Ir para conteúdo
  • Faça parte da nossa comunidade! 

    Encontre companhia para viajar, compartilhe dicas e relatos, faça perguntas e ajude outros viajantes! 

  • 0

Em qual país vocês passaram mais perrengues?


Pergunta

  • Membros

Bom dia, povão! Belezinha?

É normal que na vida do mochileiro e aventureiro, sempre apareça um perrengue aleatório em algum país. E eu queria saber de vocês, em qual país vocês enfrentaram mais dificuldades, seja com visto, com hospedagem, se era um país fechado (e possivelmente tinha problema com censura), se era um país muito religioso ou qualquer outra coisa. Seria interessante ver a experiência de cada um, até pela importância da informação, que muitos não devem conhecer sobre tal país, e vocês sabem. 

É isso, galera! Um forte abraço! 

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Respostas 33
  • Criado
  • Última resposta

Quem participou mais

Quem participou mais

Postagens Populares

@renata83 Apesar da dificuldade que eu tive eu não desestimulo ninguém de ir pra China. Algumas das dificuldades que tive por lá foram específicas dessa viagem (eu estava há 4 meses viajando, então ti

Eu fui em julho de 2016, verão, aliás não recomendo, calor dos infernos rs. Eu planejei 5 dias em Hong Kong, e depois 30 dias dias na China Continental, pois era o máximo que o visto dava. Nessa hora

Brasil com toda certeza!!! Eu sempre viajei muito, já estive em 20 dos 27 estados do Brasil e em mais de 30 países diferentes, mas o local que mais passei perrengues foi no Brasil, algumas vezes

Posted Images

Posts Recomendados

  • 0
  • Colaboradores

@BRviagens Bolívia, quase morri no paiseco,por total falta de infraestrutura em atendimento médico. Como disse o MANDETA outro dia,lá pode se ter o dinheiro a carteira do plano,no caso seguro saúde,a liminar,no caso o apoio do consul brasileiro,mas não tem aonde entrar.A altitude fez mal,necessitava de oxigenio e nao tinha.Fiquei deficiente fisico devido a isso.Escrevi um relato aqui na época, não acreditaram em mim,por isso combinei com o Silnei não falar mais no assunto, mas esse é o motivo de sair da carreira jurídica e vir para cá.

  • Vou acompanhar! 1
Link para o post
Compartilhar em outros sites

  • 0
  • Membros

@BRviagens @D FABIANO Tbm na Bolívia, um capotamento no passeio do Salar. Após o acidente, fomos deslocados a um hospital da cidade de Uyuni, nesse hospital não tinha médicos para atender, então a dona da agência nos levou para um hospital que segundo ela era "maior", detalhe que pets, os cachorros dos bolivianos corriam livremente no corredor do hospital, enfim,  fomos atendidos, fizeram alguns exames para ver se houve alguma fratura interna, após o susto, a dona da agência queria cobrar novamente para realizar o passeio no outro dia, após argumentações, discussões ela acabou cedendo. Tbm acredito que ela subornou a polícia turística que apareceu no local do acidente. Apesar do episódio, o salar é um dos locais mais incríveis que já conheci.

  • kkkkkkk 1
  • Vou acompanhar! 1
Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • 0
  • Membros

Brasil com toda certeza!!!

Eu sempre viajei muito, já estive em 20 dos 27 estados do Brasil e em mais de 30 países diferentes, mas o local que mais passei perrengues foi no Brasil, algumas vezes por falha minha, outras por problemas climáticos ou de infra-estrutura.

Alguns dos perrengues que eu já passei:

Lá nos meus 18 anos, quando eu ainda era um estudante universitário inexperiente e sem dinheiro para nada, eu estudava em Curitiba, mas minha família morava em Foz do Iguaçu , e para economizar algum dinheiro, viajava de carona para ir visitar meus pais.  

Já tinha feito o trecho Curitiba x Foz de carona várias  vezes sem problema, e também tinha um plano B para o caso de não conseguir chegar em Foz no mesmo dia, ficar na casa de uma tia minha que morava numa cidade no meio do caminho. Mas uma vez deu errado, não consegui caronas boas, e acabou anoitecendo e fiquei encalhado no meio do caminho, sem conseguir chegar em Foz e nem na casa da minha tia, e sem dinheiro pra pagar um hotel e nem uma passagem de ônibus, pois mal e mal tinha dinheiro comigo para comprar comida. Tive que passar a noite num restaurante 24 horas de beira de estrada, cochilando numa mesa, e prosseguir a viagem na manhã seguinte.

Uma vez, em Recife, perdi o voo devido a uma chuva muito forte, que interditou os acessos ao aeroporto e não consegui chegar no aeroporto, eu não tinha direito a compensação, pois o voo apesar da chuva saiu no horário, e eu também não tinha dinheiro para comprar outra passagem de avião, pois os preços para os dias próximos estavam custando o olho da cara!

Com o pouco dinheiro que restava no final da viagem, comprei uma passagem de ônibus até São Paulo, e outra de São Paulo a Curitiba, e com os poucos trocados que restaram depois de comprar as passagens, fui no supermercado, e comprei algumas coisas para comer, pois o que sobrou de dinheiro, não dava para comer nos restaurantes caros de beira de estrada.

Noutra vez, estava no interior do Mato Grosso a trabalho na temporada de chuva, tínhamos um trecho de 400 Km para fazer de carro naquele dia, mas começou uma chuva torrencial, que destruiu algumas pontes, e nos acabamos presos no meio da estrada por 2 dias, sem conseguir prosseguir e nem voltar. A cidade mais próxima ficava a uns 30 km de onde estávamos, mas não era possível chegar lá, passamos os dois dias dormindo no carro, por sorte tinha alguns caminhoneiros também presos e que dividiram comida e água conosco.

Outra vez, foi no Rio de Janeiro,  estávamos atravessando o túnel André Rebouças, quando um bando armado com fuzis fechou o túnel e começou a assaltar os carros, mas por azar tinha um carro de polícia cruzando o túnel, e os policias inconsequentes, sem pensar no risco que colocaram todo mundo, reagiram atirando, e começou um tiroteio dentro do túnel. Foi o dia que eu mais passei medo na minha vida.

No exterior, tive problemas com o idioma na Russia e na China, o idioma é inteligível para nós, na época que eu fui, antes da copa do mundo e das olimpíadas, quase nada estava sinalizado em inglês, e praticamente impossível achar alguém que falasse inglês. Como nesta época eu já era um viajante mais experiente e calejado, consegui me virar sem maiores problemas, mas tinha dias que eu pensava, onde eu fui me enfiar!!! 

Em New York, tive um perrengue enorme por causa do clima extremo, teve uma nevasca muito forte, e fiquei 5 dias praticamente sem poder sair do hotel, e era um hotel sem café da manhã e restaurante, ou seja, pra não passar fome, tinha que encarrar a rua, com mais de 1 metro de neve nas calçadas, frio e vento insuportável, e tentar achar algum lugar aberto que estivesse vendendo algum tipo de comida.

Estes são só os que mais me causaram transtorno, teve vários outros que eu consegui enfrentar sem maiores complicações, pois estava preparado para imprevistos. 

Como dá para perceber, a maioria dos os meus perrengues foram causados ou por que eu planejei errado, e viajei com pouco dinheiro, não prevendo que podem acontecer imprevistos, ou então por questões climáticas.

E por causa de todos os perrengues que eu já passei, tem duas coisas que eu sempre recomendo, nunca viaje com pouco dinheiro, onde o dinheiro está contado até os últimos centavos, pois qualquer imprevisto que aconteça, você estará em apuros! E a outra coisa que eu sempre recomendo é, preste atenção no clima no destino na época da sua viagem, tem épocas onde simplesmente não é recomendável viajar para alguns locais, pois o clima  é extremo, e as chances de arruinar a sua viagem são grandes!

 

 

  • Gostei! 2
Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • 0
  • Membros de Honra

Para mim com certeza foi na China. Um choque cultural gigantesco, muita dificuldade de comunicação e muita dificuldade com a comida. Acho que conhecer a China é uma experiência única e sempre recomendo para todo mundo que vá, apesar de eu ter passado muita dificuldade por lá. Nada perigoso que corresse algum risco de vida como as histórias dos colegas acima, o perrengue foi muito mais pelo lado cultural mesmo. Mesmo assim, eu voltaria para lá e passaria o perrengue outra vez rs.

A Bolívia que o pessoal falou aí em cima realmente é uma viagem que sempre envolve um certo perrengue... Mas pra mim a China ficou na frente

  • Gostei! 2
Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • 0
  • Membros

Marrocos , quando fui há quase 10 anos atrás 

até então só tinha ido para eua e países da Europa por exemplo, e foi a primeira vez que entrei em contato com uma cultura totalmente diferente da nossa, mas foi um perrengue legal

Perrengue mesmo tive na Etiópia , já passei por emigrações varias vezes, algumas vezes invocaram com perguntas ou olhar a mala, mas nada comparado com o que passei em addis ababa, logo na saída do avião fui escolhido para passar por um pente fino pela polícia local,  reteram meu passaporte fui levado para uma sala obscura do aeroporto, funcionários que não falavam inglês, truculentos, em nenhum momento explicaram o que estavam fazendo, o porque daquilo , nada, nenhuma explicação, fizeram eu tirar toda minhas coisas da mala, fizeram eu explicar cada coisa que eu levava na mala , só faltou mandarem tirar minha roupa, me trataram extremamente mal e depois de quase 3 horas preso naquela sala que lembro cada detalhe fui liberado , não me exigiram dinheiro nada, mas confesso que foi das poucas vezes que fiquei com medo, sozinho lá, sem conseguir me comunicar direito, com medo deles inventarem algo para conseguir alguma coisa. Por conta disso desde então evito de qualquer forma voar ethiopian airlines apesar dos preços muitas vezes convidativo. posteriormente conheci outros brasileiros que passaram pela mesma situação , voo Brasil - Etiópia é um voo visada pelo tráfico mas eu não passo mais por uma situação humilhante dessa 

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • 0
  • Colaboradores

Perrengue mesmo, nunca passei. Já tive diversos problemas normais que acabam acontecendo ao longo dos anos e não são culpa de onde está visitando. Exemplos: mala que só chegou dias depois, carteira roubada por trombadinha, probleminhas com lingua, um ou outro funcionario ou policial mal educado/ desonesto/ sem paciencia com quem não fala a lingua (ignorancia nossa também em não pesquisar antes), ou erros de programação mesmo, etc.

Acho que o que mais me marcou foi no Panama. Estavamos em 3, de carro alugado, seguindo o caminho sugerido pelo gps para chegar até o canal. Pouco depois da parte boa da cidade, erramos uma saida e acabamos passando por uma parte mais estranha, mais pobre, onde estava tendo uma blitz e fomos parados. Todos estavamos com cnh e pid, mas só eu estava com passaporte, os outros 2 apenas com cópia. Não teve conversa de que estava no hotel, que carro alugado dias antes no aeroporto, etc, os policiais exigiram ver os carimbos de entrada de todos e não sei o que teria acontecido se eu não estivesse com o meu lá na hora! Provavelmente iriamos para delegacia e sei lá como pegariamos eles no hotel. Felizmente como eu estava com o meu, deixaram que eu fosse buscar os outros passaportes no cofre do hotel, enquanto os outros 2 e o carro ficaram retidos lá na blitz. Os problemas, não tinha internet no celular, eu não sabia exatamente onde estava (estavamos seguindo o gps integrado do carro e tinha pego a saida errada). Tive que pagar caro para taxi ir até o hotel, me esperar e me levar de volta. Por sinal lá os taxistas pegam mais de uma corrida ao mesmo tempo, e não passava taxi vazio naquela rua. Acabei entrando em um com passageiro e fui passear por locais estranhos, mas no final deu tudo certo.

Em Praga já tomei multa que exigiram que fosse paga em dinheiro lá na hora para não ir parar na delegacia (viramos onde não podiamos... seguindo gps). 

Este problema de estar com carro andando em parte boa, seguindo gps, e de uma hora para outra se achar em local de aparencia muito estranha, com vontade de "quero sair daqui o mais rapido possível" é muito comum ao seguir cegamente gps desatualizado na america latina! Brasil inclusive, mas por aqui costumo saber andar. Já levei vários sustos deste tipo (pela aparencia mudar de "seguro" para "assustador") no Brasil, Paraguai, Panama e principalmente Mexico.

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • 0
  • Membros

Bolívia - problemas estomacais em La Paz. Fiquei uns dois dias mal, sem conseguir fazer nada. A sorte é que eram os últimos dias de viagem. Problema comum na Bolívia.

Marrocos - mulheres devem ter cuidado com assédio. Me perdi em uma das ruas da medina de Marrakech, fui parar em um lugar bem deserto. Logo, tinha um homem atrás. Apertei o passo até que, por sorte, encontrei um casal falando português e expliquei a situação para eles. O homem sumiu.

Peru - fui furtada em Arequipa, em alguma rua no centro. Não sei onde, pois não vi, já que estava com a carteira em um bolso da mochila e a mochila nas costas. Muita falta de atenção minha! 🙄 Depois disso, nunca mais viajei sem doleira, com dinheiro e passaporte embaixo da roupa.

  • Gostei! 1
Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • 0
  • Membros

@rodrs vivi um perrengue parecido na bolivia.... mas nao foi o meu jipe que capotou, foi o da frente. pedimos para o motorista prestar socorro, mas ele disse que não, que poderiamos nós correr risco de vida. não sei até hoje o que aconteceu com os ocupantes do carro!

o perrengue na russia de nao falarem o idioma e existirem poucas placas em inglês (e olha que fui depois da copa do mundo) é clássico. anotei o endereço (tanto em cirilico como em alfabeto latino) e tentei chegar na minha hospedagem. chegando lá descobri que o endereço na rússia não é exatamente igual no resto do mundo, com nome da rua, numero e tal. o endereço que constava do hotel era o quarteirão todo! acabei achando uma pessoa que me ajudou, que falava ingles minimamente, e que ligou no hotel e perguntou onde era, me levando até lá. os russos são ótimos mesmo, facilmente se faz amizade por lá.

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • 0
  • Membros

Eu tinha esquecido da vez que ficamos mais de uma hora dando explicação para o exército chinês, pois o nosso guia se perdeu, e acabamos dentro de uma área restrita do exército.

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • 0
  • Colaboradores

Gente, essa coisa de capotamento na Bolívia é mais comum do que eu imaginava. Não foi comigo, mas meu cunhado tb passou por isso por lá, sorte que ninguem se feriu e ainda seguiram viagem.

Link para o post
Compartilhar em outros sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar Agora

×
×
  • Criar Novo...