Ir para conteúdo
  • Faça parte da nossa comunidade! 

    Encontre companhia para viajar, compartilhe dicas e relatos, faça perguntas e ajude outros viajantes! 

Posts Recomendados

  • Membros de Honra

@Silnei Vendedores de rua me fascina, nunca me incomodei com eles,  pelo contrário divirto muito com eles, como o cara tem coragem de entrar num vagão de trem e metrô e vender seu peixe, eu tiro o chapéu mesmo!

@Bruno Anastasi minha opinião tá,  não me leve a sério ok.

A questão do brigadeiro vai ficar complicada para você. Terá que persuadir a anfitriã a deixa você fabricar na casa dela; aí você perderá um bom tempo do dia fabricando os 200 brigadeiros  (deve dar um bom trabalho); terá que sair para vendê-los,  isso é outro tempo.  Sem contar que terá que comprar os ingredientes /embalagem..... (isso vc pode fazer um estoque. .). Sem contar que terá que dormir, alimentar... O processo todo é demorado como demonstrei  (posso tá enganado, se tiver me corrija por favor ok). Esse tópico pode servir de base para todo mundo que quer sair pelo mundo.

 

O que eu sugiro é você estudar outro produto que você possa comprar já pronto,  posso citar um montão aqui. Vejo nos semáforos das cidades as pessoas vendendo de tudo: acessórios de celular, paçoquinha,  água,  pipoca, biscoito (no Rio de Janeiro tem um case de sucesso), e tantos outros. .

  • Gostei! 1
Link para o post
Compartilhar em outros sites

  • Respostas 49
  • Criado
  • Última resposta

Mais Ativos no Tópico

Mais Ativos no Tópico

Postagens Populares

@Silnei "Alguns empregos no Brasil pagam menos que catar sucata na rua ou vender brigadeiro de porta em porta e não haverá um ser que diga pra vc não se empregar em uma vaga assim. "   V

@Silnei acho que nós dois tá precisando arrumar algo para fazer. .kkk O problema que muita gente quer fazer isso, mas não quer dar as caras, ficam em cima do muro. Tem muito medo do fracasso, iss

@casal100 Esse MOCHILEIROS.COM  e o melhor psicanalista do mundo, e o melhor remédio contra a demência que existe. Para quê fazer análise se percebemos que todo mundo é igual;   Ele atua tam

Posted Images

  • Admin

@casal100 Esse fórum "Viajar sem Dinheiro" foi criado pensando nisso. Só tá faltando um fórum de "empreendedorismo viajante" 🤔. Talvez a gente crie, será? kkkk Sei não!

Olha, eu a Claudia começamos o Mochileiros.com dessa forma,  só não vendíamos brigadeiro, mas vendíamos espaços num guia de hospedagem econômica feito em HTML puro. A lógica é a mesma! Foi na cara e na coragem e teve dias ruins que a gente não tinha o que comer, mas teve dias ótimos, a gente conheceu muita coisa, viveu muitas experiências pra vida toda.  Nem computador pra mostrar o espaço dos anúncios a gente tinha. Era uma xerox colorida em um A4 plastificado com a imagem da tela do site e a gente montava os anúncios nos cyber cafés! 😂  Eu ainda devo ter esse xerox guardado aqui! kkkkk Demorou bastante pra gente comprar um notebook. kkkk 

Hoje isso se chama "Nomadismo Digital" e existe uma puta rede de serviços e sites pra ajudar quem tá nessa vida aí:

https://www.mochileiros.com/blog/10-sites-pra-te-ajudar-a-viver-nomade

 O nosso era um nomadismo semi digital, quase analógico mesmo! 😂  A gente passou 3 anos fazendo isso e a única coisa que eu me arrependo é de ter parado.  Por isso disse isso a ele! 

Tem esse tópico aqui da Viviana que pode dar mais uma luz pra ele :

https://www.mochileiros.com/topic/69139-sobre-como-se-manter-na-pratica/

Hoje tem até canal do Youtube  com mochileiro, kombeiro, viajando por aí vendendo brigadeiro, bolo de chocolate, artesanato pra se manter na estrada. Galera tá se virando aí! 

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Membros de Honra

@Silnei Cara vcs estão de parabéns,  por isso sinto orgulho em dizer que sou "MEMBRO DE HONRA", mas não sabia da história de vida de vocês. 

Poxa que história viu....

Ah se eu tivesse coragem de ser vendedor,  já tinha saído no mundo a muito tempo.  Teria conhecido o mundo. .kkkk

  • Gostei! 1
Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Admin

Obrigado, mas vc conhece mais que eu!  Vc faz os percursos a pé! Quer mais difícil que isso?  Mais fácil vender brigadeiro ou andar 1.000 km a pé? Faz essa pergunta pra qualquer um na rua aí! 😁

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Membros de Honra

@Silnei "Alguns empregos no Brasil pagam menos que catar sucata na rua ou vender brigadeiro de porta em porta e não haverá um ser que diga pra vc não se empregar em uma vaga assim. "

 

Você tem toda razão,  vou contar uma das inúmeras histórias que conheci nas minhas viagens à pé :

Estávamos atravessando a balsa em São Francisco do Sul-SC, nisso vi uma caminhonete com uma carretinha atrás com um montão de conjunto de bacias de plástico(essas que são usadas para lavar roupa e na cozinha).

Desceram 4 homens enquanto a balsa atravessava,  fomos conversar com eles, ver a história deles (eles não eram "mochileiros" mas vendedores). 

Contaram tudo, deveriam ter uns 500 jogos para vender. .. perguntei isso aí dá dinheiro,  vcs vão ficar quantos meses para vender..., ....eles falaram:

Meses, que meses.....isso tudo vamos vender em no máximo uma semana ..esperamos ganhar cada um, em média uns $2000 eu...como assim, vendendo bacias......kkkk

A balsa atracou eles entraram na caminhonete e nós continuamos nossa jornada à pé. 

Depois de umas duas horas reencontramos eles num bairro vendendo as danadas das bacias.....e o tonto aqui perguntou, e aí  já venderam alguma.....eles, já ganhamos $(não lembro, pois faz muito tempo, só sei que era mais de $100 cada) em 2 horas. Kkkkkkkk

E os bonitoes dos escritórios,  dos shoppings, ganhando $2 mil por mês ou menos..... com horário rigoroso para cumprir, alguns trabalham aos domingos,  um monte de chefe estressado. .e alguns clientes chatos que tem que atender sorrindo...

Na rua não,  eles vendem para quem eles querem, se algum tratar mal eles simplesmente viram as costas e vão atrás de outros clientes mais gentis. ..

  • Gostei! 4
Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Admin

E o @Bruno Anastasi mesmo, sumiu na neblina ou tá só observando... 😁

@casal100 Crie um tópico depois pra contar essas histórias de estrada. Quem sabe o povo se anima pra compartilhar algumas. Vc deve ter várias! Essas são as melhores. Acho que eu posso contribuir com algumas também.

Essa parte da pessoa trabalhar por conta própria, se virar fora de um "emprego normal" ainda é um problema no Brasil.   

Mas o que é que não é problema no Brasil? Kkkkk

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Membros de Honra

@Silnei As coisas que eu mais guardo na mente, são as histórias que presenciamos "ao vivo". Meu livro está na mente,  só pra mim, as vezes acho que sou egoísta. Tem história de todo tipo, divertidas e tristes,  mas uma coisa eu tenho certeza, o melhor do Brasil é o Povo. Disparado,  não tem como falar desse povo, impossível! 

Podemos ser essa "república de banana" mas pelo menos divertirmos muito,  acho que comemos muita abóbora. Kkkkl

Silnei,  acho que 50% da população brasileira vive na informalidade,  vivendo fora do sistema, se defendendo da maneira que pode.  Pq aqui vc tem que dar rasteira em cobra, consertar relógio no escuro com luvas de boxes, e assim segue o velório. 

Essa também tem muitas histórias. 

Link para o post
Compartilhar em outros sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar Agora
  • Conteúdo Similar

    • Por jairosouza02
      Galera, gostaria de compartilhar com vcs algumas informações sobre minha trip roots. Pode ajudar vcs minha ideia era sair em grupo fiz uma grupo no whats com umas 10 pessoas. muito confirmaram no final só 3 foram.

      Meu nome é Francisco, eu larguei trabalho, casa a porra toda e saí pelo mundo em 01 de Janeiro de 2019. Destino até onde a natureza quiser. Objetivo: aprender a prosperar do zero. Aprender novas habilidades e Conhecer novos lugares, culturas e pessoas. Meu estilo de viagem no começo era rápido, mas sem distino fixo vi que gastava muito dinheiro, então desacelerei ao ponto de passar mais de um ano em uma cidade, resultado ao invés de gastar dinheiro comecei a ganhar dinheiro, uma grande mudança.
       
      Conheci: Brasil: lugares de Recife té o matogrosso do sul, não tanto porque no início tinha que me reunir com os parceiro de trip. Bolívia, Parte da Argentina, Parte da Bolívia e Paraguay.  Minha atual localização: Foz do Iguaçu
       
      Próximos passos: outro mochilão roots pela América do Sul ou Europa agora em grande estilo porque ganhei muita experiência. 
      Quem se interessar manter contato comigo: me segue nos instagram: @chicoalhandra ou manda um email pra [email protected] - Quem sabe não rola uma nova parceria aí.
       
       
      AGORAS AS DICAS:
      PARCEIROS - Arrume pessoas comprometidas com a causa ou vc termina ficando sozinho. Combinei sair em grupo com umas 10 pessoas, muitos confirmaram, no final só 3 foram comigo. Uma coisa que aprendi é que a estrada interage com você, novos parceiros surgem e alguns seguem outro caminho ou vc segue outro caminho. Mesmo se vocÊ sair sozinho encontra um parceiro pelo caminho. Saímos em 3, um segui conosco até meitade do caminho, depois ficamos só eu e uma menina brasileira que mora na espanha, depois encontramos um alemão em um trem e ele seguiu conosco, depois eu não pude continuar e a menina seguiu com ele, depois ela encontrou outros e seguiu com eles. conexões se formam e se desfazem o tempo todo. Isso é interessante e bom.
       
      CARONA - Melhor lugar pra carona é posto de gasolina e restaurante de beira de estrada, Só caminhoneiros dão carona, em último caso tento carros pequenos. Dedo é furada, melhor forma é falar direto com o motorista e explicar a situação, minha primeira carona na vida consegui assim e foi na primeira tentativa. Em último caso se não for rota de caminhão uso dedo. Brasil é ótimo pra carona, dizem que argentina também, bolívia não rola eles cobram pela carona (mas bus é super barato lá).
       
      LOCOMOÇÃO - Carona é o melhor, mas vá preparado que algumas vezes é preciso seguir a pé. Bike fiz 1000 km, mas é cansativo, melhor se preparar antes, e vc gasta muito dinheiro porquê para manter a energia é preciso comer bastante principalmente doces nutritivos tipo paçoca. Blablacar pode ser útil em emergência é mais barato que bus.
       
      DORMIR - Melhor forma barraca que venha com capa de chuva é importante, usei uma básica, mas uma ou outra vez molhou tudo. Isolante é importante, não usei, mas dormi no chão duro cheio de pedras, é foda. Melhor lugar pra camping posto de casolina, praia, parques ou natureza no geral. No posto é só chegar de boa já no final da tarde, antes de tudo parar e analisar o ambiente, localizar o melhor lugar escondido e que não incomode o pessoal do posto. feito isso analisar os funcionários e localizar o frentista que parece ser mais de gente boa ou doideira é perguntar se naquele local ele acha que vc pode armar a barraca para descansar e sair logo cedo. Geralmente, conversando depois rola um banho free (eles custam entre 2 e 4 reais). Às vezes quando muit ocansado ou em lugar turístico me permiti uma ou duas diárias em hostel ou camping. Pra que quem trabalhar na cidade dá pra ficar de mensalista nesses lugares ou voluntariado.
       
      COMIDA - É só pedir nos restaurantes perto do final do horário de almoço. Se vc não quiser esperar vai na cara de pau e pede às 12h que eles dão. É só dizer que não tem dinheiro. Ou pedir por uma sobra que não será vendida se for o caso de estar pedindo perto do final do almoço. Ambos funcionam, falar que viaja sem dinheiro não é bom. Se vc não conseguir no primeiro, no segundo vai. No começo eu esperava o final do almoço, mas aí minha amiga cansou um dia de esperar e começamos a pedir há qualquer hora daquele dia pra frente. Na época que eu viajei de carona eu comi melhor do qeu em casa, era churrasco todo dia.
       
      BANHO - Aproveite cada oportunidade pq às vezes pode rolar um ou outro dia sem banho. Vale tudo: postos, rio, ducha nas praias, pedir pra nas pra os trabalhadores nas obras, carrafa pet de 2 ou 3L salva sua vida se achar uma toneira enche 2 delas e já rola um banho. Sempre carregue uma por carantia.
       
      ÁGUA PRA BEBER - Só pedir nas casas ou pegar nas toneiras. Não levar cantil, o melhor é garrafa pet.
       
      TRABALHO EM TROCA DE ACOMODAÇÃO - Muito bom, é só falar com o pessoal dos hosteis com antecedência, diz quando vc vai chegar na cidade. É uma ótima opção vc tem uma casa, comida e roupa lavada em troca de algumas horas de trabalho limpando piso, banheiro, atendendo hóspedes, arrumando cama. No Brasil também rola muito isso. também te dá uma oportunidade para aprender coisas novas, aprender novas linguas falando com a galera do hostel. Conhecer a cidade mais a fundo. Procurar trabalho, ganhar dinheiro fazendo sabe-se lá o q vcs inventarem.
       
      DINHEIRO e GASTO - Querendo ou não vc precisa de dinheiro é bom levar o máximo que conseguir e não gastar com besteira, só com coisas essenciais. Não existe isso de viagem sem grana, se vc não levar vai ter arrumar um jeito de ganhar pelo caminho vale vender brigadeiro, bolo, sanduiche, água no sinal ou nas praças. Água mineral é bem rentável. Já subi em abacateiro catei um monte e levei pra vender na feira eu e um amigo fizemos 80 reais chegando tarde na feira. QUANTO MAIS LENTO VC VIAJAR MENOS DINHEIRO VC GASTA. Eu passei um ano em uma cidade e recuperei o dinheiro que gastei na viagem inteira.  Se algum de vc é designer gráfico dá pra ganhar uma grana viajando, também dá pra vender suas fotos da viagem, eu sei que dá porque recentemente estou desenvolvendo um projeto pra tentar ganhar algum dinheiro com isso e sei que funciona porque já começou a render alguma coisa. É pouco mas já garante uns almoços, ou uma diária de hospedagem.
       
      EQUIPAMENTO: Não comprar nada além do essencial, vai só fazer peso e vc acaba largando pelo caminho porque não te serve de nada. Necessário barraca, mochila eu uso uma baratinha não é cargueira, ela é 40L acredito e expande pra 55 se eu não me engano, posso informar depois se alguém se interessar em saber, cabe minhas coisas quando expandida e normal posso usar como bagagem de mão pra avião (minha ideia era europa, por isso peguei ela, mas optei por america do sul). Bota é inútil e pesada, fui de chinelo de Recife em pernambuco até o Salar do Uyuni na bolívia, bike, carona, a pé. depois voltei pro brasil. O chinelo me serviu muito bem. É confortável. E como disse um mochileiro no youtube: É melhor entrar num restaurante com o pé levemente sujo de poeira do que fedendo a um chulé. Roupas nada de roupas especiais, só o básico e nessa vida andarilha MENOS É MAIS, se vc precisar de algo compra em bechó paga 5 reais por peça a medida que forem gastando. Um chapelão daquele de tecido tipo do exercito é útil o sol é foda. Talvez umas luvas pra braço daquelas de motoboy, são leves e não ocupam espaço. Nada de roupa de frio, isso se compra em brechó quando vc chega em um lugar frio. Panela leivei mas nunca usei, não precisa. Eu levaria um canivete daqueles com talheres e pronto lanterna USB me foi útil vc recarrega em qualquer lugar e ajuda nas caminhadas noturnas, tambem adptei ela pra usar na bike. Levei uma pequena caneca daquela de aluminio do exercito, usei muitas vezes mas não é tão necessario. Pretendo largar a panela e continuar só com a caneca. NADA DE LIVRO, COISA PEQUENA QUE ACUMULA PESO. Pra ler PDF no celular tá de bom tamanho.
       
      NAVEGAÇÃO: baixem o app MAPS.ME e baixem os mapas offline, é melhor que google map e tem GPS se precisar. Ele nunca me deixou na mão.
       
      O QUE APRENDI VIAJANDO: Comunicação, fazer dinheiro do zero, gerenciamento financeiro, profissão de recepcionista de hotel, inglês e espanhol (aprendi o básico em casa, e o resto no hotel falando com o povo).  E um par de habilidades de sobrevivência urbana.
       
      Insta: @chicoalhandra
      email: [email protected]
    • Por Aprazzivel
      Gente o sonho da maioria das pessoas é viver viajando e por que não?! O problema é se organizar para que consiga sempre ta viajando, com organização nada será impossivel. 
      Dê uma lida nesse artigo e descubra como viajar gastando pouco:
      https://aprazzivel.com.br/como-viajar-gastando-pouco/
    • Por Hi.Loren
      Olá, galera!
      Vou sair de mochilão pelo BR e América do Sul (roteiro incerto), sem data para voltar, estou com pouco dinheiro mas dinheiro não é o mais importante, podemos fazer grana pelo caminho, pedir caronas, dormir em albergues, acampar, etc. Sem mordomias.
      Quero mesmo é aventurar em todas as adrenalinas que puder, me divertir muito, amo cachoeiras, praias, natureza no geral.
      Sou de Minas Gerais, será meu primeiro mochilão roots. Adoraria companhia de pessoas dispostas a viver uma experiência apaixonante.
      Sempre com respeito e responsabilidade.
      Bora?
    • Por Noel Lino
      Olá, Sou de Brasília, vou ir para São paulo dia 12/10. E irei trabalhar em um hostel até 10/01, depois disso vou fazer um mochilão bem roots, com pouco dinheiro, acampando no mato. Gostaria de chegar mais ao sul possível sem data de volta. Dicas, opiniões e companhias são bem vindas.
    • Por maria.alves
      Mas como assim, Cuba com menos de 10 dólares por dia? 🤨 
      É isso mesmo pessoal, e para sermos mais exatos, gastamos exatamente $8,70 dólares cada um por dia, mas como o nome do post diz, foi um mochilão raiz e por isso eu advirto vocês que NÃO FOI FÁCIL, mas é possível.😎 Então, antes de começarmos, preciso dizer duas coisas:
       - PRIMEIRO: Eu e meu namorado estamos fazendo um ano sabático e tivemos a oportunidade de encontrar bons preços nas passagens a cuba, saindo de Bogotá- Colômbia e depois seguindo a Miami/NY-Estados Unidos. Então lá vamos nós com pouca grana e sem ter pesquisado muito.🤦‍♀️🙆‍♀️🤷‍♀️
      -SEGUNDO: Falaremos a verdade, é bem difícil ser mochileiro em Cuba! Mas, porquê Maria? Porque é um país pobre, em que a maioria das pessoas pensam que “turistas tem dinheiro, cubanos que não tem dinheiro”, segundo que por ter duas moedas os preços são absurdamente diferentes para cubanos e estrangeiros e terceiro que sempre vão tentar tirar um pouco do seu suado dinheirinho. Além  disso, seu mochilão pode se complicar pelo fato de ser ILEGAL fazer Couchsurfing, trabalhos voluntários, acampar selvagem, difícil pegar carona e até mesmo comprar comida em um supermercado para cozinhar, pode ser muito mais caro que comer na rua. 🤑😮
      Mas se você é brasileiro e não desiste nunca, assim como nós, vamos te dar dicas e esmiuçar como fazer um mochilão raiz em Cuba.
      Mas antes de começar, queria falar rapidinho sobre o DICIONÁRIO CUBANO, ou seja, palavras próprias que vão te ajudar e muito a se "disfarçar" de Cubano:
      CORRER LAGUAGUA = pegar um ônibus 🚍 CORRER CAMIONES = pegar um caminhão que é adaptado como se fosse uma lotação 🚚 CORRER BOTELLA = pegar carona PUNTO AMARILLO = lugar aonde fica uma pessoa vestida de amarelo, que para transportes do governo para você, mediante a uma proprina.  MONEDA NACIONAL = peso cubano/ CUP * DÓLAR = peso convertível / CUC  (se fala CU ou Ce-u-ce)
      Lembrando que Cuba tem duas moedas, o peso cubano (CUP) e o peso cubano convercível (CUC), ISSO É DE EXTREMA IMPORTÂNCIA, porque?
                  1 DÓLAR = 0.96 CUC (-10% ... não compensa levar dólar)
                  1 EURO = 1,08 CUC
                  1 CUC = 25 CUP
      OU SEJA, 
                  1 CUC = 4,07 reais
                  1 CUP = 0,15 centavos.
      obs: é fácil diferenciar as moedas, porque o CUP sempre ter os ROSTOS DOS PERSONAGENS FAMOSOS e o CUC vai ter sempre a imagem dos monumentos nacionais aos mesmos personagens.

      Lembrem sempre disso quando comentarmos os valores nos posts. E não esqueça, é balela o assunto que não é possível trocar CUP, acontece que na casa de cambio primeiro vão trocar TODO seu dinheiro por CUC e se você quer uma parte em CUP só pedir que a pessoa troca tranquilamente.
      *Lembrando que essa viagem aconteceu em maio de 2019, então eu estou usando a cotação dos valores comerciais, para ficar mais fácil.
      _________________________________________________________________________________________________________
      OUTRAS DICAS  RÁPIDAS PARA ECONOMIZAR
      ÁGUA – O gasto com água pode se tornar absurdo se você comprar todos os dias, mesmo se comprar aqueles galões de 6l. Normalmente uma água de 500ml e 1,5l em qualquer lugar custa entre 1 CUC e 1,5CUC respetivamente, em alguns mercados você até encontra por menos, mas se você fizer essa conta pela quantia de dias que você vai ficar, vai ser um gasto bem grande só com água. Nós tomamos água da torneira e não morremos por causa disso. Quando possíve, fervíamos e depois descobrimos um truque de comprar uma solução de hipoclorito por 1 CUP e colocar 3 gotas por litro de água. Pronto problema resolvido. 🥳 CASAS DE FAMÍLIA – A opção mais econômica de hospedagem são as casas de particulares. Minha dica é reservar por AIRBNB porque normalmente sai mais em conta ou também você pode chorar as pitangas. Assim você pode conseguir casas entre 10 e 12 CUC, na temporada baixa. Hoje em dia, Cuba tem pontos de Wi-Fi (ETECSA), no qual você compra um cartão, que varia de 1h e 5hs (Preço: 1 e 5 CUC respectivamente) e procurar hospedagens com reserva instantânea (sem a necessidade de confirmação com o anfitrião). Pronto, não precisa engessar o roteiro reservando tudo de casa e pode procurar o preço mais acessível na hora. COMIDA – Sempre vai ter algum lugar que vende comida por CUP ou estatais. Geralmente são estabelecimentos simples, e as vezes (poucas vezes) você até vai ter que comer em pé, mas a diferença é absurda de preço e a comida em si, é a mesma.  
       

       

×
×
  • Criar Novo...