Ir para conteúdo
  • Cadastre-se
analuvcosta

Se locomover de ônibus em Florianópolis

Posts Recomendados

Gente, alguém aqui já foi pra Floripa, dependendo só de ônibus?? Tô vendo muita gente falando sobre a dificuldade pra se locomover pela ilha, com transporte público. Queria saber de vocês também como foi.

 

 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Olha, é bem chato pq todos os ônibus partem do centro, então pra cruzar a ilha são no minimo 2 ônibus e isso as vezes toma um tempo enorme seu.  O ideal é alugar um carro, mas se tiver fora do seu orçamento, de ônibus vc vai pra todo canto lá, só precisa ter paciência.

 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
32 minutos atrás, analuvcosta disse:

 

Gente, alguém aqui já foi pra Floripa, dependendo só de ônibus?? Tô vendo muita gente falando sobre a dificuldade pra se locomover pela ilha, com transporte público. Queria saber de vocês também como foi.

 

 

 

Não dependi só de ônibus, mas quando estive lá em outubro usei ônibus para me locomover em alguns trechos e foi super tranquilo. As pessoas eram bem solícitas com informações e eu conseguia saber das linhas e horários pelo app do google maps.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Hum..eu baixei uma tabela de horários, e achei muito estranha. Parecia que só havia um horário pra cada ônibus, e tipo, 14h da tarde..Como você vai pra praia esse horário? Achei estranho isso..

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Olha, é bem chato pq todos os ônibus partem do centro, então pra cruzar a ilha são no minimo 2 ônibus e isso as vezes toma um tempo enorme seu.  O ideal é alugar um carro, mas se tiver fora do seu orçamento, de ônibus vc vai pra todo canto lá, só precisa ter paciência.
 

Entendi..o meu receio é ser escasso demais..pensei em.uber..orcamento apertado kk

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Eu acho que Uber pode ajudar muito sim se vc for sozinha, se for com amigos acho que rachar o aluguel de um carro acaba até saindo mais barato. Se bem que o Uber em 3 4 pessoas acaba compensado mais que alugar um carro, acho...

O mapa viário da ilha é igual uma cruz. Não tem ligação entre as pontas da cruz, tem que sempre ir pro centro, isso é que complica a coisa.

  • Curti 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Terminal de Canasvieiras ao terminal do centro tem toda hora,como ao terminal da Lagoa.Agora Lagoa a Rio Tavares é complicado,como complicado também é os alimentadores. 

Esses horários que está vendo devem ser de alimentadores, por exemplo,circular Canasvieiras e Balneário canavieira,os mais usados entre o terminal e o bairro,os mais usados pelos argentinos, são raros.

  • Curti 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Eu acho que Uber pode ajudar muito sim se vc for sozinha, se for com amigos acho que rachar o aluguel de um carro acaba até saindo mais barato. Se bem que o Uber em 3 4 pessoas acaba compensado mais que alugar um carro, acho...
O mapa viário da ilha é igual uma cruz. Não tem ligação entre as pontas da cruz, tem que sempre ir pro centro, isso é que complica a coisa.

Entendi..pois é, não alugo um carro pq estou sozinha, vai aumentar muito meus gastos..

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar Agora

  • Conteúdo Similar

    • Por bstorquato
      Visitar Florianópolis é uma experiência incrível, a Ilha da Magia, na minha opinião, é um dos melhores destinos brasileiros. Não importa se você é amante da natureza e gosta de tranquilidade ou se gosta de bares e baladas. Em Florianópolis você tem de tudo.
       
      História
       
      Inicialmente fundada como Nossa Senhora do Desterro em 1675, Florianópolis fazia parte da vila de Laguna, e somente em 1726 foi elevada à categoria de vila, assim desmembrando-se de Laguna.
       
      Com sua boa localização estratégica, a ilha passou a ser ocupada militarmente. Esse fato contribuiu bastante com a ocupação de toda a ilha e também com o desenvolvimento da agricultura e indústria manufatureira de algodão e linho.
       

       
      Em 1823 a vila foi elevada à categoria de cidade, tornando-se capital da pronvíncia de Santa Catarina. Com grande investimento de recursos federais, esse foi um período de grande prosperidade para Desterro, com construções de prédios públicos, melhorias no porto e a organização de atividades culturais.
       
      Em 1894, devido à grande influência do Marechal Floriano Peixoto, a cidade foi renomeada para Florianópolis em sua homenagem. A partir do século XX a cidade passou por profundas transformações, e hoje tem sua economia baseada no comércio, prestação de serviços públicos e turismo.
       
      O que fazer em Florianópolis
       
      Já visitei Florianópolis várias vezes, e sempre falta tempo para fazer tudo o que quero. É tanta coisa pra fazer que um mês seria pouco na ilha. Pra resumir um pouco, vou fazer uma lista das coisas que considero bacanas.
       
      Lagoa da Conceição.
       
      Meu lugar preferido em toda a ilha, aqui existem muitas opções, sejam atividades, restaurantes, barzinhos, etc. Eu recomendo:
       

      Stand-up paddle. 20 reais meia hora.
      Passeio de barco. 10 reais para um passeio de 1hr.
      Sandboard. Não tenho certeza mas acredito que seja em torno de 30 reais 1hr.
       

       
      Além dessas atividades, muita gente faz piquenique na beira da lagoa, ou passa a tarde caminhando pelas lojinhas de artesanato, e pra fechar o dia uma boa cerveja num dos diversos bares e restaurantes é uma ótima opção.
       
      Ainda na Lagoa, recomendo 2 lugares ótimos. Bar do Boni é um restaurante na beira da lagoa que oferece boas porções e algumas opções de cervejas artesanais, recomendo a porção de isca de côngrio. E o The Black Swan é pub inglês de excelente qualidade, serve ótimas porções e oferece diversas opções de choppes, inclusive alguns ingleses.
       
      Passear pelo centrinho da lagoa é um bom passatempo, tem diversas lojinhas, bares, pessoas vendendo artesanato na rua, feirinhas e etc. Tem até um espaço de food trucks com várias opções. Bem bacana!
       

       
      Trilhas
       
      Trilha do Gravatá
       
      Essa é uma trilha bem tranquila com duração media de 30min e que pode ser feita até de chinelo. A entrada é já do lado do Bar do Boni e a primeira parte é bem curta, terminando numa rua, na qual você desce um pouco, atravessa e começa a segunda parte. O final da trilha é numa praia incrível com água clara e azul, também há uma uma casa onde mora um senhor muito simpático. Passando essa praia e subindo no próximo pico é possível ver a Praia do Mole.
       

       
      Trilha Piscinas Naturais
       
      Para chegar nessa trilha vá até a Barra da Lagoa e chegando lá, caminhe para a direita até o final da praia, onde vai ter uma ponte, atravesse a ponte e siga sempre em frente. Simples assim. Também é uma trilha leve de mais ou menos meia hora e vale muito a pena, o lugar é muito bonito.
       

       
      Trilha da Lagoinha do Leste
       
      Talvez a mais famosa trilha de Florianópolis, a Lagoinha do leste é imperdível para quem gosta desse tipo de atividade. É no final dessa trilha também, que fica a famosa pedra da coroa.
       

       
      Até a praia, são aproximadamente 60 minutos de trilha, de dificuldade leve/moderada. A trilha é bem construída e sinalizada, mas é uma subida um pouco pesada e pode ser cansativa. Da praia até a pedra da coroa são mais uns 45 minutos de pura subida. Esse é o trecho mais pesado de toda a trilha, mas a vista faz valer a pena.
       

       
      Além da trilha, também é possível conhecer a praia da lagoinha do leste de barco, que custa R$ 40,00 na alta temporada.
       
      Beira Mar Norte
       
      A melhor opção para fazer uma caminhada/corrida, passear de bike ou quem sabe até fazer um passeio de barco. A beira mar norte é uma boa opção para passar o final da tarde e ver pôr do sol, e depois jantar em um dos restaurantes ali localizados.
       
      Reveillon
       
      A noite da virada de Florianópolis é considerada uma das mais bonitas do país, e não é por menos. Passei a virada de 2015/16 lá e foi fantástica, foram mais de 20min de queima de fogos, junto com diversos shows na beira mar norte, bem no estilo Rio de Janeiro. O clima é bem tranquilo seguro e familiar, com uma estrutura muito boa, contando com banheiros, enfermaria e um bom número de policias para garantir a segurança.
       
      Gastronomia
       
      - Sanduicheria da Ilha. O melhor lugar da ilha pra comer um sandubão caprichado, fica na beira mar norte e oferece um cardápio bem completo.
       
      - Santo Antônia de Lisboa (Bairro). Esse bairro merece um destaque aqui, um pouco afastado do centro da ilha, lá encontram-se muitos restaurantes ótimos, com comidas para todos os gostos. Além disso ainda tem um clima muito aconchegante e até romântico.
       
      - Mercado Municipal. Mercadões são sempre ótimos lugares pra comer e em Florianópolis não podia ser diferente. O mais famoso no mercado é o Box 32.
       

       
      - Guacamole. Rede de restaurantes mexicanos, em Floripa o guacamole fica na bera mar norte e sempre lota, é bom chegar antes das 19h.
       

       
      - Rosso Restro. Conhecido pelo seu famoso Polvo à Rosso, eleito o melhor polvo do Brasil, o Rosso está localizado em Santo Antônia de Lisboa, na beira do mar e com um ambiente fantástico.
       

       
      - Costa da Lagoa. A Costa da Lagoa é uma pequena parte da ilha onde só se chega através de trilha ou pegando o barco na lagoa da conceição. Só o passeio já vale a pena, mas também tem restaurantes por ali. O mais recomendado é o que está no pier número 19, mas em todos os piers tem algum lugar bacana pra comer.
       
      - Bar do Arantes. O Bar do Arantes é famoso mundialmente, você talvez até já tenha ouvida falar. O restaurante funciona desde 1958, e fica localizado no bairro Pântano do Sul, que é muito procurado pelas trilhas. A fama do bar deve-se aos bilhetinhos, que antigamente eram deixados por mochileiros, avisando os colegas que chegariam mais tarde, onde encontrá-los. Hoje isso virou tradição no bar e quem passa por lá deixa o seu bilhetinho. Já são mais de 70 mil bilhetes colados pelas paredes do bar!
       

       
      Pântano do sul
       
      Pântano do sul é um bairro bem ao sul da ilha, cheio de trilhas e natureza. Ao contrário do centro e norte de Florianópolis, esse é um bairro bem menos agitado, apesar de bastante visitado. Turistas vão diariamente para lá para fazer a trilha da Lagoinha do Leste e visitar o Bar do Arantes, mas não costumam se hospedar por lá.
       

       
      Em minha última viagem à Florianópolis, ficamos hospedados em Pântano do Sul, e foi perfeito pra relaxar. A praia é ótima e tranquila, sem muita gente, também fizemos uma trilha e descansamos bastante. Mas recomendo se hospedar lá se quiser mesmo fugir do agito, pois todo o resto dos atrativos da ilha ficam bem longe, e a estrutura do bairro é fraca, com poucos mercados e lojas.
       

       
      Hospedagem
      Florianópolis tem hospedagem pra todos os gostos e bolsos, eu geralmente fico na casa de um amigo, mas já sei que vários hostels da ilha estão entre os melhores do Brasil.
       
      Minha dica é: pegue algum que seja bem localizado, assim você não depende de transporte, o que facilita bastante. Recomendo se hospedar na Lagoa da Conceição.
       
      --------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
       
      Florianópolis é sem dúvida uma das cidades mais bonitas do Brasil e definitivamente merece uma visita, gosto muito da cidade e estive por lá diversas vezes. Não deixe de ir caso esteja pela região.
    • Por Renata_Vieira
      Amigos,
       
      Pretendo passar alguns dias em setembro em Florianópolis.
      Irei com meu marido.
      Ele gosta muito de praia e eu gosto de lugares históricos e paradisíacos.
      Ele gosta de gastar pouco, eu gosto de conhecer as coisas e dar seu devido valor.
      Gostaria de dicas de onde ficar em Floripa.
      Queremos conhecer o Beto Carreiro World, é viável?
      Pretendemos ficar do dia 11 a 19/09. É uma boa época para conhecer a ilha?
      Toda ajuda será bem-vinda!
      Aguardo retorno.
      Abraço!
    • Por Antonio Costa
      O sul de Florianópolis é hoje a principal rota gastronômica da ilha.
      A localidade Freguesia do Ribeirão da Ilha é reconhecida pela sua arquitetura açoriana no Centro Histórico, bem como pela maior concentração de produtores de ostras e mariscos do Brasil.
       
      A rota gastronômica conta com restaurantes de renome internacional com o OSTRADAMUS especializado em culinária internacional e a ABOMBORDO RESTAURANTE & PIZZARIA, especializado em pratos a base de frutos do mar e as melhores pizzas do Brasil, entre outros tantos. Cafés, brigaderias, artesanatos diferenciados com rendas e bordados feitos a mão. Tudo no Centro Histórico da localidade.
       
      A arquitetura é sem dúvida uma viagem ao passado, onde os primeiros imigrantes açorianos instalaram-se e desenvolveram o comércio local, assim como, criaram uma estrutura social onde senhores e escravos conviviam nos moldes da época.
       
      Essa região é a que mais mantém as característica da época e a beleza natural das montanhas e do mar convivendo lado a lado ao longo dos séculos. Tudo muito bem preservado.
       
      É uma visita obrigatória para quem vem a Florianópolis.
      Vale a pena passar um sábado ou um domingo na localidade e adjacências visitando criadouros de ostras, os alambiques produtores de cachaça artesanal e as delícias gastronômicas, além da beleza natural.
       
      Recomendo.
       
      Antônio Costa
    • Por Julianacs
      [info]Deixe aqui aquela dica de passeio que você gostou, do barzinho 10 que conheceu, daquele restaurante bom e barato ou daquele outro que serve um prato especial que você adorou. Vale também a dica daquela balada inesquecível que você conheceu.
       
      Regras do Tópico:
      Neste tópico não serão aceitas perguntas, apenas dicas de Florianópolos. Perguntas devem ser postadas no Tópico Florianópolis Perguntas e Respostas. clique aqui Todas as perguntas postadas aqui serão deletadas[/info]
       
      Bar do Arante é uma atração a parte. Só pelo local já vale a pena. Delicinha! Vou ver se consigo postar umas fotos.
      Quanto ao Chico é bem conhecida e pelo menos na época que fui, era muito boa e farta.
       
       



    • Por JDEODATO15
      FLORIPA - Tirandentes.
       
      1 DIA
       
      Sai de Fortaleza no sábado, 18/04 com conexão em São Paulo.
      Chegando em SP, Claudia, que fez o esteve comigo no mochilao do peru estava a minha espera. Levei um mimo para ela como forma de recordação do nosso nordeste, uma rede! Ficamos papeando enquanto aguardava minha conexão rumo a Floripa.
       
      Chegando no aeroporto de floripa, impressionou-me uma capital ter um aeroporto tão acanhado, enfim, descobri que a rodoviária deles e muito melhor que muitas que já andei por aí, então ta valendo.
       
      Tinha lido em relatos por aqui que valeria a pena pegar uma bus em direção a lagoa da conceição, contudo, iria demorar mais de 2hrs para chegar no meu destino.
      Ao sair encontrei com um cara que ofereceu serviços de transporte, dica-se de passagem, não era taxista, mas me passou confiança, vamos lá.
       
      Cheguei aos hostel, Panorama hostel e a moçada estava a minha espera. Haviam programado de irmos no John bull, uma casa de shows pop rock muito falada por aqui e queríamos conhecer e aproveitar a noite. Ledo engano, ao passarmos por ela não havia um cristão na fila e não poderíamos ir sem antes batermos aquele rango. Indicação do site e também de locais a casa do pastel, putz, muito bom mas o que era para ser apenas um rango, todos saíram extasiados de tanto comer!!
       
      Demoramos cerca de uma hora e ao passarmos na John bull estava lotada e não tínhamos como entrar, droga de pastel!!! Sem opções, começamos a rodar a ilha atrás de algum canto para sentarmos e papearmos, mas tudo estava lotado! Enfim, qse estávamos desistindo qndo encontramos um pub bacaninha, n recordo o nome, tava tocando um sertanejo sem vergonha....
       
      Observação quanto ao hostel: bem localizado e a estrutura muito boa, ambiente familiar, fomos na baixa estação, mas pelas fotos do booking parece ser mto zoacao na alta estação. Diárias de 40,00, café da manhã incluso.
       
      2 DIA
       
      Acordamos relativamente cedo e fomos bater pernas nas praias da ilha. Fomos a praia mole, depois a praia da lagoa, aproveitamos o horário e almoçamos num restaurante de la, seguimos em direção a outras praias.
       
      Chegamos no hostel por volta das 18hrs e tínhamos que recarregar as baterias pq nesse dia haveria um show do Cristiano Araújo no Fields.
       
      Rumamos ao Fields por volta das 23hrs e foi aquela animação. Regressamos por volta das 4 da matina!
       
      3 DIA
       
      Thais havia voltado para balneário Camboriú e nos havíamos tirado o dia para irmos ao Mirante Morro da Cruz, rumamos em direção ao TILAG e pegamos o bus em direção ao TICEN, ao lado da rodoviária. Observação relacionada aos terminais, lá são extremamente rigorosos quanto a horários, então todos os ônibus saem nos horários previstos nas indicações encontradas no site da prefeitura ou se pode baixar um aplicativo.
       
      Ao retornarmos do mirador, Rogério passou na rodoviária para comprar as passagens para balneário camburiu, contudo, sugeri de irmos juntos, já que não sabia o dia que voltaria a esse estado. Passagens compradas e vamos almoçar/jantar, não havíamos comido nada ainda. Indicação do site e o restaurante bokas, 5 ao todo na cidade de Florianópolis. Muito bem servido, a porção e enorme e sem restrição para saladas e arroz. Regressamos para recarregar as baterias, pois iríamos ao Mustafa, casa de show, muito boa, por sinal.
       
      4 DIA
       
      Pegamos um taxi para irmos a rodoviária, pois nosso tempo já estava um pouco apertado, chegamos a tempo de embarcarmos e aproveitar cada pedacinho daquele paraíso chamado balneário Camboriú. Chegamos por volta do meio-dia, e rumamos ao shopping para batermos um lanche rápido. Como não havia pesquisado a forma de como chegar na orla, via rodoviária, tivemos que nos render a outro taxi! Para nosso azar, dia de feriado deu bandeira 2, ou sejam os dois táxis que pegamos foram absurdamente caros! Dica: existem ônibus, óbvio, foi o trajeto que usamos na volta!
       
      Chegamos ao parque Unipraias, pegamos o bondinho em direção a praia das laranjeiras. Local paradisíaco, dai onde um cidadão muito cortes puxou assunto conosco, pelo fato de o Rogério estar com uma blusa da seleção da argentina. Explicou que há tempos atrás, o fato de hoje aquele lugar ser o que é, foi pelo fato de que os argentinos na época da bonança econômica vieram com muito dinheiro, naquela época a conversão era o contrário. Logo o turista que trazia consigo 1.000,00 pesos argentinos correspondia a R$ 2.000,00 reais, quando a cerveja em lata custava algo em torno de 1,80 porção de camarão custava 15,00 e um prato de lagosta 45,00. Nos dias de hoje a mesma latinha custa 10,00, a mesma porção de camarão 90,00 e pasmem, o mesmo prato de lagosta 240,00. Absurdo? Não, externalidade positiva, lei da oferta/procura. Hoje o balneário, graças aos hermanos e conhecido mundialmente, fortalecendo assim, a economia local.
       
      Ficamos aproximadamente umas 3 horas na praia, sem meter a mão no bolso! Kkkkkk, tinha uma aranha dentro do meu bolso que não me deixou gastar nada! Kkkkkkkk. Valeu a pena...
       
      Regressamos e tiramos mais algumas fotos do mirante, para enfim embarcarmos num passeio pela orla, onde iríamos descer próximo ao camelodromo para voltarmos a floripa, via bus.
       
      Estava chegando o fim de mais um mochilao, que aproveitamos bastante, retornando a fortaleza no dia seguinte pela manhã.
       
      Custo aproximado da viagem: R$ 700,00.
×