Ir para conteúdo

Posts Recomendados

  • Membros

Olá

 

Eu vou em Novembro para Mendoza, alguem me aconselha algum hotel onde ficar no centro da cidade?

Sabem quanto pode custar um transfer (pode ser onibus ou taxi) Aeroporto/Mendoza?

Sabem quanto pode custar a viagem de onibus Mendoza/Puente del Inca?

 

Desde já obrigado por todas as informações que me possam dar.

 

Abraço

 

Afonso :P

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • 2 semanas depois...
  • Respostas 165
  • Criado
  • Última resposta

Mais Ativos no Tópico

Mais Ativos no Tópico

Posted Images

  • Membros

Olá a todos

 

Eu vou para a Argentina em Novembro para tentar atingir o cume do Aconcágua, mas gostava de saber mais alguns pormenores sobre a zona, se alguém me podesse ajudar!!!

 

Sabem onde se apanha o onibus em Mendoza para Puente del Inca? Quanto custa? Existem vários durante o dia?

Quantas horas se demora mais ou menos de Puente del Inca a Confluencia?

O trilho está bem marcado até Plaza de Mulas (Puente del Inca - Plaza de Mulas)?

Existe água potável nos acampamentos?

 

Necessito de levar Piolet?

 

Aclimatação:

 

A ascenção ao Cerro Bonete é fácil? Como descobro o itinerário? Quantas horas demora?

 

Obrigado desde já por toda a atenção que possam dispensar ao tema.

 

Boas actividades

Afonso

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • 2 semanas depois...
  • Membros de Honra

O Hostel Puertas del Sol é muito bom. Barato, melhor localização, limpo e tudo muito bem arrumado.

 

http://www.hostelpuertasdelsol.com.ar/

 

Taxi pro aeroporto eu não tenho a menor idéia.

 

Existem algumas agencias que cobram 70 pesos ida e volta outras 50.

 

Vc pode ir um dia e marcar a volta em outro, masmo sendo a volta uma semana depois.

 

Existe o bus também, mas dependendo da época, é bem concorrido.

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • 1 mês depois...
  • Membros

estou me praparando para tentar o aconcagua ,novamente, em fev.2009.

minhas duvidas sao quanto ao desemb. no aeroporto de buenos aires.

troco o dinh. aqui ou lá?

existe algum terminal de onibus proximo que ligue buenos aires a mendoza??

aguardo as dicas, Feliz ano novo p/ todos e muitas aventuras, ok .

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Membros de Honra

eloir duvidas sobre dinheiro, cambio, etc... vc pode tirar nesse tópico aqui guia-e-dicas-sobre-moedas-cartoes-e-gastos-na-argentina-t29014.html

 

não troque dinheiro nno aeroporto de ezeiza e se precisar fazer faça no banco de la nacion pq as outras casa de cambio são um absurdo.

 

no resto de suas dúvidas não opino pq num sei..r.s, mas com certeza nos topicos de mendoza vc consegue responder isso

 

Abraços!

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • 1 mês depois...
  • 1 mês depois...
  • Membros de Honra
Caro grego

Vc foi para Plaza de Mulas?

Dá para ir sozinho até o cume se quiser, sem guias, é só tar bem informado e ter noção básica de direção. Até mulas vc vai quase que seguindo o Horcones superior e a barraca aguenta até aí se não tiver tempestade e for na alta estação. Fui na baixa estação, peguei neve dentro da barraca, passei frio, tinha que dormir de saco aberto pq não entrava dentro, tempestade, ventos, chegou a menos 47 no cume, mas valeu cada segundo que passei lá e quando tiver outra oportunidade, bem fisicamente quero tentar chegar ao topo.

 

Cara, estou indo agora para a regiao de Mendonça no final de média temporada (começo a meados de Dezembro) e tava muito afim de fazer o Aconcagua, mas os preços de agencias sao proibitivos para mim e a idéia de fazer sem agencia me pareceu absurda, principalmente porque vejo muitos casos de pessoas experientes morrendo no Aconcagua, sendo que muitas pela rota normal. Por isso queria saber saber o que voce chama de estar bem informado. Meu senso de direçao e navegaçao é bom e ja tive uma experiencia em alta montanha que foi no Huayna Potosi, mas em hipotese alguma me arriscaria novamente nessa montanha se estivesse sem guia. Portanto se possivel queria que voce respondesse algumas perguntas:

1- A partir de qual altitude os crampons sao necessarios?

2- De aproximadamente quantos dias seria uma expediçao como essa?

3- Existem muitas gretas no Aconcagua? Nao seria muito perigoso ir sem estar amarrado em ninguem?

4- Voce conhece o Huayna Potosi, para se possivel dizer as diferenças e as semelhanças tecnicas entre as duas montanhas?

 

Valeu pela ajuda. Abraços, Paulo

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Membros de Honra

Fala Paulo...

 

Não vejo o porque de não subir sozinho, mas tem que estar psicologicamente preparado pra poder morrer, pois qualquer acidente ou mudança brusca de tempo, sozinho é muito perigoso.

 

Eu gosto de fazer tudo sozinho, mas em alguns lugares, sou obrigado a contratar guia ou carregadores. Não tem jeito.

 

Pra vc ter uma idéia. Teve um cara que subiu o Aconcágua de bike. Não sei como, mas subiu. ::hahae::

 

O interessante é vc sair de Mendoza até a Plaza de Mulas pra conhecer as equipes que vão subir. Papo vai, papo vem, e vc sempre consegue entrar no meio de uma equipe e subir todo mundo junto.

 

Mas pra isso, tem que chegar lá equipado e com estoque de comida.

 

Vou te enviar um texto que tenho aqui:

 

Plaza de Mulas é o acampamento base da Rota Normal, ou rota norte do Aconcágua, a maior montanha das Américas com 6.962m. A Rota Normal é a rota mais fácil para se atingir o cume da montanha e consequentemente, a mais transitada e popular.

 

O trekking de Plaza de Mulas é muito bacana. Por outro lado, dependendo das condições climáticas, também pode ser duro e difícil e exige cuidados no planejamento e escolha dos equipamentos. O trekking percorre o mesmo caminho das expedições que pretendem escalar a Rota Normal. Pode-se entrar em contato com todo este mundo de expedições, montanhistas de diferentes partes do mundo, mulas, helicópteros e tudo mais.

 

O trekking é indicado para pessoas que não tem a pretensão de chegar ao cume mas querem sentir a vibe do Aconcágua, sem precisar de equipamentos caros e sofisticados e sem gastar muito dinheiro. Subir até Plaza de Mulas também pode ser uma preparação para uma futura tentativa de escalada da montanha.

 

Subindo até Plaza de Mulas cada um pode avaliar se gosta da montanha, se fica bem adaptado à altitude, e pode usar a experiência para se sentir mais seguro em relação a rota, logística e equipamentos necessários.

 

Aproximação - Existem dois vales para aproximação para a escalada do Aconcagua. O vale do rio Horcones e o vale do rio Vacas. Cada um destes vales tem uma entrada para o parque provincial do Aconcágua, sob responsabilidade da Dirección de Recurso Naturales Renovables da Província de Mendoza, que administra o parque e que mantém e controla o serviço dos Guarda Parques. Para a Rota Normal, entra-se por Horcones.

 

No Acampamento de Confluência, nosso primeiro acampamento, a rota de divide em duas: Horcones Superior que leva a Plaza de Mulas e Horcones inferior, rota que leva a Plaza Francia, o acampamento base da Parede Sul. A entrada pelo vale de Vacas leva ao Glaciar dos Polacos.

 

Mesmo quem pretende caminhar até Plaza de Mulas precisa retirar o permisso para Trekking no posto de emissão de permissos do Parque do Aconcagua, em Mendoza. Já faz alguns anos que este permisso deve ser retirado pessoalmente. O valor do permisso é de oitenta dólares para estrangeiros e de 80 pesos para os argentinos.

 

 

Roteiro

 

Para quem quer fazer o trekking, indico o seguinte roteiro:

 

• Reserve pelo menos dois dias para Mendoza, para conhecer a cidade, que arrebenta em culinária e tem os vinhos mais famosos da Argentina, e para os preparativos que envolvem compra de alimentos, retirada do permisso, aluguel de algum equipamento que faltou. Também acho extremamente interessante entrar em contato com os serviços de mulas ainda em Mendoza, para confirmar as condições e preços da temporada. Indico duas empresas: a do Hotel Refúgio Plaza de Mulas e a Aymara;

 

• Procure sair bem cedo para Puente Del Inca, a localidade mais próxima da entrada do parque. Ainda existe a possibilidade de ficar em Los Penitentes. Chegando em Puente del Inca procure logo o local de entrega de carga para as mulas e combine a hora em que vai deixar as suas coisas. Se você tiver tempo é interessante passar um dia em Puente del Inca e realizar alguma caminhada leve. Isto ajuda na aclimatação.

 

• Entre bem cedo no parque, faça o registro de entrada na barraquinha dos guarda parques (2850m) e caminhe uns 7km até Confluência (3320m), seu lugar de acampamento. Na sua mochila, leve somente o que você vai precisar para o Acampamento de Confluência.

 

• No dia seguinte caminhe em direção a Plaza Francia e volte até Confluência, onde deixou o acampamento montado. Esta caminhada deve ser tranquila. Você não precisa chegar até o local de acampamento de Plaza Francia, que fica bem longe. Percorrendo a trilha você verá a imponente face sul do Aconcágua se descortinando por detrás do cerro Mirador, de onde a expedição francesa que subiu a parede pela primeira vez em 1954 observou a montanha.

 

 

Mulas e Ibañez

 

Quando você contratar a sua mula em Puente del Inca, peça para ela subir somente no dia em que você planeja percorrer o trecho de Confluência a Plaza de Mulas, assim, quando você sair de Confluência, deixa um pacote com seus equipamentos (barraca, saco de dormir, fogareiro, etc) que serão recolhidos pela mula, que durante o dia irá te ultrapassar e chegará a Plaza de Mulas antes que você.

 

É preciso ter claro que, fazendo isto, você ganha em peso, ganha velocidade, mas precisa percorrer os 23km até Plaza de Mulas neste dia, pois todas as suas coisas estão na mula.

 

Uma opção conservadora para a subida, mas pouco usual, é a de levar uma mochila com barraca, saco de dormir, algumas roupas, head lamp, fogareiro, combustível e comida e acampar em Ibañes (3960m), no final da lendária Playa Ancha, para dividir a jornada de Confluência-Plaza de Mulas em dois dias.

 

Em Ibañez, cuidado: monte a barraca fora da linha de queda de pedras da encosta. Uma outra opção para o envio de carga, mais cara, é a de contratar duas mulas, uma para levar suas coisas até Confluência e outra para levar as suas coisas de Confluência até plaza de mulas. Existem várias alternativas, pense em qual se adapta melhor a você a ao seu bolso.

 

Lá, a rota naturalmente segue para a direita e já se pode ver ao fundo o Cerro Cuerno. Continuando se chega aos escombros de um antigo Refúgio de Guarda Parques, conhecido como Colômbia (4050m). De Colômbia existem duas rotas de subida. Uma que vai diretamente até Plaza de Mulas, pela direita e outra, pela esquerda, que sobe pela cuesta brava e leva até o Hotel Refúgio Plaza de Mulas.

 

 

Refúgio Plaza de Mulas

 

O Acampamento de Plaza de Mulas (4.270m), o da rota da direita é formado por barracas de todos os tamanhos e as diferentes empresas que operam no Aconcagua têm as suas bases com barracas- restaurante e barracas dormitório.

 

Neste lugar também fica a barraca dos médicos do Parque. É um lugar movimentado e agitado, onde não existe conforto. De outro lado, o Hotel Refúgio Plaza de Mulas impressiona pelo seu tamanho, construção e solidez.

 

É um hotel com quartos, hall, salas e até mesa de ping-pong. No Refúgio se pode alugar um quarto com pensão completa e até adquirir banhos, que saem algo em torno de dez dólares americanos. Escolher entre os dois lugares depende do estilo de cada um. Normalmente um telefone público fica habilitado no Hotel.

 

No hotel ou no acampamento - Alojado em Plaza de Mulas, tire pelo menos um dia de descanso, comendo bem e ingerindo muita, muita água. O ideal é beber pelo menos uns 4 litros de água. O que não é uma tarefa fácil. Para controlar, leve duas garrafas pet de refrigerante vazias e prepare algum suco ou isotônico nelas e vá bebendo até terminar com as duas durante o dia.

 

Plaza de Mulas pode ser a base para caminhadas e para outras subidas. Caminhe e curta este lugar pitoresco e até controvertido chamado de Plaza de Mulas, na base do Aconcágua.

 

Para a descida contrate uma mula, saia bem cedinho e vá em uma tacada só até Puente del Inca. Tenha fé, é possível. Quando voltar a civilização vai estranhar que as pessoas caminham sem usar bastões.

 

 

Aviso importante

 

AVISO: A subida do Monte Aconcágua apresenta riscos. Problemas com a aclimatação, mal julgamento das situações, falta de preparo físico e psicológico e equipamentos impróprios podem levar a sérios danos, inclusive à morte. Um texto nunca fornecerá todas as informações necessárias. A experiência de um profissional é insubstituível.

 

Para tanto sempre aconselho que todos realizem suas primeiras escaladas com uma empresa ou com guias experientes. Entretanto, defendo o direito de cada um decidir como quer escalar e que desta forma, também, esteja preparado para imprevistos e outras consequências mais sérias. Quando você percorre estas rotas, assume a responsabilidade pela sua segurança.

 

O roteiro proposto considera pessoas fortes, em perfeito estado físico e com boa aclimatação. Uma consulta detalhada com seu médico é indispensável para esta viagem.

 

Agora vem o problema !!! Olha quanto equipo vai ter que levar.

 

Lista de equipamento necessário para expedições ao Aconcágua pela Rota Normal

 

a) Vestimenta

 

• Roupa interior leve.

• Conjunto interior longo.

• Cueca e camiseta de manga comprida.

• Polipropileno ou Capilene ou algodão não é recomendável.

• Camiseta de soft (fleece)

• Calça de soft (fleece) - Recomenda-se uma jardineira (salopette) com abertura traseira pra necessidades

• Jaqueta abrigada. Com recheio de duvet (preferencialmente) ou thinsulate com capuz. De tipo expedição, deve ser confortável vestida sobre as outras camadas de abrigo.

• Anorak impermeável / transpirável. Deve ter capuz.

• Calça impermeável / transpirável.

 

b) Para a Cabeça

 

• Boné para sol. Com viseira e pano para proteger o pescoço.

• Gorro passa montanhas leve. Sugerido: Polipropileno ou Capilene.

• Gorro de lã ou soft (fleece) tipo esqui. Melhor Polartec Thermal Pro

• Lanterna frontal Headlamp. (lâmpadas de reposição e baterias).

• Óculos de sol 100% UV, com abas laterais.

Se você usa lentes de contacto ou de aumento lhe recomendamos trazer um par extra.

 

c) Para as mãos

 

• Luvas finas 2 pares, soft (fleece) ou polipropileno.

• Mitts 1 par.

• Luva grossa. Recomendamos com reforço nas palmas.

 

d) Para os pés

 

• Tênis de trekking. Dispensável

• Botas de montanha.

• Botas duplas de plástico. Sugerimos: Koflach ou Asolo

• Polainas Gore-Tex + Cordões. Meias grossas. (3 pares) meias de lã ou tecido sintético para clima frio. Meias finas. 2 pares de linha, nylon ou polipropileno para serem vestidas junto ao pé. Isto reduz a formação de bolhas.

 

e) Equipamento técnico

 

• Crampons. Recomendamos crampons automáticos ou semi-automáticos

• Bastões de esqui ou trekking (fortes). 1 par de bastões telescópicos

• Piolet clássico ou técnico.

• Rádio UHF.

 

f) Equipamento de acampamento

 

• Barraca técnica.

• Mochila. Com estrutura interna de, ao menos, 70L. Deve ter lugar para fixar os crampons.

• Mochila Attack pequena de 30 a 40 litros

• Saco de dormir. Qualidade de expedição para pelo menos -30ºC 1kg de duvet de boa qualidade é o melhor.

• Colchonete isolante. Tipo neoprene ou Therma rest.

• Canivete de bolso. Tipo suíço ou Leatherman tool.

• Garrafas de água. 2 garrafas de um litro com boca grande, uma garrafa térmica de um litro.

• Protetor solar. SPF 30-40.

• Protetor labial com filtro solar. SPF 20-40.

• Kit pessoal de primeiros socorros.

• Fogareiro.

• Utensílios de cozinha para os acampamentos de altura.

 

 

Considerações térmicas sobre a via normal

 

Esta vertente da montanha está muito exposta aos ventos de oes-sudoeste (ventos predominantes na zona), impondo sensações térmicas extremamente perigosas. A subida da rota normal exige, caso haja mau tempo (muito freqüente), um equipamento de alta qualidade e propriedades térmicas asseguradas bem como jaqueta barra ventos.

 

Forrar as modernas botas plásticas com palmilhas isolantes de espuma de alta densidade ("caseiras") é muito aconselhável.

 

As luvas, igual ao calçado, merecem atenção especial. É vital contar com pelo menos três pares de excelentes mitones (luvas sem dedos), para efetuar trocas caso necessário. Um par de luvas finas de seda o polipropileno, são aconselháveis como "segunda pele" permanentemente.

 

 

Tempos empregados na Rota Normal

 

 

• Plaza de Mulas - Nido de Condores (5.350m) 2 a 6h.

 

• "Nido de Condores" (5.350m) - zona de refúgios (5.800m) 30’ a 3h.

 

• Refúgios (5.800m) - cume (6.962m) 3 a 8h.

 

• Descida: cume - zona de refúgios (5.800m) 1 a 5h

 

 

 

OBS: A estada a 4.200 metros na Plaza de Mulas é determinante para o êxito da subida. Não vale nada subir saltando etapas do processo de aclimatação. É conveniente chegar em perfeitas condições à zona de refúgios a 5.800 metros. A comparação de tempos empregados para aceder às cotas mais baixas da montanha é, geralmente, um bom indicativo do posterior rendimento em altura. O tempo empregado até o “Nido de Condores” se duplica entre este lugar e o topo. É possível esperar uma aclimatação, ou melhorias no tempo, na zona do acampamento (5350m). Mais acima o organismo se deteriora e as forças diminuem rapidamente tornando necessária a descida.

 

 

 

 

 

Bem... Não é nenhum bicho de 7 cabeças, mas tem que preparar tudo meticulosamente.

 

Depois de montar o texto, me deu até vontade de ir. Se não tivesse de mudança pra Cusco... Iria lá com vc !! ::tchann::

 

Grande Abraço,

Leo

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Membros de Honra

Aqui vai a reprodução do e-mail que mandei para o Pedro do gentedemontanha:

Pedro, eu estava querendo saber dicas sobre o Aconcagua. Pelo que pude ver no > site de voces e conversando algumas pessoas que fizeram o trekking ate a Plaza de Mulas a subida do Aconcagua é quase um trekking em altitude, correto? Logo não existem trechos de escalada e quase nenhum de caminhada com camprons no gelo.

Correto, mas isso não quer dizer que seja fácil. crampons vc irá utilizar apenas se caiu neve e ele foi compactada. Não precisa de piolet, só bastões de trekking

 

Eu queria saber a respeito de gretas, se existem muitas e se ficam incobertas pelo gelo?

Não tem gretas pela normal

 

Se a canaleta é um trecho obvio ou existe alguma exigencia de escolher a melhor rota? Ela é realmente o unico trecho tecnicamente critico?

Ela é obvia, mas é o pior trecho, pois é final de tudo e quando seca ela tem os acarreos, que são as pedras soltas que cansam muito pra subir

 

Os inumeros acidentes fatais que acontecem na rota normal voce acha que sao decorrentes apenas de pessoas incompetentes, distraidas e/ou mal informadas? Sendo assim a rota normal nao oferece grandes riscos que não a grande altitude e as temperaturas extremas?

Acontece por imprudencia, porque as pessoas ignoram os sinais do tempo, chegam ao cume tarde e cansadas, não aguentando mais andar..

 

O que acha de uma escalada solo?

Ela é possivel, mas deixa tudo mais dificil pelo fator psicológico. O aconcagua é uma montanha longa e demorada que provoca muita angustia na gente. Ficar angustiado dentro da barraca com um amigo é uma coisa. Sozinho é outra muito pior. A maioria desiste do cume pq tá com saudade de casa e isso não é frescura. Depois de dez expedições aos Andes ainda sinto este problema. É terrivel!

Tem mais informações no site altamontanha.com. Eu inclusive recomendo antes de ir pro Aconcagua ir pro Cordon del Plata um ano antes pra pegar experiencia. Veja na minha Coluna lá o artigo: Aconcagua e Cordon del Plata

 

 

Pelas dicas do Pedro e as suas Leo o sonho parece cada vez mais possivel. Vou planejar pro final da media temporada e inicio da alta. Se mudar de ideia e resolver chegar ao "Teto das Américas" vai ser otimo contar com sua experiencia de alta montanha. Abraços

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Silnei changed the title to Aconcágua
  • Silnei unlocked this tópico

Participe da conversa

Você pode postar agora e se cadastrar mais tarde. Se você tem uma conta, faça o login para postar com sua conta.

Visitante
Responder

×   Você colou conteúdo com formatação.   Remover formatação

  Apenas 75 emojis são permitidos.

×   Seu link foi automaticamente incorporado.   Mostrar como link

×   Seu conteúdo anterior foi restaurado.   Limpar o editor

×   Não é possível colar imagens diretamente. Carregar ou inserir imagens do URL.


×
×
  • Criar Novo...