Ir para conteúdo
  • Faça parte da nossa comunidade! 

    Encontre companhia para viajar, compartilhe dicas e relatos, faça perguntas e ajude outros viajantes! 

Posts Recomendados

Olá Boa Noite,

 

Estou indo para vitória fazer concurso e gostaria de saber se vocês tem informações sobre o Aj Principe Hostel.. se ele é bom pra passar uam noite e tal.. se não tem mt alvoroço e tal..

 

Outros hoteis que vi que são proximos da rodoviária:

 

Hotel Realeza

Hotel Boa Viagem

Hotel Bela Vista

 

Alguém tem informaçõeS?

 

Valew!

Compartilhar este post


Link para o post

::sos::

Moro no Rio, vou à Vila Velha no próximo fim de semana fazer uma prova e conhecer um pouco da cidade. Gostaria de dicas de onde visitar (praias e locais históricos) e como passear pela cidade, ficarei no Hotel Alterosas. Da rodoviária de VV para o hotel é muito longe? Qual ônibus pegar?

 

Agradeço desde já a atenção de todos!!! ::otemo::

Compartilhar este post


Link para o post

Olá Priscila, bom dia

 

Será bem-vinda aqui no Espírito Santo.

 

Em Vila Velha você poderá visitar:

 

- Histórico: - Prainha de Vila Velha (Igreja do Rosário) - Foi o local onde chegou Vasco Coutinho, 1534.

- Convento da Penha: É como ir ao Rio e não conhecer o Cristo Redentor. Além da importância história do Convento, você tem uma vista 360º de Vitória, Vila Velha e Cariacica.

- Museu Ferroviário da Vale do Rio Doce. Obs.: ligar para verificar horário de visitação.

 

- Praias: - Praia da Costa (boa infraestrutura de quiosques, iluminação, etc.)

- Itapoã (próxima a Praia da Costa)

- Barra do Jucu (um pouco mais longe do Centro, mas você poderá pegar um ônibus no Terminal e com uns 30 minutos está lá). A Barra do Jucu é um balneário com algumas praias, ondas fortes e forte presença cultural (manifestação folclórica Congo).

 

- Chocolates Garoto - Fábrica de Chocolate que fica na Glória, bem próximo de onde você estará. Para visitar, você tem que agendar visitas. Maiores informações: www.garoto.com.br

 

Chegando na Rodoviária de Vila Velha, que fica no bairro Coqueiral de Itaparica, você poderá pegar qualquer ônibus que passe pelo Centro de Vila Velha (se possível, pegue um ponto de referência do Hotel Alterosas, as pessoas aqui são guiadas por "pontos de referência".) ou então pegar um ônibus para o Terminal de Vila Velha ou Terminal de Itaparica e de lá, pegar uma linha que passe pelo Centro (são várias). Dependendo do horário que você chegar, te aconselho a pegar um Táxi, que não custará muito. Pra você ter uma idéia, de ônibus da Rodoviária de Vila Velha para o seu hotel, acredito que não passará de 15 minutos.

 

Você pode aproveitar sua estadia em Vila Velha e visitar Vitória também... é só atravessar a Terceira Ponte.

 

No mais... Vila Velha tem boas opções de vida noturna (Centro, Praia da Costa, Bar Abertura, Bar Caranguejo do Assis, Barracústico (mais afastado de onde vai ficar, na Barra do Jucu) e boas opções de restaurantes também. Tem um Shopping chamado "Praia da Costa" com várias lojinhas e opções de alimentação (não espere nada muito sofisticado, igual aos Shop. do Rio).

 

Espero ter ajudado, um abraço.

Junior Wandenkoke

  • Obrigad@! 1

Compartilhar este post


Link para o post

Olá a todos,

Meu nome é Saulo e em Agosto vou estar indo para Vitoria, participar de um evento na Universidade Federal do Espírito Santo e estou meio perdido em relaçao a achar hoteis ou pousadas para ficar que se fiquem proximos a Universidade, gostaria de saber de voces se existe algo perto com um preço manero. Desde ja agradeço pela atençao.

Compartilhar este post


Link para o post

ESTOU INDO PRA VITÓRIA NO DIA 01 DE JUNHO. GOSTARIA DE SABER SE ESTA ÉPOCA É DE FRIO, CHUVA OU CALOR? TENHO PLANEJADO FICAR HOSPEDADO NO HOTEL PARADISE. ALGUMA CONTRA-INDICAÇÃO? NA PRAIA DE CAMBURÍ TEM ALGUM CALÇADÃO PARA ANDAR A NOITE? É UMA PRAIA BANHÁVEL?

OBRIGADO PELA ATENÇÃO.

Compartilhar este post


Link para o post

* Centro histórico:

 

Vitória foi fundada em 1551, mas não conservou bem seu patrimônio histórico. Mesmo assim, o que sobrou daquela época (e dos séculos seguintes) vale um passeio pelo centro - melhor ainda se for a pé. Comece o tour pela praça João Clímaco, onde o carro pode ficar estacionado, e conheça o Palácio Anchieta (1551/1747), sede do governo estadual. Na parte da frente, a escadaria é ponto clássico para fotos e tem vista para o Porto de Vitória. Ao lado do palácio, a rua São Gonçalo leva à igreja de mesmo nome (1705/1715), em estilo barroco, feita com pedra e óleo de baleia. Volte em direção à praça e siga pela rua Pedro Palácios até a Catedral Metropolitana (1920), que tem estilo neogótico e vitrais com passagens bíblicas. Pela rua José Marcelino, à esquerda dessa igreja, você chega à capela de Sta. Luzia (séc. XVI), a construção mais antiga da cidade. Dali, basta pegar a rua São Francisco para visitar o Convento S. Francisco (1591), onde só a fachada é original. Continue pela rua Cor. Monjardim e conheça a igreja de N. S. do Carmo (séc. XVII), outra com estilo neogótico na fachada. Por trás dela, pegue a rua Erothildes Rosendo, atravesse a praça e entre à direita no calçadão da rua 7 de Setembro até chegar ao Teatro Carlos Gomes (1927), na praça Costa Pereira, inspirado no famoso Scala, de Milão. Atrás dele, na rua do Rosário, uma escadaria dá acesso à última atração do passeio: a igreja do Rosário (1763/1765), construída por escravos, com pequeno museu no 1º andar.

 

- Palácio Anchieta: A construção iniciada ainda no século XVI pelos jesuítas, conhecida hoje como Palácio Anchieta, é resultado de inúmeras modificações feitas na igreja de São Tiago e no Colégio dos Jesuítas. Guarda o túmulo simbólico do padre José de Anchieta, que costumava percorrer a pé um trecho de aproximadamente 100 km entre Vitória e o município de Anchieta, ao sul do Estado. O palácio é utilizado como sede do governo do Estado do Espírito Santo, desde o século XVIII, sendo uma das sedes de governo mais antigas do Brasil. Endereço: Praça João Clímaco - Cidade Alta. Tel.: (27) 3321-3608.

 

- Igreja de São Gonçalo: Erguida entre 1707 e 1715, em estilo colonial, tornou-se a Igreja matriz da ilha durante a demolição da Igreja de São Tiago e o reinício das obras da Catedral Metropolitana, em 1933. Conhecida como Igreja dos casamentos duradouros, é administrada desde a fundação, pela Irmandade de Nossa Senhora da Assumpção e Boa Morte. Foi tombada como Patrimônio Histórico, em 1948, pelo IPHAN - Instituto de Patrimônio Histórico e Artístico Nacional. Endereço: Rua São Gonçalo, Cidade Alta - Centro. Tel.: (27) 3233-2856/3223-5743.

 

- Catedral Metropolitana: teve sua construção iniciada na década de 20 e concluída somente nos anos 70. Apresenta belíssimos vitrais, doados por famílias importantes da ilha, e uma cripta onde estão sepultados os bispos mais antigos do Espírito Santo. De estilo eclético, com predominância do neogótico, possui nave, capela-mor, coro, sacristia, transepto e cripta. O monumento se destaca por sua arquitetura e estilo único na capital. Endereço: Praça Dom Luiz Scortegagna, Cidade Alta - Centro.

 

- Capela Santa Luzia: Foi a segunda igreja construída no Estado, ainda em 1537, a mando de Duarte de Lemos quando ganhou a ilha de Vasco Fernandes Coutinho. Situava-se em local acima de um engenho da fazenda e próxima da residência do próprio Duarte de Lemos, muito freqüentada pelos antigos colonizadores da Capitania. Restaurada pelo IPHAN - Instituto de Patrimônio Histórico e Artístico Nacional, mantém traços arquitetônicos simples com característica da arquitetura colonial. Tem frontão e altar barrocos e é a edificação mais antiga da cidade. Endereço: Rua José Marcelino, s/nº - Cidade Alta.

 

- Convento de São Francisco: Construído no séc. XVI pelos frades franciscanos a pedido do primeiro donatário da capitania do Espírito Santo, Vasco Fernandes Coutinho. Foi o primeiro convento franciscano ao sul do Brasil Colônia, e guarda os túmulos com restos mortais dos freis franciscanos que moraram no Espírito Santo e a Capela de Nossa Senhora das Neves. Construída no século XVIII, é tombada pelo Patrimônio Histórico Estadual. Atualmente funciona como sede da Arquidiocese de Vitória. Endereço: Rua Abílio dos Santos, 47, Cidade Alta - Centro. Tel.: (27) 3223-6711.

 

- Igreja e Convento do Carmo: Neste conjunto arquitetônico iniciado no século XVII funcionou, durante a primeira metade do século XX, o Colégio do Carmo, a mais importante escola de educação feminina do Espírito Santo. Em 1913, a fachada da Igreja do Carmo foi reformada e suas características, substituídas pela atual decoração neogótica. Endereço: entre as Ruas Coronel Monjardim e Coutinho Mascarenhas, Cidade Alta - Centro. Tel.: (27) 3223-0158.

 

- Santuário de Santo Antônio: foi construído pelos padres Pavonianos na década de 60 e tem arquitetura em estilo Barroco, possuindo três cúpulas.

 

- Praça Costa Pereira: considerada o "coração da cidade", antigamente era banhada pelo mar e chamada de Prainha. O Largo Costa Pereira foi transformado na Praça da Independência, sendo conhecido por este nome até a década de 60, quando voltou a sua denominação anterior.

 

- Teatro Carlos Gomes: Inaugurado em 5 de janeiro de 1927, foi inspirado no Teatro Scala, de Milão, e projetado pelo arquiteto italiano André Carloni, a cúpula é de autoria do artista plástico Homero Massena e a pintura atual do teto é de Homero Massena. Apresenta uma mistura de estilos em que predominam o neoclássico e o art-noveau. Endereço: Praça Costa Pereira - Centro. Tel.: (27) 3132-8396.

 

- Teatro Glória: Edificado em concreto armado e revestimento em pó de pedra, foi projetado pelo arquiteto alemão Ricardo Wright e apresenta elementos da arquitetura eclética, com uso de sacadas e balaústres e o coroamento, com cúpula na esquina. Primeira construção com cinco andares da cidade. Endereço: Av. Jerônimo Monteiro, 428 - Centro. Tel.: (27) 3223-0720.

 

- Museu de Artes do Espírito: Projeto arquitetônico do tcheco Joseph Pitilick para a Escola de Teatro e Dança FAFI, tem excelente acervo doado pelo governo do Estado. Suas exposições privilegiam artistas capixabas e internacionais. Possui biblioteca e videoteca. Endereço: Av. Jerônimo Monteiro, 631 - Centro. Tel.: (27) 3132-8393.

 

- Igreja do Rosário: Construída em 1765, de estilo barroco, possui um precioso acervo de arte sacra, foi tombada pelo IPHAN - Instituto de Patrimônio Histórico e Artístico Nacional. É o ponto de partida, todos os anos, da procissão de São Benedito, a mais importante e tradicional da Ilha de Vitória. Endereço: Rua do Rosário, Cidade Alta - Centro. Tel.: (27) 3235-7444 / (27) 3222-0387.

 

- Casa Porto das Artes Plásticas: Construído em 1903, nos estilos do século XX, foi sede da Capitania dos Portos do Espírito Santo por 31 anos. A Casa Porto tem como finalidade promover e sediar eventos culturais ligados às artes plásticas. Abriga exposições de fotógrafos, artistas plásticos e artesãos. Endereço: Praça Manoel Silvino Monjardim, 66 - Centro. Telefone: (27) 3381-6929.

 

- Forte São João: Construído no século XVII na entrada da baía de Vitória, é a única fortificação que se preservou na Ilha que possuía mais quatro fortes para a defesa contra invasores holandeses, franceses, espanhóis e navios pirata. Endereço:: Av. Vitória, 320 - Forte São João. Tel.: (27) 3222-4561.

 

- Mercado Capixaba: Projetado pelo arquiteto Joseph Pitilick e construído para substituir o antigo mercado municipal, possui formas ecléticas e neoclássicas. Acessível por duas avenidas - Princesa Isabel e Jerônimo Monteiro - oferece artesanatos em argila, palha, bambu, entre outros. Endereço: Av. Princesa Isabel, 251 - Centro. Tel: (27) 3322-6805.

Compartilhar este post


Link para o post

* Praias:

 

- Praia de Camburi: Localizada ao norte da cidade, é a única praia da ilha que fica na área continental. Com seus 6 km de extensão, é completamente urbanizada e arborizada. Conta com posto de orientação para exercícios físicos, calçadão em toda orla para prática de corrida, caminhadas, passeios de bicicletas e áreas para realização de diversos esportes ao ar livre. Tem aproximadamente 25 quiosques que abrem por volta das 8h e fecham às 22h, oferecendo diversificada culinária e petiscos variados, banheiros e chuveiros. Toda a orla é bem iluminada.

 

- Monumento à Iemanjá: A obra é de Iannis Zavoudakis, artista grego radicado no Espirito Santo. Inaugurada em dezembro de 1988, o monumento é feito em concreto armado e traz a Rainha do Mar com os braços abertos e vestes azul celestial. Localizada na Praia de Camburi, destaca-se pela homenagem a Iemanjá, divindade da cultura afro-brasileira.

 

- Praia do Canto: Mar de águas frias e calmas para banho e prática de esportes náuticos e estreita faixa de areia para corridas e caminhadas. Dispõe de calçadão, iluminação noturna, bares, lanchonetes e excepcional área recreativa. Localizada no bairro de mesmo nome, ao lado do Iate Clube do Espírito Santo, é a moldura perfeita da Praça dos Namorados. Saem daí as lanchas que disputam todos os anos o Campeonato Internacional de Pesca Oceânica e a Ponte Desembargador Paes Barreto, que dá acesso à Ilha do Frade.

 

- Praça dos Namorados: Local de lazer com brinquedos, pista de skate, pista de patinação, lanchonete, quadra de esportes, áreas de feiras, área para passeio, chafariz, pista de cooper, campo de futebol de areia e palco para shows. É onde acontece a feira de artesanato e comidas típicas aos sábados e domingos a partir das 17 h. Com várias barraquinhas armadas com objetos de decoração, bijuterias, peças bordadas, roupas e calçados, é uma boa opção de compra e gastronomia nos fins de semanas. Av. saturnino de Brito, s/n - Praia do Canto, junto ao Iate Club do Espírito Santo.

 

- Monumento à Grécia: Inaugurado em 1986 e está instalado na Praça dos Desejos na Praia do Canto. Este monumento homenageia a Comunidade Helênica em Vitória. É constituído por um obelisco de concreto, coberto por partilhas coloridas. A base conta com quatro colunas gregas, que servem como molduras a cenas da arte helênica: cidade de Atenas, jogos olímpicos, soldados gregos e nau de combate no primeiro painel e um mapa da Grécia no segundo painel.

 

- Praça dos Desejos: Anexa a Praça dos Namorados possui bares lanchonetes pistas de patinação e skate quadras esportivas e ciclovia. Ideal para a pratica de esportes ou simplesmente caminhar observando o entardecer de Vitória. Como chegar: Na Praia do Canto pela Av. Nossa Senhora dos Navegantes.

 

- Curva da Jurema: Não é à toa que a praia da Curva da Jurema está sempre cheia. Numa faixa de areia com 800 metros de extensão, pode-se encontrar de tudo um pouco e a qualquer hora do dia. O visitante pode admirar a paisagem estando confortavelmente instalado em um dos muitos quiosques com áreas cobertas, que servem deliciosos petiscos da culinária capixaba.

 

- Posto de Informação Turística: Localizado no módulo nº 18 da praia da Curva da Jurema.

 

- Praça da Ciência: Praça com 7.500 m², é um espaço onde as crianças aprendem como ocorrem vários fenômenos físicos. Abriga brinquedos projetados e patenteados pelo Museu de Astronomia do Rio de Janeiro, bancos, jardins, gramados, ciclovias e calçadão. Um belo lugar de lazer educativo, à beira-mar, com brinquedos instigantes e interessantes que incentivam a aprender ciências. Dispõe de monitores para apresentar os equipamentos. Endereço:: Av. Nossa Senhora dos Navegantes, s/nº - Praia do Canto. Telefone: (27) 3345-0882.

 

- Monumento ao Imigrante Italiano: uma obra arquitetônica que marca o reconhecimento da importância da cultura italiana no Estado. Dois obeliscos em granito verde com 30 metros de altura e com 12 refletores, representando os povos capixaba e italiano, aproximam-se gradualmente até tocarem-se suavemente no topo. O monumento demonstra simbolicamente que a distância geográfica não é uma barreira para a integração cultural entre os povos. Uma iluminação especial, com as cores da bandeira italiana, cria um grande impacto visual, fazendo do monumento uma referência para a cidade de Vitória.

 

- Vista Panorâmica da Curva da Jurema: A ligação da ilha de Vitória com a Ilha do Boi se faz através de um aterro construído na extremidade sul da Curva da Jurema, e ali, de cima de uma grande rocha, se tem uma visão panorâmica, com as praias ao norte e a 3ª Ponte ao sul.

 

- Praça do Papa e Monumento Cruz Reverente: Monumento construído depois da visita do Papa João Paulo II ao Espírito Santo, em 1989. A Cruz Reverente foi feita pelo escultor grego Iannis Zavoudakis, sendo inaugurada em outubro de 1991. No alto da cruz está uma pomba branca que simboliza o Espírito Santo. Localizada na Praça do Papa, Enseada do Suá.

 

- Ilha do Frade e Praia das Castanheiras: Embora seja pequena, tem na beleza e sombras das suas castanheiras a grande atração para seus freqüentadores. A praia agrada a todos os gostos. Possui pequenas piscinas naturais, entre pedras, propícias para as crianças, além do mar aberto, para quem prefere dar longas braçadas. Situada em uma ilha, o acesso é feito por escada ou caminhando entre as rochas.

 

- Ruína Beneditina: Localizada na Ilha do Frade, que foi uma propriedade da Irmandade Religiosa dos Frades Benedetinos. Eles iniciaram, na Ilha, a construção de um Mosteiro que não chegou a ser concluído e atualmente, a ruína encontra-se em meio a casas e mansões.

 

- Ilha do Boi e Praias da Direita e da Esquerda: Com extensão de 140 metros, o local mantém sua reserva graças a algumas peculiaridades. Além das águas tranqüilas e claríssimas, a praia da Ilha do Boi é um belo recanto natural. Arborizada e a poucos minutos da Praia do Canto e Jardim da Penha, é o ponto de encontro dos jovens da cidade.

Compartilhar este post


Link para o post

* Parques:

 

- Parque Moscoso: Localizado no centro da cidade, é o primeiro e mais antigo parque de Vitória. Possui um sinuoso lago com peixes e ilhas, cortado por pontes de concreto que imitam a textura de troncos, e alamedas formadas por majestosas árvores. A concha acústica é palco de inúmeros espetáculos. Foi tombada como patrimônio cultural pelo Conselho Estadual de Cultura e é privilégio de poucas cidades brasileiras. Como chegar: pela Av. República, um dos principais acessos à saída de Vitória em direção à BR 101-Sul. Tel.: (27) 3381-6819.

 

- Parque Municipal Gruta da Onça: Com quase 69.000 m² de vegetação da Mata Atlântica, é ideal para trilhas entre nascentes e pequenos riachos, cercados de exuberante vegetação. Na entrada, uma grande onça de concreto protege uma nascente. Escadarias e caminhos íngremes levam a um belo passeio. Como chegar: Rua Barão de Monjardim, próximo à Casa do Porto das Artes, no Centro. Tel.: (27) 3132-7290.

 

- Chafariz da Capixaba: Monumento construído em 1828, tombado em nível estadual, é o único que restou dos cinco chafarizes que abasteciam a Cidade. Captava águas das nascentes do Morro da Capixaba. Em 1938, foi restaurado e hoje encontra-se em bom estado de conservação. Localiza-se em Barão de Monjardim, no sopé da subida para o Parque da Gruta da Onça.

 

- Parque da Fonte Grande: Localizado no Maciço Central da Ilha de Vitória, o parque é a última área contígua de grande porte, com vegetação característica de encostas da Mata Atlântica, na cidade. Lá podem ser observados répteis, invertebrados, pequenos mamíferos e aves. Com relevo acidentado, o ponto culminante do parque atinge quase 309 metros. Com localização e paisagens privilegiadas, os mirantes naturais proporcionam espetaculares e múltiplas visões da cidade. Como chegar: Rua Antônio Dell Antonia - Fradinhos e Rua Alziro Viana - Centro (para pedestres) ou Rodovia Serafim Derenzi e Estrada Tião Sá - Grande Vitória (subida para veículos). Tel.: (27) 3381-3521.

 

- Parque Municipal Horto de Maruípe: Belo cenário reconstruído da Mata Atlântica, recoberto pelo verde e colorido pelas flores, entre elas diversas espécies de bromélias típicas das montanhas do Estado. Uma nascente desce das encostas, formando lagos e um córrego cheio de curvas. O parque é uma das áreas verdes mais antigas da Capital, destacando o corredor formado por palmeiras imperiais. O local serve também para caminhadas e eventos culturais, além de possuir pista de patinação, campinho de futebol, quadras poliesportivas e equipamentos para exercícios físicos. Como chegar: Av. Maruípe, próximo ao Quartel da Polícia Militar - Maruípe. Tel.: 3382-6593.

 

- Pedra dos Olhos: Importante monumento natural de 296 metros de altura, é quase impossível não trocar olhares com ele, pois os olhos esculpidos pela erosão observam, das alturas, a cidade a seus pés. Está localizada em uma reserva que permite caminhadas por trilhas, escaladas e rappel. Como chegar: pelo bairro Tabuazeiro, na Av. Coronel José Martins Figueiredo sobe-se a pé até a pedra. Ou pelo bairro Fradinhos, de ônibus, saltando no primeiro ponto, sobe a primeira ladeira à direita; de carro, pela Rua José Malta. Tel.: (27) 3382-6555.

 

- Parque Municipal de Tabuazeiro: Com 50.140 m², encravado nos contrafortes do Maciço Central de Vitória, o parque foi implantado em uma área remanescente de um sítio agrícola. Por isso, inúmeras árvores frutíferas são encontradas como: jaqueiras, jambeiros, abacateiros, mangueiras e a árvore mais significativa, o secular cajá-mirim, conhecido também como tabuazeiro, que originou o nome do parque. Além das árvores, o parque possui duas nascentes que formam um lago e o córrego que corta sua área baixa; trilhas íngremes que levam a pontos privilegiados para a observação das belezas da região, como o mirante da Pedra do Urubu, a uma altitude de 200m. O parque conta ainda com campo de futebol society, quadra poliesportiva, playground e Centro de Educação Ambiental, com viveiro e horta de plantas medicinais, com distribuição de mudas para a comunidade e instituições interessadas. Como chegar: pela Rua Santos Dumont com a Rua Jácomo Forza, no bairro Tabuazeiro. Tel.: (27) 3382-7291.

 

- Parque Municipal Pedra da Cebola: Possui plantas típicas de mata de restinga e vegetação rupestre nativa do local, que abrigam pequenos répteis e aves. O Parque também conta com jardim oriental e mirante sobre o paredão rochoso. Do outro lado, uma área plana serve para eventos de pequeno e médio porte e prática de esportes. Seu nome deriva de uma grande pedra esculpida pela natureza que repousa sobre outra rocha, e que devido a seu comportamento geológico se “descama” de maneira similar as palhas de uma cebola. Como chegar: acesso pela Av. Fernando Ferrari e Rua João Batista Celestino, na Mata da Praia. Tel.: (27) 3327-4353.

 

- Parque da Mata da Praia: Localizado próximo à Praia de Camburi, o parque foi criado pela união de 5 praças. Fantástica área de contemplação da natureza original da região e de observação de aves silvestres. A mancha verde se destaca em meio a imensos mosaicos marrons, compostos pelos telhados coloniais das casas do elegante bairro da Mata da Praia. Possui equipamentos de lazer como quadras poliesportivas, campos de futebol de areia e society, bocha, playground e Centro de Educação Ambiental. Como chegar: pelo bairro Mata da Praia há três principais acessos: Av. Nicolau Von Schilgen, Av. Antônio Borges e Av. Construtor Davi Teixeira. Tel.: (27) 3382-6595/3382-6539.

 

- Parque Municipal de Barreiros: Área de um antigo sítio onde se desenvolviam a agricultura, foi adquirida pelo município de Vitória em 1991. Mangueiras, cajueiros, jaqueiras, abiuzeiros, ingazeiros, jamelões e abricoteiros se espalham, compondo a região mais plana, entre muitas outras espécies de porte menor. Uma nascente dá origem ao córrego que atravessa o parque em sua parte lateral. A denominação de Barreiros se deve à antiga fazenda que ocupava áreas dos atuais bairros de Joana D'arc e São Cristóvão. A fazenda foi extinta, mas o nome ficou. Até o final dos anos 60, ela denominou a área que equivale aos bairros. Hoje, identifica o parque, localizado em parte das terras que pertenceram à antiga propriedade rural. Como chegar: pelos bairros São Cristóvão e Joana D'arc, acesso pela Rodovia Serafim Derenzi. Tel.: (27) 3382-6598.

Compartilhar este post


Link para o post

Olá Tarcísio,

 

Assim como em todo o Brasil, o clima no Espírito Santo é muito instável. Mas frio mesmo, apenas se vier algum frente fria, pois a latitude e altitude da cidade de Vitória, não nos permite experimentar temperaturas baixas. O hotel não é contra-indicado e há calçadão na praia de camburi, que a propósito, é própria para banho.

 

Caso haja ainda alguma dúvida, não hesite em perguntar.

 

Boa viagem e seja Bem-vindo.

Compartilhar este post


Link para o post

Participe da conversa!

Você pode ajudar esse viajante agora e se cadastrar depois. Se você tem uma conta,clique aqui para fazer o login.

Visitante
Responder

×   Você colou conteúdo com formatação.   Remover formatação

  Apenas 75 emoticons no total são permitidos.

×   Seu link foi automaticamente incorporado.   Mostrar como link

×   Seu conteúdo anterior foi restaurado.   Limpar o editor

×   Não é possível colar imagens diretamente. Carregar ou inserir imagens do URL.

  • Conteúdo Similar

    • Por tqueel
      Hospedagem no Quality Suites Vila Velha - R$237,30 (desconto);
      Aluguel de carro Movida R$333,00;
      Mercado R$38,00;
      Combustível R$50,00 + R$104,39
      Feirinha R$23,00 + R$10,00
      Tem pedágio para ir até Vila Velha R$2,00 para carros.
      1 Dia
      Acordamos as 08 e tomamos café no hotel, saímos em direção a Coqueiral de Aracruz.
      Voltamos na direção do aeroporto, passamos pedágio de R$2,00 só de ida, na volta para vila Velha ñ tinha.
      Chegamos em coqueiral, bem gostoso, água sem ondas na parte que ficamos, fizemos um lanche e fomos até a praia grande, essa bem movimentada, bastante mesas e cadeiras passamos o restante da tarde ali, depois disso voltamos para Vila Velha e tentamos encontrar a praia secreta, fica no sentido do Farol de Santa Luzia (não paga entrada), a entrada da praia secreta é um buraco na parede que leva ao farol, passamos de carro e ñ vimos, o GPS mandava em outra parte, rsrs A praia secreta é bem bonita também, tava meio lotada pelo tamanho e para finalizar fomos a praia onde tem o letreiro #amor💜es.
      No segundo dia, 
      Saímos em direção a Matilde, passamos por um pedágio R$9,00, um pouco longo o caminho, mas muito bem identificado, não paga nada pra entrar, só difícil vaga, era feriado e tinha bastante movimento.
      Tem a parte do mirante da cachoeira e o mirante mais famoso circular (concorrido, rsrs), após o mirante fomos até a ferrovia, onde seguimos o caminho até o túnel dos escravos, caminhada bem tranquila e com sombras. 
      Guarapari foi nossa segunda parada, tem feirinha de artesanato, praia para todos os gostos, ficamos no mar, orla gostosa, gostei de tudo, final do dia retornamos ao hotel novamente, fica bem localizado na praia da costa, caminhamos a noite para comer, várias opções e bem movimentada a orla, me senti super segura (o que é raro!).
      Terceiro e último dia.
      Pesquisamos e descobrimos que teria música no morro do moreno, onde já tínhamos intenção de conhecer. Massss, acordamos tarde, hahahahaha
      Começamos o dia no convento da Penha, muito lindo lá, queria assistir a missa, mas ñ tínhamos tempo, é realmente muito alto e com uma visão muito maravilhosa da cidade!!! 
      Tem a opção se você quiser subir e descer de van R$5,00 os dois trajetos.
      Depois fomos ao morro do moreno, falaram q o melhor é subir antes das 14, devido a ter polícia, outros horários falaram que é arriscado, quase ñ quis subir, pois faço trilhas de morros em Curitiba e eu não estava de bota, apenas de chinelo, mas criei coragem e fui, qualquer coisa ficaria descalço, mas nossa é uma estrada, ñ é trilha (dizem que tem o outro lado que tem a escalada mesmo), mas BEM TRANQUILO subir e a vista é MARAVILHOSA!!!!
      PS. na volta o Bruno arrebentou o chinelo, rsrs o meu estava intacto.
      Depois disso ficamos na praia da Costa na frente do nosso hotel, tomamos banho e partimos para Vitória. 
      Fomos ao monumento 360*, super bonito, amei!!!
      Enfim Vitória é uma cidade linda, cheia de natureza, morros, pedras, praia. Adorei e voltaria, sem contar que fizemos tudo e de maneira hiper barateza.








×
×
  • Criar Novo...