Ir para conteúdo

Imigração Europa - Viajando em Casal - Comprovantes


Posts Recomendados

  • Membros

Boa Tarde,

 

Preciso de ajuda rsrs.

Estou planejando um Mochilão pela Europa em agosto de 2019. Vou com minha namorada, vamos ficar 30 dias, passaremos por 7 países. Mas o que tem tirado meu sono são os documentos para passar pela imigração. Estamos dividindo os custos da viagem; então alguns comprovantes de hospedagem estão no nome dela e outros no meu nome, como comprovar que temos hospedagem para todo o período? Podemos passar juntos?

 

Outra duvida é sobre o comprovante de subsistência, quando sairmos do Brasil já vamos com passagens de ida e volta, hospedagens e locomoções internas pagas. O valor que levaremos será para alimentação, passeios e compras. Vou levar extrato financeiro da minha conta, meu cartão de credito (limite bom) e estou tentando abrir uma conta no N26 para transferir a maior parte do valor para lá e claro levar uma quantia em dinheiro. Minha duvida é sobre os comprovantes do minha namorada; não poderemos utilizar extrato da conta dela e também não tem cartão de credito. Também estamos tentando abrir uma conta no N26 para ela, mas o valor que mandaremos não é suficiente comparado com o mínimo que eles podem pedir na imigração. Posso de certa forma ser responsável financeiro por ela? Utilizando meus comprovantes para mostrar que ela terá como se manter? Pq somando os nossos comprovantes juntos conseguimos o mínimo necessário, só que grande parte estará em meu nome, como o cartão de credito. E não consigo colocá-la como adicional.

 

Me ajudem por favor, preciso resolver essas questão para continuar com o planejamento.. kkk

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Membros

Philipe, boa tarde!

Minha experiência na imigração na Europa foi super tranquila, eu estava com as passagens de volta, comprovantes de hotéis e comprovação de mínimo de 60 euros por dia, além do seguro viagem e não foi solicitado nada! Apenas tivemos o passaporte carimbado e pronto. Entrei por Lisboa em Portugal e também estava em casal.

  • Gostei! 1
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Membros

Boa tarde, a minha foi tranquila também, entrei por Lisboa, o cara só deu bom dia e carimbou o passaporte.

No guichê fui com minha esposa, ou seja, vocês 2 podem ir juntos. 

Leve todos estes comprovantes que você citou em uma pasta, se pedirem algo apresenta. 

A imigração só irá enroscar se sentir alguma coisa, ou alguma informação conflitante, mas como pelo visto você tem tudo certo.

Quanto aos valores para se manter, você tendo o dinheiro, cartão etc... sem problemas.

Do mais, é só ir tranquilo, afinal você não vai ser um imigrante ilegal, estará lá para turismo.

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Membros

@Philipe Santos conforme foi citado acima, voce já tem praticamente tudo que é preciso para entrar na Europa (passagem ida/volta, meios de comprovar seus gastos (extrato bancario, demonstrativo de limite do cartao de credito, reservas de hospedagem), só falta o seguro de viagem e o passaporte ter vencimento com data superior a 6 meses a partir da entrada na Europa.

Quando chegar no atendimento à policia vcs dois podem entregar os passaportes juntos, afinal estao viajando juntos. Responda apenas o que for ti perguntado, nao precisa ja chegar e ir expondo todos os seus comprovantes. Provavelmente vao ti perguntar o que pretendem fazer na Europa, quanto tempo pretendem ficar, coisas basicas assim, e talvez ti solicitem algum tipo de comprovante. Mas tudo é bem tranquilo, se vc nao deve nada e nao tem nada de errado nao precisa se preocupar.

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Membros

@Philipe Santos conforme foi citado acima, voce já tem praticamente tudo que é preciso para entrar na Europa (passagem ida/volta, meios de comprovar seus gastos (extrato bancario, demonstrativo de limite do cartao de credito, reservas de hospedagem), só falta o seguro de viagem e o passaporte ter vencimento com data superior a 6 meses a partir da entrada na Europa.

Quando chegar no atendimento à policia vcs dois podem entregar os passaportes juntos, afinal estao viajando juntos. Responda apenas o que for ti perguntado, nao precisa ja chegar e ir expondo todos os seus comprovantes. Provavelmente vao ti perguntar o que pretendem fazer na Europa, quanto tempo pretendem ficar, coisas basicas assim, e talvez ti solicitem algum tipo de comprovante. Mas tudo é bem tranquilo, se vc nao deve nada e nao tem nada de errado nao precisa se preocupar.

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Colaboradores

Cara vocês são um casal e vão juntos para o guichê de imigração, não tem grilo. Se tem reservas para 01 casal na cidade "x"... não importa em nome de quem esta. O mesmo vale para a grana... é a grana do casal!

Vai levar Cartão de credito, ok! Mas evita usar por causa do IOF e da instabilidade cambial. Você paga o que comprar pela cotação no pagamento da fatura...e você não sabe se  a cotação vai subir ou cair...

Quanto a essa questão de abrir conta, bla bla bla... para quem não vei residir na Europa não vejo muita vantagem. Leva uns 500 euros no máximo em espécie e o restante em TVM... simples, pratico, seguro e boa viagem!

Tenho ouvido ultimamente essa estoria de contas em Banco brasileiros que voce saca na Europa em Euro, não sei procede! Sou das antigas.... um pouco em espécie e o grosso em cartão pre pago (TVM)... deixo uma grana extra com algum parente aqui no Brasil e se eu precisar esse parente credita mais euros no meu TVM. Se sobrar... é vender quando voltar.

A imigração em Lisboa é muito tranquila. 

4 horas atrás, edgarjrbr disse:

Philipe, boa tarde!

Minha experiência na imigração na Europa foi super tranquila, eu estava com as passagens de volta, comprovantes de hotéis e comprovação de mínimo de 60 euros por dia, além do seguro viagem e não foi solicitado nada! Apenas tivemos o passaporte carimbado e pronto. Entrei por Lisboa em Portugal e também estava em casal.

Onde viu que são 60 euros por dia? 

Na embaixada de Portugal a informação é de 75 euros + 40 euros/dia/pessoa. (http://www.embaixadadeportugal.org.br/assuconsul/faq-visto.php)

Mas isso é relativo! Porque se você fala para o Agente: Olha vou fazer somente uma conexão aqui em Lisboa para Barcelona e vou passar 20 dias lá... faria sentido ele usar esse parâmetro? Depende do Agente! Alguns vão entender que é um problema a ser resolvido lá na Espanha, outros podem aplicar o parâmetro da Espanha, ou uma media... é bem relativo, infelizmente! mas ele só vai chegar nesse nível de pedir comprovação se realmente estiver desconfiado (rs)... o maximo que aconteceu foi o cara me perguntar quantos dias ficaria e quanto tinha para gastar... nunca pediram para ver. Na maioria das vezes nem perguntaram nada... ou fazem 03 perguntas básicas bem pro-forma. 

Relaxe! Não esqueça o seguro e aproveite.

  • Gostei! 1
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Colaboradores

Que eu saiba, VTM vc não foge do iof... vc paga na hora da compra ("ao carregar"). Posso até ter entendido errado, mas nunca vi vantagem e sempre levei em dinheiro e cartões normais (vejo como alternativa para quem nao tem cartao, ou tem limite muito baixo ou sem segurança em caso de perda-roubo).. tb nunca pensei em fazer conta lá fora.... prefiro levar mais dinheiro em papel do que a maioria se sente confortavel.

Sacar lá fora em moeda local, com cartão internacional (desde que habilitado) normal, é possivel. O problema é que além de iof tem taxa por saque e limite de saque muito abaixo do que tenho aqui. Nas minhas experiencias (BB estilo usando na Russia, Suiça e Alemanha) achei que não vale a pena e só voltaria a usar como emergencia. 

Unico local que já vi obrigando todos a passar sozinho, foi Alemanha (Berlin anos atrás), o cara não respondeu nem "Oi" e carimbou sem pergunta alguma no meu caso. Todas as outras imigracoes que passei, sempre vi casais e até grupos de 3 ou 4 indo juntos.

Como dito acima, comprovar dinheiro e hotel para o casal é normal. Mesmo se te obrigarem a passar separado, basta explicar... mas falta de dinheiro ou passagem de volta devem ser os maiores motivos de problemas no meu palpite.

Relaxa. Eles gostam de turistas. Leve o que todo mundo recomenda e pronto. Inicialmente entregue só os passaportes, no maximo coloca a passagem de volta junto. O resto só se perguntar.... já passei muitas vezes e o máximo que tive que mostrar foi passagem de volta 1x em Amsterdam (Russia a imigração não perguntou, mas alfandega perguntou quanto dinheiro vivo estava levando... preocupada com o limite máximo não declarado e não mínimo, mas tb só perguntou sem olhar). Geralmente não tem pergunta alguma, ou só coisas tipo quanto tempo e o onde vai.

 

  • Gostei! 1
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Colaboradores
5 horas atrás, renata83 disse:

Que eu saiba, VTM vc não foge do iof... vc paga na hora da compra ("ao carregar"). Posso até ter entendido errado, mas nunca vi vantagem e sempre levei em dinheiro e cartões normais (vejo como alternativa para quem nao tem cartao, ou tem limite muito baixo ou sem segurança em caso de perda-roubo).. tb nunca pensei em fazer conta lá fora.... prefiro levar mais dinheiro em papel do que a maioria se sente confortavel.

@renata83 Oi Renata! Para quem fica em hostel acho uma opção arriscada levar tudo em espécie ... sempre fica aquela preocupação e nem sempre os lookers são eletrônicos. Tem hostel que acho os lookers são fragilíssimos a exemplo do The Yellow em Roma (famosíssimo por sinal). Muito pior o cara ficar para cima e para baixo com todo seu dinheiro da viagem. Mesmo em hotel eu não confio muito em largar a grana la ... mesmo com cofre (sera mesmo que não rola uma senha mestra que abre todos...kkk).  

Quanto a velha estoria do IOF ... é meio difícil burlar isso (em menor alíquota no caso de compra em espécie ou em maio alíquota no TVM ou cartão de credito, dura lex sed lex). A grande questão é a variação cambial. Vamos a um exemplo pratico: O vencimento do meu cartão de credito é dia 10 de cada mês. Fiz uma compra em euros 04/12, no ato da compra esse valor já é convertido para USD (ou seja, você já pode sair perdendo na logo de cara se o Dolar tiver em alta em relação ao Euro). Esse valor sera debitado e eu só o pagarei na fatura de 10/01, portanto se em 10/01 o Dolar aqui no Brasil tiver disparado na cotação (o que não é raro no cenário de instabilidade econômica interno e externo)  eu perco novamente!

o TVM embora com cotação um pouco acima da moeda em especie é um meio termo para se proteger de furtos ou perdas, como também da variação cambial ... afinal no dia que vai carregar o TVM você sabe qual a cotação que vai pagar pela moeda. E voce usara la fora como um cartão de débito em conta.

  • Gostei! 1
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Colaboradores
12 horas atrás, Rafael_Salvador disse:

Tenho ouvido ultimamente essa estoria de contas em Banco brasileiros que voce saca na Europa em Euro, não sei procede! Sou das antigas.... um pouco em espécie e o grosso em cartão pre pago (TVM)... deixo uma grana extra com algum parente aqui no Brasil e se eu precisar esse parente credita mais euros no meu TVM. Se sobrar... é vender quando voltar.

 

A muito tempo é possível sacar direto da conta corrente e até mesmo poupança em alguns casos no exterior. É só habilitar o cartão para uso internacional, basta escolher na hora do uso do caixa eletrônico ( ATM ) sacar da conta corrente ou do limite do cartão de crédito.Verifique o limite de saque diário, normalmente é diferente do limite de sua conta aqui no Brasil. Minha conta esta limitada ao equivalente a 1.500 dólares diários. No BB por exemplo, recomendam usar o cartão Mastercard, pois caixas de algumas redes não entendem a função Checking Acount dos cartões Visa e acabam debitando no limite do cartão de crédito, eu sempre levo os dois. Infelizmente não tem como fugir das taxas de IOF e também do uso de caixas em exterior, paga-se uma taxa ao banco aqui no Brasil e mais uma do caixa no exterior. Ate inicio de 2014 a taxa para saques no débito era de apenas 0.38%, mas a Dilma criou mais este imposto para ferrar com quem viaja...

Mas nunca confie 100% no cartão, leve parte em dinheiro, além de tudo deixo uma certa quantia separada para alguma emergência, como perda ou roubo do cartão.

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Membros

Pra que abrir conta no N26 para uma viagem tão curta assim?

Não vai render quase nada de economia, só um monte de trabalho e burocracia para abrir e fechar a conta depois.

Se você levar 60 Euros por dia, serão uns 1.800 Euros no total, levando uns 500 em espécie, sobra uns 1.300 euros para levar de outra forma.

Depois de descontar de descontar todas as taxas, impostos custos de remessa para o N26, na prática isto vai lhe render no máximo uns R$ 0,10 de economia por cada euro em relação ao cartão convencional ou VTM.

E multiplicando 1.300 x 0,10, no final das contas vai te render uma economia de meros R$ 130, o que é um valor irrisório para quem vai gastar 13 a 15 mil Reais numa viagem destas.

Concentre os seus esforços em achar um hotel mais barato e melhor localizado, que inclua café da manhã ou que lhe economize algumas passagens de metrô,  em otimizar a sequencia das cidades para gastar menos dinheiro com passagens, pesquisar quais passeios são legais e quais são arapucas pega turista, isto vai lhe render mais economia de dinheiro do que este malabarismo financeiro todo.

 

E em breve nem teremos mais que nos preocupar com a variação cambial do dólar até o fechamento da futura do cartão de crédito convencional, o governo brasileiro baixou uma norma onde estipula que as compras realizadas no exterior terão que ser convertidas para real no momento da compra e depois não mudam mais.

A única vantagem do VTM e N26 ainda seria a proteção a longo prazo contra a variação cambial,   tipo você aproveitar uma baixa na cotação agora em janeiro e já carregar uns 1000 euros agora aproveitando uma eventual baixa na cotação, e ai se a cotação disparar até Agosto, você estará protegido.

Mas nada garante que lá em Agosto, a cotação não acabe sendo menor ainda do que agora em janeiro e você se "ferrou" por que pagou caro agora em janeiro...

 

  • Gostei! 1
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Participe da conversa

Você pode postar agora e se cadastrar mais tarde. Se você tem uma conta, faça o login para postar com sua conta.

Visitante
Responder

×   Você colou conteúdo com formatação.   Remover formatação

  Apenas 75 emojis são permitidos.

×   Seu link foi automaticamente incorporado.   Mostrar como link

×   Seu conteúdo anterior foi restaurado.   Limpar o editor

×   Não é possível colar imagens diretamente. Carregar ou inserir imagens do URL.

  • Conteúdo Similar

    • Por Lizandrablank
      Oi pessoal!
      Estou programando 10 dias em Amsterdam no início de 2022, sabe como tem sido a questão da Covid-19 pra viajantes totalmente vacinados? E todos os protocolos no aeroporto?
      Aceito dicas e companhia!!! 
      Boa viagem 🛩️
    • Por Fora da Zona de Conforto
      O Airbnb e outros acordos de aluguel de curto prazo são uma opção popular para uma ampla gama de viajantes e turistas. Eles são mais confortáveis do que um acampamento, mas geralmente mais baratos do que um hotel, e muitos oferecem a oportunidade de ficar no coração da comunidade local.
      Neste artigo explicamos como, sendo inteligente e seletivo, você pode encontrar a melhor acomodação possível desse tipo com o mínimo de dinheiro possível. Você aprenderá o que procurar e como evitar armadilhas potenciais para um feriado sem problemas.
       
         1. Equilibre suas opções
      Os Airbnb ‘s disponíveis no local para o qual você está viajando oferecerão, cada um, suas vantagens e desvantagens exclusivas. Isso significa que você terá que colocar suas prioridades em ordem antes de fazer uma escolha.
      O que procura num alojamento? Você quer belas vistas e amenidades de luxo ou simplesmente um lugar para descansar após um longo dia de passeios turísticos? Você está procurando uma localização central com várias conexões de transporte ou está disposto a viajar um pouco mais por um preço mais baixo?
      Você pode precisar fazer algumas concessões para encontrar uma opção de aluguel de curto prazo que se adapte ao seu orçamento, então tente considerar os elementos que você definitivamente deseja e aqueles que você poderia viver sem para encontrar um meio-termo que economize seu dinheiro.
       
       
        2. Escolha quartos individuais
      As opções de acomodação mais baratas são provavelmente quartos individuais em uma propriedade ocupada em tempo integral pelo anfitrião ou compartilhada com outros viajantes.
      Você provavelmente precisará dividir o banheiro – e seus horários planejados para acordar e dormir podem ser diferentes daqueles dos outros residentes. Alguns podem achar isso muito estranho, mas outros podem aproveitar a oportunidade de fazer um novo amigo com toneladas de conhecimento local enquanto economizam dinheiro.
      “Você também encontrará anfitriões muito legais que estariam dispostos a lhe mostrar locais que os outros turistas podem não ser capazes de ver”, comenta Ruban Selvanayagam, da Property Solvers.
       
      Continue lendo em: 8 Dicas para Escolher um Airbnb Divertido e Dentro do Orçamento
       
    • Por ricardo1321
      Olá amigos viajantes,
      Estou com viagem marcada para próximo domingo, com destino a Portugal. Sou Português, mas com dupla cidadania Brasileira. Por culpa do próprio exército e seu site mau feito, não possuo certificado de reservista, mesmo tendando retirá-la. Gostaria de saber se há problema ao passar pela Policia Federal no aeroporto, já que vou como Português.
      Obrigado desde já
    • Por ledamaia
      Viajar sempre foi uma paixão. Antes da pandemia eu tinha uma viagem marcada para NY e lá se foi o sonho americano.
      Esse ano após quase entrar em depressão, escolhi me presentear no aniversário de 30 anos com uma viagem. Escolhi o destino que julguei mais seguro no momento e que era um sonho de vida: Fernando de Noronha. Mas isso é papo pra um outro tópico. Enfim. Depois de Noronha senti segurança para visitar os lençóis maranhenses em julho e por fim, criei coragem para a tão sonhada road trip pelo nordeste.
      COMEÇA AQUI
      Nossa viagem começou em um destino que quase ninguém escolhe: ARACAJU. A terra do carangueijo. 
      Pegamos um voo de Manaus x Aracaju que durou 5h com uma conexão no Recife. De Recife para Aracaju o avião é aqueles beeem pequenos, que da até um certo medo voar hahahaha. Escolhemos a azul porque é nossa companhia de “fidelidade” e acaba compensando as vantagens que temos sendo diamante.

      DIA 01 - Aracaju (SE)
      Chegamos em Aracaju por volta de 10 horas da manhã e fomos deixar as malas no hotel Recanto da Orla. O hotel está super bem localizado, não é dos mais novos e modernos, mas tem um bom atendimento é um bom custo benefício. É bem grande e tem tipo uma ante sala antes do quarto, o que nos ajudava a deixar as malas lá e tudo aquilo que vinha da rua (espaço importante na pandemia).
      Do hotel para a orla são 3 minutos caminhando, de lá até os arcos da orla são 15 andando. 
       

       
      Andamos por toda orla até a Passarela do Carangueijo, ponto muito famoso da região. Eu comi em um bar que não lembro o nome agora, foi um pastelzinho de camarão com uma original bem geladinha 🥶, meu namorado tomou um suco de laranja, tudo deu 33 reais.
      De noite jantamos no Cariri, restaurante muito recomendado, tem música ao vivo e shows de forró a noite. Mas ainda não pode dançar agarradinho 😔 Dica: chegue cedo pois lá lota. É barato? Não! Mas foi um dos lugares que mais curti a noite durante a viagem. Nossa conta deu salgados 253 reais. Consumimos 2 originais 600ml, uma parmegiana para duas pessoas e dois drinks pina colada.

       
      DIA 02 - Canyons do Rio São Francisco
      No dia seguinte acordamos bem cedo pois a NOZES TOUR iria nos pegar as 06:30 para levar pro passeio. A van passa em alguns pontos da cidade para pegar gente. É bom ver com antecedência se terá o passeio pois está bem difícil de formar as saídas, a procura está muito baixa. Nós iríamos fazer a croa do goré caso esse não fechasse, ou o parque dos falcões. Que também são outras opções de passeio da região.
      A van custa 96 reais, o catamarã custa 110 (parcela até 10x) e o almoço custa 44 por pessoa Buffet livre.
      foi um dos passeios mais emocionantes da minha vida. O velho Chico impressiona demais! 
       

      no catamarã são servidos drinks (20 reais mais ou menos) e também petiscos. Depois de uns 40 minutos navegando chegamos em um flutuante que tem uma piscina cercada para que vc possa tomar banho.
      também tem o passeio de canoa entre os canyons. vale a pena? Não sei, é bem frustrante pq imaginei que vc realmente navegava canyons a dentro mas só te leva até um pedacinho e volta. Da uns 10 minutos no máximo e custa 20 reais por pessoa. Aceita pix.



       
      O Buffet self service foi um desafio porque tem gente mal educada que nem sempre usa máscara para se servir, mas fomos um dos primeiros então a comida não estava mexida. E valeu cada centavo. Que delícia!
      chegamos em Aracaju por volta de 20h da noite, paramos na rodoviária para comprar nossas passagens para Maceió no ônibus que saia 06:15 do dia seguinte. Foi 70 reais cada passagem. 5h de viagem.
    • Por ledamaia
      Viajar sempre foi uma paixão. Antes da pandemia eu tinha uma viagem marcada para NY e lá se foi o sonho americano.
      Esse ano após quase entrar em depressão, escolhi me presentear no aniversário de 30 anos com uma viagem. Escolhi o destino que julguei mais seguro no momento e que era um sonho de vida: Fernando de Noronha. Mas isso é papo pra um outro tópico. Enfim. Depois de Noronha senti segurança para visitar os lençóis maranhenses em julho e por fim, criei coragem para a tão sonhada road trip pelo nordeste.
      COMEÇA AQUI
      Nossa viagem começou em um destino que quase ninguém escolhe: ARACAJU. A terra do carangueijo. 
      Pegamos um voo de Manaus x Aracaju que durou 5h com uma conexão no Recife. De Recife para Aracaju o avião é aqueles beeem pequenos, que da até um certo medo voar hahahaha. Escolhemos a azul porque é nossa companhia de “fidelidade” e acaba compensando as vantagens que temos sendo diamante.

      DIA 01 - Aracaju (SE)
      Chegamos em Aracaju por volta de 10 horas da manhã e fomos deixar as malas no hotel Recanto da Orla. O hotel está super bem localizado, não é dos mais novos e modernos, mas tem um bom atendimento é um bom custo benefício. É bem grande e tem tipo uma ante sala antes do quarto, o que nos ajudava a deixar as malas lá e tudo aquilo que vinha da rua (espaço importante na pandemia).
      Do hotel para a orla são 3 minutos caminhando, de lá até os arcos da orla são 15 andando. 
       

       
      Andamos por toda orla até a Passarela do Carangueijo, ponto muito famoso da região. Eu comi em um bar que não lembro o nome agora, foi um pastelzinho de camarão com uma original bem geladinha 🥶, meu namorado tomou um suco de laranja, tudo deu 33 reais.
      De noite jantamos no Cariri, restaurante muito recomendado, tem música ao vivo e shows de forró a noite. Mas ainda não pode dançar agarradinho 😔 Dica: chegue cedo pois lá lota. É barato? Não! Mas foi um dos lugares que mais curti a noite durante a viagem. Nossa conta deu salgados 253 reais. Consumimos 2 originais 600ml, uma parmegiana para duas pessoas e dois drinks pina colada.

       
      DIA 02 - Canyons do Rio São Francisco
      No dia seguinte acordamos bem cedo pois a NOZES TOUR iria nos pegar as 06:30 para levar pro passeio. A van passa em alguns pontos da cidade para pegar gente. É bom ver com antecedência se terá o passeio pois está bem difícil de formar as saídas, a procura está muito baixa. Nós iríamos fazer a croa do goré caso esse não fechasse, ou o parque dos falcões. Que também são outras opções de passeio da região.
      A van custa 96 reais, o catamarã custa 110 (parcela até 10x) e o almoço custa 44 por pessoa Buffet livre.
      foi um dos passeios mais emocionantes da minha vida. O velho Chico impressiona demais! 
       

      no catamarã são servidos drinks (20 reais mais ou menos) e também petiscos. Depois de uns 40 minutos navegando chegamos em um flutuante que tem uma piscina cercada para que vc possa tomar banho.
      também tem o passeio de canoa entre os canyons. vale a pena? Não sei, é bem frustrante pq imaginei que vc realmente navegava canyons a dentro mas só te leva até um pedacinho e volta. Da uns 10 minutos no máximo e custa 20 reais por pessoa. Aceita pix.



       
      O Buffet self service foi um desafio porque tem gente mal educada que nem sempre usa máscara para se servir, mas fomos um dos primeiros então a comida não estava mexida. E valeu cada centavo. Que delícia!
      chegamos em Aracaju por volta de 20h da noite, paramos na rodoviária para comprar nossas passagens para Maceió no ônibus que saia 06:15 do dia seguinte. Foi 70 reais cada passagem. 5h de viagem.
×
×
  • Criar Novo...