Ir para conteúdo

Posts Recomendados

  • Colaboradores

O SuperPullman vai bem devagar, já não tem esse problema. Só que demorei quase 19 horas para chegar em Santa Cruz.

 

Além de ir devagar, de tempos em tempos ele pára e dá marcha-ré !!!! Chegou a ficar uns 10 minutos voltando, e às vezes uns 15 minutos parado. Ele volta até os pontos de refúgio para dar passagem para outro trem que vem na direção contrária ... ridículo rsrsr.

 

Tinha um brasileiro que era o maior sarro rsrsrs. Toda vez que acontecia isso ele chamava a funcionária e perguntava: ''Quebrou ?'' hahaha Ele perguntou umas 3 vezes, até que ela ficou de saco cheio e gritou: ''Nooooooo senor, no se quebrouuuuuu !!!'' hahahhaha.

 

abraços

 

Rodrigo

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Respostas 714
  • Criado
  • Última resposta

Mais Ativos no Tópico

Mais Ativos no Tópico

Postagens Populares

Olá Patrícia, Pq vc não aconselha a andar no trem da morte? Fiz Puerto Quijarro-Sta. Cruz e a viagem foi muita boa e por mim, recomendo sim! Eh uma excelente forma de imersão na cultura boliviana. A

Na real, entra vendedor em todas as classes, eu fui de primeira, que de primeira só o nome,hehehe. É um pouco perigoso pq tu acaba dormindo e nao cuida a tua bagagem e o pessoal vai pulando do trem e

Acho que tem que ver os dois lados da moeda, tem a parte boa e a parte ruim de pegar o trem, mas com certeza é uma super experiencia, se tu ta disposto a se aventurar o trem é uma ´´otima pedida.

Posted Images

  • Colaboradores
O SuperPullman vai bem devagar, já não tem esse problema. Só que demorei quase 19 horas para chegar em Santa Cruz.

 

Além de ir devagar, de tempos em tempos ele pára e dá marcha-ré !!!! Chegou a ficar uns 10 minutos voltando, e às vezes uns 15 minutos parado. Ele volta até os pontos de refúgio para dar passagem para outro trem que vem na direção contrária ... ridículo rsrsr.

 

Tinha um brasileiro que era o maior sarro rsrsrs. Toda vez que acontecia isso ele chamava a funcionária e perguntava: ''Quebrou ?'' hahaha Ele perguntou umas 3 vezes, até que ela ficou de saco cheio e gritou: ''Nooooooo senor, no se quebrouuuuuu !!!'' hahahhaha.

 

abraços

 

Rodrigo

 

Nossa que tenso em rsrsrs

 

cara me diz ai ? o que vc acha melhor

trem da morte ou aviao pra santa cruz ?

estou na duvida ....

 

n

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Membros

Obrigado, Cristiane! Era bem isso q eu qria saber mesmo. Os horários e diferenças dos trens tinha tudo no site portunhol deles, lá. Mas eu qria saber se mudava de fato pagar mais caro. Mas tenho mais uma dúvida: em ql dos vagões q entra gnt vendendo quinquilharia? É em todos? Ou só o 1ª classe? Tmb já ouvi falar em furtos no Trem, é verdade? ocorre em todas as classes?

E outra coisa, a pessoa sai de Corumbá e vai direto pra Puerto Quijarro ou tem algum embromação na fronteira? Se eu apresentar somente o RG não dá bronca nenhuma?

hehe, mtas perguntas ::mmm:

valeu

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Colaboradores

Rodrigo e GI, no ferrobus tambem acontece isso, mas em menor escala, normalmente os outros trens é q paravam pra gente passar vuando! hahahaha mas olha falando serio, se o super-pullman demora "só" mais 5 horas pra chegar la e nao balança feito maquina de lavar velha ja compensa! mesmo pq ele é a metade do preço!

 

aproveitando o gancho, e respondendo pra qm perguntou sobre aviao ou trem, daq de onde eu estou - campinas/sp - compensa mais ir de aviao, pelo fato dq a passagem fica quase o mesmo preço dq eu gastei pra chegar daq ate santa cruz - com uma diferença de apenas 70 reais, e some os 2 dias economizados, eu nao pensaria 2 vezes em ir novamente mas de aviao, evidentemente tem gente q tem pra si a ideia de pegar o "trem da morte" de qualquer jeito, seja pelo valor historico ou curiosidade, ou ate pelo preço (vai saber de onde a pessoa vem ne?) entao vale a pesquisa de preço, aq pelas viagens da galera ja da pra saber o valor gasto pra ir no trem, entao pesquise se de onde vc vem o aviao é mais economico!

 

pq em materia de conforto... nem se fala! aviao na certa...

 

sobre os problemas (BOs) do trem, no ferrobus como ele praticamente nao para o povo nao entra, e nao vi nenhum problema com relaçao a roubos, mas vale a recomendaçao, nao despache coisas valiosas na sua cargueira pro bagageiro, jamais! sobre o super-pullman, ja ouvi relatos de furtos, mas as pessoas é q marcavam largando as coisas sozinhas, mas nele pelo q sei em todas as paradas a galera da regiao entra pra vender sucos, comidas e coisas em geral! nao compre nada! a nao ser q tenha um baita estomago! leve coisas pra comer e beber no trem pra caso sinta fome!

 

sobre a fronteira, na q fica entre corumba, e puerto quijarro, a enrolaçao é normal, mas em todas vc vai ver a mesma coisa, ali eles vao te arrancar uns 10 reias da taxa da primeira visita ou seja la o q for aquilo (alem de extorsao pura!), vc paga, os caras da imigraçao te dao o papel verde vc preenche e fica de olho nele com seu RG!!!!! senao ele some! no mais nas outras a enrolaçao vai ser q eles pedem pra vc tirar uma copia (xerox pros intimos) desse papel verde ou branco pra imigraçao do outro pais caso eles peçam!

 

abraços!

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Colaboradores

Oi Rafael!

 

Muito bem respondido pelo noiscasa.

 

As quinquilharias (ADORO!) são vendidos em todas as classes. Pena que se vê muitas crianças trabalhando...

Sobre os furtos do trem, também tinha lido alguma coisa aqui. Mas fui e voltei com a minha mochila na parte superior, onde ficam as demais malas e foi de boa... Mas é bom colocar um cadeado pequeno para dificultar alguma tentativa de furto e manter sempre com você documentos importantes.

 

Bjooo

 

 

 

Obrigado, Cristiane! Era bem isso q eu qria saber mesmo. Os horários e diferenças dos trens tinha tudo no site portunhol deles, lá. Mas eu qria saber se mudava de fato pagar mais caro. Mas tenho mais uma dúvida: em ql dos vagões q entra gnt vendendo quinquilharia? É em todos? Ou só o 1ª classe? Tmb já ouvi falar em furtos no Trem, é verdade? ocorre em todas as classes?

E outra coisa, a pessoa sai de Corumbá e vai direto pra Puerto Quijarro ou tem algum embromação na fronteira? Se eu apresentar somente o RG não dá bronca nenhuma?

hehe, mtas perguntas ::mmm:

valeu

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • 1 mês depois...
  • Membros

OI, pessoal!

 

Viajo agora em abril, e o trem da morte não pode faltar! rsrs!

Minha dúvida é: pelo que li, é meio complicado encontrar passagem para o mesmo dia! Verdade? Já estou considerando ao menos um dia em Quijarro. Porém, tenho a opção de sair de BH no sábado, domingo ou segunda a noite [chegando no dia seguinte cedo a Corumbá]. Pensei em sair de BH sábado a noite, chegando em Corumbá domingo por volta de 6h da manhã, mas tenho receio de as passagens de domingo serem muito concorridas e, em vez de eu "ganhar um dia" indo antes, eu acabaria é perdendo um dia lá e gastando mais grana com hospedagem! E então? Alguma sugestão? É melhor chegar em Corumbá no domingo ou na segunda cedo?

 

ps: quero ir no trem mais punk de todos, primeira classe! rsrsr! Vi que no domingo, só tem o Expresso Oriental!

 

Valeu!

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Silnei changed the title to Trem da Morte

Participe da conversa

Você pode postar agora e se cadastrar mais tarde. Se você tem uma conta, faça o login para postar com sua conta.

Visitante
Responder

×   Você colou conteúdo com formatação.   Remover formatação

  Apenas 75 emojis são permitidos.

×   Seu link foi automaticamente incorporado.   Mostrar como link

×   Seu conteúdo anterior foi restaurado.   Limpar o editor

×   Não é possível colar imagens diretamente. Carregar ou inserir imagens do URL.

  • Conteúdo Similar

    • Por Yara Almeida
      Ei, tudo bem?
      Alguém sabe me dizer como está Machu Picchu para 2021? Digo com relação à liberação do Parque e etc. Obrigada! Uma amiga e eu estamos nos organizando para irmos em Julho, caso tenha mais alguém, entre em contato pra gente combinar um comboio legal rsrs. 
    • Por HugoNuary
      Então galera, pretendo sair agora día 4 ou 5 de outubro, e fazer a rota: SP rumo a Campo Grande ou Corumba - MS (a rota que ficar mais em conta) seguir para Puerto Quijarro depois tomando o trem da morte rumo a Santa Cruz de la Sierra. Sendo meu destino final Lima. Tenho 30 dias para seguir essa rota, e tentando gastar o mínimo possível durante toda viagem. Meu maior temor é quanto aos valores dos transportes da Bolivia rumo ao Perú, onde se hospedar por la num preço legal. E onde consigo fazer câmbio de Real para BOB e para SOL. 
    • Por HenriqueSantos
      Mochileiros, estou planejando uma viajem, começando dia 2 de janeiro em Campo Grande - MS, até Machu Picchu. Preciso de conselhos e dicas sobre o que posso melhorar no meu roteiro.
      Posso estender a viagem por alguns dias, mas tenho que chegar até dia 18 em Campo Grande.
      Planejo gastar cerca de R$ 2.500,00, mas tenho mais grana pra imprevistos. E a ideia seria ir sem gastar muito com luxo, ao mesmo tempo visitando alguns pontos turísticos interessantes, como o Lago Titicaca, Machu Picchu e Lima. Estou aberto a qualquer tipo de sugestão. Por enquanto eu pretendo ir sozinho, mas aceito companhia
      Valeu!

      Roteiro
      Viagem de Ida
      02/12/19 Campo Grande – Corumbá. Ônibus (6,5h)
      Sair de ônibus a noite de Campo Grande e chegar de manhã em Corumbá. A passagem de ônibus para Corumbá custa cerca de 130 Reais.
       
      03/01/19 Dourados - Pt Quijarro – Santa Cruz.  Trem (17h).
      Chegar em dourados, ir para Pt Quijarro cedo, de ônibus municipal ou taxi, e comprar ticket do trem da morte. O trem sai 13:00h (Horário Local). Arranjar almoço e café da manhã pela região mesmo, antes de pegar o trem.
       
      IMPORTANTE: Ir para a fronteira cedo para evitar fila. Tem que entrar na Polícia Federal do Brasil e a aduana boliviana, DUAS FILAS que podem ser demoradas. Verificar onde trocar reais por bolivianos. A comida e água do trem é cara, levar comida e água. E comprar a passagem do trem o mais cedo possível. Levar um livro para a viagem do trem, são =~18h de trem. Corumbá tem 1h a mais que Pt Quijarro.
       
      04 e 05/01/19 Santa Cruz - La Paz - Copacabana. Ônibus (=~25h).
      O trem chega dia 04 em Santa cruz, por volta das 5:40 da manhã.
      Opção 1 (Preferida): Comprar passagem completa com viagem de Santa Cruz a Copacabana. =~250 B, 25h no total.
      Procurar ônibus direto de Santa Cruz a Copacabana. Tem ônibus ao preço de 250 Bolivianos. A viagem dura cerca de 25h no total. Não há muita diferença de preço entre as opções, mas tem diferença de tempo de duração.
      Opção 2: Comprar passagem para La Paz e (180-220 B, 18h), de lá, para Copacabana (35 B, 4h).
      Importante: A indicação de tempo é a de duração de viagem. Não há garantias que conseguirei ônibus com horário colado um no outro. O mais provável é que tenha que esperar algumas horas pelos próximos ônibus.
      Tem que procurar passagem para La Paz na rodoviária, talvez tenha que fazer uma escala em Cochabamba. A duração da viagem varia entre 18 e 24 horas, dependendo da presença de escala ou não. O preço do ônibus para La Paz varia entre 180 e 220 Bolivianos.
      Chego em La Paz e procuro passagem de ônibus para Copacabana. A viagem dura cerca de 4 horas e tem passagens por 35 Bolivianos. Ao que parece, o último ônibus barato sai as 13:30h. Achei outros ônibus depois disso, mas todos estavam bem caros.
       
      05/01 Copacabana e 06/01 Copacabana – Cusco. Ônibus (12h).
      Chego em Copacabana no meio da tarde do dia 05/01, ou início da noite. Durmo num Hostel local, tem Hostel mais barato, por cerca de 60 Reais. A média de preço na região é por volta de 100 Reais.
      No dia seguinte (06/01) procuro viagens à noite para Cusco, e passo o dia conhecendo o lago Titicaca.
      Têm várias Ilhas turísticas no lago, Isla del Sol e Isla Luna são destinos famosos. O barco para levar até as ilhas custa por volta de 30B, assim que chegar na ilha um guia deve aparecer e oferecer um tour por ela. Comida custa mais caro nessas ilhas. Gasto esperado pelo passeio todo: =~ 150 B.
      A passagem para Cusco de Copacabana custa cerca de 150 B, e a viagem dura 12h. Para ganhar tempo e economizar uma grana é bom dormir no ônibus para Cusco.
      A noite pego o ônibus para Cusco.
       
      07/01/19 – Cusco.
      Assim que chegar devo procurar um hostel em Cusco. Tem alguns baratos, na faixa de 70 Reais, ao que parece.
      Comprar o ingresso para Machu Picchu no Museu, negociar um pacote de viagem para o dia seguinte à Hidrelétrica, incluindo a volta, alguns hosteis oferecem esses pacotes e ele custa por volta de 70 Soles (=~ 80 Reais). A tarde devo ter tempo visitar a cidade.
      O ingresso para Machu Picchu custa 152 Soles, aproximadamente 170 Reais (1,12 Reais o Sole). Compro a entrada para o dia 09/01.
      Comprar o ingresso no Museu Casa del Inca Garcilaso de la Vega (Rua Calle Garcilaso, s/n. A um quarteirão da Praça de Armas de Cusco, na esquina com a Plaza Regocijo).
      Na manhã seguinte pego a van para a hidrelétrica.
       
      08/01/19 Cusco – Machu Picchu Pueblo (Águas Calientes). Van (8h) e caminhada (3h) =~11h.
      Vou de van, pelo pacote até a hidrelétrica, e faço caminhada até Águas Calientes, 13km a pé, seguindo o trilho do trem. O percurso de Van dura aproximadamente 8 horas e a caminhada pé leva até 3 horas. Devo chegar perto da noite em Águas Calientes.
      Águas Calientes é uma cidade pequena e tem muitos hosteis. Vale a pena pesquisar e achar um hostel barato. Na internet achei vários na faixa de 100 Reais, mas dizem que lá tem outros muito mais baratos por até 30 Reais.
      Passo a noite num hostel local.
       
      09/01/19 Machu Picchu e Águas Calientes
      Acordo cedo para subir Machu Picchu de escada.
      Para subir em Machu Picchu tem um ônibus, que custa 24 dólares ou caminhada de 2 horas, subindo escada, vou de escada por que 24 dólares é muito dinheiro.
      Visito Machu Picchu e passo o restante do dia em Águas Calientes. Volto no dia seguinte, de volta a Cusco.
      Passo a noite num hostel local.
       
      RETORNO
      10/01/19 – Águas Calientes – Cusco - Copacabana. Caminhada (3h) e Van (8h) =~11h.
      Volto de manhã para a caminhada até o posto das vans, na hidrelétrica. É só refazer o mesmo caminho da ida.
      Volto a Cusco com as vans, o pacote comprado em Cusco deve inclui o retorno. Devo chegar em Cusco por volta do fim da tarde.
      Verificar se tem passagem direto para La Paz de lá, o destino final para o dia é La Paz. Mas como é um destino longe, entre países, eu não sei se encontrarei passagem. Se não encontrar passagem direto é melhor passar a noite em Cusco e viajar no dia seguinte cedinho.
      A viagem de Cusco para Copacabana leva cerca de 12 horas. Saindo as 22 horas de Cusco, devo chegar por volta das 10:00 em Copacabana.
       
      11/01 Cusco – Copacabana – La Paz. Ônibus 12h e Ônibus 4h. 12/01 La Paz, 13/01 La Paz - Santa Cruz. Ônibus 18h.
      Em Copacabana procuro passagem para La Paz e parto assim que der. A viagem de Copacabana para La Paz leva cerca de 4 horas e custa entre 17 e 45 Reais.
      Se tudo der certo devo chegar dia 11 (Sexta-feira) em La Paz, perto do fim da tarde.
      Passo alguns dias em La Paz, e parto dia 13 para pegar o trem na segunda, dia 14.
      Fico em La Paz e conhecendo os locais turísticos próximos a cidade até o dia 13. Partindo de volta a Santa Cruz na tarde do dia 13, para chegar dia 14, segunda, de manhã em Santa Cruz e pegar o trem.
      Gastaria com hosteis, turismo e alimentação dos dias extras.
      Esses dias em La Paz também servem de margem para algum possível imprevisto.
       
      14/01/19 Santa Cruz de La Sierra – Pt. Quijarro. Trem (17h).
      Saindo na tarde do dia 13, em La Paz, devo chegar em Santa Cruz dia 14, de manhã, a tempo de pegar o trem. O trem mais barato de Santa Cruz a Pt Quijarro só sai segunda, quarta e sexta, sempre as 13:20h, dia 14 é segunda então partiu Porto Quijarro.
       
      15/01/19 Pt Quijarro - Corumbá - Campo Grande.
      Dia 15 chego em Pt Quijarro na parte da manhã, vou para a fronteira e para rodoviária em Corumbá. De lá, para casa. A passagem de volta, comprada no dia, custa cerca de 170 Reais.

       
       

×
×
  • Criar Novo...