Ir para conteúdo

Pesquisar na Comunidade

Mostrando resultados para as tags ''rio''.

  • Pesquisar por Tags

    Digite tags separadas por vírgulas
  • Pesquisar por Autor

Tipo de Conteúdo


Fóruns

  • Faça perguntas
    • Perguntas Rápidas
    • Perguntas e Respostas & Roteiros
  • Encontre Companhia para Viajar
    • Companhia para Viajar
  • Envie e leia Relatos de Viagem
    • Relatos de Viagem
  • Encontre companhia, faça perguntas e relate experiências em Trilhas e Travessias
    • Trilhas e Travessias
  • Tire dúvidas e avalie Equipamentos
    • Equipamentos
  • Outros Fóruns
    • Demais Fóruns
    • Saúde do Viajante
    • Notícias e Eventos

Encontrar resultados em...

Encontrar resultados que contenham...


Data de Criação

  • Início

    FIM


Data de Atualização

  • Início

    FIM


Filtrar pelo número de...

Data de Registro

  • Início

    FIM


Grupo


Sobre mim


Ocupação


Próximo Destino

Encontrado 8 registros

  1. Esse ano resolvi que viajaria sozinha pela primeira vez. Confesso que estava com medo e li em muitos relatos que Bonito era um destino bem seguro e por isso achei adequado fazer isso lá pela primeira vez. A experiência foi incrível, é um lugar com natureza sensacional. Confesso que se tivesse pesquisado mais sobre o destino teria aproveitado mais a viagem, mas escolhi fazer do modo "o que for será". De qualquer forma, vou deixar aqui minhas impressões e dicas que podem ajudar alguém a ter uma experiência ainda mais completa que a minha. IDA: Voei de São Paulo* para Campo Grande, de lá peguei um transfer que fechei direto com o hostel. Não existem muitos horários disponíveis, e por isso tive que ficar algumas horas esperando no aeroporto. Dica: leve um bom lanche e algo para se distrair, como um livro, pois aeroporto lá não tem absolutamente nada. A viagem de ônibus durou cerca de 4 horas, cheguei por volta de 23hrs em Bonito, que estava completamente vazia por conta do toca que recolher que está em vigor e da baixa temporada. *Comprei minha passagem saindo de Congonhas, mas a companhia mudou para Guarulhos. Por isso tive que pagar uma grana de uber, já que a gol não está oferecendo transfer atualmente. Alguém sabe se posso pedir o reembolso deste dinheiro pra eles? VOLTA: Novamente tive problemas com companhia aérea. Havia comprado o voo saindo direto do aeroporto de Bonito para o Rio de Janeiro, para descobrir que o aeroporto está FECHADO. Com isso a Azul ofereceu datas de remarcação muito depois do dia que eu tinha que voltar. Resultado? Tive que comparar outra passam, dessa vez com a Latam, saindo de Campo Grande. Ainda não sei o que fazer quanto a isso. Se eu cancelar a passagem terei que pagar multa? Acho que vou acabar só por perder o dinheiro. Novamente fechei o transfer, mas o hostel me botou num ônibus de rodoviária, que fez uma viagem bem mais lenta, levando quase 6 horas. Paguei 90 reais dessa vez. HOSPEDAGEM: Fiquei hospedada no BONITO HI HOSTEL, que descobri lendo relatos que era o mais em conta e um dos mais famosos da região. A estrutura do local é boa, quartos limpos e confortáveis, um café da manhã bom e honesto. O staff é muito simpático e amigável. Tinha algumas regras de uso da cozinha que tornava a possibilidade de fazer comida ou esquentar coisas lá bem limitadas. Além disso, é um pouco longe da cidade, o que não me incomodou tanto pois eu sempre ia andando e conversando com os outros hóspedes. Paguei 40 por noite, com café da manhã incluído. DESLOCAMENTO EM BONITO: Acredito que aqui esteja a maior dica que eu posso dar. Se estiver em duas pessoas ou mais, ou até mesmo sozinho e se sente seguro, alugue um carro! - O transporte custa 50 reais para passeios de metade do dia e 80 para passeios de dia inteiro; - Como fechei os passeios só quando cheguei na cidade, muitos não consegui ir pois não havia vaga no transporte. Só vai uma van por dia para cada local. A opção alternativa é moto taxi, que cobra ainda mais caro; - As vezes seu grupo termina o passeio mas a van só vai te buscar num horário específico e você tem que ficar esperando; - É muito mais confortável de ir até a cidade e voltar de carro, economizando caminhadas de quase meia hora. PASSEIOS: Como eu disse, deixei para fechar tudo em cima da hora. Foi um erro que não cometo mais, pois muitos não consegui por estarem lotados ou falta de transporte. Não vou deixar preços aqui, pois são todos tabelados e essa tabela da pra achar fácil no google. DIA 1 - INSTÂNCIA MIMOSA: Esse passeio tive que fechar no mesmo dia e era o único que ainda tinha vagas, ainda assim tive que ir de moto táxi por falta de transporte. Sinceramente achei bem meia boca, não sei por qual motivo consideram uma das atrações principais. Não tem nada muito surpreendente quando se compara com tudo que há para ver em Bonito. Pelo menos o almoço é muito bom! DIA 2 - RIO DA PRATA: Esse passeio veio para me reanimar despois da frustração do primeiro dia. Mesmo estando meio nublado consegui ver a beleza de Bonito. Fiz a flutuação e deu para vez muitos peixes! É um passeio bem extenso, com muitos locais para foto e curiosidades. É imperdível e o almoço é semelhante ao da instância mimosa, pois as duas fazendas são do mesmo dono. DIA 3 - BOCA DA ONÇA: Um dos principais passeios de Bonito e é maravilhoso. Esse dura o dia inteiro e para em vários pontos diferentes e muito interessante. Também peguei um pouco de céu encoberto e ainda assim foi maravilhoso. Essa fazenda oferece um café da manhã muito bom, então se o da sua hospedagem não for nada demais, deixe para comer lá. No fim do passeio também tem um almoço muito bom. Não deixem de fazer esse! DIA 4 - PRAIA DA FIGUEIRA: Para esse dia não consegui fechar nada, então fui parar nesse lugar que é basicamente um day use, com toboágua, stand up, tirolesa e outras atividades do tipo. Só vale a pena pra quem está com criança e quer um dia para relaxar sem se preocupar. Fora isso, não vá. DIA 5 - GRUTA SÃO MATEUS E RIO SUCURI: GRUTA SÃO MATEUS: É muito interessante, gostei bastante e é bem diferente do resto dos passeios. No entanto, acho que só vale para quem está de carro. O passeio não dura nem 2hrs e tive que ficar esperando bastante para ir embora. RIO SUCURI: Esse é simplesmente o passeio mais incrível que fiz. Fechei a viagem com chave de outro. Fiz "Barra do Sucuri", existe também o "Nascente do Sucuri" que dizem que é ainda melhor. Nem consigo imaginar pois esse lugar é simplesmente sensacional. Muito mais encantador do que qualquer foto. OUTROS: Infelizmente não consegui fazer alguns passeios que eu queria, por diversos motivos, mas se você se planejar antes não deixe de ver: Rio do Peixe (não consegui vaga) Abismo Anhumas (infelizmente não encaixava no meu orçamento) Boia Cross (não consegui vaga) Gruta do Lago Azul (fechado por questões da política local) ONDE COMER: Nesse quesito, minha intenção de fazer uma viagem low cost caiu por terra. Bonito tem ótimos restaurantes e bares. - Os dois principais restaurantes são Juanita e Casa do João. Gostei de ambos, não saberia dizer meu preferido. Apesar de não ser o que eu chamaria de barato, considero um preço justíssimo para o que oferecem. Em São Paulo pagaria pelo menos o dobro pelo mesmo serviço e qualidade; - Também é famosa a carne de jacaré. Não achei nada demais mas acho interessante experimentar; - Não comi o sorvete assado que é um atrativo da região, infelizmente; - O hostel deu o contato de um lugar que envia quentinha para o almoço por uma média de 20 reais e dá para dois. Servem no almoço. Não sei no jantar. ÚLTIMAS DICAS: A composição da água de bonito ressaca muito pele e cabelo. Eu não fui preparada e senti bastante. Leve cremes potentes para o corpo e o cabelo. Além disso, não pode ser bebida por turistas que não estão acostumados. Beba sempre água mineral. Não deixe para fechar seus passeios de última hora e correr o risco de não conseguir fazer algo que queria muito. (...) Espero ter ajudado com esse relato, que pra mim também é um registro do que vivi. Bonito não é a viagem mais barata do mundo mas com certeza vale a pena e, se você seguir algumas dessas dicas, vai conseguir economizar mais do que eu consegui.
  2. Pessoal, estou fazendo uma viagem, aproveitando as férias da namorada. Vamos primeiro para São Luiz (22 - 27/01), onde tentaremos aproveitar 5 dias dos lençóis, apesar da chuva e as lagoas provavelmente secas. No dia 27/01, iremos para Belém, tentar aproveitar um pouco do Pará, onde iremos focar na Ilha de Marajó. Ficamos em Belém até o dia 02/02. Estou sabendo que janeiro é bastante propício às chuvas. Gostaria de dicas e sugestões sobre o que fazer, apesar da pluviosidade elevada neste mês. O que sugerem? 3 dias na Ilha de Marajó e 2 em Belém? O que fazer em Belém? O que fazer na lha? Grato, pessoal!
  3. Olá pessoal, compartilhando com vocês esse passeio que fiz com meu namorado até Baia Formosa/RN de carro - buggy saindo de Natal/RN. Somos de Natal e assim como a maioria das pessoas que vivem aqui, não costumamos fazer esse tipo de passeio (apesar de ser um desperdício já que temos um litoral incrível, cheio de paisagens espetaculares) no máximo vamos as praias urbanas e só. No dia anterior ao passeio entrei em contato com o pessoal do insta @baiaformosa.rn e pedi uma indicação de passeio que poderíamos fazer em um dia percorrendo a maior parte dos atrativos. Em Baia Formosa existem basicamente 3 tipos: buggy, quadricíclo e 4x4 onde opamos pelo de buggy por ser mais em conta para duas pessoas (R$ 350), lá você encontra até por R$ 280, mas como não conheciamos optamos por esse. Assim eles nos indicaram o cara que acredito ser o melhor e mais conhecido bugueiro da região, Welligton (84-99114-1756 @bugueirowellingtonbf) uma pessoa incrível, extremamente pontual e responsável. Ótima escolha! Depois de agendarmos com Wellington no dia anterior, partimos de Natal para Baia formosa de carro pela BR101, esse trajeto muito tranquilo dura cerca de uma hora e meia. Fomos direto para o centro da cidade onde havíamos marcado com ele as 9:30h e de lá partirmos para o primeiro destino que seria dá uma passada em Barra do Cunhaú para conhecer esse lindo lugar que faz parte do município vizinho a Baia Formosa, Canguaretama. Fomos pela praia antes que a maré subisse e o ja nos primeiros metros ainda na praia principal de Baia Formosa nos encantamos desde o inicio com um dos cenários principais da novela Flor do Caribe: água calma, tranquila, falésias, areia, vegetação... O passeio pela praia é de boa e leva de 15 a 20 minutos até Barra do Cunhaú. Chegando lá a visão é muito linda! Quem nos recebe é o rio Curimataú que em encontro com o mar fica verdinho e tranquilo. Nesse trecho a areia é bem branquinha e o pessoal pratica kite surf aproveitando os ventos favoráveis a esse esporte na região. Ali no rio ficamos por cerca de 40 minutos, tomando banho, agua de coco e deitando nas redes que eles colocam dentro da água. O consumo de bebidas e comidas nesse ponto é um pouco salgado mas é aquilo né, lei da oferta e da procura: colo lá tem poucas barracas, eles vendem caro mesmo. Depois pegamos o buggy e voltamos para Baia Formosa mas não mais pela praia e sim por dentro de uma fazenda pois o mar ja estava alto e nao havia faixa de areia para o carro passar. Essa mudança do trajeto já é informada desde o inicio para que a pessoa saiba que vamos passar por esse lugar que também é bem legal onde é cobrado um pedágio de R$ 10,00 por carro. Dentro dessa fazenda podemos ver a mata nativa de restinga, com vários rios e lagos entre dunas (tinha até vacas rssr). O Bugueiro nos leva ao alto de uma duna para ver a baia e é tudo muito perfeito: o mar com diversas tonalidades de azul, a areia, o coqueiral!!! Esse passeio por ali, com a parada na duna deve dá por volta de 30 a 40 minutos. Dali fomos em direção a Lagoa Araraquara mais conhecida como lagoa da coca-cola devido a tonalidade de suas águas que lembram o famoso refrigerante. Pra chegar lá saímos da fazenda e pegamos a estrada asfaltada de entrada da cidade, atravessamos todo o centro dela (passamos em frente da casa do campeão mundial de surf 2019 Ítalo Ferreira) descendo pelas praias do centro e indo em direção ao Sul . A lagoa fica dentro de uma reserva florestal muito importante para o RN e Brasil, a mata da Estrela que é o maior remanescente da mata atlântica sobre dunas do país, para chegar lá nós passamos por dentro dessa mata que é belíssima diga-se de passagem. A lagoa é muito interessante mesmo com suas águas escuras e quentes onde permanecemos por cerca de 30 minutos. Depois disso, partimos em direção a ultima praia do litoral potiguar, a praia do Sagi. No caminho passamos pelo farol do Bacubari e Museu do Mar, uma inciativa particular de um senhor que coleta espécies marinhas mortas na região e enterra numa espécie de cemitério que ele organizou. Depois ele expõe os cascos de tartarugas e ossos de animais interessantes como golfinhos, baleias, peixe-boi e outros. Continuando o passeio chegamos na praia do Sagi e como já passava das 12:00h, fomos direto no restaurante "reservar" nosso almoço. Aqui uma dica interessante dele: Fomos na Ombak - Camarão, cachaça e MPB (@cahacaria) para dá uma olhada rapida por lá, já que é uma cachaçaria bem interessante, ver o cardápio e já fazer o pedido (pois a montagem do prato demora uns 40 minutos) ou seja, escolhemos e fomos dá um passeio enquanto ficava pronto. Sim, isso é possivel!!! Então, como tínhamos essa possibilidade, fomos direto para o limite entre o RN e PB que é o estuário do rio Curimataú, um lugar muito lindo e tranquilo. Ali ficamos uns 30 minutos tomando banho no rio/mar e relaxando. Nesse espaço tem umas barracas onde se pode beber e comer petiscos. Ali também você consegue fazer passeio de barco e salto de tiroleza. Depois retornamos para o Ombak e o prato estava pronto, um camarão no coco verde com arroz maravilhoso, acompanhado com suco fresco de caju e de sobremesa cocada (R$ 95,00). Dali fomos fazer o passeio de canoa no Rio Sagi com direito a parada para tomar banho no interior do mangue num trecho com terra clara e plana. Quem for fazer esse passeio não deixe de conhecer Toreba, uma figura muito engraçada e carismática da região. O passeio com ele é super animado e interessante ($20 por pessoa) e dua reca de 30 minutos ou até 2 horas se a pessoa quiser ficar tomando banho de rio. Como queríamos apenas conhecer foi bem rápido. Vale salientar que quem quiser pode tomar banho de lama também e não custa nada rrsrs. O passeio se encerra com a volta para o centro de Baia Formosa porém antes ainda teve uma surpresa do nosso bugueiro: ele nos levou para ver o por-do-sol num lugar fantástico!!! Não vou descrever, confiram na foto... Depois desse espetáculo o bugueiro ainda brincou com a gente fazendo manobras radicais e dando aquele grau de aventura ao passeio. De lá voltamos ao centro onde nos despedimos com a certeza que em breve voltaremos para aproveitar mais desse paraiso tão pertinho aqui de nós.
  4. Olá, pessoal, saio neste sábado, 13 de julho de Niterói, Rio de Janeiro, em direção a Santiago no Chile de mochilão. Quero descer até Montevideo, visitar Buenos Aires novamente, Mendoza, e seguir até Santiago. Queria chegar em Santiago até dia 22 de julho. Gostaria de dicas diversas, sobre o caminho a percorrer, segurança, banhos, tempo, também aceito ofertas para couchsurfing... Ah, preciso de seguro viagem pra cada lugar?
  5. Olá a todos! Já faz uns dois anos desde a última vez que publiquei algo do tipo, mas aqui estou novamente com outro relato/documentário em vídeo. Eu aproveitei os dois últimos dias de 2018 para tentar a Travessia do Rio Branquinho, que é uma trilha através das terras indígenas que ligam a Zona Sul de São Paulo à cidade litorânea de Itanhaém. Eu estou sem computador, então o vídeo saiu bem amador e com uma marca d'água, mas acredito que consegui gravar todas as partes mais importantes da trilha (por exemplo, bifurcações, eu cantando e imitando vozes, trechos em que a travessia é feita através do rio, eu falando sozinho, eu tropeçando, eu nadando e eu xingando moscas e reclamando da ausência de cobras e onças). O vídeo foi gravado com uma GoPro Hero+, mas o YouTube infelizmente não liberou a resolução HD. Mas a imagem está boa.
  6. boa noite!!!! estou para ir do rio até recife de carro e gostaria de dicas de locais para dormir e comer. devo viajar durante 3 dias e parar 2 noite, ainda não sei irei pela br116 ou pela br101, se tiverem dica sobre qual também agradeço
  7. bom dia amigos. Sou novo aqui, e tenho uma dúvida! alguem já viajou de carro do rio a recife? ou algum trajeto parecido? queria informações como postos de gnv no caminho, lugares atrativos pra foto, alimentação, cuidados, recomendações, equipamentos (já q vamos dormir no carro por três dias) e valores de gastos no percurso
  8. Boa noite pessoal. Estou a um tempo pensando em fazer essa trilha e decidi fazê-la em 1 ou 2 semanas, eu e mais um amigo. Estamos praticamente no mesmo nível físico, temos certo conhecimento de trilhas e alguma coisa também de escalaminhada, nossas duas últimas foram Pedra da Gávea (carrasqueira) e Pedra do Elefante (Itaipuaçu). Não temos GPS (apenas o Wikloc no celular), vamos tentar levar o máximo de power bank possível para ocnseguir realizar essa trilha com o equipamento; mas apesar disso, vimos vários relatos, alguns dizendo que é necessário ter corda, outros não. Alguém que já tenha feito poderia dar algumas dicas? Ah, também aceitamos companhia, pretendemos sair do Rio de Janeiro, mais precisamente Copacabana na sexta feira, por volta de 17h, deixar o carro em Teresópolis (no fim da travessia) pegar um ônibus para Petrópolis e passar a noite lá em algum lugar por lá, acordar sábado cedo e ir direto iniciar a travessia. Toda ajuda é bem-vinda. Agradeço antecipadamente galera.
×
×
  • Criar Novo...