Ir para conteúdo
  • Faça parte da nossa comunidade! 

    Encontre companhia para viajar, compartilhe dicas e relatos, faça perguntas e ajude outros viajantes! 

xaliba

Como aprender o raio do INGLES???

Posts Recomendados

Olá Xaliba,

 

Sou novo aqui no site por isso só agora descobri seu post. Cara, é excelente. Parabéns ... vc é um exemplo de superação na fluência de um idioma.

Para lhe dizer a verdade, nunca gostei muito do inglês e assim fui me esquivando da lingua. Sempre torcia o nariz quando alguém me dizia "Você não quer aprender inglês?". A verdade era que não mesmo. Assim foi passando o tempo... fiz ciências da computação com um inglês ridiculamente "quase-instrumetal" ... foi difícil, pois a maior parte da literatura era justamente no que eu menos gostava: o dito "inglês".

Bom, o tempo passou, cabei por me formar e sabe aquela paixão pelo inglês ... então, ela não veio .... huahuahuahu

Há cerca de um ano e meio, enquanto iniciava meus estudos em uma nova área - o direito - resolvi aprender francês. Foi um Deus-nos-acuda ... todos queriam saber a razão de ser francês e não o inglês (caminho meio que natural ...). Pensei que me queimariam em praça pública, desfilariam com minha cabeça sobre uma estaca etc. Pois é, francês!!!

Sempre fui meio "auto-didata" (se é que sei ser "meio" em alguma coisa). Mas havia um problema: como conversar com alguém em francês na cidade onde resido, em Piracicaba-SP (atenção galera, é mito esse negócio das "pamonhas, pamonhas, pamonhas ... pamonhas de Piracicaba - huahuahua ...áqui só tem cana e pamonha é apenas jogada de marketing).

Fui a uma escola de idiomas - Wizard - e iniciei o curso. Tudo começou muitíssimo bem, me dedicava muito, era constantemente elogiado. A faculdade foi "apertando" e, confesso, fiquei extremamente chateado quando houve substituição da professora. Tudo bem, ela era mais bonita e tinha um sotaque lindo, mas não é esse o motivo predominante... A nova professora não saia do material, não cobrava empenho, não estimulava. Bom, como vivo de estímulos e o curso sofreu um considerável reajuste, isso acrescido aos meus colegas de turma que não estudavam em casa e queriam fazer a lição na aula, parei o curso. :(

 

Hoje, estudo de maneira autônoma, mas ainda enfento a mesma barreira: falta com quem falar em francês ... a gramática está rolando legal, mas falta um estímulo de conversação.

 

E talvez me perguntem: e onde entra o inglês nisso tudo?

Retrocederei um pouco: Conheço diversas pessoas que falam inglês (por serem nativos), um deles - o Doug - é australiano e quando bebemos no bar tenho a impressão de que ele é o próprio Crocodilo Dundee - huahuahuahua - mas nos entendemos, uma vez que a única palavra que ele faz questão de aprender em portugues é "capeta", em razão da bebida tão apreciada por ele e que ingere aos litros.

Recentemente conheci Nori, um japonês que está numa trip pelo mundo e, acreditem, enquanto esperava por um ônibus no Laos, conheceu Bella Bruna (é esse mesmo o nome dela, ao qual ela faz jus) e ele veio parar no Brasil. Louco, né!!! Pois bem, o inglês dele (muito ruim) ele adquiriu durante a trip e para poder me counicar com ele, escrevia num papel e ele respondia da mesma forma. Me senti um analfabeto dentro de uma biblioteca. O cara era japonês, produtor musical, um ano numa trip pelo mundo e eu não falava com ele. Sorte que a música é uma linguagem universal.

Agora, carros colegas, planejo minha primeira EuroTrip - com cerca de duas semanas na França, é claro - e estou começando a pensar na idéia de ter, no mínimo, um inglês de sobrevivência, para ir a um pub, conseguir falar com alguma garota, conversar com a galera nos hostels, enfim, fugir do exclusivo "money talk" ... que pode ser mais frio que minha planejada estadia em Moscou.

 

Se servir para algo, deixo uma dicas que funciona comigo: apague todas as músicas em portugues do seu celular/ipod/pendrive/qualquer engenhoca que saia som, coloque apenas músicas na lingua que deseja aprender ... é loucura, mas ajuda. Difícil para eu que sou amante da MPB, mas c´est la vie.

 

Xaliba, novamente parabéns pelo post ... já foi para os favoritos desde que li o início.

 

Ps.: Ouvi dizer que tem alguns franceses aqui na ESALQ-USP, onde moro ... recentemente iniciei caminhadas no local. Vai que eu encontro alguma alma caridosa que fale francês ... e, de quebra, queimo algumas calorias obtidas com tanto custo ... huahuahua

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Aeee, xaliba. Seu relato me motivou a aprender inglês. Vou seguir suas dicas. Abração!!!!

::otemo::

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Cara, parabéns pela iniciativa de contar pra gente como você aprendeu inglês. Eu vou seguir esse caminho com muita motivação. Meu inglês é razoável, no sentido de que consigo entender qualquer conversa em qualquer situação, não passo fome e consigo passar minhas ideias tbm, mas longe de fazer tudo isso a 100%!!! rsrsrs... Mas agora, acho que vou dar um bom UP com essas suas dicas aí. Parabéns, meu amigo! Agradeço-te demais! Take care! Bye, bye...

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Pessoal, essas dicas do Xaliba funcionam mesmo!!! Vou falar para vocês como eu estou fazendo.

 

Esses dias eu li um livro em inglês e foi ótimo! Aprendi vários vocabulários. Sempre que você encontrar uma palavra nova que você não sabe o significado, não recorra ao dicionário Inglês-Português, mas sim ao dicionário Inglês-Inglês. É isso que o Xaliba faz. Essa fase eu chamo de "fase de input", são vocabulários novos que chegam até você por meio da leitura. Mas tem a "fase de output" tbm, vou explicar...

 

Eu estou fazendo assim, eu leio o livro e a cada palavra nova eu consulto o dicionário inglês/inglês e vou anotando as palavras em uma listinha. No final da leitura, eu crio um texto completamente desconexo usando as palavras novas na mesma ordem em que elas foram anotadas. Faço um texto maluco mesmo, coisa que vem na cabeça. Só para citar um exemplo, ontem eu aprendi as palavras "hangman" e "drawer". Aí eu construí uma frase assim:

 

"Nobody could imagine that the hangman would use the gun stored inside the desk drawer of Dr. Campbell."

 

É mais ou menos por aí. Tenha um caderno de estudos e deixe tudo registrado para consultas posteriores. Recomendo fazer pelo menos três revisões de cada exercício de output ao longo do dia. Isso é rápido, na verdade você só vai reler o texto que você bolou no dia, até fixar bem. Aí eu recomendo outra revisão depois de uma semana, mesma coisa, só lendo o que você escreveu 7 dias atrás, and so on and so forth... Depois, faça uma revisão a cada mês e a cada trimestre...

 

Se você não estudar, olha o que acontece: ::toma::::hahaha::::quilpish::::prestessao::::essa::::dãã2::ãã2::'> ::vapapu::

 

 

Hugs!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

post realmente ótimo.

serve como inspiração para galera que quer aprender o inglês.

comecei um curso de inglês em março, mas daquele jeito (ir só por ir).

os professores la sempre falam para começar a assistir filmes em inglês, treinar a fala , e eu só vejo o inglês la na aula.

lendo esse post me animei para realmente levar a sério o aprendizado.

parabéns pelo relato

 

obs. tenho muita, mas muita dificuldade em ouvir o inglês (tenho q colocar pra repetir umas 50 vezes para entender uma frase, rsrs)

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
obs. tenho muita, mas muita dificuldade em ouvir o inglês (tenho q colocar pra repetir umas 50 vezes para entender uma frase, rsrs)

 

Comece vendo coisas mais simples de entender: assista documentários como os da NatGeo e Discovery, em que os locutores falam mais devagar e tem uma pronuncia mais padronizada, dando para pegar as nuances das consoantes. Depois passe para filmes onde há as gírias, sotaques, a velocidade é maior, as palavras as vezes são pronunciadas suprimindo fonemas. Finalmente, as séries de comédia com suas piadas baseadas em trocadilhos.

 

 

Com relação à música, também tem gente mais difícile de entender. Estou entrando só no mérito da facilidade de entender, não se é bom ou ruim. Por exemplo, Alanis Morissette comprime duas, três palavras em cinco segundos e tem coisa dela que nem falante nativo consegue acompanhar. Bandas de heavy metal também complica para pegar no começo por causa do modo que eles cantam. Rappers tem o problema das gírias, que as vezes são específicas de um canto de uma cidade.

 

Uma artista que eu acho legal para começar a pegar é a Madonna, que costuma separar bem as palavras, tanto que entrevistas dela também costumam ser fáceis de entender. U2, acho que também dá para pegar bem, se optar por repertório lá dos anos 80, quando ainda não tinha eletrônica se sobrepondo aos vocais e o Bono fazia menos falsete. Beatles também tem muita coisa simples de entender.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

HI guy!

 

Muito legal o post, acabei de trancar meu curso de letras língua inglesa na melhor universidade do nordeste. Acumulado pós com graduação e trabalho não dá. As dicas procedem. Vou acompanhar este fórum. :-D

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Venho lendo esse fórum a uns 3 dias sem parar!! Mas agora que eu li o tópico do xalibão aí me motivei a dar uma escrevinhada. É a primeira vez.

Pow cara, tua estória encaixou muito com o que eu pretendo pra mim, até por questões financeiras...(cultura inglesa por enquanto, no way...). O que ajuda é que sempre fui meio auto-didata, mas na mesma medida bem preguiçosão também, hauhauauhhauha. Tão importante quanto as lições de (sobre) inglês, mochilagem, entre outras, são as lições de vida que venho colhendo por aki. Sempre com uma galera gente boua e descolada!

O meu principal problema como sempre é o bendito money :). Emprego normalzinho, salarinho, familia sem condições de ajudar muito. Mas tou planejando minha primeira trip aki no quintal de casa mesmo, itupava, marumba(Pico do Marumbi), curto o estilo natureba, hsuahuwehuahduh. Também acho que escalada é um esporte bacana. Entaum acho que dinheiro não vai ser problema, nesse começo. Don't panic, no prob guy! Acho que a gente sempre tem que começar não é?! De preferência pelo começo!! Eu já tive muitos começos, o que não tive foi persistência. Já consegui uma bolsa de Medicina uma vez, e acabei perdendo, por falta dela, (e grana também, fazer o quê), e passei tanto tempo me lamentando por essa e outras perdas pelo caminho que, andei enterrando meus talentos, sonhos =). Resultado? Quase 3.0 agora, mas não vou desistir. Mas o que quero mesmo é um dia viajar por ai, me comunicar com várias pessoas aprender outras linguas. Me interessou tambem alguns outros tópicos por aqui, como o Como viajar pelo mundo sem dinheiro(por motivos óbvios, kkkkkkk), outro do Marumbi que o Danilo criou entre muitos outros. Cara, demais esse seu texto, você está no lugar certo como professor. Algumas coisas eu sempe fiz, como ver filmes legendados, e talz, tenho facilidade, o que sempre faltou foi dedicação. Mas sei lá, tô sentindo um vento norte aê, rsrsrsrs. Acho que estou naquela fase que você esteve de começar a ler, ler, ler, usar monolingue e etc, só se abraçar e go, go, go. Bom ver boas experiências como a sua e muitas outras aqui sobre as mais variadas coisas. Bom pra abreviar tudo e não se estender mais, parece que o xaliba tem o mel msm, hein, pqp, rsrsrsrsrs. Dá pra ver na receptividade do público feminino aos posts, kkkkkk. O cara é sortudo galera. Bom o que mais queria dizer é agradecer a todos no forum por expor aqui parte de suas vidas, e dicas e td o mais, esse site é o que há. Sempre estarei por aki lendo e aprendendo, mas sempre no estilo do Sandman(colaborador), só quetim, (ele disse em algum post ae que leu mto o forum antes de contribuir com algo), afinal tenho nada a contribuir, mas espero um dia contribuir bastante aki também, e ter mta história pra contar. Abraço!!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

E fora que uma coisa é saber dar a aula de biologia, outra é saber dar todos os recados, explicar todas as logísticas da trip, falar das refeições, tudo, tudo, tudo, ai que eu fui entendendo o que realmente significa falar uma língua! Hoje lembrando eu tenho pena dos alunos, haha, os professores nativos foram super pacientes comigo.

 

Saber falar um idioma é coisa 1 saber dar aula é coisa 2. Tive professores particulares nativos que simplesmente não sabiam dar aula. Sua aula de bio devia ser muito boa, tão boa que superava a barreira liguística.

Não sou fluente em ingles, mas me comunico relativamente bem. Mas só comecei a evoluir de verdade quando tive situações (tanto em aula, viagens e situações cotidianas) em que não tive opções e tive que me virar com o que eu sabia. Falava pausada, as vezes não me entendiam, eu fazia gestos, até que uma hora a coisa acontecia.

 

A dica que eu dou para quem tem vergonha de falar (o que é muito nomal) é de tentar puxar conversa com algum gringo que não tenha o ingles como sua língua primária. Vc vai perceber, que não é só vc que tem dificuldades em pronunciar fonemas ou estruturar frases. Para fazer isso, se não estiver numa situação de viajante, visite o bar de algum hostel... sempre há festas e gringos aos montes. Quando vc viaja vc não fica super afim de conhecer os "nativos" do lugar? Então... todos vão se interessar em falar com vc, acredite!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Pow Xaliba me deu um baita de um incentivo esse seu post, o pouco (qse nada) que aprendi de inglês, foi lendo alguns livros de escolas de idiomas que peguei "emprestado" com os amigos... Mas isso já tem anos, n pratiquei e esqueci 90% e lendo tudo isso, me deu grande animo que vc nem tem idéia... tanto que li tudinho tudinh e imprimi, e coloquei na porta da minha geladeira, tipo aquelas pessoas que precisam emagrecer..hehehe

 

Espero que em breve eu volte aqui e t reporte novidades e evolução no idioma.. falow?!? ::otemo::

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar Agora



×
×
  • Criar Novo...