Ir para conteúdo
  • Cadastre-se

Posts Recomendados

Pretendo ir a Bolívia  em junho, com o intuito  de de fazer a escala do Huayna Potosí e do Sajama, eis que surgiu uma dúvida, ao ver alguns vídeos,  notei que em alguns, datados do mês  de junho/Júlio,  havia uma quantidade pequena de neve se comparado a outros meses. 

Qual mês  existe um maior acúmulo  de neve nessas duas montanhas  ? (Gostaria de ganhar experiência  em escalada na neve/gelo)

Gostaria também  de indicações de agências, que vedam pacotes de escaladas pra essas duas montanhas, me digam nomes e se possível  algum contato .

(nome + site/Instagram/telefone/e-mail)

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

1 minuto atrás, Lucianabyron disse:

Pretendo ir a Bolívia  em junho, com o intuito  de de fazer a escala do Huayna Potosí e do Sajama, eis que surgiu uma dúvida, ao ver alguns vídeos,  notei que em alguns, datados do mês  de junho/Júlio,  havia uma quantidade pequena de neve se comparado a outros meses. 

Qual mês  existe um maior acúmulo  de neve nessas duas montanhas  ? (Gostaria de ganhar experiência  em escalada na neve/gelo)

Gostaria também  de indicações de agências, que vedam pacotes de escaladas pra essas duas montanhas, me digam nomes e se possível  algum contato .

(nome + site/Instagram/telefone/e-mail)

https://www.meteoblue.com/pt/tempo/previsao/modelclimate/cerro-huayna-potosi_bolívia_3914607

maio a agosto são as épocas mais frias!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

No Nevado Sajama a temporada melhor para escalada é em Agosto e início de Setembro quando se tem mais gelo, o Huayna Potosí se faz praticamente o ano todo. A melhor Hicking Bolívia, na Calle Sagarnaga  o proprietário Alberto é bastante atencioso. Já adianto que sem uma aclimatação adequada as chances de sucesso diminuem bastante viu. O próprio Alberto me disse na última vez que tive na Bolívia que muitos brasileiros voltam se concluir o Huayna por aclimatação inadequada. Quanto ao Sajama, devo ir lá no final do ano para subir até o ponto que da para ir sem uso de equipamentos e ficar mais uns dias no parque. Espero que tenha sucesso no projeto, precisando de alguma dica da Bolívia é só falar. Até mais.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Em 14/02/2019 em 19:19, RicardoRM disse:

No Nevado Sajama a temporada melhor para escalada é em Agosto e início de Setembro quando se tem mais gelo, o Huayna Potosí se faz praticamente o ano todo. A melhor Hicking Bolívia, na Calle Sagarnaga  o proprietário Alberto é bastante atencioso. Já adianto que sem uma aclimatação adequada as chances de sucesso diminuem bastante viu. O próprio Alberto me disse na última vez que tive na Bolívia que muitos brasileiros voltam se concluir o Huayna por aclimatação inadequada. Quanto ao Sajama, devo ir lá no final do ano para subir até o ponto que da para ir sem uso de equipamentos e ficar mais uns dias no parque. Espero que tenha sucesso no projeto, precisando de alguma dica da Bolívia é só falar. Até mais.

já estou organizando um roteiro para conseguir me aclimatar adequadamente, grata pelas dicas.  sobre o Sajama, quais as condições enfrentadas no final de junho ?

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Cotei valores com a Hicking Bolívia. Expedição de 3 dias a Huyana Potosi está USD 160 (com tudo incluído: alimentação, guia, hospedagem e todos os equipamentos. O montanhista só leva a segunda pele e o resto eles fornecem). Achei legal o preço, mas vale para 2 pessoas e eu estou sozinho. Se conciliarem as datas e surgir mais interessados eu abraço a causa. Com negociação, talvez ainda se consiga baixar esse preço, pois foi o primeiro que me passaram. 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
1 hora atrás, Luka Izzo disse:

Cotei valores com a Hicking Bolívia. Expedição de 3 dias a Huyana Potosi está USD 160 (com tudo incluído: alimentação, guia, hospedagem e todos os equipamentos. O montanhista só leva a segunda pele e o resto eles fornecem). Achei legal o preço, mas vale para 2 pessoas e eu estou sozinho. Se conciliarem as datas e surgir mais interessados eu abraço a causa. Com negociação, talvez ainda se consiga baixar esse preço, pois foi o primeiro que me passaram. 

Já tinha dado uma olhada no site deles, mas ainda não tenho certeza sobre que  agência escolher. Qual data pretende viajar Luka Izzo? ainda não tenho datas definidas, mas  a partir do dia 15 de junho estarei de férias, então podemos nos organizar.

 

  • Gostei! 2

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Eu estou olhando um roteiro para começar na altitude pelo norte da Argentina, depois Atacama, depois norte do Chile vou entrar na Bolívia na fronteira de Chungara - Tambo Quemado, pretendo ficar neste trecho uns 10 dias antes de chegar ao Parque Sajama para chegar aclimatado, os dois primeiros dias no parque serão somente de caminhadas, uns 15 a 20 km por dia para subir no terceiro dia. Como não pretendo ir até o cume do Sajama eu devo ir no final do ano, logo após o Natal. Mas ainda é só um projeto, pretendo fazer alguma outra montanha na região de La Paz. Estou pensando primeiramente no Maria Loco. 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
12 horas atrás, RicardoRM disse:

Eu estou olhando um roteiro para começar na altitude pelo norte da Argentina, depois Atacama, depois norte do Chile vou entrar na Bolívia na fronteira de Chungara - Tambo Quemado, pretendo ficar neste trecho uns 10 dias antes de chegar ao Parque Sajama para chegar aclimatado, os dois primeiros dias no parque serão somente de caminhadas, uns 15 a 20 km por dia para subir no terceiro dia. Como não pretendo ir até o cume do Sajama eu devo ir no final do ano, logo após o Natal. Mas ainda é só um projeto, pretendo fazer alguma outra montanha na região de La Paz. Estou pensando primeiramente no Maria Loco. 

Eu tenho pretensão de chegar até o cume do Sajama, mas antes quero chegar ao cume do Huayna Patosí,  ainda não tinha ouvido falar sobre o Maria Loco que você citou, sucesso no seu projeto.

  • Gostei! 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

É uma montanha mais baixa e na teoria mais fácil. Se pudéssemos ajustar as datas seria legal a companhia até o Sajama.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Participe da conversa!

Você pode ajudar esse viajante agora e se cadastrar depois. Se você tem uma conta,clique aqui para fazer o login.

Visitante
Responder

×   Você colou conteúdo com formatação.   Remover formatação

  Apenas 75 emoticons no total são permitidos.

×   Seu link foi automaticamente incorporado.   Mostrar como link

×   Seu conteúdo anterior foi restaurado.   Limpar o editor

×   Não é possível colar imagens diretamente. Carregar ou inserir imagens do URL.


  • Faça parte da nossa comunidade! 

    Peça ajuda, compartilhe informações, ajude outros viajantes e encontre companheiros de viagem!
    Faça parte da nossa comunidade! 

  • Conteúdo Similar

    • Por joshilton
      Pergunta rápida.
      Na Bolívia, o café é forte ou é fraco como no Peru e Argentina, que eu chamo de Chafé ?
      Seria bom eu legar um pacote de meio quilo ? Ou tem nos supermercados lá ?
      Sem café forte pela manhã, é bem difícil pra mim. Sofri no Peru e Argentina.
      Alguém pode me  responder ?
      Desde já, eu agradeço.

    • Por Damarens Santos
      Olááááá queridos viajantes e mochileiros.😁
       
      Não iria escrever pois existem diversos relatos de viagem para este destino, maaaaaaaaaaas, fui encorajada e intimada a relatar os meus 25 dias para o famoso Bolívia, Chile e Peru tudo via terrestre (hehe), sim, sim, de BUSES, de terminal a terminal ou de rodoviária a rodoviária 🎒🚍
       
      Não tenho planilha lindas e elaboradas pois a principio eu e mais dois parceiros aqui no grupo iriamos ir de carro, faltando 5 dias da data de partida um deles não pode ir, então eu resolvi ir sozinha, pois bem, o Roberto (de Pernambuco) que iria conosco de carro resolveu ir tbm, então ele pegou um avião de Recife para Campinas e iniciamos a viagem juntos.
       
      Vai ser um relato básico com valores e dicas para quem ira fazer o mesmo percurso.
      Saímos sem roteiro pronto, sabíamos por onde iriamos passar e iriamos decidir os dias e hospedagem no próprio local, arriscado né? Mas não, tudo sobre controle do destino 🕰️💝
       
      Bora!
      31/10 (Campinas/Corumbá)
      Saída de Campinas/SP (interior de SP) destino capital as 09:45 da manhã - Cometa Trans. R$35,20. Descemos em um ponto estratégico para ganhar tempo e pagamos R$5,65 cada (R$ 11,30 total) em um UBER até a Barra Funda.
      Na barra funda pegamos um ônibus extra disponível pela Andorinhas (DICA: verifique antes de existem ônibus extras, os bus para Corumbá só saem de noite, este ao meio dia foi um achado) o custo foi de R$321,86 com saída as 11:15 com chegada as 11:00 (+1 dia).
      Compramos lanches pois havíamos saído bem cedo, (como todos sabem, comida em rodoviárias é bem cara ) comprei um café da manha na casa do pão de queijo R$ 20,00. Na estrada paramos para almoçar, comi um salgado R$ 12,00.
       
      TRANSPORTE: R$ 362,71
      COMIDA: R$ 32,00
      TOTAL DO DIA R$ 394,71
       BOLÍVIA
      01/11 (Corumbá/SantaCruz)
      Chegamos em Corumbá as 11:00 fomos ao banco (caixa) pois eu precisava sacar o restante do moneimonei (devido as mudanças de planos da viagem) chegando la conhecemos o Ezequiel, um brasileiro que mora na Bolívia e nos ajudou com algumas informações e nos levou para a fronteira por R$ 30,00 *-* (normalmente os taxista cobram 50 temer nesta corrida). Fizemos a saída/entrada nos países e cambiamos um pequeno valor para os gastos iniciais.
      Câmbio (penúltima lojinha do lado esquerdo, loja verde, é da irmã do Ezequiel ) R$ 600 x 1,79 = 1.074,00 bs.
      Pegamos um táxi para Puerto Quijaro onde fica a rodoviária por 5 bolivianos cada (o Ezequiel quebrou mais essa, não se assustem, lá eles cobram por pessoas e não por corrida). 
      Compramos as passagens para Santa Crus de La Sierra com a empresa Huracan (o Ezequiel nos ajudou nessa tbm, disse que era a mais barata, realmente, vimos em outros lugares por 120, 130 bs. Essa agencia fica do lado esquerdo, é a ultima "portinha"), com partida as 19:30. Ou seja, passamos o dia dentro da rodoviária pois ali na região não tem nada pra se fazer... alias dizem que tem um "shopping" perto, mas eu não quis ir shopping eu vou aqui no brasil né kkkk
      Saída do ônibus para Santa Cruz as 19:30 e chegamos as 5:45 ( não se assustem em chegar 2 horas antes do horário informado, isso é normal).
       
      BOLIVIANOS: 150 BS > (R$83,80)
      TRANSPORTE 105 BS
      ALIMENTAÇÃO 33 BS
      OUTROS 12 BS
       
      REAL/TRANSPORTE E CAMBIO: R$615,00
       
      SALDO DA VIAGEM: R$ 1.093,51
       
      02/11(SantaCruz/Sucre)
       
      Chegando lá aguardamos abrir as agencias para passagens para Sucre, encontramos por 100 bs com partida as 17:00, já que iriamos passar o dia lá guardamos as mochilas em um guarda volume( bem na entrada, no lado esquerdo) 10 bs o dia todo e fomos conhecer cidade, pegamos informações no ponto turístico da mesma e fomos de ônibus circular para a Plaza de Armas por apenas 2 bs. Conhecemos a praça, fomos em um mercadinho por perto para comprar lanches para a viagem, encontramos cambistas ao redor da praça com uma cotação melhor que na fronteira (R$1,00 = 1,82 BS) troquei mais 250 temer para completar com o que já tinha, almoçamos em um restaurante (decente  kkkk) que encontramos pegamos uma super promoção de 10 bs por arroz, batata frita e frango J pegamos o buses e retornamos ao terminal.  Embarcamos para Sucre as 17:00.
      BOLIVIANOS: 208,80 BS > (R$116,65)
      TRANSPORTE 106 BS
      ALIMENTAÇÃO 83,80 BS
      OUTROS 19 BS
       
      REAL/CAMBIO: R$250,00
       
      SALDO DA VIAGEM: R$ 1.460,16
       
      03/11 (Sucre/Potosi/Uyuni)
      Chegamos em Sucre as 04:00 (bem antes do informado como sempre), saímos pela esquerda e ja nos deparamos com as vans para Potosí. Logo de cara estavam cobrando 40 bs, chorei, recusei, me fiz de desentendida e saiu por 30 kkkkkk (como já havia visto em relatos, segui a risca as dicas) depois que lotou a van 05:30, partimos para o destino. Chegamos as 08:00 no meio do nada kkkk, sim, ele parou em uma rua onde não havia terminal então perguntamos onde era a saída para Uyuni e fomos andando (é “perto” porem com a altitude e os mochilão foi longe e cansativo, peguem um taxi!). A saída é de 15 em 15 minutos e tem o valor e 30 bs, pegamos o bus as 09:15 com chegada as 13:00, o ônibus  é estilo os nossos circulares daqui, simples.
      Chegando no Uyuni cotamos o valor do passeio logo de cara e encontramos a Claritos Tuor com quem fechamos o passeio com transfer para San Pedro por 700 bs (incluso: 2 dias de hostel, transfer para San Pedro, 2 cafés da manhã, 2 almoços e 1 jantar), a principio tudo ok... maaaaaaaaaaaaaas, nem tudo é flores.
      Fomos para o hostel na mesma cidade onde iriamos passar a primeira noite, como chegamos cedo, o primeiro passeio (salar + cemitério de trens) ia ser no mesmo dia, no caso as 16:00. Tomamos banho e nos avisaram (as 14:45) que sairíamos as 15:00, saímos as pressas sem comer nada, sem nos preparamos mas fomos.
       1º surpresa: deparamos-nos com um carro normal, um guia e um casal de bolivianos... fomos para o cemitério de trens, depois para o salar... Cada um por si, o casal tirando fotos engraçadas e românticas e eu e o Roberto lá olhando, tirando foto, contemplando o local. Sem fotos com dinossauros L, sem foto de perspectiva, sem galera, sem nada! E eu? E EU PASSANDO MTT MAL POR CONTA DA ALTITUDE KKKKK. Ok, primeiro passeio não foi como eu havia esperado, mas para compensar o guia nos levou em uma parte que estava alagada para ver o pôr do sol  ❤️ baita presente já que eu nem esperava esse fenômeno nesta data.
       Voltamos, para o hostel as 19:30 na cidade msm, eu cai na cama passando mal e apaguei, enquanto isso o pessoal foi jantar.
       
      BOLIVIANOS: 785,50 BS > (R$472,28)
      TRANSPORTE 60 BS
      ALIMENTAÇÃO 15 BS
      PASSEIO/OUTROS 710,50 BS
       
      SALDO DA VIAGEM: R$ 1.932,44
       
      04/11 (Uyuni)
      Acordamos, tomamos o café  no hostel, arrumamos os mochilões e saímos para o local combinado as 10:00, ficamos aguardando chegar o pessoal que ira no carro 4x4 conosco.... saímos as 11:00 paramos para o almoço as 13:30.
      2° surpresa: Não fomos ao Isla Incahuasi, devido ao atraso na saída.
      3º surpresa: Chegamos na laguna colorada no pôr do sol, o que nos impossibilitou ver sua cor com nitidez. SIM, PAGUEI 150 BS NA ENTRADA DO PARQUE PARA NÃO VE-LA COM CLARESA. (l)
      4º surpresa: Não ficamos no hotel de sal.
      Eu já estava PUTA da vida, estava um frio do ca$#¨&@, já tinha broxado por ter planejado tanto esse momento e não ter sido como eu esperava que eu queria pegar minha mochila e voltar para o Brasil. Mas resolvi ser good vibes e ignorar TODO O DESCONTENTAMENTO E DECEPÇÃO.
      Mal desci do carro para “ver” a laguna colorada (já que não dava pra ver a cor da água e estava um frio/vento absurdo) entrei no hostel deitei e dormi, estava passando mal, não quis comer, não quis socializar (ESTAVA MTT PUTA MESMO).
       
      BOLIVIANOS: 150 BS > (R$82,42)
      PASSEIO/OUTROS 150 BS
       
      SALDO DA VIAGEM: R$ 2.014,86
       
      05/11(Uyuni/SanPedro)
      Acordamos, tomamos o café as 04:00 e saímos para a o deserto/fronteira as 04:30. Chegamos na fronteira as 09:30 saímos as 10:46 para San Pedro (tive que pagar a propina de 15 bs na fronteira) me fiz de louca mas não teve jeito. –‘   
      ** eu estava com o passaporte e tive que pagar a propina, já meu amigo Roberto estava apenas com o RG e não precisou pagar’’
      BOLIVIANOS: 15 BS > (R$8,24)
      OUTROS 15 BS
       
      SALDO DA VIAGEM: R$ 2.029,86
       
       
       
    • Por Izabella Nunes
      Galera, não tenho experiência com mochilão. Procuro companhia pra uma viagem tranquila de ônibus desde o Brasil, conhecer uns dois países (talvez Bolívia e Peru). Duração de até 20 dias ou o que a grana der.
      É possível fazer um roteiro com 3 mil reais? Seria em dezembro 2019/ janeiro 2020
    • Por Iago Nunes
      Galera, eu to planejando meu mochilão e to pensando na volta. To querendo gastar no máximo 2.500(é possível?) indo pra Bolívia (Salar, Sucre, La Paz e cocha) e Peru(Machu Pichu e Cuzco), por terra por que gasta menos. Mas na volta, costumam fazer o mesmo percurso ? Por que as passagens aéreas são bem caras mesmo que seja pra São Paulo...
      Pfv me ajudem pq preciso realizar esse sonho. 


×
×
  • Criar Novo...