Ir para conteúdo
  • Cadastre-se

Posts Recomendados

Região de Furnas - Capitólio - Dicas

 

Olá, alguem tem dicas sobre essa cidade? Campings, hostels, lugares???

Obrigada

  • Gostei! 1

Compartilhar este post


Link para o post

inicialmente eu qria saber mais sobre capitolio, não encontrei mta informacao sobre essa cidade..

ja tinha lido o relato do raffa, e suas fotos ficaram mto legais..

obrigada

  • Gostei! 1

Compartilhar este post


Link para o post

Capitólio é muito legal, principalmente na época do carnaval. Vc pode se hospedar em hotéis dentro da cidade (alguns com preços bem legal, porém menos conforto) e fora da cidade tem resorts, pousadas e hotéis. O balneário Escarpas do Lago é uma dica de visita e talvez até de hospedagem (é muito bonito). Vc poderá também fazer passeios de chalana pelo lago de furnas. Maiores iformações vc encontra no site oficial da cidade: www.capitolio.mg.gov.br. Espero ter ajudado, qualquer dúvida, é só perguntar...

Compartilhar este post


Link para o post

Bebel Coelho

pois é, to querendo ir pra lá no carnaval,gostei da programaçao, lota demais nesse periodo, ne??

dá pra visitar as cachu sem mta gente, acho q naoo neh..

procuro na net mais as infos sao bem poucas..

obrigada

Compartilhar este post


Link para o post

Bom dia galera..

 

Meu primeiro post aqui

 

Eu estive em Capitólio no último fim de semana e com certeza foi um dos lugares mais bonitos que já estive..

 

Respondendo as dúvidas da Kalissinha, no carnaval vai estar lotado lá então pode esquecer de visitar cachoeira ou qualquer outra coisa sem muvuca.

 

Eu fui na cachoeira do lobo na sexta feira, e não tinha ninguém :-D, é uma propriedade particular, o dono fez uma área de camping, tem alguns chalés, uma pousada e tb um bar, você paga 5 reais pra entrar.

 

No sábado fomos no passeio de Chalana, ela sai do Restaurante do Turvo e passa por 2 pontos turísticos: Canyon and Lagoa Azul, o passeio demora quase 4 horas e custa 35 reais por pessoa, você pode comprar lá mesmo no restaurante ou geralmente os hotéis tb tem ingressos.

 

to meio com pressa agora mas depois vou colocar o link para as fotos que tirei.. estão demais!

 

SE quiser perguntar mais alguma coisa to por aqui.. terei prazer em ajudar..

 

super beijos

 

Léo

Compartilhar este post


Link para o post

Léo

muitiissimo obrigada pelas dicas, mas vou em outro periodo, carnaval vai ficar mto cheio, aproveitarei pouco..e gosto de curtir os lugares sem pressa e com mais tranquilidade..

vlw, bjs

Compartilhar este post


Link para o post

Pessoal, alguém afim de ir pra Capitólio dia 28/09 e voltar dia 02/10?

 

Vou com 3 pessoas e iremos ficar em Camping. Se tiverem afim.

 

Abraços.

 

Ugo

Compartilhar este post


Link para o post

Oi gente é minha primeira postagem. Fui pra Capitólio em setembro de 2011 e fiquei apaixonada. Resolvemos acampar , foi um dos lugares mais lindos que ja fui. Tanto que voltaremos agora em janeiro de 2012. Todas as dicas e fotos e valores estão no meu blog tem muita dica legal. Entrem e confiram:

 

www.penaestradajb.blogspot.com.br

 

P.S Resolvi ir pra capitolio exatamente por varios depoimentos que li na net. Podem ir vcs não irão se arrepender, ao vivo ainda é mais bonito que nas fotos.

Compartilhar este post


Link para o post

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar Agora
  • Conteúdo Similar

    • Por Karen M.
      Olá pessoal,
      Estou planejando uma viagem em grupo (10-12 pessoas) a Serra da Canastra no final de novembro/ início de dezembro.
      A ideia é sair de van de SP na sexta a noite e aproveitar o sábado e domingo inteiros lá.
      Sei que esta época é chuvosa, mas alguém que já foi sabe dizer se chega a prejudicar demais os passeios ou dá para aproveitar?
      Preciso de dicas de hospedagem e empresas que façam os passeios de 4x4 também!
      Se tiverem dicas de vans que fazem o transporte até lá, também fico agradecida!
      Valeu!
    • Por Filipe Salese
      Tudo começou com uma brincadeira... ãã2::'>
       
      Pratico Escalada e técnicas verticais em geral, sou fã desse esporte fantástico, até que postei mês passado no Face um vídeo do Esporte Espetacular falando sobre o PsicoBloc "Escalada Solo, sem equipo, queda na água, mar, represa, rio, etc" e a região de Capitólio MG é um paraíso para essa modalidade.
      Citei o nome de uns amigos que conheci atravez da escalda e perguntei quem arrumaria a lancha, "com um tom de ironia", quando um deles, me fala que tem um conhecido pela região que faz o serviço de barco na represa, onde é praticado o PsicoBloc. Não deu outra, preparamos tudo, e decidimos ir no feriado de Páscoa.
      Era pra irmos em quase 20, como sempre, alguns desistentes, outros em cima da hora, e acabamos partindo em apenas 5 de SP e 1 de Bauru.
       
      Saímos na madruga de Sexta 06/04, chegando ao amanhecer, o tempo ajudava mt, decidimos pelo camping Quebra Anzol, que fica localizado na cidade de Furnas/MG, que por sinal é muito bem localizado e de facil acesso, tem uma ótima estrutura para receber os campistas, chuveiro quente e tomada a vontade, passando por cima da Barragem da Usina Hidroelétrica basta manter a esquerda, acesso por uma estrada de terra, 2km, em dúvida basta perguntar para o segurança da usina.
       

      vista da Usina.
       
      Armamos acampamento e logo partimos pra cachoeira da Filó a mais próxima do camping, tinha que ser algo sussa, pois tinha viajado a madruga toda e estava mt cansado.
       
       

      Cachoeira da Filó, as Margens da MG050, saindo do Quebra Anzol sentido Passos, aproximadamente uns 6km, salvo engano. Grande poço pra nadar e possível algumas acrobacias "Saltos" rs
       
      Voltamos pro camping, e atrás do mesmo existe outras quedas show tb, com poço e locais para jump.
       
       


      No Camping Quebra Anzol, atraz do mesmo subindo o rio, existe 2 poço. pra direita mais 1.
       
      Finalizamos nosso primeiro dia, virado e mt cansado da trip, no camping é servido almoço por 10k coma a vontade, rango simples, caseiro, local limpo, porém muito simples.
      O camping no geral é bom, estava lotado, tem bastante local pra armar barraca, a dica é colocar um pouco afastado do povão, se quer um pouco mais de tranquilidade e silencio.
       
      Acordamos no Sábado cedo e fomos fazer o passeio de Lancha para os Canyons, praticar o PsicoBloc e conhecer aquela maravilha de local, porém estava lotado, agendamos pro Domingo e partimos pra Pedra do Chapéu, a idéia era fazer uma trilha até o Cume, porém fomos informados que é possível chegar no cume de carro, blz, a estrada é de terra, carro normal sobe, porém com alguma dificuldade, mais sobe, aproximadamente uns 9km até o Pico.
      Sentido Capitólio, entrando na Pousada Engenho da Serra. Existe placas, é fácil/simples o acesso.
       
       

      Vita do Cume Pedra do Chapéu
       
      Hora do almoço, paramos em um restaurante na saída de Capitólio, um almoço divino, completíssimo, muita variedade típica culinária Mineira, saiu por 22k por cabeça.
       
      Próxima parada seria a cachoeira Serra da Mata, basta entrar a direita na pousada do Rio Turvo na própria MG050 e seguir por 9km, estrada de terra, deixe o carro em frente a uma escola abandonada e siga a trilha.
       
      Atenção, existe um enorme poço, mais não é legal entrar para nadar, aguá muito agitada devido a grande força da queda, e muito escura, barro/argila no fundo, não é possível ver onde se pisa/nada, é possível chegar atras da queda, visão show, mais
      muito cuidado.
       
      Difícil acesso.
       

      Cachoeira do Rio Turvo, ou como conhecida pelos locais, Cachoeira Serra da Mata.

      Atras da Queda
       
       
       
      Retornando para o camping, paramos na Cachoeira da Dicadinha, fica ás margens da MG050, sempre tem mts carros parados próximo a Rodovia, se prestar atenção é possível ver a Cachu, poço para banho, muito bonita, porém muito lotada.
       
       

      Cachoeira Dicadinha
       
      Começou a cair a noite e paramos na Barragem da Usina para apreciar o por do sol, chegamos atrasados, rs mais deu pra fazer umas fotos.
       
       


      Anoitecer na Barragem da Usina.
       
      Domingo acordamos cedo, tomamos um café, 6k o Bule de café no Camping.aproximadamente 1,5 L de puro café
      e partimos pro passeio principal.
       
      No restaurante do Turvo as margens da MG050, saem passeio de Chalana e Lancha.
      O passeio de Chalana dura 3horas, e visita 2 locais, o de Lancha dura 2horas e visita 4.
       
      Chalana R$40,00
      Lancha R$50,00
      O mínimo é de 8 pessoas, mais conseguimos fechar pra 6 por R$300,00 total saindo 50k por cabeça, resolvemos pegar o de lancha, compensa mais, o deslocamento é mais rápido, e o passeio mais privativo.
       
      A principal, loka D+, tem uma pequena pedra do lado esquerdo onde é possível uns jumps,

      1º Parada Cachoeira dos Canyons
       
      Gruta do tucanos, onde a lancha vai até uma pequena fenda que é possível, entrar nadando por ela, local show, porém nao vimos nenhum Tucano. rs
       

      2º Parada, gruta dos Tucanos
       
       
      Esse era o pico onde iriamos praticar o PsicoBloc, é possível subir descalço, mais cuidado, quinas cortantes, estávamos de sapatilha, oq ajudou bastante. O local é ótimo para fazern uns Cliff Jump, é possível saltar da altura que desejar, mais tem q escalar solo antes, tranquilo, em caso de queda cai na água, fundo aproximadamente 40m.
       
       

       

       

       

       
      3º Parada, Cachoeira da Cascata-PsicoBloc
       
      4º Parada seria a lagoa azul, como é possível acessar por carro, resolvemos enforcar essa e matar o resto do tempo na cascata, vale a pena, as margens MG050 pare o carro em um restaurante, "tem placa-Lagoa Azul" e paga-se uma taxa de 10k por pessoa para visitar, podendo ficar o dia todo, lá em baixo tem outro restaurante flutuante, que serve porções, 15k Batata, 20k Peixe e Carne, provolone, bebidas e afins.
       
       
       

       

      Lagoa Azul
       
      Dica, leve Snorkel, vale muito a pena fazer Snorkelling nas cachu, uma mais linda que a outra, pra quem gosta de uns Jump, Cachoeiras Filó, Cascata, POço atras do camping Quebra Anzol,
      O camping do Turvo saia por 150k o feriado todo, o Quebra Anzol ficou por 20k o dia, totalizando 60k por cabeça.
       
      Tem ainda a Cachoeira do Lobo, que falam que é show, mais não tivemos tempo de conhecer, ficara pra próxima.
       
      É uma trip show e não gastamos muito, totalizando Pedágio, Combustível e Almoço em restaurante saiu menos de 200k por pessoa, tirando oq levamos de casa para café e a cachaça..
       
      Mais fotos no Face:
      http://www.facebook.com/media/set/?set=a.254642411298937.56126.100002595409024&type=3
       
      Logo menos jogo o vídeo da trip e mando o Link.
       
      Abraços e boas Trips...
    • Por FerFabri
      Salve, viajantes!
       
      Vou usar esse espaço para compartilhar com vocês minha experiência de viagem para um dos lugares mais lindos de Minas Gerais. Fui com mais 5 amigas no ferido de Tiradentes desse ano (2017), e quando começamos a organizar a viagem, foi bastante penoso encontrar informações sobre passeios, campings, restaurantes, etc. Por tanto, quero que esse texto facilite as coisas para quem se interessar em conhecer esse destino "necessário" a todos que amam viajar.
       
      Não é meu intuito descrever cada km percorrido, mas passar as informações sobre Capitólio que apenas conseguimos quando chegamos lá e, dessa forma, ajudar você com seu roteiro.
       
      Ficamos hospedados em uma casa no centro de Capitólio. A família passa os finais de semana em outro lugar da cidade para alugar o espaço, por tanto, se você escolher essa opção, não terá que se preocupar com colchões, roupa de cama, nem nada. A casa possui tudo, utensílios domésticos, inclusive, e é ótima, fica próxima a mercado, farmácia e a rua principal da cidade. Pagamos o total de R$ 600 pelos três dias (R$ 33/dia para cada uma), valor que deve ser mais baixo em finais de semana comuns ou baixa temporada. Além disso, o preço era menor do que qualquer camping que conseguimos contatar (R$ 35 em média)! Além de maior conforto, pois estava um pouco frio e nublado, livramos o bagageiro de barracas e sacos de dormir.
       
      O contato para a hospedagem foi feito com a empresa que realiza passeios de lancha pelo Lago de Furnas (vou descrever essa parte melhor logo abaixo), que se chama Capitólio Turismo. A empesa oferece diversos tipos de passeios, aluguel de casas e ranchos. Não cabe a esse texto detalhar isso, entretanto, deixo com vocês os dados para contato com o Seu Elias:
      www.capitólioturismo.com.br
      (37) 9 9966-2937 (vivo) whatsapp
      R Dr. Avelino de Queiroz, 832 Centro - Capitólio/MG
       
      [DIA 1]
       
      Antes de chegar a cidade, fizemos uma parada num dos principais pontos turísticos do lugar, o Mirante do Lago de Furnas. Você pode encontrar pelo maps, mas é preciso deixar o carro na rodovia (em um dos pequenos pontos de parada) e chegar até ele caminhando alguns metros. A rodovia é frequentada por caminhões, portanto, tenha cuidado. Em contrapartida, a vista vale tanto a pena que você PRECISA fazer essa parada! Ah, nada é cobrado para acessar o local.
       

       
      Chegamos na cidade no dia 21, próximo das 13h. A primeira parada foi para o almoço no Restaurante Tropeiro (ponto 13 do mapa abaixo) e recomendo com contundência o lugar. Os pratos são generosos, dois à la carte serviram 6 pessoas e todos trazem comidas típicas da culinária mineira. Com as bebidas, gastamos em torno de R$ 30 cada. No entanto, a cidade oferece várias outras opções.
       

       
       
      Depois, após pegarmos a chave com seu Elias e descarregamos as malas, partimos para a Cachoeira do Grotão, que fica a 11km do centro, com acesso pela MG-050 mais um trecho de terra em bom estado. O lugar pode ser localizado pelo maps no celular, e o caminho é bem sinalizado. Chegamos lá em torno das 16h e nos cobraram uma taxa de 15 reais por pessoa para entrar (não aceitam cartão), valor que caiu para 80 reais no total depois de alguns minutos pechinchando. Água gelada, alma lavada!
       

       
      [DIA 2]
       
      O Segundo dia começou com a Trilha do Sol. A trilha é de dificuldade leve, em geral, e moderada em alguns trechos. Demora cerca de 4h para ser percorrida, contando com as paradas nas Cachoeiras do Grito, Poço Dourado e No Limite, além do Mirante. Há guias e pontos de referências em todo o trajeto. O custo do passeio fica 40 reais por pessoa (aceitam cartões de crédito). Há também um restaurante nesse lugar, mas os preços não são lá tão atrativos, optamos por levar lanches e almoçar em casa depois.
       


       
      Poço Dourado

       
      Mirante no Limite

       
      No Limite

       
       
      No período da tarde realizamos o passeio de Lancha pelo Lago Furnas. Há vários pacotes com duração e pontos de parada diferentes. Optamos pelo passeio de 4h, com valor de R$130 por pessoa, que valeu muito a pena, inclusive, durou 6h! Esse passeio inclui cinco pontos do Lago de Furnas, que são eles: Lagoa Azul (Nesse, cobram R$ 30 no local para que você tenha acesso a piscina natural, há também um bar flutuante na área), Cascatinha, Vale dos Tucanos, Canyon e o “kanto da ilha” que é um restaurante às margens do Lago de padrão e preços altos. Há também a Cervejaria de fabricação artesanal Scarpa. É importante levar um agasalho se for fazer esse passeio a tarde também. Voltar na lancha no fim do dia depois dos pontos de mergulho foi penoso.
       

       
       
      [DIA 3]
       
      Dia de voltar! Acordamos bem tarde para aguentar o trajeto de volta. Na MG-050, alguns km após a saída da cidade, você pode (e deve) visitar o Queijos Califórnia. É possível encontrar os queijos, doces, carnes defumadas, artesanato e cachaças típicas de todo o Estado de Minas Gerais. Não aceitam cartão nesse lugar por conta da falta de sinal de telefone. Por falar nisso, tivemos acesso a conexão 3G razoável, com operadoras vivo e tim, em toda a cidade, mas é bem falho quando você se afasta do centro. Por tanto, trace e salve as rotas dos pontos turísticos antes de partir. Há vários! Fica difícil escolher o que fazer. Deixo com vocês o mapa turístico do local logo abaixo. Cada ponto traz a distância que possui em relação ao centro da cidade, mas essa informação não está muito correta. Confie no GPS.
       

       
       
      Agradeço a sua leitura e espero ter ajudado. Estou à disposição para quaisquer outras informações, basta deixar sua pergunta nos comentários!
      Boa viagem!!
    • Por Robinson Venturin
      Sou novato no site.
      Porém sou apaixonado por caminhadas longas, já fiz várias travessias e vários caminhos a pé.
       
      Conheço muito o vale da Babilônia e a Serra da Canastra, sempre fui de carro ou de moto, porém agora estou
      querendo atravessá-los a pé, eu e minha esposa com mochila nas costas.
      Quem interessar segue a jornada, já aviso que são muitos Km andados por dia, e o nível de subidas é médio alto, porém
      a estrada é ótima para caminhar e a paisagem e principalmente a hospitalidade do lugar vale a pena!!!!
       
      1º dia. Saída de São João Batista do Glória dormindo em cima do Morro das Cruzes ( lugar magnífico de díficil acesso) 23 Km
      2º dia. Morro das Cruzes até o alto da Serra Branca neste ponto atravessamos a Babilônia ( pense num lugar deserto, pensou?? é muito mais.......) 18 km.
      3º dia. Serra Branca fazer uma visita na parte Baixa da Cachoeira Casca Danta, a maior cahoeira de MG e uma das maiores do Brasil, e chegar até
      São José do Barreiro, uma pequenina cidade de aproximadamente 3 mil hab. onde tem um artesão mui talentoso em animais de madeira, comida ótima!! 22 Km
      4º dia. São José do Barreiro passando por Vargem Bonita e chegar até São Roque de Minas, uma longa caminhada 39 Km
      5º dia. São Roque de Minas, entrando no parque nacional indo até a nascente do Rio São Francisco, visitando currais de Pedra e iniciando a travessia inteira do parque Da Serra da Canastra na parte alta onde iremos dormir em um distrito chamado São João. 50 a 55 Km, porém é muito plano, sem dificuldades.
      6º dia. São João até a saída da portaria de Sacramento, onde cocluiremos a travessia da parte alta do parque. 35 a 40 Km. de lá para frente é de carro né!!!
       
      A data é em novembro, ainda não definimos os dias, não vale a pena ir em feriados o movimento de motos e trilheiros é intenso o que dificulta a caminhada devido a poeira.
      Quem interessar, é bom tirar uns dias a mais para a empreitada, como todo caminheiro sabe....haver imprevistos ( chuvas, bolhas,etc..) e demorar mais que os 6/ 7 dias.
       
      Abraços.
      Robinson
    • Por Eliel Guerreiro
      PRÉ-EXPEDIÇÃO A CAPITÓLIO!
      Passeio incrível nas montanhas e Gran cânionda região, lugar sensacional. De Belo Horizonte até lá de carro você gasta em média 3:30min com 4 pedágios na rodovia, lá você encontra Cachoeiras e trilhas próximas, o passeio de lancha custa em média R$ 70,00 (com método turco consegui até $45,00) almoço a vontade com sobremesa paguei R$25,00, pousadas de $150 à $400, andando um pouco adiante você visita a hidrelétrica de Furnas e a cachoeira da filó, aproveitei e fiz um tour intenso pela Serra da canastra, breve mais fotos das expedições. Abraços.


  • Seja [email protected] ao Mochileiros.com

    Faça parte da maior comunidade de mochileiros e viajantes independentes do Brasil! O cadastro é fácil e rápido! 😉 

×