Ir para conteúdo

Monte Roraima


furikuri

Posts Recomendados

  • Membros de Honra

Estive recentemente em Santa Helena de Uiaren na Venezuela.

Pesquisei os preços nas operadoras. A maioria tem um mesmo pacote padrão.

- 3 dias para subir

- 2 ou 1 dia em cima

- 2 dias para descer

- Carregadores que levam ateh 15 kg para cada um dos participantes

- Comida inclusa

- Caminhada em media de 5hrs por dia

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Membros

Opa, acabei de voltar de la. Cheguei ontem em SP de alma lavada em um dos melhores e mais inusitados carnavais da minha vida. Segue um relato:

 

Decidi ir para o Monte no Carnaval mas como todo mundo queria ir pro rio acabei sem companhia e fui sozinho mesmo. Armei todo o esquema de logistica de comida, roupas, itens essensiais, remédios, etc. Tudo muito além do realmente precisava mas queria encarar um esquema bem independente. Amanhã coloco por aqui a minha planilha de logistica. Tinha conseguido de tudo, até um mapa bem detalhado do monte com coordenadas de GPS e os melhores pontos. Botei tudo na mochila e ficou um mostro de pesado, algo como 38 kilos, mas la me fui.

 

Cheguei em Boa Vista e fiquei no Hotel Ideal, uma espelunquinha barata e bem ruizinha, mas que deu pra dormir bem. Dia seguinte me informo que o melhor jeito de ir pra Santa Elena não pe de onibus mas de Taxi. fui para o "ponto" e o motorista me explicou que precisa de 4 passageiros para viabilizar a viagem, mas como ja tinha 3 esperando la fomos nós, 25 reaus por pessoa. O motorista que era Cearense, eu, um garimpeiro e dois indios que viviam na fronteira. Em 2 horas e pouco estava em Santa ELena na rua das operadoras e dos hoteizinhos de gringos.

 

Fiquei no Hetel Michelle, que fica do lado de um restaurante chines e é bem tranquilo, barato e com chuveiro elétrico e ventilador. Ai coimecei a passear e conversar com as pessoas. O transporte independente até Paraitepui saia 200000 bolivares (200 reaus) que achhei muito caro. Ai em uma das operadoras um grupo estava se formando para o dia seguinte. Conversei com o guia (um indio da guiana que ja tinha cortado madeira no paraná) e falei que queria ficar mais no topo e que tinha ja tudo esquematizado, não precisava de nada. Ele falou que eu deveria acompanhar eles e ai ele me arrumava um guia para ficar la em cima. O preço foi 300000 bolivares (os outros estavam pagando 500000, pois não tinham nada, nem barraca nem comida) achei justo.

 

De cara todos viram com espanto o tamanho da minha mochila e ficaram abismados me perguntando pq eu levaria tanta coisa e não iria como eles. tentei explicar mas não acho que eles entenderam até eu falar: Se o guia fugir com toda a comida vcs estçao fudidos e perdidos e eu ainda consgo ficar 7 dias por la e ainda saber voltar sozinho.

 

No final acabei rachando um porteador com um casal de polacos (que não queriam carregar nada) e minha mochila ficou com uns 30 kg só (o que fez uma baaita diferença).

 

Ai começou a andança. Eu com mais do que o dobro de carga que a maioria sempre ficava um pouco pra trás e o pessoal ainda achando que eu era louco. Primeiro dia até Rio Tec, segundo dia mais puxado até a Base (só subida) e o terceiro o mais puchado de todos que foi a subida de 3 kms com uma variação de 1000m de altitude até o topo.

 

La em cima acampamos em um Hotel, uma de muitas formações de rocha que tem puchados ou caverninhas onde da pra armar a barraca. O visual do lugar era mesmo incrível. Parece outro planeta ou a terra num tempo muito primitivo, muita rocha, alguma e baixa vegetação e muuuita agua e umidade. Em todo lugar se ve rios, laguinhos, riachos, poças, lama....

 

De uma hora para a outra o tempo fehcou e não se via mais nada, tudo branco e muita chuva. Ai acho que o grupo começou a me entender... As barracas alugadas deles enchiam de agua, a comida não era pouca mas muito sem graça e sem sustância, nenhum deles tinha um abrigo ou casaco bom para a chuva e o sleepings alugados (que ja estava meio molhados) não seguravam o frio de uns 4 ou 5 graus a noite. E eu sequinho, bem alimentado e aquecido.

 

No dia seguinte o tempo estava igual, muuito ruim e eu que ja estava com o meu guia resolvi ficar para esperar o tempo melhorar antes de embarcar para o norte o Roraima, onde eu dormiria no unico Hotel em territorio brasileiro.

 

Os outros do grupo fincaram o pé que queriam ir ver o ponto triplicie naquele dia (fronteira entre BRasil Venezuela e Guiana Essequiba) eu comentei que achava bobagem pq não se via nada, o guia falou a mesma coisa e enfatisou que ninguem tinha equipo bom para chuva. Mas la foram eles, se erolando em sacos de lixo e pedaços de plastico.

 

Passei um dia fantastico, relaxando e conversando com outrso guias que de hora em hora apareciam para trocar uma ideia. Noi fim da tarde regressam o grupo... encharcados e com uma cara pior que a outra. O polaco me desabafa: se houvessem pegado a mochila e andado em volta do hotel por 7 horas teriam visto a mesma coisa que viram. Estavam meio desolados e decepcionados.

 

No dia segiuinte eles voltaram para a base e eu fiquei la em cima e... o tempo abriu! Partimos eu e o guia (um idiozinho de uns 50 anos que parecia um moleque pulando pelas pedras). Andamos cerca de 5 horas até o Hotel Coati, o hotel brasileiro.

 

As paisagens eram espetaculares, haviam vales, gretas, picos realemnte indicritível. E o Coati foi uma atração a parte, parecia uma caverna mesmo com duas entradas, um riozinho correndo ao lado, e o melhor, ninguem por perto (onde estavamo0s antes se via constantemente outros gfrupos passeando)

 

Ainda resolvemos ir mais ao norte ainda (depois de armar as barracas e deixar as coisas prontas) para tentar chegar na Proa, o extremo norte do Roraima. Mas ai mais uma vez fomos barrados pelo tempo inconstante. De uma hora pra outra tudo fechou e começou uma baita chuva e uma neblina que não se enchergava um palmo na frente. Depois de andar 4 kms assim acabei desistindo e voltando, comecei a ter a impressão que o guia esva meio perdido mas depois jogando os dados no GPs vi que era aquilo mesmo, mas não foi dessa vez.

 

Esse dia me fez repensar bem o que pretendia no inicio, fazer a trip sozinho sem guia. Nso primeiro dias é COMPLETAMENTE DESNECESSÁRIO o acompanhamento de um guia, a trilha é uma só e bem demarcada, a subida tb e não apresente quase nenhum trecho muito complicado (fora umas pedrinhas lisas). Com GPS então tranquilíssimo. Agora la em cima as coisas mudam e mudam bom. Não ha trilhas pois só se caminha sebre rochas e leitos de rios. Os caminhos são muito serpenteados, se sobe e desce muitos picos e vales de rocha no caminho e o pior, exitem muitos lugares onde se pisa e a lama vai até o joelho. O guia sabe exatamente onde pisar para que isso não aconteça e eu me via contantemente seguindo exatamente os passos do guia para não passar o resto do dia com o pé molhado. La em cima um guia é imprescindível mesmo com GPS.

 

A volta foi bem acelerada, saimos do Coati as 9 da manhã e as 14 ja estavamos na beira da descida, mais 3 horas e estavamos no campo base sozinhos. Dia seguinte tb comemos uma etapa, fomos do campo base direto para PAraitepui, 2 horas até o Rio Tec e depois mais 4 exauistivas atpe paraitepui. Isso no final fez com que a pesar de ganhar 2 dias (usualmente se faria esse percurso em 4 dias) tive que pagar os miseraveis 200000 para umtransporte para Santa ELena, ja que não havia ninguem que estivesse regressando para la aquele dia que eu pudesse pegar carona. E vi que os indios viram que eu estava cansado demais pra procurar por um negócio melhor... fiquei meio puto nesse final, mas nada que uma bela Polacita (brejinha) e um enorme prato de Yaquisoba com centenas de imagens incríveis na mente não melhorasse.

 

Foi assim dia seguiinte peguei um Taxi para Pacaraima (cidade da fronteira) e deposi um teaxi no mesmo esquema da ida para Boa Vista. Chegando la tive que fazer uma hora incrível pois o avião só saia a 1:40 da manhã. Peguei um taxi local e pedi que ele me levasse para um bom restaurante no Rio Branco. Chegamos num lugarzinho super simpatico que chamavase Ver o Rio. Pedi uma moqueca de Dourado e umas cervejinhas com o rio como pano de fundo e o tempo voo até a hora de ir pro aeroporto. Foi isso. Agora é me aprontar para a proxima!

  • Gostei! 2
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Membros de Honra

Eu estive lá com o meu grupo de 8 pessoas agora no começo de Fevereiro.

Fomos com a Roraima Adventures de Boa Vista ,ficamos 5 dias no topo,com muito sol e lua cheia.O serviço foi de primeira,muita comida,lanche de trilha,barracas montadas ,explicações sobre a fauna e flora,transporte com ar condicionado ate Sta Elena,recepção em Paraitepuy ( na volta)com cerveja Polar e refri bem gelado e frutas.Um super guia que se desdobrou quando uma colega se machucou,porters Pemons super legais.Conhecemos muita coisa por lá e encontramos só dois brasileiros o resto 95% eram europues,americanos ,australianos,japoneses e coreanos.

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • 2 semanas depois...
  • Membros de Honra

Eh, naum tava lah naum....eu sou doido para ir na vila de El Pauji, toda vez dah algo de errado...Essa vila é bem rustica, naum tem energia eletrica, mas dizem q valem a pena passar uns dias por lá, o problema é q só tem toyota saindo as 6:00 da manhã e eu sempre perco 2 preciosos dias nisso...E alem disso, tem o problema da volta, pelo que me falaram, vc tem q ficar esperando aparecer uma toyota indo para Sta Helena.

Estou planejando fazer o monte Roraima, mas isso depende muito das minhas ferias...Se elas cairem no periodo de chuva, não sei se vale a pena subir o monte. =/

Eh isso aee...

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • 9 meses depois...
  • Membros

Vou para a Venezuela, agora em janeiro e pretendo subir o Monte Roraima, na volta para o Brasil.

Vi que há alguns pacotes com guias, que levam comida e etc.

Sei que chegando em Santa Helena e indo até a aldeia, de onde saem os passeios para o Monte, alguns índios se oferecem para serem guias. Outros até carregam a bagagem.

Tudo isso por um preço bem menor comparada com os pacotes.

Eles pedem cerca de 20 dólares por dia.

Alguém sabe deste esquema? Já foi e sabe me dizer se é seguro?

Preciso desta informação urgente, pois minha subida depende disso.

Abraços

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Membros de Honra

Oie Ligia! Pelo que me informe isso eh verdade...naum lembro a taxa que eh cobrada pelo indios...só sei que vc naum pode subir sozinha...tem q contratar o serviço de guia dos indios....Outra coisa, vc tem q fazer a propria comida nesse esquema...chegando lá em cima...vc vai ter q ver um "hotel" pra ficar...hotel é uma especie de gruta/carvena q serve pra vc colocar a barraca e se proteger da chuva, vento e frio...geralmente as agencias de viagens "reservam" os melhores lugares...

 

 

Uma coisa q lembrei...tem um peso maximo por carregador...acho q eh 10kg! ou seja, vc contrata ele pra carregar até 10kg, o excedente eh vc q leva.

 

O Guia naum vai carregar sua bagagem.....ele vai sempre na frente.

 

O Ideal mesmo é vc chegar em Sta Helena e ficar hospedada no hotel Michiles ou proximo...eh de lá que o povo se reune...dae vc pode rachar uma carona e fazer amigos para naum ter q subir sozinha com o guia....

 

 

Nao sei se eh possivel rachar um guia...ou serah um guia por pessoa? acho q naum....Podia ser um guia por grupo...dae vc monta um grupo e contrata um guia.

 

Minha duvida a respeito é saber como vc vai chegar até o pé do monte roraima...eu procurei tranportes e naum achei nenhum...a maioria dos carros q vai pra lá eh das agencias de viagens...

 

Acho q vou subir o monte nesse carnaval que vem!

+)

 

Depois me conta como foi....Vc eh da onde?

 

 

3 dias pra subir...2 pra curtir o visual e mais 2 pra descer...

 

Boas festas e otima virada de ano =)

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Membros de Honra

Oie Estela! Como vai?

 

È super tranquilo chegar na fronteira a partir de Boa Vista.

Que hrs vai chegar em Boa Vista?

 

Pq se vc chegar em BV a noite ou de tarde, eh melhor se hospedar em algum hotel.

 

Chegando de manha, vc pode pedir para o taxista te levar ao ponto de taxi-lotação que faz a viagem até a fronteira. Lá vc vai esperar encher o taxi (4/5 pessoas) e eles cobram de R$ 20,00 a R$ 25,00 por pessoa...leva 2hrs e meia até Pacaraima (lado brasileiro) e 10 minutos até Sta Helena.

Precisa de passaporte e carteira amarela de vacinação (Contra febre amarela)

Dae vc para no posto da fronteira pra pegar visto e seguir adiante.

Os taxis geralmente funcionam das 7 hrs até as 14:00 fazendo esse transporte....dificil conseguir depois desse horario.

 

 

Chegando em Sta Helena, procure o hotel michiles, eh bem facil de encontrar...mesmo se estiver lotado..tem varios outros proximos....em frente ao hotel michiles tem uma agencia de viagem q faz o pacote monte roraima....praticamente tem saidas todos os dias....naum lembro direito quanto custa...algo em torno de R$ 500,00 a R$ 700,00...

Nesse pacotes jah tah tudo incluido...guia comida transporte..."hotel" em cima do monte (lugar tipo gruta q vai proteger do frio, vento e principalmente da chuva....)...

 

Estava pensando em ir nesse periodo me aventurar por lá...mas eu vou no esquema super-mega-economico.....vou contratar um guia ná aldeia perto do monte roraima e subir....

 

Vamos nos falando até lá...conheço tanto Boa Vista como Sta Helena...

 

 

Boas festas e boa virada de ano!

 

Namastê

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Membros de Honra

Ola Ligia!

Tudo bem, gosto de ser chamado Furikuri, naum que eu seja japonês...Furikuri eh um anime japonês muito louco! =)

 

Esteja bem preparada para subir o monte Roraima...os meus amigos que jah subiram, deram a nota 7 em grau de dificuldades para a subida.

A subida naum eh ingrime, soh eh cansativa...passar 3 dias caminhando em medias de 5 a 7 hrs por dia cansa qualquer um. eh varias subidas e descidas...

Dae ter uma certa resistencia fisica ajuda muito.

O ideal mesmo eh como jah falei, chegue em santa helena e procure pessoas que queiram subir o monte junto com vc (grupo minimo de 4 eh o ideal, muita gente soh faz atrapalhar). Dae vcs descolam uma carona ou fretam carro ate proximo do acampamento base (onde fica a aldeia dos indios) e de lah vcs comecam a aventura.

Jah olhei de perto o monte Roraima...eh uma vista impressionate.

Esteja preparada para se molhar...chove toda hora lah...espero q tenha sorte e pegue uma vista limpa lah em cima, pq tah sempre nublado.

Um otimo ano novo pra vc.

muitas felicidades, saude e boas aventuras.

Se Deus quiser, fevereiro tbm vou subir o monte!

Bjs

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • 2 semanas depois...
  • Membros de Honra

Bom

 

Chegamos em Boa vista a noite ,saimos `as 5:00 da manhã do dia seguinte para Santa Elena,trocamos de veiculo(4x4),compramos o que faltava,e fomos para Paraytepui(entrada do Parque) de onde saem todos os grupos caminhando.Esse dia acaba no acampamento do Rio Tek.Dia seguinte andamos até o Base Camp e só no terceiro dia subimos La Rampa até o topo.

E lá em cima voce fica o tempo que durar o pacote que comprou ,nós ficamos cinco dias e não vimos tudo.Não fomos até A Proa mas chegamos até o local da queda do Helicoptero da Globo .Tem muuuuuuita coisa ainda.

 

abraço

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Silnei changed the title to Monte Roraima

Participe da conversa

Você pode postar agora e se cadastrar mais tarde. Se você tem uma conta, faça o login para postar com sua conta.

Visitante
Responder

×   Você colou conteúdo com formatação.   Remover formatação

  Apenas 75 emojis são permitidos.

×   Seu link foi automaticamente incorporado.   Mostrar como link

×   Seu conteúdo anterior foi restaurado.   Limpar o editor

×   Não é possível colar imagens diretamente. Carregar ou inserir imagens do URL.

×
×
  • Criar Novo...