Ir para conteúdo
  • Cadastre-se
casal100

Volta a Ilha de Florianopolis a pé - Julho/15 + trilhas

Posts Recomendados

Realizamos no periodo de 05 a 17 de Julho de 2015 a Volta completa da ilha de florianopolis a pé. Foram 12 dias e 251 quilometros.

Somente a trilha entre ponta de canas e lagoinha que estava fechada, as outras estavam abertas.

Em breve relato completo.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Estive trabalhando por 20 dias na região sul do país(porto alegre e interior RS e florianopolis-SC), neste ano.

No ano passado estivemos fazendo a volta da ilha de florianópolis a pé, mas como estava acontecendo a copa do mundo no Brasil, a maioria das pousadas, principalmente nas praias mais afastadas estavam fechadas, o que comprometeu a logística.... algumas trilhas estavam fechadas, conforme informações dos moradores, naquela oportunidade abortamos a maioria das trilhas, pois confiamos nas informações dos moradores.

Na verdade desta vez foi a mesma coisa, as informações dos moradores davam conta que as trilhas estavam fechadas e com muitas cobras venenosas..... se vc perguntar a eles, quase todos vão falar a mesma coisa....não sei a razão disso, mas a verdade é essa.

 

Segundo alguns pescadores, neste período é realizada a pesca da tainha.

Para essa pesca ter resultado satisfatório, os pescadores se reúnem em grandes equipes(em praticamente todas praias) e montam grandes estruturas de barcos, redes, homens...... e nisso tem que ter OLHEIROS nos morros para visualizar a chegada dos cardumes de tainha, assim esses olheiros emitem sinais para os pescadores na praia e, eles, vão atrás pegá-las com barcos...funciona assim.

Como os olheiros ficam na parte alta da costa, os pescadores tem que abrir as trilhas existentes para acessar esses pontos, por isso essa é a melhor época para fazer a volta da ilha pelas trilhas. Pois a maioria estão abertas por eles, não acontecendo no restante do ano(acredito).

Portanto, antes de programar viagem para fazer a volta completa, se informe primeiro.

 

1º dia 05/07/2015 - Domingo

 

Saída do Aeroporto de Florianópolis e chegada ao centro da cidade(praça da matriz).

+- 9 kms em aprox. 02:15 hrs

 

Minha parceira chegou no aeroporto de florianopolis, vindo de São Paulo-SP, por volta das 11 horas da manhã.

Já veio preparada para começarmos um pequeno trecho até o centro da cidade.

Trecho fácil, somente reta..... o problema foi o forte calor que estava fazendo, e o grande público que saiu do jogo do Avai(estádio perto do aeroporto), muitos carros...até quase o centro da cidade.

 

Hospedagem: Hotel Valerin, centro, camas boas, tv, wifi ruim, banheiro privado, café da manhã ótimo. Preço: R$140,00 casal com cafe da manhã.

 

Algumas fotos:

Na estrada, depois do jogo entre Avai x Sport recife.... duas pistas para o centro...

DSC00626_zpscxqyqzs5.jpg

Forte calor e linda ponte Hercílio Luz...

DSC00627_zpsgkznyqya.jpg

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

2º dia - 06/07/2015 - Segunda-feira

 

Saída do Centro de florianopolis e chegada a Praia do forte

+- 26 kms em aprox. 06 horas

 

1ª PARTE - centro até Sambaqui(estrada + trilha):

Tomamos um excelente café da manhã antes da 06 da manhã.

Passamos em frente rodoviária e pegamos avenida beira mar, logo a seguir passamos embaixo da ponte Hercílio Luz toda iluminada(linda).

Seguimos na beira mar até viaduto... contornamos, à esquerda, um mangue e entramos numa rodovia com bastante movimento com algumas partes sem acostamento, atá entrada para Santo Antônio Lisboa pista a esquerda.

Algumas subidas/descidas fortes até St. antônio, lindo visual de toda orla e do centro da cidade e algumas cidades do continente norte de SC...

Depois de Santo Antonio entramos em outra estrada na beira do mar até Sambaqui.

Após Sambaqui pega-se uma estradinha de terra, até uma porteira(final do trecho e início da trilha).... trilha bem demarcada com subida/descida fortíssima, como choveu na noite anterior tinha muita lama, na subida escorregavámos muito.

No final da trilha chegamos até a Barra de Sambaqui, pequeno bairro onde compramos, num mercadinho, alguns petiscos.... como era baixa estação o serviço de barcos até a praia de Daniela esta inoperante....

 

2ª parte: Barra de Sambaqui até Praia do Forte:

Decidimos ir até praia de Daniela de busão..... pegamos até o terminal de Sto antonio, outro até praia de Daniela, descemos no ponto final.... caminhamos até a praia de mesmo nome, no final após a barraca de um pescador começa trilha até praia do Forte.

Chegando numa pedra preta, descemos uma escada andamos +- 50 metros (entramos trilha que começa em cima de uma pedra grande), depois subidas/descidas até a praia, uma placa sinalizava que ali havia jacarés.

Passamos em frente ao forte(ponto turístico), numa subida forte..... após outra descida até avenida onde tem ponte de ônibus..... como pousadas naquela região estavam caras, resolvemos pegar outro busão e dormir na praia de canasvieira, onde tem melhor estrutura.

 

Hospedagem: Hotel das nações(canasvieira) na entrada, em frente ao supermercado e centro do bairro, acomodações novas, camas ótimas, tv, ar, wifi, limpíssimo. Preço: R$100,00 o casal sem café da manhã. RECOMENDO

 

Canasvieira: Praia grande, com ótima estrutura turística, apesar de estarmos na baixa temporada, alguns restaurantes/lanchonetes estavam abertas.....

 

Algumas fotos:

Ponte iluminada

DSC00628_zpsxbpvi9fp.jpg

Tempo encoberto, visual do centro de florianópolis

DSC00630_zpssbrbxgnl.jpg

Trilha após Sambaqui

DSC00635_zpsvmsynjx4.jpg

 

Trilha escorregadia devido a chuvas

DSC00636_zpslyvnqwvl.jpg

Trilha entre praia de Daniela e praia do forte

DSC00638_zpsjncfyubg.jpg

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

3º dia - 07/07/2015 - Terça-feira

 

Saída de Canasvieira e chegada a Praia dos ingleses

+-23 kms em aprox. 04:25 horas

 

1ª Parte: de canasvieira até Praia do Forte:

No dia anterior compramos nosso café da manhã no supermercado em frente.

Saimos bem cedo com o tempo nublado, fomos pela praia até Jurerê internacional(ou seja fizemos sentido anti-horário) e de lá até praia do forte.

Pegamos busão no mesmo ponto do dia anterior até terminal de ônibus canasvieira e de lá outro até onde iniciamos.

 

2ª parte: de canasvieira até praia brava(e depois busão até praia ingleses):

Agora sim, tocamos sentido praia Brava nosso destino final.

Trecho largo de praia, andamos muito até final da praia de canasvieira, entramos numa pequena trilha até avenida asfaltada, andamos um bom trecho nela(até praia de ponta de canas), segundo moradores a trilha entre ponta de canas a lagoinha estava fechada, portanto seguimos pela rua asfaltada.

Na praia pescadores estavam preparando para pescar tainha.

Na praia de Lagoinha os moradores afirmaram que a trilha até a Praia brava estava fechada pelo mato e com muitas cobras venenosas. Devido as informações, seguimos novamente pela rua asfaltada até o final da praia brava.

No ponto final do ônibus nos informaram que a trilha entre praia brava x praia dos ingleses estava fechada.......De novo abortamos a travessia.

Resolvemos, então, dormir na praia dos ingleses, assim no outro dia cedo tocariámos até barra da lagoa, e deixariámos as trilhas ao norte para fazer no final da volta, isso se obtivessemos informações seguras sobre todas trilhas.... o que no final aconteceu FIZEMOS TODAS, menos a trilha de ponta de canas até praia de lagoinha....conferimos pessoalmente, e realmente estava fechada(fomos até o meio do percurso, depois estava totalmente fechada pelo mato alto) FICA A DICA.

Da praia brava pegamos um busão até o terminal de canasvieira e de lá outro até a praia dos ingleses, chegamos lá e caiu um diluvio.....molhamos tudo!

 

Hospedagem: Cia inglesa hotel, centrinho, ar, tv ruim, micro-ondas, frigobar, wifi ruim. Preço: R$75,00 o casal sem café da manhã. Hotel um pouco velho, mas pelo preço compensa,

 

Praia dos ingleses: grande estrutura turística.

 

http://OBSERVAÇÕES IMPORTANTES:

1) - da Praia lagoinha até praia dos ingleses têm duas trilhas, todas bem demarcadas e de fácil acesso:

a primeira começa dentro do quintal de uma casa na rua asfalta que liga lagoinha x brava(essa é bem curta sem grandes dificuldades);

a segunda trilha: no final da praia tem uma caminho de pedra que passa próxima murro das casas, segue até chegar numa pedra grande(à esquerda), chegando nela, do lado direito tem uma escada bem ingreme de concreto, suba ela até o final da rua, vire a esquerda e siga sempre reto(vai passar numa casa com um muro bem longo)....começa logo a seguir uma trilha bem demarcada, mas com subidas /descidas fortes..... no meio dela vc chegará na rampa de asa delta com lindo visual de ingleses, jurere, canasvieira, brava, lagoinha....LINDA TRILHA(RECOMENDO FAZER ESSA, apesar de ser mais difícil).... o final dela coincide com a outra trilha(mais curta)

Algumas fotos:

Trilha entre canasvieira x jurerê(estava muito escorregadia) resolvemos desviar pequeno trecho e ir pelo asfalto, depois entramos novamente na praia até o forte

DSC00637_zpsbnncihm7.jpg

Tempo encoberto praia jurerê indo para praia do forte

DSC00639_zps73sckscb.jpg

Praia canasvieira indo para ponta de canas

DSC00641_zpsys1bdyq9.jpg

Praia lagoinha

DSC00645_zpsa9ko6pwt.jpg

Chegada praia brava(nb.: trilha termina do lado esquerdo, e vimos que estava aberta)

DSC00647_zpsxujhwgac.jpg

Praia brava, lugar refinado

DSC00648_zpskofzfl48.jpg

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

4º dia - 08/07/2015 - Quarta-feira

 

Saída da praia dos ingleses e chegada a Barra da Lagoa-SC

+- 22 kms em aprox. 05:20 horas

 

Preparamos nosso café da manhâ comprado num supermercado próximo ao hotel.

Saimos bem cedo, com tempo frio e nublado, no dia anterior choveu muito.

No final da praia vira a direita com sentido ao Santinho, chegamos numa avenida, viramos a esquerda. Chegamos no Hotel Costa do Santinho, ali resolvemos ir pela trilha mais fácil(no ano passado fizemos pela costa), como estava chovendo fino, as pedras deveriam estar muito escorregadia).

A outra trilha começa dentro do Hotel, tem que entrar pela portaria, logo a seguir tem uma placa a esquerda indicando a trilha. Muito bem demarcada de aprox. 2 kms.

Chegamos na praia, caminhamos um bom trecho nela, como começou a ventar muito e chover mais forte com raios, entramos na rodovia que é paralela a praia.

Um lindo cachorro preto, nos seguia.... vimos um camping do lado esquerda da rodovia, tinha um restaurante com ótima comida(Prato feito R$15,00 por pessoa). Nisso o cachorro sumiu. O problema do cachorro que ele de vez em quanto ia pra o meio da estrada, o que causava stress.

Chegando na Barra da Lagoa, a chuva apertou mais ainda.

 

Hospedagem: Pousada Mariazinha, barra da lagoa, avenida principal, camas boas, tv, wifi ótimo, cozinha completa, ar condicionado, limpíssimo. Preço: R$80,00 o casal sem café da manhã. RECOMENDADÍSSIMO!

 

Algumas fotos:

Praia dos ingleses, tempo nublado e frio

DSC00649_zpsbklqkuvt.jpg

Início da trilha dentro do hotel(cachorro companheiro)

DSC00651_zpskeme2tie.jpg

Ótima trilha coberta

DSC00654_zpsbh2izq4b.jpg

Praia e nosso companheiro

DSC00657_zpsoecjsejw.jpg

Logo a seguir entrando no asfalto, a partir dai, com chuva forte não temos fotos

DSC00658_zpsssqmzv4p.jpg

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

5º dia - 09/07/2015 - Quinta-feira

 

Saída da Barra da Lagoa-SC e chegada a Armação do Sul-SC

+- 26 kms em aprox. 06:30 horas

 

Saimos bem cedo, pois o trecho era complicado(subidas/descidas fortes e grande trecho na praia).

Logo de cara enfrentamos uma pequena mas forte subida/descida até a praia de galeta, atravessamos a praia e pegamos outra pequena trilha(fácil) até a praia Mole, curtimos um lindo visual........ paramos um pouco ali pra curtir as manobra dos surfistas....

Pegamos asfalto, e logo a seguir subida forte/descida até a Lagoa da conceição.

Fomos conhecer o hostel che lagarto, que fica na saída da lagoa indo para praia da joaquina.

Dali pegamos pequeno trecho em asfalto, chegando a praia......

Longoooooo trecho de praia até campeche, saimos da praia pois havia um paredão e não tinha como passar por ali..... resolvemos almoçar um PF a R$15,00 num restaurante próximo a praia.

Descansamos um pouco, resolvemos andar até a praia da armação do sul..pegamos novamente estrada asfaltada até a praia onde andamos mais alguns kms na areia....

No início muitas nuvens, mas muito quente.... no final chuva fina!

 

Hospedagem: Pousada Pires(048) 3237-5370 e 9971-2299, Armação do sul, simples, camas boas, tv aberta, sem wifi, cozinha completa, ventilador, preço: R$90,00 o casal sem café da manhã. Tem supermercado próximo pra comprar mantimentos e café da manhã.

 

Algumas fotos:

Lindo visual da praia de galeta(praia de nudismo)...

DSC00660_zps19idxruf.jpg

Trilha entre galeta e Praia mole

DSC00662_zpstlgxyorl.jpg

Praia de Joaquina...laaaá na frente moro que chegamos...

DSC00666_zps8h06gsbc.jpg

Chegada a campeche, à frente paredão...

DSC00669_zpsjo9ahycm.jpg

Praia armação do sul...olhem o morro que visualizamos a uns 15 kms....

DSC00672_zpsjsm2nuks.jpg

Depois de muito sofrimento chegamos...

DSC00673_zps7vtzd5uz.jpg

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

6º dia - 10/07/2015 - Sexta-feira

 

Saída de Armação do sul e chegada Costa de dentro-SC

+-22 kms em aprox. 05:30 horas

 

Como pegaríamos trilha logo no começo, resolvemos sair com dia claro....

 

1º trecho: Armação x Lagoinha: Até matadero trilha em concreto(em alguns lugares o concreto estava muito escorregadio, então íamos pela grama ao lago), após trilha com subidas/descidas fortíssimas(curtas) com muitas pedras escorregadias. +- 02:30 horas

 

2º trecho: Lagoinha x Costa de dentro: Início subida fortíssima com muitas pedras, no topo lindo visual...logo a seguir descida forte, com muitas pedras(se estiver molhada, tomem muito cuidado, pois escorrega muitoooo).

 

Após trilhas, pegamos pequeno trecho em asfalto até as areias da Praia do Pântano do Sul.

resolvemos ir pela areia mesmo.... depois de um tempo vimos um hostel no final da praia da costa de dentro.

Dia de muito calor e no final céu encoberto.

 

Hospedagem: Hostel pousada da Praia, Costa de Dentro, não tem ar condicionado(muito calor), bem simples, cama razoável, tv só na sala, banheiro privado. Preço: R$120,00 casal com café da manhã.

O hostel fornece refeição: R$15,90 comercial por pessoa...ótima comida.

Obs.: apesar do hostel ser simples, a administradora, Juliana, é de uma educação ímpar, esquecemos completamente da estrutura, e aproveitamos cada momento na companhia dela e de seu esposo...pessoas educadíssimas...

 

Algumas fotos:

Pedras e mais pedras....

DSC00676_zpsaaiqltyd.jpg

Subindooooo....Lindooo visual

DSC00680_zpsiu4drsmd.jpg

Chegando a praia da lagoinha

DSC00681_zpsmktaet47.jpg

Trilha subindo após lagoinha

DSC00683_zpsdvmieupe.jpg

Pedras e mais pedras...

DSC00684_zpsbbtzstll.jpg

Chegada a praia do Pântano do Sul

DSC00685_zpsci3fc0vl.jpg

Praia de costa de dentro e uma vaca curtindo....

DSC00687_zps4cgef1zd.jpg

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

7º dia - 11/07/2015 - Sábado

 

Saída da Costa de dentro-SC e chegada caldo cana estrada caieiras do sul-SC

+-23 kms em aproximadamente 06:40 horas.

 

Novamente saimos mais tarde, devido a alguns trechos de trilhas.

Pequeno trecho na praia da Costa de dentro depois entramos noutra praia.

 

1º trecho: Trilha em cimento(+- 3kms) com muito lodo, muito escorregadio, tivemos que fazer parte pela grama....depois trecho em trilha bem demarcada mas com mato alto, o que dificultava o rendimento, muitas pedras.... alguns tombos... mas no geral foi tranquilo... Lindo visual da praia de joaquina ao norte....terminamos no pastinho.

 

2º trecho: No pastinho começa a trilha que vai até naufragados, tem que ficar bem atento: quando vc chega no pastinho, passa dentro de um pequeno alagado, logo a esquerda tem uma linda formação rochoça que adentra o mar.....nesta formação vc visualiza uma trilha bem demarcada que sai do lado esquerdo, margeando o mar(numa praia cheia de pedras), NÃO ENTRE NELA. Erramos aqui, e perdemos um tempão!

A trilha correta é a que sai bem defronte ao pastinho, ela fica meio escondida, mas é só procurar depois de um lindo gramado com vegetação rasteira....No início subido bem forte, algumas bifurcações complica um pouco, mas tenha em mente que é sempre seguir morro acima, no topo outra bifurgação vc vira a esquerda..... daí é somente acompanhar o mar(que fica encoberto pela vegetação, mas dá pra ouvir o barulho das ondas.....)

Chegamos diretamente na praia, uns pescadores estavam armando rede para pesca da tainha....uma festa.

Seguimos toda a praia e fomos conhecer o farol de naufragados, após subir uma escada caindo aos pedaços, vimos um lindo visual da praia e do continente....retornamos a trilha até caieiras do sul(trilha tradicional), trecho com muitas pedras, e algumas subidas/descidas moderadas, mas bem demarcada.

No final desta trilha chegamos a um estacionamento, tinha um ponto de ônibus, mas resolvemos tocar o máximo neste dia, pois era somente em asfalto, com o mar a nossa esquerda...lindos visuais das praias, e de montanha no continente.....

Conseguimos chegar num caldo de cana(que é servido com açaí, muito gostoso).....

Como não havia hotel aberto nesta região, resolver pegar um busão e dormir no centro da cidade.

 

Hospedagem: Ibis hotel, centro, cama boa, ar condicionado, wifi, tv..Preço: R$160,00 sem café da manhã.

Obs.: estava acontecendo um grande exame na cidade, e a maioria dos hotéis do centro estavam lotados.

 

Algumas fotos:

Saída da praia da costa

DSC00688_zps84afbuv9.jpg

Trilha de concreto entre praia da costa até matadero

DSC00691_zpscwokhdlk.jpg

Algumas pedras

DSC00698_zpshg6bcmcy.jpg

Mato alto, lindo visual do mar, pastinho do lado esquerdo da foto

DSC00703_zpsewlwqeeo.jpg

Entramos errado aqui.....

DSC00706_zpsqqfxmik2.jpg

Trilha bem demarcada até naufragados...

DSC00714_zpsurqlc8lq.jpg

Pesca da tainha

DSC00717_zpspua6hncs.jpg

Praia de naufragados visto da trilha que leva ao farol

DSC00725_zpsle6ztycg.jpg

Trilha entre naufragados x estacionamento

DSC00726_zpshenpnctd.jpg

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

8º dia - dia 12/07/2015

 

Resolvemos mudar o roteiro, como dormimos no centro da cidade, pegamos um busão no terminal central até o TICAN(terminal de canasvieira), de lá pegamos outro busão até a Praia Brava... descemos no mirante da praia brava(entrada).

 

Quando fizemos o roteiro praia do forte x praia brava, moradores da praia da lagoinha, dizeram que a trilha estava fechada e com muitas cobras.... então resolvemos fazer o caminho inverso(prais brava x praia lagoinha).

 

1ª trilha:

Esta trilha começa um pouco abaixo do mirante....demarcada, bem curta, com uma subida/descida forte.... ela termina praticamente dentro duma casa.

Obs.: se tiverem vindo da praia da lagoinha para Praia Brava, o certo é seguir a estrada asfaltada até a casa de número 728(lado esquerda da via), entrar ali e subir a trilha que começa do lado esquerdo da casa.....é somente uma subida e uma descida até o mirante da praia brava.

 

Quando chegamos na casa(final da trilha), viramos a direita e fomos direto a praia, resolvemos fazer a outra trilha que leva, também a Praia Brava.

 

2ª trilha

Essa outra trilha começa no final da praia, subimos uma escada feita em pedra, seguimos uma trilha bem demarcada no fundo das casas e chegamos até uma pedra bem grande, vc avistará do seu lado direto, uma escada em concreto construida ao lado de umas casas....suba nela e vá até o final da rua, vire a esquerda.....no final da rua começa uma trilha bem demarcada, com subidas e descidas fortíssima, no topo tem a rampa de asa delta, com lindo visual das praias do norte(jurerê, canasvieira, brava, ingleses......).... após a rampa começa descida forte, como choveu muito na noite anterior tinha muito barro, ficando muito escorregadia.... no final ela encontra com a outra trilha que vem daquela casa que citei acima.

Chegamos novamente ao mirante, então decidimos ir até o final da Praia Brava e fazer a trilha até a Praia dos Ingleses.

 

3ª trilha:

Praia Brava x Praia dos Ingleses(trilha no costão): subimos uma escada na pedra até o inicio da trilha, tinha uma placa informando o perigo de assaltos(segundo pescadores, somente no verão que acontece assaltos nesta trilha, mas é bom se cuidar).

Alerta: a uns 150 metros tem uma pedra, com uma trilha subindo e outra descendo rumo ao mar, pegue essa(rumo ao mar), erramos novamente e subimos, no final não chegava a lugar algum.

Essa trilha tem que tomar muito cuidado, apesar de ser bem curta, ela é perigosa, pois vc segue beirando o costão, como choveu muito, estava muito escorregadia.

No início trilha normal sem grandes problemas, assim que a trilha chega em uma laje é que complica um pouco...... tem que descer, como é nas pedras, a trilha fica complicada, mas é só seguir observando mais a frente que verá a trilha quando sai das pedras.... assim vai até o final.

No final chegamos diretamente na praia dos ingleses, caminhamos um bom trecho na areia da praia até o centrinho. De lá pegamos um busão direto a barra da lagoa, pois no outro dia faríamos o resto da volta a ilha(do caldo de cana até o aeroporto).

Obs.: procure não fazer essa trilha em epóca das chuvas, pois são bem escorregadias mesmo...

 

Tempo aproximado: 05 horas essas 3 trilhas e a parte das praias.

 

Hospedagem: Hotel Mariazinha, na barra da lagoa...ver detalhes no início do relato. Foi engraçado, quando chegamos, a proprietária(que cobrou R$80 no outro dia), queria cobrar R$100 por dia, dizendo que ela tinha lavado as roupas de cama e banho..... e nós com isso, iríamos ficar mais um dia..... no final negociamos ficar mais 2 dias com ela..... ao preço "antigo". só no Brasil mesmo!

 

Algumas fotos:

1ª trilha...subindo(praia brava x lagoinha)

DSC00732_zpsr02lolko.jpg

1ª trilha chegada na casa 728 da estrada que liga praia da lagoinha a praia brava

DSC00735_zpsrelofzo7.jpg

 

2ª trilha (praia da lagoinha x praia brava) início(escada de concreto)

DSC00738_zpsu6plgkac.jpg

Lindo visual

DSC00736_zpso240f8az.jpg

Do lado esquerda da foto praia brava(dá pra avistar ingleses) do lado direto(jurerê, canasvieira...) Um dos mais lindos mirantes da ilha

DSC00741_zpsmcbt9zuw.jpg

Outra foto do mirante(ao fundo ingleses)

DSC00742_zps3zqss9fl.jpg

 

3ª trilha(Praia brava x Praia dos ingleses), pelo costão - início do costao, ficar atento aqui.

DSC00749_zps3ozxk8gm.jpg

Trilha termina nesta laje, daqui pra frente tem muita pedra....

DSC00754_zpscqarxaaq.jpg

Trilha um pouco complicada

DSC00756_zpszvgpqs1u.jpg

Avistando ingleses

DSC00758_zpsriqjlj6m.jpg

Praia dos ingleses

DSC00761_zpsm0ih3pdf.jpg

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar Agora

  • Conteúdo Similar

    • Por Guilherme Furukawa
      Boa noite,
      Estou procura de pessoas que viajará nessas cidades(Curitiba-Blumenau-Itajaí-Floripa) no mês de fevereiro e trocar idéias de locais interessantes para visitar, principalmente de comida. hahaha
      Pretendo ir de carro para curtir e dividir a viagem em várias cidades do PR e SC.
      meu whats: (16)992033255
    • Por casal100
      Quando estamos fazendo essas travessias, muitas gente pergunta se não temos medo. Claro que temos, são perigos reais: cobras venenosas, atropelamento, assaltos, hipotermia, insolação. .. mas a recompensa é muito grande, lindos visuais, ótimas comidas, ar puro, povo maravilhoso, e tudo mais. .
      Depois de fazer o caminho de Cora Coralina, resolvemos fazer outra parte da serra da Mantiqueira  (alguns mapas informam que a serra da Mantiqueira vai até a Divinolandia), então fizemos uma parte do Caminho da Fé que também passa por essa serra.
      Acordar bem cedo,  ouvir os pássaros,  respirar ar puro e, ainda, conseguir ver e registrar uma cena dessa,  não tem preço:

      Outra atração da serra da Mantiqueira é a pedra do Baú,  subida em grampos de aço,  forte subida até o topo. Recompensa: lindo visual 360° de toda região,  não tem preço que paga!

    • Por Débora Boblitz
      Oi, pessoal! Chego em Floripa em 1° de junho de 2019. Já fiz um roteiro pelas cidades que me agradam e volto por Balneário Camboriú em 9 de junho de 2019. Alguém aí?
    • Por daemonnakna
      Eai Galeeeeera :p
      Estarei passando a virada do ano em Floripa, porém ainda não tenho roteiro nem cia!!
      Minha ideia inicial é chegar em algum lual, você tem indicações? Quem vai - me leva junto! hahah
      Aceito sugestões para outras trips também...
      Em fim, chego no sábado dia 29/12 -  caso tenha alguém afim de fazer alguma coisa massa antes da virada, trilha, passeio, pegar um sol e tomar uma cerveja seila me dê um grito. 
       
       
    • Por Ewerton Araújo Carvalho
      Saudações gente de espirito livre!
      Eu sou Ewerton Araújo Carvalho Natural de MG (Uai Sô) rs, já viajei dentro do meu estado, morei e viajei dentro de estados também, porem foram só viagens curtas de fim de semana ou férias.
      Mas agora separei um tempo pra uma jornada de auto conhecimento e superações.
      Seguinte galera, estou a sair em meu primeiro mochilão de verdade dentro do país, em busca de conhecimento, auto conhecimento e experiências. 
      Saio de MG agora no final deste mês, vai ser algo bem roots mesmo, pois tempos difíceis e grana curta ta presente em toda parte.
      Sou pessoa de hábitos simples e humilde, somente com a vontade de ir onde a natureza me chama e o coração pede.
      O Trabalho dignifica o homem e Gratidão preenche e acalma a alma.
      Tenho o essencial pra camping e trekking, e resolvi começar a viagem pelo Sul do brasil em SC, Chego em Floripa dia 27, e quero conhecer alguém ou uma galera que possa me orientar e apresentar os picos, praias, trekkings e cachoeiras, não tenho previsão de conseguir hostels, pois até o momento não consegui nenhum anfitrião pelo worldpackers, então busco um camping seguro e de uma Vibe Up ou algo bem próximo que caiba no bolso no momento, dependendo das condições posso fazer uns freelas na minha área para alcançar o próximo destino, ou permanecer por mais tempo, vai ser o que o coração pedir.
      Venho até vocês que já tem um cadinho ou muito mais de experiência, pedir um auxilio. 
      Desde já agradeço a atenção e colaboração de todos. 
      Jah Bless 🍃


×