Ir para conteúdo
  • Faça parte da nossa comunidade! 

    Encontre companhia para viajar, compartilhe dicas e relatos, faça perguntas e ajude outros viajantes! 

Posts Recomendados


  • Respostas 24
  • Criado
  • Última resposta

Mais Ativos no Tópico

Mais Ativos no Tópico

Postagens Populares

Pessoal, to fazendo esse post pois cansei da tamanha desinformação que encontro na internet a respeito dos itens obrigatórios exigidos nos carros em alguns países da América do Sul. Já fui parado

Excelente dicas. Apenas duas vezes me pediram algo além do que você citou como obrigatório e curiosamente foi a mesma coisa: - Em 2012 na região de Jujuy, um policial da caminera pediu o "certifi

MUITO obrigada!

Posted Images

  • Colaboradores

Excelente dicas. Apenas duas vezes me pediram algo além do que você citou como obrigatório e curiosamente foi a mesma coisa:

- Em 2012 na região de Jujuy, um policial da caminera pediu o "certificado de la revision tecnica" e um adesivo no vidro do carro com a data dessa revisão. Como eu sabia que não era obrigatório para carros estrangeiros, falei isso e depois mostrei o adesivo da troca de oleo e o manual do carro com a data da revisão. O policial nem insistiu e me liberou.

- Em 2016 na viagem ao Peru, voltando de Lima, na região de Asia, o policial parou e pediu a mesma coisa. Falei que o carro era brasileiro e não precisava disso, ele olhou com uma cara de interrogação, mas liberou em seguida.

Normalmente ao demonstrar conhecimento das normas e equipamentos obrigatórios, além mostrar respeito e tranquilidade durante a abordagem, eles acabam liberando sem maiores problemas. 

  • Gostei! 3
Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Membros

Boa tarde Mateus.

Saberia dizer-me sobre as faixas refletivas que muitos dizem ser obrigatório, inclusive aquelas com 100 ou 110Km/h, coladas atrás do veículo. 

Já fui 2 vezes para a Argentina uma delas indo até Santiago (Cl) e sempre coloquei aquelas porcarias:

1) Curitiba - Uruguaiana - Las Lenhas - Mendoza - Curitiba (julho. 2017)

2) Curitiba - Uruguaiana - Mendoza -  Santiago (Chile) - Mendoza - São Borja (SC) - Curitiba (janeiro 2018)

Obs: percebi que vc vai para Bariloche na mesma época que nós - Julho 2019 (que data vc irá ?) 

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Membros
8 horas atrás, Andre Luiz Mylonas Martins disse:

Boa tarde Mateus.

Saberia dizer-me sobre as faixas refletivas que muitos dizem ser obrigatório, inclusive aquelas com 100 ou 110Km/h, coladas atrás do veículo. 

Já fui 2 vezes para a Argentina uma delas indo até Santiago (Cl) e sempre coloquei aquelas porcarias:

1) Curitiba - Uruguaiana - Las Lenhas - Mendoza - Curitiba (julho. 2017)

2) Curitiba - Uruguaiana - Mendoza -  Santiago (Chile) - Mendoza - São Borja (SC) - Curitiba (janeiro 2018)

Obs: percebi que vc vai para Bariloche na mesma época que nós - Julho 2019 (que data vc irá ?) 

Boa noite André, realmente para veículos de passeio não são obrigatórios.

Saio de viagem dia 13 de Julho, vai estar por lá tbm? Abraços.

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Membros
2 horas atrás, Andre Luiz Mylonas Martins disse:

Saímos de Curitiba dia 12/07 por volta das 06:00h. (01 Pajero Dakar: eu a esposa e 3 filhos (11, 8 e 3 anos) e uma Touareg com 3 adultos (meu vizinho, esposa e sua filha de 21anos)

Caminhonete (Pajero Dakar) precisa das placas reflexivas?

Que bacana, sairemos de São Miguel Arcanjo interior sul de SP em 3 carros com 4 pessoas cada;Toyota Corolla, Volkswagen Virtus e Hyundai HB20 sedã. Quem sabe não nos encontramos por lá.

Não precisa das placas de velocidade na Pajero, abraços.

  • Gostei! 1
Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Membros
4 minutos atrás, Juliana Champi disse:

Vcs estão falando do Atacama @Andre Luiz Mylonas Martins e @@mateusmaps ?

Nós partiremos de Londrina-PR dia 6, mas vamos dar um tempo no norte da Argentina e chegar no Atacama 13 de julho. Quando chegam lá?

Juliana, estamos falando de Bariloche, saio dia 13 e chego dia 15.

Esse do Atacama deve ser show o road trip tbm, manda aí seu relato pós viagem, quem sabe próximo ano faço esse tbm, abraços.

  • Gostei! 1
Link para o post
Compartilhar em outros sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar Agora
  • Conteúdo Similar

    • Por Marcos Felipe Oliveira
      se o que falta é companhia, bora lá..
      viagem camping carona sem data natureza 
      chama no WhatsApp 32 999585879
      só força,e proteção a todos nós moradores do mundo, viajantes despertos da ilusão 🙏🧿🔥🌬️👽💨🤭😉👊🤝✌️
    • Por Juliana Dassoler
      Pessoal, alguem ficou hospedado dentro do parque nacional huascaran no Peru ao inves de ficar em Huaraz? 
      Vale a pena? 
      Abs, 
    • Por ms.priscila
      ROTEIRO CHILE (11 DIAS)
      INFORMAÇÕES GERAIS

      Visto: dispensa de visto por até 90 dias
      Passaporte:  deve ser válido no momento de entrada; permitida entrada com RG
      Vacinas: não há exigências
      Quando ir: funciona bem para visitar todo o ano, se a sua preferência for neve (jun-set), calor (dez-mar) ou temperaturas mais amenas (mar-jun e set-dez)
      Capital: Santiago
      Moeda: PESO CHILENO ou CLP ($)
      Idioma oficial: castelhano
      Cod. telefone: +56
      Padrão bivolt: 220V
      Tomadas: C, L


      Chile é um país que encanta e o que mais me chamou a atenção foi a poesia de Pablo Neruda, inscrita na história do país. Por isso, não deixe de conhecer todas as casas localizadas em Santiago, Valparaíso e Isla Negra.
       
      ROTEIRO DIA A DIA

      DIA 01
      Chegada e descanso

      Dia 02
      Passeio pago – Cajon del Maipo

      Dia 03
      Palacio de La Moneda, Plaza das Armas, Catedral Metropolitana de Santiago, o Museu Histórico Nacional, Museu de Arte Precolombino, o Edifício dos Correios, Paseo Ahumada

      Dia 04
      Cerro San Cristóbal (ou Parque Metropolitano de Santiago), Casa Museo La Chascona (a primeira casa de Pablo Neruda), mercado central (Don Augusto), Museo de Bellas Artes, Sky Costanera (por do sol)

      Dia 05
      Cerro Santa Lucia, Centro Cultural Gabriela Mistral, Templo Bahai de Sudamerica

      Dia 06
      Vinicola De Concha y Toro

      Dia 07
      Aluguel de carro e Isla Negra; a noite chegada em Val Paraiso

      Dia 08
      Tour gratuito por Val Paraiso, Casa La Sebastiana, Museu Naval e Maritimo e fim de tarde no Muelle Baron

      Dia 09
      Tour por Viña del Mar

      Dia 10
      Dia livre

      Dia 11
      Retorno ao Brasil
       
       
       
       
       
       
       
       
       
       
       
       
       
       
       
       
       
       
       
       
       
       

      SANTIAGO
      Cerro San Cristóbal (ou Parque Metropolitano de Santiago)
      Endereço: Calle Pio Nono, 450, Bellavista
      Horário: seg, das 13-20h; ter a dom (e feriados), das 10-20h
      Preço: consulte o valor no site

      Casa Museo La Chascona (a primeira casa de Pablo Neruda)
      Endereço: Fernando Márquez de la Plata 192, Bellavista
      Horário: ter-dom, das 10-19h
      Entrada: $7000/R$50 para visitas guiadas em espanhol 
      Como chegar: metrô Baquedano, Parada Turistik
       
      Casa Museo La Chascona

      Mercado Central
      Endereço: San Pablo, 967, Centro
      Horário: Diariamente, das 8 às 19h
      Metrô: Puente Cal y Canto, linha 2-amarela. Parada Turistik
       
      Restaurante Donde Augusto (um dos mais recomendados)

      Plaza de Armas
      Endereço: entre as Ruas Catedral e Compañia de Jesus

      Catedral Metropolitana
      Endereço: Plaza de Armas de 9-19hs
      Entrada gratuita

      Museu Histórico Nacional
      Endereço: Plaza de Armas, 951, Região Metropolitana
      Horário: ter-dom das 10-17h30h
      Entrada gratuita

      Museu de Arte Precolombino
      Endereço: Bandera 361, Região Metropolitana
      Horário: ter-dom, das 10-18h
      Preço: consulte o valor no site

      Palacio de La Moneda
      Endereço: Moneda S/N, Región Metropolitana
      Horário: visitas guiadas de seg-sex às 9:30h, 11h, 15h e 16:30h (necessário agendamento)
      Obs.: às 10h há troca de guardas.
      Entrada gratuita

      Museo de Bellas Artes
      Endereço: Paque Forestal S/N, Santiago, Región Metropolitana
      Horário: ter-dom de 10-18:45h
      Entrada gratuita

      Cerro Santa Lucia
      Endereço: Avenida Bernardo O’Higgins 499, Barrio Lastarria
      Horário: Diariamente, das 9-19h
      Entrada gratuita

      Centro Cultural Gabriela Mistral
      Endereço: Av Libertador Bernardo O’Higgins 227, Barrio Lastarria
      Salas de exposição abertas de ter-sab das 10-20h; dom das 11-20h; visitas guiadas com agendamento prévio
      Entrada gratuita

      Calle Lastarria – de qui-sab há uma feirinha de antiguidades das 10-20h; escolha um restaurante para jantar em alguma noite da sua estada

      Templo Bahai de Sudamerica
      Endereço: Diagonal Las Torres, 2000, Peñalolen
      Horário: ter-sex de 17-21h; sab-dom de 9-19h; não abre às segundas
      Entrada gratuita

      Vinícola Concha Y toro
      Endereço: Avenida Virginia Subercaseaux, 210, Pirque
      Entrada: $18000/R$128 a $22000/R$156; é necessário fazer a reserva da visita no site
      Horário: Diariamente (exceto feriados), das 10-17h
      Transporte: por conta própria, vá de metrô (linha 4-azul) até a estação Las Mercedes; lá tome o ônibus MB 72 ou um táxi (10 minutos). De transporte público, 1h30min desde o centro
       
      Vinícola Concha y Toro

      ISLA NEGRA
      Depois de alugarmos o carro para seguir para Valparaíso e Viña del Mar, optamos por parar em Isla negra, onde está localizada a casa de praia de Pablo Neruda, assim chamada por conta de suas rochas escuras. Sem dúvida alguma, foi um dos pontos altos da viagem. A poesia está impressa em cada manifestação da vida dessa poeta e as casas exalam esse atmosfera. Isla Negra, sem sombra de dúvida, é a mais bonita de todas.
      As estradas são boas, mas a sinalização não o é. Isla Negra está localizada na comuna de El Quisco, a cerca de 114km de Santiago pela rota 68 (1h33 de carro).

      Casa Museo Isla Negra
      Horário: ter-dom de 10-18h
      Preço: $7000/R$50
       

      VALPARAÍSO
      A distância entre Valparaíso e Viña Del Mar é cerca de 20 minutos de carro. Por isso, se você não deseja se deslocar entre as duas cidades, no que diz respeito à hospedagem, escolha Valparaíso (que é a primeira delas) como sua base.

      Free Tour Valparaiso
      Endereço: ponto de encontro Plaza Anibal Pinto
      Horário: seg-dom de 10-15h (inglês, espanhol e português)
      Obs.: Somente buscar aos guias com camisas vermelhas com as palavras FREE TOUR

      Ascensor Artilleria
      Endereço: Artillería 199

      Paseo 21 de Mayo

      Museo Naval y Maritimo
      Endereço: Paseo 21 de Mayo Nº 45 – Cerro Artillería – Playa Ancha
      Horário: ter-dom das 10-17:30h
      Preço: $3000/R$22
      Obs.: aqui se encontra a cápsula usada para resgatar os mineiros soterrados em 2010.
       
      Museo Naval y Maritimo

      Plaza Sotomayor
      Endereço: Prat, Valparaíso

      Museu La Sebastiana (casa de Pablo Neruda)
      Endereço: Ferrari, 692, Cerro Florida
      Horário: ter-dom das 10-18h 3 mil pesos (R$ 10,40)
      Preço: $7000/R$50

      Muelle Baron
      Endereço: Av. España

      VIÑA DEL MAR
      Relógio de Flores
      próximo à Playa Caleta Abarca, bem no final da Av. España
      Entrada gratuita
       
      Relógio de Flores

      Castelo Wullf
      Endereço: Av. Marina, 37, Vina Del Mar, aos pés do Cerro Castillo
      Horário: ter-dom das 10-13h30h e das 15-17h30h

      Playa Miramar
      Obs.: almoçar no Divino Pecado – San Martín 180, Viña del Mar

      Museo Fonck
      Endereço: 4 Norte, 784, Viña del Mar
      Horário: seg de 10-14h e 15-18h; ter-sab de 10-18h e nos dom de 10h-14h
      Preço: $3000/R$22

      Playa Renãca
      7 km ao norte de Viña

      Parque Quinta Vergara
      Endereço: Av. Errázuriz 596

      Casino Viña Del Mar (entrada R$ 15,20; 24hs)
      Av. San Martín, 199, Valparaíso

      Jardin Botanico
      Endereço: Caminho El Olivar s/n El salto
      Horário: seg-dom de 9-18:30h; visitas guiadas gratuitas sab-dom as 11:30 e 15h
      Preço: $2000/R$15
    • Por ms.priscila
      ROTEIRO BOLIVIA (05 DIAS)
      INFORMAÇÕES GERAIS 
      Visto: dispensa de visto por até 30 dias
      Passaporte:  deve ser válido no momento de entrada; permitida entrada com RG
      Vacinas: não há exigências
      Quando ir: de abr-set, por conta das chuvas
      Capital: Sucre
      Moeda: BOLIVIANO ou BOB ($b)
      Idioma oficial: espanhol, quechua, aimará, guarani e uma variedade de língua indígenas
      Cod. telefone: +591
      Padrão bivolt: 230V
      Tomadas: A, C

      Após passarmos 11 dias no Peru, atravessamos a fronteira, por via terrestre, e continuamos nossa viagem à Bolívia. 

      Dia 01
      07:30 – saída de Puno para La Paz de ônibus, com parada em Copacabana (S/40 comprados diretamente no Hostel Pirwa). O ônibus para na fronteira para imigração nos dois países e aqui podemos trocar dinheiro. O Bs vale a metade do real
      12:00 – chegada à Copacabana para almoço no restaurante El fogon de La Cabana – péssimo atendimento, uma só pessoa para atender; há indicação de Wi-Fi, mas o sinal estava cortado, tivemos que pegar os cardápios e ir diretamente no balcão fazer o pedido
      13:30 – saída de Copacabana com destino à La Paz
      17:00 – chegada à La Paz
      20:30 – saída de La Paz a Potosi (80Bs cama) pela empresa Trans Copacabana. Não recomendo de forma alguma. O banheiro ficou fechado boa parte da viagem, tendo o motorista parado para que os passageiros fossem ao banheiro na beira da pista. Não houve uma parada em uma viagem de 10h. Após 6h de viagem, o banheiro foi aberto. O ônibus chegou com 1h de antecedência.
      05:00 – chegada a Potosi, ouvindo Victor & Leo e Leonardo em espanhol.
      07:00 – café da manhã no Café Restaurante Santa Fé: excelente atendimento e café da manhã muito bom.
      Aqui percebemos que estávamos perdidos. Lemos em algum site no Brasil que o Salar de Uyuni estava localizado na região de Potosi, por isso erroneamente pensamos que o passeio sairia dali e que não havia uma cidadezinha chamada Uyuni. Conclusão: perdemos o passeio. Andando pela cidade, fomos salvos pela Hellen, dona da agência de viagens Amigos da Bolívia. Recomendo muitíssimo. Extremamente atenciosa. Salvou-nos a vida. A Hellen nos comprou a passagem de Potosi-Uyuni (que sai de hora em hora e custa 40Bs), reservou o hotel La Cabana (quarto duplo com banheiro compartilhado a 60Bs) e o passeio de 3 dias pelo Salar a 850Bs. Em Uyuni estava 100Bs mais barato, mas naquela altura do campeonato foi nossa melhor opção
      11:30 – almoço
      13:00 – saída de Potosi-Uyuni
      17:00 – chegada a Uyuni. A moça da agência contratada nos buscou e nos levou até o Hostel. Já hospedados, saímos pra comer e conhecer o pouco que há para conhecer da cidade. Curiosidades: há caixas eletrônicos, câmbio de moedas, venda de óculos escuros e roupas de frio.

      Dia 02
      10:30 – saída para o Salar de Uyuni
      12:00 – almoço num hotel de sal
      14:00 – ida para o Salar
      17:00 – chegada à Ilha de Cactus
      18:00 – por do sol no Salar
      20:00 – chegada ao hotel de sal Los Piez para pernoite. Hotel adorável. Não há ducha quente e se paga pela toalha (Bs3) e pela ducha sem água quente (Bs10)
       
      Saída para o Salar
       
      Almoço num restaurante de Sal
        Salar de Uyuni

      Dia 03
      08:00 – visita às lagoas coloridas durante todo o dia! Almoço no caminho. Aqui, por volta das 11:00, nosso carro quebrou. Caminhamos cerca de 40 minutos até a próxima laguna e lá esperamos o carro ate por volta das 15:00
      18:00 – chegada ao acampamento para o pernoite do segundo dia. Os seis integrantes do grupo ficaram hospedados no mesmo quarto. Aconselha-se alugar, ainda em Uyuni, o saco de dormir (Bs50), já que nesse acampamento, no meio do deserto, faz muito frio. Esquecemos uma garrafa de água dentro do carro e ela amanheceu congelada
      21:00 – as luzes, ligadas por gerador, se apagam as 21h da noite
      Na segunda noite, as agências entregam um vinho para o grupo, como cortesia pelo passeio. Mas as vezes, se os turistas não pedem, os motoristas não entregam (ouvimos histórias de motoristas que beberam o vinho)
       
      Laguna Hedionda
        Laguna Colorada
        Jantar no alojamento

      Dia 04
      05:30 – café da manhã no acampamento (e aqui começaram os problemas)
      Deveríamos ter saído às 6h para ver os gêiseres. Entretanto, simplesmente fomos impedidos de deixar o acampamento porque nosso guia não havia pago o alojamento. Enquanto estávamos no carro, com muito frio, a dona do acampamento e o motorista discutiam lá fora. As 07:30 conseguimos partir
      08:00 – visita aos gêiseres. No caminho para a Laguna Verde, o pneu furou
      09:30 – chegada à Laguna Verde. Novamente, o carro apresentou problemas. Conclusão: fim do passeio. As três mulheres voltaram em outra van, que parou para nos ajudar e os três rapazes ficaram com o motorista e chegaram cerca de uma hora depois em Uyuni
      17:00 – depois de muito estresse, chegada à Uyuni. O proprietário da empresa já nos esperava. Expusemos todos os problemas. As inglesas, nervosas, não conseguiam mais falar espanhol. Depois de muita discussão, o Natalio, dono da Atacama Mística nos propôs a devolução de Bs150 por pessoa, pelos transtornos do passeio. Não pudemos visitar os banhos termais
      No ultimo dia, encontramos com outros dois grupos que tiveram diferentes problemas durante o tour (Esmeralda, Full Adventure e a nossa, Atacama Mística). Detalhe que todas foram recomendadas. O que nos parece é que o serviço mal prestado é lei na Bolívia. Não foi diferente em absolutamente nenhum lugar desde que cruzamos a fronteira
      20:00 – saída de Uyuni para La Paz (Bs100 pela empresa Omar: ônibus com calefação, cobertor e banheiro)
       
      Geiseres
        Laguna Verde
        Carro quebrado no meio do deserto
          Fim do passeio

      Dia 05
      09:00 – chegada à La Paz. O ônibus deveria chegar por volta das 7h, mas incrivelmente atrasou duas horas. Nosso voo para Cobija saía às 09:50. Fizemos o check-in exatamente 05 minutos antes de encerrar o check in. Isso porque, por sorte, o aeroporto ficava ao lado de onde o ônibus nos deixou
      10:50 – chegada à Cobija. Logo na saída do aeroporto encontramos o Valdir (68 99787511), que nos ofereceu a corrida até Rio Branco, sem troca de táxis por R$ 210 para 2 pessoas. Paramos na fronteira, carimbamos os passaportes, trocamos dinheiro e entramos no Brasil
      14:30 – chegada ao aeroporto de Rio Branco
      15:40 – saída para Manaus
    • Por júlio.machado
      Olá,
      Me chamo Júlio e no final de fev de 2021 vou para Natal.
      Ficarei 18 dias lá. Para explorar bem o RN pensei em me hospedar em 3 lugares diferentes: Ponta negra, Pipa e São Miguel do Gostoso.
      Quem já foi me indica a fazer isso mesmo? Quais lugares não posso deixar de conhecer? 
       

×
×
  • Criar Novo...