Ir para conteúdo
  • Faça parte da nossa comunidade! 

    Encontre companhia para viajar, compartilhe dicas e relatos, faça perguntas e ajude outros viajantes! 

casal100

Caminho Religioso da Estrada Real a pé (CRER ) - Janeiro de 2016

Posts Recomendados

8° dia - 08.01.2016 - Sexta-feira

 

Saída de Ouro Preto e chegada a Lavras Novas -MG

+- 18 kms em aprox. 04:30 hrs.

Acumulado CRER: 213 KMS

 

Não vimos marcos do CRER no centro,  resolvemos ir até a porta do parque Itacolomi onde começa a ER. Pegamos um táxi lotação perto praça  $2,40 cada.

Para nossa surpresa o marco do CRER estava lá marcando 4.400metros ...

O parque abre as 08 horas, mas liberaram nossa entrada as 07 horas.

Subida forte no início depois começa subidas e descidas leves.

Lindo visual de montanha, lindas paisagens,  muitos pássaros. .

Chegamos até a barragem, aqui tem que TOMAR CUIDADO: assim que passar a estrutura de concreto e pedras vc chegará numas árvores,  não siga pelo caminho que beira o lago, vire à esquerda e desça até uma ponte, ali começa estrada de terra que vai até a cidade.

Não tem marcos uns 1500 metros adiante, mas não preocupe que num entroncamento vc verá ele (só o da ER). Uns 2 kms da cidade entramos numa trilha em pedras até o topo..subida curta mas forte.

 

PROBLEMA COM MARÇO CRER: o mesmo problema numa virada o marco do CRER sinalizava à esquerda. Então neste trecho siga os marcos da ER.

 

Ficamos impressionados com a limpeza da cidade. Lindas casas coloridas, cavalos e gado circulam livremente pela cidade.

Cidade extremamente charmosa, com um povo acolhedor e simpático. Uma típica cidade do interior. recomendo

 

 

Almoçamos Self-service  $15 por pessoa à vontade na entrada da cidade.

À noite tomamos açai  $6,50 400 ml.

Compras na mercearia: $25,00

 

Altitute Lavras Novas: 1440msnm

 

Hospedagem: pousada chameco, 031 3454-2048 e 8557-4643 ao lado da igreja matriz, camas ótimas,  tv, frigobar, ventilador, wifi ótimo, preço: $120 o casal com café da manhã. SEM DÚVIDA A MELHOR POUSADA ATÉ AGORA. RECOMENDO

Tem filtro d'agua.

 

Algumas fotos.

Saindo bem cedo...

20160108_062022_zpsz6ixuhhr.jpg

Vista de Ouro Preto, mirante do parque Itacolomi

20160108_071748_zpsoiwkrfbp.jpg

Subindooooo

20160108_104415_zpsjlo2elk2.jpg

Chegando ao lago, tem que tomar cuidado para não pegar trilha errada, tem que passar a ponte e virar á esquerda, e passar por essa ponte e seguir em frente

20160108_102111_zpsgri4k1ld.jpg

Subida forte

20160108_111117_zpsc5ypkilv.jpg

Se tiver um lugar que me encantou foi Lavras Novas..... D E M A I S S S S S S S

20160108_184806_zps7z716upt.jpg

Lixeira...incrível

20160108_182315_zpsazdzkqoz.jpg

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

9° dia - 09.01.2016 - Sábado

 

Saída de Lavras Novas e chegada a Itatiaia-mg

+- 26 kms em aprox. 06:00 horas.

Acumulado CRER: 239 kms

 

Pra nossa surpresa a dona da pousada acordou 5 da manhã pra fazer nosso café da manhã, disse q não deixa cliente sair sem café.

Por isso, também, está sendo a melhor pousada desse trecho.

 

Ontem fomos até a saída da cidade verificar onde estava o primeiro marco do CRER, depois de perambular e perguntar pra várias pessoas, não conseguimos achá -lo. Diante disso decidimos seguir os marcos da ER.

 

Seguimos o caminho normal pela ER pelas trilhas até o distrito de CHAPADA. Para nossa surpresa logo na entrada tinha um marco do CRER, sinalizando a direção a seguir.

Esse trecho é todo em estrada de terra  com subidas/descidas fortíssimas até Santa Rita de Ouro Preto,  distrito conhecido pelos belos trabalhos em pedra sabão.

Paramos num restaurante pra tomar um café, a dona não quis cobrar.

A partir dali pegamos estrada asfaltada sem acostamento e com subidas /descidas fortes até 2,5 kms antes Itatiaia onde, depois da ponte de uma represa, seguindo o marco, Viramos à esquerda e pegamos estrada de terra com uma subida forte até o distrito.

Deixamos nossas mochilas na pousada e fomos almoçar  (tudo caríssimo ) resolvemos ir até o restaurante na estrada asfaltada (uns 500 metros) comemos um excelente Self-service a $18 por pessoa à vontade.

Numa mercearia compramos picolés e água  $13.

Retornamos a posada e dormimos a tarde toda.

 

A cidade não  tem estrutura,  mercearia com poucos produtos, difícil encontrar frutas. ..até água mineral. Nos finais de semana tem umas 5 opções de restaurantes.

 

Altitude Itatiaia : 1150msnm

 

Hospedagem: pousada Villa Real, o mesmo de 2 anos atrás.  Camas boas,  wifi, tv só pega a globo. Preço  $140,00 com café da manhã ruim. Pelo que oferecem não vale a pena. O distrito tem uma pessoa que aluga kitnet e mais 2 pousadas.

 

Outra opção  (peguei cartão na mercearia ): Pouso recanto da Fátima,  segundo dono da mercearia, ela autoriza fazer comida..

Contado: (031) 3742-4949

 

Algumas fotos:

Descendo.... ao fundo distrito de Chapada

20160109_064117_zpsypfubxyp.jpg

Fortes descidas/subidas...

20160109_083945_zpsso3key3b.jpg

Trabalho em pedra, no distrito de Santa Rita de Ouro Preto

20160109_092417_zpslcfluu8u.jpg

Estávamos indo pra Itatiaia pelo asfalto, do outro lado da pista outro marco do CRER, tivemos que seguir e no outro dia retornar até esse marco e virar a direita.

20160110_064400_zpsxfpftzji.jpg

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

10° dia - 10.01.2016 - Domingo

 

Saída de Itatiaia e chegada em Ouro Branco - MG

+-20 kms em aprox. 04:50 horas.

Acumulado CRER: 259 kms

 

Pousada em Itatiaia, apesar do preço, disponibilizou café da manhã bem fraco..

Não somos exigentes neste quesito, sabemos do sacrifício que eh servir café bem cedo, acontece que 90% das pousadas que ficamos se prontificaram a servir a melhor hora pra nós. Em Cachoeira do Campo uma senhora de quase 90 anos fez antes das 05 da manhã.

Como não podemos consumir alguns produtos, levamos muita coisa na mochila, até pra facilitar as coisas. Precisamos somente de um cafezinho e algumas frutas (qualquer uma) .

 

Ontem vimos um marco do CRER a uns 5 kms de Itatiaia sinalizando que o caminho de hoje passaria por aquele trecho novamente  (ou seja, teríamos que retornar por 4 kms no mesmo caminho do dia anterior).

Ficamos em dúvida se seguiríamos os marcos do CRER ou os da Estrada real, os caminhos seguiam direções totalmente  diferentes. A curiosidade foi maior e retornamos ao marco do CRER, apesar dos marcos marcarem quilometragem erradas em vários deles, no final deu tudo certo.

O caminho: o primeiro marco fica no final da rua que corta o distrito de Itatiaia .

No início descida forte em estrada de terra até a ponte do lago, após subida forte em asfalto até o marco que vimos ontem (lado direito). Viramos à direita na estrada de terra, trecho com subidas/descidas fortíssimas até  estrada asfaltada(a mesma do início). O trecho final eh curto até a cidade. Com lindíssimo visual de montanha.

Forte calor.

 

Deixamos as mochilas no hotel e fomos numa churrascaria próxima a Caixa E. Federal, self-service  $14,90 por pessoa com 2 pedaços de carne total $35

Passamos no supermercado e compramos Sabonete /água /doces e frutas $25,00.

A noite tomamos ótimo açai $20,00

 

Altitude Ouro Branco.:  1075 msnm

 

Hospedagem: hotel colonial (031) 3741-1100 e 3741-6688, praça da matriz, camas ótimas,  ventilador, tv, wifi, bebedouro. Preço : $100,00 casal com bom café da manhã.

Tem filtro d'agua.

Obs.: não fiquem nos apartamentos defronte a rua, muito barulho à noite.

 

Algumas fotos:

Retornamos pelo asfalto até aquele marco, pegamos essa estrada de terra com lindos mirantes

20160110_070645_zps9o8wenhx.jpg

Nosso novo companheiro de estrada...

20160110_074942_zpskb37aesf.jpg

E aí pra onde ir..... eles colocaram um marco nesta posição antes de Ouro Preto, só que estava errado, isso gerou insegurança.... mas desta vez seguimos o marco e estava tudo certo

20160110_082639_zpsdjunmicz.jpg

Chegando a Ouro Branco

20160111_063319_zpshdud88fe.jpg

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

11° dia - 11.01.2016 - Segunda-feira

 

Saída de Ouro Branco e chegada em Conselheiro Lafaiete -MG

+- 22 Kms em aprox. 05:20 horas.

Acumulado CRER: 281 Kms

 

Gentilmente o hotel disponibilizou café da manhã antes das 06 horas.

Esse trecho do CRER segue praticamente o da ER.

Nos primeiros 7 kms algumas subidas/descidas fortes.  Depois entra no asfalto sem acostamento e com intenso fluxo de veículos mas com trechos leves.

Novamente entramos estrada de terra com subidas/descidas leves, passamos em alguns distritos e chegamos no perímetro urbano.

Na periferia da cidade perdemos os marcos devido ao mato alto na estrada de terra. No final, numa rua, vimos o marco e seguimos até a igreja matriz .

Deixamos as mochilas no hotel e comemos num restaurante próximo a $33 o quilo.

Compras supermercado  $33

 

Altitude Conselheiro Lafaiete: 980 msnm

 

Hospedagem: hotel Villa Real (031) 3763-4042 e 2105. Cama ótima King,  ar, frigobar, tv, wifi. Pessoal atencioso.  Preço : $120 o casal com café da manhã.

 

Algumas fotos:

Conselheiro Lafaiete, perto né.....mas pra chegar lá...

20160111_065356_zpsykixyd8p.jpg

Estrada de terra, ao fundo Gerdau

20160111_065244_zpssgypllez.jpg

Estrada sem acostamento, passamos bem na hora da entrada dos funcionários da Gerdau, um movimento imenso de carro, e nós no meio deles.

20160111_071952_zps2zkclpv3.jpg

Uma flor para amenizar o sofriment

20160111_075314_zpsswdd7t5v.jpg

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

12° dia - 12.01.2016 - Terça-feira

 

Saída de Conselheiro Lafaiete e chegada a Congonhas - MG

+-33 kms em aprox. 07:10 horas.

Acumulado CRER: 313 kms.

 

1°trecho : C.Lafaiete x Lobo leite: +- 22 kms

O primeiro trecho foi complicado,  depois de meia hora a chuva começou a cair e foi até próximo a Lobo Leite.

Uma subida forte dentro da cidade, depois praticamente reto até uns 10 kms, depois algumas subidas e descidas médias. 

O que dificultou foi o barro e o trânsito de caminhões, uns 5 kms de lobo leite, com estradas escorregadias perto duma barragem de resíduos, igual aquela que rompeu em Mariana.

Esse trecho é novo, alguns lugares não tem marcos do CRER (acho que foram retirados).

O que ajudou muito aqui foi o googlemaps.

 

2° trecho: Lobo Leite x Congonhas +- 12 kms

Trecho tranquilo, somente duas subidas fortes na saída de Lobo Leite,  depois trechos de descidas e retas até BR, atravessamos por baixo de um viaduto.

Comemos um excelente Self-service na praça central $16,90 por pessoa

À noite comemos um torresmo com caldo de feijão  $24

Compras de agua/biscoito/frutas. . $17

Altitude Congonhas: 900 msnm

 

Hospedagem: hotel dos profetas, centro, camas Boas,  tv, wifi,  ventilador, frigobar. Preço: $130 o casal com café da manhã.

Obs.:

1) não tem filtro d'agua

2) o café da manhã é servido somente após às 06 horas, nem um minuto antes!

 

Algumas fotos:

Ao fundo, barragem de rejeitos da mineração, igual aquela que rompeu em Mariana, deu medo passar por ali principalmente que estava chovendo muito..

20160112_091015_zpsg5i0rrnp.jpg

Depois da barragem, muita chuva

20160112_084340_zpsnpmdah1t.jpg

Igreja Lobo Leite, pausa para um cafezinho

20160112_104304_zpsp5srudap.jpg

Após Lobo Leite, estrada de terra, ao fundo Congonhas

20160112_113313_zpsyjhpzujf.jpg

Ninguém é de ferro.

20160112_185915_zps5p5mavwh.jpg

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

13° dia - 13.01.2016 - Quarta-feira

 

Saída de Congonhas e chegada a São Brás de Suaçui-Mg

+- 23 kms em aprox 05:15 horas.

Acumulado CRER: 336 Kms

 

Como esperado, o hotel não serviu café da manhã antes das 06 horas da manhã.

 

Caminhos praticamente coincidentes.

 

Trecho bem tranquilo, uma subida forte na saída de Congonhas e outras médias.

A primeira parte, cerca de 8 kms piso em blocos de concreto com subidas/descidas leves com lindo visual de montanha.

Uma trilha de cerca uns 2 kms com algumas valas, sem grandes problemas.

Pequeno trecho em asfalto no final.

Comemos Self-service a $18,90 por pessoa à vontade.

Compras de remédios  $35

Compras de frutas /água  $20

 

Altitude São Brás do Suaçui : 1000 msnm

 

Hospedagem: hotel muralha, camas ruins, ventilador, wifi, tv . preço  $110 casal com café da manhã. NÃO RECOMENDO.

Se forem ficar neste hotel JAMAIS fiquem no apto 17. O apto acima dele tem o piso de madeira e qualquer movimento do hóspede vc ouve tudo.  DISPARADO O PIOR HOTEL DA VIAGEM.

Na outra fez que ficamos neste hotel, o problema era a sujeira generalizada das roupas de cama.

 

Obs.: São Brás tem outras opções:

1) em frente ao Hotel Muralha tem um mais barato e melhor.

2) atrás da igreja matriz tem  a POUSADA ALVES (031)3738-1580 e 3738-1308 nova, ótimas instalações com diária em torno de $150 casal com café da manhã. RECOMENDO.

3) Tem a pousada Villa lara com ótimo nível preço em torno de $190. RECOMENDO.

 

Algumas fotos:

Saindo cedo..

20160113_061245_zpsvzy5adko.jpg

Linda estrada toda em pedra

20160113_065110_zpseijvpyzm.jpg

Tem que passar dentro de uma fazenda...

20160113_092324_zpsabxkqknl.jpg

Próximo a São Brás do Suaçui

20160113_101450_zpsays0sjta.jpg

Matriz de São Brás

20160113_181707_zpsz91ro1fn.jpg

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

14° dia - 14.01.2016 - Quinta-feira

 

Saída de São Brás do Suaçui  e chegada a Entre Rios de Minas-MG

+- 20 kms em aprox. 04:40 hora.

Acumulado: 356 kms

 

A noite foi terrível,  vizinho de quarto chegou 11 da noite e ligou tv até as 3 da manhã,  resultado não dormimos direito.

 

Saímos cedo, o café da manhã eh bem fraco no hote e é servido somente após às 06 da manhã. , nem um minuto antes.

 

Logo na saída da cidade vire a direita conforme marco CRER, desça até uns 500 metros e à esquerda os dois marcos indicam caminho a seguir.

Uns 1000 metros tivemos que atravessar pequeno riacho,  cortamos estrada férrea.

O caminho mescla subidas e descidas de grau médio.

Pegamos céu nublado com chuva fina no meio do percurso.

No topo duma montanha vislumbramos a cidade...

Comemos um Self-service na pousada $11 por pessoa à vontade, comida bem simples.

Compras no supermercado  $30

Obs.: por sorte encontramos uma moradora da cidade que nos ajudou a achar um dentista pra fazer restauração em 2 dentes $200.

Visitamos a CIDINHA,  dona da pousada flor de Jacaranda (ainda não estão recebendo hóspedes pois está alugada para mineradora)

 

Altitude Entre Rios de minas: 940 msnm

 

Hospedagem: pousada São Mateus,  cama ótima, tv, wifi, ventilador, super -limpa. Preço : $90 o casal com café da manhã.

Recomendo,  mas a comida eh bem simples.

Tem filtro d'agua.

 

Algumas fotos:

Linda visão do verde.

20160114_083157_zpsi98fa4lk.jpg

A chuva vai cair..

20160114_080929_zpsbitiqp39.jpg

Atravessando outro riacho...com muitoooo barro

20160114_065630_zpsdbj14ff4.jpg

Expectadores...

20160115_081836_zpsg5cb7dpj.jpg

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

15° dia - 15.01.2016 - Sexta-feira

 

Saída de Entre Rios de Minas e chegada a Casa Grande - MG

+-30 kms em aprox. 06:50 horas.

Acumulado CRER: 386 kms

 

Caminhos praticamente coincidentes.

 

Acordamos e uma chuva fina teimava em não parar, tivemos que postergar a saída para 6 horas.

Os primeiros quilômetros são dentro da cidade, numa subida só.

No trevo pegamos pequeno trecho de asfalto até uma bifurcação onde entramos à esquerda numa estrada de terra.

Esse trecho é bem sinalizado com muitas subidas /íngremes e algumas retas.

Tomamos umas três horas de chuva, no início fraca e foi aumentando até a chegada.

Comemos na pousada $18 por pessoa comida simples mas deliciosa.

Compras mercearia: $18

 

Altitude Casa Grande: 1020 msnm

 

Hospedagem: pousada da dona Madalena, entrada da cidade (031) 3723-1361 , camas ótimas,  tv, sem wifi . A melhor da cidade. Fornece refeição simples mas deliciosa a $18 por pessoa. RECOMENDO

Tem filtro d'agua.

 

Algumas fotos:.

Será que vai chover..... sim, choveu, e muito!

20160115_072450_zpsfintamlf.jpg

Linda fazenda no caminho

20160115_085710_zpsfxf72c8k.jpg

Retas infinitas, e cadê a chuva...sim, ela chegou forte!

20160115_104543_zpszlggcdz6.jpg

Praça da Matriz de Casa Grande, depois da chuva

20160115_191154_zpss425pzlw.jpg

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

16° dia - 16.01.2016 - Sábado

 

Saída de Casa Grande e chegada a Lagoa  Dourada -MG

+- 29 kms em aprox. 05:40 horas.

Acumulado CRER: 415 kms

 

Os caminhos são praticamente coincidentes.

 

Hoje foi um dia atípico,  caminhamos todo o percurso debaixo d'agua.

Acordamos 05 horas com previsão de saída as 06 da manhã.  Já levantamos e a chuva caindo.

A aguardamos até 06 e meia,  e ela teimava em continuar.

Como era chuva fina e sem relâmpagos e raios, decidimos seguir assim mesmo.

Aceleramos bem pra evitar hipotermia, paramos rapidamente pra beber água e comer bananas.

Fizemos quase 2 horas a menos do que na primeira vez na estrada real.

 

O caminho mescla subidas/descidas fortes e algumas retas.

No final é em asfalto, uns 4 kms.

Como a chuva aumentou de intensidade resolvemos não passar pela trilha, apesar de ser um pouco mais longe pelo asfalto.

 

Resolvemos pedir um marmitex na pousada a $12 cada. Comida ótima que dona haide pediu.

Compras mercearia: $30

 

Altitude Lagoa Dourada: 1100 msnm

 

Hospedagem: pousada vertentes,  camas boas,  tv, wifi, ventilador, gentilmente dona haide secou nossas roupas na secadora da pousada. Preço : $100 casal com café da manhã.  RECOMENDO.

Tem filtro d'agua.

Obs.: Aqui outra pessoa excepcional: Dona Haide, sempre disposta a ajudar as pessoas, viabilizando marmitex, secadando roupas, acordando bem cedo pra não deixar clientes saírem sem um cafezinho. São essas pessoas que fazem o caminho, e não nós! ::otemo::::otemo::

 

Algumas fotos:

Aguardamos chuva passar, quando diminuiu muito saimos com ela fina..

20160116_064834_zpsjyxcbqre.jpg

Estrada de terra até próximo a Lagoa Dourada, chuva fina ainda...

20160116_065611_zpsb8akcnrp.jpg

Caiu um toró, pena que não teve como tirar fotos...., só essa...sorte que não teve raios, como a alguns anos atrás.

20160116_095843_zps8ryn8m3h.jpg

Dona Haidé, proprietária da pousada de Lagoa Dourada. São essas pessoas que realmente fazem o caminho!

20160117_061446_zpswx30we7u.jpg

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

17° dia - 17.01.2016 - Domingo

 

Saída de Lagoa Dourada e chegada a Tiradentes -MG

+- 39 kms em aprox. 09:30 horas

Acumulado CRER: 454 kms

 

Os caminhos(CRER/ER) se separam na saída de Lagoa Dourada e unem na saída da 2a trilha. Por falta de marcos do CRER na saída de Lagoa Dourada  optamos seguir os marcos da ER.

 

Saímos com céu encoberto e chuva fina, logo na entrada da trilha começou a chuviscar.

O primeiro marco fica na saída da cidade. Na entrada da trilha não tem marco do CRER somente ER, na dúvida seguimos o da ER descendo pela trilha.

No início fácil dentro plantação de eucaliptos,  seguindo abaixo trecho muito escorregadio e com valas grades. No final tivemos q atravessar o riacho com a água no quadril com muita correnteza. A pinguela foi levada pelo  transbordamento do riacho na noite anterior, ficou somente o tronco.

Saindo da trilha pegamos estrada de terra até outra pequena trilha.

Depois entramos novamente estrada terra até Prados,  atravessamos toda cidade e entramos no asfalto até ponte onde começa estrada terra.

Chegamos em Bichinho com chuva fraca, atravessamos o distrito. Pegamos estrada de pé de moleque até Tiradentes.

Resumindo : foi um dia complicado. Trecho longo com trilha difícil,  grandes subidas /descidas.

Comemos tutu a mineira num restaurante perto praça $ 58(pouca comida e muito caro, os restaurantes estavam fechados, pois chegamos muito tarde)

Compras mercearia  $20

 

Altitude Tiradentes: 900 msnm

 

Hospedagem: Pousada fazendinha de Minas (032)3355-1479 centro, cama boa, tv, ar condicionado, frigobar,  limpo. Preço  $130 com excelente café da manhã. RECOMENDO.

Tem filtro d'agua.

 

Obs.: Neste dia erramos muito e demos azar.

.Não tomamos café da manhã decente;

.optamos pelas trilhas com muito barro e riacho pra atravessar;

.confiamos nas marcações dos marcos e andamos quase 40 kms num trecho complicado devido às chuvas;

.demos azar em comer tutu com queijo e minha parceira tem alergia séria a LACTOSE e a proteína do leite;

.pra piorar degustamos picolé de açai que tinha corante amarelo na fórmula e ela é alérgica também.

 

No restaurante ela começou a passar mal. ...e não dormiu bem.

Então decidimos que no outro dia iríamos somente até S.J. del Rey.

 

Algumas fotos:

Quando vc saí pra caminhar, tem que enfrentar o tempo, sem essa de esperar melhorar..... talvez o dia mais difícil que enfrentamos em nossas caminhadas...muita chuva, barro, travessia de riacho com água bem fria, comida ....saímos com chuva fina..que foi aumentando....mas no final parou.

20160117_061654_zpsxuhkynqg.jpg

Atravessamos esse riacho com águas na cintura e muito frio...muito barro, a pinguela que tinha ali foi levada pela água na noite anterior.

20160117_071839_zpsuygbppyz.jpg

Tempo ainda encoberto

20160117_091757_zps7irsjpag.jpg

Enfrentamos aquela subida láaaaa em cima, antes de Prados

20160117_102726_zpsm4123y0a.jpg

Distrito de Bichinho e seu rico artesanato

20160117_140901_zpsz0rmteky.jpg

Rio quase transbordando

20160117_095946_zpss9zay4g7.jpg

É bom, mas caro....

20160117_171150_zpsnfx02l5t.jpg

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Participe da conversa!

Você pode ajudar esse viajante agora e se cadastrar depois. Se você tem uma conta,clique aqui para fazer o login.

Visitante
Responder

×   Você colou conteúdo com formatação.   Remover formatação

  Apenas 75 emoticons no total são permitidos.

×   Seu link foi automaticamente incorporado.   Mostrar como link

×   Seu conteúdo anterior foi restaurado.   Limpar o editor

×   Não é possível colar imagens diretamente. Carregar ou inserir imagens do URL.


  • Conteúdo Similar

    • Por casal100
      Resolvemos, dessa vez, fazer alguns roteiros distintos: beira-Mar, trilhas em montanhas e travessia.
      Começamos por Ubatuba, foram 10 dias de caminhada, por algumas das principais praias; depois pegamos nosso veículo e fomos fazer alguns roteiros em Extrema-MG e, por último,  a grata surpresa: TRAVESSIA DA SERRA DA CANASTRA-MG, que lugar maravilhoso: belas cachoeiras, trilhas fortes, flora e fauna exuberante, povo amigável, queijos deliciosos(alguns entre os melhores do mundo na sua categoria) sem contar a culinária mineira. Tudo de bom.
    • Por casal100
      Fizemos a maioria dos caminhos que passam pela Serra da Mantiqueira(Estrada Real, Caminho da Fé, Crer....), alguns mais de 1 vez.
      É quase unanimidade entre os caminhantes que, indiscutivelmente, a Serra da Mantiqueira têm as mais bonitas paisagens e, nós concordamos integralmente. São caminhos que proporcionam lindas fotos,  clima agradabilíssimo, povo acolhedor e simpático, ingredientes que definiram esse roteiro.
      Foram quase 50 dias e mais de 1.100 quilômetros de muitas alegrias, felicidade e paz,  poucas tristezas e decepções.
      Começamos e terminamos na MAGNÍFICA cidade de Campos do Jordão-SP, depois de rever vários lugares (passei alguns invernos nesta bela cidade, quando eu era "bacana"). A cidade se transformou,  criaram vários roteiros turísticos, belas e caras casas dos novos e velhos "bacanas", ótimos restaurantes, atrações mil,  pousadas e hotéis de todo tipo e preço, tem até o refúgio do peregrino, comércio bom, povo hospitaleiro, clima perfeito e, ainda por cima fomos no verão,  baixa temporada,  onde com facilidade encontramos boa hospedagem com preços menores que muitas hospedagem em cidades pequenas.

      Outra coisa que pesou em escolher fazer essa travessia é que a região se assemelha muito com um projeto que temos em mente, que é a travessia entre Punta Arenas x Arica no Chile,  então serviu como treinamento.
    • Por casal100
      ROTEIRO À PÉ:
       
      RIO GRANDE DO SUL:
      Portão
      Bom Princípio
      Carlos Barbosa
      Garibaldi
      Bento Gonçalves - Vale dos vinhedos
      Bento Gonçalves - Pinto Bandeira
      Bento Gonçalves - pela cidade
      Bento Gonçalves - caminho de Pedras
      Caxias do Sul - flores da Cunha
      Caxias do Sul - estrada dos imigrantes
      Nova Petropolis
      Gramado - Natal de Luz
      Canela - Cachoeira do Caracol
      Gramado - pela cidade (parques, centro)
      Santa Maria Herval
      Picada Café
      Ivoti
      Sapiranga
      Três Coroas
      São Francisco de Paula
      São Francisco de Paula  (parques, lagos e pela cidade)
      Tainhas
      Cambará do Sul
      Cambará do Sul - Canyon Itambezinho
      Cambará do sul - canyon Fortaleza
      Torres - praia
       
      SANTA CATARINA:
      Praia Grande - descida Serra do faxinal
      Balneário Gaivota - Praia
      Balneário arroio do Silva - Praia
      Balneário Rincão - Praia
      Balneário corrente - Praia
      Farol de Santa Marta - Praia
      Laguna - cidade histórica + Praia
      Orleans
      Guatá  (distrito de Lauro Muller) pé da serra do Rio do Rastro
      Bom Jardim da Serra
      ROTEIRO DE ÔNIBUS :
      São Joaquim
      Urubici
      Bom Retiro
      Lages
      Fraiburgo
      CONTINUAÇÃO À PÉ SANTA CATARINA:
      Videira
      Treze Tílias
      Água Doce
      Jaborá
      Concórdia
      Seara
      Chapecó
       
      PARANÁ (ÔNIBUS):
      Curitiba
      Paranagua
      Morretes
       
      QUILÔMETROS /DIAS: +- 1.300 kms em 53 dias
       
      PESSOAS:
      No planejamento da viagem nossa preocupação era de como seríamos recebidos nas pequenas cidades, visto que algumas delas não tinham vocação turística, e "mochileiros"poderiam ser "novidade". Mas, essa preocupação foi rapidamente deixada de lado.
      Fomos recebidos muito bem em todos os lugares (exceto dois episódios, que não afetou em nada nossa caminhada).
      Ficamos impressionados com a educação e o acolhimento da população do Rio Grande do Sul e de Santa Catarina, sempre solícitos às nossas demandas.
      Poxa, que saudade de tudo aquilo, em breve voltaremos.
       
      CIDADES:
      Praticamente todas as cidades desse roteiro tinham pousada ou hotel, somente o distrito de tainhas-SC não tem, somente restaurante (mas esse trecho tem serviço de ônibus intermunicipal).
       
      ESTRADAS:
      Optamos em fazer pelas estradas asfaltadas(alguns trechos fizemos em estrada de terra), pois não conseguimos informações sobre estradas secundárias nesta região.
       
      COBRAS:
      Nunca vimos tantas cobras como na serra Gaúcha, teve dia que vimos umas 5, quase minha esposa pisou numa em uma rodovia asfaltada.
      Elas ficam enroladas na pista de rolamento, é normal vê-las todas esmagadas por veículos, ficam parecendo um desenho no chão (pois vários veículos passam por cima).
       
      ANIMAIS SELVAGENS:
      Outra coisa que nos chamou atenção, vimos muitas espécies(raposa, cobras, tatu, macacos, roedores, porco espinho etc) passando lentamente perto de nós.
       
      PRECONCEITO:
      Tivemos um fato lamentável num hotel fazenda.
      O gerente nos recebeu num descaso tremendo, nem respondia nossas perguntas, foi preciso a intervenção de uma funcionária para resolver a situação (quase mandei o cara a pqp), o infeliz está no lugar errado.
      O outro caso foi mais leve, mas fiquei puto.
      Tirando isso, foi muito tranquilo ser mochileiro naquela região, muito tranquilo mesmo.
       
      PREÇOS HOTÉIS:
      Variou de $25 a 95 por pessoa (mas a crise pegou todo mundo ), em alguns lugares priorizamos ficar em lugares melhores,
      Sempre pechinchamos os preços, na maioria dos casos conseguimos descontos, principalmente à vista.
      Não fizemos nenhuma reserva, foi muito tranquilo.
       
      PREÇOS REFEIÇÕES:
      variou de $10 a $35 por pessoa à vontade.
      Peso : de $20 a $44 o quilo.
      Obs.: em média coloque $22 por refeição sem bebidas.
       
      ABUSO CONTRA TURISTA:
      Só tivemos alguns casos de abuso, mas nada gritante:
      Você chega em duas pessoas e pede somente um cafezinho pequeno, o cara trás dois grandes (claro, mais caro) e na maior cara de pau diz que pedimos dois.
      Isso aconteceu nuns 5 lugares na serra gaúcha, lamentável!
      Obs.: para nos proteger disso, fazíamos assim: chegávamos nos caixas do estabelecimento e pagava antecipadamente, acabou o problema.
       
      CARONA: precisamos pegar carona em algumas oportunidades, e foi até tranquilo conseguir.
      .fomos ao canyon Itambezinho e no Fortaleza à pé, e voltamos de carona, foi tranquilo.
      .quando visitamos uma cachoeira em Cambará do sul, fomos à pé e voltamos de carona ( neste dia pegamos três, cada um nos levou num pequeno trecho).
      .dividimos o trecho entre Seara e Chapecó-SC em dois, como o ônibus demoraria muito, resolvemos ir de carona, demorou uns 40 minutos para aparecer.
       
      SEGURANÇA:
      Em momento algum tivemos problema, somente em Porto Alegre (visita ao mercado central que nos orientaram a ter cuidado), mas os moradores de PA estão preocupados.
      .na saída de Caxias do Sul, saída para estrada dos imigrantes tem um lugar que me pareceu inseguro, mas nada complicado.
       
      NEGOCIAÇÃO HOSPEDAGEM:
      Sempre negocie, em alguns casos conseguimos descontos de 10% abaixo dos sites de hospedagem. Principmente nesta crise, em alguns casos somente nós dois estavam hospedados no hotel.
    • Por casal100
      Realizamos no período de 19 a 28 de julho de 2015, o circuito completo do Vale europeu em Santa Catarina. Foram 10 dias contemplando e vivienciando lugares, pessoas maravilhosas.
      Destaco alguns locais incriveis: Pomerode, blumemau, fazenda campo do zinco e sua maravilhosa cachoeira, lindos mirantes, estradas encantadoras, pessoas hospitaleiras e cordiais. Nāo tivemos nenhum incidente.
       
      Começamos antes do circuito, fazendo o caminho entre blumenau e pomerode a pé, e no final fizemos do mesmo modo a rota enxaimel em Pomerode, por isso o roteiro foi concluido em 10 dias.
       
      Brevemente relato completo.
    • Por casal100
      Realizamos no periodo de 05 a 17 de Julho de 2015 a Volta completa da ilha de florianopolis a pé. Foram 12 dias e 251 quilometros.
      Somente a trilha entre ponta de canas e lagoinha que estava fechada, as outras estavam abertas.
      Em breve relato completo.


×
×
  • Criar Novo...