Ir para conteúdo
  • Faça parte da nossa comunidade! 

    Encontre companhia para viajar, compartilhe dicas e relatos, faça perguntas e ajude outros viajantes! 

Posts Recomendados

Sobre o dinheiro, não confie apenas no cartão. É bem aceito sim, mas foram dois restaurantes que não aceitavam nenhum. Outro, só Visa. Mas, o principal é se quiser comprar algo nas lojas, pois o desconto para pagamentos "en efectivo" eram da ordem de 10% a 20% sobre o cartão.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Olá pessoal. Seguem algumas impressões que tivemos de Bariloche.

Uma semana é pouco, teremos que voltar outras vezes.

Para quem quer esquiar e é principiante, achamos o Cerro Bayo melhor e também tem uma pequena pista ao lado das Piedras Blancas chamado Winter Park. No Cerro Catedral suba pelo Amancay e depois pelo Dente de Cabalo e lá em cima tem uma pista verde legal. Nunca faça aulas em grupo.

Esquibunda em Piedras Blancas é muito divertido.

Como fomos por pacote já tínhamos o aluguel de roupas com a Taos. Todo mundo reclamou do atendimento deles ::grr:: , querem empurrar a primeira roupa que acham, aluguem roupas com impermeabilidade de 10000 mm de H2O.

Circuito Chico dá para dispensar; Cerro Otto não conseguimos ir devido ao tempo.

Nas compras o pagamento em dinheiro (Pesos) é mais vantajoso.

Ficamos no Ayres Del Nahuel, bem localizado, quantos grandes, não tem luxo, mas é bom, voltaria.

Para telefonar use os Locutorios, muito barato ::sos:: .

Abs

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Galera, se voces puderem me ajudar será muito bom ;D haha

Eu e um amigo meu estamos querendo ir passar 15 dias em Bariloche, mais gostariamos de saber qual será nosso gasto com hospedagem, alimentação, transporte, passeios ( como iremos ficar somente em Bariloche gostariamos de conhecer tudo por lá, e os locais mais proximos ), além é claro que como somos festeiros, vamos querer ir para festas tb :D haha

 

Portanto, gostaria de saber quanto iremos gastar no total, quer dizer uma média é claro, e vamos querer ir no inverno na época que esteja nevando i tals, vamos querer conhecer todos pontos turisticos, iremos esquiar tb, sair para festas e quanto a hospedagem não queremos ficar num hotel de luxo, mais a gnt quer pelo menos um lugar legal pra ficar né, nada mto bagunçado tb ;p e ae quanto será que iremos precisar contando com tudo inclusive passagens aéreas...

 

Iremos e 2 pessoas ;P

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

entao vou tentar resumir algumas coisas pra vc:

hospedagem por dia em albergue un 25 reais, eu fiquei no tangoinn do centro tem otima localizaco perto de tudo, perto dos bares, que vc nao precisa pagar pra entrar, eles ainda te dao vale cerveja...hahaha. muito bom

alimentacao depende da pessoa, mas tem como comer legal por uns 15 reais tranquilo, acho q o maximo q gastei la comendo foi 20 reais por refeicao, tem como comprar lanches no hostel...

onibus e quase de graca...haha. acho q 2 pesos, nao lembro direito e para ir para o cerro onde e legal pra esquiar custa uns 6 pesos

fiz albuns passeis ai depende muito dos tipo, tipo paraglinde(nao sei como escreve) tava 250 pesos, o passeio mais caro que vi, os outros saem em media por 60 pesos, tem uns por 120 pesos, o dia inteiro, mas no geral e na media de 80 pesos...

la tem muitos bares pra saie e algumas boates eu nao fui pq tava meio quebrado e a galera nao tava afim... mas ai e so ir nos de gratis q e super legal, tipo na dusk...

para esquiar aluga uma roupa por 25 pesos ao dia, sai uns 12 conto dependendo da contacao, se for esquiar consegui equipamento por 65 pesos por dia, para entrar para esquiar custa 185 pesos por dia, e meio caro, mas vale a pena cada minuto esquiei 4 dias(estou colhendo frutos disso, to com dores no joelhos, semana passada taava de muleta....affff, tb cai milihares e milhares de vezes), no primeiro dia para fazer aula tem um lugar la muito maneiro, fica perto da entrada me desculpa mas nao lembro o nome, esse lugar vc para menos de 200 pesos, incluida a aula, equipamentos e entrada no parque, isso e otimo, pq em alguns lugares tem q pagar, aula mais a entrada, e como no primeiro dia sera dificill vc ir esquiar em altos lugares, acho legal la para treinamento...saca?

e isso, se faltar alguma coisa e so perguntar. blz?

entre em contado, nao lembro os nomes, sou pessimo com isos mas no q puder ajudar, se quiser passo o msn depois, tiveram pessoas aki q fizeram isso para mim e ajudou muitao...hahah

abcs

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Quero iniciar meu relato agradecendo à todos da comunidade, que fizeram com que as minhas férias fossem maravilhosas.

Escolhi um voo direto saimos do rio de janeiro as 10:45 e chegamos 20:00 hs em bari.Na volta paramos 3 dias em buenos aires, fomos de aerolineas, tivemos um atrazo de meia hora na ida por problemas mecânicos, não tivemos problemas com malas,as aeromoças foram gentis e o lanche normal para a classe econômica.

Ficamos no hotel Naruel Huapi na rua moreno, bom hotel bem no centro, amplo, camas maravilhosas, bom café da manhã farto e diversificado (no Brasil sempre é melhor),recepção cortez e atenciosa.

No primeiro dia fomos alugar roupas de neve, alugamos na celebron, roupas boas só a roupa da minha filha que molhou.Após o aluguel fomos ao cerro otto de onibus local, passeio gostoso para o primeiro deslumbre com a neve, vista maravilhosa da cidade.Voltamos para o centro e almoçamos no La Lola excelente truta com molho de cogumelos e ainda tem um parquinho para as crianças.Após um grande balde de sorvete do del turista fomos ao cerro catedral de onibus, e super fácil de ir e págasse 6 pesos e passa de hora em hora.Adoramos todo aquele visual e podermos brincar com toda aquela neve.

No segundo dia fomos de remises para o melhor divertimento que fizemos o Piedras Brancas, foi maravilhoso deslizar por todas as pistas.Na volta pedimos ao motorista do remises que nos levássemos ao restaurante que ele iria almoçar.Ele nos levou ao melhor restaurante que achamos em Bari O Fundo del Tio, fica no final da calle mitre, tem uma vista maravilhosa do lago e suas montanhas cheias de neve, o atendimento é bom, excelente comida super temperada e farta e o melhor o preço bem em conta.

No terceiro dia fomos ao cerro Bayo e Villa la angustura.Vimos a neve pela primeira vez e foi um sentimento maravilhoso, um grande presente de Deus e da sua grande obra. Cerro Bayo é lindo intimista, suas paisagens nem se fala de tão lindas e tem uma pista para os tríneos (esquibunda),brincamos muito com nossa filha de 4 anos.

No quarto dia fiz um repeteco do Piedas Brancas e fomos novamente agraciados com bastante neve, curtimos muito . Minha filha já estava abusada nas pista e até já ensina a uma outra menina o esquibunda.

No quinto dia fomos a Isla Victoria que também é um bom passeio e o local é mágico com suas grandes árvores, é um passeio muito romântico.

No sexto dia curtimos a cidade e a tarde fomos para Buenos Aires.

Com certeza iremos voltar outras vezes para a linda região da patagônia e suas lindas paisagens!!!!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Mochileiros(as),

 

Sou novo por aqui e estou me preparando para minha Lua de Mel, que tera como destino Bariloche com alguns dias em Buenos Aires, totalizando de 8 a 10 dias. Gostaria de algumas ( todas ), informaçoes possiveis, pois eh a minha primeira viagem para fora do Brasil.

 

1- Seria melhor, mais seguro e mais proveitoso, fechar um pacote com alguma agencia de viagem como, CVC turismo por exemplo ? Quais seriam as outras agencias?

2-Em caso de ir sem contrar um pacote, quais os hoteis indicados para lua de mel? Com um bom conforto, bom cafe da manha, bem acessivel, proximo aos pontos turisticos e com um preço em faixa mediana ?

3- Qual a faixa de preços das passagens e escalas ? Qual o intinerario saindo de Recife-PE ?

4- Circuitos a serem realizados ? Quais os mais indicados ?

5- Ha facilidade quanto a guias turisticos ? Sao confiaveis ?

6- Dinheiro. Pelo que andei lendo o mais indicado seria levar um pouco de cada coisa, dollar, pesos e reais, assim como o carto de credito, correto?

7-Quais seriam os passeios romanticos ? Para que nossa viagem se torne marcante?

8- Quais as dicas com compras ? Roupas para frio...ahhh, esqueci, estaremos indo em 25 de julho de 2011, como estara o tempo por la ? Frio ? Muito frio ou frio pra caramba?

9- Melhor comprar roupas de frio aqui no brasil ou chegando la ? Onde saira mais em conta ? Que tipos de roupa ?

 

Sei que ainda tenho muitas duvidas, mas acredito que estas sejam as principais. Continuarei lendo os topicos e relatos de todos os mochileiros e espero ancioso por respontas por aqui.

 

Muito obrigado !

 

Rafael Silveira.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Bem-vindo ao Mochileiros, Rafael!

 

Estou vendo que está bastante perdido... Te aconselho dar uma lida neste tópico e no guia de informações de Bariloche que vai ter uma noção maior da viagem que planeja fazer. Vai coneguir matar todas suas dúvidas. Utilize a busca também, vai adiantar o trabalho. Depois, traga perguntas mais pontuais e divida-as nos tópicos específicos.

 

Por alto o que posso te adiantar é que pode ser mais em conta viajar por agência sim. Não é o tipo de viagem que normalmente discutimos aqui. Consulte a própria CVC e veja mais ou menos quanto gastaria com eles e depois caia dentro das dicas do fórum para você mesmo montar seu roteiro de acordo com seus interesses. Só assim vai saber o que é mais barato.

 

Veja os hotéis no tópico de hospedagem e concentre esse tipo de pergunta por lá para ajudar na organização do fórum. Com certeza lá podem te dar um apoio, pois já tem dicas sobre isso por lá. Dinheiro, compras e transporte também possuem seus tópicos específicos, consulte por lá e tire suas dúvidas lá mesmo.

 

Passeios românticos: Bariloche é extremamente romântica por natureza! Neve, frio, gastronomia, paisagem - tudo faz ser romântico, é só estarem no clima!! Aconselharia conhecer San Martín de Los Andes e Villa La Angostura, fazer os passeios tradicionais (Circuito Chico, Caminho dos Sete Lagos, Cerros Otto, Tronador e Catedral), ir em algum refúgio (Arelauquen, Neumeyer ou Roca Negra) e jantar em restaurantes como La Cueva, Kandahar, Familia Weiss e Cassis.

 

Abs

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Então pessoal peguei muitas dicas aqui do fórum sobre o que fazer como fazer e onde fazer coisas legais em Bariloche...

Minha estadia em Bariloche foi entre os dias 2/08 a 9/08/2010 ... quem esteve por la nesse período deve ter visto uma cidadão andando com gorro de cachorro ao lado de outro com gorro de jacaré e mais um com gorro de elefante 

 

 

Muita coisa foi útil... mas sempre a gente aprende uma coisinha a mais... então vamos algumas dicas

 

Frio: ::Cold::

Li muito coisa sobre o assunto e estava muito preocupado com isso pois moro em Palmas-TO onde a temperatura média é de 32° durante o ano todo... seguindo as dicas aqui do site deixei pra comprar roupas por lá... levei apenas uma jaqueta de poliéster e botas de couro impermeável que eu já tinha... Chegando em Buenos Aires com média de frio de 4° a 10° graus deu pra segurar bem... não passei frio usando a jaquetinha de poliéster e calça jeans... Como a gente ia pra Bariloche pensei em comprar uma roupinha mais quente... andando pela rua Florida em Buenos Aires tem mt coisa boa e barata.. não caia em dicas de revistas e sites que dizem q tem lojas mais baratas... sinceramente não vi nada mais barato do que na rua florida. Comprei uma jaqueta de poliéster da Reebok por R$ 150,00 + - e durante minha estadia de 15 dias essa foi minha fiel escudeira ... Em bariloche pegamos um frio bem maior que em Buenos Aires... numa noite a temperatura chegou a incrível marca de -16° segundo www.weather.com mesmo assim não achei isso tudo de frio... o fato é o que faz vc sentir frio é o vento e por poucas vezes pegamos dias com muito vento e isso foi legal. Resumindo... não se preocupe tanto com frio pois a qq momento vc pode comprar mais roupas por lá que realmente é barato.

 

 

Hospedagem: ::otemo::

Bom, quanto a hotel a nossa turma de 5 mochileiros não estava a procura de conforto e sim de menor preço.. ficamos no Albergue do Gaúcho que é bem legal... bem acolhedor tem 2 cozinhas onde sempre tem gente de todo lugar do mundo pra conversar com vc. . . e mais o Gauchão dono do Albergue sempre com uma piada na ponta da língua.. um lugar mt legal mesmo e tb bem localizado fica a cerca de 5 minutos a pé da Calle Mitre só pra voltar que tem um morrinho chato pra subir mas nada impossível. Se bem me lembro sem reservar pagamos diária de 50 pesos por pessoa pra ficar num quarto com banheiro interno. O mais legal do Albergue do Gaúcho é que os ônibus para o Cerro Otto e Catedral param bem de frente ao albergue na ida e na volta.. ou seja vc pode ficar la dentro esperando o buzão chegar pra não ficar no frio.... 

 

 

Montanhas: ::cool:::'>

A gente não tinha nenhuma prática em Ski ou Snow... mas resolvemos fazer Snow.. alugamos o equipamento de snow e roupas na base da montanha e contratamos um professor pra uma aulinha na própria loja onde alugamos. Aqui quero dizer que pagamos caro alugando na base $ 80,00 (pesos) a roupa e $ 75,00 o equipamento... No albergue tinha o nome de várias lojas na cidade que alugavam equipamento + roupa por $ 70,00 ... mas tudo bem era só pra um dia. A aula é meio cara, não lembro direito o preço mas acho q eh na faixa de $ 120,00 por pessoa, mas, apesar de caro é mt recomendado o professor (Emilio) eh bacana bem malandrão e descontraído e as dicas dele valem mt mesmo... ele te ensina até a cair direito pra não machucar.

Na minha estadia visitei o Cerro Catedral e Otto apenas, gostei bastante dos dois... Em cerro Otto tem ótimas pistas de Skibunda e uma vista bacana da cidade, lago e montanhas.

Comida:

Bom vc não vai encontrar feijão facilmente por lá  então se prepare pra muita carne arroz e purê de batatas .. A gente comeu quase sempre no Jirafas (isso mesmo eh com J) um restaurante que fica próximo a Mitre. La a gente sempre comia Milanesa com Batata Frita $ 28,00 (um prato da pra duas pessoas tranqüilo) ... Bebidas que não são tão baratas assim mas tomar uma cervejinha no frio é mt bom.... A gente comeu tb o famoso bife de chorizo é bom pra caramba..mas quem não gosta de carne mal passada é melhor evitar.. mesmo pedindo ele bem passado sempre vem um pouco vermelhinho por dentro e bem suculento... mas é mt bom.....

 

Compras: 8)

Pra comprar em bariloche não tem erro Calle Mitre... a dica que deixo é não comprar na primeira loja.. e olhar bem pq tem bons preços mas de uma loja pra outra vc economiza e mt.... as lojas de produtos locais e artesanatos tem produtos iguais então vale a pena pesquisar e nem adianta tentar negociar pq os hermanos são duros na queda... Tem loja na Nike e Puma onde tem mts coisas com preços bons se comparado ao Brasil... Chocolates não cheguei a comprar.. mas dizem q são mt bons... e tudo ta la na Calle Mitre.

 

Cambio: ::carai::

Bom a dica do cambio como já foi dito várias vezes por aqui é cambiar no aeroporto de ezezia no banco de la nacion logo depois da área de desembarque... quando fui peguei o real valendo 2,12 pesos... não achei cotação melhor em lugar nenhum por onde andei... em Bariloche cambiei a 2,08 que tb não foi ruim.... Não compensa comprar nada em Real mesmo sendo bem aceito pois a maioria das lojas só pega o Real a 2,00 pesos... então vc vai ta perdendo.... Compras com o cartão tb são uma boa dica... mas não gostei da conversão na hora de pagar a fatura .... Então recomendo usar grana viva... não achei perigoso andar com grana por la... parece um lugar bem seguro...

 

Qualquer dúvida estou aqui pra ajudar... é só perguntar.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Olá MKoerich,

Bom, sou nova por aqui, mas vou te passar a minha impressão de Bariloche.

Na cidade tem as fábricas de chocolate, o Cerro Otto e Catedral, não falta o que fazer. Os demais passeios te levam a lugares de dificil acesso e muito distantes (cerro Tronador, por exemplo), por isso recomendo que vc faça por agências mesmo.

 

Bariloche é perfeito para quem gosta de fazer atividades ao ar livre e esportes.

Se vc é um destes sugiro que procure o clube andino no centro de Bariloche. Lá eles tem mapas da região em volta da cidade com todas as trilhas e informam direitinho sobre os graus de dificuldade e tal. Eles vão te indicar passeios e trilhas que vc pode fazer sem guia pois são sinalizadas. Na cidade tbm é facil alugar bike.

Para fazer as trilhas o periodo que vc vai é excelente, verão, isso não significa que vc nao vai sentir frio! No alto da montanha, com o vento e a neve residual (não neeeeva, mas da pra alcançar neve la em cima) faz um frio danado!

Fiz em um dia a trilha que sai da colônia suíça até o refúgio Itália que fica aos pés da Laguna Negra. São 14 Km de subida leve, só no finalzinho (uns 5km) que aperta mais. Fui com meu namorado, saimos cedinho (7:30) e voltamos umas 19:30 hs (ainda claro lá) e ja estavamos no hotel. A subida cansa (4 horas sem parar, se tiver bem preparado) e lá em cima eh lindo. Para quem tiver mais tempo é bom subir em um dia, dormir no refúgio ou acampar (no refugio servem lanches) e descer no outro dia.

A trilha nao estava nos nossos planos, ficamos sabendo dela por um suíço que conhecemos la na vespera da trilha. Ele disse que era muuito difícil a subida, que só faria novamente se fosse dormir la em cima, que era coisa para fazer com roupa impermeável (que nós nao tinhamos) e bota de trakking apropriada (que nós tbm não tínhamos). Bom, como já estavamos nos 2 últimos dias da viagem e ainda queríamos fazer o salto de Parapente, não deu nem para pensar em dormir lá. Resolvemos ir no dia seguinte, mas era noite, e nao tinha nenhuma loja de aluguel de roupa de frio aberta na cidade. Resultado: vamos mesmo assim!

Minha calça jeans e meu tenis de corrida molharam logo na neve la em cima(como era de se esperar), sorte q levei um par de meias extra (já imaginando q ia acontecer isso). :wink: Muito frio la em cima, 8 graus, mt vento e roupa um pouco molhada! Principalmente pra quem ta acostumado com o calor do nordeste!

A trilha vai seguindo o curso do rio, agua cristalina, q vc pode beber durante a caminhada. Subimos só nos dois e encontramos no maximo 4 outras pessoas na trilha, além de uma raposa lindíssima, que nao consegui fotografar! :cry:

Recomendo!!!

 

Vou tentar colocar aqui algumas fotos da trilha, do refúgio e da Laguna Negra.

 

Fizemos o rafting no Rio Manso tbm, rio que leva as aguas do lago Nahuell Huapi até o Pacífico. O rafting chega ate a fronteira com o Chile, vale a pena, mas tem q ser por agência.

 

Ah, e para quem ainda tem dúvidas: Bariloche é maravilhosa no verão, muito mais opções além de esquiar!

 

Valeu!

 

20101113011641.JPG

 

{img]http://www.mochileiros.com/upload/galeria/fotos/20101113012026.JPG[/img]

20101113012314.JPG

20101113012349.JPG

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Galerinha, agradeço a atenção, epecialmente pra vc Mi_GR, Desde já gostaria de pedir desculpas, pois acho que me expressei mal.

 

Dei uma pesquisada lá no forúm e também nos tópicos de hospedagem em Buenos Aires, mas parece que os mais recentes falam em grande maioria sobre Hostel, o que não seria interessante pra mim agora pois estou indo em Lua de Mel.

 

Minah Viajem será da seguinte maneira:

 

Sairemos de Recife para Buenos Aires no dia 25 ( já comprei as passagens pela Gol e consegui usar minhas milhas, todas será para o AEROPARQUE ) esse aeroporto fica numa área central ? Quanto à hospedagem em Buenos aires ainda não sabemos, estou pesquisando lá no Decolar alguns hotéis, mas gostaria de saber se indicam algum bom e aconhegante par alua de mel e próximo a tudo e ao aeroporto, estou bastante deslocado e com medo de pegar um hotel muito longe de tudo, entendem ? ficaremos por dois dias, quais os pontos turísicos mais show de bola pra se visitar ? De manha e a notie ? Qual lugar tem um Jantar com Tango bem fino ? Dia 27 estaremos seguindo para Bariloche, não comprei as passagens ainda posi estou achando caro a LAN e a AEROLINEAS, tem alguma outra empresa que faça esse trecho e que seja mais barato ? Pois nessas aí estão por volta de 1800 ida e volta para 2 pessoas. Em Bariloche ficaremos num hotel aconhegante que achamos, chamado Altuen Hotel Suites & Spa, estou quase fechando as diárias com o dono, só falta ele me confirmar por e-mail. Em bariloche ficaremos 4 dias, no primeiro sei que tem o Cerro Catedral, depois O logo nahuel haupi, o centro cívico...e algo mais ???? me indiquem ok ? Depois dos 4 dias em Bariloche voltaremos para Buenos aires para mais 2 dias, onde nos esbaldaremos em compras, qual melhor lugar e quais produtos devemos mais comprar ? Roupas ? Perfumes ? O que vale a pena ? Já me disseram que eltronico não vale a pena ? QUanto a dinheiro ? O Real realmente é bem aceito ou tem que ir com um pouco de cada ?: Real, peso e dollar ?

 

Se possívelm me indiquem passeios e restaurentes romanticos, hoteis em bauenos aires também, preciso de um empurrão, ok?

 

Fiquem com DEUS e novamente agradeço a todos !

 

Posso dar algumas dicas apenas de Buenos Aires.

 

O Aeroparque é super tranquilo mesmo, como já disseram, o taxi pra centro ou pra Recoleta não vai passar de 40 pesos. Minha sugestão para bairro é a Recoleta, ainda mais sendo pra lua de mel. É um baiirro bem charmoso, tranquilo, com varios cafes e docerias bacanas, ao mesmo tempo é encostado no centro. Fica inclusive entre o Centro e Palermo, dois locais que voce com certeza vai visitar. Sugiro escolher os hoteis no booking.com e depois fazer a reserva direto no site do hotel e por fim confirmar a reserva por telefone alguns dias antes de viajar. O booking.com tem os comentários de quem já foi, sobre cada hotel, então fica mais fácil confiar.

 

Quantos aos outlets valem mesmo a pena, mas também tem que ficar de olho aberto com a qualidade do que estão vendendo. No outlet da Lacoste tinha muita peça com defeito por exemplo. O donsparrow criou um topico sobre os outlets. Lá eu coloquei uma lista com os endereços atualizados de alguns. Os outlets mudam muito de endereço, o da Lacoste não estava no mesmo endereço que eu tinha e o da Ralph Lauren tinha fechado. Cuidado com as Lacostes falsas na Calle Florida e não deixe de visitar a Zara (no Abasto Shopping) que é muito grande e muito mais popular que aqui no Brasil, portanto mais barata e também a Falabella, uma rede de loja de departamento com muita roupa de marca em conta. Quanto a sua futura esposa, leve ela em qualquer Farmacity, que ela vai ficar louca com os preços dos cosméticos, metade dos daqui do Brasil. Quanto aos perfumes, como o Gabriel mesmo disse, os Duty Free dos aeroportos continuam imbatíveis.

 

Abraço

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Participe da conversa!

Você pode ajudar esse viajante agora e se cadastrar depois. Se você tem uma conta,clique aqui para fazer o login.

Visitante
Responder

×   Você colou conteúdo com formatação.   Remover formatação

  Apenas 75 emoticons no total são permitidos.

×   Seu link foi automaticamente incorporado.   Mostrar como link

×   Seu conteúdo anterior foi restaurado.   Limpar o editor

×   Não é possível colar imagens diretamente. Carregar ou inserir imagens do URL.


  • Conteúdo Similar

    • Por Marcelo Manente
      Em breve iniciarei o relato da aventura que está acontecendo neste momento.
      Estou hoje em Chile Chico, Chile. Seguindo para a Carretera Austral.
      Muitos perrengues, problemas da viatura, mas lugares maravilhosos para compensar tudo isso.
      Vou tentar fazer um relato com os custos de quase tudo que eu lembrar.

    • Por cassizanon
      Fala Galera, finalmente to tomando coragem pra fazer minha primeira viagem sozinho. Sempre fiquei dependendo de ter alguém pra viajar comigo mas datas, orçamentos e disposição nunca bateram, e nunca consegui viajar. ACHO QUE AGORA VAI, tenho um certo receio de estar por conta própria, mas acho que faz parte da experiência.
      Sempre quis viajar pra Argentina e há anos tenho pesquisado e feito vááários roteiros que nunca se concretizaram. 
      Agora, pesquisando preços de passagens, achei valores que achei incrivelmente baixos e antes de reservar, queria confirmar com vocês se meu (pouco) planejamento até agora está nos conformes e se os valores realmente valem a pena.
      Bem, moro em Florinópolis/SC, mas achei as seguinte passagens:
      Porto Alegre para Buenos Aires
      FLYBONDI
      Ida: 14/04 (19:25 - 20:10)
      Volta: 30/04 (17:05 - 18:40)
      Total: R$426,91
      A Flybondi não tem bagagem incluída, porém eles mencionam isto: A piece of hand luggage of up to 6kg is included. If you are flying to or from Brasil, 10kg are included for hand and cabin luggaged combined.
      Então eu teria 10kg para levar na cabine. Vocês acham que é possivel passar 16 dias (no possível frio de Bariloche) com 10kg de bagagem só? Eu teria que pagar 110 reais por trecho pra levar mala de 20kg.
       
      Buenos Aires para Bariloche
      AEROLINEAS ARGENTINAS
       
      Ida: 17/04 (13:00)
      Volta: 29/04 (15:25)
      Total: R$316,43*
      *Aqui que pega, esse voo não inclui nenhuma bagagem, apenas "mochila que caiba embaixo do assento", não achei peso nem nada, porém para poder levar bagagem adicional, que também não sei ao certo o peso, pelo site da Cia, seria cerca de R$50 por trecho, então o total poderia ficar em R$ 416 +-. O que acham?
       
      HOSPEDAGEM:
       
      No Booking.com, encontrei o Hostel HOPA-Home Patagonia Hostel & Bar, a 1,1km do centro (no site deles diz 700m).
      12 dias - R$371 + R$78 de ISS (Quarto compartilhado com 8 camas)
       
      Alguém já se hospedou neste hostel? Parece ser bom e bem completo, porém queria opiniões da galera daqui. O preço está ok também?
       
      O QUE FAZER:
      Bem, aqui eu teria que com tempo reler meus guias, comprar guias novos (o que tenho é de 2013), e meus roteiros antigos, porém tenho uma boa noção do que quero conhecer, até locais mais distantes, como El Bosón, Ventisquero Negro, Rota dos 7 Lagos, etc.
      O problema é que dessa vez meu planejamento vai ser sem carro, e estou 100% desatualizado em como tá a situação lá pra usar Uber, 99, Bla bla car, etc, qualquer tecnologia que facilite transporte. Ou se ainda devo me focar em tours, passeios contratados pra conhecer certos lugares, tipo fazer o circuito chico, grande, rota dos 7 lagos, e idas pra lugares mais longe. E até mesmo transporte dentro da cidade. Vocês poderiam me dar um help nisso? Eu queria muito conhecer alguém lá e fazer esses passeios juntos.
       
      Mas enfim, para conhecer bem Bariloche e região, vocês acham que 11, 12 dias dá com tranquilidade? Não sei que tipo de viajante sou, mas sei que quero apreciar muito o lugar.
      E também, coloquei uns 3 dias para Buenos Aires, acho que vai ser meio corrido, mas como meu foco é Bariloche mesmo, acham que é suave deixar esse tempo pra capital?
       
       
      Eu queria muito incluir Mendoza e o Aconcágua nessa viagem, mas acho que encareceria muito, mas fazia parte do meu roteiro dos sonhos, mas acho que fica pra uma próxima.
      Desculpem o post longo, mas tentei organizar o máximo possível!
      Valeu galera!
       
    • Por Robson Black
      Boa tarde
      Estou pensando em fazer uma viagem a Argentina na maior parte do Roteiro de Bike:
      - Saída dia 21/01/20 Florianópolis x Resistência de ônibus de linha levando a bike e outros equipamentos:
      - Dia 22/01 Resistência x Bariloche de avião ou ônibus 
      -Dia 23/01 7 lagos de bike
      Retorno igual, gostaria de ajuda:
      -  Qual melhor roteiro para este viagem?
      - O que devo levar de roupa para o clima da época?
      - Há perigo neste roteiro?
      - Está valendo apena ir a argentina de bike?
      Deixo meu e-mail e agradeço quem quiser me ajudar:
      [email protected]
    • Por Alan karleno
      Fala Mochileiros..
      Procuro dicas para aperfeiçoar o meu roteiro e a quantidade de dias que se faz interessante para cada local. Planejo o roteiro entrando pela Argentina (buenos Aires), saindo pelo Chile (Santiago), em junho de 2020. Tenho 25 dias disponíveis. 
      Vôo. Teresina & buenos Aires (buenos Aires 3 dias).
      Vôo. Buenos Aires & Bariloche (Bariloche  + Villa la angostura 5 dias). 
      Vôo. Bariloche & Buenos Aires e Buenos Aires Ushuaia. (Dia para viagem). 
      Vôo. Ushuaia & El Calafate (4 dias El Calafate).
      Ônibus. El Calafate & Puerto Natales (5 dias Puerto Natales + Parque torres del paine). 
      Ônibus. Puerto Natales & Puta Arena (2 dias Puta Arena).
      Vôo. Punta arenas & Santiago ( 4 dias Santiago) + VALLE NEVADO ou FARELLONES.
      Vôo. Santiago & Teresina. 
      1 dias para emprevisto.
      Quero aproveitar ao máximo o tempo em viagem.
      Desde já agradeço pela atenção.
      Bora Mochila..
       
       
       
       
       
       
       
    • Por Vinícius Zanata
      Olá!
      Mais um post de dicas rápidas. Como já adotei em outros tópicos, não vou postar fotos pq:
      1.  já existem mtas fotos dos passeios e paisagens de bariloche em blogs e relatos
      2.  as fotos diminuem a sensação de estar indo pela primeira vez a um local especial.
      A ideia é passar dicas práticas que tive com a viagem, e que podem auxiliar os próximos viajantes do destino.
       
      Considerações gerais
      Fui com minha esposa, ficamos por 9 dias na cidade, no mês de agosto (inverno). Sim, é bem um número de diárias bem acima da média para Bariloche. Mas assim como qualquer passeio para a Patagônia, é sempre bom considerar que o tempo na região é bastante ruim no inverno, com grande chance de tempo nublado ou chuvoso e ir com dias contados pode te privar de conhecer a cidade da forma que gostaria.
      Por isso, inclusive, é interessante não marcar ou pagar qualquer passeio ou atividade com antecedência. No nosso caso, fui sem agendar nada e fui fazendo os roteiros de acordo com o clima. Claro que nem assim as coisas saem perfeitas, mas ajuda bastante a aproveitar melhor alguns passeios que ficam bem mais interessantes em dias bonitos.
      Nós fomos para Argentina dois dias antes de o Macri figurar bem mal nas prévias eleitorais do país, o que fez o peso argentino despencar diante do dólar. Isso normalmente seria um bom sinal para nós, que íamos levar dólar, mas não é tão automático assim. Apesar de estar com a moeda bem desvalorizada, o dólar alto tem aumentado a inflação no país, o que acaba compensando o câmbio favorável. Fiquei um pouco ansioso, mas os preços estavam dentro do esperado, ainda não havia tido repasse.
      Por falar em câmbio, sim, é possível viver só com reais por lá. Mas é preciso ficar atento às cotações dos estabelecimentos pra não levar prejuízo. As cotações variam até 30% entre os estabelecimentos! Na chegada ao aeroporto, o remise (táxi com valor fechado por viagem) nos cobrou 550 pesos ou 55 reais para ir até nossa hospedagem no centro. Ou seja, fez a taxa real - peso em 1 pra 10, quando a cotação oficial  do Banco de la Nácion (BNA) estava 1 - 13. Paguei pq não tive como fazer câmbio antes, já que nosso vôo só teve escala em SP. 
      Para quem vai levar dólar e não tem escala em Buenos Aires, o melhor lugar para cambiar em Bariloche é o BNA do centro, mas, como um banco de varejo, está sempre cheio e com filas. Por isso acabei fazendo câmbio na Western Union. A cotação tava praticamente igual ao do BNA. 
      O lugar para ficar é sempre mto subjetivo e do perfil de cada um. O centro é ótimo para quem quer comodidade e transporte fácil. Fiquei num airbnb na Avenida San Martin, que é uma ótima localização, próximo ao centro cívico. Quem quer ficar mais afastado pode procurar os hotéis da Av. Bustillo, geralmente mais modernos e caros. Como nós usamos muito transporte público e remises, era mais vantajoso ficar pelo Centro.
      Dia 1 - Chegada ao apartamento e janta
      No aeroporto existem diversas formas de transporte para chegar ao centro: remise, táxi, van e ônibus público.
      Pegamos um remise, que era mais rápido. Pagamos R$ 55 , como disse, mas vale 550 pesos. Do lado de fora vi a van compartilhada e alguns táxis. O ponto do ônibus não vi, mas ele esta previsto no site da empresa de ônibus da cidade, chamada MiBus. No site da empresa tem as rotas e os horários. Salvei os principais números no evernote e foi bastante útil. É bom ter contato de remises tb.
      Chegamos ao airbnb, deixamos as malas e fomos para almoçar num restaurante próximo chamado Rock Chicken. Lugar simples, com comida barata e quantidade razoável. Também aceitava reais, mas em cotação ruim.
      Dia 2 - Cerro Campanário, Puerto Panuelo e Chao Chao
      No outro dia pela manhã fez um belo dia de sol, e então aproveitamos para fazer os passeios de vista aberta. Pela previsão do tempo, os demais dias seriam nublados, então era a oportunidade de fazer esse passeio. Passamos antes no centro de informações turísticas para pegar mapas e informações e fomos fazer uma parte do passeio conhecido como Circuito Chico. 
      Existem muitas formas de fazer o circuito chico, que é o passeio mais tradicional de Bariloche. É um passeio de diversas paradas, e a maioria das pessoas faz com agência. Eu particularmente tenho problemas em fazer aquele turismo meio gado, com o guia ditando o tempo das paradas e todo mundo entrando e descendo da van ao mesmo tempo. Por outro lado, sem carro alugado não é muito fácil fazer o circuito, pois as paradas ficam distantes e o transporte público não cobre todo o circuito. Então eu resolvi fazer o que dava pra fazer de ônibus e o que não dava fazer com remise. A parte mais tranquila de fazer é Cerro Campanário, Puerto Panuelo e Chao Chao, pois a linha 20 passa bastante (contei menos de 20 min) e passa exatamente por esses trechos. A maioria das linhas passam pelo Centro, na Avenida Perito Moreno, em frente ao antigo supermercado Uno.
      Paramos primeiro no Cerro Campanário, que é um ponto lindo de fotos. Subimos por teleférico (para os mais aventureiros, há uma trilha à esquerda da entrada que leva até o topo), que custava 400 pesos por adulto. Lá de cima é bem bonito e precisa ser visto em dia de céu limpo para ficar mais legal. Uma das coisas que vc descobre em pouco tempo é que aquele cenário da cidade e as árvores todas cobertas de branco da neve é bem raro. A maior parte da neve só ocorre no topo das montanhas mesmo. A neve em pó para chegar na cidade, só com uma grande nevasca, coisa que acontece poucos dias do inverno. Mas mesmo assim a paisagem é deslumbrante.
      Voltamos ao ponto de ônibus e continuamos o passeio rumo ao puerto panuelo. Chegamos lá juntos com centenas de estudantes e descobrimos um mistério que já tinha nos chamado a atenção: a quantidade de estudantes com casacos iguais carregando sacolas plásticas pelo centro da cidade. Trata-se do turismo para egressados, como eles chamam. Bariloche é o destino de formandos secundaristas da classe média argentina. Existem algumas empresas que levam, todos os anos, milhares de estudantes para lá. Eu achava que só rolava em julho, mas eles estavam aos montes mesmo em agosto. Estavam indo fazer um passeio de barco.
      Passamos na lanchonete do porto e almoçamos por lá mesmo. Depois fomos visitar o hotel Chao Chao. É necessário subir uma ladeirinha pra chegar lá. Achei que era mais tranquilo adentrar o local, mas os funcionários não permitem transitar por mtos lugares, nem tirar foto. Antes do hotel, ainda na estrada, tem uma capela histórica, mas acabei não indo lá. De lá tentei um remise para fazer a volta, mas tive problemas para conseguir ligar para um e acabamos voltando para o centro de ônibus mesmo.
      Nesse dia fizemos algumas compras no La anónima (supermercado) e comemos em casa mesmo.
      Dia 3 - Centro cívico, museus e catedral Nuestra Señora Nahuel Huapi.
      Dia bem frio e nublado. Aproveitamos para fazer passeios mais tranquilos. Acordamos um pouco tarde, fomos fazer um passeio no centro cívico e no museu da patagônia. Ele é bem simplesinho, mas com bastante documento histórico da cidade e uma sala com animais da fauna e descrição da flora regional. Vale a pena para quem gosta de história. Depois passeamos pela orla, fomos andando até a catedral nuestra señora e a plaza catedral. Por ali almoçamos antes de ir ao museu paleontólogo, que abria a partir das 15h. Ninguém dá nada por ele, pois é bem pequeno e escondido, mas tem uma ossada completa de um ictiosauro. Visita feita, voltamos e passamos na confentaria da chocolateria Mamuschka. Os doces lá são incríveis. Provamos vários doces, um a cada dia, até o fim da viagem rs.
       
      Continua...Se tiverem dúvidas que possa esclarecer, podem deixar a pergunta.
       
       
       
       
       
       
       
       
       
       
       
       


×
×
  • Criar Novo...