Ir para conteúdo

Trem da Morte


Naja

Posts Recomendados

  • Membros

Parece que eu botei medo em alguém por aqui...

 

O que eu quis dizer nos outros posts é que é pra ficar ligado, não marcar touca, não dar bobeira só porque tá viajando.

 

Desculpem se falei demais.

 

A Bolívia é um país maravilhoso, e os bolivianos são um povo muito humilde e hospitaleiro (adoram brasileiros!), só que tem problemas, malanDragem, violência, assim como nós.

 

Vocês acham que estaria com vontade de voltar se fosse tão tosco assim o lugar????

 

Como disse a fafa: " a viagem é tudo de bom. vai sem medo!"

 

 

Abraços!

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Membros

Se voce quer aventura mesmo deixe o trem da morte e entre no ONIBUS DA MORTE, fazer este trajeto de onibus é loucura mesmo, na ida fui de onibus, foram 23hrs de viagem em estrada de terra, minhas camiseta branca ficou vermelha, fiquei sem camiseta quase o trajeto inteiro devido o calor....

Encontrei alguns bolivianos amistosos mas a mairoria não foi com a minha cara e de minha namorada, acho que eles pensavam que eramos peruanos ou sei la hehe alguns disseram isto, que pareciamos peruanos... Achei os peruanos mais amistosos que os bolivianos... Tivemos problemas com alimentação em La Paz, minha namorada foi até internada um dia, mas td bem, no mais é uma viagem ótima...

Voltei neste domingo e quero visitar novamente, agora minha namorada não quer nem ouvir falar da bolivia e muito menos de la paz.... para nos a cidade mais acochegante que encontramos na bolivia foi copacabana....

É isso aí....

ps: não paguem os 10 bolivianos que estao tentando arrancar na fronteira com o brasil hehehehehe

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Membros de Honra

Se querem uma viagem trash, optem em ir de Quijarro a Sta Cruz de busão ao invés do trem. Eu fiz e garanto que será inesquecível. Se alguem topar, faça a extrema unção aqui no Brasil ainda, e se sobreviver escreva contando a experiência.

 

Sobre o trem, se chegarem na véspera em Corumbá dá pra dormir e comprar no dia seguinte cedinho. Senão faça uma reserva em hotel ou pousada e peça pro pessoal de lá agilizar e comprar antes.

 

Apesar de tudo, uma viagem para a Bolívia vale muito a pena!

Abs

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Membros de Honra

Hahahaha, bem por aí mesmo. Pelo menos o seu Jairo era simpático.

 

O meu tinha cheiro de jaula, a galera ia fumando, bebendo e gritando. Era o verdadeiro ônibus do inferno. O meu assento tava travado e por sorte ficou em 90 graus.

Sem falar na poeirada durante toda a viagem, e ter somente 1 maçã e meio litro d'água em quase 20 horas de estrada de terra.

E ainda pegamos uma blitz do exército.

 

Inesquecível!

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Membros

Cara cheguei ontem da Bolivia. Sei nao essa história de carro por la. AS barreiras sao verdadeiras máfias. Nao vi um carro brasileiro. Nenhum. Nao iria de carro para a bolivia. Faça como a galera ta falando ai acima. Quer aventura? Deixe seu carro em Corumba e Pegue a classe pulmam do trem da morte e em santa cruz desça de bus até sucre e depois potosi e de potosi a uyuni. Vai amar a adrenalina das estradas de chao. Mas depois dai em diante é só relaxar, pois trem da morte nao existe. Existem onibus da morte. Outra coisa. Nunca dê seu passaporte para ninguem comprar a passagem para vc. Encontrei vários brasileiros que tiveram que pagar mais depois para ter o passaporte de volta. Vc mesmo comrpa a passagem e pronto. Nao tem misterio nenhum. Chega la no guiche e compra e pronto. Tem muita lenda nisso ai.

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • 5 semanas depois...
  • Membros

Não existe trem da morte. Alias é a lenda mais cultivada pelos mochileiros brasileiros, pois os bolivianos riem dessa expressão. São trens de classes diferentes. E nos brasileiros, por ter um poder aquisitivo melhor que os bolivianos sempre viajamos em classes suepriores. Superpulmam e Ferobus. A galera sem grana viaja na 1 classe e Pulmam. Nas classes superiores tem ar condicionado e no ferobus jantar e cafe da manha. Sem ar condicionado morre-se de frio, insetos e vendedores. Na verdade o trem é um passeio perto do que virá pela frente. Pois à partir dali pega-se somente onibus, e ai sim vcs verão a verdadeira face do transporte boliviano. ONIBUS DA MORTE. tERRÍVEIS.

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Membros

Pessoal,

Primeiro nao precisa comprar de atravessadores a passagem no trem da morte, pois é so ir ate o guiche e comprar. Ferrobus que o colega ai pagou 100 reais é muito caro. Pois sao 240 bolivianos o que da 30 dolares e 70 reais. Eles aceitam dolar e boliviano. Qualquer um tem a mesma cotação 8 bolivianos. Va em superpulmam ou ferobus, nunca va na primeia classe. Vai sofer muito. Deixe para sofrer nos bus que vai encontrar pela frente.

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Silnei changed the title to Trem da Morte

Participe da conversa

Você pode postar agora e se cadastrar mais tarde. Se você tem uma conta, faça o login para postar com sua conta.

Visitante
Responder

×   Você colou conteúdo com formatação.   Remover formatação

  Apenas 75 emojis são permitidos.

×   Seu link foi automaticamente incorporado.   Mostrar como link

×   Seu conteúdo anterior foi restaurado.   Limpar o editor

×   Não é possível colar imagens diretamente. Carregar ou inserir imagens do URL.

  • Conteúdo Similar

    • Por Yara Almeida
      Ei, tudo bem?
      Alguém sabe me dizer como está Machu Picchu para 2021? Digo com relação à liberação do Parque e etc. Obrigada! Uma amiga e eu estamos nos organizando para irmos em Julho, caso tenha mais alguém, entre em contato pra gente combinar um comboio legal rsrs. 
    • Por HugoNuary
      Então galera, pretendo sair agora día 4 ou 5 de outubro, e fazer a rota: SP rumo a Campo Grande ou Corumba - MS (a rota que ficar mais em conta) seguir para Puerto Quijarro depois tomando o trem da morte rumo a Santa Cruz de la Sierra. Sendo meu destino final Lima. Tenho 30 dias para seguir essa rota, e tentando gastar o mínimo possível durante toda viagem. Meu maior temor é quanto aos valores dos transportes da Bolivia rumo ao Perú, onde se hospedar por la num preço legal. E onde consigo fazer câmbio de Real para BOB e para SOL. 
    • Por HenriqueSantos
      Mochileiros, estou planejando uma viajem, começando dia 2 de janeiro em Campo Grande - MS, até Machu Picchu. Preciso de conselhos e dicas sobre o que posso melhorar no meu roteiro.
      Posso estender a viagem por alguns dias, mas tenho que chegar até dia 18 em Campo Grande.
      Planejo gastar cerca de R$ 2.500,00, mas tenho mais grana pra imprevistos. E a ideia seria ir sem gastar muito com luxo, ao mesmo tempo visitando alguns pontos turísticos interessantes, como o Lago Titicaca, Machu Picchu e Lima. Estou aberto a qualquer tipo de sugestão. Por enquanto eu pretendo ir sozinho, mas aceito companhia
      Valeu!

      Roteiro
      Viagem de Ida
      02/12/19 Campo Grande – Corumbá. Ônibus (6,5h)
      Sair de ônibus a noite de Campo Grande e chegar de manhã em Corumbá. A passagem de ônibus para Corumbá custa cerca de 130 Reais.
       
      03/01/19 Dourados - Pt Quijarro – Santa Cruz.  Trem (17h).
      Chegar em dourados, ir para Pt Quijarro cedo, de ônibus municipal ou taxi, e comprar ticket do trem da morte. O trem sai 13:00h (Horário Local). Arranjar almoço e café da manhã pela região mesmo, antes de pegar o trem.
       
      IMPORTANTE: Ir para a fronteira cedo para evitar fila. Tem que entrar na Polícia Federal do Brasil e a aduana boliviana, DUAS FILAS que podem ser demoradas. Verificar onde trocar reais por bolivianos. A comida e água do trem é cara, levar comida e água. E comprar a passagem do trem o mais cedo possível. Levar um livro para a viagem do trem, são =~18h de trem. Corumbá tem 1h a mais que Pt Quijarro.
       
      04 e 05/01/19 Santa Cruz - La Paz - Copacabana. Ônibus (=~25h).
      O trem chega dia 04 em Santa cruz, por volta das 5:40 da manhã.
      Opção 1 (Preferida): Comprar passagem completa com viagem de Santa Cruz a Copacabana. =~250 B, 25h no total.
      Procurar ônibus direto de Santa Cruz a Copacabana. Tem ônibus ao preço de 250 Bolivianos. A viagem dura cerca de 25h no total. Não há muita diferença de preço entre as opções, mas tem diferença de tempo de duração.
      Opção 2: Comprar passagem para La Paz e (180-220 B, 18h), de lá, para Copacabana (35 B, 4h).
      Importante: A indicação de tempo é a de duração de viagem. Não há garantias que conseguirei ônibus com horário colado um no outro. O mais provável é que tenha que esperar algumas horas pelos próximos ônibus.
      Tem que procurar passagem para La Paz na rodoviária, talvez tenha que fazer uma escala em Cochabamba. A duração da viagem varia entre 18 e 24 horas, dependendo da presença de escala ou não. O preço do ônibus para La Paz varia entre 180 e 220 Bolivianos.
      Chego em La Paz e procuro passagem de ônibus para Copacabana. A viagem dura cerca de 4 horas e tem passagens por 35 Bolivianos. Ao que parece, o último ônibus barato sai as 13:30h. Achei outros ônibus depois disso, mas todos estavam bem caros.
       
      05/01 Copacabana e 06/01 Copacabana – Cusco. Ônibus (12h).
      Chego em Copacabana no meio da tarde do dia 05/01, ou início da noite. Durmo num Hostel local, tem Hostel mais barato, por cerca de 60 Reais. A média de preço na região é por volta de 100 Reais.
      No dia seguinte (06/01) procuro viagens à noite para Cusco, e passo o dia conhecendo o lago Titicaca.
      Têm várias Ilhas turísticas no lago, Isla del Sol e Isla Luna são destinos famosos. O barco para levar até as ilhas custa por volta de 30B, assim que chegar na ilha um guia deve aparecer e oferecer um tour por ela. Comida custa mais caro nessas ilhas. Gasto esperado pelo passeio todo: =~ 150 B.
      A passagem para Cusco de Copacabana custa cerca de 150 B, e a viagem dura 12h. Para ganhar tempo e economizar uma grana é bom dormir no ônibus para Cusco.
      A noite pego o ônibus para Cusco.
       
      07/01/19 – Cusco.
      Assim que chegar devo procurar um hostel em Cusco. Tem alguns baratos, na faixa de 70 Reais, ao que parece.
      Comprar o ingresso para Machu Picchu no Museu, negociar um pacote de viagem para o dia seguinte à Hidrelétrica, incluindo a volta, alguns hosteis oferecem esses pacotes e ele custa por volta de 70 Soles (=~ 80 Reais). A tarde devo ter tempo visitar a cidade.
      O ingresso para Machu Picchu custa 152 Soles, aproximadamente 170 Reais (1,12 Reais o Sole). Compro a entrada para o dia 09/01.
      Comprar o ingresso no Museu Casa del Inca Garcilaso de la Vega (Rua Calle Garcilaso, s/n. A um quarteirão da Praça de Armas de Cusco, na esquina com a Plaza Regocijo).
      Na manhã seguinte pego a van para a hidrelétrica.
       
      08/01/19 Cusco – Machu Picchu Pueblo (Águas Calientes). Van (8h) e caminhada (3h) =~11h.
      Vou de van, pelo pacote até a hidrelétrica, e faço caminhada até Águas Calientes, 13km a pé, seguindo o trilho do trem. O percurso de Van dura aproximadamente 8 horas e a caminhada pé leva até 3 horas. Devo chegar perto da noite em Águas Calientes.
      Águas Calientes é uma cidade pequena e tem muitos hosteis. Vale a pena pesquisar e achar um hostel barato. Na internet achei vários na faixa de 100 Reais, mas dizem que lá tem outros muito mais baratos por até 30 Reais.
      Passo a noite num hostel local.
       
      09/01/19 Machu Picchu e Águas Calientes
      Acordo cedo para subir Machu Picchu de escada.
      Para subir em Machu Picchu tem um ônibus, que custa 24 dólares ou caminhada de 2 horas, subindo escada, vou de escada por que 24 dólares é muito dinheiro.
      Visito Machu Picchu e passo o restante do dia em Águas Calientes. Volto no dia seguinte, de volta a Cusco.
      Passo a noite num hostel local.
       
      RETORNO
      10/01/19 – Águas Calientes – Cusco - Copacabana. Caminhada (3h) e Van (8h) =~11h.
      Volto de manhã para a caminhada até o posto das vans, na hidrelétrica. É só refazer o mesmo caminho da ida.
      Volto a Cusco com as vans, o pacote comprado em Cusco deve inclui o retorno. Devo chegar em Cusco por volta do fim da tarde.
      Verificar se tem passagem direto para La Paz de lá, o destino final para o dia é La Paz. Mas como é um destino longe, entre países, eu não sei se encontrarei passagem. Se não encontrar passagem direto é melhor passar a noite em Cusco e viajar no dia seguinte cedinho.
      A viagem de Cusco para Copacabana leva cerca de 12 horas. Saindo as 22 horas de Cusco, devo chegar por volta das 10:00 em Copacabana.
       
      11/01 Cusco – Copacabana – La Paz. Ônibus 12h e Ônibus 4h. 12/01 La Paz, 13/01 La Paz - Santa Cruz. Ônibus 18h.
      Em Copacabana procuro passagem para La Paz e parto assim que der. A viagem de Copacabana para La Paz leva cerca de 4 horas e custa entre 17 e 45 Reais.
      Se tudo der certo devo chegar dia 11 (Sexta-feira) em La Paz, perto do fim da tarde.
      Passo alguns dias em La Paz, e parto dia 13 para pegar o trem na segunda, dia 14.
      Fico em La Paz e conhecendo os locais turísticos próximos a cidade até o dia 13. Partindo de volta a Santa Cruz na tarde do dia 13, para chegar dia 14, segunda, de manhã em Santa Cruz e pegar o trem.
      Gastaria com hosteis, turismo e alimentação dos dias extras.
      Esses dias em La Paz também servem de margem para algum possível imprevisto.
       
      14/01/19 Santa Cruz de La Sierra – Pt. Quijarro. Trem (17h).
      Saindo na tarde do dia 13, em La Paz, devo chegar em Santa Cruz dia 14, de manhã, a tempo de pegar o trem. O trem mais barato de Santa Cruz a Pt Quijarro só sai segunda, quarta e sexta, sempre as 13:20h, dia 14 é segunda então partiu Porto Quijarro.
       
      15/01/19 Pt Quijarro - Corumbá - Campo Grande.
      Dia 15 chego em Pt Quijarro na parte da manhã, vou para a fronteira e para rodoviária em Corumbá. De lá, para casa. A passagem de volta, comprada no dia, custa cerca de 170 Reais.

       
       
×
×
  • Criar Novo...