Ir para conteúdo
  • Cadastre-se
  • Faça parte da nossa comunidade! 

    Peça ajuda, compartilhe informações, ajude outros viajantes e encontre companheiros de viagem!
    Faça parte da nossa comunidade! 

Posts Recomendados

Olá, boa tarde, sou novo no fórum e gostaria de tirar algumas dúvidas, se possível com vocês aqui do grupo.

Estou planejando uma viagem em Setembro de 2020 e planejo ficar 15 dias viajando pela Europa, no caso seria eu e mais uma pessoa do sexo feminino.

Nossa rota seria Londres, Paris, Berlin e Madri, com base vossas experiências, vocês poderiam me dizer uma média de gastos? E se esse tempo é suficiente para transitarmos sem muita correria por lá. Gostaria de saber também se vocês tem alguma indicação de agência de viagens, com um preço acessível, ou se é melhor se virar sozinho (eu não tenho problemas em relação a isso).

obs: já fiquei 23 dias em Londres, e não me importo em qual tipo de estadia ficar.

Desde já agradeço a atenção de vocês.

 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

@Lucas Willian Gonçalves 4 lugares para 15 dias,tirando o da ida e o da volta sobram 13 dias,3 em cada lugar,mas tem viagens no meio e deslocamento de avião É demorado com embarque e desembarque. 

Só terá tempo de chegar,tirar numa foto e correr para outro lugar.É só gastar o que pretende fazer e não ver nada.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Imagine um roteiro assim:

Dia 01: Saída do Brasil
Dia 02: Chegada em Londres (Geralmente um dia perdido)
Dia 01: Londres
Dia 02: Londres
Dia 03: Londres
Dia 04: Trem para Paris no começo da Noite
Dia 05: Paris
Dia 06: Paris
Dia 07: Paris
Dia 08: Avião para Berlin
Dia 09: Berlin
Dia 10: Berlin
Dia 11: Berlin
Dia 12: Avião para Madrid
Dia 13: Madrid
Dia 14: Madrid
Dia 15: Voo para o Brasil
Dia 16: Chegada no Brasil

Dá para fazer, não seria uma correria insana, mas também não seria um roteiro onde você conseguiria fazer tudo com calma, vocês teriam que priorizar algumas atrações e descartar outras menos importantes para conseguir fazer sem correria.

Quanto aos gastos, isto varia muito de acordo com o que vocês escolherem, mas em média, para não passar 15 dias comendo miojo e ficar passando vontade de fazer passeios legais mas que custem 10 euros de ingresso, em média o pessoal costuma gastar uns 70 euros por dia entre hospedagem, alimentação, metrô e passeios.

Mais uns 150 euros de passagens entre as cidades, já da uns 1.200 Euros, o que convertendo para Reais, daria algo na faixa de R$ 6.000

Some a isto mais uns R$ 2.500 a R$ 3.000 da passagens Brasil x Europa, seguro saúde, passaporte, mochila e algumas outras coisinhas que você tenha que comprar,, uma reserva para imprevisto, e a conta total, considerando tudo ficaria entre 9 e 10 Mil Reais para uns 15 dias de viagem.

19 horas atrás, Lucas Willian Gonçalves disse:

Gostaria de saber também se vocês tem alguma indicação de agência de viagens, com um preço acessível, ou se é melhor se virar sozinho (eu não tenho problemas em relação a isso).

No geral, correr atras de tudo por conta própria fica mais barato do que comprar numa agência de viagens, por causa da comissão que a agência de viagens vi cobrar.

Mas as menos as passagens aéreas Brasil x Europa x Brasil eu cotaria com algumas agências, pois as agências de viagem tem acesso a mais combinações de voos que muitas vezes não estão disponíveis para compra direto no site da companhia aérea, e as vezes, mas não sempre, você consegue mais barato por uma agência do que direto.

Por exemplo, a alguns anos atras, eu queria comprar uma passagem múltiplos destinos chegando por Berlin e voltando por Budapeste, pesquisando direto nos sites das companhias aéreas, o valor mais em conta que eu conseguia era de R$ 3.200, mas pesquisando no Decolar.com eu consegui achar por R$ 2.600, e ai mesmo pagando a comissão de R$ 100 do Decolar.com, o valor final ficava mais barato do que pegando direto na companhia aérea.

 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Recomendo que você fique pelo menos 1 semana em Londres (caso ainda tenham programas para visitar ou a companhia queira visitar) e 6 dias em Paris, esse roteiro já daria 13 dias, com mais algum roteiro que você queira viajar. Estive em Paris duas vezes e fiquei 6 dias das duas vezes e ainda hoje possuem programas que eu gostaria de conhecer em próximo a Paris. Assim como Londres já estive duas vezes durante uma semana cada uma e ainda hoje existem programas que desejo visitar.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Pessoalmente eu discordo um pouco dos extremos que o pessoal sugere aqui, ainda mais para uma primeira viagem, ou viajantes inexperientes, onde você não conhece o seu perfil de viajante.

Tem pessoas que sugerem logo de cara 7 ou 10 dias em Londres e Paris, ambas as cidades são legais e muito interessantes, mas já pensou,  e se estas cidades e programas não forem muito a sua praia? Principalmente se museus e afins não forem muita a sua praia...

Você vai fazer as coisas que lhe interessam nos 3 primeiros dias, e depois ficam 4 ou 5 dias meio entediado fazendo programas que não te interessam.

Eu cai nesta na minha primeira viagem a Barcelona a muitos anos atras, todo mundo falava maravilhas de Barcelona, que precisava ficar uma semana, etc... 

Eu achei meio exagerado, mas acabei alocando 5 dias em Barcelona, é uma cidade legal, mas nos últimos 2 dias eu já estava meio entediado, podia ter reduzido para 3 ou 4 dias sem problema..

O extremo oposto também é ruim, tem gente que sugere ou quer ficar somente 2 dias em Paris ou Londres, com tão pouco tempo não dá tempo de ver nada.

Outro exemplo, tem gente que sugere 5 ou 6 dias em Berlin, mas pessoalmente eu não consigo me imaginar ficando mais que 3 ou 4 dias em Berlin só "turistando", isto que eu já fui várias vezes a Berlin.

Ou seja, nas primeiras viagens, quando você ainda não conhece o seu próprio perfil de viajante, eu sempre sugiro ficar num meio tempo, nem tempo de menos, para não ficar uma correria insana, mas também sem tempo demais, onde você acabe ficando meio entediado se a cidade não for muito a sua cara.

Agora se você já conhece o seu perfil de viajante, dá para ajustar as coisas, acelerando ou reduzindo um pouquinho o seu ritmo conforme o seu estilo e ritmo.

 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Participe da conversa!

Você pode ajudar esse viajante agora e se cadastrar depois. Se você tem uma conta,clique aqui para fazer o login.

Visitante
Responder

×   Você colou conteúdo com formatação.   Remover formatação

  Apenas 75 emoticons no total são permitidos.

×   Seu link foi automaticamente incorporado.   Mostrar como link

×   Seu conteúdo anterior foi restaurado.   Limpar o editor

×   Não é possível colar imagens diretamente. Carregar ou inserir imagens do URL.


  • Conteúdo Similar

    • Por Mauricio Freitas
      Estou querendo ir passar um tempo em Londres(6 meses), mas não estou afim de ir sozinho. Se alguém tiver pretendendo ir, entre em contato comigo pra gente trocar uma idéia. Qualquer data eu topo, pois ainda não comprei passagem nem reservei hospedagem. Eu realmente só quero ir caso encontre alguém.
      Telefone: 55 64 9 8408-7122
      E-mail: [email protected]
    • Por gugscarv
      Olá, boa noite! 
      Eu me chamo Gustavo, tenho 22 anos, depois de muito pensar eu decidi largar tudo e me aventurar em um mochilão, estou planejando ir embora no final deste ano. Eu não tenho muita grana e o meu objetivo é ficar de 6 meses a 1 ano (ou mais) fora. Gostaria de ouvir relatos de pessoas que já passaram por essa experiência, indicações de cidades, por onde passar e dicas de como posso me manter em relação à trabalho durante esse período que eu estiver fora e etc.
      Já conheço o Worldpackers que com certeza irá me ajudar muito. Gostaria de indicações de Hostel também.
      Obrigado!
    • Por gugscarv
      Olá, boa noite! 
      Eu me chamo Gustavo, tenho 22 anos, depois de muito pensar eu decidi largar tudo e me aventurar em um mochilão, estou planejando ir embora no final deste ano. Eu não tenho muita grana e o meu objetivo é ficar de 6 meses a 1 ano (ou mais) fora. Gostaria de ouvir relatos de pessoas que já passaram por essa experiência, indicações de cidades, por onde passar e dicas de como posso me manter em relação à trabalho durante esse período que eu estiver fora e etc.
      Já conheço o Worldpackers que com certeza irá me ajudar muito. Gostaria de indicações de Hostel também.
      Obrigado!
    • Por praondetuvai
      É possível viajar sem dinheiro? Pelo Óbvio, diria que sim. Porém, nem todos, querem ter a experiência de sair de casa, e passar necessidades básicas.
      Agora pense bem, não seria melhor, viajar fazendo grana? Ir só com a passagem de ida, e fazer grana durante sua viagem, e tornar seu mochilão um pacote de experiências boas!?
       
      Vou resumir as principais dicas para que você se jogue na estrada, e que a situação financeira não seja empecilho.
      Fiz um mochilão de 6 meses durante a alta temporada de 2018, no Nordeste. Agora , 05/2019 estou programando a próxima viagem, porém dessa vez, bastante maduro.
      Vamos as dicas!!
      1° Faça o cadastro em plataformas de troca de hospedagem por trabalho, pois a econômica em hospedagem e a quantidade de pessoas que você irá conhecer, cara, é sensacional. 
      2° Escolha um local com grande fluxo de turistas, veja a estação de alta temporada e aplique as datas. (Não precisa ser com tanta antecedência). Mas, não demore muito. Locais com grandes fluxos de turismo, tem demanda de empregos em comércio local, e vendas autônomas, como está na próxima dica.
      3° Descubra habilidades de coisas que você pode fazer (Brigadeiro, artesanato, música), e que vai te render uma grana. 
      4° Se você tiver na intenção de fazer voluntariado e trabalhar como free Lancer em bares ou restaurantes, tem que combinar os horários antes de fechar as datas no Hostel que você irá voluntáriar. 
      Obs: A minha dica é você vender algo na rua. Pois se não você vai trabalhar, trabalhar e não aproveita a viagem.
      5° Em hostel, não aceite trabalhar mais de 6 horas diárias. Pois se torna exploração.
      6° Economize na comida. É possível comer bem, gastando pouco. Frutas, verduras, goma de tapioca, ovos, macarrão, arroz e feijão, alimentam super bem, e rendem muito. Além de ser muito barato.
      7° Para quem quer mudar de Estado, o voluntariado é uma mão na roda. É uma oportunidade para você fazer contato, espalhar currículos e ver se aquele local realmente é para você. 
      8° Não espere o medo passar para decidir sair. Vença seus medos, se jogue! Lembre, a lei da atração é real. Então, pense positivo, seja produtivo, faça o seu melhor em tudo. Pois assim, as portas se abrem. 
      Obs: Fazendo isso, nunca me faltou nada em todos os lugares que fui. Não faltou comida e não faltou trabalho.
       



    • Por kevin_a
      Ola pessoal, bem, estarei viajando a recife, como mochileiro e la vender docinhos e balas para pegar dinheiro e assim, so levarei a mochila de ataque. Mesmo assim minha pergunta é, quais lugares em recife me recomendam ir e quais não, por serem perigosos, ja que estarei com minha mochila o dia todo e na noite procurarei montar a minha barraquinha perto de algum posto ou assim.
      So levo roupa, mas mesmo assim andarei de noite pra procurar um lugar onde armar a barraquinha, so não quero terminar me metendo em favela ou lugares muito perigoso para não perder minha mochila
      Obrigado


×
×
  • Criar Novo...