Ir para conteúdo
  • Faça parte da nossa comunidade! 

    Encontre companhia para viajar, compartilhe dicas e relatos, faça perguntas e ajude outros viajantes! 

Eriendson

Caminho Português de Santiago de Compostela

Posts Recomendados

5° DIA DA PEREGRINAÇÃOR

RUBIÃES - VALENÇA DO MINHO

(24/04/19) - Pés molhados.

Owwww dia líquido!! 

Todo recruta com uma semana de quartel sabe bem que é prioridade manter os pés secos e confortáveis.

Pois bem! Com menos de uma hora que iniciei minha peregrinação tive que passar por um trecho que molhou completamente meus pés.

Tive que trocar as meias, e enxugar internamente o tênis. Umas duas horas depois ocorreu novamente! Mais um par de meias. A caminhada foi marcada por muita chuva, entretanto o caminho bem bonito, conforme as fotos.

Durante as paradas pra café, descanso e comer chega uma ou outra pessoa e lhe cumprimenta mostrando que lhe conhece, mas você já nem sabe quem é!! Isso acontece bastante!!

Meu destino final nesse dia era a região de Valença do Minho (última cidade portuguesa do caminho).

IMG_20190424_130238500.jpg

IMG_20190424_172946525.jpg

IMG_20190424_125740242.jpg

IMG_20190424_093013653.jpg

  • Gostei! 2

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

2 horas atrás, Eriendson disse:

5° DIA DA PEREGRINAÇÃOR

RUBIÃES - VALENÇA DO MINHO

(24/04/19) - Pés molhados.

Owwww dia líquido!! 

Todo recruta com uma semana de quartel sabe bem que é prioridade manter os pés secos e confortáveis.

Pois bem! Com menos de uma hora que iniciei minha peregrinação tive que passar por um trecho que molhou completamente meus pés.

Tive que trocar as meias, e enxugar internamente o tênis. Umas duas horas depois ocorreu novamente! Mais um par de meias. A caminhada foi marcada por muita chuva, entretanto o caminho bem bonito, conforme as fotos.

Durante as paradas pra café, descanso e comer chega uma ou outra pessoa e lhe cumprimenta mostrando que lhe conhece, mas você já nem sabe quem é!! Isso acontece bastante!!

Meu destino final nesse dia era a região de Valença do Minho (última cidade portuguesa do caminho).

 

IMG_20190424_130238500.jpg

IMG_20190424_172946525.jpg

IMG_20190424_125740242.jpg

IMG_20190424_093013653.jpg

Esses carimbos São D ++++

Legal, as fotos vão surgindo.
"A caminhada é um exercício aeróbico muito eficaz para a saúde. Caminhar é uma atividade física perfeita: é fácil, leve, melhora o seu astral e é capaz de proporcionar saúde, beleza e boa forma. É um exercício que poder ser praticado por qualquer pessoa, independentemente da idade e do condicionamento físico". - Água Natural.
Gosto muito desse texto, só que não sigo kkkkkkkkkk.
Prometo que irei iniciar o meu preparo para enfrentar essa caminhada a Compostela. Questão de honra.

  • Gostei! 1
  • kkkkkkk 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

6° DIA DA PEREGRINAÇÃO

VALENÇA DO MINHO (PT) - O PORRINO (ES)

(25/04/19) - Cruzando fronteiras.

Meu café da manhã além do que tomei no hotel foi uma chuva de granizo.

Vale a pena citar que mandei lavar minhas roupas sujas no hotel (casaco, calça, meias, camisas) já que elas já estavam com o "cheiro" do caminho.
Após atravessar o granizo, passo pela ponte que faz a fronteira PORTUGAL/ESPANHA sob uma chuva e vento intensa (conforme vídeo). Após atravessar e adentrar a Espanha a chuva parou. Não precisou nessa transição de países carimbar nenhum passaporte ou algo semelhante no serviço de fronteiras.
Logo em terras flamencas comecei a subir. O destino inicial era a catedral de Tui, que fica acessível por vielas bem antigas, e portanto bonitas. Parece que você tá indo a um mosteiro budista no alto do Tibet.
A catedral tem uns 1000 anos e tudo é bem feito. As portas talhadas na madeira, tem um órgão (piano) lá dentro, tudo bem feito!
Carimbei a credencial e segui destino. Os caminhos do dia muito bonitos, pontes romanas, natureza, obras de arte no meio do caminho, esculturas em homenagem ao peregrino. Fiz minhas paradas obrigatórias (pés, descanso, comida, café) e por volta das 16h já adentrava na cidade de O porrino.
Fiquei num albergue onde praticamente só havia peregrino. Pé doía, frio fazia, hora de dormir que amanhã tem mais! Fui!

IMG_20190425_134701819.jpg

IMG_20190425_123044863_HDR.jpg

IMG_20190425_114338410.jpg

IMG_20190425_122756609.jpg

IMG_20190425_155547024.jpg

IMG_20190425_120143257_HDR.jpg

IMG_20190425_123159043.jpg

IMG_20190425_144958171.jpg

IMG_20190425_122617594.jpg

IMG_20190425_154623897.jpg

  • Gostei! 2

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

@Eriendson, tô me imaginando ai. Cara, as fotos fazem eu participar dessa caminhada. Só aumenta a vontade de ir.

Minha esposa e eu, estamos acompanhando todo esse teu trajeto.

Resolvemos que ainda não dará para fazer essa caminhada em 2020, pois temos que ir a algumas cidades em Portugal, Espanha e Itália, com apenas 3 meses não dará tempo suficiente, porém, vamos nos programar um retorno, somente para essa caminhada.

Por favor, continue a postar fotos.

  • Gostei! 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
4 horas atrás, joshilton disse:

@Eriendson, tô me imaginando ai. Cara, as fotos fazem eu participar dessa caminhada. Só aumenta a vontade de ir.

Minha esposa e eu, estamos acompanhando todo esse teu trajeto.

Resolvemos que ainda não dará para fazer essa caminhada em 2020, pois temos que ir a algumas cidades em Portugal, Espanha e Itália, com apenas 3 meses não dará tempo suficiente, porém, vamos nos programar um retorno, somente para essa caminhada.

Por favor, continue a postar fotos.

Beleza, amigo. Postarei até o fim.

  • Gostei! 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

7° DIA DA PEREGRINAÇÃO 

O PORRINO (ES) - REDONDELA (ES)

(26/04/19) - Dores que seguem você.

Fui o último a sair do hostel. Não adianta sair correndo, porque durante o dia eu encontro todo mundo no meio do caminho.

O hotel não tinha café da manhã e fui comer num restaurante- bar próximo porque saco vazio não fica em pé. Entre essas duas cidades não tinha nada destacável de diferente que eu havia visto nos dias anteriores. Não houve chuva! Conheci a dona Charlotte, senhora inglesa de 92 anos fazendo a peregrinação (posto a foto aí pra vocês conhecer ela).

Comecei a sentir dores no meu pé direito que foram aumentando. Da metade ao fim as dores se fizeram companheiras minha no trajeto. Parava, massageava, até aliviava, mas ela continuou até o km 19 desse dia. Falando em distância, faltam menos de 100 km pra chegar até a catedral de Santiago. Estou contando os dias! Já é hora de terminar!

Fui a farmácia, comprei remédio pra dor muscular! Vamos torcer que venham melhoras!

Estou escrevendo esse relato agora são 23h30 do dia 26/04 - pousada Refuxio de Jerezana enquanto ouço umas 3 pessoas roncarem em sinfonia. Hasta mañana e melhoras pra mim!

 

IMG_20190426_125939296.jpg

IMG_20190426_133749933.jpg

IMG_20190426_124003045.jpg

IMG_20190426_133018278.jpg

IMG_20190426_114816363.jpg

IMG_20190426_124400236.jpg

IMG_20190426_140643566.jpg

IMG_20190426_104704816.jpg

IMG_20190426_105430440.jpg

  • Gostei! 2

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Fantástico. Cada uma foto mais linda que a outra. Cara, estou viajando nessas fotos.

Essas dores que sentes, nem vai ser lembrado no final de tudo, só ficará de lembranças, as coisas boas que estão te acontecendo.

Essa senhora de 93 anos ..... tenho que ir, isso me dá mais forças.

Tô com uma inveja branca de você.

  • Gostei! 2

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Participe da conversa!

Você pode ajudar esse viajante agora e se cadastrar depois. Se você tem uma conta,clique aqui para fazer o login.

Visitante
Responder

×   Você colou conteúdo com formatação.   Remover formatação

  Apenas 75 emoticons no total são permitidos.

×   Seu link foi automaticamente incorporado.   Mostrar como link

×   Seu conteúdo anterior foi restaurado.   Limpar o editor

×   Não é possível colar imagens diretamente. Carregar ou inserir imagens do URL.


  • Conteúdo Similar

    • Por casal100
      Resolvemos, dessa vez, fazer alguns roteiros distintos: beira-Mar, trilhas em montanhas e travessia.
      Começamos por Ubatuba, foram 10 dias de caminhada, por algumas das principais praias; depois pegamos nosso veículo e fomos fazer alguns roteiros em Extrema-MG e, por último,  a grata surpresa: TRAVESSIA DA SERRA DA CANASTRA-MG, que lugar maravilhoso: belas cachoeiras, trilhas fortes, flora e fauna exuberante, povo amigável, queijos deliciosos(alguns entre os melhores do mundo na sua categoria) sem contar a culinária mineira. Tudo de bom.
    • Por casal100
      Fizemos a maioria dos caminhos que passam pela Serra da Mantiqueira(Estrada Real, Caminho da Fé, Crer....), alguns mais de 1 vez.
      É quase unanimidade entre os caminhantes que, indiscutivelmente, a Serra da Mantiqueira têm as mais bonitas paisagens e, nós concordamos integralmente. São caminhos que proporcionam lindas fotos,  clima agradabilíssimo, povo acolhedor e simpático, ingredientes que definiram esse roteiro.
      Foram quase 50 dias e mais de 1.100 quilômetros de muitas alegrias, felicidade e paz,  poucas tristezas e decepções.
      Começamos e terminamos na MAGNÍFICA cidade de Campos do Jordão-SP, depois de rever vários lugares (passei alguns invernos nesta bela cidade, quando eu era "bacana"). A cidade se transformou,  criaram vários roteiros turísticos, belas e caras casas dos novos e velhos "bacanas", ótimos restaurantes, atrações mil,  pousadas e hotéis de todo tipo e preço, tem até o refúgio do peregrino, comércio bom, povo hospitaleiro, clima perfeito e, ainda por cima fomos no verão,  baixa temporada,  onde com facilidade encontramos boa hospedagem com preços menores que muitas hospedagem em cidades pequenas.

      Outra coisa que pesou em escolher fazer essa travessia é que a região se assemelha muito com um projeto que temos em mente, que é a travessia entre Punta Arenas x Arica no Chile,  então serviu como treinamento.
    • Por casal100
      ROTEIRO À PÉ:
       
      RIO GRANDE DO SUL:
      Portão
      Bom Princípio
      Carlos Barbosa
      Garibaldi
      Bento Gonçalves - Vale dos vinhedos
      Bento Gonçalves - Pinto Bandeira
      Bento Gonçalves - pela cidade
      Bento Gonçalves - caminho de Pedras
      Caxias do Sul - flores da Cunha
      Caxias do Sul - estrada dos imigrantes
      Nova Petropolis
      Gramado - Natal de Luz
      Canela - Cachoeira do Caracol
      Gramado - pela cidade (parques, centro)
      Santa Maria Herval
      Picada Café
      Ivoti
      Sapiranga
      Três Coroas
      São Francisco de Paula
      São Francisco de Paula  (parques, lagos e pela cidade)
      Tainhas
      Cambará do Sul
      Cambará do Sul - Canyon Itambezinho
      Cambará do sul - canyon Fortaleza
      Torres - praia
       
      SANTA CATARINA:
      Praia Grande - descida Serra do faxinal
      Balneário Gaivota - Praia
      Balneário arroio do Silva - Praia
      Balneário Rincão - Praia
      Balneário corrente - Praia
      Farol de Santa Marta - Praia
      Laguna - cidade histórica + Praia
      Orleans
      Guatá  (distrito de Lauro Muller) pé da serra do Rio do Rastro
      Bom Jardim da Serra
      ROTEIRO DE ÔNIBUS :
      São Joaquim
      Urubici
      Bom Retiro
      Lages
      Fraiburgo
      CONTINUAÇÃO À PÉ SANTA CATARINA:
      Videira
      Treze Tílias
      Água Doce
      Jaborá
      Concórdia
      Seara
      Chapecó
       
      PARANÁ (ÔNIBUS):
      Curitiba
      Paranagua
      Morretes
       
      QUILÔMETROS /DIAS: +- 1.300 kms em 53 dias
       
      PESSOAS:
      No planejamento da viagem nossa preocupação era de como seríamos recebidos nas pequenas cidades, visto que algumas delas não tinham vocação turística, e "mochileiros"poderiam ser "novidade". Mas, essa preocupação foi rapidamente deixada de lado.
      Fomos recebidos muito bem em todos os lugares (exceto dois episódios, que não afetou em nada nossa caminhada).
      Ficamos impressionados com a educação e o acolhimento da população do Rio Grande do Sul e de Santa Catarina, sempre solícitos às nossas demandas.
      Poxa, que saudade de tudo aquilo, em breve voltaremos.
       
      CIDADES:
      Praticamente todas as cidades desse roteiro tinham pousada ou hotel, somente o distrito de tainhas-SC não tem, somente restaurante (mas esse trecho tem serviço de ônibus intermunicipal).
       
      ESTRADAS:
      Optamos em fazer pelas estradas asfaltadas(alguns trechos fizemos em estrada de terra), pois não conseguimos informações sobre estradas secundárias nesta região.
       
      COBRAS:
      Nunca vimos tantas cobras como na serra Gaúcha, teve dia que vimos umas 5, quase minha esposa pisou numa em uma rodovia asfaltada.
      Elas ficam enroladas na pista de rolamento, é normal vê-las todas esmagadas por veículos, ficam parecendo um desenho no chão (pois vários veículos passam por cima).
       
      ANIMAIS SELVAGENS:
      Outra coisa que nos chamou atenção, vimos muitas espécies(raposa, cobras, tatu, macacos, roedores, porco espinho etc) passando lentamente perto de nós.
       
      PRECONCEITO:
      Tivemos um fato lamentável num hotel fazenda.
      O gerente nos recebeu num descaso tremendo, nem respondia nossas perguntas, foi preciso a intervenção de uma funcionária para resolver a situação (quase mandei o cara a pqp), o infeliz está no lugar errado.
      O outro caso foi mais leve, mas fiquei puto.
      Tirando isso, foi muito tranquilo ser mochileiro naquela região, muito tranquilo mesmo.
       
      PREÇOS HOTÉIS:
      Variou de $25 a 95 por pessoa (mas a crise pegou todo mundo ), em alguns lugares priorizamos ficar em lugares melhores,
      Sempre pechinchamos os preços, na maioria dos casos conseguimos descontos, principalmente à vista.
      Não fizemos nenhuma reserva, foi muito tranquilo.
       
      PREÇOS REFEIÇÕES:
      variou de $10 a $35 por pessoa à vontade.
      Peso : de $20 a $44 o quilo.
      Obs.: em média coloque $22 por refeição sem bebidas.
       
      ABUSO CONTRA TURISTA:
      Só tivemos alguns casos de abuso, mas nada gritante:
      Você chega em duas pessoas e pede somente um cafezinho pequeno, o cara trás dois grandes (claro, mais caro) e na maior cara de pau diz que pedimos dois.
      Isso aconteceu nuns 5 lugares na serra gaúcha, lamentável!
      Obs.: para nos proteger disso, fazíamos assim: chegávamos nos caixas do estabelecimento e pagava antecipadamente, acabou o problema.
       
      CARONA: precisamos pegar carona em algumas oportunidades, e foi até tranquilo conseguir.
      .fomos ao canyon Itambezinho e no Fortaleza à pé, e voltamos de carona, foi tranquilo.
      .quando visitamos uma cachoeira em Cambará do sul, fomos à pé e voltamos de carona ( neste dia pegamos três, cada um nos levou num pequeno trecho).
      .dividimos o trecho entre Seara e Chapecó-SC em dois, como o ônibus demoraria muito, resolvemos ir de carona, demorou uns 40 minutos para aparecer.
       
      SEGURANÇA:
      Em momento algum tivemos problema, somente em Porto Alegre (visita ao mercado central que nos orientaram a ter cuidado), mas os moradores de PA estão preocupados.
      .na saída de Caxias do Sul, saída para estrada dos imigrantes tem um lugar que me pareceu inseguro, mas nada complicado.
       
      NEGOCIAÇÃO HOSPEDAGEM:
      Sempre negocie, em alguns casos conseguimos descontos de 10% abaixo dos sites de hospedagem. Principmente nesta crise, em alguns casos somente nós dois estavam hospedados no hotel.
    • Por casal100
      Realizamos no período de 19 a 28 de julho de 2015, o circuito completo do Vale europeu em Santa Catarina. Foram 10 dias contemplando e vivienciando lugares, pessoas maravilhosas.
      Destaco alguns locais incriveis: Pomerode, blumemau, fazenda campo do zinco e sua maravilhosa cachoeira, lindos mirantes, estradas encantadoras, pessoas hospitaleiras e cordiais. Nāo tivemos nenhum incidente.
       
      Começamos antes do circuito, fazendo o caminho entre blumenau e pomerode a pé, e no final fizemos do mesmo modo a rota enxaimel em Pomerode, por isso o roteiro foi concluido em 10 dias.
       
      Brevemente relato completo.
    • Por casal100
      Realizamos no período de 01 a 30 de janeiro de 2016 o CRER, foram mais de 800 quilômetros de caminhada.
       
      O circuito começa no morro da piedade a uns 15 kms de Caeté -MG e termina no santuário de Aparecida no estado de São Paulo.
       
      Esse circuito ainda está em fase de implantação, no escritório da igreja da piedade não disponibilizam nenhuma informação sobre o roteiro.
      Fornecem somente um pequeno mapa de uma parte do roteiro, não consta nele nenhuma informação sobre hospedagem, refeições, quilometragem.......
      Tem que seguir os marcos , que em alguns lugares foram destruídos dificultando sobremaneira o prosseguimento.
      Mais de 80% deste roteiro seguem o mesmo percurso da Estrada Real, no nosso caso ajudou bastante, pois em caso de dúvida seguíamos os da ER.
       
      Esse é uma demonstração de parte do CRER.

      Em algumas cidades tem essas placas informativa sobre o caminho CRER

      Essas placas informam as distâncias entre cidades..

      O morro da piedade é aquele morro no fundo da foto, é ali que oficialmente começa do caminho CRER

      Essa é a portaria que dá acesso a igreja da Piedade início oficial do CRER



×
×
  • Criar Novo...