435 atende, a pé. 
       
      Em suma, passei apenas uma manhã e uma tarde em Sintra, e a experiência foi maravilhosa.
      Obs.: Não deixem de provar os famosos doces da região, são divinos!
      Abaixo seguem algumas fotos:
       
       
      Estação dos Restauradores
      Quinta da Regaleira
      Quinta da Regaleira
      Quinta da Regaleira
      Palácio Nacional de Sintra
      Quinta da Regaleira
      Quinta da Regaleira
      No centro de Sintra. (Ao lado desse café, há alguns restaurantes, e um em particular, de esquina, vende travesseiros e queijadas DELICIOSAS! Recomendo.
       
      Continua...
    • Por marcacapozzoli
      Boa tarde pessoal,
      Eu e e minha esposa vamos viajar ano que vem  (ou primavera ou outono) e gostaríamos de conhecer Portugal e Espanha.
      Acontece que não gostamos muito de visitar museus e igrejas/catedrais (já fizemos muito isso eu outros países), nós gostamos mais de belas paisagens, pequenas cidades e boa gastronomia.
      Então pensei em pedir essa ajuda a vocês, que tanto já me ajudaram com dicas.
      Sei que esse é um pedido já batido aqui no site mas, gostaria de ter uma ideia pra poder montar um roteiro não convencional (Lisboa, porto, Madrid, Barcelona...)
      Gostaria de dicas de cidades e lugares que se enquadre nas características que citei acima: belas paisagens, pequenas cidades e boa gastronomia...
       
      Muito obrigado!!!😀
    • Por marcacapozzoli
      Boa tarde pessoal,
      Eu e e minha esposa vamos viajar ano que vem  (ou primavera ou outono) e gostaríamos de conhecer Portugal e Espanha.
      Acontece que não gostamos muito de visitar museus e igrejas/catedrais (já fizemos muito isso eu outros países), nós gostamos mais de belas paisagens, pequenas cidades e boa gastronomia.
      Então pensei em pedir essa ajuda a vocês, que tanto já me ajudaram com dicas.
      Sei que esse é um pedido já batido aqui no site mas, gostaria de ter uma ideia pra poder montar um roteiro não convencional (Lisboa, porto, Madrid, Barcelona...)
      Gostaria de dicas de cidades e lugares que se enquadre nas características que citei acima: belas paisagens, pequenas cidades e boa gastronomia...
       
      Muito obrigado!!!😀
    • Por marcacapozzoli
      Boa noite pessoal,
      Eu e e minha esposa vamos viajar ano que vem e gostaríamos de conhecer Portugal e Espanha.
      Acontece que não gostamos muito de visitar museus e igrejas/catedrais (já fizemos muito isso eu outros países), nós gostamos mais de belas paisagens, pequenas cidades e boa gastronomia.
      Então pensei em pedir essa ajuda a vocês, que tanto já me ajudaram com dicas.
      Sei que esse é um pedido já batido aqui no site mas, gostaria de ter uma ideia pra poder montar um roteiro não convencional (Lisboa, porto, Madrid, Barcelona...)
      Gostaria de dicas de cidades e lugares que se enquadre nas características que citei acima: belas paisagens, pequenas cidades e boa gastronomia...
       
      Obrigado pessoal e boa viajem a todos!!😀
    • Por daanielvalverde2
      Olá pessoal, sempre acompanho e uso o site antes de fazer alguma viagem, então resolvi postar sobre uma que fiz a Caraíva em Porto Seguro (BA). Espero que ajude!
       
           Caraíva é um vilarejo no extremo sul do município de Porto Seguro, muito conhecida por suas casinhas coloridas, o encontro do rio com o mar e pela atmosfera própria lá presente. Eu fui em Outubro de 2018 e escrevi tudo no meu blog: 
                Informações sobre Caraíva (BA)
                Como Chegar em Caraíva (com fotos e preços)
                Onde comer em Caraíva (com fotos e preços)
            Mas vou fazer um resumo aqui.
       
      COMO CHEGAR: 
           A partir do centro de Porto Seguro, deve-se atravessar o Rio Buranhém pela balsa com destino a Arraial d`Ajuda, essa travessia leva cerca de 10 minutos, funciona todos os dias, 24h e com saída a cada 30min, se houver lotação antes (ou a presença de uma ambulância/carro de polícia) ele sai antes. Custa R$4,50 (preço de não morador, a volta é grátis). Vou falar da ida em ônibus porque foi a que eu fiz. Talvez a forma mais cômoda e com certeza barata de chegar à vila. Quem faz o serviço é a empresa Viação Águia Azul. O micro-ônibus que eles utilizam para fazer a linha não é dos melhores (não vou mentir, meu assento não tinha nem cinto), mas cheguei vivo lá.

           A viagem é por grande parte em estrada de terra, subindo e descendo morro, passando por umas pontes bem estreitas, no total dura quase 3 horas e ele ainda faz algumas paradas, como em Arrial d`Ajuda, Trancoso, entrada do Teatro L’Occitane, Outeiro das Brisas e em algum lugar (que não faço ideia onde) para você ir ao banheiro, comer um café ou um biscoito.
           Horários de ida: 7:00h e 15:00h
           Horários de volta: 6:20h e 16:00h
           Preço: Balsa - Caraíva: R$20,00 / Arrial d`Ajuda - Caraíva: R$19,00 / Trancoso - Caraíva: R$17,00
           Ao chegar no porto de Nova Caraíva você encontrará um caminho de pedras e no fim várias canoas a espera para fazer a travessia até o vilarejo. Logo no início deste caminho, a esquerda, existe um quiosque (ou um stand) de madeira, lá uma moça te recebe e pede uma contribuição de R$10,00 para manutenção da vila, eles mostram todo o orçamento já conquistado e onde o dinheiro foi aplicado, se quiser ajudar, doe, qualquer valor é bem vindo, mas isso é OPCIONAL. Você não deixará de entrar se não pagar, se não quiser é só passar direto, eu paguei os 10 golpes.

         No fim haverá uma tenda com vários caras, eles que farão a travessia com você. O custo é de R$5,00 por pessoa para cada trajeto, ida e volta. O tempo de espera depende, pode ser com muitas pessoas ou só você, depende deles. Se estiver com mala, coloque dentro, eles levam tudo. A travessia leva cerca de 5 minutos, bem rapidinho!

           A partir do momento que você chega, parece que toda a atmosfera muda, parece que aquela vila ficou alí parada no tempo, e interprete isso da melhor forma possível. Todas aquelas casinhas, na sua grande maioria de porta e janela ou meia morada emolduram e te dão as boas vindas. As ruas todas de areia, as árvores, o som do mar, o rio e aquelas pessoas, tudo harmonizam com o ideia de paraíso. Ao chegar, você estará na Av. dos Navegantes que é o Beira Rio, a partir daí já procure onde você vai se hospedar, tem uns totens que te indicam o caminho, ou então, é só perguntar a qualquer morador que eles te indicam.
            Se você chegou de manhã, um dos primeiros lugares que você pode ir é na Rua do Cruzeiro, uma das transversais que te leva do rio ao mar, é lá que está a famosa casinha que tem escrito “Sorria você está em Caraíva” que tooodo mundo tira foto, depois já escolhe para onde ir, ao mar ou ao rio. Ambos são lindos. De frente para a praia se vê à sua esquerda as falésias da praia do espelho, e à direita, a ponta do Corumbau, a água de ambos é extremamente azul e linda, porém a do mar para tomar banho é mais escura, porque é onde o rio deságua. No encontro do rio com o mar tem umas pedras, onde pode-se admirar todo esse paraíso.

           Outro lugar a se conhecer é o Quadrado de Caraíva. Lá está a Igreja de São Sebastião, a igrejinha matriz que segundo o IPHAN foi construída por volta do século XVI, algumas lojas a mais , bares e um lugar para forró. De modo geral, vale a pena se perder pelo vilarejo, cada ruazinha de areia é linda.

           A noite o point da vila deixa de ser a praia e passa a ser a Av. dos Navegantes, ou o Beira rio, onde estão a maioria dos bares e restaurantes de lá. Comida indígena, oriental, italiana, árabe, brasileira, sorveteria, lojinhas, tem um pouco de tudo. Alguns estabelecimentos já tem Wi-fi e quase todos aceitam cartão de crédito e débito, só depende do sinal de telefone, as vezes da uma falhada. Esses bares abrem umas 16h, para que as pessoas fiquem para ver o por do sol (lindo!) de lá, sentados ao lado do rio.
            Esse também é o ponto mais iluminado a noite de toda a vila, devido aos bares, todo esse trecho fica lindo a noite, tem um até que utiliza tochas de bambu, fica lindo. Junto com algumas opções de forró, o Beco da Lua (que fica fechado durante o dia) abre como mais uma opção de entretenimento. Com alguns bares, lanchonetes e um palco para show ao vivo, é lá que tem as casinhas cenográficas que todo mundo tira foto.
       
           ONDE COMER:
             Não imaginaria que uma vila tão pequena, com cerca de 600 habitantes fixos, poderia ter tantas opções para comer. Tudo muito arrumado e bonito, meio personalizado. Encontrei um pouco de tudo, árabe, japonês, indígena, brasileira, vegetariana... Uma das comidas mais tradicionais lá que eu pude perceber foi o pastel de arraia, servido com molho de pimenta, sai por menos de R$11,00 cada. Alguns botecos estão fechados na segunda-feira.



           Em relação ao pagamento, havia lido antes de ir que grande parte dos estabelecimentos não aceitava cartão, que seria bom levar dinheiro suficiente para os dias que passaria lá, mas o que encontrei foi o contrário, quase todos os lugares aceitava sim cartão (crédito e débito), mas como não existe sinal de telefone lá, depende do humor da internet para o mesmo passar, porém, não tive o menor problema, tudo certinho. Apenas um restaurante não aceitava, que era o Cantinho da Duca, onde se vende comida vegetariana, esse na verdade não tinha nem cardápio, era dito diariamente pela senhora que trabalha lá.
      ________________
      Bom essas foram minhas impressões sobre Caraíva, caso queiram mais detalhes entrem lá no blog que tem mais coisa: EstandoPorAí.wordpress.com ou no instagram @daanielvalverde
      Qualquer dúvida podem perguntar


×
×
  • Criar Novo...