Ir para conteúdo

Moscou, São Petersburgo, Tallinn e Helsinque OUT/2019


Posts Recomendados

  • 1 mês depois...
  • Membros

HELSINQUE

Confesso que minhas expectativas sobre Helsinque não eram muito boas, pois sempre lia que era uma cidade cara e com pouca coisa para fazer, talvez por isso acabei me surpreendo tanto com essa cidade.

Realmente não tem tantas atrações turísticas (dois dias é o tempo máximo se o seu objetivo for apenas turismo), porém eu acabei descobrindo uma cidade extremamente agradável, organizada e funcional, com uma sociedade muito evoluída e pessoas com a mente aberta. É aquele tipo de cidade que dá vontade de morar.

Eu peguei um TAV trem de alta velocidade em São Petersburgo pela Allegro pagando 29 euros. Recomendo muito fazer esse trecho de trem, as paisagens são incríveis!

A estação de trem fica bem no centro da cidade, o que facilita muito o acesso. Recomendo que se hospede perto da estação, pois poderá fazer tudo a pé.

Eu tive efetivamente 1 dia e meio na cidade, onde conseguir fazer tudo que queria (único lugar que não fiz foi a Fortaleza)

Fiz tudo a pé pela cidade dividindo meu roteiro geograficamente:

Dia 1 (completo): Comece pela Senate Square (praça principal da cidade) onde está a famosa Catederal de Helsinque e o Helsinki City Museum (entrada grátis). O famoso café Nehaus também fica próximo. Depois você pode ir sentido o terminal de balsas (Kauppatori) ali está o charmoso Kauppahalli (Old Market Hall) onde você pode almoçar. Outras duas atrações neste local são o Flying cinema (cinema virtual) que custa de 8-12 euros e a SkyWheel (roda gigante de Helsinque). Para fechar este dia você pode visitar a Catedral Uspenski (catedral ortodoxa russa). Você pode retornar para a região central pela Esplanadi (uma linda praça que corta uma das avenidas mais charmosas da cidade)

Dia 2 (meio período): Ida para a região norte da cidade começando pela Capela do Silêncio (gratuita), depois a igreja Temppeliaukio (construída em uma rocha dentro da cidade (entrada 3 euros) e se ainda tiver tempo pode caminhar ou pegar um tram até o monumento Sibelius dentro do parque. Caso vá no verão pode fechar seu dia na praia de Hietaranta vendo o pôr do sol.

Como Helsinque é uma cidade muito cara vou compartilhar uma dica de restaurante com ótimo preço chamado Suburritos (comida mexicana no estilo encha seu prato com o tanto que conseguir pagando 10 euros). Boa opção pra quem também é vegetariano.

A única vez que usei uber na cidade foi no deslocamento para o terminal Länsiterm para pegar o ferry para Tallinn.

IMG_0509.JPG

IMG_0541.JPG

IMG_0597.JPG

IMG_0601.JPG

  • Gostei! 4
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • 2 meses depois...
  • Colaboradores

@rubens.manoel Cara, adorei ler uma opinião sobre Helsinque! 

Me diz uma coisa, usou algum chip de dados na Russia? Qual operadora?

Outra duvida, conseguia se comunicar em Ingles em St. Petersburg?

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • 3 meses depois...
  • Membros

MOSCOU

Minha última parada seria justamente a cidade que eu tinha maior curiosidade em conhecer. Cidades como Moscou, Roma, Berlim e Atenas são aulas de história em forma de metrópole, onde presente e passado se integram de forma harmoniosa.

Há dois grandes aeroportos em Moscou, mas por qualquer um deles que você chegar vai ter um fácil deslocamento, pois ambos possuem um serviço de trem (muito bom) ligando os aeroportos até alguma estação de metrô, a partir dali você consegue ir para qualquer região da cidade, ainda mais em uma cidade muito bem servida de transporte sobre trilhos.

Aliás as estações de metrô são um dos pontos turísticos em Moscou e São Petersburgo, são extremamente profundas ( você nem consegue enxergar o final das escadas rolantes, fora a construção individual, cada uma com uma estética e estilo), não sou especialista em arquitetura, mesmo assim fiquei encantado, destaco aqui Komsomolskaya/Teatralnaya.

O melhor lugar para se hospedar é nos arredores da Red Square, principalmente próximo à avenida Tverskaya. Me hospedei em um hotel capsula (bem diferente, legal a experiência para quem não é claustrofóbico 😅).

A Red Square é o coração de Moscou, sempre lotada de dia e de noite é considerada por muitos (e eu concordo) a praça mais bonita do mundo. Nela estão o shopping GUM (bem luxuoso, só entrei pra olhar – não comprei nada 🤑), o Kremlin de Moscou (ingressos entre 250-1000 rublos) é muito grande você precisa de pelo menos meio período para circular lá dentro, o Museu de história da Rússia (não entrei), o Mausoléu de Lenin e a famosa (e linda) Catedral de São Basílio (ingressos entre 700/1000) um pouco caro, mas vale muito a pena. Ali perto também estão o Parque Zaryadye (se tiver tempo sobrando vale a conhecer) e Alexander Garden é um outro ponto super agradável nos arredores do Kremlin.

Moscou possui um centro financeiro em outra área da cidade que me surpreendeu bastante: Moscou City Towers, edifícios modernos e vista incrível do rio. Sugiro atravessar a ponte Bagration (estavam instalando restaurantes e cafés quando fui). É uma boa pedida para o fim de tarde.

Um outro ponto que conheci, mas acredito que não seja algo prioritário é a região de Izmailovo: há um Kremlin no estilo shopping, com restaurantes e lazer para crianças (as fotos ficam ótimas), mas após chegar na estação de metrô precisa pegar um táxi ou Uber até lá. Há um mercadão (comprei muitas coisas lá – melhores preços que achei) e há um lindo parque perto desse mercadão (do outro lado da estação de metrô).

Também fui até Arbat Street, onde disseram que era tudo muito barato, mas nem achei tão barato assim hehe, foi bom para comprar lembrancinhas.

Caso seja vegetariano (ou não rs) indico um restaurante chamado Avocado, ambiente agradável e pratos vegetarianos e veganos muito criativos e saborosos (fui lá 3 vezes hehe) 💚

Eu não senti qualquer situação de homofobia direta, mas claro que não é um país de mente aberta (St. Peter é um pouco mais).

Eu acredito que uma pessoa que pensa em conhecer a Rússia tem a mente aberta ao ponto de entender que pessoas no mundo todo vivem de forma diferente. Religião, clima, história e cultura interferem muito no modo de vida de cada pessoa/sociedade e nós viajantes caminhamos por aí para entender um pouquinho de tudo isso.

Espero que meu relato tenha ajudado alguém e qualquer dúvida estou à disposição.

 

 

foto1.jpg

foto2.jpg

foto3.jpg

foto4.jpg

foto5.jpg

foto6.jpg

  • Gostei! 3
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Membros

@Rafael_Salvador foi muito legal ir para Helsinque e tirar minhas próprias impressões, pois se dependesse da opinião de outros eu nem teria ido rs.

Eu não comprei chip para o celular na Rússia, mas pelo que pesquisei é fácil de encontrar (inclusive no próprio aeroporto).

Eu consegui me comunicar bem em inglês em restaurantes e pontos turísticos, mas pra pedia informação no metrô ou qualquer outra pessoa na rua é difícil, nem todos falam inglês.

  • Gostei! 2
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • rubens.manoel changed the title to Moscou, São Petersburgo, Tallinn e Helsinque OUT/2019

Participe da conversa

Você pode postar agora e se cadastrar mais tarde. Se você tem uma conta, faça o login para postar com sua conta.

Visitante
Responder

×   Você colou conteúdo com formatação.   Remover formatação

  Apenas 75 emojis são permitidos.

×   Seu link foi automaticamente incorporado.   Mostrar como link

×   Seu conteúdo anterior foi restaurado.   Limpar o editor

×   Não é possível colar imagens diretamente. Carregar ou inserir imagens do URL.

×
×
  • Criar Novo...