Ir para conteúdo
  • Faça parte da nossa comunidade! 

    Encontre companhia para viajar, compartilhe dicas e relatos, faça perguntas e ajude outros viajantes! 

INDO DE FORTALEZA PARA JERICOACOARA DE MOTO - PASSO A PASSO


Posts Recomendados

  • Membros

INDO DE FORTALEZA PARA JERICOACOARA DE MOTO – PASSO A PASSO

 

20110127002810.jpg

 

Realizei recentemente essa viagem com minha namorada partindo de fortaleza e seguindo para Jeri de motocicleta. Somos de São Paulo e nunca havíamos feito o citado trajeto. Tenho certa experiência na condução de motocicletas, porém não sou “trilheiro” tampouco tenho vivencia em estradas “off-road”.

Resolvi escrever este breve roteiro, pois, antes de fazer a viagem, procurei por toda a internet dicas para a viagem até Jeri, porém não encontrei nada.

Bem vamos lá, para os malucos que queiram realizar a viagem, seguem as primeiras dicas:

 

- Ter disposição, gostar de aventuras e, de preferência, ter uma pessoa muito parceira para realizar a viagem com você, pois sozinho não tem graça alguma. Por fim, saber andar de moto, claro.

 

- Como não somos de Fortaleza, alugamos a motocicleta na loja “Loc Center Motos”, com diárias de R$ 50 reais (acima de uma semana) para uma motocicleta “HONDA/BROS 150cc”. Tornado/Twister sai por R$ 500,00 a semana e R$ 70,00 o dia (acima de uma semana). Se quiserem passo o e-mail para contato, mas, em pesquisa rápida pelo Google, a loja é facilmente localizada.

 

- Bem, em posse da motocicleta, o ideal é analisar os 300 km do caminho até Jeri. A melhor opção é a CE – 085, conhecida como rodovia estruturante ou rota do sol poente. Essa rodovia segue até Jijoca (há 23km de Jeri). Por ser um trajeto cumprido, o ideal é pensar em uma ou duas paradas, pois no caminho há muitas praias lindas e que vale a pena conhecer. No município de Trairi, cerca de 100 km de Fortaleza, tem as conhecidas praias de Flecheiras, Mundaú e Guajiru. Na viagem paramos somente em Flecheiras (a primeira praia) e foi na volta, pois na ida queríamos aproveitar o claro do dia e não foi possível grandes paradas. Há cerca de 23 km adiante de Trairi, tem Lagoinha que é uma boa opção também. O ideal é pesquisar no Google e ver o q mais lhe agrada.

 

- Importante em saber é q o “Google maps” está totalmente desatualizado com esta estrada (terminada em junho de 2010) e, portanto, ele não mostra o caminho pela CE 085. Sugiro a compra de um guia rodoviário (quatro rodas R$ 15,00), pois n acredito q um GPS tenha a atualização também.

 

- Seguindo para Jeri e se mantendo na CE 085 não tem segredo e a estrada é bem sinalizada, sempre com placas indicando para Jericoacoara. A meu ver, a única complicação do caminho é na chegada na cidade de Acaraú, onde você passa literalmente pelo meio da cidade e a estrada parece ter se acabado. Mas seguindo reto na avenida que continua da estrada até ela acabar, você vira à esquerda, passa por dois postos de gasolina e no terceiro (Ale se não me engano) você vira a direita para seguir pela CE 085. Este ponto é importante, pois caso você siga reto, você irá pegar a BR 403 ou 402 (também não tem no Google). Portanto, se observar placas de KM escrito BR ao invés de CE, você está errado. Na dúvida, pergunte sempre para alguém.

 

- Isto posto, vamos ao que importa que é a chegada em Jijoca e a ida até Jericoacoara. Bem, existem basicamente 03 caminhos. Um pela praia do Preá (vila próxima, antes de Jijoca), por Mague-Seco ou pelas Dunas. Na ida, fomos por mangue-seco, pois parecia ser o caminho mais fácil. Realmente o caminho tem calçamento de pedra em boa parte e a dificuldade está em atravessar para a praia, pois não pode ser quando a maré está alta. Assim, se for por mangue-seco você deverá evitar os horários entre 05h e 11h ou entre 17h e 23h. Na volta, fiz o caminho pela praia do Preá. Sem dúvida o melhor, sem dificuldades, você segue pela praia até a Vila/Município (não sei) e há muitas placas e indicações. Esse é o caminho feito pelas “jardineiras” e você economiza cerca de 07 km e não precisa se preocupar com alta da maré, pois esta não tem influencia em nada por este caminho. Pelas Dunas, é o caminho mais curto, porém não me arrisquei, pois não sabia o trajeto e há cerca de 29 trilhas distintas, segundo os moradores locais. Portanto, não recomendo esta opção. Vamos com detalhes então:

 

MANGUE-SECO:

Siga até Jijoca. Siga as placas que indiquem para Jericoacoara. Após cerca de 3km na cidade, irá ter uma bifurcação (tem um bar de esquina e uma placa grande de uma pousada). Indo reto você irá pelas trilhas das Dunas e a esquerda por mangue-seco. Você irá notar q por mangue-seco o calçamento de pedra segue e é por onde você deve ir. Após mais um 5 km, você verá uma nova placa: Jericoacoara (em frente, veículos leves, e a direita, veículos tracionados 4x4). Siga em frente, pois a direita você irá pelas dunas também. Seguindo essa estrada por cerca de 15km, você chegará a vila/município de Mangue-Seco. Nesta Vila, você deve pegar uma rua a esquerda para cair na praia e seguir pela praia até Jeri (mais 5 km). Você vai notar que nessa vila o calçamento volta e existem alguns botecos. Se não sentir confiança, pergunte para qualquer pessoa que irão te informar tranquilamente. Ao contornar a esquerda, você seguirá por um caminho de areia e cruzará dois riachos (rasos com a maré baixa, por isso a complicação). Ao passar os rios, você cairá na praia e verá do seu lado direito as luzes de Jeri. Basta seguir pela praia e chegar na vila. Lembre-se apenas dos horários da maré alta, isto é, evite os horários entre 05h e 11h ou entre 17h e 23h.

 

PRAIA DO PREÁ:

- Vindo pela CE 085, a saída para a praia do preá é antes de Jijoca. Ainda não consegui ver pelo Google. É uma saída por uma estradinha de terra e não tenho certeza se há placas, porque foi por onde voltei. Mas acredito que tenha placa de indicação. Para se ter uma idéia do vilarejo da praia do preá, no Google Maps tem anuncio de um pousada chamada “sitio Phoenix” q se passa em frente. Ali você tem uma idéia de quanto antes de Jijoca é a praia do Preá. Assim, vindo pela CE 085, você vai sair a direita, cerca de 15 km antes de Jijoca. Seguindo pela estradinha de terra batida por uns 15 minutos, você chegará na cidade. Lá terá placa indicado Jericoacoara. IMPORTANTE: há uma bifurcação em que em que indo reto você vai seguir para Jeri pela trilha da Lagoa Azul, que é um pouco complicada. Portanto, vire à direita e siga até a praia. Você passará pela citada pousada e seguirá pela praia por uns 5,5 km (há uns bastões de cor branca e laranja do IBAMA que indicam o caminho). Neste ponto, já quando você avista uma pedra e um grande morro, terá uma bifurcação com uma placa: “Jericoacoara a esquerda e pedra furada em frente”. Vire obviamente a esquerda e ande mais uns 10 minutos por uma estrada de areia batida. Você poderá estranhar a quantidade de trilhas, mas fique tranqüilo que todas chegam no mesmo lugar. Você sairá de frente ao estacionamento de Jeri. Vire a direita e siga até a Delegacia da cidade. Lá vire a esquerda que você já estará na rua principal da vila de Jericoacoara.

 

PASSEIOS EM JERI:

Lagoa do Paraíso / Azul: Se você perguntar, vão dizer que não dá pra ir de moto, pois os locais lucram com os passeios (R$ 50,00 por pessoa). Porém, é muito fácil chegar. Vamos lá: Retorne na mesma trilha sentido praia do Preá. Siga na rua principal e pegue a direita na Delegacia até o estacionamento. Lá pegue a esquerda até chegar à praia (cerca de 5 km). Assim que chegar a praia verá a placa (esquerda para a pedra furada e direita para a praia do preá). Siga a direita por uns 4,5 km onde você verá a arvore da preguiça (uma arvore deitada de raízes aparecendo, ao ver você saberá que é ela). Passando a árvore você verá uma bifurcação. Entre a direita (em frente vai para a praia do preá) e siga na trilha de areia. Você irá cruzar um riacho (chamado de riacho doce) e verá muitos animais. IMPORTANTE: Verifique o nível do riacho a pé antes de cruzá-lo, com intuito de saber onde é o lugar mais raso e seguro. Após uns 15 minutos você verá uma duna que, após cruzá-la, você verá a lagoa do coração. Continue em frente e chegue a uma parte da trilha com vegetação. Lá terá uma bifurcação. Para direita você irá para a Lagoa do Paraíso e para a esquerda para a Lagoa Azul. A lagoa do paraíso é a melhor opção, na minha opinião, porém caso opte pela lagoa azul, escolha a trilha pela praia (é uma entrada a direita, após você ter virado a esquerda na bifurcação), pois a trilha pela vegetação é bem pior, cheia de galhos secos (para bater na canela) e areia fofa (que desequilibra a moto).

 

DETALHES DA VIAGEM / IMPREVISTOS:

- A IDA: Saímos de Fortaleza às 15:00hs com sentido a Jeri. Caía uma forte chuva o que fez demorar a viagem um pouco mais. Fomos sob forte chuva em 80% do caminho. Chegamos em Jijoca já era por volta de 19:00hs. Não sabíamos o caminho e tínhamos a esperança de seguir alguém, mas a cidade estava vazia. Paramos em um bar na bifurcação entre a trilha das dunas e o mangue seco. Os moradores foram muito simpáticos e deram algumas dicas. De repente passou uma ambulância que ia para Jeri, tentamos juntar as coisas e sair, porém perdemo-la de vista. Voltamos ao bar e fomos com sentido ao mangue seco. Como a rua tinha uma boa situação continuamos e mais adiante vimos placas indicando o caminho pelo mangue (20km até Jeri) ou pelas dunas (13 km, mas para veículos 4x4 estava escrito). Conversamos com o pessoal que estava em um bar e eles nos disseram q era tranqüilo ir, porém, em razão do horário, encontraríamos a maré muito alta e teríamos que aguardar abaixar o nível das águas. Fomos até o mangue seco tranqüilamente (cerca de 15km), mas a chuva caía ainda mais forte. Lá conversamos com uma moradora que nos informou que teríamos que dobrar uma esquerda pra cair na praia e era só seguir as luzes q chegaríamos em Jeri. Seguimos o recomendado, ao dobrarmos a esquerda conversamos com um senhor que também disse que as águas estavam muito altas e que teríamos que aguardar até baixar a maré. Por teimosia, continuamos e, já quando pensávamos em desistir e dormir por ali (se é que tinha alguma lugar), encontramos um bugue parado. Conversamos com o motorista (Osvaldo) e o passageiro (Antonio). Eles nos deram as dicas e disseram que também estavam aguardando a maré baixar e que se quiséssemos poderíamos segui-los. Foi nossa salvação. Desta maneira, aguardamos por cerca de 1h com os bugueiros até a maré baixar. Quando eles sentiram que a água dava pra ir, fomos embora. Cruzamos o primeiro riacho sem problemas. O segundo, mais fundo, ainda não tinha condições do bugue passar. Aguardamos mais uns 20 minutos. Quando fomos, o bugue passou a moto afundou demais na lama do fundo e escapou a corrente. Sob aquela chuva, acertamos a corrente. Daí em diante foi tranqüilo, só o bugue que atolou na areia fofa de uma parte pra cair na praia, mas nada pra se preocupar. Seguimos pra Jeri pela praia 5km e chegamos na Vila. Recompensamos os bugueiros com 20 reais pela força e agradecemos muito.

- A VOLTA: Saímos de Jeri as 11:00. Já calejados com os caminhos após as voltas pelo local, fomos sentido a Praia do Preá. Rapidamente chegamos à cidade (30 minutos). Andamos mais uns 20 minutos até cair da CE 085. Não chovia e a viagem parecia que seria tranqüila. Paramos pra abastecer em Acaraú. Neste local, não prestei atenção e acabei indo sentido a BR 402 ou 403 não lembro. Bem, 30 km foram perdidos, mas retornamos e continuamos a viagem. Já eram quase 14.00hs e nossa idéia era parar em Flecheiras, praia linda do Município de Trairi, portanto apertamos o passo, pois faltavam cerca de 170km. Já eram quase 14hs e havíamos decidido almoçar na praia de Flecheiras, em Trairi. Chegamos em Flecheiras já eram quase 16:00hs. Caía uma chuva daquelas. Almoçamos e seguimos viagem eram já quase 5:30 e tínhamos 100km até Fortaleza. Eis que, ao começar a anoitecer, percebi que a luz do farol estava queimada: o alto e o baixo. Não tinha o que fazer a não ser tentar seguir alguém. Tentei seguir uma caminhonete, porém não tive êxito. Posteriormente, passou uma moto me aproximei e businei. Expliquei da lâmpada e ele disse que seguiria pra Fortaleza. Assim, conseguimos percorrer os 100km sem farol até fortaleza acompanhando o parceiro de estradas.

 

OBSERVAÇÕES IMPORTANTES:

- Evite viajar a noite, pois de dia tem muita gente passando e é fácil se informar;

- Antes de pegar as trilhas pra Jeri, murche os pneus da moto para cerca de 15 Libras;

- Não tenha pressa e vá com cuidado, pois guiar em estradas de areia não é nada fácil;

- Atenção ao cruzar rios, pois vc pode atolar... desça e verifique a fundura e o terreno com os seu próprios pés;

- Em Jeri não tem posto de gasolina, porém uma pessoa de vulgo “nenê” vende clandestinamente a 3 reais o litro em sua casa, ao lado de uma balada denominada “Mama Africa”.

- Em frente ao estacionamento de Jeri tem um mecânico de moto. O cara é gente boa e barateiro. Não há peças em Jeri. Portanto, levem suprimentos básicos (tipo lâmpada do farol, RS) e algumas ferramentas.

- O litro da gasolina em média no Ceará é de R$ 2,70.

- A Honda/Bros faz em média de 32 km/litro, em dois e com mala. O duro é q ela vai a 100 km/h. Quem puder pegar uma moto maior, aconselho.

- Regule bem a relação da moto, pois na areia a corrente sem lubrificação tende a afrouxar rapidamente. Ainda as motos com suspensão “pro-link” tendem a afrouxar com o peso (passageiro/bagagem). Sugiro “um tapa” na moto em Jeri, antes de voltar, no citado mecânico de frente ao estacionamento, pois as voltas pelas trilhas de lá judiam demais da moto.

 

HOSPEDAGEM

Nos hospedamos na “POUSADA DO MAURICIO”, situada na Rua Principal de Jeri e muito bem localizada. O preço, pelo custo benefício, é muito bom. A pousada oferece “Happy Hour” com petiscos gratuitos e é um ótimo lugar para fazer amigos e conhecer pessoas. Se quiser exercitar outras línguas também é um ótimo local, pois 60% do hospedes são estrangeiros. Recomendo a pousada a todos, porém há muitas outras opções por lá, basta pesquisar na internet.

 

CONCLUSÃO

Quero agradecer a minha namorada Carol, minha parceira de viagem, que a todo tempo esteve ao meu lado e me ajudou nas decisões. Ela foi fundamental para a conclusão da viagem. Muito parceira, fez dessa “trip” um grande divertimento. Obrigado amore!

 

EM BREVE

- Em breve postarei mapas editados que eu mesmo fiz e alguns vídeos que fizemos nas trilhas.

- Qualquer dúvida, deixem um scrap que ajudarei no que puder.

- Da próxima vez, iremos a Lagoa do Tatajuba (cerca de 40 km de Jeri, saindo com sentido ao mangue seco), pois dessa vez faltou tempo e planejamento, alem do que a trilha parece ser um pouco mais complexa, mas, pelo que consta, dá pra ir de moto, o que para mim basta.

 

[picturethis=http://www.mochileiros.com/upload/galeria/fotos/20110127002914.jpg 500 375 mapa de Fortaleza para Jeri editado]Fiz este mapa com detalhes do trajeto até Jeri, e acrescentei alguns detalhes para facilitar o entendimento. PS: o mapa foi retirado do Guia Rodoviário 4 Rodas 2011[/picturethis]

 

Link para o mapa em tamanho grande:

 

http://picasaweb.google.com/lh/photo/ng-4_xXFa9EKmnsBNzoC6GLTkYIAoAIPhDlkcxtyUOA?feat=directlink

 

Um abraço a todos!

  • Gostei! 1
Link para o post
Compartilhar em outros sites

  • 6 meses depois...
  • 2 semanas depois...
  • Membros

Ola!

Obrigado por essas dicas! Foram vitais para minha viagem a Jeri!

Estive este final de semana (13 a 15/08/2011) em Jericoacoara, e sua dica foi muito útil, como estava sozinho de moto, procurei me informar, para não poder curtir tranquilo a viagem!

Estou a 3 anos ja fazendo uma ponte aerea de São Paulo / Fortaleza, e ja fiz a viagem de moto 03 vezes, sempre por caminhos diferentes, e sempre que tenho tempo, e a moto esta em Fortaleza, aproveito para conhecer algum lugar diferente, neste estado Maravilhoso!

Este final de semana resolvi ir conhecer Jericoacoara, lugar maravilhoso, de uma beleza impar, vale muuuuito conhecer, pessoal alto astral, perfeito!

Segui extamente suas dicas, e me colocaram dentro de Jeri.

Algo que gostaria também de acrescentar, na ida fui tranquilo pela praia do Prea, como vc relatou caminho fácil, o fluxo de veiculos que usam este caminho é grande, na duvida é só seguir alguém e vc chega fácil a Jeri.

Na volta fiz por mangue-seco, como minha moto (XT 660) é um pouco pesada para andar na areia fofa, não quiz arriscar e paguei (R$ 20,00) um guia de moto para ir junto me indicando o melhor caminho até a vila de Mangue-seco. Para quem esta sozinho vale até a compania, pois vale incentivar o trabalho dos guias, que sempre que necessitar de alguma dica, estão sempre dispostos a nos ajudar, então nada mais justo tb de valorizarmos o trabalho desse pessoal!

 

Um abraço!

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • 4 semanas depois...
  • 2 semanas depois...
  • 4 semanas depois...
  • Membros

Show de bola o seu relato!!

 

Vou pra Fortaleza no feriado de novembro (02) e gostaria de saber se neste percurso é possível fazer com carro de passeio. Andei vendo alguns relatos e ainda não consegui decidir.

 

Pensei em alugar bugre, mas não sei se é uma boa opção. 4x4 está fora do orçamento. rsrs

 

O que acha melhor? Carro de passeio? Bugre? Pelo caminho q fez não tive como concluir... ::putz::

 

Ótimo o relato novamente!

 

obrigado!

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Colaboradores
Show de bola o seu relato!!

 

Vou pra Fortaleza no feriado de novembro (02) e gostaria de saber se neste percurso é possível fazer com carro de passeio. Andei vendo alguns relatos e ainda não consegui decidir.

 

Pensei em alugar bugre, mas não sei se é uma boa opção. 4x4 está fora do orçamento. rsrs

 

O que acha melhor? Carro de passeio? Bugre? Pelo caminho q fez não tive como concluir... ::putz::

 

Ótimo o relato novamente!

 

obrigado!

 

 

Fabricionn.

 

Estive em em jericoaquara a uns oito anos e me lembro que na época fomos com um Uno Mile alugado em fortaleza, a intenção era ir até jijoca com o carro e la pegar a jardineira até jeri, mas chegando em jijoca conheci um guia local que me garantiu que nosso carro chegava la sem problemas não me lembro do valor que ele cobrou mas posso afirmar que foi merreca, veja como funcionou, levamos o carro até a praia e de lá ele tomou a direção nas trilhas pela areia, porem antes ele descalibrou os pneus e chegamos lá tranquilo,na volta deixamos combinado com o pessoal da pousada para entrar em contato com ele para buscarmos e funcionou muito bem...já naquela época se arriscassemos a seguir a trilha chegariamos tranquilamente sem o guia, só um porem, não sei como esta hoje por lá, mas na época o carro ficou parado o tempo todo que estivemos em jeri, não há ruas para automoveis , então se fosse hoje deixaria o carro em jijoca em algum estacionamento e iria tranquilamente de jardineira. O que eu achei interessante em ter contratado o guia é que ele deu todas as melhores dicas de jeri, inclusive ele antes de nos deixar em jeri nos levou para almoçar uma peixada cearense numa casa de pescadores lá na praia do Preá, sensacional, peixes e camarões fresquinhos diretamente com os nativos de lá, uma forma interessante que aquelas familhas de pescadores conseguiram para incrementar os ganhos e dividir um pouco dos costumes deles.

respondendo sua pergunta, carro de passeio chega lá sim.

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • 1 mês depois...

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar Agora
  • Conteúdo Similar

    • Por Eloá Simões
      Alguém indo para O Maranhão e/ou Jeri em Novembro 2020? Preciso de algumas dicas tbem ☺️
    • Por Ricardo Bueno
      Oi pessoal, tudo bem? Somos um casal que ama viajar pelo Brasil e pelo mundo e compartilhamos tudo em nossas redes sociais.
      Estivemos em Jeri este ano e ficamos encantados com esse lugar. Vamos deixar aqui 2 vídeos que mostram como foi nosso rolê por lá. Demos dicas de onde ficar hospedado, onde comer e o que fazer na vila e nos arredores. Usamos o drone para fazer algumas imagens... Esperamos que gostem!
      Caso queriam tirar alguma dúvida sobre Jeri só escrever um comentário nos vídeos do Youtube (aproveitem e se inscrevam) ou nos escrever pelo Instagram: https://www.instagram.com/ossaboresdomundo/
      Obs: não exploramos muito o lado oeste, tem passeios de 4x4 ou buggy pra lá, se vocês tiverem tempo super recomendamos fazer. Não tivemos!
      Vídeo 1:
       
      Vídeo 2:
       
    • Por Damarens Santos
      Olá galera viajanteeeee. 🤩 Vim fazer falar um pouco sobre minha viagem em 02/2020 em Fortaleza e Jeri   Comprei minhas passagens para Fortaleza pela decolar em uma promoção 657,00 saindo de GRU (uma semana depois baixou para 400,00 kkkkkkkk DIFICIL ). Fizemos as reservas pelo site Airbnb com cupom de desconto  (vou deixar o cupom no final do post) fechamos 4 dias em Jeri na Pousada Casa Flor do Mar e 4 dias em um Flat no hotel Tulip. Como boa viajante, fiz a reserva do flat no meu nome e da pousada no nome do meu namorado, ambos tinham descontos então saiu bem em conta pra nos (400,00 em cada lugar).   06/02 a 12/02 - SP x FOR   1º dia: Nosso voou saiu as 23:30 de SP com chegada as 03:00 em FOR. Decidimos ir pra Jeri primeiro para curtir o fds lá e fortaleza depois, então fechamos com a agência Enseada Turismo  o transfer até Jeri. Do aeroporto até o ponto de partida para Jeri no centro, pegamos um Uber, que deu R$ 19,50 e fomos direto ao ponto de encontro para saída a Jeri, que seria as 04:00. Fechamos o transfer até Jeri com passeios do lado Leste incluso por R$150,00 cada (OBS: existe a empresa Fretcar que faz esse serviço de transfer, porém ele sai em horas fixas... se não me engano o primeiro sai as 07:00 e custa em torno de R$30/40 reais, mas pra otimizar tempo optamos pelo transfer, estava incluso ida e volta + alguns passeios do lado leste). Depois de horas de ônibus (aproximadamente 5:00 com parada pra café da manhã) chegamos até um ponto de apoio onde pegamos as Jardineiras (4x4) pra começar os passeios. O nosso estava incluso o Passeio pela Lagoa do Paraíso, Árvore da Preguiça, entrada free na famosa Alchimist Beach Club e Pedra Furada, como passeio adicional havia a Lagoa do Amâncio por R$30,00 (durante os passeios as malas ficam na própria jardineira). Fechamos na nossa pousada por volta das 17:15 da tarde e saímos pra jantar.   OBS E DICAS: *No café da manhã eles pararam em um local que o café é por peso (pão com frios + copo de leite com café saiu uns R$9,00/11,00) Na hora do almoço estávamos no Alchimist Beach Club, não comemos lá pq achamos as coisas mtt caras (uma cerveja long neck lá custou R$17,00 KKKK). Tomamos um café mais reforçado justamente para não consumir nada neste local por conta dos preços. *A ida até a Pedra furada se resume em caminhada rs. Lá eles falam que o caminho é pesado, 40 minutos de caminhada com uma decida ruim... tudo isso pra vc fechar com os “juber” ou seja charretes, mas a caminhada é tranquila... fizemos em 30 minutos até a pedra. *Na rua SAN FRANCISCO, na vila de Jeri vc encontra refeições a partir de 10,00. ISSO MESMO, nem em Campinas eu encontro estes preços kkkkk (eu não como frutos do mar então os PF’s da vida me fazem mtt feliz, ainda mais quando pago barato. Comi barato e MTT bem, obg). *O que mais me incomodou na vila foi as moscas, puts isso me estressou pq toda vez que vc senta pra comer vem umas 20 em cima da mesa, da comida e tal. Então procure por restaurantes climatizados caso queira paz. A noite tem varias barraquinhas pela rua que vende comida... porém este valor que paguei foi sempre em restaurantezinhos. Aproveitamos que estávamos pelo centrinho anoite para andar e procurar pelo passeio do Lado Oeste, já havíamos cotado com várias empresas antes da viajem (a média de valor era R$350,00 no buggy privativo, R$175,00 buggy compartilhado, R$400,00 quadriciclo e R$75,00 a jardineira), mas optamos por fechar lá em busca de encontrar algo em conta e BINGOOOOO. Encontramos o passeio de quadriciclo por 350,00 e o buggy 300,00.   2º dia: Acordamos e vimos o dia lindo, corremos e ligamos para agência de quadriciclo que iriamos fazer o passeio para fechar para aquele dia. Saímos para o passeio as 9:30, pegamos um guia tão legal que nos deixou super a vontade, passamos pelo mesmo local mais de uma vez para aproveitar quando estava vazio *-* o passeio durou cerca de 5/6 horas. (o guia vai na moro e vc vai pilotando o quadriciclo)   3º dia: tiramos o dia pra descansar. Fomos até a praia de manhã (praia da vila) e a tarde ver o por do sol nas dunas   4º dia: Fomos até a praia da malhada que é mtt linda e aproveitamos pra ir no comercio a tarde, voltamos pra fortaleza as 16:00. Da Vila de Jeri até o ponto de encontro fomos de 4x4 e levou cerca de 1:00. O ponto de encontro é a única parada que se faz até fortaleza, la ficamos 2:00 esperando todas as 4x4 chegarem para lotar o ônibus e irmos embora. Chegamos em nosso flat em fortaleza as 24:00   5º dia: Já havíamos fechado com o Felipe (fechei via whats na volta de jeri para o dia seguinte) o passeio pelas 3 praias (Morro Branco, Praia das Fontes e Canoa Quebrada) de buggy por R$ 110,00 cada (canoa quebrada fica 250 km de Meireles então o passeio foi mtt cansativo rs não achei que compensou mtt, a praia das fonte na minha opinião é uma enganação tremenda kkkkkkk pq são 3 bicas de água escrito que é fonte, fora que se vc não fechar o buggy vc tem que ir caminhando até as falésias e morro branco (que é bem longuinho) então praticamente eles te forçam a fechar o buggy pra conhecer).   6º dia: Compramos o passeio pelo peixe urbano por R$60,00 o casal com a Girafa tur. O passeio saiu as 7:00 com chegada as 19:00. Chegando la eles vão te deixar em um restaurante carinho tbm, porém, na mesma rua do restaurante na frente dos buggeiros tem um restaurante, comida caseira mtt gostosa, prato para 2 pessoas por 35,00. Descendo o restaurante já na praia, tem um quiosque a direita com preços excelentes! (Cerveja por 9,00 600ml). A noite fomos jantar na Barraca da Boa na orla de Meireles, ceva por R$ 9,00 prato de picanha pra 2 por 60,00 (achamos o preço ótimo).   7º dia: Fomos para a Praia do futuro, pois queríamos conhecer o famoso Croco Beach, achei o local mtt cheio e os preços mtt salgados, então fomos pra barraca ao lado esquerdo Barraca Marulhos e fechamos um bangalô na areia com R$100,00 de consumação. Os preços de lá são excelentes e o serviço de primeira. Eles deixam um cooler do seu lado com cerveja já pra vc ficar à vontade. RECOMENDO. A tarde resolvemos andar pelo mercado central e depois ja fomos pro aeroporto.
      CUPOM DE DESCONTO Cadastre-se com meu link e você vai ganhar até R$179 de desconto em sua primeira viagem. https://abnb.me/e/H1L0MFhG83?suuid=9cccd5d0-3bc8-4949-b7ad-25927809bf1e&slevel=0

      Tel do Pedro (agente de fortaleza): 85 9665-9503 Tel do Quadriciclo de Jeri: Kart Cross Roades 88 9849-4619 Edvaldo
      Tel da agencia  Enseada Turismo: 85 9608-1222





    • Por Bruno GNR
      Fala galera beleza?
      Gostaria de compartilhar com vocês a viagem que fiz ano passado saindo do interior de SP, da cidade de Limeira, com destino final em Jericoacoara no CE, passando pelos Lençóis Maranhenses.
      Como eu li aqui no fórum muita coisa que me ajudou e também muitos usuários solícitos que sempre foram muito prestativos, queria deixar aqui minha contribuição.
      Quem quiser conferir todas as fotos: https://maladaminhamae.blogspot.com/
      Valeu.
      Depois de maravilhosa e inesquecível viagem por parte da América do Sul, resolvemos partir para uma nova road trip, dessa vez a ideia era chegar até o Ceará, mais precisamente em Jericoacoara, porém, antes passando pelos Lençóis Maranhenses.
      O planejamento foi feito novamente pensando numa trip de baixo custo, no entanto, não passando nenhuma "necessidade", não abrindo mão de lugares que tivessem ar-condicionado e estacionamento.
      Nossa viagem foi feita no seguinte roteiro:

      28/06 - Saída de Limeira (SP)
      29/06 - Brasília (DF)
      30/06 - Palmas (TO)
      01/07 - Grajaú (MA)
      02/07 - Santa Rita (MA)
      03/07 - Santo Amaro do Maranhão (MA)
      04/07 - Santo Amaro do Maranhão (MA)
      05/07 - Santo Amaro do Maranhão (MA)
      06/07 - Jijoca de Jericoacoara (CE)
      07/07 - Jericoacoara (CE)
      08/07 - Jericoacoara (CE)
      09/07 - Jericoacoara (CE)
      10/07 - Teresina (PI)
      11/07 - Bom Jesus (PI)
      12/07 - Barreiras (BA)
      13/07 - Brasília (DF)
      14/07 - Limeira (SP)
       
    • Por Marcela Guimaraes
      EXPERIÊNCIA EM JERICOACOARA
      Vou fazer aqui um resumão da viagem😉. Começando pelo transfer. Existem duas formas de chegar até Jeri, uma é saindo de Fortaleza e a outra é saindo de Cruz, uma cidade que fica bem mais próxima de Jeri. Saindo de Fortaleza o translado dura em torno de 6 horas, são 5 horas de Fortaleza até Jijoca e mais uma hora de Jijoca até a Vila de Jeri. Saindo de Cruz o translado até a Vila de Jeri dura em torno de uma hora e meia. Só lembrando que Jericoacoara não tem aeroporto, é em Cruz o aeroporto mais próximo de Jeri.
      Chegando em Jijoca é cobrada uma taxa de turismo, o valor é de 5 reais por cada dia que você vai ficar na cidade. Bom, tem 3 opções de Passeios em Jeri, são os seguintes: Passeio do Lado Leste, Passeio do Lado Oeste e o Passeio de Barrinha. Esses passeios são feitos de buggy ou de Jardineira(Hilux). O Passeio do Lado Oeste inclui: Mangue Seco, Cavalo Marinho, Tirolesa, Tobogã e Lagoa da Tatajuba. O passeio do Lado Leste inclui: Pedra Furada, Árvore da Preguiça, Praia do Preá, Lagoa Azul e Lagoa do Paraíso. Vou agora um falar um pouco de cada um dos passeio👇👇👇.
      O Mangue Seco tem um cenário incrível, bem diferente, você não encontra um cenário como esse em nenhum outro lugar, dá pra colocar a criatividade pra funcionar e tirar várias fotos perfeitas📸. Pena que a parada é rápida de apenas 20 minutos, por isso tem que correr pra poder aproveitar bem. O passeio do cavalo marinho optamos por não fazer, pra fazer o passeio você tem que pagar R$ 15, além disso não é certeza encontrar os cavalos marinhos, tem a possibilidade de fazer o percurso sem encontrar nada.
      Pra quem gosta de aventura tem a tirolesa e o tobogã, os dois fazem parte do passeio do Lado Oeste. Pra você participar dessa brincadeira tem que pagar R$ 15. Pagando esse valor você tem direito a descer duas vezes na tirolesa ou duas descidas no tobogã. A última parada do passeio do Lado Oeste é na Lagoa da Tatajuba, lá você pode tirar aquela tradicional foto na rede📸. Além disso, em Tatajuba também tem passeio de canoa e de standup, quem optar por fazer esses passeios tem que pagar R$ 30 por 30 minutos.
      Na Tatajuba é o ponto de parada para o almoço. Sinceramente, não gostamos da comida, além de muito cara não tem qualidade nenhuma. O peixe mais barato lá é R$ 120, tem porções minúsculas de camarão ou de lagostas por R$ 100, tudo um absurdo. A dica é levar alguma coisa pra comer por lá e deixar pra almoçar quando voltar para Vila, é bem melhor.
      A Pedra Furada é o cartão postal de Jeri, o passeio até a Pedra pode ser feito de duas formas, uma delas é caminhando da Vila até o local que fica a Pedra, normalmente essa caminhada está inclusa no transfer das agências de turismo. A outra forma de ir até a Pedra Furada é no passeio do Lado Leste, onde o bugueiro deixa você em um ponto mais próximo da Pedra, o restante do trajeto tem que fazer caminhando, são mais ou menos uns 20 minutos de caminhada pra ir e mais 20 pra voltar, todo esse trajeto é feito pela praia. No trajeto da Pedra Furada que sai caminhando da Vila, o percurso é bem mais longo, são mais ou menos uns 40 minutos pra ir e mais 40 pra voltar. A caminha até a Pedra Furada é bem longa e cansativa, por isso é bom ir preparado e bem hidratado. Lá na Pedra você vai poder usar a criatividade para tirar fotos nas mais diversas poses📸, dá pra fazer muitas fotos legais.
      Na Árvore da Preguiça é feita uma paradinha rápida para poder tirar fotos. A árvore fica no meio do nada, é bem interessante. Dá pra tirar muitas fotos bacanas também📸. Outro ponto do passeio é a praia do Preá, nessa praia também a parada é rápida, apenas para algumas fotos📸. O Preá tem uma estrutura muito boa de restaurantes, por isso optamos por almoçar lá, pois os preços são bem mais em conta que na Lagoa do Paraíso.
      No período que fomos (no final de maio agora), as lagoas estavam muito cheias, devido as fortes chuvas do primeiro semestre, por isso não deu pra aproveitar muito, principalmente a Lagoa Azul, pois a água estava muito turva, não estava legal nem pra tomar banho e nem pra tirar fotos. Na Lagoa do Paraíso fomos no Alchymist. O Alchymist é o local mais badalado e mais procurado de Jeri, as pessoas costumam ir lá pra tirar aquela foto que vai arrasar no insta📸. A barraca tem uma estrutura extraordinária, coisa de outro mundo, é tudo muito lindo lá, parece coisa de cinema. Pena que dessa vez a Lagoa estava muito cheia, por causa das fortes chuvas que aconteceram no primeiro semestre, isso acabou comprometendo um pouco a beleza do lugar. Mas a vibe da Alchymist é surreal, é um ambiente muito agradável, com um dj tocando músicas bem animadas. A barraca fica na Lagoa do Paraíso, além dessa barraca tem várias outras opções, por isso, se você não quiser ir na Alchymist, é só pedir ao bugueiro para lhe levar em outra barraca. Os preços da barraca são bem elevados, por isso vá com seu bolso preparado💸💸💸.
      A Lagoa do Amâncio é um dos pontos em Jeri onde você pode encontrar água bemmmmm cristalina. Por incrível que pareça, essa Lagoa é formada por água das chuvas, e com o passar do tempo, conforme o período de chuvas vai passando a Lagoa vai sumindo. Atualmente a Lagoa do Amâncio é um dos poucos locais onde você pode encontrar água cristalina. Devido às chuvas intensas do primeiro semestre, as demais Lagoas estão muito cheias e com a água turva, por isso, na hora do passeio vale a pena priorizar e reservar mais tempo para Lagoa do Amâncio. Nós fomos na Lagoa do Amâncio quando fizemos o passeio do Lado Leste. Essa Lagoa não está inclusa no passeio do Lado Leste, mas pedimos o bugueiro para nos levar até lá, pois é caminho dos demais passeios. O guia gentilmente nos levou sem cobrar nenhum custo adicional. Tomem cuidado pois alguns bugueiros querem cobrar para fazer apenas o passeio da Lagoa do Amâncio.
      Em Jeri também a duna do pôr do sol, que é onde as pessoas se reúnem no final da tarde para apreciar um belo pôr do sol. Como tudo que é bom dura pouco😁😁😁, é bom chegar cedo na duna, por volta das 17 horas, pois o sol se põe muito rápido. Você não vai querer perder uma belezura dessas né?! Apesar da duna ficar lotada, não se preocupe, tem espaço pra todo mundo tirar aquela fotinha especia 📸. Esse é um cenário que vale a pena apreciar todos os dias que você estiver por lá, cada dia é um espetáculo diferente da natureza😉
      Um ponto de destaque de Jeri é a segurança, você pode andar a qualquer hora do dia ou da noite, é tudo muito seguro por lá. A Vila é bem pequena, os hotéis e pousadas que ficam dentro da Vila são todos bem localizados, não precisa se preocupar. A gastronomia de Jeri também é maravilhosa, tem opções para todos os gostos e bolsos, desde os tradicionais frutos do mar até massas, pizzas e tudo mais que você imaginar. Os restaurantes que mais gostamos foram o Na Casa Dela e o Dona Amélia,  nos dois a experiência foi incrível. Resumindo, Jeri é uma cidade incrível, tem uma energia muito boa, vale muita a pena conhecer😍😍😍. Quem tiver alguma dúvida é só deixar aqui nos comentários.😉
      No meu instagram tem dicas, fotos, vídeos e os preços dos principais passeios e restaurantes de Jeri. Quem quiser pode conferir minha viagem completa lá: www.instagram.com/turistainiciante
×
×
  • Criar Novo...