Ir para conteúdo

Ajuda de Roteiro Brasília e Pirenópolis


natan.cruz

Posts Recomendados

  • Membros

Olá amigos tenho uma viagem de 10 dias programada para fevereiro de 2019 a Brasília e Goiás.

A princípio faria Brasília e Alto Paraíso de Goiás. 

Porém um amigo decidiu ir  junto  e ele não está acostumado com trilhas e por isso decidimos Pirenópolis. 

O que sugerem 05 dias em Brasília e 05 em Pirenópolis? No caso faremos todo nosso deslocamento de ônibus. 

É possível fazer muita coisa no DF além dos palácios ? Pirenópolis é uma boa opção ? 

Desde já os agradeço!

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Membros

Dá pra fazer bastante coisa em Brasília. Para relaxar um pouco, você pode ir até o Pontão do Lago Sul, um dos lugares mais lindos da cidade e perfeito para passeios. O local conta com bares, restaurantes, parques e uma linda vista para o Lago Paranoá. Se estiver muito quente, uma ótima alternativa é se refrescar no Lago Paranoá. Outros passeios para relaxar podem ser feitos no Parque da Cidade Sarah Kubitschek, o maior parque urbano do mundo, ou no Água Mineral Parque Nacional, um dos mais famosos parques ecológicos da cidade. Tem ainda o Jardim Botânico ou quem sabe o belíssimo Parque Olhos d’ Água. Nos outros dias você pode escolher alguns dos diversos museus e centros de cultura da cidade.

Agora Pirenópolis vou ficar te devendo, haha.✌️

  • Gostei! 1
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Membros

@natan.cruz eu particularmente acho que ficar cinco dias em brasilia é muito tempo, mas de toda forma gosto é gosto. De antemão já ti aviso que lá tudo é longe, dificilmente vai ter alguma coisa que queira ir/fazer que ja vai estar perto de onde vc está. Veja certinho entao o que pretende conhecer por lá pra saber se será preciso ficar mais ou menos tempo.

Quanto à Pirenópolis é uma cidadezinha bacana, com ruas de pedra onde a única coisa pra se fazer dentro da cidade é andar por algumas ruas do centrinho, visitar alguma igreja e sentar em algum lugar pra tomar uma cerveja.

O forte de Piri são as cachoeiras, lá tem muitas, o único detalhe será como vc vai fazer pra chegar até elas. Por mais que tenha alguma mais próxima da cidade, de toda forma nao da pra ir à pé. E na grande maioria vc precisa andar vários km de carro pra chegar até elas. A melhor alternativa seria alugar um carro, ai vc poderia ir para qualquer lugar e ficar o tempo que desejasse. Ir de táxi penso que nao seja a melhor escolha pois uma corrida poderia sair salgada e teria a questao da volta, as vezes nao pega cel na regiao das cachoeiras. Ah! as cachoeiras ficam em propriedades privadas e sempre é preciso pagar alguma taxa pra entrar.

  • Gostei! 2
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Membros

Nathan, concordo com o amigo acima! Gosto é gosto mas....por morar e conhecer Brasília eu acho que seria bakana vc passar mais tempo em Pirenópolis. Particularmente já fui lá também e acho uma cidade muito aconchegante e com muitas opções de cachoeiras e tal. Em Brasília é tudo longe, com dificuldade maior pra locomoção. E pra vc ficar no centro hospedagem tbm não é muito barata....Sou suspeita pq amo piri, então diria pra vc passar no máximo 2 dias em bsb e o restante em piri! Mas minha opinião beleza. [emoji3]

  • Gostei! 1
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Membros

5 dias em Brasilia é tempo demais, principalmente se estiverem sem carro. Mas tem o Parque Nacional (Agua Mineral) para ir durante a semana, fim de semana é lotado. Lá dá para chegar de Uber e transporte público, mas tem que descer numa rodovia... No eixo monumental tem as visitas cívicas (Itamaraty é minha favorita, mas é bom agendar antes), além da Torre de Tv (ótima vista), a catedral e o planetário (sessões gratuitas em vários horários). Se estiverem de carro, tem a Chapada Imperial, que é uma cachoeira bacana, que costuma abrir só aos finais de semana e tem que reservar antes. A 80 km tem Itiquira em Formosa, que também rola se estiverem de carro. Hospedagem costuma ser caro...

Pirenopolis  é fofa, muitos bares e restaurantes, e tem muitas cachoeiras, e dá para contratar passeios (eu acho).

Agora, a Chapada dos Veadeiros tem trilhas para todos os gostos... Vale da Lua, caminho dos Cristais e Loquinhas são bem tranquilas, o acesso é fácil e quase não tem trilha (ou é bem marcada, com corrimão, escada onde é mais complicado). Eu acho que escolhendo bem, é o mesmo grau de dificuldade de Pirenopolis, mas a cidade em si não é tão bonita.

  • Gostei! 1
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Membros

Se fosse eu, ficaria uns dois ou tres dias no maximo em brasilia e ficava o restante em Piri ou em algum outro lugar conforme a NandaFC citou. Piri tem tanta cachoeira que vc pode visitar uma por dia e ficar sem repetir nenhuma por muito tempo. Brasilia é chato porque tudo é muito longe.

  • Gostei! 1
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Colaboradores

Brasília é uma cidade de estadia relativa, e vai do seu perfil de viajante. Mas como sempre falo, se existe uma palavra para definí-la, seria RICA.

Sendo assim, 3 dias JAMAIS seriam suficientes se vc quisesse conhecer a riqueza dessa cidade e seus arredores. Pra vc ter idéia, só no parque nacional e na chapada imperial dá para passar um dia quase inteiro (em cada). No parque da cidade de Brasília mesmo, uma tarde inteira seria bem aproveitada também (fotos, um passeio de kart, a caminhada em si, os espaços para o social, o parquinho que tem por lá...). O zoológico da cidade também é ENORME, te fazendo ficar uma manhã ou uma tarde inteira ali, se vc quiser ver todo o acervo. Como vc vai estar de ônibus, tem toda a questão do deslocamento também. E lembrando que tem uber e metrô, dependendo de onde você estiver, também.

Fora que fevereiro é temporada de chuvas em Goiás, corre o risco de vc perder um ou dois dias por causa da chuva, mas é apenas uma possibilidade. 

Seria bom ficar hospedado em uma das asas, e quanto ao lance da hospedagem "cara" no centro, pessoalmente acho uma questão relativa também, pois mesmo nas asas, é possível achar hotéis e hostels a bons preços (na faixa de 40-60 reais a diária). E no booking mesmo estão alguns exemplos. De dia achei super de boa caminhar por lá (apesar do bicho pegar, naturalmente, de noite, como em toda cidade).

Então assim, em um dia vc automaticamente só tiraria para o Eixo monumental e dependências, caso te interessasse aquele roteiro cívico-cultural (bosque dos constituintescongresso, praça dos 3 poderes, esplanada, catedral, museu, torre de TV, planetário, Mané garrincha, praça dos cristais e museu/memorial JK). Boa parte desse percurso dá pra fazer a pé (trilha e calçada larga nas vias não falta). E isso pq não incluí as visitas guiadas. A noite poderia ficar para shopping ou mesmo procurar uma boa referência gastronômica (eu gosto MUITO do crepe brasiliense, por exemplo, não deixe de comer).

os demais dias poderiam ser para as atrações distantes (ponte JK, + lago Paranoá com ênfase no pontão do lago sul, muito bonito o entardecer lá, jardim botânico, o parque nacional, chapada imperial, zoológico de BSB, parque olho d'água...). 

Eu tiraria 4 dias em BSB sem dúvida alguma, no mínimo, e sabendo que ficou faltando coisa pra fazer e ver. Ah sim, na torre de tv tem uma feira na base onde dá pra encontrar lembrancinhas bem em conta da cidade. Daí só partir da rodoviária para Piri e conhecer suas belezas naturais.

 

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Colaboradores

Realmente o tempo necessário em Brasília vai depender muito dos seus interesses. Além das dicas do StanlleySantos, eu sugeririria:

- SQS 308 (a "quadra modelo"), passando pela igrejinha de Fátima - que é logo ali. Essa quadra é considerada uma das mais fiéis ao projeto original da cidade.

- Um passeio de metrô até Águas Claras, se você quiser conhecer uma Brasília mais verticalizada;

- o CCBB é bem legal também. Antigamente eu via uns ônibus gratuitos indo da região central para lá. Não sei se ainda estão operando.

A torre de TV muitas vezes fecha para manutenção, mas a feirinha funciona. Se você quiser ter uma vista panorâmica e o elevador da torre não estiver funcionando, uma dica é a torre de TV digital.

O deslocamento até Pirenópolis de ônibus é demorado: um pinga-pinga de 4 horas! Então reserve parte do tempo para esses deslocamentos.

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Participe da conversa

Você pode postar agora e se cadastrar mais tarde. Se você tem uma conta, faça o login para postar com sua conta.

Visitante
Responder

×   Você colou conteúdo com formatação.   Remover formatação

  Apenas 75 emojis são permitidos.

×   Seu link foi automaticamente incorporado.   Mostrar como link

×   Seu conteúdo anterior foi restaurado.   Limpar o editor

×   Não é possível colar imagens diretamente. Carregar ou inserir imagens do URL.

  • Conteúdo Similar

    • Por Fora da Zona de Conforto
      Quer pretenda viajar pelo mundo ou simplesmente quer encontrar uma forma de pagar as suas próximas férias, existem várias opções disponíveis. Para este guia rápido, falamos com nômades digitais veteranos e blogueiros de viagens que têm viajado realizando mochilões pela América e outras regiões para compilar dicas práticas que você pode usar para financiar seu estilo de vida de viagem.
      Houve várias recomendações, mas para facilitar a leitura deste guia, optamos por seguir apenas 17 dicas práticas. Aqui estão 17 maneiras de financiar suas viagens.
       
         1. Torne-se uma Au Pair no exterior
      O programa Au Pair é uma oportunidade especial de intercâmbio cultural projetada para basicamente permitir que você fique em casas americanas. Como Au Pair nos EUA, você é convidada a ir a lares americanos para compartilhar sua cultura enquanto ganha uma valiosa experiência com crianças e explora a América.
      A melhor parte de se tornar uma Au Pair é que não é necessário um diploma universitário ou qualquer experiência anterior em cuidados infantis para se qualificar. Au Pair são estudantes internacionais que moram com famílias americanas e oferecem serviços domésticos leves em troca de hospedagem, alimentação e uma mesada semanal de graça.
       
         2. Ensine Inglês como Língua Estrangeira
      Esta é uma alternativa interessante para o ambiente de sala de aula tradicional. Os empregos TEFL permitem que você experimente a vida no exterior enquanto aproveita o tempo sob os holofotes.
      Embora nenhum diploma ou treinamento formal de ensino sejam necessários para ensinar inglês online, suas chances de encontrar trabalho aumentam se você for certificado. As boas notícias? A obtenção de um certificado TEFL pode ser feita de forma rápida e econômica online. Se você tem dificuldade para se destacar neste setor, seria melhor encontrar opções de trabalho relevantes que você acredita que podem corresponder às suas habilidades.
       
      Continue lendo em: Como Financiar um Estilo de Vida de Viagens: 17 Dicas de Especialistas
    • Por Priscila Schreiner
      Oi 👋 gente!!! Tudo bem com vcs? Espero que sim e para celebrar a vida (com os cuidados necessários etc e tal) acabei resolvendo transformar o sonho de conhecer e explorar a Colômbia em realidade…mm que depois tenha descoberto que novembro não é o melhor mês para estar por lá por causa das chuvas 🤷🏻‍♀️ MAS se dentro da gente faz sol bora lá! Estarei de 25.10 a 15.11 percorrendo algumas cidades (começo em Bogotá e termino  em santa Marta)…ALGUÉM POR LÁ querendo combinar algo? Desde já um abração e boia viagem seja pra onde for 🙌🏼🙌🏼🙌🏼🙌🏾🙌🏾🙌🙌🙌🏿🙌🏿🙌🏽🙌🏽 
    • Por Birovisky
      Além das pousadas, campings e esportes radicais que também vos "rezenharei" neste post, o que Brotas tem mais a oferecer? O famoso Lado B que tanto amo explanar em minhas "rezenhas" está aqui, passeamos pelo Parque dos Saltos (um lindo lugar, todo verde com cachoeiras e uma natureza exuberante, e sabe o que é o melhor? Tudo gratuito!!!), pelo centro de Brotas com escala na Casa da Cachaça (não se engane pelo nome, lá tem de tudo o que você ama ou poderá amar!) e um merecido descanso, unido de uma supimpa diversão no Hotel Fazenda Areia que Canta, com direito a conhecer as tais areias, praticar tirolesa, comer uma abençoada e estupenda refeição e apreciar o que Deus nos concedeu de melhor, a natureza!
       
       
    • Por Raf_rj
      4 Noites na Chapada dos Veadeiros - Alto Paraiso / São Jorge - Goiás
      >> Quinta 
      - Voo cedo SDU x BSB, chegada em Brasília 10h, retirada do carro alugado (hatch compacto) e partida para a Chapada - Chagada 13h30.
      - Vale da Lua. Local de fácil acesso e lotado de pessoas. 
      - Passagem pelo Jardim de Maytrea (Bela paisagem/Cartão postal da Chapada). É apenas um local para parar o carro na beira da estrada e aguardar o por do sol. Pessoas tiram fotos sentadas no teto do carro.
      - Check in na Pousada em Alto Paraíso no final da tarde.
      >> Sexta
      - Cataratas dos Couros - Distante 50km de Alto Paraiso - Trecho de estrada de terra com subidas difíceis para carro comum. Precisamos empurrar junto com outros grupos também com carros atolados.
      - Orientação de tracklog pelo Wikiloc.
      - Várias quedas, mirantes e ótimos pontos para tomar banho.
      - Circuito para um dia inteiro.
      >> Sábado
      - Parque Nacinal da Chapada dos Veadeiros - Saltos, Carrossel e Corredeiras ~14km com 420 de elevação.
      - Espetacular. Foi tão bom que voltei no dia seguinte para fazer outro circuito.
      >> Domingo
      - Parque Nacinal da Chapada dos Veadeiros - Circuito dos Canions (Canion 2 e Carioquinhas) ~ 11km com 200 de elevação.
      >> Segunda
      - Visita aos poços do Circuito Loquinhas. Entrada é cara e volume de água estava baixo em julho. Mas foi um programa rápido e adequado para o dia de retorno.
      - Retorno a Brasília e voo BSB x SDU a tarde.
      Atenção especial para o restaurante Zu's Bistro (risotos e massas).
      *   O período curto de 4 noites é pouco para conhecer o básico da Chapada dos Veadeiros.
      **  A hospedagem é cara em Alto Paraiso. Uma boa opção é entrar em contato direto com a pousada e reservar sem sites intermediários.
      *** Foi decidido não ir em Cavalcante, a Cachoeira Santa Barbara (queridinha da Chapada) estava fechada no período.
       
    • Por Fora da Zona de Conforto
      Des Moines, Iowa. A capital do estado de Iowa. Quando alguém ouve a palavra Iowa, a primeira coisa que vem à mente são campos de milho, celeiros e batatas – mesmo para quem vive nos Estados Unidos. Certo?
      Embora o Iowa tenha sua parcela de milho (mas não de batatas – na verdade, Idaho é responsável por essa parte), as muitas cidades – e Des Moines em particular – são áreas metropolitanas prósperas, com muito para ver e fazer.
      E enquanto a área de Des Moines está crescendo, as pessoas que vivem por lá mantiveram o charme e o estilo de vida tradicionais do Meio-Oeste que atraem pessoas para lá há décadas.
      Cidades como Nova York, Los Angeles e Chicago são retratadas no cinema e na televisão há anos. Des Moines? Não muito. Assim, embora os visitantes das cidades mencionadas tenham pelo menos algum tipo de ideia do que esperar ao visitar pela primeira vez, Des Moines é um mistério. Meu objetivo aqui é ajudar você a saber o que esperar da sua primeira visita.
      Sem mais delongas, aqui estão dez coisas que você deve saber antes de visitar Des Moines, Iowa.
       
      Continue lendo em: 10 Coisas que Você Precisa Saber Antes de Visitar Des Moines, Iowa
×
×
  • Criar Novo...