Ir para conteúdo
  • Cadastre-se
grazi.disa@gmail.com

Pucón vale a pena?

Posts Recomendados

Dá sim, sem problema algum. 

A grande maioria dos viajantes preferem alugar carro e fazer tudo por conta própria, pois sai bem mais barato que por agências e dá pra conhecer muito melhor a região. 

Dificilmente terá que usar corrente nos pneus, mas caso queira tê-la, passa aqui em casa e te empresto uma. É bem fácil de usar e raríssimo ter que instalar. 

Abraço

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Em 15/07/2018 em 01:37, LeoRJ disse:

Vale a pena sim, Pucón é a segunda cidade com mais atrativos turísticos do Chile, depois de San Pedro de Atacama.  Puerto Varas tem menos coisa pra conhecer e os passeios são mais distantes do centro da cidade.  

Em ambas cidades, é recomendado alugar um carro econômico e conhecer por conta própria, já que sairá infinitamente mais barato que contratar serviço de agencias locais.  

Pucón pra conhecer razoavelmente bem são 04 dias, até porque de Pucón se pode sair em passeio de dia completo a Valdivia e também Huilo Huilo que é bem interessante.  Em Pucón há o trekking do Parque Nacional Huerquehue, Reserva Cañi, vulcão Villarrica, várias termas (a melhor é a termas Geométricas), trekking do Lagos Andinos (o mais bonito e na fronteira com a Argentina), vulcão Lanín, rafting, canopy, várias cachoeiras e lagos e outras diversas atividades.

Puerto Varas em dois dias se pode conhecer quase tudo, pois os passeios mais interessantes são o vulcão Osorno, Saltos de Petrohué, lago Todos los Santos e Frutillar, que é outra cidade nas proximidades.

Ambas cidades podem ser visitadas em qualquer época do ano, sendo elas muito procuradas no inverno para esportes em neve e esportes náuticos no verão.   Em ambas chove mais nos meses de maio e junho, depois disso o tempo fica mais estável.  

Olá @LeoRJ ! Bom dia!

Poderia me dizer se os trekkings que vc citou exigem contratação de agência? É fácil encontrar um guia?

Obrigado e abraços!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Oi Eduardo,

Não precisa de guia nem agencia, somente será necessário para o terço superior de vulcão, caso alguém queira chegar até a cratera.  

Na entrada do Circuito dos Lagos Andinos tem uma placa grande com um mapa, só tirar uma foto e fazer o trekking. 

Na entrada da Reserva El Cañi tem um refúgio base que te passam todas as coordenadas y mapas, assim como na entrada do Parque Nacional Huerquehue.  

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Em 05/08/2018 em 02:57, LeoRJ disse:

Dá sim, sem problema algum. 

A grande maioria dos viajantes preferem alugar carro e fazer tudo por conta própria, pois sai bem mais barato que por agências e dá pra conhecer muito melhor a região. 

Dificilmente terá que usar corrente nos pneus, mas caso queira tê-la, passa aqui em casa e te empresto uma. É bem fácil de usar e raríssimo ter que instalar. 

Abraço

Muito obrigada pela ajuda! Alugamos um carro simples, acho que vai dar certo. Chego lá no outro sábado e, se tiver muita neve, vou aceitar sua oferta do empréstimo das correntes :)  Obrigada mesmo!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Olá @LeoRJ ! Já que você é quase um oráculo da região dos lagos aqui no forum, vou aproveitar a discussão para pedir conselhos também! Vou para o chile em julho de 2019, para ficar 15 dias. A idéia é gastar uns 3 ou 4 dias em Santiago e arredores, e no resto ir para Pucón/Puerto varas de avião e alugar um carro, talvez ir à Bariloche. Quanto tempo no inverno vale a pena ficar em cada cidade (na verdade nao ligo muito pras cidades, e sim para os passeios)? A ida para Bariloche ficará muito apertada? Não gosto muito do esquema correr para bater foto e já mudar de cidade, prefiro aproveitar com calma.

Muito obrigado!

 

 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Adorei Pucón, que é um lugar impressionante. Minha visita tinha o objetivo principal de escalar o Villarrica, mas o danadinho decidiu entrar em erupção três dias antes de minha viagem. Resultado: foi interditado pelo governo chileno e tive que modificar meus planos. Mas valeu muito a pena. Escalei o Quetrupillán e o Lanin, fiz o super rafting no rio Trancura (nível 4) entre outras aventuras. Voltaria fácil para Pucón, pois o Villarrica ainda está em meus planos!!  

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

@GriloBH A época é de muita neve,se vai para Skiar tudo bem,sobretudo em Bariloche, mas a região é linda e te recomendaria ir agora,que é verão e a natureza ali é exuberante. 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Em 19/12/2018 em 22:08, GriloBH disse:

Olá @LeoRJ ! Já que você é quase um oráculo da região dos lagos aqui no forum, vou aproveitar a discussão para pedir conselhos também! Vou para o chile em julho de 2019, para ficar 15 dias. A idéia é gastar uns 3 ou 4 dias em Santiago e arredores, e no resto ir para Pucón/Puerto varas de avião e alugar um carro, talvez ir à Bariloche. Quanto tempo no inverno vale a pena ficar em cada cidade (na verdade nao ligo muito pras cidades, e sim para os passeios)? A ida para Bariloche ficará muito apertada? Não gosto muito do esquema correr para bater foto e já mudar de cidade, prefiro aproveitar com calma.

Muito obrigado!

 

 

Oi Grilo, vamos começar pelo ponto mais crítico, que seria o aluguel do carro, tendo em vista o trâmite aduaneiro de saída temporal do veículo.  É imprescindível alugar o carro com antecedência e avisar ao rent a car que você deseja utilizá-lo para ir até a Argentina.  Eles terão que emitir uma documentação para que o veículo possa cruzar a fronteira.  

Caso queira ir de bus, será mais simples, mas não tão bonito e bem mais demorado também.  

Sobre as cidades...  Embora seja muito subjetivo, vou te passar a minha opinião pessoal, tendo em vista que já fui nelas muitas vezes e em diversas épocas do ano.  

Pucón: 03 dias dá pra conhecer razoavelmente a região e fazer os passeios.  É a segunda cidade do Chile com mais atrativos turísticos, depois de San Pedro de Atacama.   

Bariloche: 03 dias dá pra conhecer bastante também, mas querendo esquiar, seria interessante adicionar os dias extras para essa atividade. 

Puerto Varas: Puerto Varas, pois é uma cidade que não possui tantas atividades para o turista, se comparada as outras duas opções.  Os passeios mais bonitos são: Saltos de Petrohué (muito bonito), vulcão Osorno e Lago Todos los Santos (mais interessante pra quem vai navegar).    É legal lá, mas eu concentraria mais dias em Bariloche e Pucón, e extrapolando um pouco, te recomendaria estudar a cidade de San Martín de Los Andes.  

Esquiar:  Bariloche possui mais opções para ski e também melhor estrutura.  Pucón se esquia no vulcão e costuma ser bem mais barato.  Puerto Varas também se esquia em vulcão, mas com o inconveniente de ser um pouco mais distante a estação de ski (60km).

Se eu fosse criar um roteiro pra mim, faria:

Santiago 03 dias

Puerto Varas 02 dias

Bariloche 04 dias

San Martín 02 dias

Pucón 03 dias

Depois devolveria o carro no aeroporto de Puerto Montt e pegaria o voo para Santiago.  

Bem...  São somente dicas e te recomendo pesquisar em outras fontes também. 

Abraço 

 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

@LeoRJ Muito obrigado pelas dicas, principalmente a de San Martín.

Abusando da sua boa vontade, tenho mais uma pergunta:

Sobre a ida para Bariloche de carro, é tranquilo de dirigir no inverno pelas duas estradas (Pucón-Malleo-San Marin- Bariloche ou Osorno-Termas de Peyehue-Villa la Angostura-Bariloche)? A ideia era fazer o que você falou, indo "por cima "de Pucón para San Martin e Bariloche, depois voltar por Villa la Angostura-Termas de Peyehue até Puerto Montt, mas me pareceu que a estrada que liga Pucón à San Martin não é muito boa, principalmente no inverno. Além disso  eu nunca dirigi na neve.

Abraço!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Visitante
Responder

×   Você colou conteúdo com formatação.   Remover formatação

  Apenas 75 emoticons no total são permitidos.

×   Seu link foi automaticamente incorporado.   Mostrar como link

×   Seu conteúdo anterior foi restaurado.   Limpar o editor

×   Não é possível colar imagens diretamente. Carregar ou inserir imagens do URL.


  • Conteúdo Similar

    • Por MARCELO.RV
      Olá pessoal, começando aqui mais um relato da minha segunda viagem pela América do Sul, rodamos 30 dias, saímos de casa dia 22/12 e chegamos dia 21/01, somos eu, minha esposa e minha filha de 13 anos, vou tentar detalhar o que for mais relevante para os viajantes. Em relação a preços, por onde passamos tem hotéis, hostels e campings para todos os gostos e preços, então esta parte aconselho uma boa pesquisa para adequar melhor o orçamento ao estilo da viagem, o que foi bom e barato pra mim talvez não seja para outra pessoa e vice-e-versa, todas as minhas reservas foram feitas pelo Booking e pelo AirBnB, e outros não reservei, cheguei na hora e procurei ou pesquisei antes pela internet e já fui como uma referência. Vale lembrar que viajo com criança, então todo meu planejamento tento considerar no máximo 2 dias seguidos de estrada, senão fica desgastante demais, na parte final da viagem tocamos 6 dias direto, mas não tivemos muita alternativa e vou contar no decorrer do relato. Todos os valores que eu colocar serão em reais, abaixo algumas informações:
      Equipamentos: cambão, extintor, kit primeiros socorros, 2 triângulos, carta verde(Argentina e Uruguai, fiz com a Sul América, 156,00 para 30 dias), Soapex(Chile, faz no site da HDI, super tranquilo a 11 dólares) e colete reflexivo, levem todos, fui roubado em 100,00 por causa do colete, situação que vou narrar abaixo.
      Gasolina: Na minha região o preço estava 4,79 o litro, abasteci em São Paulo a 3,83, em Gramado o preço chegou a 5,00, então não abasteci lá, voltei a abastecer novamente a 4,69 depois de descer a serra. Na Argentina região de Federación 4,59 e descendo rumo a patagônia por volta de 3,35, na patagônia o governo dá um subsídio para a gasolina, então é mais barata.
      Nossa rota principal foi : Gramado/Canela, Federación, Bariloche, Pucón, Puerto Varas, El Chaltén e El Calafate, mas ao longo de toda a rota tivemos diversos lugares interessantes.
      1º dia 22/12 – Cons. Lafaiete – MG X Curitiba – 1000km – Apenas deslocamento, sem nada de atrativo na estrada, ficamos preocupados em passar por São Paulo sendo véspera de feriado, mas correu bem, sem congestionamento que era o meu medo. Basicamente saindo da minha cidade pego a Fernão Dias em Carmópolis de Minas e depois de São Paulo a Régis até Curitiba.
      2º dia 23/12 – Curitiba X Canela – 734 km – Dia também para deslocamento, sem muita coisa, apenas estrada.
      3º dia 24/12 –  Canela – Coloquei no planejamento ficar em Canela e passear em Gramado que estava espetacular por causa do Natal Luz, conseguimos uma apartamento montado por 710,00 as 2 diárias, pela época o preço foi razoável, e o lugar muito bom. Subimos a serra que é muito bonita e pouco antes de Canela a estrada começa e ficar florida com belas plantações de hortênsias.
      Apart em canela https://booki.ng/2G1d7yq
       



















    • Por Júnia Pimenta
      [info]O objetivo deste tópico é trocar informações e reunir depoimentos e dicas sobre a cidade de Pucón. Se você está com alguma dúvida em relação à cidade, coloque-a aqui que sempre um mochileiro de plantão irá ajudar. Se já conhece Pucón, conte para nós como foi sua experiência, seja ela negativa ou positiva, deixando dicas e demais informações para mochileiros perdidos. Para isso basta clicar no Botão Responder![/info]
       
       
      [linkbox]Guia da Região dos Lagos por Mochileiros.com
      Escreva seu Relato sobre Pucón
      Procurando companhia para viajar para Pucón? Crie seu Tópico aqui!
      Região dos Lagos - Tópico de Perguntas e Respostas
      Pucón - Tópico de Perguntas e Respostas
      Puerto Varas - Tópico de Perguntas e Respostas
       
      Relatos sobre Pucón:
      Relato sobre viagem de treze dias ao Chile, incluindo Pucón pelo mochileiro Leo Caetano
      Relato sobre viagem de dezessete dias ao Chile, incluindo Pucón pelo mochileiro apmontenor
      Relato sobre viagem ao Chile, incluindo Pucón pelo mochileiro marcosplf
      Relato sobre viagem de ônibus ao Chile, incluindo Pucón pelo mochileiro Robson Cesar
      Relato sobre viagem de carro ao Chile, incluindo Pucón pelo mochileiro Mário Luc
      Relato sobre viagem de treze dias ao Chile, incluindo Pucón pela mochileira Cascia
      Relato sobre viagem ao Chile, incluindo Pucón pelo mochileiro Sergio Soares
      Relato sobre viagem de dezesseis dias ao Chile, incluindo Pucón pelo mochileiro Furuta
      Relato sobre viagem de dezesseis dias ao Chile, incluindo Pucón pela mochileira Ana Biazzi
      Relato sobre viagem de vinte dias ao Chile, incluindo Pucón pela mochileira Erika Marques[/linkbox]
    • Por AndrewOliveira
      E aí gente, estive em pucón agora em dezembro, a cidade é incrível, muita atividade pra fazer!! A ascensão do Villarrica estava rolando normalmente, o problema é que estava na faixa dos 80 mil pesos, e a maioria das pessoas do hostel que fizeram a ascensão , reclamaram que os guias não estavam indo até o cume, porém outros disseram que foram até o cume sem problemas, se você estiver com a grana curta, sugiro fazer o Mountain bike até o base do vulcão, onde você sobe a pé até certo ponto do vulcão (na neve) e na volta faz um Mountain bike nível 2 de dificuldade com direito a uns 3 km de descida na estrada del vulcan, além de um tour de bike pelos principais pontos do centro de pucón. Tudo isso por 20 mil pesos! A agência é a Trepa Expediciones , e quanto ao hostel, pra quem estiver fazendo um mochilão mais econômico, eu indico o Lacustre Trip Hostel, lugar super aconchegante, com vários ambientes legais, e 8 mil pesos a pernoite.
      Para a alimentação procurem o Vulcan Burguer, os sanduíches são enormes! Abraços!
    • Por emmanuel_oliveira
      Olá, pessoal.
      Eu e minha esposa iremos ao Chile em setembro/2018. Apesar de eu já ter ido, fiz um roteiro diferente do que queremos fazer agora. Sendo assim, gostaríamos de ajuda de vocês para montarmos o itinerário mais adequado.
       
      Sairemos de Fortaleza no dia 16 de Setembro e chegaremos em Santiago às 18:10 do mesmo dia. Aí começam nossas dúvidas. Chegaremos justamente nas Fiestas Pátrias chilenas. Queremos conhecer essas festas, mas sabemos que muitos locais não abrem. Os lugares turísticos são afetados, como Plaza de Armas, museus, Palácio de La Moneda? Estamos pensando em fazer o seguinte percurso:
      Dia 16) Fortaleza - Santiago
      Dia 19) Santiago - Mendonza, ARG (por a passagem de avião ser mais barata)
      Dia 20) Mendonza - Bariloche (avião)
      Dia 23) Bariloche - Puerto Varas (melhor fazer o Cruce Andino ou viajar de ônibus e deixar pra fazer os passeios de barco em Puerto Varas?)
      Dia 26) Puerto Montt - Valdívia - Pucon
      Dia 29 tarde) Volta pra Santiago (ônibus)
      Dia 30) Santiago - Fortaleza

      Não separamos dias específicos pra cada lugar. Queremos curtir o ambiente e decidir se vale a pena ficar mais ou menos dias. 
      Como iremos em Setembro e vai ser fim de inverno, sabem dizer se dá pra esquiar em Valle Nevado, fazer trilha na Cordilheira dos Andes, ir em Cajón Del Maipo?
      Indicam alguma vinícola mais rústica e/ou tenha viagem de trem? 

      Desde já, agradecemos as respostas!!!
    • Por Gabrieltakahashi
      Meu nome é Gabriel Takahashi e decidi viajar, pois não estava muito feliz com a vida que eu estava levando.

      Depois de um tempo relutando com este sentimento de infelicidade, resolvi que era hora de tomar um novo rumo. Decidi fazer Chile e Peru por serem países próximos do Brasil, então custo mais baixo, e ao mesmo tempo muito diferentes. Então precisei largar minha empresa e deixei minha esposa em SP para começar esta pequena aventura.

      Comprei minha passagem com 3 meses de antecedência e paguei em torno de R$ 1.500,00. Todos os valores que vou descrever no relato são valores aproximados ou bem próximos da realidade.



      Tenho muita vontade de realizar o trekking Torres del Paine no Sul do Chile, porém não consegui realizar este sonho neste momento, pois para realizar este trekking no inverno é necessário um guia, e como eu estava viajando sozinho eu teria que esperar na cidade até juntar um grupo ou fazer o trekking com um guia privativo. Este trekking privativo iria custar em torno de $ 1.000,00, ou seja, deixa para próxima.



      Como não foi possível conseguir começar em Puerto Natales, resolvi começar em Puerto Varas.



      Dia 01

      No momento da compra do ticket, eles informam os "Andes", não me lembro o nome, são as plataformas onde o transporte vai estar. Porém eles não informam o local exato e sim um conjunto deles, porém todos ficam bem próximos, então é só ir perguntando e pronto.



      Ah, antes que eu me esqueça, eu levei dólar e troquei próximo a rodoviária. Não é o melhor lugar mas achei uma cotação boa.

      Neste dia gastei com alimentação em torno de 35 reais, almoço e janta.




×
×
  • Criar Novo...