Ir para conteúdo
  • Faça parte da nossa comunidade! 

    Encontre companhia para viajar, compartilhe dicas e relatos, faça perguntas e ajude outros viajantes! 

Posts Recomendados


24/10 - São Paulo/SP - Foz do Iguaçu/PR
Acordamos cedo nesse dia, por volta de umas 05:30 começamos a colocar as coisas no carro, de baixo de muita chuva. Porta-malas e banco traseiro lotado de coisa, fechei as portas do carro e quando olhei pra roda traseira tomei um susto, achei que o carro não ia sair do lugar de tão baixo que tava. Mas na verdade quando soltei o freio de mão, o amortecedor aliviou a pressão e não tava tão baixo assim.

Saímos às 06:30 de casa e pegamos a Castelo Branco sentido Londrina/Maringá, até aí tudo bem. Próximo à Campo Mourão começou o pesadelo de estrada, muito buraco e com a chuva diminuindo a visibilidade era mais difícil ainda. Quando estávamos chegando próximo a Cascavel, comecei a procurar hotéis, pois não sabia se o destino seria Cascavel ou Foz, dependia da disposição. Até chegamos a perguntar o preço num hotel de beira da estrada mas achei caro. Fiz uma pesquisa no Booking e achei um hotel por R$ 54 a diária e pelo mapa, era bem próximo ao Parque Nacional. Apesar de começar a apresentar sinais de cansaço, preferi esticar mais nesse primeiro dia, pois não sabia ainda o que vinha pela frente, então quanto mais eu economizasse, melhor. Reservei o hotel e seguimos viagem.

Chegamos na cidade de Foz e fomos direto pro mercado comprar algumas coisas a mais. Do mercado até o hotel, o Google nos colocou numa rota muito ruim para cortar caminho, achei que tinha caído em algum golpe, não tinha nada do lado e tudo muito escuro, mas no final deu tudo certo e chegamos ao hotel às 21:30. Como estávamos com nosso fogareiro de camping, conseguimos cozinhar na área da churrasqueira, o que fez a gente economizar alguns trocados.

O hotel é bem simples, porém, com ótimo custo benefício. A limpeza do quarto deixou a desejar, mesmo quando entramos. Mas possui uma grande área comum com piscina e churrasqueira e realmente fica bem próximo ao parque nacional.

KM rodados: 1060
Duração da viagem: 15:00
Pedágios: R$ 187,70
Combustível: R$ 329,07
Hospedagem: R$ 54,00 (Hotel Naipi)

25/10 - Parque Nacional do Iguaçu
Como o dia amanheceu sem chuva pelo menos, resolvemos estender a hospedagem para mais 1 dia para irmos ao Parque Nacional do Iguaçu.

Tomamos café da manhã no hotel que era bem simples, entramos no carro e fomos ver as Cataratas. Eu já tinha ido uma vez, mas era uma época de seca e as Cataratas estavam bem fraquinhas. Dessa vez foi bem diferente, tinha tanta água que mal dava pra distinguir as cataratas no meio da fumaça de água que subia com as quedas.

Saímos do parque e fui fazer a carta verde, um pouco antes da fronteira com a Argentina e comprei o cambão no mesmo lugar (R$ 80). Ia aproveitar para fazer o câmbio também, mas só aceitavam em efetivo. Tentei sacar dinheiro em um shopping próximo, mas o caixa eletrônico estava sem dinheiro disponível, daí deixei para fazer isso quando eu saísse do Brasil. Como já estávamos com a carta verde em mãos e do lado da fronteira, resolvi dar um pulo em Puerto Iguazú. Demos uma volta, compramos uma garrafa de vinho por equivalente a R$ 10 e voltamos ao hotel.

Hospedagem: R$ 54,00
Ingresso Parque: R$ 69 (por pessoa)

 

IMG_7131.thumb.jpg.0d1a4518ca86434691806e25efd16950.jpgIMG_7123.thumb.jpg.10d1aed36c127c51b155454e8bda0f72.jpgIMG_7118.thumb.jpg.12240304e3f71fa9159a4c6db3690891.jpgIMG_7108.thumb.jpg.f6c12033d718688d351232d285eff6a0.jpgIMG_7097.thumb.jpg.bc351e383d96dcf2596bb393b714eda5.jpg

26/10 - Foz do Iguaçu/PR - Uruguaiana/RS
Saímos do hotel por volta das 09:30. Passei no shopping para tirar dinheiro e não consegui novamente. Perguntei ao segurança do shopping onde eu conseguiria sacar dinheiro ali por perto e ele não indicou um mercado numa vilinha próxima. Saquei o dinheiro e finalmente fiz o câmbio com um valor bom: 1 ARS = R$ 0,12. Comprei apenas R$ 800,00 porque eu não gosto de ficar carregando dinheiro nas viagens, prefiro sacar nos caixas eletrônicos.

Fizemos o processo de imigração sem descer do carro, mas na aduana pediram pra eu abrir o porta-malas, revistaram bem rapidamente e nos deixaram passar.

Logo entrando na Ruta 12, fomos parados pela Germanderia. Bem educados, nos pediram pra revistar o carro. Revistaram TUDO! Até os maços de cigarro abriram, cheiraram. Perguntaram o que era item por item, mesmo que fosse óbvio. Tudo certo e seguimos viagem.

E aí pegamos a Ruta 14, famosa pelos seus policiais corruptos, por onde iríamos até Santo Tomé para atravessar para São Borja. Porém, estava tão tranquila que resolvemos continuar por ela até atravessar para Uruguaiana.

No meio do caminho consegui reservar um quarto num hostel pelo Booking. Chegamos por volta das 21:30, a proprietária nos apresentou o hostel (uma casa enorme de 3 andares e um terraço na cobertura onde se tem a vista do Rio Uruguai. Fizemos um jantar rápido na cozinha do hostel e dormimos.

KM rodados: 647
Duração da viagem: 12:00
Combustível: $ 900.58 ($ 43.44/L)
Hospedagem: R$ 120 (Solar dos Tchuccos)

 

  • Gostei! 2

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

@fore

Que legal que a viagem tenha saído do papel mesmo! Lembro que você perguntou algo no meu relato sobre ter viajado com o 208... bacana que mais um leãozinho tenha encarado longas estradas!

Ansioso para ler o relato completo! AH, e poste uma foto do 208 carregado pra ver como ficou a altura nas molas esportivas!

Do que postou até o momento, achei diferente essa volta ao Brasil por São Borja apenas para desviar uma parte da RN14 com receio dos policiais. Quando voltei de Santa Fé, rumo a Foz, peguei todo esse trecho entre Uruguaiana e São Borja e foi onde menos vi policiais. Mas se deu tudo certo, tá valendo né?

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

@Elder Walker pois é, acho que os tempos mudaram mesmo, porque eu também não vi policiais por lá. E eu tinha lido sobre esse trecho falando muito mal dos policiais.

Eu preciso separar as fotos aqui e me organizar direito pra postar esse relato, com calma eu vou postando tudo aqui. valeu!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

27/10 - Uruguaiana - Gualeguaychu
Acordei, fizemos um café e acabei encontrando o dono do hostel. Fiquei um bom tempo conversando com ele, já que ele já fez bastante esse trajeto pelo Uruguai e Argentina. Pela conversa, ele me tranquilizou a respeito dos policiais, ele disse que faz tempo que não ouve falar de casos em que a polícia pede dinheiro. Saímos meio-dia e resolvemos voltar para a Argentina pode onde entramos e seguir adiante pela Ruta 14 até Gualeguaychu.

Fomos parados pela polícia cabinera ainda na província de Entre Rios. O policial ficou rodeando muito, perguntando para onde íamos, pediu documento do carro e carta verde, perguntou se tínhamos os equipamentos de segurança exigidos que eram: kit primeiros socorros, jaleco, dois triângulos e cambão. Respondi que sim, mas os dois primeiros eu não tinha. Fez uma pausa dramática… nessa hora pensei que ele tava procurando um jeito de me pedir dinheiro. Mas nos desejou uma boa viagem e seguimos.

Chegamos no camping em Gualeguaychu ainda de dia, por volta das 18h. 
O camping é grande, do lado de um rio/lago que você também pode pescar. Só tinha a gente acampando, mas quando chegamos tinham algumas pessoas passando o dia por lá.

O wifi é excelente, tem uma antena grande na recepção. Os banheiros eram bem mais ou menos, privada sem assento. Mas enfim, estávamos bem acolhidos por lá.

Armamos a barraca, arrumamos tudo e saímos para fazer compras no Carrefour.Eu nunca tinha ouvido falar desse jaleco como item de segurança que o policial perguntou quando nos parou. É uma espécie de colete refletivo, para te enxergarem melhor na pista. Mas no Carrefour tinha um kit pronto com todos esses itens mencionados, inclusive o tal jaleco.

Compramos uma carne e assamos em uma das churrasqueiras que tinham no camping.

KM rodados: 456
Duração da viagem: 06:00
Combustível: $1700 ($41.49/L)
Hospedagem: $ 500 (Complejo Punta Sur)

IMG_20181026_171402.thumb.jpg.1b8cbf190698e04d25d123f47e1e39df.jpgIMG_20181026_181635.thumb.jpg.b175fec233f788ce4ceef8685ca360b7.jpgIMG_20181028_080903.thumb.jpg.843786442c0d2cf34daa439408180ae1.jpgIMG_20181028_080931.thumb.jpg.b23277f7a8f9845ce4716214c680474d.jpgIMG_20181028_081027.thumb.jpg.e04ce0ea157c2e043823cecb88fde95b.jpgIMG_20181028_081040.thumb.jpg.51408e076e54dc2198400ffc4aa97cc1.jpgIMG_20181028_081138.thumb.jpg.52790575faa6c6df4dba23f055bac6ec.jpg

 

  • Gostei! 3

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

28/10 - Gualeguaychu - Santa Rosa
Aproveitamos que tiramos tudo do carro e demos uma boa ajeitada em tudo e conseguimos acomodar melhor as coisas no carro.

Barraca desmontada, tomei uma ducha que não tinha como controlar a temperatura, quase fui queimado vivo. Mas tudo bem, pelo menos estava quente. Saímos já era 11:00.
Seguimos pela Ruta 12 que estava fechada em um trecho, com desvio por estrada de terra o que atrasou muito a viagem.

De novo, fiz uma reserva pelo Booking, uma casa com garagem e fomos muito bem recebidos pelo proprietário.

Como era domingo, estava tudo fechado na cidade e estávamos morrendo de fome. Tentei pedir alguma coisa no iFood, mas não funcionava (apesar de ter disponível na cidade). A sorte é que o dono da casa onde estávamos estava comunicando conosco pelo whatsapp. Mandei uma msg para ele perguntando se ele poderia nos pedir uma pizza. Ele foi muito solícito e nos pediu a pizza que chegou em menos de 20 minutos.

Aproveitamos que tínhamos estrutura e lavamos as roupas que estavam sujas.

KM rodados: 761
Duração da viagem: 09:00
Pedágios:
Combustível: $1600 ($40.73/L)
Hospedagem: $ 1200 (Departamento Gonzalito)

29/10 - Santa Rosa - Neuquen
Nesse dia passamos por uma inspeção zoofitosanitária em Casa das Piedras. Só perguntaram se estávamos levando algum derivado de carne, dissemos que não, ele fez uma breve revista no carro e cobraram $ 25. O policial que acompanhou o processo nos perguntou para onde íamos, respondi: Ushuaia. Ele ficou espantado e ao mesmo tempo feliz, nos desejou suerte e partimos.

Tinha um trecho da estrada bem ruim nesse dia, só não me recordo foi quando saímos da RN 12. Eram muitos buracos enormes e muitos carros parados no acostamento com o pneu rasgado. Pela primeira vez na viagem, tinha um intervalo bem grande entre postos de combustível. Preço mais barato de gasolina até o momento $ 34.90/L.

Ficamos em um camping que só tinha a gente novamente. Me parece ser muito bom em alta temporada, mas quando fomos, estava tudo muito largado e sujo. A área de camping é excelente, com um belo gramado, algumas zonas de sombra e um rio passando ao lado.

KM rodados: 577
Duração da viagem: 07:00
Pedágios:
Combustível: $1.800 ($ 34,90/L)
Hospedagem: $500 (Camping El Cisne)

IMG_20181029_181528.thumb.jpg.154a2a3b5a3e2d5b5e1c18f8417b478c.jpgIMG_20181029_181549.thumb.jpg.1a51992583d0de3ad73a765879ff737c.jpgIMG_20181029_181630.thumb.jpg.9ebc652b666cc625c09154a39f3dd907.jpgIMG_20181029_181641.thumb.jpg.64225968a1e0973fc4be5994e93837f7.jpg

  • Vou acompanhar! 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Voltando a falar da polícia caminera... essa do colete refletivo eu ouvi falar como requisito no Chile e arrumei um aqui emprestado com um amigo que trabalha em empresa de logística, mas certamente foi uma tentativa de ver se você caía na dele para tentar pedir algo, que chato isso, heim? Porque todos os documentos do consulado são bem explícitos que esse tipo de coisa, junto com outras lendas como uma "mortalha" (lençol branco para cobrir eventuais vítimas) são mito. O kit primeiro socrros, parece listado como opcional, mas nós mesmos montamos num estojinho branco e aproveitamos para colocar os remédios que queríamos levar na viagem, ou seja, unir o útil ao agradável. Em geral, é bem isso que você relatou: eles dão uma rondada, olham, perguntam... e se não tiver nada errado, não tentam inventar muita coisa. Mas, novamente, que bom que passou sem maiores problemas.

Bonito o local deste camping em Neuquen! E que lindo o 208 com essas rodas e o aerofólio!

Vou continuar acompanhando o relato...

  • Gostei! 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

@Elder Walker 

Então, pior que nesse kit que vi vendendo no Carrefour tinha o tal do jaleco. Na verdade eu nem tinha entendido quando o policial me perguntou, mas respondi que sim. De qualquer forma, a única coisa que ele pediu pra eu tirar do carro pra ver foi o extintor. E já me antecipei mostrando o local onde ficava a data de validade e já logo pediu pra eu guardar.

Lembro que comentei contigo que eu ia por os pneus maiores pra essa viagem (aproveitando que já estava na hora de eu trocar). Senti muita diferença em conforto. Antes eu tava usando o 205/45, agora o 215/45. Não tem nem comparação! Antes eu sentia qualquer irregularidade que tinha na pista, agora passa em cima e nem vê.

O camping é bem bonito mesmo, alias a paisagem dessa região é peculiar. Parece um bosque de dinossauros. No caminho vi alguns outdoors falando sobre os dinossauros de Neuquén, nessa região era bem habitada por esses animais extintos. Doidera! hahahahaha

  • Gostei! 2

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Fui roubado em 100 pila por causa deste jaleco na 14 antes de Chajarí, legal seu relato e acompanhando aqui. Estou começando o meu agora. 

  • Gostei! 2

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Participe da conversa!

Você pode ajudar esse viajante agora e se cadastrar depois. Se você tem uma conta,clique aqui para fazer o login.

Visitante
Responder

×   Você colou conteúdo com formatação.   Remover formatação

  Apenas 75 emoticons no total são permitidos.

×   Seu link foi automaticamente incorporado.   Mostrar como link

×   Seu conteúdo anterior foi restaurado.   Limpar o editor

×   Não é possível colar imagens diretamente. Carregar ou inserir imagens do URL.


  • Conteúdo Similar

    • Por Vivi Nakano
      Oi, amigos e amigas viajantes!
      Antes da pandemia fizemos um mochilão de carona em alguns países da América do Sul. Uma das primeiras partes da viagem foi conhecer Buenos Aires e descer até o Ushuaia (tudo de forma econômica e de carona!!).
      É possível ir inteiramente de carona? Sim! Nós fomos e foi demais. Na Patagônia argentina é muito comum as pessoas darem carona. A estrada para a cidade do fim do mundo é incrível, repleto de lugares diferentes, misteriosos, vários animais diferentes e muito mate. 
      Estamos postando alguns vídeos no YouTube sobre este trajeto e nosso mochilão, se você tiver interesse, dúvidas e curiosidades, fale com a gente, se inscreva no canal!!! Pegamos muitas dicas aqui no blog antes de cair na estrada, e queremos ajudar outras pessoas com este sonho. 
      O link do canal é este: https://www.youtube.com/channel/UC_s6lPHmcwshOyB8FlFNO0A
      Prazer! Sou a Vivi e meu parceiro de viagem é o Trumai :D 
      Qualquer dúvida nos envie mensagens no insta: @vivinakano e @trumaiii




    • Por Gerhard Jahn
      Fala raça!
      Tô felizasso em poder compartilhar essa experiência com vocês. Fiz o mochilão na companhia do meu irmão Kevin Jahn e minha cunhada Carol Jahn em janeiro/fevereiro de 2020, dormindo em barraca, hostels, Airbnb e até no chão do aeroporto (pra dar aquela emoção a mais).
      Apesar de ter sido uma das melhores experiências que já vivi, foi bem difícil planejar essa viagem, então espero que essas poucas informações iluminem quem está cogitando conhecer essa região. De início vou focar apenas nas questões mais relevantes (roteiro, custos e o que levei na mochila), e aos poucos vou relatando os acontecimentos da viagem, principalmente o trekking em Torres del Paine e El Chaltén.

       
      ROTEIRO
      Dia 1: 23/01/20 - Floripa > Santiago > Punta Arenas
      Dia 2: 24/01/20 - Punta Arenas > Puerto Natales - Conhecemos o Estreito de Magalhães pela manhã e em seguida pegamos o ônibus para Puerto Natales. Final da tarde compramos as comidas para TdP
      Dia 3: 25/01/20 - Puerto Natales > Torres del Paine - Ataque ao Mirador Base de las Torres, acampamento no Camping Central
      Dia 4: 26/01/20 - Torres del Paine - Travessia até o Valle del Francés, acampamento no Camping Italiano
      Dia 5: 27/01/20 - Torres del Paine - Ataque ao Mirador Fracés e travessia até o Camping Paine Grande, onde acampamos
      Dia 6: 28/01/20 - Torres del Paine > Puerto Natales - Acabamos ficando de molho no Camping Paine Grande até a chegada do catamarã
      Dia 7: 29/01/20 - Puerto Natales > El Calafate - Ficamos mais de duas horas na aduana Chile/Argentina, foram mais de 8 horas de viagem ao total
      Dia 8: 30/01/20 - El Calafate - Dia de conhecer o Glaciar Perito Moreno, não fizemos o Mini Trekking mas foi ótimo pra tirar um dia pra descansar
      Dia 9: 31/01/20 - El Calafate > El Chaltén - Chegando em Chaltén já fomos direto para a Laguna Capri montar acampamento, final da tarde fizemos um ataque ao Fitz Roy
      Dia 10: 01/02/20 - El Chaltén - Descanso na cidade
      Dia 11: 02/02/20 - El Chaltén > El Calafate - Chorrillo del Salto pela manhã e viagem de volta a Calafate após o almoço
      Dia 12: 03/02/20 - El Calafate > Puerto Natales > Punta Arenas - Chá de ônibus nesse dia
      Dia 13: 04/02/20 - Punta Arenas > Santiago > Floripa

      TOTAL GASTO: R$ 4700,00 (joguei o valor um pouco pra cima porque posso ter esquecido de algo)
      Os valores estão por pessoa e na moeda utilizada no momento da compra.
      DESLOCAMENTOS: R$ 3.526,00.
      Passagem aérea ida/volta + seguro viagem + bagagem de mão + cargueira despachada + assento reservado + taxa de embarque: R$ 2760,00 pela LATAM, de Floripa à Punta Arenas com conexão em Santiago.* Ônibus Punta Arenas-Puerto Natales ida/volta: CLP $ 15.000,00 Ônibus Puerto Natales-Torres del Paine ida/volta: CLP $ 16.000,00. Transfer Guarita-Camping Central: CLP $ 3.000,00. Catamarã Camping Paine Grande-Guarita: CLP $ 23.000,00. Ônibus Puerto Natales-El Calafate ida/volta: CLP $ 34.000,00. Ônibus El Calafate-El Chaltén ida/volta: ARS $ 2400,00.  Van El Calafate-Perito Moreno ida/volta: ARS $ 1200,00. *Pelo meu monitoramento só o valor da passagem variou na época entre R$ 1900,00 a R$ 2400,00. Comprei com três meses de antecedência e confesso que há uma semana antes da viagem o preço ainda estava na mesma faixa.
      HOSPEDAGENS: R$ 506,00.
      Puerto Natales 
      Hostel Bella Vista: R$ 55,00 c/ café da manhã e aluguel de equipamentos de trekking, inclusive ganhamos de presente um gás da host Ni Torres del Paine (vou detalhar melhor no tópico exclusivo de TdP) Camping Central: USD $ 21,00. Camping Italiano: Free, grátis, na faixa. ~não recomendo Camping Paine Grande: USD $ 11,00. El Calafate
      Airbnb Groovy Dooby Doo: R$ 59,00. ~não recomendo El Chaltén
      Camping Laguna Capri: Free, grátis, na faixa. Hostel Rancho Apart: ARS $ 1250,00, quarto compartilhado. *valores por noite
      **foram 10 noites, na primeira passamos no avião e na última no chão do aeropoto.
      ENTRADAS: R$ 200,00.
      Entrada do parque Torres del Paine: CLP $ 25.000,00. Entrada do parque Los Glaciares - Perito Moreno: ARS $ 800,00. ALIMENTAÇÃO: R$ 350,00.
      Restaurante no Chile: em torno de CLP $ 3.500,00. Restaurante na Argentina: em torno de ARS $ 600,00. Mercado para Torres del Paine: CLP $ 6.600,00. Mercado para Fitz Roy: ARS $: 660,00. Compras nos aeroportos, rodoviárias, snacks, frutas e etc. COTAÇÕES
      R$ 1,00 = CLP $ 190,00 (Aeroporto de Santiago) R$ 1,00 = CLP $ 170,00 (Punta Arenas) R$ 1,00 = CLP $ 165,00 (Puerto Natales) R$ 1,00 = ARS $ 16,50 (Restaurante Casimiro em El Calafate, apesar de ter a melhor cotação de Dólar, Euro e Real, aqui é clandestino devido aos problemas políticos-econômico da Argentina)  
      VESTUÁRIO E EQUIPAMENTOS
      O segredo é focar em roupas e equipamentos apropriados para a região. A fama da Patagônia ter uma instabilidade climática não é um exagero, tu literalmente vai viver as quatro estações e todos os tipos de condições em um único dia.
      O que eu levei na minha mochila Forclaz Trek 900 50L + 10L:
      1x Calça modular - Tecido de secagem rápida e que não propagada corte 1x Fleece (0 a 7 ºC) - Uso um com zíper pra ser prático e ajudar a regular a temperatura corporal 1x Jaqueta impermeável (2000 mm) corta vento - Conhecida também como anorak, acabou passando a água em uma das tempestades em TdP 1x Calça segunda pele técnica - Usei a viagem toda, até por baixo dá bermuda 2x Blusas segunda pele - Uma técnica pra caminhada e uma mais quente pra dormir 1x Calça impermeável (2000 mm) - Precisei usar em vários momentos 3x Camisetas curtas Dry Fit - Acabei usando só duas 4x Cuecas de Microfibra  - Secagem muito rápida, foi excelente 2x Meias técnicas de trekking - Nunca tinha usado e fez muita diferença, deveria ter levado pelo menos 4 1x Meia térmica - Usei apenas pra dormir e foi muito bom para deixar as outras respirando 1x Bota de trekking impermeável - Confesso que a minha segurou a água mas a palmilha e solado eram fracos, sugiro comprar uma palmilha boa 1x Havaianas - Usei pra tomar banho, no avião e nas cidades (BRASIIIIIL) 1x Bermuda de banho - Usei bastante nos hostel, todos lugares tem calefação então sugiro levar algo curto pra dormir 1x Luva de fleece para trekking - Usei poucas vezes, somente quando chovia nos lugares mais frios de TdP 1x Protetor de orelha de fleece - Baita acessório, ajuda até pra dormir quando ainda tem luz 1x Cachecol - Acabei usando só pra dormir em virtude do meu saco de dormir ser patético 1x Touca de lã - Usei uma vez, protetor de orelha já resolve 1x Toalha de Microfibra - É item obrigatório, já uso há anos 1x Mochila de ataque 30L - Usei muito pra fazer compras, lá não tem sacola plástica 1x Bastão de trekking - Recomendo dois, a grande maioria das pessoas utilizava um par 1x Shoulder Bag - Ideal pra levar documentos e dinheiro, já tinha costume de usar nos acampamentos em Floripa, pra não deixar nada na barraca dando sopa 1x Barraca de trekking - Uso a Quechua Quick Hiker 2, tenho um vídeo falando sobre ela 1x Saco de dormir para 15 ºC - Não morri mas não passei bem haha sugiro um para 0 ºC 1x Isolante térmico - Uso um egg crate Nature Hike, é importante que o isolante seja bom, foi o que me salvou 1x Kit cozinha - Não pode levar o gás no avião 1x Lanterna de cabeça - Quase não usei porque escurece tarde (22:00) e amanhece cedo (05:00) 1x Kit Primeiro Socorros - Aconselho a levar medicamentos específicos, como antibióticos dose única, antitérmico, anti-histamínico, relaxante muscular 1x Silver Tape - Não usei, mas aconselho levar porque dá pra usar até pra tapar rasgos em roupas. 1x GoPro Hero 7 Black + Bateria extra + Carregador Duplo externo + Micro SD Card extra - Sou fã de GoPro, acho muito útil num lugar como esse que chove toda hora 1x Power Bank 20.000 mAh - Usei muito, apesar de ter entrada USB nos ônibus e tomada em alguns campings
      RESERVAS EM TORRES DEL PAINE
      http://www.conaf.cl/parques/parque-nacional-torres-del-paine/ (camping gratuito)
      https://www.verticepatagonia.cl/home (lado esquerdo do W)
      https://www.fantasticosur.com/en (lado direito do W)
      PASSAGENS DE ÔNIBUS
      https://www.bussur.com/
      https://www.recorrido.cl/ 
      http://www.busesfernandez.com/ 
       
      Espero que a leitura tenha sido útil, logo menos continuo o relato.
      Abraço a todos,
      Gerhard Jahn.
       


×
×
  • Criar Novo...