Ir para conteúdo

Belém


VINIPONTOCOM

Posts Recomendados

  • Membros

Fui a Belém em Agosto/2004, gostei bastante da cidade.

 

Como toda grande cidade, vc tem que ficar esperto com a mulecada, o pessoal é um pouco lijeiro, mas nada que alguem como vc, fluminense, nao saiba.

 

Se tiver como nao deixe de ir a Marajó e a regiao de Salinas.

 

Acredito que seja uma das regioes mais baratas do pais para fazer turismo.

 

Vinipontocom.

Link para o comentário
  • 3 semanas depois...
  • Respostas 83
  • Criado
  • Última resposta

Usuários Mais Ativos no Tópico

  • Membros

Olá Saramago, fui em Dezembro de 2004 em Belém. Ao lado da Hidroviária, que é horrível, muito pior do que a estação da barca Rio-Niterói (não sei se melhorou...), fui nas Dorcas (tipo shopping) tem sorvetes de frutos regionais, que é ao lado da Feira do Ver o Peso, tem artesanatos, frutos e alimentos regionais e da praça do Ver o Rio, único local de Belém que dá para ver o rio, o restante é murado. Tem um Instituto de Ciência, vou procurar o nome e depois lhe envio, que tem um peixe-boi (femea, brinquei que deve ser peixe-vaca), e outros animais. O que eu achei mais interessante foi o aquário. Peixes exóticos e outros para aquário da região. Coisas que não temos no sudeste.

Também fui de carro até Barcarena, tem algumas praias, Um peixe frito com arroz, batata e salada custou 8,00 para 2 pessoas, foi feita uma estrada no meio da floresta e algumas pontes dignas de primeiro mundo e voltei com o carro mas na balsa. No caminho paramos em uma casa aonde moram indios com as familias. Foi interessante a conversa. Tinha uma menina de 3 anos que tinha medo de "gente", pode!!! Mas todos moram em casa de madeira, vestidos, um casado com uma branca e outra com uma de raça negra. Até lá na floresta já vemos o povo mestiço. No caminho da Pará-pigmentos encontramos outro casal de indios com um carro de búfalo com lenhas que foram apanhar. (Em Minas seria o carro-de-boi, que já é difícil de encontrarmos).

Não deixe de ir na Ilha de Marajó, fiquei numa pousada na Praia Grande bem no canto, acho que se chama Pousada Praia Grande mesmo, foi muito barato. Tinha alguns conhecidos em uma casa mas não cabiam todos. Ficamos eu e uma amiga na pousada. Tem uma cama de casal e uma de solteiro, um sanitário com chuveiro (frio), com café de manhã pagamos 25,00 a diária para nós 2. (12,50 cada). Lá em Soure, outra ilha, tem banco do Brasil, tem mototáxi que eu descobri no final da minha viagem que poderia ter ligado de Salvaterra ou de onde a balsa chega e teriam nos buscado lá para conhecermos as praias. A pé não dá. Vou voltar lá agora em janeiro para conhecer o que não deu. Em Soure é que fica a fazenda do programa da Globo No Limite. É aberto a visitação.

Fiz Belém-Santarém de Avião e de Santarém-Manaus de Navio. São 2 dias de Belém-Santarém de Navio porque foram 3 de Santarém-Manaus.E no total são 5 subindo e 3 quando é sentido Manaus-Belém.

Muitas pessoas mesmo viajando com a família nas redes com ar condicionado tiveram pertences roubados. Os que ficam nas redes de baixo e também os dos camarotes passam pelas redes de ar para ir para o restaurante tomar café, almoçar e jantar. É um entra e sai de gente o tempo todo. Nos camarotes ficamos com a chave e porisso é bem mais seguro. Quando fomos éramos 4 pessoas. Eu fiquei no camarote e guardava as carteiras de todos. E máquina fotográfica etc. Em Santarém fui a Alter-do-Chão que é muito lindo e me falaram que tem pousadas também em torno de 30,00 a diária. Desta vez ficarei lá ao invés de Santarém. Em Santarém tem uma loja Yamada na orla que em torno de 12-13hs tem uma vista do encontro das águas maravilhosa. Lá tem uma lanchonete aberta ao público no 2 andar.

Boa viagem, um abraço, Gilza

Link para o comentário
  • 4 semanas depois...
  • Membros de Honra

Ola. Gostei das colocacoes da Gilza sobre a cidade de Belém, mas gostaria de acrescentar algumas coisas. Dorcas na verdade chama-se Docas; um projeto audacioso onde foi transformado 3 a 4 galpoes imensos em um local de lazer totalizando cerca de 1km de comprimento com vistas para o mar. Do outro lado da Cidade, no Hotel Beira rio, tem um restaurante com vistas para o mar e tem um passeio aos sabados e domingos para outro lado do rio. Paga-se 2,50 ja a ida e volta. e Pode-se ver um pouco da paisagem e almocar la do outro lado no restaurante ou ate mesmo levar sua comida. Eu ainda nao fui a Barcarena de carro neste complexo de pontes (alça viária), mas sinceramente nao vi ainda nenhum indio pela cidade (tenho 31 anos). Podem ter se mudado para la, mas indio mesmo so se acha no interior do interior do Pará. Em relaçao ao Marajó, so conheço por fotos, mas acho que irei na semana santa. Agora quem puder, vá para Algodoal, uma ilha paradisíaca que ate mes passado nao tinha energia eletrica. Fica a 3 horas de belem. Vai de Van ou Onibus para a Cidade de Maruda (17,00), depois atravessa de barco (+- 45 minutos) + 5,00. La voce pode acampar ou ficar em uma pousada com precos que varia de 20,00 a 70,00 reais). Uma vez ficou eu e mais 3 pessoas. Pagamos tudo 120, 3 dias em um quarto (Bar do Bolão).Tem poucos lugares que aceitam cartao de credito, e a comida e bebida eh cerca de 30% mais cara que em Belem. Coca 2L +- 4,00 a 4,50.

Dica: Fazer amizade com nativos, pescadores da ilha. Voce consegue moradia e comida bem barato.

Link para o comentário
  • 3 semanas depois...
  • 4 anos depois...
  • Membros

Esse roteiro é para ser feito DOMINGO:

 

De manhã (+-10h) vá até a Praça da República. Lá é o centro cultural artístico da cidade. Alem da feirinha de artesanato que é bem legal.

Na praça tambem rola uma roda de batuque com ritmos amazônicos e afins. Vale apena dançar na roda ou até mesmo batucar, se você souber.

 

Fora os roteiros batidos como (estação das docas, casa das 11 janelas, mangal das garças) rolam as festas na beira do rio. Existem 4 lugares que são bons para se ver o por do sol e curtir até o início da madrugada. Açaí Biruta que fica na cidade velha, perto da casa das 11 janelas com reggae. Solamar que fica perto da Pedro Alvares Cabral (a rua que dá acesso), la rola reggae tambem. E tambem existe o Mormaço, perto do mangal das garças, rolando rock, reggae e carimbó. Esses 3 lugares são bem diferentes de todos os bares que ja fui pelo brasil.. No calor da cidade, à beira do rio, o papo fica mais agradável. Tem tambem o Palafita que fica quase ao lado das 11 janelas, la o som é mais variado e é mais tranquilo que os outros. as vezes tem samba rock, as vezes reggae, as vezes rock.

 

 

Depois comento mais sobre o que fazer em Belém.

Editado por Visitante
Link para o comentário
  • Membros de Honra

Sou paraense, mas moro à alguns anos longe da querida Belém.

 

Quando morava na cidade das mangueiras, além do Mormaço (dançei muito nas noites de domingo), onde fazia sucesso as bandas Amazonas, Xeiro Verde (do Xodó), Caferana Harmania e Melodia, Roberto Villar, Wanderley Andrade, Ximbinha e Joelma em início de carreira e muitos outros, tinha o Palmeiraço, tb. na orla do rio Guamá (ainda exite ? ? ? )

 

Também na Praça Princesa Isabel, na Condor, o Palácio dos Bares, para curtir nas noites de sexta-feira. O Pagode do Pompilio, nas noites de segunda-feira.

 

Quanto á Praça da República, as domingueiras com o Arrastão do Pavulagem é tudo de bom.

 

Maria Emilia

Link para o comentário
  • Membros

MariaEmilia,

 

bom, o Palmeiraço eu acho que ainda existe sim, porem, nunca fui lá. Sempre tem festas de technobrega por lá (não faz muito meu estilo).

O pagode do Pompílio acho que não existe mais.

 

As coisas mudaram bastante por aqui :) Acho que você vai gostar ainda mais.

 

O Arrastão do Pavulagem está bem maior e a cada ano mais simbolos culturais são agregados à ele.

 

Sempre acontece na época do Círio de Nazaré, nas festas juninas e mais em outra data que não estou lembrado agora.

Link para o comentário
  • Membros

Para quem gosta de CINEMA, vale conferir a programação alternativa.

 

Para isso, duas opções:

 

- Comprar os jornais da cidade (O liberal ou Diario do Pará)

- Acessar os sites/blogs:

 

http://cineliberoluxardo.blogspot.com/

http://www.iap.pa.gov.br/blog/

http://www.cinemaolympia.com.br/

 

Você pode acessar tambem o site do Jornal do Diario do Pará (grátis) e conferir no caderno 'Você', sempre tem alguma coisa referente à programação cultural da cidade, alem dos filmes que estão passando:

http://ee.diariodopara.com.br/

 

Breve postarei mais informações.

Espero estar ajudando aos visitantes, que às vezes saem de Belém sem saber o que se passa de bom por aqui.

Editado por Visitante
Link para o comentário
  • 2 semanas depois...

Participe da conversa

Você pode postar agora e se cadastrar mais tarde. Se você tem uma conta, faça o login para postar com sua conta.

Visitante
Responder

×   Você colou conteúdo com formatação.   Remover formatação

  Apenas 75 emojis são permitidos.

×   Seu link foi automaticamente incorporado.   Mostrar como link

×   Seu conteúdo anterior foi restaurado.   Limpar o editor

×   Não é possível colar imagens diretamente. Carregar ou inserir imagens do URL.


×
×
  • Criar Novo...